Page 1


Conteúdo 48

EVENTO

40

FEIRA

34

ENCONTRO MOTOMAGAZINE REÚNE INTERFACES DE MOTOPEÇAS

12

III SALÃO DA MOTOCICLETA

PARCERIA EMPRESA BRASILEIRA FECHA ACORDO COM FABRICANTE ITALIANA

Seções

46

INDÚSTRIA EMPRESA 100% BRASILEIRA EM FRANCA EXPANSÃO

GENTE EMPREENDIMENTO QUE FOI SONHO, HOJE É REALIDADE

68 68

22

PILOTOS BRASILEIROS DOMINAM MODALIDADES DE SOB AÇÃO VELOCIDADE DUAS RODAS PRÊMIO 'VOCÊ MERECE'

NOVIDADE MARCA INTERNACIONAL APOSTA NO MERCADO INTERNO COM SEIS LANÇAMENTOS

72 66

ENTIDADE EMPRESA MERCADO DE MOTOCICLETAS INOVAÇÃO E ESTÁ OTIMISTA QUALIDADE

09 14 18 26 Editorial

Rápidas

Notas

Lançamentos


Luanda

Diretoria Osmar Silva José Haroldo G. Santos

Edição 66 - Novembro | Dezembro 2012

Editor Osmar Silva osmar@luanda.com.br

Diretor José Haroldo G. Santos haroldo@luanda.com.br

Redação Hylario Guerrero (MTB 13468) Rosangela Hilário (MTB 46219) Edison Rafael (Estagiário) Joelma Farias (Estagiária) Caroline V. Paiva (Colaboradora) redacao@luanda.com.br

Design Editorial Bruno R. Mello dos Santos Diego Igor de Oliveira midia@luanda.com.br arte@luanda.com.br

Publicidade: Luanda Brasil Serviços de Publicidade Ana Paula Lima José Rubens Bizarro Ronaldo Paiva Michele Silva vendas@luanda.com.br

Assessoria gráfica Pavagraph Impressão Northgraph Administração Juici Monteiro Fernanda Oliveira Jhonnatan da Silva André luanda@luanda.com.br R. Joaquim de Almeida Moraes, 273 Jd. Magali - CEP 02844-000 - São Paulo/SP Tel.: +55 (11) 3461-8400 / 3461-8401 Fax + 55 (11) 3923-5374

Editorial

O

SIMEFRE distribuiu nota divulgando os resultados do setor Duas Rodas no período relativo a 2012. A entidade lastima a concorrência que o segmento tem enfrentado dos produtos importados da China e a consequente desindustrialização brasileira. Na tradicional reunião promovida pela entidade ao final de ano, no balanço relativo ao período de 2011, um alerta com o mesmo argumento, também fora divulgado. A situação não se alterou. Segundo relato de importante dirigente do segmento, as empresas de maneira geral e, em particular as transformadoras de borracha, tem preferido importar produtos prontos e, em consequência, de produtos comercializados no Brasil. Outro empresário, ainda com os vários problemas estruturais e, principalmente os decorrentes da forte tributação, crê que possa haver no próximo ano uma recuperação da perda registrada neste período que se encerra, levando o mercado aos patamares de 2011, em termos de volume. As críticas externadas pela classe e seus líderes, são pertinentes. Porém, é mais do que necessário ações conjuntas das entidades representativas do setor junto aos órgãos do Governo no sentido de uma verdadeira avaliação da política tributária que vem sendo implementada e, que tem prejudicado a capacidade de competição da indústria nacional frente às empresas do continente asiático que exportam para o Brasil. É necessário, criar mecanismos para uma concorrência em condições que proporcionem oportunidades mais iguais. Evidentemente, não podemos abrir mão dos produtos importados. Eles são necessários até mesmo para regularizar os estoques e para que as empresas possam atender a demanda do mercado, e do consumo que parece estar evoluindo para crescimento constante. Por outro lado, também é bom se verificar o comportamento do Governo e das empresas da China. Um expert das atividades produtivas do país de Confúcio, acentua que há um quadro de evolução nos processos da indústria, com forte investimento em inovação. Um dos integrantes do chamado grupo BRICS – países emergentes que reúne Brasil,Rússia e Índia- a China está se consolidando como potência mundial. A projeção de seu PIB é de 100 trilhões de iuanes, ou seja, 16 trilhões de dólares até 2020 e o PIB per capita supere 10 mil dólares, quase o dobro do volume de 2011. O ímpeto do país na busca por um perfil inovador revolve a 1985, quando o governo chinês já falava da importância de ter profissionais capacitados e especializados em diversas áreas e adaptar o mercado para isso, se tornando assim mais competitivos. Este ano, foi registrada uma nova publicação do governo para a promoção da ciência, tecnologia e economia, no intuito de melhorar o sistema de inovação chinês. Educação, capacitação profissional, busca de novas tecnologias e a disseminação de novos parques tecnológicos são algumas das principais providências dentro do planejamento que vem sendo implementado já por décadas em busca do objetivo maior. Por aqui, pouco tem sido constatado como medidas que poderiam alavancar o desenvolvimento do país, a não ser a política assistencialista de benefícios para os menos afortunados. Até quando isso trará resultados concretos e incentivará o consumo destas classes sociais que recentemente tiveram maior acesso aos produtos antes inatingíveis dentro de sua realidade? Todos nós.

motomagazine aceita matérias técnicas como colaboração. Os artigos deverão vir acompanhados de fotos ilustrativas com as respectivas legendas e curriculum do autor. A revista não se reponsabiliza por opiniões e artigos assinados que podem ou não expressar a mesma opinião do editor. As opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade do autor. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios veiculados, nem por aquisições em função destes. Todos os direitos reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sob pena de procedimentos legais. A revista motomagazine é uma publicação bimestral da Luanda Editores Associados LTDA., e tem sua marca registrada no INPI sob o número 830.025.693

Foto da capa: Intermot 2012 Arquivo Luanda


Interaja com a redação

CORREIO

Email: redacao@luanda.com.br Site: www.luanda.com.br Endereço: R. Joaquim de Almeida Morais, 273 - CEP: 02844-040, São Paulo - SP

AGRADECIMENTO

Realmente foi uma surpresa. Não imaginava que seria uma reportagem de tamanho destaque. Agradeço de coração o destaque e a oportunidade. Estou muito contente, e colhendo fruto de tal reportagem. Rodrigo Hipolito Antônio Givi do Brasil Pindamonhangaba- SP (Por e-mail)

Resp.: Na realidade, tentamos expor para o mercado a sua brilhante carreira profissional e os resultados obtidos pela empresa em sua gestão. Foi muito pouco, pelo o que você merece.

NOVAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS

Estarei inaugurando a minha loja de motopeças na cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba, São Paulo. Gostaria de recebê-los para participar do evento e se possível a realização de uma reportagem, neste conceitudado veículo. Isto é possível? Quanto custaria? João Batista Pereira de Oliveira (JB, ex-DID) Taubaté-SP (Por e-mail)

Resp.: Caro JB, é uma alegria saber deste seu novo empreendimento. Conte conosco neste e em futuros eventos, pois acreditamos que em breve você estará inaugurando novas lojas em outros endereços. Sorte!

NOVO DIRETOR DE MARKETING

A Bramont Montadora - sediada no Pólo

Industrial de Manaus e responsável no País por marcas como Mahindra Automóveis, Mahindra Tratores & Equipamentos Agrícolas, Keeway e a centenária Benelli Italiana – anuncia o responsável pela área de marketing, Jean Anwandter. Resp.: Desejamos sucesso ao senhor Jean Anwandter.

PRÊMIO CONQUISTADO

Durante o encerramento da 3ª Edição do Salão da Motocicleta, nosso clube recebeu o prêmio: Moto Clube Destaque do Salão da Motocicleta. Em todos os dias do Salão recebemos dezenas de visitas em nosso escritório...digo, estande, rsrs...Não imaginávamos que seríamos tão visitados ! Nosso estande funcionou como uma “Sala VIP”, onde recebemos os sócios e amigos do Clube com água, refrigerante e petiscos e, também como posto de arrecadação da Campanha de Alimentos em benefício ao Orfanato Cantinho da Mei Mei. A Campanha continua até o dia 15 de dezembro e quem puder colaborar poderá levar a sua doação no Bar do Xerife (Rua Guaicurus, 400, Lapa-São Paulo-SP), ou entregar no próximo encontro que estamos programando para dezembro e que em breve divulgaremos no nosso site: www.advogadomotociclista.com.br. Moto Clube dos Advogados Motociclistas São Paulo-SP (Por e-mail)

Resp.: Parabéns pelo prêmio e, também pela relevante ação social desenvolvida.


