Issuu on Google+


Conteúdo

Feira Sucesso qualifica feira profissionalmente

Capa A inquietude criativa de Juan Muzzi

46

34

Lojas

Empresa

Outras histórias do Rio

Construindo uma marca de sucesso

30

SEÇÕES

Gente

44

32

Editorial........... 12 Correio............. 14

Notas....................16 Rápidas.................22

Lançamentos................52


Marca presente no mercado de bikes há mais de 130 anos, a ZEFAL produz acessórios essenciais para a sua pedalada. Confira alguns produtos que a ISAPA traz com exclusividade para você:

Linha para Limpeza

Bombas de Ar • Escova Zéfal ZB-Double

- Ergonômica - Antideslizante - Cerdas resistentes - Para higienizar pedais, pedivelas, raios e freios - Código ISAPA: 40059

Linha de Hastes • Lock N´Roll Alumínio - Com blocagem - Sistema Antifurto - Peso: 160 g - Código ISAPA: 40057

Linha de Suporte de Garrafa

0800 702 0801

• Mini Air Profil Micro Alumínio - 100 PSI - Peso: 88 g - Código ISAPA: 40052 - Usado mais em bicicletas de ciclismo • Mini Z Cross Alumínio - 102 PSI - Peso: 156 g - Código ISAPA: 50351 - Usado mais em bicicletas MTB

• Pulse Carbono - Peso: 30 g - Código ISAPA: 50357

• Profil Max FP50 - Com manômetro - Sistema Z-Switch (Presta/Dunlop/Schrader) - 180 PSI - Código ISAPA: 40054

• Pulse Alumínio - Peso: 40 g - Código ISAPA: 55211

• Z Shock Alumínio - 360 PSI para suspensão - Peso: 235 g - Código ISAPA: 55205

• WIIZ Nylon - Saída da garrafa pela lateral - Código ISAPA: 54294

SAC:

• MAX - Código ISAPA: 52386

Call Center:

0800 702 8699

facebook.com/isapa.bicicleta

Agência de comunicação

TRADIÇÃO E QUALIDADE EM ACESSÓRIOS PARA BIKE


Editorial Diretoria Osmar Silva José Haroldo G. Santos

Luanda

Edição 181 - Outubro 2012

Editor Osmar Silva osmar@luanda.com.br

Diretor José Haroldo G. Santos haroldo@luanda.com.br

Redação Hylario Guerrero (MTB 13468) Rosangela Hilário (MTB 46219) Edison Rafael (Estagiário) Joelma Farias (Estágiaria) redacao@luanda.com.br Arte e Diagramação Bruno R. Mello dos Santos Diego Igor de Oliveira midia@luanda.com.br arte@luanda.com.br Publicidade: Luanda Brasil Serviços de publicidade Ana Paula Lima Edmar Santos José Ricardo Gomes Raphael Garcia vendas@luanda.com.br Administração Juici Monteiro Fernanda Oliveira Jhonnatan André luanda@luanda.com.br Assessoria gráfica Pavagraph Impressão Nywgraf R. Joaquim de Almeida Moraes, 273 Jd. Magali - CEP 02844-000 - São Paulo/SP Tel.: +55 (11) 3461-8400 / 3461-8401 Fax + 55 (11) 3923-5374

A cyclomagazine aceita matérias técnicas como colaboração. Os artigos deverão vir acompanhados de fotos ilustrativas com as respectivas legendas e curriculum do autor. A revista não se reponsabiliza por opiniões e artigos assinados que podem ou não expressar a mesma opinião do editor. As opiniões emitidas em artigos assinados são de responsabilidade do autor. A revista não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios veiculados, nem por aquisições em função destes. Todos os direitos reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sob pena de procedimentos legais. A revista cyclomagazine é uma publicação mensal da Luanda Editores Associados LTDA., e tem sua marca registrada no INPI sob o número 820.332.593

A

Cyclo Fair, realizada em São Paulo, comprovou a tendência no segmento que há muito temos anunciado: o crescimento do consumo de bikes de maior valor agregado em todas as regiões nacionais. Houve interessante número de visitação para um evento em sua primeira efetiva realização, independente da data que muitos afirmavam ser um ponto negativo. Afinal, neste período normalmente as compras já foram realizadas e os lojistas já estão preparando os seus estoques para a demanda de final de ano e suas datas promocionais. Desta maneira, acreditamos piamente que a realização de dois eventos no mesmo ano, no maior mercado nacional que é São Paulo, não tem nenhum aspecto negativo. Um tem como destaque os fabricantes e montadores nacionais, outro, apresenta os lançamentos internacionais realizados nas mais importantes feiras da Europa e USA e, ambos trazem produtos interessantes, soluções novas e inteligentes. A indústria nacional percebeu que o consumidor está mais interessado em qualidade, não apenas em preço. Houve notável ascensão do poder de compra, principalmente da classe C, em razão da economia atual potencializada pela moeda estável e, agora com mais informações, compara o resultado da equação preço x qualidade + durabilidade= satisfação e opta pelo produto mais adequado as suas necessidades. Os importadores exibem produtos com mais tecnologia e preços altamente competitivos. Bom cenário para os negócios. Nesta disputa pela preferência do consumidor, o produtor nacional, infelizmente leva desvantagem na questão tributação, cada vez mais elevada. Estão havendo alguns acenos de políticos interessados em aprovar emendas que deem as bikes as mesmas vantagens oferecidas a indústria automobilística e linha branca pelo governo federal. A implementação de isenções de alguns impostos e a diminuição da carga tributária, Luta antiga, incessante e sonho de 11 entre 10 empresários do segmento. Mas, voltamos a enfatizar a necessidade de uma entidade representativa forte para o setor produtivo, assim como já existem as associações dos importadores, ABRADIB e Aliança Bike legitimas e atuantes em defesa das demandas de seus associados. Enquanto os fabricantes de bicipeças não se conscientizarem desta necessidade, independente das disputas de mercado, pouco ou para ser mais realista, nada será conseguido. Este, talvez seja o melhor momento para uma tomada de posição e realização de reivindicações, pois a bicicleta está em alta como veiculo urbano, dada as suas características de integração e não agressão a natureza. É comum constatarmos a presença de bicicletas em toda espécie de publicidade, seja de imóveis, instituições financeiras, planos de aposentadoria, saúde e etc. Aproveitem então, esta popularidade... Todos nós!

