Page 469

de professora na escola. E vai se dar muito bem lá agora que nenhum dos Pye está mais lá. Josie foi a última deles, o que foi muito bom para ela, lá isso foi. Nos últimos vinte anos, sempre houve um ou outro Pye na escola de Avonlea, e eu acho que a missão deles na vida era manter os professores da escola se lembrando que o mundo não é seu lar. Valha-me, Deus! O que é aquele monte de piscadelas e cintiladas no frontão dos Barry? – É Diana dando sinal, ela quer falar comigo – respondeu Anne, rindo. – Sabe, é um velho hábito nosso. Com licença, eu vou dar um pulo até lá para ver o que ela quer. Anne correu pela ladeira dos cravos como um cervo e desapareceu entre as sombras dos abetos da Floresta MalAssombrada. A sra. Lynde acompanhou-a com um olhar indulgente. – Ela ainda tem muito de criança nela, de muitas maneiras. – Ela tem muito mais de uma mulher nela, de outras maneiras – revidou Marilla, com um retorno momentâneo de sua antiga secura. Mas a secura já não era mais uma característica que diferenciava Marilla. Como a sra. Lynde disse para seu Thomas naquela noite: – Marilla Cuthbert ficou dengosa. Isso sim. Na tarde seguinte, Anne foi até o pequeno cemitério de Avonlea colocar flores frescas no túmulo de Matthew e regar a roseira escocesa. Ela ficou lá até o entardecer, usufruindo a paz e a tranquilidade daquele lugarzinho, com seus choupos cujo farfalhar lembrava um discurso baixinho e amigável, e com o capim que crescia solto entre os túmulos. Quando finalmente foi embora e começou a caminhar pela longa colina que descia até o Lago de Águas Cintilantes, a noite já estava caindo, e toda Avonlea estava a seus pés como uma névoa luminescente onírica: “uma fantasmagoria de antiga paz”. Havia um frescor no ar como se um vento tivesse soprado campos de cravos tão doces como o mel para lá. Entre as árvores das propriedades, as luzes das casas cintilavam aqui e ali. 469

Profile for lucasportop2

Anne de Green Gables  

Anne de Green Gables  

Advertisement