INDÚSTRIA

EMPRESA 100% BRASILEIRA EM FRANCA EXPANSÃO Texto e foto: divulgação

Qualidade certificada pelo selo do ISO 9001, a indústria de motopeças segue conquistando espaço e investindo em tecnologia para constante evolução de seus produtos

12 motomagazine

A

Melc, empresa conceituada no mercado, iniciou suas atividades nos segmentos de autopeças e motopeças em 1988. No ano de 1997, optou por produzir somente peças para motocicletas. A mudança estratégica se deu pois o mercado de autopeças sempre teve uma forte concorrência, e na oportunidade o segmento de motopeças estava carente de novos fabricantes. Com visão estratégica a Melc cresceu exponencialmente e hoje conta com parque industrial com mais de 10 mil m². A empresa atualmente situada na cidade de Jundiaí, tem investido constantemente em novos produtos e na atualização de seus mais de 200 colaboradores. Com máquinas de alta performance e cabines de pintura automatizada, a Melc tem ampliado de forma significativa sua capacidade de produção e armazenagem.

"Todo este investimento tem como principais objetivos melhorar ainda mais a qualidade dos produtos e reduzir o prazo de entrega, que hoje já é considerado um dos melhores do mercado", afirma Alexandre Saba – Diretor da Melc. A empresa é plenamente certificada com a ISO 9001, fato que a torna mais preparada para atender às exigências das montadoras e do mercado de reposição. No último Salão das Motopeças, a empresa apresentou diversos lançamentos como: paralamas, tampas laterais, rabetas, carcaças de painel, sendo que o maior destaque se deu por conta do bauleto de 29 litros. Segundo o gerente comercial da empresa, Walter Hélio, todas as novidades apresentadas no Salão das Motopeças, já estão disponíveis para comercialização. 


RÁPIDAS DO ESPORTE

Zanol conquista décimo título nacional Felipe Zanol conquistou seu décimo título nacional de enduro FIM. A marca foi conquistada após vencer a final do Campeonato Brasileiro da modalidade, realizada em Patrocínio (MG), e confirmar a sua oitava taça na competição. O piloto agora soma 14 títulos nacionais em modalidades off-road, entre eles o do Rally dos Sertões 2012. Com tantos títulos no enduro, ele agora vai em busca de provas de rally. Seu próximo objetivo é a disputa do Rally Dakar 2013 que será realizado no Peru, Argentina e Chile. Antes disso, ele acelera no Red Bull Cross Choice, no interior paulista.

Vice-líder do Brasileiro na Super Production

Disposto a conquistar a vitória, o vice-líder do Brasileiro na Super Production, Ramon Sacilotti aproveitou para fazer um treino de luxo, conquistando o segundo lugar na categoria XC1 da Copa Adrenatrilha Cross Country, na pista do ASW Off-Road Park, em Mogi das Cruzes (SP). Sacilotti também disputa o Brasileiro de Rally Baja, no qual é o líder.

14 motomagazine

Moara é campeã antecipada da Over 45

Moara Sacilotti competiu no Rally das Serras (que é o único evento do calendário nacional que tem o clima frio) onde já competiu diversas vezes, ela é a campeã antecipada na Over 45, sendo a única mulher na competição.

Final do Brasileiro de Enduro FIM Estando próximos das duas últimas etapas do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, em Patrocínio (MG). Rômulo Bottrel, da Gas Gas Racing Team venceu novamente na categoria de elite “E1”. O evento foi válido como decisão do Mineiro da modalidade. O enduro de Patrocínio, abrigou a nona e décima etapas do calendário, com 55 km de percurso. Houve ainda um ‘Cross Teste’ de 2 km, e dois ‘Extreme Testes’ (de 6 km e de 5,4 km).


RÁPIDAS

Completando a dobradinha

De olho na E2

Outra importante definição se deu na final do campeonato da E2. A Gas Gas Racing Team defendeu o título da classe com o piloto Rigor Rico, competidor de Barão do Cocais, que estava a apenas dois pontos do líder Diego Collet. Rico foi o destaque em Oliveira (MG) e venceu a etapa na geral e na categoria E2.

Campeão da MX Open

Marcello “Ratinho” Lima foi destaque da temporada 2012 da Copa São Paulo de Motocross. O piloto conquistou o segundo título por antecipação, desta vez na categoria MX2, após ficar em 4º lugar na bateria válida pela sexta e penúltima etapa, em Santo Antônio do Pinhal (SP). Ele conquistou ainda vitória na bateria da MX Open, na qual confirmou o título de campeão na rodada anterior.

16 motomagazine

O piloto satélite Lipão Rosendo completou a dobradinha para a equipe Gas Gas Racing Team ao confirmar a segunda colocação. Os competidores enfrentaram três voltas de 33km, com um Extreme Teste onde cada sessão é cheio de obstáculos. Lipão Rosendo destacou o alto nível técnico da prova de Oliveira (MG), que contou com cerca de 100 motocicletas, e com a chuva da madrugada que deixou o circuito bem técnico.

GP Gaúcho de Motovelocidade

O GP Gaúcho de Motovelocidade fechou a temporada 2012 no Autódromo Internacional de Guaporé. A sexta e última etapa definiu os campeões de todas as categorias do torneio, que reuniu máquinas de 125cc a 1000cc. Quem faturou o título da principal categoria - a Superbike Pro, foi Robson Portaluppi, que ficou em 2º lugar na corrida, atrás do uruguaio Maximiliano Gerardo, que correu como convidado e não pontuou.


trespontozero.com.br

Ofereça o que o seu cliente precisa e veja o seu estoque girar muito mais com a STIFF Nem precisa ser técnico para mostrar a melhor RELAÇÃO custo x benefício

• Coroa

diferenciada Têmpera nos dentes Tê Reduz o desgaste prematuro e aumenta a performance

• Aço

1045 de verdade

0,45% de carbono. Maior resistência

• Corrente

- SAE 1050

Máxima resistência e durabilidade

Uma empresa do Grupo JOALMI

industria metalúrgica


NOTAS MULHERES DE CORAGEM

Dados divulgados por nove Detrans, as mulheres crescem no comando entre 20% a 35,7%, o número de habilitações concedidas. Foram pesquisados os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Mato Grosso do Sul. Este aumento beneficiará o trânsito nos Estados pesquisados em virtude do comportamento mais defensivo que as mulheres têm tanto em carros e motos.

CORREÇÃO PARA OS FREIOS

A BMW Motorrad Brasil convoca os proprietários das motocicletas K 1200 S e K 1200 R , com fabricação entre fevereiro de 2006 e agosto de 2008, para comparecer a um dos concessionários autorizados para aplicação de uma rede no reservatório de fluído de freio dianteiro. Tal medida se dá em razão da possibilidade de entrada de ar no circuito de freio dianteiro, diminuindo sua eficiência e podendo ocasionar, em situações extremas, quedas e danos físicos aos ocupantes. Ressaltamos que nestas situações o funcionamento do freio traseiro não é comprometido.

18 motomagazine

SEM GARUPA

Foi aprovado, na Assembleia Legislativa de São Paulo, o projeto de lei que proíbe a circulação de motocicletas com caronas (“garupas”) em dias úteis da semana (segunda a sexta-feira) no Estado. Se for sancionada pelo governador Geraldo Alckmin, a medida passará para as cidades paulistas com mais de 1 milhão de habitantes. O Sindicato responsável pela categoria é contra a decisão. De acordo com o projeto, a proibição visa proporcionar mais segurança aos motociclistas, já que pesquisas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostram que o número de motociclistas mor-

tos em acidentes de trânsito aumentou 11,7% em 2010, e diminuir a quantidade de assaltos em que duas pessoas em uma moto abordam motoristas parados no trânsito ou clientes que saem de agências bancárias. O projeto cita que motoqueiros estão envolvidos em 61,5% dos crimes contra o patrimônio, segundo dados do Departamento de Polícia da Capital.

SAINDO DO SUFOCO

O mercado de motocicletas começou a reagir em outubro. No varejo, as vendas aumentaram 16,9%, em comparação ao mês anterior, com 134.727 unidades ante 115.269 unidades, com

três dias úteis a mais para comercialização. Na média diária de vendas, houve estabilidade, com evolução de 0,94% em outubro. Mas o crescimento não se aplica ao acumulado do ano. Como o segmento enfrentava seguidas quedas de vendas desde os primeiros meses do ano, no acumulado de janeiro a outubro, houve retração de 12,8% nos emplacamentos em relação a igual período de 2011 – foram 1.377.618 contra 1.580.432 motocicletas. Se comparado a outubro do ano passado, quando foram comercializadas 146.110 motocicletas, o volume do mês foi 7,8% menor.