Foto capa: Juan Muzzi | Muzzi Cycles Divulgação


Correio

Interaja com a redação

Email: redacao@luanda.com.br Site: www.luanda.com.br Endereço: R. Joaquim de Almeida Morais, 273 - CEP: 02844-040, São Paulo - SP

que provavelmente irão ocorrer no próximo ano. Assim que obtivermos os resultados, enviaremos.

novo diretor PArA PeArl iZUmi eUroPA

moStrA "o dnA do temPo" no eSPAcio UrUgUAY

A mostra “o dnA do tempo”, reunirá 45 trabalhos realizados pelo uruguaio Juan muzzi, nos últimos 5 anos, em diferentes técnicas de impressão: gravuras sobre metal, serigrafias e digigrafias. Resp.: Sugerimos a todos que prestigiem a mostra deste artista, que além de suas qualidades como criador contemporâneo, também é empresário do segmento bicipeças. Visitação: Av. Paulista, 1776, 9º andar de 19/ outubro a 04/ dezembro entre 13h e 18h, de segunda a sexta feira

SolicitAção

caros me desculpem retomar este tema.na realidade necessito que me enviem, mesmo que já tenha sido realizado, informações de Feiras internacionais relacionadas ao nosso segmento. Apenas quero saber onde são os principais eventos e local. José Roberto Di Cicco Bravvos Pneus e Câmaras para Bicicletas São Paulo-SP (Por e-mail)

Resp.: José Roberto, estamos confirmando a relação de eventos nacionais e internacionais

14 cyclomagazine

A partir de janeiro de 2013, matthias reinacher, atual Brand manager Sênior na Pearl izumi europa, será atribuído como o novo diretor geral da empresa. ele está na Pearl izumi há oito anos, com amplo conhecimento da organização, fornecedores e varejistas, além do que traz muita experiência e conhecimento de bens não duráveis para a nossa equipe e, por isso é o candidato perfeito para substituir Juergen Sprich como diretor. Juergen Sprich informou a Pearl izumi e Shimano, recentemente, que estava à procura de um novo desafio fora da empresa. com o acordo mútuo, eles decidiram e se separam no final de 2012. Juergen Sprich vai se tornar sócio da empresa baseada suíça chamada cuore. Matthias Reinacher terá como desafio reformar a divisão Pearl izumi. o nome Pearl izumi é derivado da gema "pérola" e uma área do Japão conhecida pela sua água cristalina "izumi". traduzido literalmente, significa Pearl Izumi, "fonte de pérolas" e desde 2008, faz parte da Shimano. Rudy Bouwmeester Manager PR & Events SHIMANO EUROPE Nunspeet (NL) (Por e-mail)

Resp.: Desejamos sucesso a ambos executivos, e, sorte no desenvolvimento de suas novas atribuições.

AgrAdecimento

Agradecemos a sua presença no SHimAno Fest, um evento que está crescendo

mais e mais a cada ano, assim como o próprio mercado de bicicletas. A proposta diferente do evento (uma festa outdoor para a família com a bike e a pesca como atrações principais) está agradando e satisfazendo a uma demanda latente. A sua participação e esforços para divulgar o evento foram muito importantes e a SHimAno latin America agradece e reconhece este trabalho da mídia como grande parte deste sucesso. em tempo: tivemos milhares de visitantes e arrecadamos mais de uma tonelada de alimentos que foram doados para o Fundo Social de Solidariedade de mogi das cruzes. obrigada em nome da Shimano latin America. Dariella Novello Marketing Shimano Latin America Rep. Com. Ltda São Paulo-SP (Por e-mail)

Resp.: Nós é que agradecemos o convite feito, e nos sentimos orgulhosos em termos participado deste evento.

novo endereço

A partir do dia 01 de agosto de 2012, estarei em novo endereço. Qualquer correspondência ou mostruário a partir desta data, deverá ser enviado para: rua Parnamirim, 304 - condomínio Park Jardins - Bloco 04 - Apto. 1502 - ed. Jacarandá - Bairro: Arthur lungreni cep: 53417-470 - Paulista - Pe. Marcos Maia M.Maia Representações Paulista-PE (Por e-mail)

Resp.: Anotem em suas agendas.


Produtos Produtos .Em breve novos produto. Vendas Norte e Nordeste

.Em breve novos produto.

Contato: voltbikers@voltbikers.com.br

Endereço: Rua Cambera, 255 – Jd. Aracília – Guarulhos – S.P – 07250-140. Contato: voltbikers@voltbikers.com.br

Endereço: Rua Cambera, 255 – Jd. Aracília – Guarulhos – S.P – 07250-140.


Notas

Mais 13 estações de aluguel de bikes em São Paulo O projeto de compartilhamento de bicicletas em São Paulo "Bike Sampa", inaugurou mais 13 estações de aluguel de bikes. Com isso, o número de estações instaladas chega a 52, localizadas nos bairros Vila Clementino, Jardim Paulistano, Jardim Europa, Jardim América e Chácara Itaim.

150 kms de pura beleza uma melhor qualidade de vida. e corrida. O que mais chamou a crescimento rápido da economia O fotógrafo norte-americano Dan Bayley atravessou uma noite pedalando com sua aro 29 a Denali Park Road (estrada do Alasca) .Na rota de 150 kms, enfrentou subidas e cruzou com a vida selvagem. Chegou no pôr do Sol, que na primavera é por volta da meia-noite, e levou 12hs para completar o percurso.

Transporte seguro e autosustentável Tendência das grandes cidades, claramente, tem sido a de voltar parte dos seus investimentos e planejamentos para uma política sustentável, o que envolve, entre algumas coisas, o uso da bicicleta como meio – não apenas de lazer – mas também de transporte e deslocamento. No Brasil, esse processo tem ganhado força, tanto pela necessidade como pelo apelo da sociedade na busca por

16 cyclomagazine

Arturo Alcorta, responsável pelo site Escola de Bicicletas, oferece dicas interessantes para o ciclista executar uma transição adequada e, assim, utilizar a bicicleta com mais segurança e confiança. Mais informações no site www.prologo.uol.com.br

