Page 185

estava falando sério. – E Marilla deixará você ficar em casa? – ela perguntou. – Ela terá de deixar – respondeu Anne. – Nunca mais voltarei à escola enquanto aquele homem estiver lá. – Oh, Anne! – Diana parecia prestes a chorar. – Como você é malvada. O que vou fazer? O sr. Phillips me fará sentar ao lado da desagradável Gerti Pye... Sei que sim, porque ela não divide a carteira com ninguém. Volte, Anne, por favor. – Eu faria quase qualquer coisa por você, Diana – disse Anne, tristonha. – Eu deixaria que me esquartejassem, um membro por vez, se isso fosse ajudar você. Mas não posso fazer isso e, sendo assim, por favor, não me peça tal coisa. Você me aflige a alma. – Pense só em toda a diversão que irá perder – lamentou-se Diana. – Vamos construir uma casa nova às margens do riacho, e mais bonita ainda. E vamos jogar bola na semana que vem, e você nunca jogou bola, Anne. É tão empolgante. E vamos aprender uma canção nova: Jane Andrews já a está praticando. E Alice Andrews vai trazer um livro novo da Pansy1 na semana que vem, e vamos todas lê-lo em voz alta, um capítulo cada uma, perto do riacho. E você sabe como gosta de ler em voz alta, Anne. Nada disso comoveu Anne. Ela estava decidida. Não voltaria à escola enquanto o sr. Phillips fosse o professor; foi o que disse a Marilla ao chegar em casa. – Que absurdo – disse Marilla. – Não é absurdo, não – disse Anne, fitando Marilla com um olhar solene e reprovador. – Você não entende, Marilla? Fui insultada. – Insultada, mas que bobagem! Você irá à escola amanhã, como sempre. – Oh, não – Anne chacoalhou de leve a cabeça. – Não voltarei, Marilla. Estudarei em casa, farei de tudo para ser boazinha e ficarei 1 Apelido da escritora norte-americana Isabell Macdonald Alden (1841-1930). (N. T.)

185

Profile for lucasportop2

Anne de Green Gables  

Anne de Green Gables  

Advertisement