NOTAS

MENOS CARROS, MAIS MOTOS

Em dez anos, haverá mais motocicletas nas vias brasileiras do que carros, conforme o IPEA. A pesquisa mostra que a demanda por transporte público caiu 30% na última década. No mesmo período, a compra de carros cresceu em média 9% ao ano e a de motos, 19%. A previsão é de que a partir deste ano a aquisição de motocicletas seja maior do que a de autos.

ASSISTÊNCIA PRECISA

A Harley-Davidson do Brasil convoca os proprietários das motocicletas VRSCTM, modelos Night Ro Special e V-Rod 10th Anniversary Edition, fabricadas em 2012, para uma campanha voluntária de recall. A iniciativa atinge 492 motocicletas em todo o território nacional. O objetivo é solicitar o encaminhamento das motos envolvidas na campanha à rede de concessionários para a substituição dos parafusos da parte dianteira do conjunto do suporte da placa de identificação por novos componentes com arruelas e trava-roscas; e a reinstalação dos parafusos da parte traseira com aplicação de trava-roscas.

20 motomagazine

MOTOBOYS COM PRAZO DEFINIDO

O Conselho Nacional de Trânsito anunciou que motoboys e mototaxistas terão até fevereiro de 2013 para fazer o curso de capacitação que será obrigatório para exercer a profissão. A opção pelo adiamento, pois já deveria estar em vigor, foi tomada depois de uma série de protestos da categoria com bloqueios em vias de São Paulo e de pedido de liminar contra a medida. No entender dos conselheiros do Contran, a maioria dos condutores de motocicletas ainda não conseguiu se adequar às novas regras. Por isso, decidiram pelo adiamento da data do início da fiscalização. A exigência do

curso foi estabelecida por resolução de 2010.

IMPRUDÊNCIA EM ALTA

Por dia, 180 acidentes envolvendo motociclistas são registrados em Minas Gerais. De janeiro a agosto, foram 43.977 ocorrências. O número é 2,3% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (42.988). O alto índice de vítimas levou o Ministério da Saúde a considerar o problema como uma epidemia.

HARLEY EVIDENTE NO NORDESTE

A Harley-Davidson do Brasil inaugura sua primeira concessionária na região Nordeste. A Newroad Harley-Davidson, em Fortaleza - CE, está localizada no bairro de Meireles (Grande Fortaleza). A concessionária foi desenvolvida dentro dos padrões mundiais da marca e busca oferecer uma experiência premium aos clientes da região,e infraestrutura completa aos clientes e visitantes, pois inclui oficina, showroom de novas motocicletas, loja de MotorClothes e acessórios. Conta com cerca de 20 colaboradores diretos e seis indiretos.


NOVIDADE

MARCA INTERNACIONAL APOSTA NO MERCADO INTERNO COM SEIS LANÇAMENTOS A Triumph, antiga e tradicional marca do segmento de motocicletas, aposta no mercado brasileiro, trazendo seis novos lançamentos, e inicia produção desses modelos que em breve estarão rodando pelo país

22 motomagazine

Texto e imagens: Hylario Guerrero

A

companhia inglesa Triumph está aportando em nosso país neste ano, acreditando no potencial para as suas motocicletas premium, com investimento em torno de R$19 milhões, constituindo a Triumph Motorcycles Brazil, décima subsidiária da matriz, pelo mundo. Com sede em São Paulo, SP, a empresa constitui uma fábrica em Manaus (AM), e em breve prevê a primeira concessionária da marca


• Marcelo Silva - Gerente geral da subsidiária brasileira

no país, também na capital paulista, já com a venda de seis modelos de motocicletas. Em Manaus, a fábrica tem sua planta em condomínio industrial ocupando uma área de 2 mil m², empregando cerca de 40 profissionais, com capacidade atual de produção em torno de 5 mil unidades/ano entre os diversos modelos. O investimento específico foi de R$ 8 milhões nesta unidade. Para o próximo ano, com o aumento da produção, o número de profissionais empregados deve chegar a marca dos 50. Segundo o gerente geral da subsidiária brasileira Marcelo Silva,

a empresa acredita que o mercado nacional a médio e longo prazo tem condições de absorver cerca de 4 mil motos da marca por ano. “Portanto, creio que num prazo de três anos o Brasil se posicionará entre os cinco maiores mercados do mundo nas vendas destes modelos ficando atrás dos Estados Unidos, Inglaterra, França e Alemanha. Acreditamos que no último bimestre deste exercício, venderemos cerca de 200 unidades, mas em 2013 pretendemos ampliar a comercialização para 2 mil motos. O volume de motos para o próximo ano inclui além dos seis modelos de motos, recém apresentados, e mais dois

modelos, que começam a ser vendidas a partir de abril de 2013, são a Street Triple, que acaba de ser remodelada na Inglaterra, e a Daytona (modelo esportivo), e ambas terão produção na linha de montagem em Manaus”, explica Marcelo Silva. De início, a empresa está lançando três modelos nacionais, com montagem em Manaus, que já iniciou o processo, são eles: Bonneville T100 (R$29.900,), a super naked Speed Triple (R$42.900), a Tiger 800XC (R$ 39.900,), e ainda mais três motos importadas já começam a ser comercializadas: Thunderbird Storm (R$ 49.900,), Tiger Explorer (R$ 62.900,) e a Rocket III Roadster (R$ 69.900,), todos os modelos com exceção da Bonnevile T100, já vem de série equipados com o sistema de freios ABS. “A Triumph se firma em dois importantes pilares na sua atuação de mercado”, afirma Marcelo Silva: “A primeira é a sua rede de concessionárias. E o outro pilar é o serviço que oferece através do pós-vendas. Estamos sempre empenhados em selecionar uma rede de concessionárias que possa oferecer excelente padrão de atendimento, inclusive no pós-venda. O corpo técnico das concessionárias será treinado pela montadora, com

motomagazine 23


NOVIDADE • Segundo Ricardo Gomes, da revista Motomagazine, que pilotou os novos modelos da marca, e que utiliza habitualmente uma moto como meio de transporte, deu sua aprovação comentando que o torque é rápido respondendo prontamente na largada. O freio acentuado ao menor comando. Sentiu estabilidade e segurança nas curvas, bem como o desempenho dos motores, e a desenvoltura das máquinas atingindo velocidades bastante altas em poucos segundos de aceleração.

acesso a mais moderna e completa tecnologia para reparar as motocicletas. A empresa também tem a preocupação com o armazenamento e escoamento das peças. Um centro de distribuição e armazenamento será instalado em Louveira, interior paulista, lá abrigaremos as motos nacionais e importadas, bem como, peças, e toda sua linha de acessórios, vestuário (moderno e casual, que inclui jaquetas, camisetas e calças), além de calçados, objetos de uso pessoal, ou seja, toda a linha de produtos que a marca oferece ao usuário, perto de 35 mil itens”, explica. “A Triumph está investindo cerca de R$ 8 milhões neste estoque, com o objetivo de atender aos clientes no menor prazo possível. O estoque inicial conta com 4 mil itens diferentes, e com o lançamento de novos produtos,

24 motomagazine

esta quantidade deve chegar a marca de 10 mil itens, isto até o final de 2013”, reitera Marcelo Silva. A primeira revenda da marca já tem ponto certo, será na Avenida Juscelino Kubistscheck, 360, Itaim, São Paulo. As próximas concessionárias, já com datas previstas para inauguração em Porto Alegre (RS); Ribeirão Preto (SP) e Rio de Janeiro (RJ). A meta é inaugurar oito revendas até o final de 2013, e chegar a uma rede com 12 distribuidores até dezembro de 2014. Marcelo Silva finaliza sua explanação afirmando que a Triumph Motorcycles é uma empresa global, que atua em 10 países, através de suas filiais e indiretamente em mais de 21 mercados, através de distribuidores independentes. Atualmente conta com um Market

share mundial de 5,8% dentro do segmento de motocicletas acima de 500 cc, e tem seu faturamento mundial em torno de R$1,1 bilhão. Enquanto, nos últimos 10 anos, as vendas globais, de motos acima de 500 cc caíram 4%, a Triumph apresentou alta de 146% no mesmo período. No ano passado, por exemplo, a empresa bateu seu recorde de vendas no varejo, atingindo o volume de 48.062 unidades no mundo todo. Atualmente a marca oferece ao mercado 23 modelos de motocicletas. Em 2009 eram 16 modelos, o que comprova a renovação da marca, e o modelo mais vendido é a Tiger 800cc, com cerca de 8 mil unidades/ano. Os três mercados mais relevantes para a marca são: Estados Unidos, Inglaterra e França, só nos EUA, são comercializadas cerca de 11 mil motos/ano. •