Pedestre e motos em ciclovias de Conquista Muita gente ainda não se acostumou com a ciclovia e tem ocupado a passagem para bicicletas com carros, motos e até mesmo para prática de caminhadas, em Vitória da Conquista. O assunto foi destacado pelo ciclista Pierre Lima, em seu mural do Facebook. Ele cita alguns casos em que ocorreram acidentes entre cliclistas e pedestres, e em outra ocasião, flagrou professores de educação física acompanhando alunos em treinos de caminhada

atenção é que somente ele era o chinesa e o aumento consideciclista naquele momento. rável da renda da população, o número de veículos dos chineses também subiu. Para controlar o número de automóveis e proMais cinco estações mover o transporte ecológico, em Porto Alegre O sistema de bicicletas públicas o governo municipal de Beijing de Porto Alegre ganhou mais cinco adotou uma série de medidas, estações, localizadas no Largo entre elas o incentivo dos meios Zumbi dos Palmares, Ginásio de transporte ecológicos, lançado Tesourinha, Shopping Praia de no mês de junho, o programa Belas, Escola Parobé e Avenida piloto de bicicletas públicas em Aureliano de Figueiredo Pinto. dois distritos. Ao todo, são 2.300 Foram inclusas mais 50 bicicle- bicicletas disponíveis para alutas nas estações e até o fim do gar. Cerca de 2.000 pessoas já ano, outras 200 serão colocadas compraram o cartão de aluguel. à disposição dos usuários do sistema. Para utilizar o serviço, é Participam em preciso se cadastrar no site da Feira de bikes empresa BikePoa, em aplicativos Entre os dias 06 e 08 de novembro, de smartphones ou por telefone. a Sense Bike participará da FIMAI (Feira e Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade). O evento será Mudança para realizado no Expo Center Norte, hábitos saudáveis Ao longo da última década, com o em São Paulo – SP.


Todas as medidas padr천es. * Medidas especiais sob consulta.


Notas

E-Bikes para a Guarda Civil

A empresa Evolubike forneceu cinco bicicletas elétricas, Evolubike Sports, para a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. As bikes estão sendo usadas para a proteção de parques e da região central

da cidade, calçadões, ciclovias e ciclofaixas aos finais de semana. O objetivo de incorporar as e-bikes no policiamento comunitário é a atuação dos guardas civis com menor desgaste físico, sobretudo

em trechos mais íngremes e longos, contribuindo com o plano de sustentabilidade ambiental utilizando energia limpa, já que as mesmas têm bateria de lítio.

no mundo. Perde apenas para a China e a Índia, que colocam no Brasil produz cerca de cinco mi- mercado, respectivamente, 80 lhões de bicicletas. Os números milhões e 10 milhões anualmente. deixam claro que nos últimos dois anos, a quantidade de eventos de mountain bike quase dobrou de Vale-transporte 35, em 2010, para 69 neste ano. em dinheiro Tanto investimento em provas, A Câmara analisa o Projeto de feito pela CBC, visa abranger os Lei 4400/12, do deputado Mannovos adeptos da modalidade. detta (DEM-MS), que institui o Enquanto isso, os fabricantes pagamento de vale-transporte nacionais tentam manter estável em dinheiro aos trabalhadores o nível da produção, em cerca de que utilizam a bicicleta como cinco milhões ano, o que coloca meio de transporte .De acordo o país como o 3º maior produtor com o projeto, o valor será cor-

respondente à metade do destinado a trabalhadores que usam transporte coletivo.A proposta mantém os outros dispositivos previstos, como o que estabelece que o vale-transporte não tem natureza salarial, nem se incorpora à remuneração para quaisquer efeitos; não constitui base de incidência de contribuição previdenciária ou de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço); e não se configura como rendimento tributável do trabalhador. O projeto tramita em caráter conclusivo e será ana-

lisada por diversas comissões.

Crescimento de mercado interno

18 cyclomagazine

De bike na Índia O bombeiro catarinense aposentado Silvio Duarte, 58 anos, retornou ao Brasil após ter conhecido a Índia de bike dentro do projeto ‘Pedalando na Índia’. Durante três meses e 10 dias, Silvio circulou o 2º país mais populoso do mundo com 1,2 bilhão de pessoas. Se acidentou, foi confundido com terrorista e teve sua bicicleta revistada, mas, conseguiu seu objetivo, que era o de divulgar o ato de pedalar.


Notas

Entretenimento A Auroraeco, pioneira em viagens de bicicleta de alto padrão na América do Sul, selecionou os melhores roteiros do Continente a serem explorados nos próximos meses, com todo suporte de equipe, carros de apoio, variados hotéis, vinícolas, museus e experiências gastronômicas. Confira mais informações no site www.auroraeco.com.br/mendoza

Arte em sucatas O artista plástico Israel Nicolau, 53 anos, é a cabeça por trás de 88 bikes modificadas que vão integrar o acervo do Museu da Bicicleta, em Joinville (SC). A primeira bike feita por ele foi inspirada pelo filme Sem Destino (Easy Rider). A partir daí, o artista transforma os materiais encontrados em sucatas e ferros-velho em obras de arte com sua marca registrada.

Grandes bikes elétricas e motorizadas as bicicletas motorizadas estão virando tendência de transporte nos últimos tempos. Segundo a Associação Brasileira dos Veículos Elétricos, são mais de 600 mil veículos desse tipo circulando no Brasil. Só em 2012, estima-se que foram vendidas cerca de 15

20 cyclomagazine

mil unidades. A bicicleta elétrica também tem bastante procura. São leves e, principalmente, não poluem o ambiente. Apesar de todos os benefícios das novas “magrelas”, ainda há muitas dúvidas quanto à regulamentação do transporte de ciclomotores (motos), no qual a bike motorizada se encaixa.

Tour cultural e ecológico Uma novidade promete contagiar São Paulo. Quem quiser conhecer parte da arquitetura histórica da capital pode partir para um tour de bike. O trajeto totaliza 12km de extensão, começa na Av. Paulista, passa pela Rua Vergueiro e pela Av. Liberdade até se conectar ao centro da cidade. Somente nessa região são 5,5 quilômetros de vias exclusivas

para bicicletas nos domingos e feriados. O visitante conhecerá marcos culturais e arquitetônicos de São Paulo, como o Edifício Martinelli, o Mosteiro de São Bento e o Teatro Municipal. Em breve outros trechos serão incluídos no passeio.

