Page 1

Lê o texto com atenção. Não tenho saudades da terra onde eu e a tua mãe nascemos – contava o pai ao menino que o ouvia de boca aberta. Aquilo nem chegava a ser uma aldeia. Tinha apenas três casas muito mal amanhadas e pouco melhores que as cortes das cabras e das ovelhas. O resto eram penedos, mato, campos, carvalhos e giestas. Lá no fundo corria o Ovil, um riozinho que no Inverno engrossava imenso, chegando mesmo a passar por cima da estreita ponte de madeira. Numa das casas viveu durante muitos anos um velhote, o tio Catarino. Viúvo e muito alto, o tio Catarino, mal chegavam os dias de Inverno, enterrava na cabeça um gorro preto feito de lã de ovelha e só o largava depois de o cuco aparecer na Primavera.

António Mota

1. Assinala com um X a resposta certa. 1.1. Quem fala no texto é…  O pai do menino  A mãe do menino 1.2.

O menino

Uma vila

A terra era…

Maior que uma aldeia

Menor que uma aldeia

2. O que diz o pai acerca da terra onde nasceu? _______________________________________________________________ _______________________________________________________________ 3. Porque é que o tio Catarino usava um gorro na cabeça? _______________________________________________________________ 4. Copia o terceiro período do segundo parágrafo. _______________________________________________________________ 5. Escreve de novo a frase trocando a palavra sublinhada por um sinónimo. “(…)um riozinho que no Inverno engrossava imenso”


6. Com as palavras que estão dentro da caixa inventa: Vasco estrada

sopa carro As O de comem

viaja na a meninas toda

uma frase: __________________________________________________ uma não-frase: __________________________________________________ 7. Completa as palavras com m ou n.

Ba___co

Po___ba

Mo___te

Le___ço

Pi___guim

Ta___bor

8. Como é a tua terra? Não esqueças o nome, a categoria, o que fazem as pessoas, as belezas que tem. Depois arranja um bonito título para a tua composição.

______________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________

Lporm01  

Texto e interpretação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you