Page 1


apresentação

O projeto gráfico dessa revista foi proposto à turma de Design Gráfico do IFPE pelo professor Josinaldo Barbosa. A partir da observação de que não há uma revistas que retrate os grandes eventos, detalhando sua historia e fazendo uma cobertura total dos acontecimentos de forma eficiente, por darem muita importância ao apelo comercial, so trazem matérias superficiais sobre o assunto. Pensando nesta necessidade esta revista têm a intenção de informar aos leitores sobre os grandes eventos que acontecem no Brasil e no mundo fazendo isto de forma diferenciada, dando um destaque maior àquelas que o leitor considerar mais importantes. Esta primeira edição traz ao público a historia do rock in rio que é um festival de música cultural originário do Brasil idealizado pelo empresário brasileiro Roberto Medina e que tornou-se um evento de repercussão mundial. Nas páginas a seguir, será demonstrada a construção editorial e gráfica da revista Setlist, afim de responder a necessidade do leitor.

2


clientes do projeto

IFPE - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco Projeto Editorial - Revista Setlist 2º período - Tarde | 2013.1 Projeto Editorial | Josinaldo Barbosa

Isabella Brito

Luciana Galvão

Priscila Lino

Design Gráfico 2º período

Design Gráfico 4º período Administração (UPE) 9º período

Design Gráfico 2º período


sumário Ÿ Apresentação..............................................2

Ÿ Clientes.........................................................3

Ÿ Público-alvo................................................5

Ÿ A ideia...........................................................6

Elementos projetuais Ÿ Abordagem e conteúdo editorial.........8 Ÿ Logotipo..........................................9, 10 e 11

Ÿ Iconografia e inspirações..............12 e 13 Ÿ Tipografia...........................................14 e 15

Ÿ Paleta de cores..................................16 e 17

peça principal Ÿ Grid..............................................................19

Ÿ Layout...........................................20, 21 e 22 Ÿ Capa.............................................................23

Ÿ Imagem.......................................................24

Ÿ Espelho.......................................................25

Ÿ Elementos gráficos.........................26 e 27 Ÿ Interatividade...........................................28 Ÿ Produção gráfica.....................................29

Ÿ Softwares...................................................30

peças secundárias Ÿ Celular (Mobile).......................................32

Ÿ Site................................................................33 Ÿ

Bibliografia................................................34


Público alvo

A revista tem como objetivo alcançar o público de jovens e adultos com faixa etária entre 17 e 40 anos de idade, de classe B e C, do sexo feminino e masculino. Consumidores que tem o hábito de leitura e se preocupam em estar sempre informado com assuntos relacionados a artes, comportamento, atualidades, moda, musica, teatro, cinema, exposições e shows. São pessoas antenadas com o mundo tecnológico e digital, admiram e gostam de sempre estar por dento dos grandes eventos que acontecem no Brasil e no mundo, são colecionadores, e não gostam só de saber sobre os eventos, mas querem conhecer sua historia, o que aconteceu de diferente naquela época e os fatos curiosos e desconhecidos.

5


A ideia

Setlist é uma revista criada para trazer ao leitor um diferencial entre as demais conhecidas no mercado. Ela não retrata apenas shows ou fala sobre musica, ela exibe em suas 12 edições mensais, os grandes eventos que acontecem ou aconteceram em todo mundo. Procura informar ao leitorsobre os acontecimentos daquele evento, fazendo entrevistas e reportagem com quem participou, e também conta curiosidades inusitadas , antes desconhecidas. Será uma revista mensal, saindo 12 ao ano, para ser lida em qualquer lugar a qualquer hora. Possuirá uma diagramação moderna e será distribuída principalmente nas proximidades de cinemas , casas de shows e teatros, e em bancas de jornais e revistas. Nesta primeira edição o evento escolhido foram os Rock In Rio que aconteceram no Brasil. E é esperado fazer com que o leitor reviva tudo aquilo que aconteceu naquela época, sentido-se como se estivesse lá.

6


Elementos Projetuais


abordagem e conteúdo

Editorial | palavras do editor-chefe apresentando a proposta da revista. Nesta edição | apresentação sobre o evento musical que será abordado na edição. Sintonize-se | Linha do tempo para os eventos que tiveram muitas edições. Aperte o play | matérias do que aconteceu no evento, bandas, artistas envolvidos e o que de mais bacana rolou nos shows. Over all | curiosidades e fofocas dos bastidores da cena musical. Fala aí | Entrevistas com os principais artistas e bandas que fazem nosso coração disparar e nossa playlist não sair do repeat. Próxima faixa | O que vai tocar (ou melhor, aparecer) na próxima edição da Setlist.

