Issuu on Google+

Cursistas: Maritelma Zanotto Orlando Maria de Fátima Gomes da Silva Simone Aparecida Tófolo Vera Lúcia de Souza Laxa Juliana Aquino de Morais Daniane Moreira Sibrão Salviato

Escolas: EMEIF “Profª Djanira Félix Bomfim Bacci” EMEF “Vereador Primo Tessarini” E.M.E.F “João Batista da Rocha Corrêa” Classes: 1º ano 2º ano 3º ano Tutora: Luciana B. Talamoni.

2013


FACISCULO 1 – NÚMEROS NATURAIS

Atividade - 1: A ordenação dos números naturais. Atividade – 2: A reta numérica – O pulo do sapo.

Objetivo: Desenvolver no aluno o significado do conceito de número, adição e subtração. Compreender a ordenação dos números naturais.

Meta: Propiciar ao aluno a oportunidade de utilizar estratégias para compreender a ordenação dos números naturais e quantificar elementos de uma coleção: contagem, pareamento, estimativa e correspondência de agrupamentos.


COMPARAÇÃO ENTRE COLEÇÕES DIFERENTES

DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Foi dado um montinho de 7 fichas para Erick e 6 para Emily. A professora fez algumas perguntas para os alunos como: - Quem ganhou mais fichas? - Quem tem mais fichas? - Quantas fichas Erick tem a mais que Emily? - Quantas fichas Emily tem a menos? - Quantas fichas têm ao todo? Esta atividade foi desenvolvida com alunos do 1º ano. Inicialmente elas responderam a quantidade que cada uma tinha corretamente sem dificuldades. Mas foi observado que durante as perguntas “a mais que” e “a menos que” houve certa dificuldade. O aluno Erick prontamente colocou as fichas lado a lado e só então respondeu que era uma. Foi uma ótima atividade, pois levou os alunos a pensar em uma estratégia para a resolução da atividade proposta de maneira lúdica.


A RETA NUMÉRICA

DESENVOLVIMENTO

Situação 2 :

A atividade com a reta numérica “O pulo do sapo”, foi aplicado aos alunos do 1ºano, teve como início a montagem da reta numérica. Na atividade, os alunos teriam que observar o número apresentado na placa do sapo, falar o número em voz alta e pular até a pedra que continha o número, pulando de pedra em pedra. A atividade foi bastante significativa, os alunos apresentaram alegria ao realizá-la e isso contribui para um bom desenvolvimento dos mesmos.


FACISCULO 2 – OPERAÇÕES COM NÚMEROS NATURAIS

Atividade 1: O algoritmo da adição. 2: A multiplicação e a divisão.

Objetivo: Levar o aluno a perceber as relações e compreender as trocas no Sistema de Numeração Decimal (unidade, dezena e centena).Entender o conceito de multiplicação trabalhado pela probabilidade.

Meta: Propiciar ao aluno oportunidade para elaborar o conceito de unidades, dezenas e centenas facilitando a realização de adições. Fazer com que o aluno aprenda através da atividade lúdica.


O ALGORÍTMO DA ADIÇÃO

DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Foi pedido aos alunos para que realizassem a adição 15 com 7. Para isso foi utilizado o QVL e o material dourado. Eles foram orientados pelo professor para que representassem o 15 no QVL e na linha de baixo o 7. Situação inicial: D |

U ▪▪▪▪▪

D |

U ▪▪▪▪▪ ▪▪▪▪▪▪▪

D |

U ▪▪▪▪▪ ▪▪▪▪▪▪▪ ▪▪

||

Logo, 15 + 7 = 22 Nesta atividade os alunos tiveram a oportunidade de perceber que dez unidades correspondem a uma dezena. No início ficaram um pouco inseguros, mas logo o aluno Pablo perguntou se poderia trocas as unidades pela barrinha da dezena e deu logo a explicação para sua colega.


A MULTIPLICAÇÃO


DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Paulo e João são irmãos e foram convidados para uma festa de aniversário. Mas não sabem o que usar. Eles possuem: Camisetas: 1 azul, 1 amarela e 1 verde. Bermudas: 1 preta e 1 marrom. Vamos ajudá-los formando combinações de roupas? Esta foi à situação problema colocada aos alunos e para que pudessem resolver foi feito um quadro com as combinações possíveis através de desenhos. Após a montagem da tabela eles perceberam que haveria 6 possibilidades de roupas. Tudo isso foi trabalhado de forma lúdica para os alunos entenderem a “noção” de multiplicação, portanto, esta atividade foi adaptada à faixa etária dos alunos. Os objetivos foram atingidos uma vez que chegaram a resposta correta.


FACÍSCULO 3 – ESPAÇO E FORMA.

Atividade - 1: Atividade de localização e orientação. 2: Reflexão de figuras: simetria.

Objetivo: Levar o aluno a se orientar e localizar-se no espaço físico da sala de aula. Entender as semelhanças e diferenças entre as figuras, percebendo relações de tamanho e forma, aumentando sua percepção visual. Conhecer as figuras geométricas e saber formar desenhos com elas.