Bikes e múltiplas manifestações culturais A Bicicletaria Cultural é vencedora do 2º Prêmio Aliança de Empreendedorismo Comunitário na categoria empreendedor individual, criada há pouco mais de um ano pelo casal de cicloativistas, o artista plástico Fernando Rosenbaum e a produtora cultural Tissa Valverde. O local é considerado base do cicloativismo curitibano, voltado para atender às necessidades de ciclistas, e, centro de

apoio e formação da cultura da bicicleta, além de espaço para discussão e produção cultural com oficina mecânica, aluguel de bikes, shows, exposições, exibição de filmes, curso de mecânica básica e curso de línguas.

Alunos da zona rural da Paraíba O Governo do Estado da Paraíba vai disponibilizar bicicletas para auxiliar o acesso dos estudantes que moram na zona rural às escolas a partir de 2013. A informação é da Secretaria de Educação do Estado. A aquisição das bikes ainda está em fase de licitação.Estão inclusos kits de acessórios de segurança como joelheira, capacete e cotoveleira. O investimento será da ordem de R$ 7 milhões de reais.


Rápidas Nacionais

Fim dos trabalhos Depois de vários bons resultados conquistados neste ano, como os títulos individuais e por equipes do Tour do Rio, a equipe de ciclismo de Sorocaba anunciou que vai fechar as portas durante o ano de 2013 e que seus atletas estão dispensados para buscar novos times. A Associação Bike Brasil, mantenedora da equipe, diz que não conseguiu patrocinadores para renovar os contratos com os atletas, que estão no meio do período de transferências.

Bertol é o mais rápido O gaúcho Lucas Bertol, da equipe, conquistou a Copa Paraná de Downhill em São Luiz do Purunã - PR. A competição foi válida pela 5ª etapa do campeonato paranaense e também distribuiu pontos para o ranking nacional. Em uma pista montada para a competição, os atletas desceram morro abaixo parecendo serem velhos conhecidos do percurso. A pista tinha 1.500 metros montados sobre trechos bastante técnicos.

Bicicleta sem pedal vira modalidade

Troféu Brasil O principal e mais tradicional circuito de triatlo da América Latina se aproxima do seu final. O 22º Troféu Brasil de Triathlon fez sua 5ª etapa na cidade de Santos, no litoral paulista. Os melhores triatletas do país, nas categorias profissional e amador, participaram do evento, enfrentando as distâncias olímpicas, ou seja, 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida. Houve também a disputa do short, com metade destas distâncias.

22 cyclomagazine

Esta nova modalidade é dedicada a crianças de dois a cinco anos de idade. O primeiro campeonato de "balance bike" foi realizado neste ano em Manchester, na Grã-Bretanha. O evento fez tanto sucesso que será organizada a segunda edição em novembro. O "balance bike", bicicleta de equilíbrio, tem a finalidade de desenvolver a coordenação motora e fazer com que a criançada se acostume com bicicletas. O atual campeão mundial da modalidade tem apenas três anos.


Rápidas Nacionais

Brasil é o melhor no ranking

Rocky Man Corridas de rua e de trilha, mountain bike, stand up paddle, canoa polinésia, parapente e surfe. Assim será o Rocky Man, que vai agitar o Rio de Janeiro em novembro. São sete modalidades que exigem dureza.

A União Ciclística Internacional atualizou todos os rankings da entidade e, praticamente, sacramentou os campeões individuais, por equipes e por país. No Continente Sul-americano, o Brasil seguiu em destaque nos últimos anos e esteve muito bem representado. Com isso, a Real Cycling Team, de Sorocaba (SP), assegurou o título por equipes com 399 – um ponto a mais que outro time nacional, a Funvic/Pindamonhanga. Em 3º lugar ficaram os americanos da UnitedHealthcare Pro Cycling, com 350 pontos.

Taça Brasil de XCO 2012 Na cidade de Campo Largo - PR, aconteceu a 3ª etapa da Taça Brasil de XCO e 7ª etapa do Campeonato Metropolitano de MTB do Paraná (CMMTB), prova que contou pontos para o ranking nacional e ranking internacional (U.C.I. - Classe E2). O ciclista Olímpico Rubens Donizeti sagrou-se campeão da prova e faturou o título da Taça Brasil 2012 em disputa acirrada com Henrique Avancini que terminou a prova apenas á 10seg.

Letícia Soares e Edivando de Souza no Iron BIker Os cerca de 600 atletas presentes à competição de mountain bike marathon de mais de 100 quilômetros de trilha (para quem completou o percurso A) suaram muito a camisa nos dois dias de competição. As provas do Iron Biker Ragga 2012 foram marcadas pelo sol forte.

24 cyclomagazine


Rápidas Nacionais

Destaque do ciclismo do Mato Grosso do Sul O ciclista sidrolandense Renan Soares participou da competição, dessa vez na cidade de Sinop (MT) na 5º Copa Amazônia de Ciclismo. Renan, é o grande destaque do ciclismo do Mato Grosso do Sul e agora, também passa a se destacar no Brasil. Atualmente o atleta representa a Alto Giro - Campo Grande/Prefeitura de Sidrolândia. O atleta pratica ciclismo há oito anos, estando na categoria elite há 2 anos.

Vitória na Copa Amazônia TriStar Rio Os melhores triatletas do país aprovaram a 1ª edição do TriStar Rio, evento internacional de triathlon realizado no Parque do Flamengo, durante três dias de muito esporte.

O atleta André Prado, de Rosário Oeste, foi o grande campeão na categoria Elite da Copa Amazônia de Ciclismo, realizada na cidade de Sinop, no Mato Grosso.

Ciclismo na escola

Velódromo de R$ 134 milhões Os Jogos Olímpicos de 2016 não contarão mesmo com o velódromo utilizado no Panamericano de 2007. A estrutura será desmontada pela prefeitura do Rio de Janeiro e dará lugar a uma nova pista, que deve custar cerca de R$ 134 milhões.

26 cyclomagazine

A cidade de Cubatão, no litoral paulista, foi palco da 13ª e penúltima etapa do II Campeonato Estadual Escolar Modalidade Olímpica de Ciclismo. Alunos/ciclistas de várias cidades da região participaram da competição, nas categorias Mirim e Infantil, masculino e feminino, em busca da classificação para a final estadual, juntamente com representantes das outras etapas realizadas na temporada 2012. O evento é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, com organização e administração da Federação Paulista de Ciclismo, e tem como objetivo motivar o estudo e a prática esportiva, além de aumentar a base do esporte.


