Page 335

a verdade a menos que tenhamos prova do contrário. Agora eu tenho uma prova... cabelos verdes são prova suficiente para qualquer pessoa. Mas eu ainda não tinha cabelos verdes, e acreditei em cada palavra que ele disse de modo implícito. – Quem disse? De quem você está falando? – Do mascate que passou aqui hoje à tarde. Comprei a tinta dele. – Anne Shirley, quantas vezes eu já disse para você nunca deixar um daqueles italianos entrar aqui em casa! Na minha opinião, o melhor a fazer seria desencorajá-los para nunca passarem por Avonlea. – Oh, eu não deixei que ele entrasse em casa. Eu lembrei o que você disse, saí, fechei a porta cuidadosamente e examinei a mercadoria dele na escada. Além disso, ele não era italiano. Era um judeu alemão. Ele tinha uma caixa enorme cheia de coisas muito interessantes e disse que estava trabalhando muito para conseguir dinheiro suficiente para mandar vir a esposa e as crianças da Alemanha. Ele falou sobre a família com tanta emoção que tocou meu coração. Eu quis comprar alguma coisa dele para ajudá-lo nessa finalidade tão justa. Aí, de repente, vi a garrafa de tintura para cabelos. O mascate disse que garantia que pintava qualquer cabelo de uma linda cor preta e brilhante, e que não sairia quando o lavasse. Num piscar de olhos, eu me vi com lindos cabelos pretos e brilhantes, e não consegui resistir à tentação. Mas a garrafa custava setenta e cinco cents e eu só tinha cinquenta cents que haviam sobrado da minha mesada. Eu acho que o coração do mascate devia ser muito bondoso, porque ele disse que, como era eu quem estava comprando, ele me venderia a garrafa por cinquenta cents, o que era quase de graça. Então comprei a garrafa e, assim que ele foi embora, vim para cá e apliquei a tinta com uma velha escova para cabelos, como estava escrito na etiqueta. Usei toda a garrafa e, oh, Marilla, quando vi a cor horrível que meu cabelo ficou, eu me 335

Profile for lucasportop2

Anne de Green Gables  

Anne de Green Gables  

Advertisement