Meta: Propiciar ao aluno oportunidade para estabelecer o conceito de direção espacial, noção de lateralidade e posicional. Aumentar sua capacidade de concentração e noção visual.


ESPAÇO E FORMA

DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Atividade de localização e orientação. Esta atividade iniciou-se em uma roda de conversa falando sobre o espaço físico da sala de aula, carteiras dos alunos, mesa da professora, porta e janelas. Abordou-se o assunto de lateralidade, perto/longe e em frente/atrás. Após a conversa os alunos receberam uma folha com a vista de cima da sala de aula em que estudam novamente foram abordados os mesmos conceitos só que agora de forma concreta. Perguntas: - Qual o aluno senta mais próximo da professora? Faça um (X) em sua carteira. - Qual o aluno senta mais longe da professora? Faça um (X) em sua carteira. - Qual carteira Anthony senta? Faça um (A) em sua carteira. - Qual criança senta à esquerda de Anthony? Marque (E) em sua carteira.

Foi uma aula muito agradável e produtiva desenvolveu o conceito de posição espacial nos alunos os quais ficaram muito motivados para se localizarem na sala de aula.


Situação 2: Reflexão de figuras: simetria. Inicialmente foi feito uma roda de conversa

sobre o significado de

simetria trabalhando inúmeros exemplos. Somente após o conceito formado é que iniciamos a atividade. Foi utilizada uma folha de papel quadriculado dividido em duas partes, na qual no lado direito havia uma parte do desenho de uma casa e pediu-se aos alunos que completassem o lado esquerdo. Percebi que embora alguns alunos apresentaram um pouco de dificuldades para completar corretamente o desenho, eles mostraram se bastante concentrados na elaboração da atividade. Esta atividade desenvolveu a observação, a percepção de semelhanças e diferenças entre as figuras.


FACÍSCULO 4 – FRAÇÕES

Atividade - 1: A fração na Educação Infantil (Fase II – 5 anos). Atividade – 2:Compondo círculos (1º ano)

Objetivos: - Mostrar ao aluno que as frações fazem parte de nosso cotidiano; - Estimular a resolução de problemas em etapas, incentivando a reflexão, o raciocínio lógico e a coerência de pensamento; - Tornar o aprendizado prazeroso e desafiador.

Meta: Propiciar ao aluno oportunidade para elaborar o conceito de frações de forma prática e divertida.


FRAÇÕES DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Aproveitando que as crianças adoram brincar de massinha de modelar, foi distribuído aos alunos além da massinha, pratinhos descartáveis e palitos. Depois, a professora incentivou-os para que fizessem uma pizza com a massinha de modo que cobrisse todo o fundo do pratinho. Neste momento, foi explorada a pizza inteira. Em seguida, foi feito indagações como poderíamos dividi-la para duas pessoas de modo que cada uma ficasse com metade da pizza. As crianças sabiam que seria necessário dividi-la ao meio. Aproveitou-se nesse momento para explorar o conceito de metade. Foi proposto também para que dividissem a pizza em quatro pedaços iguais de modo que quatro crianças receberiam o mesmo pedaço de pizza, explorando o conceito de um quarto. OBS: Este trabalho foi desenvolvido de forma lúdica, mas o conceito de fração foi apenas oral.


Atividade 2: Compondo círculos Desenvolvimento: Foram apresentadas aos alunos as peças do jogo (o inteiro,a metade e as demais peças).Observadas as peças,foi solicitado aos alunos que montassem círculos com as partes e também que fizessem a comparação com o que montou com os demais colegas. Durante a atividade foram feitas perguntas como: -Quanta peça usou? -Seu amigo usou mais ou menos peças?Por quê? -Se usar uma peça sua, quantas peças vai precisar pedir ao amigo para montar o círculo? A aula foi bastante produtiva, pois os alunos montaram várias vezes o círculo explorando as diversas possibilidades que o jogo permite.


Fascículo 5: Grandezas e Medidas

Atividade 1-Calendário

Objetivo: Identificar as unidades de tempo- dia, semana ,mês e a utilização de calendário.

Meta: Trabalhar diariamente com o calendário para identificar o dia do mês e registrar a data.


Desenvolvimento: Com a ajuda dos alunos, foi confeccionado um calendário para ser anexado na sala de aula e calendários em tamanho menor para serem colados nos cadernos e preenchidos todos os dias pelos alunos. Diariamente é realizada a leitura do calendário- dias da semana, mês em que estamos e também observado o tempo (temperatura), e é desenhado no quadrinho do dia um símbolo que represente o tempo (sol, gotinhas de chuva, nuvem). Também é trabalhado eventos do mês e aniversariantes.


Atividade 2: Balança

Objetivo: Auxiliar o aluno a compreender o que significa medir, utilizando para isso estratégias pessoais e incentivando a utilização de instrumentos como a balança.

Meta: Explorar conceitos em situações significativas para os alunos.