LANÇAMENTOS Tecnologia em motores A MV Agusta apresentou a nova gama F4 com tecnologia e desenvolvimento de motores. A F4RR vem com soluções de engenharia, controle de chassis utilizando sensores de inércia, controle de motor com Ride-by-wire, suspensão eletrônica Öhlins e controle de suspensão dianteira. A tecnologia da F4 RR foi inserida também nas versões F4R e F4. www.mvagusta.it

Em busca de melhor desempenho A fabricante X Motos do Brasil apresentou: a XM 250cc, 4 válvulas off-road para motocross e enduro. Entre os itens, foi desenvolvida nova espuma de banco, que melhorou a ciclística da moto. Substituição das tradicionais baterias de ácido pela linha de baterias em gel da X Motos com chip eletrônico. Acompanha carregador de baterias portátil e prático, que recarrega as baterias de até 20 Ah e cabe no bolso. Possui suspensão dianteira invertida com regulagem de 25 clicks superiores e inferiores na bengala. Aros de roda em alumínio, assim como o guidão; o chassi é em aço carbono. www.xmotosdobrasil.com.br

Do salão de Milão para o comércio em 2013 A KTM divulgou imagens da nova Duke 390, que ficou entre as grandes atrações no EICMA Salão de Motos de Milão (Itália). Segundo a fabricante, o modelo utiliza o mesmo chassi dos modelos menores 125cc e 200cc e conta com motor monocilindrico de 373 cm³. A previsão é de que as vendas da moto para o mercado europeu comecem nos primeiros meses de 2013. www.ktm.com

Máquina que voa nas pistas A Kawasaki lançou o modelo Ninja ZX 14-R, que pode chegar próxima dos 310 km/h. Possui motor 4t, com 4 cilindros em linha e refrigeração líquida, 1.441cc com potência máxima de 200 cavalos, e transmissão de seis marchas. www.kawasakibrasil.com

26 motomagazine


CAIXA DE DIREÇÃO WGK. TECNOLOGIA PARA UMA PILOTAGEM SUAVE E PRECISA. Produzidas com esferas de contato angular, as caixas de direção WGK garantem um movimento suave e preciso na hora de pilotar. Além disso, são fabricadas em aço rolamento SAE 52100 forjado, com resistência 30% maior do que as encontradas no mercado. Não aceite

Respeite a sinalização de trânsito.

adaptação. Caixa de Direção tem que ser WGK.

AÇO SAE 52100

GARANTIA

FABRICADO NO BRASIL

w w w. w g k i n d u s t r i a . c o m . b r

WGK Indústria Mecânica Ltda. | vendas@wgkindustria.com.br |

19 3241.9343


LANÇAMENTOS Edição comemorativa de 110 anos A Harley-Davidson, apresenta quatro modelos, da edição especial e limitada, celebrando em 2013 os 110 anos da fabricante. Uma das novidades é a Hard Candy CustomTM e duas variações do modelo Sportster® 1200 Custom. Pintura em dois tons (Vintage Black e Vintage Bronze). Os modelos vem com o medalhão dos 110 anos no tanque; a logomarca composta pelo Bar&Shield da HarleyDavidson, com a descrição “110th 1903 – 2013 . www.harley-davidson.com.br

Visual moderno e arrojado A Panasonic, juntamente com sua empresa de áudio Technics, lança a Harley Sportster 883. Desenhado por Roland Sands de RSD, a moto tem disco sólido utilizado na parte dianteira e traseira que foram pintados para copiar o giro do disco, na borda externa dos aros esporte, um pattern de pontos, que normalmente seria encontrado em uma plataforma giratória da Technics. www.rolandsands.com

28 motomagazine


LANÇAMENTOS Modernidade em manoplas A TKS apresenta nova linha de manoplas, com designs, e acabamentos modernos proporcionando maior conforto e segurança ao piloto. São vários modelos de acordo com o estilo e necessidade do usuário. www.totalmax.com.br

Segurança para pneus As câmaras de ar BR 101 é a solução para os motoqueiros encararem qualquer tipo de estrada. Maior resistência e durabilidade. São 10 tipos de câmaras de ar, já disponíveis no mercado. www.xmotosdobrasil.com.br

Lanterna de alta durabilidade A Rayovac lança no mercado brasileiro a lanterna indestrutível que resiste a quedas de até 10m de altura, e, é recomendada para a prática de esportes radicais e aventura. Elaborada em liga de alumínio com titânio, conta com amortecedores de borracha nas extremidades, interruptor tático que auxilia na utilização da lanterna, LED de alto rendimento e duas intensidades de luz, a lanterna foi desenvolvida para oferecer durabilidade e praticidade. Resistente à água o modelo possui design ergonômico. www.rayovac.com.br

Carburadores de baixa cilindrada A marca GAMA lança a sua linha de carburadores de baixa cilindrada disponível para o mercado brasileiro. Destaque para os modelos mais procurados que são para as motos Titan CG 125 e CG 150. O valor do produto atrelado à qualidade que a marca oferece, é o atrativo dessa linha. www.hptrade.com.br

30 motomagazine


LANÇAMENTOS Capacete mais seguro e moderno A linha Texx ganhou mais um modelo de capacete asco em ABS. Design arrojado, conforto e leveza. Cinto jugular com fecho Micrometric. Possui 5 opções de cores. Forro antialérgico, removível e lavável confeccionado com microfibra e tratamento antibacteriano Coolmax, para rápida evaporação do suor e umidade. Viseira injetada 2,2mm, anti- risco em policarbonato na cor cristal. Cores opcionais: fumê e azul iridium com 3 entradas de ar. www.laquila.com.br

Capacete oficial do GP Brasil 2012 A Taurus lançou os modelos T5 e Zarref, utilizados na F1 Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2012. O capacete Taurus T5 tem viseira com engate rápido, o que permite agilidade na troca, e tratamento anti-riscos. A viseira também reduz as distorções causadas pelos faróis dos veículos. O modelo Zarref é modular e também circulou por Interlagos. www.tauruscapacetes.com.br

Energia para motocicletas O grupo Unicoba lança as baterias Naja Sound com tecnologia AGM/VRLA, produzidas seguindo as especificações de diversos fabricantes. Com tecnologia de alto desempenho, são seladas e à prova de vazamento. Em seu interior de corpo característico na cor vermelha, uma solução ácida fica absorvida em manta de microfibra de vidro, garantindo maior durabilidade. Leves, compactas e resistentes, mas sem perder a potência de gerar energia para a moto. Estão disponíveis em 10 modelos com aplicação que vai dos ciclomotores de 50cc, até motos acima de 1000cc. www.najabaterias.com.br

Mochilas exclusivas na promoção Shell A Shell lubrificantes está com promoção exclusiva de mochilas especiais para os consumidores motociclistas. Para participar da ação, que vai até janeiro de 2013, basta ir a revendedora autorizada, trocar o óleo da moto utilizando os lubrificantes Shell Advance AX5 ou Shell Advance AX7. Na compra de 1L do Shell Advance AX5, o consumidor ganha 1 adesivo e na compra de 1L de Shell Advance AX7, são 2 adesivos. Ao completar a cartela com 4 adesivos pode ser feita a troca pela mochila Shell Advance Motorcycle Oils. lubematch.shell.com.br

32 motomagazine


PARCERIA

34 motomagazine


EMPRESA BRASILEIRA FECHA ACORDO COM FABRICANTE ITALIANA Anunciada a parceria entre a brasileira Dafra Motos e a italiana Ducati para a produção em regime CKD em Manaus

Reportagem: Joelma Farias Imagens: divulgação

A

brasileira Dafra Motos, do Grupo Itavema de concessionárias, firmou parceria com a italiana Ducati. O modelo de negócio firmado entre as companhias é na modalidade OEM (Original Equipament Manufacturer), ou seja, toda a montagem de modelos da italiana será realizada pela Dafra a partir de componentes CKD. A produção será realizada na fábrica em Manaus por profissionais da empresa brasileira, treinados e supervisionados pela Ducati. Em entrevista à revista Motomagazine, o diretor de operações da Ducati

do Brasil, Ricardo Susini, esclarece algumas dúvidas sobre essa parceria.