8


logotipo

O conceito do nome “Setlist” veio do documento que lista as canções que uma banda musical pretende tocar durante um concerto musical específico, sendo primeiramente escrito a mão e agora podendo ser impresso, esse documento é parte fundamental para que um show possa acontecer, além de ser a origem de um bom show. Foi feita uma busca pela tipografia

que representasse não apenas o conceito do nome da revista como o que ela pretende passar. Além de ser uma revista diferenciada para um público mais especifico, nós buscamos diversas fontes que representasse seriedade, dinamismo e jovialidade. Separamos fontes mais finas e com um traçado mais “Clean” e também fontes que remetessem mais a escrita a mão, que

9


logotipo remete a primeira forma de se produzir uma setlist. Cerca de 12 tipografias foram escolhidas até fecharmos na “TrashHand”. Espanha, sempre com a intenção de levar todos os estilos de música para os mais variados públicos. Porém, ainda encontramos algumas dificuldades com a tipografia. Visto a forma como se escreve o nome “Setlist”, a separação e tamanho das palavras criava um certo conflito entre as letras E, T e L. Portanto, ainda modificamos a disposição das letras sem interferir no traço original da fonte.

Setlist Por fim, com inspirações vinda do Pop Art, MTV e algumas revistas de música em geral, colocamos um simbolismo na palavra “Setlist” ao colocar 3 quadrados dispostos de formas irregulares atrás do nome, esses com cores vivas como azul, amarelo e rosa. A ideia foi trazer mais vida ao nome e passar mais jovialidade, além de lembrar que mesmo por ser uma edição sobre o Rock in Rio, a revista não se destina a apenas esse público e sim aos jovens que curtem shows de sucesso ao redor do mundo.

10


LOGOTIPO (Aplicações) sem fundo Forma mais utilizada para aplicações em edições especiais, souvenirs e para composição e replicação da forma.

tons de cinza

em cores

As cores serão distintas e terão em mente sempre se adequar ao estilo da capa a ser feita e montada para cada edição. Serão cores vivas visando o público que pretendemos atingir. A logotipo da Setlist só pode ser aplicada na versão horizontal, exceto a sem fundo.

11


Iconografia e inspirações

12


Iconografia e inspirações

As principais inspirações para formar o caráter visual da revista foi o site do Rock in Rio, assim como revistas de músicas como Rolling Stone, Billboard, o Pop Art, a MTV e seus comerciais e algumas imagens relacionadas a shows de música.

13


tipografias As tipografias utilizadas foram escolhidas visando o conceito da revista, por ser destinada ao público jovem, selecionamos tipografias que fossem mais modernas, cleans e jovialistas. A revista será constituída de basicamente 3 fontes. A primeira tipografia, destinada a títulos e chamadas da revista será a Novecento Wide, composta apenas de caixa alta, não contendo serifa e possuindo uma largura horizontal das letras, tornando-a uma tipografia de mais fácil visualização. Ela será adotada tanto na versão Book (fina), e Ultralight, que apesar de transparecer um nome de corpo fino, é a que contém a espessura mais grossa. A segunda tipografia a ser utilizada será a Open Sans, que remete bastante a Novecento Wide, porém vem na versão em caixa alta e baixa.

Contendo um traçado mais fino, será utilizada apenas para subtítulos, box e citações com poucas palavras. Caso necessário, também poderá ser utilizada na forma Bold. A terceira tipografia será a Enriqueta, e terá a finalidade de corpo de texto de todas as matérias e de algumas matérias menores ou colunas. Seguindo o raciocínio das demais, se mostra uma fonte mais moderna e espaçada, porém contém serifa, diferente das duas citadas anteriormente, pois como será utilizada em todo o uso da serifa deixará mais confortável de lê-la. Essas três tipografias serão à base da revista, porém poderá ser utilizado outra forma de tipografia em algum título de matéria principal, chamada ou box caso seja o mais adequado a ser feito, visando sempre o conceito que a revista vai trazer em cada edição, assim como suas matérias.

