Page 39

ondas por sua fronte de alabastro. O que é uma fronte de alabastro? Nunca descobri o que era. O senhor saberia me dizer? – Bem, ora, receio que não – disse Matthew, que já estava ficando um pouco tonto. Sentia-se como havia se sentido certa vez, em sua temerária juventude, quando um outro garoto o instigara a experimentar o carrossel durante um piquenique. – Bem, o que quer que fosse, deveria ser algo bom, porque ela era de uma beleza divina. O senhor já imaginou como deve ser ter uma beleza divina? – Bem, ora, não, nunca – admitiu Matthew, ingenuamente. – Eu já, muitas vezes. Se pudesse escolher, o que o senhor preferiria ter: uma beleza divina, uma inteligência estonteante ou um coração angelical? – Bem, ora, eu... não sei ao certo. – Nem eu. Nunca consigo me decidir. Mas não faz muita diferença mesmo, pois não creio que eu vá ter uma dessas qualidades um dia. Com certeza não terei um coração angelical. A sra. Spencer disse que... Oh, sr. Cuthbert! Oh, sr. Cuthbert! Oh, sr. Cuthbert!!! Não foi isso que a sra. Spencer disse, a menina não caíra da charrete nem Matthew fizera nada de extraordinário. Eles haviam simplesmente contornado uma curva da estrada e entrado na “Avenida”. A “Avenida”, como era chamada pelas pessoas de Newbridge, era um trecho de estrada de trezentos e sessenta a quatrocentos e cinquenta metros de extensão, totalmente coberto por macieiras imensas, de copas vastas e em forma de arco, plantadas anos antes por um velho e excêntrico fazendeiro. No alto, formava-se um extenso dossel de flores fragrantes e brancas como a neve. Abaixo da ramagem, o ar enchia-se de lusco-fusco púrpura e, ao longe, uma nesga de céu colorida pelo crepúsculo brilhava como uma grande roseta a arrematar a nave de uma catedral. A beleza da cena parecia ter embasbacado a criança. Ela se 39

Profile for lucasportop2

Anne de Green Gables  

Anne de Green Gables  

Advertisement