A Dafra produz ou importa os produtos?

A Dafra é uma prestadora de serviços de montagem. Ela recebe da Itália os kits de componentes para a montagem das motocicletas (CKD). Existe uma linha de produção e uma equipe dedicada exclusivamente aos produtos Ducati, operando sob a supervisão de um engenheiro residente, vindo diretamente da fábrica de Borgo Panigale, na Itália. Além dos produtos montados pela Dafra, em Manaus (AM), a Ducati do Brasil importará alguns modelos diretamente da Itália para comercialização no país.

motomagazine 35


PARCERIA

Linha de montagem

feito nenhuma divulgação ou trabalho de marketing neste sentido. A parceria entre as duas empresas se dá apenas através de uma relação cliente-fornecedor.

A fabricação é voltada para a distribuição em todo o território nacional ou em um algum Estado específico?

Tanto as motocicletas montadas no Brasil, como as importadas da Itália serão comercializadas em todo o território nacional.

Serão apenas motos ou também e-bikes?

Serão apenas motocicletas.

Quais modelos serão montados no Brasil?

O primeiro modelo a ser produzido no Brasil é a Diavel, uma motocicleta de visual único e repleta de tecnologia, que foi eleita por dois anos consecutivos a melhor motocicleta ‘cruiser’ no mercado norte-americano.

Quem são os diretores que estão por trás dessa transação, ou melhor, os responsáveis pela junção?

Não existe participação societária ou junção de qualquer natureza entre as duas empresas. Trata-se simplesmente de contrato de prestação de serviços. A Ducati do Brasil será a única responsável pelas operações da marca no país.

A parceria já está fechada ou partir de quando será firmada entre as partes?

E qual a cilindrada deste modelo? A Diavel 1.198cc, com 162 hp

A parceria já está firmada, portanto, as primeiras unidades da Diavel já estão sendo produzidas.

Onde será feita a produção?

Será divulgada a junção das marcas?

Em Manaus (AM)

36 motomagazine

Não existe junção e, portanto, não será

A Ducati pretende se instalar no Brasil?

A Ducati não possui fábrica própria no Brasil, tendo optado num primeiro momento por contratar os serviços de um fabricante já instalado no país, no caso, escolhemos a Dafra. Perguntamos sobre o número de motos que serão montadas por mês pela Dafra, bem como, de que forma se dará a divulgação das unidades e estratégias de marketing da empresa, e não obtivemos resposta. Desde 2009, a Dafra vem estabelecendo parcerias com grandes fabricantes de motocicletas internacionais, como BMW Motorrad, Haojue, SYM e TVS Motor Company. •


FEIRA

111 SALテグ DA MOTOCICLETA 40 motomagazine


Segundo os organizadores, o Salão da Motocicleta 2012, em sua 3ª edição supera a casa dos R$ 20 milhões em negócios, com lançamentos, esporte, e atrações para toda a família, além de área dedicada ao intercâmbio comercial com Estados Unidos, China, Taiwan e outros países

CHIPTRONIC

motomagazine 41


FEIRA

Texto Hylario Guerrero Imagens: equipe Luanda

O

evento bienal organizado pela Megacycle, ligado ao segmento motociclístico aconteceu em seis dias de feira no Centro de Exposições Imigrantes, ocupando 40 mil m² de pavilhão, cerca de 300 motocicletas expostas, 200 empresas expositoras, 18 mil m² de arena externa onde ocorreram shows e apresentações, com a presença de 55 mil visitantes qualificados e compradores que conferiram estandes de empresas nacionais e internacionais, e movimentaram mais de R$20 milhões de reais em negócios (a expectativa inicial era de movimentar cerca de R$30 milhões). “Conseguimos aumentar o número de vendas gerado entre os exposito-

42 motomagazine

res e mostrar o potencial do mercado brasileiro de motocicletas. Em três edições consolidamos uma vitrine de sucesso para as marcas”, disse Alberto Pellegrini, presidente da Megacycle. No que diz respeito aos expositores a resposta também foi positiva. Os negócios foram desde o direito a representação de uma empresa até a venda de motocicletas 0 km. Na ala chinesa, os expositores da gigante oriental ficaram entusiasmados com o resultado alcançado e para 2014 já negociam por meio de uma câmara de comércio entre os países, ocupar uma área equivalente a 50% da feira. Segundo Pellegrini, uma das vitórias desta edição do Salão foi mostrar que

ainda há espaço para o mercado motociclístico crescer e muito no Brasil em todas as categorias e que os chineses estão vindo para ficar. Levando em conta a contribuição do evento para a movimentação no mercado de motos, a Megacycle espera que a próxima edição da feira possa contar com uma cooperação ainda maior das montadoras, já que os lucros e vantagens contemplam todo o segmento. Uma das atrações que teve grande recepção do público foi o leilão de motocicletas e acessórios. Com versões presencial e online, a iniciativa alcançou a marca, e conseguiu encontrar novos donos para a maior parte dos produtos oferecidos, e alcançou


FEIRA

a marca de 100 minimotos vendidas, algumas em torno de R$ 600,00. No que diz respeito ao leilão, a organizadora acredita que com o sucesso do modelo, outros eventos possam incorporar às suas agendas alguns formatos de leilão.

Premiações

Entre as premiações que foram distribuídas no Salão, a X Motos do Brasil teve seu estande eleito como o mais bonito, além do lançamento da moto off road XM 250cc. E o da Rovcan foi o grande destaque. Já o da Mobil Lubrificantes mereceu o troféu de espaço mais animado. O prêmio Bike Show foi divido entre a Harley-Davidson Fat Bob personalizada e a Yamaha Super Ténéré personalizada pela Factory X Envelopamento e Películas. A Tecnoparts e o espaço dedicado às concessionárias Kawasaki receberam menção honrosa.

44 motomagazine

Premiações também para os motoclubes que prestigiaram o evento, com destaque para o Motoclube Spartanus, da cidade de Votuporanga (SP), com 12 integrantes e o Motoclube batizado de Advogado Motociclista, da cidade de São Paulo. O Motoclube Exagerados ficou com o título de camiseta mais bonita. Na disputa de ‘Busca Talentos Yamaha’, Felipe Gabriel Mattos, aluno do Senac, teve seu projeto escolhido, enquanto, no quesito sustentabilidade, o projeto do estudante Ricardo Edval da Fonseca, da FATEC de Santo André, foi o primeiro colocado. O concurso de Melhor Mecânico do Brasil foi realizado em duas etapas, uma de prova teórica e outra de prova prática, que levaram ao resultado com Adriano de Mattos Prado, de Arujá (SP), em 1º lugar, seguido de Plínio Roberto da Silva Moura, de Porto Velho (RO), e Igor Brasão Silva, de São José do Rio Preto (SP).

Wheeling

Aconteceu também as finais do Campeonato Nacional de Wheeling onde foram decididos os campeões das categorias Speed, Street e Pro Motor. Na Speed deu Fernando Fernandes. Na Street, Bruno Rodrigues foi o campeão. E na Pro Motor, com motos acima de 600cc, Tiago Garcia levantou o troféu.