Novecento Wide book

abcdefghijklmnopqrstuvxzwy 0123456789 14


tipografias

Novecento Wide ULTRALIGHT

abcdefghijklmnopqrstuvxzwy 0123456789 OPEN SANS (normal e bold)

ABCDEFGHIJKLMNOPQRTUVXZWY abcdefghijklmnopqrstuvxzwy 0123456789 ABCDEFGHIJKLMNOPQRTUVXZWY abcdefghijklmnopqrstuvxzwy 0123456789 ENRIQUETA

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZWY abcdefghijklmnopqrstuvxzwy 0123456789

15


PALETA DE CORES A paleta de cores contida nessa revista levarรก em conta as tonalidades aplicadas no logotipo principal e nos secundรกrios da Setlist. C: 2 M: 9 Y: 60 K: 0

C: 0 M: 60 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 60 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 60 Y: 60 K: 0

C: 2 M: 9 Y: 70 K: 0

C: 0 M: 70 Y: 0 K: 0

C: 10 M: 70 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 70 Y: 70 K: 0

C: 2 M: 9 Y: 80 K: 0

C: 0 M: 80 Y: 0 K: 0

C: 20 M: 80 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 80 Y: 80 K: 0

C: 2 M: 9 Y: 90 K: 0

C: 0 M: 90 Y: 0 K: 0

C: 30 M: 90 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 90 Y: 90 K: 0

C: 2 M: 9 Y: 100 K: 0

C: 0 M: 100 Y: 0 K: 0

C: 40 M: 100 Y: 0 K: 0

C: M: 100 Y: 100 K: 0

C: 20 M: 20 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 60 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 5 Y: 0 K: 0

C: 20 M: 5 Y: 0 K: 0

C: 40 M: 40 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 70 Y: 10 K: 0

C: 0 M: 10 Y: 5 K: 0

C: 30 M: 10 Y: 0 K: 0

C: 60 M: 60 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 80 Y: 20 K: 0

C: 0 M: 20 Y: 10 K: 0

C: 40 M: 20 Y: 0 K: 0

C: 80 M: 80 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 90 Y: 30 K: 0

C: 0 M: 30 Y: 15 K: 0

C: 50 M: 30 Y: 0 K: 0

C: 100 M: 100 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 100 Y: 60 K: 0

C: 0 M: 40 Y: 20 K: 0

C: 60 M: 40 Y: 0 K: 0

16


PALETA DE CORES

C: 5 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 20 M: 0 Y: 20 K: 0

C: 20 M: 0 Y: 20 K: 0

C: 35 M: 35 Y: 35 K: 0

C: 10 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 0 Y: 40 K: 0

C: 0 M: 0 Y: 40 K: 0

C: 25 M: 25 Y: 25 K: 0

C: 20 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 60 M: 0 Y: 60 K: 0

C: 60 M: 0 Y: 60 K: 0

C: 15 M: 15 Y: 15 K: 0

C: 30 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 80 M: 0 Y: 80 K: 0

C: 80 M: 0 Y: 80 K: 0

C: 5 M: 5 Y: 5 K: 0

C: 40 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 100 M: 0 Y: 100 K: 0

C: 100 M: 0 Y: 100 K: 0

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 0

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 20

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 40

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 60

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 80

C: 0 M: 0 Y: 0 K: 100

17 16


peรงa principal


Grid

Este grid sera usado em toda a revista. Optou-se por esse grid pois ele possibilitara uma variada diagramação dos elementos, e por ser um grid economico.

Com o uso das 8 colunas para que a diagramação seja melhor explorada, podendo assim adaptar os textos e imagem de diversas formas.

4 cm

4 cm

2 cm

2 cm

2 cm

2 cm

2 cm

2 cm

19


layout

exemplo 1

exemplo 2

exemplo 3

Na revista Setlist será usado várias formas de diagramação, com o objetivo de deixar o mais dinâmico possível, porém sem comprometer a legibilidade do texto. Além das páginas sumário, editorial e apresentação, ele apresentará mais 5 tipos diferentes de sessões, que são: linha do tempo, reportagens, entrevistas, curiosidades e próximos eventos. O Editorial assim como a apresentação da revista será apresentando em uma página em forma de coluna no canto inferior direito, assim como apresentado no exemplo 1. O espaço branco dará mais ênfase à parte escrita, além de deixar um aspecto mais clean e confortável para o leitor. Logo após o editorial e a apresentação será exibido o sumário com pouco texto e seguindo o grid de colunas, porém de forma horizontal, haverá uma paralelização entre figura e texto (exemplo 2). A linha do tempo será apresentada em duas páginas, que usará bem o espaço para construir uma linha do tempo mais curvada e dinâmica, e não apenas retilínea. Além disso, as figuras e o que será descrito de cada uma irá dentro de caixas, tornando a legibilidade melhor. (exemplo 3) A sessão de reportagem terá um visual mais moderno, no qual as imagens da reportagem não vão se enquadrar ao grid, e sim sangra-lo, tomando toda a página. O texto aparecerá enquadrado em caixas

