Page 409

Milton Clark, de Newbridge, apresentaria um solo de violino; Winnie Adella Blair, de Carmody, cantaria uma balada escocesa; e Laura Spencer, de Spencervale, e Anne Shirley, de Avonlea, declamariam. Como Anne teria dito no passado, era “um marco em sua vida”, e ela estava deliciosamente alvoroçada com a excitação que o evento provocava. Matthew sentia um orgulho gratificante e estava no sétimo céu com a honra outorgada à sua Anne, e Marilla não ficava muito atrás, apesar de preferir morrer a admiti-lo e comentar que não era muito apropriado que um monte de jovens ficassem perambulando por aí sem a companhia de um responsável até o hotel. Anne e Diana iriam com Jane Andrews e seu irmão Billy no carro esporte; várias outras moças e rapazes de Avonlea também iriam ao recital. Aguardava-se a presença de um grupo de visitantes de fora da cidade, e depois do concerto haveria um jantar para os artistas. – Você realmente acha que o vestido de organdi é o melhor? – perguntou Anne ansiosa. – Eu acho que ele não é tão bonito como aquele de musselina de flores azuis... e certamente é tão menos elegante. – Mas ele fica melhor em você – respondeu Diana. – É tão macio, tão cheio de babados, e cai tão bem em você. A musselina é dura, faz você parecer muito formal. Já o organdi parece ter sido feito para você. Anne suspirou e cedeu. Diana começava a ter uma reputação de possuir um gosto maravilhoso para roupas, e seus conselhos nesses assuntos eram muito requisitados. Ela também estava muito bonita, especialmente naquela noite, no seu vestido cor de rosas selvagens, da qual Anne estava impedida de usar para sempre; mas como Diana não participaria do recital, sua aparência não tinha muita importância. Todas as suas preocupações estavam voltadas para Anne, que, ela jurou, deveria, para o mérito de Avonlea, 409

Profile for lucasportop2

Anne de Green Gables  

Anne de Green Gables  

Advertisement