Desenvolvimento:

Foi

feita

uma

balança

com

cabide

de

plástico,

barbante,duas tampas de lata de achocolatado e utilizados diferentes materiais para comparar a massa.Antes de colocar os objetos escolhidos,verificamos se a balança

estava

equilibrada.Durante a

atividade,foram feitos alguns

questionamentos: -Se escolherem dois objetos iguais, será que a balança ficará equilibrada? -E se escolherem dois objetos diferentes o que irá acontecer? -E se escolher dois objetos diferentes, mas em quantidades diferentes, o que poderá acontecer?


FASCÍCULO 6 – Tratamento da Informação

Atividade - 1: Gráficos na Educação Infantil (Fase II – 5 anos).

Objetivos: Desenvolver a habilidade da leitura, construção e interpretação de diferentes representações gráficas.

Meta: Identificar o uso de tabelas e gráficos para facilitar a leitura e interpretação de informações. Coletar e organizar dados e representá-los em gráficos.


GRÁFICOS DESENVOLVIMENTO: Situação 1: Foi feito um levantamento das frutas preferidas pelos alunos. Ao fazer esse levantamento a professora fez uma tabela com as frutas escolhidas pelas crianças e em seguida uma votação. O registro desse levantamento foi realizado pelos próprios alunos na lousa usando um tracinho. Já com essas informações foi realizada uma contagem da quantidade de alunos com suas frutas preferidas. Além desse registro foi distribuído cartões para os alunos de modo que cada um colocasse seu cartão na coluna da fruta escolhida criando assim um gráfico. Perguntas: Quantos preferem laranja? E banana? Quantos votos teve a maçã? Qual fruta teve menos voto? Qual fruta teve mais votos? Houve empate? Foi uma aula muito divertida e as crianças puderam entender a construção de um gráfico participando ativamente da aula.


Atividade -2: Gráfico de colunas dos aniversariantes.

Objetivos: Levar o aluno a se tornar capaz de descrever e interpretar sua realidade, usando conhecimentos matemáticos.

Meta: Estimular o aluno a desenvolver atitudes de organização e coleta de informações.


Desenvolvimento: No primeiro momento foi montado com as crianças uma tabela

com

as

seguintes

informações:

mês,

nome

da

criança,quantidade.Coletadas as informações,foi distribuída uma caixa de fósforo para cada aluno.Com a ajuda da professora cada num encapou a sua caixinha(meninos de uma cor, meninas outra). Depois, foi solicitado a cada criança que colocasse sua caixa sobre o mês correspondente ao seu aniversário.

Quando todas as crianças colocaram as suas caixinhas, foi feita a representação gráfica do que estavam observando. Terminada a representação gráfica foram feitos questionamentos como: -Qual mês tem mais aniversariante? -Qual mês teve menos aniversariante? -Houve empate em algum mês? -Em algum mês não teve aniversariante? -Quantas crianças fazem aniversário no mês que não temos aula? -Quantas crianças fazem aniversário no último mês?


Fascículo 7:Resolver Problemas:O Lado Lúdico do Ensino de Matemática

Atividade -1:Pensando o processo de resolução de problemas-

A CAIXA

Atividade-2:Buscando e aprendendo a resolver problemas por meio de jogosKALAH Objetivos:A partir de um problema de lógica e de um recreativo,discutir aspectos referentes ao processo de resolução de um problema como: estratégias de leitura,compreensão, planejamento e avaliação.Objetiva também discutir a necessidade de valorizar os registros como um recurso que possibilita ao aluno comunicar e expressar as estratégias de resolução e os resultados obtidos nos problemas,valorizando as estratégias individuais.

Meta: Levar a criança a agir sobre situações concretas,assimilando novos conceitos e adquirindo novas habilidades.


Atividade 1-

Desenvolvimento: Há 3 caixas separadas de igual tamanho,dentro de cada caixa,2 caixas separadas

pequenas e dentro de cada uma das caixas

pequenas há 4 caixas também menores.Quantas caixas há ao todo? A resolução do problema foi um processo criativo,em que os alunos tiveram a oportunidade de explorar diferentes caminhos que os levassem a resolução. Assim,a ênfase foi dada à valorização das estratégias individuais apresentadas pelos alunos,o que possibilitou a professora perceber como ele compreendeu,que tipos de recursos utilizou destacadas em suas ações.

e que ações mereceram ser


Atividade 2-Jogo Kalah

Desenvolvimento: Foi distribuído um tabuleiro e feijões para cada dupla. Compreendidas as regras do jogo,os alunos iniciaram as jogadas e a medida que surgiam dúvidas,as mesmas eram esclarecidas pela professora. Como o objetivo dos competidores é acumular o maior número de sementes, mas nem sempre a melhor jogada é a que possibilita uma maior quantidade delas, os alunos precisaram ter bastante atenção no decorrer do jogo.A atividade enriqueceu a aula e também o aprendizado.



Portfólio Pró Letramento Matemática