20


layout

exemplo 4

exemplo 5

exemplo 6

brancas, para não comprometer a legibilidade, porém seguindo o grid de colunas. Não seguirá um padrão definido de colunas ou caixas, porém terão a mesma uniformidade, explorando o grid para as reportagens (exemplos 4 e 5). Dentro da própria reportagem haverá a sessão de curiosidades, que ressaltará os eventos mais exóticos que aconteceram com aquele evento em que a reportagem se refere. Para esta sessão, o aspecto será diferente do de colunas, se assemelhando mais ao modular, apesar de se manter ainda como colunas, cada curiosidade aparecerá em um box diferente apresentando uma flexibilidade de texto diferente (exemplo 6). Essa sessão pode vir a pegar uma página completa ou apenas um pedaço dela, o que irá variar de evento para evento. Após a sessão de reportagem e curiosidades, haverá uma sessão de entrevista,

21


exemplo 9

exemplo 8

contendo uma página obrigatoriamente. Essas sessões se apresentarão em forma de colunas, porém posicionadas de diversas formas tentando sempre remeter a modernidade. Dependendo do evento, poderá ser uma coletânea de entrevista dos shows da época ou apenas de uma banda. Ver exemplos 7, 8 e 9. Por fim, haverá a sessão de próximas edições, que apresentará o que terá nas próximas edições que contemplem ainda o megaevento apresentado, no caso do RIR, como faremos apenas das edições brasileiras ainda faltará às edições de Lisboa, Madrid, Buenos Aires e a edição no Rio de Janeiro deste ano, 2013. Alternando entre imagem e texto, poderá ser usada colunas ou box para a melhor adequação do conteúdo a ser passado. Em algumas edições essa sessão contemplará a próxima edição de um novo evento, em caso de termino das edições de um megaevento especifico ou quando o exposto não apresentar novas edições.

exemplo 7

layout

22


capa A aplicação da logo será na maioria das vezes no canto superior esquerdo (exemplo 1), podendo variar para o direito (exemplo 2). Como dito antes, as cores podem variar dependendo de como será encaixado com a figura de capa. A imagem de capa ficará atrás dos nomes e chamadas, e seguindo um aspecto parecido com as reportagens, as chamadas e títulos irão vir com um fundo branco, para não comprometer a questão da legibilidade (exemplo 3). Em edições especiais, poderá ser utilizada a logo sem a simbologia dos retângulos ao fundo, podendo aparecer completa (exemplo 4), ou cortada (exemplo 5), e na forma vertical (exemplo 6).

ROCK IN RIO brazil

ROCK IN RIO BRAZIL 29 years, 3 cities and 10 festivals marking the history of world music.

exemplo 1

exemplo 2

exemplo 3

exemplo 4

exemplo 5

exemplo 6

23


IMAGEM Ao longo das matérias contidas na revista o leitor terá contato com diversas linguagens visuais, afim de orientá-lo na comunicação. As imagens deverão estar de acordo com o perfil que a revista propõem, além de estarem relacionadas ao tema tratado na matéria aonde a mesma será aplicada. Dessa forma, poderá ser utilizada imagens vetoriais, como ilustrações e infográficos, e imagens bitmap, como fotografias.

24


espelho

Capa Editorial Nesta edição Sintonize-se Aperte o play Over all Fala aí Próxima faixa Publicidade

25


Elementos Gráficos

Balão para sessões Para servir de suporte ao nome das sessões, além de manter esteticamente a identidade visual do logotipo da revista, foi desenvolvido este “balão” que poderá sofrer alterações em altura, comprimento e cor, de acordo com o nome da sessão.

26


Elementos Gráficos

Box | O uso do box será indicado para os textos que servirão de complemento para as reportagens.