Curso de pilotagem defensiva

O Salão ofereceu cursos de pilotagem defensiva. Os treinamentos ocorreram durante os dias de feira. O Batalhão de Polícia de Trânsito da Polícia Militar do Estado de São Paulo ministrou os treinamentos, com atividades educativas, e deram aos participantes noções básicas em vários módulos. Embora as vagas fossem limitadas bastava aos participantes apresentarem além da habilitação, o cadastro realizado por meio do site. •


GENTE

EMPREENDIMENTO QUE FOI SONHO, HOJE É REALIDADE! O sonho do baiano João Batista P. Oliveira, finalmente se tornou realidade. Vindo da Bahia para São Paulo, conquistou em 23 anos de trabalho na empresa DID, amigos e parceiros no mercado de motopeças, como vendedor da marca. Agora João abriu seu próprio estabelecimento, no centro de Taubaté, SP, com grande gama de produtos e marcas do segmento, e o reconhecimento de sua vitória, na escalada profissional Texto e imagens: Hylario Guerrero

“Sempre fui vendedor, foram 30 anos trabalhando na rua, criei uma boa carteira de clientes, e agora que estou aposentado, montei minha loja - com o dinheiro da minha aposentadoria – 35 anos de trabalho, tendo minha irmã Maria Áurea e sobrinha Luciana Oliveira como sócias diretoras”, assim começa a história descrita por João Batista. Ao lado da esposa Arimar e dos filhos Lucas,18, Ariane, 16, e Matheus, 14, João está pronto para o novo desafio que lhe espera, a JAUÁ Motopeças, instalada em 690 m², com oficina, es-

46 motomagazine

toque, escritório, atendimento ao público, e ainda mecânica, acessórios e boutique, “Curioso, até então, as motos que vieram para conserto são 80% de alta cilindrada, e somente 20% de baixa performance”, explica. "A DID,me proporcionou conhecimento, aprendizado, o que foi uma troca recíproca, o que fiz pela empresa, e recebi em troca. Faz falta o relacionamento diário que lá deixei e, no mercado, Brasil afora, estou consciente de que busco novos horizontes e desafios..., foi bom enquanto durou..., minhas metas agora são: desafio e qua -lidade, quero ter em meu estoque peças da melhor qualidade". “Fernando é nosso mecânico, com

30 anos de experiência. Passou pela Suzuki, Kawasaki e Honda. Rodolfo é nosso vendedor, com 18 anos de vendas em motopeças. Pesquei antes de contratá-los e obtive ótimas referências deles”, afirma João, que comenta, “Lucas, meu filho mais velho, atende o balcão, pelo menos provisoriamente, pois está no período servir ao exército”. Em vinte e cinco dias de funcionamento da loja, João se surpreendeu com o movimento, tanto no balcão, quanto na oficina, e já está procurando por outro mecânico que tenha a mesma qualidade de Fernando para auxiliá-lo na oficina mecânica. Assim está a JAUÁ, surpreendendo..., “em Taubaté há outras opções, como dois grandes varejistas, que têm suas portas abertas há mais tempo, e outros de tamanho e tempo intermediário, são concorrentes fortes..., a cidade de Taubaté possui um fluxo grande de motoboys, em torno de 40 empresas, proporcionalmente, temos mais motos em Taubaté, que em São José dos Campos, onde a cidade é maior. Mas nada nos assusta, o mercado está aquecido, tanto no setor de motopeças, quanto de acessórios e vestuários. E vamos em frente: a vida só tem sabor quando há desafios a serem superados”, conclui João Batista. •


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE /RS

Encontro Motomagazine reúne interfaces de motopeças 48 motomagazine


Desta vez o 12º Encontro foi em Bento Gonçalves (RS). As empresas que participaram foram unânimes em afirmar que fizeram bons negócios, deixando impresso a marca da qualidade do evento. Já os visitantes puderam conhecer as novidades expostas, travar relacionamento e negociar valores

motomagazine 49


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

A

Reportagem: Hylario Guerrero | Fotos: Equipe Luanda

12ª edição do Encontro Motomagazine, em Bento Gonçalves, RS, no Dall’onder Grande Hotel teve seu espaço tomado por expositores e lojistas do segmento que marcaram presença nos dias do evento. Da montagem ao desfecho, o humor, a camaradagem e a realização de bons negócios foi constante entre todos os participantes. Fabricantes de motopeças, acessórios e vestuários atenderam ao convite da promotora Case Eventos que tem se empenhado para que, seus parceiros consigam sucesso absoluto em cada uma de suas participações durante a feira. Esta edição não foi diferente. O evento contou com boa divulgação local, organização e a intensa visitação de empresários lojistas que percorreram distância de até 500 km para marcar presença na

50 motomagazine

feira, e negociar valores. Sem contar a importante figura do ‘Representante de Vendas’, que em seu árduo trabalho, trouxe o público para o evento. A animação foi total, nos estandes, nas refeições e na confraternização final.

Lojistas e expositores falam sobre o evento e mercado Para o lojista Daniel Garcia da Rosa, da GP Motopeças, o mercado se encontra retraído, e possivelmente terá até o fim desse ano, queda de 20%. “A maior dificuldade se dá nas dívidas dos consumidores que não têm condições de adquirir esse tipo de bem (moto), e então vem a inadimplência. Esse evento foi importante para que possamos nos programar, fazer estoques e colher bons frutos”, afirmou.

Segundo Renilda Rocha, da ABS Motos, a empresa está localizada em Gravataí, na Grande Porto Alegre. “Há 10 anos trabalhamos com quase todas as marcas, sempre com bom preço e qualidade. Os nossos clientes preferem pagar um pouco mais caro pelo produto, para não ter que retornar à loja. Sobre o evento, achei importante, por promover a aproximação dos lojistas com as fábricas. O nosso diferencial está nas diversas promoções que fazemos em nossa loja. E, pechinchamos muito nesta feira. O mercado não esteve bem este ano, nem todos conseguiram se segurar e nem investir em estoque, percebemos que cada cliente se preocupou em gastar somente com o necessário, sem excessos”, explicou. Igor Telles, proprietário da Terra Sul Motos, comentou que o evento deu a oportunidade de conhecer mais representantes e fornecedores. “Até porque, nossa forma mais comum


GP MOTOPEÇAS

TERRA SUL MOTOS

ABS MOTOS BAUM MOTOS de contato, é por telefone. Fechamos bons negócios, nos apresentaram muitos produtos, e, negociamos preços mais em conta. Nossa região é muito carente desse tipo de evento que considerei acertado, e que deveria se repetir duas vezes ao ano, pelo menos”, disse. Da Baum Motos, o seu diretor Átila Vinícius Baum, lembrou que este evento em Bento Gonçalves foi melhor que outros do qual participou. “Comercialmente, o ano estava excelente, porém, de maio para cá enfraqueceu, e somente na segunda quinzena de outubro voltou a melhorar” reteirou. “Sentimos o mercado mais calmo, retraído, este ano..., talvez devido os novos critérios para financiamento, e acreditamos que haja uma melhora nestes últimos meses. Considerando a estrutura da feira, vejo que todos tiveram a mesma oportunidade de atuar e efetuar negócios, sem que

uma empresa aparecesse mais que a outra. Dá liberdade para o lojista, que não se impressiona com estandes gigantes”, disse Kristian Petrus, da Rinaldi. Edilson Tenório, da GVS entende que o mercado na região Sul é bastante promissor. “Porém precisa de mais atenção, e trabalho esmero de nossa parte, para acompanharmos este crescimento”, afirmou. “O Sul, para nós, é um mercado rico, crescente, até porque, a frota de motos está crescendo bastante, e é preciso fazer um trabalho efetivo de presença, marcar em cima, e consequentemente de vendas”, colocou Rafael Dannermann, da X Motos. “Temos dificuldade no mercado sulino, e este evento nos deu a oportunidade, e a partir de então trabalharemos mais com esse público, independente de qualquer coisa, nosso produto/serviço é bem visto e diferenciado”, comentou Thiago Jardim, da Chiptronic.

“O mercado aqui no Sul não evoluiu tanto como no Nordeste, mas encontramos um público diferenciado à procura de bastante qualidade. Infelizmente o que vemos atualmente são muitos produtos importados que não ajudam muito em nosso ramo”, avaliou Valdenir Galvão, da Valflex. Lucilene de Almeida, da Danidrea, aposta neste mercado devido a influência que a empresa tem na região, e, de qualquer forma temos que competir com os concorrentes, com as novidades que eles também trazem para os eventos. “Mesmo tendo a região ao nosso favor, temos que mostrar o quanto nosso produto é bom, e diferenciado”, disse. Segundo José Paulo Mattos, da Paulinho Motos, distribuidores no RS, o mercado tem se mostrado difícil para todos. “Setembro deve ter sido o mês mais crítico, e esperamos por recuperação para o final do ano. Está sendo um ano atípico para o setor, mas já há mostras de estabilidade”, afirmou.

motomagazine 51


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

RINALDI

STLU

RINALDI – Kristian Petrus Trouxemosospneus‘100x90x10HB37’ e ‘100x90x13 HB37’, ambos sem câmara para modelos scooter; para as Custon150cc ‘3.50-16 B5 32’ e o ‘90x90x19 RT36’ e o 110x90x17 RT 36, ambos para a Bros.