Lojas

Outras histórias do Rio Outras histórias de empresários que com seu empreendorismo e persistência mantém o segmento em alta no Rio de Janeiro

CAMELÃO JBL

os preços dos produtos importados são o diferencial na opção de compra. CICLE STAR

importados, apenas optam por preços menores ou quando não há similares nacionais. “Atualmente, nossas vendas de bicicletas têm se concentrado em marcas consideradas top” cita enfático. CICLE PEDAL de PRATA

A família de José Neto da Costa, Brás José da Costa e Luiz José da Costa é natural do Seridó, Rio Grande do Norte. Vieram para o Rio, após passar um tempo em Goiás. O pai, João José da Costa, trabalhava em um sítio como caseiro e os filhos o ajudavam na lida diária, até que Brás conseguiu o primeiro emprego e logo depois, levou o irmão para juntos trabalharem na loja M.Bernardinho Bicicletas, em Curuçica. Quando Brás deu baixa no Exercito, um amigo o convidou para abrirem uma oficina que batizaram de Cicle Brasinho. José seguiu o mesmo caminho e, 2 anos após, montou a Oficina do Camelo. O volume de compras de José superava o necessário para o movimento da loja e, então, Brás Neto acondicionava este excedente em uma Premiun 85 e realizava vendas porta a porta. O serviço cresceu, obrigando a abertura de outra empresa. Criaram a Camelão JBL. As empresas funcionam separadas, inclusive administrativamente. Não são matriz ou filial uma da outra. Nos serviços de vendas externas contam com 4 vendedores e uma frota para entrega no raio de 300 km em até 48 h. Encontrar soluções para as dificuldades para quem começa, não foi o único problema. Tinham ainda o agravante da localização considerada distante. Muitos representantes não os visitavam. São 11 anos de atividades, 10 funcionários e sede própria. Também aqui

30 cyclomagazine

O ex- funcionário público da prefeitura, Altair a pedido da filha,se dispôs a colaborar com o futuro genro na montagem de uma oficina. Gostou do que viu e fez e, foi além: montou uma loja ao lado da oficina. Sem capital, fez acordo com lojista da região para comprar as primeiras 18 bikes com pagamento a longo prazo. A cada mês as vendas aumentavam e as compras para reposição do estoque também. 17 meses após o inÍcio em Saquarema, montou a segunda loja em Araruama. “No prazo de 8 anos, montei a rede de sete lojas Cicle Star” diz Altair da Silva Gonçalves, orgulhoso de seu feito. Em 10 anos, a rede de lojas é composta por 2 lojas em Saquarema, 3 em Araruama, 1 em Rio Bonito e 1 em Unamar. Mesmo com este sucesso, os problemas iniciais de Altair foram semelhantes aos expostos pela maioria dos empreendedores. Dificuldades para obter crédito, imensa carga tributária, entre tantos outros. “ No início tinha uma única funcionária, a minha filha. Hoje contamos com 50 colaboradores, em 2mil m2 de lojas” diz Altair. Kenda, Pirelli e Kalf são as marcas líderes em suas lojas, com alta rotatividade de pneus e câmaras. Segundo o empresário, a maioria dos clientes não exigem produtos

A necessidade transformou uma pessoa humilde em empresário vitorioso. Fidelis Correia Lima tinha como único meio de transporte uma bicicleta e, como precisava mantê-la sempre em ordem, comprava as peças e fazia ele mesmo os consertos necessários. A prática deu-lhe uma profissão, evoluiu e, há 32 anos é dono das lojas Cicle Pedal de Prata. Ambas em Cachoeiras de Macacu. Conquistou o seu espaço oferecendo qualidade e , hoje é responsável por 13 funcionários. Conta com sede própria e espaço de 1.100 m2. onde vende no varejo e atacado. “Os produtos mais procurados são os pneus, câmaras, selins,colares e rolamentos, tanto nacionais quanto os importados. No varejo, os itens da Shimano têm a preferência. Já no atacado, procuramos direcionar de acordo com as nossas parcerias com fornecedores. Os clientes trazem suas dúvidas, e ao virem até nós, aceitam nossas sugestões e na falta de algum produto nacional, migramos para o importado” afirma Fidelis. Neste momento, a comercialização de bicicletas está um tanto difícil. Existe maiores possibilidades nos produtos para reposição, segundo o empresário. No entanto, ele segue vendendo bikes da linha intermediária, sendo a de maior valor em torno de R$ 1.300,00. Assim como tantas outras histórias que ouvimos estas três histórias refletem luta e empreendorismo profissional. 


Empresa //XKS

Construindo uma marca de sucesso A XKS constrói seu sucesso em bases sólidas com trabalho, dedicação e respeito aos seus clientes. Os responsáveis por essa evolução são os jovens e determinados que assumiram a empresa com metas a serem cumpridas e uma certeza: que a marca conquiste o merecido reconhecimento

Texto Joelma Farias Imagens Osmar Silva

O

diretor Rafael Andrés Gonzalez Olivares e a diretora administrativa Daniela Jodie Ramirez Jones, sabem que assumir uma empresa no Brasil não é tarefa das mais simples, mas ambos têm muitas vitórias para comemorar. São muitos impostos, taxas e burocracia que faz com que futuros empreendedores desistam de seu sonho: conduzir seu próprio negócio. Para obter sucesso empresarial é necessário se planejar bem, definir objetivos, traçar metas, saber com clareza a área desejada para chegar ao resultado esperado. Mas nada conseguiu deter esses empreendedores. Há dois anos, Rafael e Daniela foram

32 cyclomagazine

incentivados pelos seus (respectivos) pais, que são amigos, fecharem negócio com uma indústria que estava à venda. Ouvindo tais conselhos, os jovens empreendedores adquiriram a empresa e já começaram a colocar em prática um plano de reestruturação da indústria. Novos projetos de modernização para a melhoria do processo produtivo foram colocados em prática visando fabricar peças de alta qualidade. “Busquei melhorias como parte de dispositivo, alinhamento de quadro e conseguimos relativa evolução em curto prazo de tempo”, diz Rafael. Formado em engenharia de produção mecânica, Rafael está há um ano na administração geral da XKS. A empresa já se mostra forte o suficiente para conquistar novos horizontes. O bom trabalho de marketing e a participação em feiras renomadas como Expobike

