Page 25

• Marcelo Silva - Gerente geral da subsidiária brasileira

no país, também na capital paulista, já com a venda de seis modelos de motocicletas. Em Manaus, a fábrica tem sua planta em condomínio industrial ocupando uma área de 2 mil m², empregando cerca de 40 profissionais, com capacidade atual de produção em torno de 5 mil unidades/ano entre os diversos modelos. O investimento específico foi de R$ 8 milhões nesta unidade. Para o próximo ano, com o aumento da produção, o número de profissionais empregados deve chegar a marca dos 50. Segundo o gerente geral da subsidiária brasileira Marcelo Silva,

a empresa acredita que o mercado nacional a médio e longo prazo tem condições de absorver cerca de 4 mil motos da marca por ano. “Portanto, creio que num prazo de três anos o Brasil se posicionará entre os cinco maiores mercados do mundo nas vendas destes modelos ficando atrás dos Estados Unidos, Inglaterra, França e Alemanha. Acreditamos que no último bimestre deste exercício, venderemos cerca de 200 unidades, mas em 2013 pretendemos ampliar a comercialização para 2 mil motos. O volume de motos para o próximo ano inclui além dos seis modelos de motos, recém apresentados, e mais dois

modelos, que começam a ser vendidas a partir de abril de 2013, são a Street Triple, que acaba de ser remodelada na Inglaterra, e a Daytona (modelo esportivo), e ambas terão produção na linha de montagem em Manaus”, explica Marcelo Silva. De início, a empresa está lançando três modelos nacionais, com montagem em Manaus, que já iniciou o processo, são eles: Bonneville T100 (R$29.900,), a super naked Speed Triple (R$42.900), a Tiger 800XC (R$ 39.900,), e ainda mais três motos importadas já começam a ser comercializadas: Thunderbird Storm (R$ 49.900,), Tiger Explorer (R$ 62.900,) e a Rocket III Roadster (R$ 69.900,), todos os modelos com exceção da Bonnevile T100, já vem de série equipados com o sistema de freios ABS. “A Triumph se firma em dois importantes pilares na sua atuação de mercado”, afirma Marcelo Silva: “A primeira é a sua rede de concessionárias. E o outro pilar é o serviço que oferece através do pós-vendas. Estamos sempre empenhados em selecionar uma rede de concessionárias que possa oferecer excelente padrão de atendimento, inclusive no pós-venda. O corpo técnico das concessionárias será treinado pela montadora, com

motomagazine 23

Profile for Luanda Editores

Revista Motomagazine 66  

Revista Motomagazine 66

Revista Motomagazine 66  

Revista Motomagazine 66

Advertisement