SULMAX

52 motomagazine

STLU - Luigi Sciannelli Nosso diferencial está no sistema de atendimento personalizado com atenção ao cliente visando trazer matérias-primas originais, ou seja, matérias-primas virgens, e não mais materiais recuperados. Não queremos que nossos produtos fiquem a desejar quanto a qualidade. Reformulamos nossa linha, e trouxemos

LION

painéis, lanternas, e sanfonas de bengalas em diversas cores. LION - Gustavo Brito Lançamos os patins de freio, com lona mais elaborada permitindo que o piloto efetue uma frenagem precisa. Os produtos foram testados em laboratório e em campo, sendo expostos a situações climáticas diversas para conclusão de alta resistência. Temos também cubos de roda, traseira e dianteira, e pastilhas de freios semi-metálicas. Nossa intenção é divulgar a marca Lion. SULMAX - Rafael Salvan Trouxemos a linha de bateria 100%


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

RTO CHAPAM

GVS

nacional, produzida em Santa Catarina. Fabricamos desde o ácido até as carcaças de cada peça. Também estamos com os kits de motor e de retentores para diversos modelos de motos. O produto é elaborado com matéria-prima em silicone para suportar mais calor. RTO - Ivan Augusto Trouxemos os kits de motor de giro de retentores, adaptáveis para quase todas as marcas de motos. Coxin adaptável da Falcon utilizando material em silicone que é mais resistente ao calor do que a borracha. E a linha de coxins para motos populares.

X MOTOS

54 motomagazine

CHAPAM - Jaimar Meneguel Estamos lançando o cavalete central e bagageiros com suporte de bauletos, e, o protetor de motor - com e sem

CHIPTRONIC

pedaleira. Nossos produtos são compatíveis com vários modelos de motos. GVS - Edilson Tenório Trouxemos nossos produtos de linha, além dos piscas de LED para apresentar neste mercado. Estamos inaugurando nossa fábrica no Ceará, sendo assim, temos diversos itens que estão em produção. X MOTOS - Rafael Dannermann Estamos apresentando como lançamento exclusivo a moto 4t, 250cc, com quadro em alumínio. CHIPTRONIC - Thiago Jardim Trouxemos o scanner de injeção eletrônica para qualquer modelo de moto, de alta, média e baixa cilindradas.


PRO VISION AQUARIUS

DANIDREA

TAURUS

PROVISION - Cesar Lemos A empresa está com novo projeto de viseiras injetadas para os capacetes importados. Nossa intenção é começar a produzir no país. Estamos investindo em tecnologia para produzir e comercializar essas viseiras, no setor de reposição. Não temos interesse na fabricação de capacetes completos, mas quanto maior o mix de novos modelos, maior será nossa penetração no mercado. AQUARIUS - Luciana Nogueira Trouxemos para apresentar neste mercado, toda a linha de peças que produzimos. São aros de faróis, blocos ópticos, lentes ópticas, painéis, páralamas, estribos, molas, etc.

VALFLEX

VALFLEX - Valdenir Galvão Nossas novidades referem-se aos retrovisores Slyck. DANIDREA - Luciene de Almeida Trouxemos nosso mix de produtos com mais de 600 itens, através de amostras e catálogos, estamos buscando nos aproximar mais dos nossos clientes, e fortalecimento da marca. TAURUS - Gianfranco Ugo Milani Estamos apresentando novos grafismos e modelos de capacetes que irão compor a linha 2013, e serão comercializados a partir de janeiro. As diferenças nesses produtos são: design, decoração e forração.

motomagazine 55


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

GIVI

COSER SUPORTES MF

CACHORRO LOCCO

JOJAFER

60 motomagazine

COSER - Delvino Coser Estamos lançando toda a linha em alumínio para off road, e as correntes Coser. A maioria da correntes são importadas e as nossas são de fabricação 100% nacional com alumínio de alta liga, utilizadas para competições. SUPORTES MF - Charleston Marba Trouxemos nova linha de totens e estamos elaborando suportes de capacetes com sistemas de travas para lojistas, esse item já é utilizado em bares e em áreas comerciais. A peça é parecida com uma chapeleira, e pode ser usada para exposição sem agredir o capacete, pois as travas são específicas para esse tipo de suporte. GIVI - Cleber Máximo Trouxemos capas de chuva e bolsas para tanques e bolsas internas para baús que podem servir como

sacolas de viagem. Também os baús importados. E em breve estaremos comercializando capacetes. CACHORRO LOCCO - Antonio Augusto Trouxemos bolsas compatíveis para vários modelos de motos. Conjuntos de chuva para homens e mulheres em diversas cores. Os novos modelos possuem “balaclave” com trava que protegerá do frio e a gola, das linhas de pipa. Estamos com protetores de guidão, para cortar o frio e proteger as mãos. JOJAFER - Viviane Fernandes Apresentamos com o ‘mata cachorro’ todos os itens conforme a regulamentação dos profissionais em motofrete: coletes refletivos, faixas refletivas para baús e capacetes, e antenas de segurança.


SIVERST

ERBS

AWA

RCC

LÁQUILA ARBYN

SIVERST - Aline Lopes Nossos lançamentos serão apresentados a partir do ano que vem, de forma gradativa, como as baterias Z. Para o evento estamos com os tubos internos, baterias, kit de transmissão e amortecedores, que são nossos produtos de linha.

ARBYN - Edvaldo Ruiz Trouxemos a capa de pedaleira dianteira que substituem as borrachas convencionais que revestem o estribo. O produto é a mesma forma da pedaleira comum, porém em alumínio. Também trouxemos nossa linha de manetes coloridos.

RCC - André Butzke Nosso lançamento é o ‘Kit - coroa, pinhão e corrente’, trata-se de um produto de marca própria.

ERBS - Ederson Mello Fizemos melhorias em nossas baterias e também trouxemos o modelo de bateria automotiva, além da linha de baterias para motos. Temos as potências mais comuns que servem para diversos tipos de veículos.

LÁQUILA - Wellington Santos Estamos com nova linha de capacetes, coleção 2012 e 2013, e óculos para motocross. Quanto a vestuário, teremos uma nova linha que estará no mercado em poucos meses, porém, já está disponível neste evento para os lojistas.

AWA - Waldemar Ramalho Trouxemos os retrovisores de carbono, que são tendência de mercado. Também o mini CD300 cromado, e o suporte de placa com LED.

motomagazine 61


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

KRATER

MÁQUINA HM

PIRACAPAS

62 motomagazine

REMOTO

SCAN

KRATER - Gislene Gianetti Temos peças para reposição para os modelos CRS, Dafra, Apache 150cc, FAN 2009, e os demais modelos posteriores, que são máquinas mais modernas.

para alta performance. Também os guidões barra larga. Esse modelo é vendido juntamente com o adaptador por ser maior.

REMOTO - Aparecido Faria Em breve teremos muitas novidades, por ora trouxemos nossa linha de retrovisores coloridos, que está fazendo sucesso, pois aqui no Sul só havíamos trazido nossa linha de retrovisores pretos.

MÁQUINA HM - Anderson Augusto Estamos ampliando o número de baterias e peças Sundown, e para o próximo ano aumentaremos o investimento em outras marcas que tenham dificuldades para se encontrar seus produtos (fora de linha) no mercado. Nosso interesse é ter a marca HM circulando no mercado, aumentando nossas vendas.

SCAN - Eliel Persio Somos fabricantes de bagageiros e alças em liga leve, e especificamente como lançamento, temos o guidão em liga leve. Esta peça pode ser encontrada em alumínio ou em cromoli tornando-o mais resistente, próprio

PIRACAPAS - Giovanni Ferrari Estamos trazendo as mochilas de transporte de pizza, com capacidade de 44 lts, em nylon e lona, com presilhas de aço, e as mochilas para motoboys, com o mesmo material. Outra novidade é o banco com base de plástico.


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

VIPER

VAZ

BLUCULTURA

VIPER - Luiz Honório A novidade são as mochilas, com novo material, mais resistente e impermeável e detalhes refletivos em diversas cores. A partir de pesquisa de mercado, os consumidores ditam as tendências, e, a partir disso trabalhamos para atender o segmento.

VEDOX

PROTERCAPAS

64 motomagazine

VAZ - Priscila Dickel Trouxemos linha de capacetes mais baratos, o V5 Light. E os modelos VR8, que se trata de uma coleção mais sofisticada com desenho diferenciado no grafismo, e o casco (decall) do capacete com entradas e saídas de ar. BLUCULTURA - Egon Witte Nosso forte são miudezas e ferramentas para mecânicos, como arrebitadores de emenda de corrente, pois as correntes novas não possuem

mais as chaves auxiliares. Cortador de corrente; batedores de bengala e de rolamento; e outros ferramentais. VEDOX - Rafael Fernandes Apresentamos os manetes injetados de alumínio, pedaleiras traseiras de toda linha nacional, e com a mesma qualidade original. Em breve lançaremos todas as linhas de manetes, aumentando nossa linha de peças de reposição com preços mais em conta. PROTERCAPAS -Herlânio Machado Nossos produtos ainda são novidades neste mercado, portanto para esse evento não estamos com nenhuma lançamento, apenas mantendo a linha que já tínhamos. Mantendo o cuidado com os detalhes dos produtos e preocupados sempre com a qualidade.