e Ciclomagazine, trouxeram ótimos contatos e rendeu à empresa bons negócios.“Estamos, no momento, com 13 funcionários produzindo cerca de 1.500 quadros de bicicletas de alumínio por mês e temos planos de contratar mais funcionários para atender novos pedidos que estão surgindo”, afirma o diretor. Em sua trajetória de empreendedorismo, Rafael sempre contou com apoio dos antigos clientes da empresa, que mesmo com a sua venda, continuaram a fechar negócios com os novos donos. Surgiram novas parcerias com clientes que acreditaram na proposta que consiste em: qualidade, prazo de entrega e preço justo. Agora, a XKS, dentro da nova gestão, com trabalho sério e responsável, já tem clientes fixos e busca novos parceiros. “Dentro dos quadros fabricados pela empresa estão: mountain bike, BMX,


down hill, além de modelos urbanos, profissionais, guidões e mesas de alumínio. Estamos sempre atentos às novidades do mundo bike para acompanharmos a evolução do mercado”, diz Rafael. “Quando começamos, tínhamos a preocupação de fazer um produto diferenciado. E fizemos, esse sempre foi e será o nosso foco”, afirma Daniela Ramires, que complementa, “o produto importado é o nosso maior concorrente. Precisávamos preencher essa lacuna no mercado e produzir peças com qualidade 100% nacional”. Rafael já havia passado por vários setores em outra empresa na área mecânica. Sentiu falta de conhecimento no ramo de bikes e isso atrapalhou inicialmente a expansão da empresa, mas serviu de estímulo para que buscasse mais profundidade com quem realmente entendia da

área: o antigo dono da empresa: “Ele nos ajudou muito com os seus esclarecimentos. Em um ano conseguimos absorver diversas informações. Tivemos treinamento adequado com quem está no ramo de bikes há 20 anos”, afirma o diretor. Segundo Daniela, com a promoção dos meios de transportes não motorizados, a bicicleta tem grande destaque, e, isso fez com que os empresários do ramo adquirissem boas perspectivas de vendas. “A mobilidade urbana sustentável deu às bicicletas status de celebridade que conquistam, progressivamente, espaço na mídia e nas ruas. Esse ‘novo’ meio de transporte traz oportunidades, impacta no aumento das vendas e proporciona aos empreendedores fazer bons negócios, impacta no aumento das vendas e proporciona aos empreendedores fechar bons negócios. Assim, novidades no setor

vão surgindo”, pondera Daniela. A XKS está em sintonia com o que há de mais moderno no mercado interno e no exterior, aplicando essa tecnologia em sua produção. É o caso do aro 27,5” que é febre na Europa e será fabricado pela empresa, com previsão de lançamento entre janeiro e fevereiro de 2013. “Também estamos mudando o adesivo do aro 29”, modelo Kairós e algumas partes da geometria da bike para acompanhar a evolução”, explica Rafael. Os jovens empreendedores da XKS, comemoram o bom momento da empresa e já fazem planos para o futuro. “Esperamos fechar mais parcerias e divulgar nossos produtos onde ainda não chegamos” afirma Daniela que ainda conclui “o Brasil precisa conhecer para reconhecer a qualidade dos produtos XKS. Essa é a nossa meta”. 

cyclomagazine 33


Feira //Brasil Cicle Fair

Sucesso qualifica feira A Brasil Cycle Fair trouxe inovações para todo o país. Além de bons negócios realizados durante os três dias de feira, a edição de 2012 cumpriu sua meta quanto a visitação. Profissionais de quase todo o Brasil estavam representados no evento, destaque para o Estado de São Paulo co m mais de 50% dos visitantes. Em seguida vieram os Estados de Minas Gerais (6,5%), Rio de Janeiro (4,2%), Santa Catarina (3,8%) e Paraná (3,7%). Os estados da região Nordeste responderam por 3,9% da visitação, enquanto que o Norte ficou com 1,3%

34 cyclomagazine


 João Paulo Diniz - Empresário

Texto: Hylario Guerrero Imagens: equipe Luanda

E

m apenas três dias de evento, no Pavilhão de Exposições Imigrantes, São Paulo, a Brasil Cicle Fair, organizada pela Aliança Bike, com apoio da Abradibi e promovida pela Promovisão, recebeu a visita de 5.669 pessoas. Só no primeiro dia de evento foram mais de 3mil profissionais do setor. Cerca de 90 expositores, peças de alto rendimento, componentes desenvolvidos com tecnologia moradora, bikes com inúmeras novidades e tendências, linhas completas de vestuário e acessórios. Resultados positivos comprovados mediante a feitura de negócios – veredito em conversas de lojistas, visitantes, expositores, atletas e imprensa. O evento superou as expectativas, com público bastante qualificado.Uma feira focada que desenvolveu novas parcerias,além da realização de bons e novos contatos. Houve ciclo de palestras técnicas, e workshops com a presença de mais de 800 pessoas com foco em tecnologia e inovações dos lançamentos 2013. No último dia de evento foi realizado

painel com o tema mobilidade urbana: “Cultura, Fomento e Infraestrutura – A bicicleta nas cidades”. O painel foi mediado pelo fotógrafo e gestor público Daniel Guth e teve como debatedores Renata Falzoni, cicloativista, José Police Neto, Presidente da Câmara Municipal de São Paulo; Eduardo Jorge, Secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente; Isabel Sales de Melo Lins, Secretária Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades; e Willian Cruz, cicloativista e criador do site Vá de Bike. Segundo Silvio Abreu, da JP IMPORTAÇÃO, a data do evento foi boa. “Se pudesse ser realizada antes, seria melhor, diminuiria o espaço de tempo entre os lançamentos feitos no exterior, e não ficaríamos defasados na apresentação de novidades e tendências de mercado”. Na opinião de Mateus Ferraz, da RC BIKES, a feira teve excelente público, e a presença de grandes marcas. A grande sacada foi a data que nos favoreceu para apresentarmos o que há de melhor no segmento. A Cicle Fair foi bem organizada, e possibilitou em tempo hábil para os expositores trazerem tendências e lançamentos. Tivemos o que há de mais atual no mercado de bikes do mundo". "Para nós, importadores e representantes de marcas internacionais, a data