Legenda | O símbolo play será utilizado no início da legenda das imagens contidas na Setlist. Próxima página | Este símbolo tem como objetivo indicar ao leitor que o conteúdo tem continuidade na próxima página. Fim de texto | Para indicar que texto da matéria terminou, utilizamos desse símbolo após o ponto final do último parágrafo.

27


Interatividade

Rock in Rio 1º edição

O leitor encontrará no final da revista um cd, que ira conter musicas e vídeos do rock in rio para interagir com a revista , de maneira que ao ler ele também possa ouvir e ver os momentos retratados de maneira que sua leitura e interação com a revista seja mais prazerosa. Foi aproveitado essa nova possibilidade tecnológica para fazer com que o leitor interaja com recursos

multimídia (como vídeo e áudio), participe de forma mais ativa com a revista, e tenha mais informações sobre algum determinado assunto que não tenha sido tão explorado na revista impressa, tudo isso de forma rápida e prática.

28


produção gráfica

Papel Para o miolo, será aplicado o papel do tipo Offset 90g/m2, por ter como característica a melhor absorção de tintas, garantindo uma boa reprodução de imagens. Na capa, optou-se pelo papel tipo Couché 180g/m2 com brilho, pois devido a sua microporosidade as tintas ficam depositadas na superfície do papel,

garantindo cores mais vivas ao impresso.

Impressão O logotipo usado na capa poderá ser preenchido com cores especiais, preferencialmente Pantone, porém, respeitando os conceitos ditos neste projeto. As demais páginas da revista serão em quadricromia (4 cores).

29


softwares Adobe InDesign Cs6 É um software desenvolvido para diagramação e organização de páginas, cria documentos em formato próprio, editável e permite criar, diagramar, visualizar e editar materiais como: revistas, jornais, anúncios, embalagens , etc. Adobe Photoshop Cs6 Caracterizado como editor de imagens que fornece recursos de composição e edição 3D, além das ferramentas práticas que permitem fazer o tratamento de cor e resolução das fotografias aplicadas na revista. É considerado o líder no mercado dos editores de imagem profissionais. Adobe Illustrator Cs6 É o software de edição vetorial. As ferramentas oferecidas são profissionais e garantem a criação de desenhos perfeitos e oferece muita estabilidade ao trabalhar com arquivos complexos, recursos que agilizam o trabalho. Corel draw x5 É um programa de desenho vetorial bidimensional para design gráfico que possibilita a criação e a manipulação de vários produtos, como por exemplo: desenhos artísticos, logotipos, capas de revistas, livros, Cds, etc.

30


peรงas secundรกrias


celular (mobile)

Qual o melhor tema para a próxima edição da revista? Pop Music Festival Lollapalooza Flow Festival CMA World Festival iherart

Enviar

A revista também contará com um suporte de aparelho móvel: o celular. Onde o leitor possa acessar um conteúdo rápido, que serão colocados enquetes, votações, informações, curiosidades e download de

musica, aonde a pessoa vai interagir diretamente com a revista, e todos os resultados de enquetes e votações serão expostos na revista e no site.

32


site

A página virtual da revista Setlist irá conter informações sobre os principais festivais que já ocorreram e que estão para

acontecer no Brasil e no mundo, além do recurso interativo de fotos, vídeos e playlists montadas pelos próprios usuários.

33


Bibliografia

Ÿ Laboratorio Pop. Disponivel em: http://www.laboratoriopop.com.br/>.

Acesso em: 22/04/2013.

Ÿ MTV. Disponivel em: <http://www.mtv.com/>. Acesso em: 24/04/2013. Ÿ Billboard. Disponivel em: <http://www.billboard.com/>. Acesso em:

24/04/2013. Ÿ Rollingstone. Disponivel em: <http://www.rollingstone.com/>. Acesso em:

24/04/2013. Ÿ Wikipedia. Disponivel em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Set_list>. Acesso

em: 24/04/2013.

Ÿ Wikipedia. Disponivel em: <http://en.wikipedia.org/wiki/Pop_art>. Acesso

em: 24/04/2013. Ÿ Rock in rio. Disponivel em: <http://rockinrio.com/rio/>. Acesso em:

10/04/2013.

Ÿ SILVIA, Rafael Sousa. Diagramação. 3.ed. São Paulo: Summus,1985. 152p.


Projeto setlist  

Projeto editorial da revista "Setlist", criado na cadeira de Projeto Editorial, 2º período, 2013.1 - IFPE

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you