EVENTO | 12º ENCONTRO MOTOMAGAZINE / RS

CONTROLFLEX BATERIA RAIOM

PAULINHO MOTOS

VEDAMOTORS

66 motomagazine

MBR

DID

CONTROLFLEX - Victor Lucchesi Trouxemos a válvula para os modelos FAN 2009, as bielas da CB 300cc e da XRE 300cc. Estamos lançando uma nova linha de cabos, e melhorando nossa qualidade, quanto as matérias-primas empregadas.

DID - Viviane de Brito Apresentamos o Kit de transmissão adaptável à CB 600cc Hornet, e a diversidade de corrente de comando, tipo Silent que equipa todas as motos das linhas de montagem de diversas marcas do mundo.

BATERIAS RAIOM - Aldo Dias Costa Estamos com novos modelos de baterias. Somos a única fábrica que tem linha completa de baterias, partindo das de 2,5 até as de 20 ampéres e com grande facilidade nos postos de troca.

PAULINHO MOTOS - José Paulo Mattos Trouxemos os para-lamas costumizados e toda a linha plástica da Pró tork.

MBR - Carla Miorim Estamos lançando mais dois manetes exclusivos compatíveis aos modelos Dafra, em 16 cores, aos poucos teremos a linha completa de manetes.

VEDOMOTORS - Eziel Maciel Trouxemos nossa linha de vedação, como juntas, anéis, guarnições, retentores de válvula, suspensão e motor. Além dos lançamentos nas linhas de cilindros, pistões, bielas, válvulas e discos de embreagem. 


PILOTOS Juner Rockenbach

Juliano Mercali

Marciano Santin

PILOTOS BRASILEIROS DOMINAM MODALIDADES DE VELOCIDADE SOB DUAS RODAS Apaixonados por velocidade, pilotos de provas colecionam títulos e estão motivados a vencer mais campeonatos, dentro de suas modalidades Reportagem e Imagens: Hylario Guerrero

O mercado de motos no Brasil não evolui por acaso. São muitos adeptos desse veículo em todo o país que mantém o setor aquecido. Com tantos aficionados por velocidade, é comum que surjam pilotos competitivos, que se destaquem em competições que exigem perícia do condutor. Em várias modalidades, não é raro ter brasileiros com êxito. Destacamos alguns dos grandes nomes do velocross e motocross nacional. Marciano Santin, 36 anos, é um colecionador de títulos. Tricampeão Brasileiro de motovelocidade e Tetracampeão Gaúcho de Motovelocidade. “Minha categoria atualmente é 600cc e esses títulos vem das categorias 200cc e 300cc”, afirma. Bicampeão gaúcho na 125cc e Twister 250cc, Santin sagrou-se Campeão Brasileiro de 250cc, e Campeão Brasileiro em 2008, 2009 e 2010. Apesar de tanto sucesso como piloto

68 motomagazine

profissional, Marciano tem consciência que vida de piloto, não é fácil. O profissional ainda desempenha outras funções como mecânico e motorista, cortando gastos que garantem a sua permanência no esporte. “Fechei patrocínio com a Taurus, até porque precisamos de uma assistência logística e financeira para nos manter. Nosso investimento gira em torno de R$130 mil por ano, em treinos para os campeonatos de 600cc”, diz Santin. Para iniciantes da modalidade, Marciano deixa a dica. “É preciso ter bom preparo físico e psicológico para vencer”. Juliano Mercali, 27 anos, é um especialista em motocross e velocross. Começou a correr profissionalmente aos 18 anos nas duas modalidades e fala com orgulho dos títulos conquistados. “Tenho dois títulos gaúchos de velocross, e supercross, e vários títulos regionais como Copanorte,

Centrotera, Gaúcho de Velocross e gaúcho de Motocross, mas ainda não participei do brasileiro de motocross e velocross, por falta de patrocinadores. Não tenho apoio financeiro que possa cobrir todas as minhas despesas”, diz. Juner Rockenbach, começou sua carreira aos 13 anos. É bicampeão brasileiro de rally. Já ganhou o Campeonato Brasileiro de Enduro e atualmente compete no Gaúcho Cross Country e campeonatos regionais de motocross. “Meus treinos são em três períodos por semana, tendo a pilotagem, musculação e natação. Bom preparo físico e vitórias, são prioridades para mim”, finaliza Rockenbach. Os três pilotos campeões em destaque têm o patrocínio da “Coser” (indústria de motopeças da cidade de Veranópolis – RS, desde o início de suas carreiras. •


Imagem ilustrativa

ENTIDADE

MERCADO DE MOTOCICLETAS ESTÁ OTIMISTA Após desempenho abaixo do esperado, nos primeiros meses do ano, o mercado de motos volta a reagir recuperando vendas e fecha o ano com números positivos

72 motomagazine

Texto: Divulgação

S

egundo dados da Abraciclo, o setor de motocicletas, após um período de baixo desempenho nas vendas, reage no último trimestre do ano e apresentam números otimistas. Dados da instituição apontam que a reação começou em outubro. Houve uma evolução na média diária de emplacamentos de motocicletas na primeira quinzena de novembro, em

relação à igual período do mês anterior em todo Brasil, passando de 6.124 unidades para 6.454 unidades. Tendo por base os emplacamentos registrados pelo Renavam, projeta a comercialização total de 406 mil motocicletas nos últimos três meses, ante as 394.361 unidades no trimestre anterior. Na primeira quinzena de novembro foram emplacadas 58.083 motocicletas, volume 5,2% inferior ao registrado em igual período de outubro (61.240 unidades), que contou com


ENTIDADE

Imagem ilustrativa

um dia a mais de comercialização. Comparado à primeira quinzena de novembro do ano passado, quando foram vendidas 74.988 unidades, o número de licenciamentos corresponde a uma retração de 22,5%. Pela avaliação da associação, o mercado de motos está confiante com as novas linhas de crédito anunciadas recentemente pelos bancos públicos para contribuir com o crescimento de até 3% no volume de negócios relacionados com motocicletas no quarto trimestre desse ano, interrompendo as retrações registradas nos últimos meses. Essa é uma medida importante, pois há possibilidade clara de reanimação das vendas no setor. Para a Abraciclo, a nova opção de

74 motomagazine

crédito deve auxiliar a retomada da recuperação do segmento de motocicletas, pois cerca de 85% das vendas são destinadas às classes C, D e E, que necessitam de parcelamento para aquisição do veículo.

Entre os maiores fabricantes do mundo

A fabricação nacional de motocicletas - majoritariamente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM) está entre as cinco maiores do mundo. No segmento de bicicletas, o Brasil se encontra na terceira posição entre os principais produtores mundiais. No total, o setor de duas rodas gera em suas indústrias cerca de 20 mil empregos diretos.

A importância da motocicleta no desenvolvimento da sociedade brasileira é de grande relevância para economia do país. Por todo o Brasil, é um dos meios de transporte mais utilizados nas cidades, campos e em grandes distâncias por ser um meio rápido, barato e econômico. Os motociclos estão presentes em todas as regiões, concentrações urbanas, nas mais variadas atividades de trabalho, estudo ou lazer, em todos os serviços públicos destinados ao amparo da população, entre outras muitas oportunidades. Atualmente, as motocicletas representam 12% da frota de veículos registrados somente na cidade de São Paulo, acima de ônibus e caminhões. Apesar de oscilações nos números de veículos vendidos, o setor de motocicletas no Brasil é um mercado em expansão. Entre as propostas de trabalho da Associação estão as necessidades do setor, melhoria das condições viárias, incremento na qualidade da capacitação de instrutores, conscientização da importância da manutenção dos motociclos, cuidados com os equipamentos de proteção, pilotagem segura e outros. Dessa forma, haverá uma redução significativa em números de acidentes graves, possibilitando mais ações do governo que beneficiem o setor duas rodas. São alguns dos principais focos que o segmento tem buscado. É preciso conquistar o merecido respeito, com incentivo à educação no trânsito. •


a estes sorrisos de aprovação às nossas iniciativas...


Profile for Luanda Editores

Revista Motomagazine 66  

Revista Motomagazine 66

Revista Motomagazine 66  

Revista Motomagazine 66

Advertisement