deste evento foi bem conveniente, pois os lançamentos já ocorreram nos EUA e Europa, então tivemos tempo para a chegada do material no país. Mostramos o que já foi lançado no exterior e as fábricas começam a disponibilizar os produtos no final de agosto. Considerando o tempo de chegada este evento ocorreu em data certa”, disse Willyen Ip, da SCITEX, que concluiu: “Acho interessante duas feiras de bike uma no meio do ano e outra para o final. A primeira para as marcas e fabricantes nacionais, devido o Dia das Crianças e Natal. E outra mais pro final do ano, que são dos importados, com os lançamentos para o próximo exercício”. “Será sempre assim, primeiro se lança um produto na Eurobike, e em outras grandes feiras no exterior, depois este produto é lançado aqui, e o mês de outubro foi bastante acertado”, opinou Marcio May da Royal Pro. “Temos muitos importadores expondo, mas também muitas fábricas nacionais como a Royal Ciclo com pedais e selins”, concluiu. Segundo o empresário João Paulo Diniz, um dos quatro fundadores da RC Bike, que esteve na feira no ano passado, lembrou que o país teve um ano de desenvolvimento de produto,e hoje está bem representado."Trouxemos uma linha completa e pronta para o mercado de e-bikes, bicicletas de estrada e mountain bike. O Brasil tem crescido muito com relação ao esporte de modo geral. Agora com a Copa do Mundo e Olimpíadas, percebemos a preparação do país para esses eventos. A prática do ciclismo se desenvolvido entre as pessoas comuns. Temos visto as cidades desenvolverem ciclovias, e também na área de auto rendimento com ações esportivas, que estão efetivamente sendo feitas e já mostram resultados", e continua: "Mundialmente, o ciclismo tem crescido muito, inclusive no Brasil. O país está pronto para competir, tem grande mercado e muitos investimentos na área de bikes", finalizou o empresário.

cyclomagazine 35


Feira // Brasil Cicle Fair

BIANCHI

CAMELBAK DREAM BIKE

INTAC

BIAPE BIAPE – Flavio Dias Apresentamos o quadro Rocky29er. O novo quadro da TRUST para rodas 29”. É feito em liga de alumínio 7005 e traz a tecnologia triple butted. São tubos de espessura variável que garantem rigidez nas partes importantes sem abrir mão da leveza (peso do quadro 1750 gr). A marca de capacetes japonesa KABUTO, usados para downhill. E a nova linha para bikes de estrada A-070, e a linha SORA exclusiva na cor preta. CAMELBAK – Alexandre Barsand Trouxemos as garrafas específicas, PODIUM, com ajuste no suporte da bike e sistema antivazamento JET-VALVE que libera jato de água conforme a necessidade da hidratação. São garrafas térmicas e não térmicas Podium Chill capacidade de 610ml, e 750ml. O reservatório ‘antidote’, que é diferencial em nossas mochilas, contém antimicrobial em sua composição - sistema de pequenos suportes nas laterais da tampa de reabastecimento que permite a secagem do reservatório pós-uso, evitando o bolor na parte interna. O novo sistema ‘Quick Link’ com encaixes de mangueiras e reservatório que são de fácil acesso e mani-

36 cyclomagazine

pulação, para se retirar e fazer a limpeza das mangueirinhas e do reservatório. DREAM BIKE – André Ribeiro Lançaramos o kit triciclo, com opção de marcha, freio à disco , cubo de alumínio e sistema de engate de tração. Os triciclos elétricos: Praiano aro 20” e Rebaixado aro 26”. Ambos de 800 watts, com autonomia de 30 km, com recarga de 8h na tomada normal. Em paralelo temos a Dream BMX que é distribuidora das marcas Colony (Austrália) e FlyBikes (Espanha) que atinge a um público profissional de BMX freestyle, (aro 20”). BIANCHI – Lucas Mirandolla Trouxemos o modelo Full Suspension 29” recém-lançada na Alemanha. A linha OLTRE XR, agora com quadros 20% mais rígidos, e 30 gr mais leves, ressaltando que o mais importante não é o peso e sim a rigidez do quadro, tecnologia com três diferentes combinações de fibras de carbono, 1º) dá maior rigidez, 2º) aguentar qualquer tipo de trepidação, 3º) reduz o peso. O modelo VERTGO, com entrada na linha de fibra de carbono, com preço mais competitivo.

INTAC – Felipe Bombini Trouxemo os produtos INFINI, e a marca CATEYE que reformulou sua linha de ciclo computadores, com novos desenhos, e formatos, digitais maiores, faróis LD560, Vista Light com auto reflexo que detecta baixa luminosidade, movimento e farol sem precisar encostar no botão de comando. Linha CATEYE CITY, ciclocopumtador que calcula o número de passos que a pessoa dá, é um pedômetro, além de marcar as pedaladas que se deu, marca o número de passos durante o dia. E, as novas e potentes buzinas. Farol raio constante 600 Lumi, muito forte, de ponta LD55, tem 5 posições, 5 estágios de pisca; e cubos da Modo. ISAPA – Francis Resende Apresentamos os quadros da marca VIKING X de alumínio Warrior X35, X39, na versão 26”, e para 29” o modelo Warrior 29er. Na linha de carbono, o modelo KARBON versão MTB e ciclismo. Linha de vestuários da Pearl Izumi, Trouxemos bermudas, camisas de ciclismo, luvas, sapatilhas, meias, coletes, jaquetas, etc. Mochilas de hidratação da marca Hydrapak. Mochilas de 2 e 3 lts com diferentes modelos, o diferencial da marca, está no


ISAPA

LEVORIN

JP IMPORTAÇÃO

SCITEX

formato do reservatório. E as novidades das marcas já tradicionais, como Kenda, PRO, Zéfal, LIMAR, ZOOM e VISION. JP IMPORTAÇÃO – Silvio de Abreu A JP apresentou a nova parceria com a marca de componentes para bikes FUNN, referência em guidões, suporte de guidão, canote de selim, selim, pedal, pedivela e manoplas, direcionadas para as modalidades:down hill e cross country. Componentes e acessórios ULTIMATE, com destaque para linha completa de bikes 2013, além de diversos acessórios e componentes de média alta gama. FUNN e JP anunciam parceria Há 15 anos, teve início a FUNN marketing global e vendas de componentes de BMX e Freestyle. Em seguida,a empresa dedicou-se a inovar na linha de produtos de bike. Nos últimos anos, a FUNN angariou reputação nos nichos DH, FR e AM , obtendo reconhecimento, da UCI composta por profissionais e pilotos ‘top’. Sempre inovando, a FUNN esteve presente na Brasil Cicle Fair e, está pronta para ser ícone também em ‘XC’.Com 43 distribuidores em 36 países, anunciou que a JP Importação será a distribuidora oficial no Brasil. A marca pretende ofe-

recer mais qualidade, suporte e valor agregado aos seus clientes, com produtos de excelente nível técnico. A empresa está dedicada em consolidar seus produtos no mercado e a JP Importação servirá como sua sólida parceira, facilitando não só a prestação de serviço, e estocagem de peças necessárias para o atendimento do mercado nacional. LEVORIN – Elenilson Vasconcelos A proposta é a linha de aros 29” . Estamos entrando neste segmento, nos modelos direcional (dianteiro) e traseiro. E o retorno dos pneus coloridos, dando ênfase a este segmento com nova tecnologia e desenvolvimento para aumentar a produção e qualidade do produto. SCITEX – Willyen Ip Trouxemos a linha de canotes super leves - U-Liter com as medidas padrão de mercado e 400mm de comprimento. Lançamos a nova linha de quadros BMX, modelos Distrito e Dahua. Ainda, a linha de suspensões X-Fusion e de quadros profissionais para cross country da Dabomb modelo Cluster Bomb.

SHIMANO SHIMANO – Luiz Fabius Palaro Apresentamos a sapatilha CLICK’R, com encaixe e desencaixe mais rápido e fácil no pedal. Em três modelos para homens e mulheres: CT40/ CT70 e CT45; Mochila Unzen: possui bolsa de hidratação, tamanhos: 6lts, comportando 2lts de água; 10lts para 2lts , e 15lts, para 3lts. Mochilas TSUKINIST, (20lts e 30lts). Mochilas OSAKA, com bolsa estilo carteiro: 25lts e 30 lts. Linha de roupas Shimano: peças leves, cortes específicos para atletas e quem pedala na cidade. Casacos corta-vento, bermudas, camisetas e meias com tecidos esportivos; SAINT: para down hill- “Gravidade Pura” oferece ao ciclista maior rigidez, boa frenagem, durabilidade e ergonomia nas descidas mais técnicas, conta com 10 velocidades e tecnologia Shadow RD+, do grupo Shimano XTR, que oferece pedal estável, maior controle, menor risco de queda de corrente durante a descida, e impulsão mais silenciosa. ZEE: aposta da Shimano para 2013, para iniciantes no down hill,projetado para trilhas e descidas, e, preço mais acessível. O grupo de componentes da Shimano tem a tecnologia Shadow RD+ e 10 velocidades.

cyclomagazine 37


Feira // Brasil Cicle Fair

VZAN STYLL

DOCTOR BIKE

CICLO CAIRU

PROSHOCK

JR COMÉRCIO GO EASY

STYLL – Alexandre Santos Apresentamos o suporte para bikes: TransBike’ para até três bicicletas, leve, feito em plástico durável e alumínio extrusado, não enferruja. As pontas que têm contato com o carro são emborrachadas, sem perigo de riscar o carro, e as braçadeiras também são revestidas de plástico especial para não danificar a bicicleta. Serve para qualquer tipo de bicicleta, adulta ou infantil, totalmente adaptável a qualquer tipo de carro, nas cores vermelha, laranja, preta e cinza. PROSHOCK - Cesar Tonoli Sistema de trava mais curta, TFX, em toda suspensão hidráulica no sistema com regulagem fina no conduíte. Para se usar com trava, ou com compressão. Através de simples alavanca ao invés do sistema travar, se torna mais rígido:vantagem de maior durabilidade, com sistema mais agressivo. Este sistema

38 cyclomagazine

funciona de forma externa, e desenvolvemos a trava interna, que mesmo pegando poeira, barro, areia, não engripa ou trava. O sistema é exclusivo tanto no projeto quanto na usinagem em alumínio. A molinha que faz o sistema de trava e destrava é interna e vedada. Trouxemosnova supensão 29” – sistema 29ER, por volta de 1,600gr com sistema de trava e câmara de ar positiva e negativa. E também o protótipo de uma suspensão 27,5”. DOCTOR BIKE – Luis Bravo Lançamos a Bike Sunday BMX, aro 20” com quadros fabricados em cromoli. A bicicleta já vem toda montada, a marca é americana, porém é produzida em Taiwan, e é qualificada para competição. JR COMÉRCIO – Jean Laub Trouxemos as linhas Haley, acessórios ‘Tour de France’, e a linha Elleven, de guidões e capacetes de marca própria , além

dos pneus V Rubber, e selins All Time. VZAN – Alexandre Bortolocci Estamos apostando na linha de aros 27.5”, e rodas 27.5”, antes conhecido como Barra Forte, que será uma nova tendência assim como os aros 29”, mais para o cross country do que para o lazer. CICLO CAIRU - Jeferson Petsch Trouxemos as bicicletas GTMAX M7, com componentes Shimano, o quadro em alumínio vem de fora, da China, mas a linha de montagem é em Pimenta Bueno/ Rondônia. GO EASY – Carmem Beda Trouxemos nossa e-bike, com autonomia de 25 km. Motor de 250 watts orientado, e equipada com câmbio Shimano Nexus 3, freio traseiro Shimano Roller,


QUADROS DE ALUMÍNIO 6061-T6

Inspire-se, liberte-se !

Para todos os caminhos que você trilhar...

ALTA PERFORMANCE PARA A SUA BICICLETA

MTB KAIRÓS Tam.: 15” 17” 19” 21” - ARO 26 Tam.: 17” 19” - ARO 29

MTB STREET Tam.: 13,5” 15” 17” 19” 21” ARO 26

MTB ZARRAV Tam.: 15” 17” 19” 21” ARO 26

BMX AERO-X Tam.: 13,5” ÚNICO ARO 20 FREERIDER Tam.: 13,5” ÚNICO ARO 26

www.xks.com.br

XKS Indústria e Comércio de peças para bicicletas Ltda. E-mail: contato@xks.com.br | Fone: (11) 5511-8007

DIVERSAS CORES COM ACABAMENTO FOSCO OU BRILHANTE


Feira //Brasil Cicle Fair

JOYTECH

HUPI BIKES

PROPARTS

ROYAL PRO

EVOLUBIKE

BRONET

USB, com vida bastante longa. E toda a linha de marcas com que já trabalhamos, como Fi’zik, CamelBak, e outras.

GRUPO CINTHYA totalmente dobrável com sistema leva e traz que são rodas auxiliares que se puxa a bicicleta para carregar, e peso de 17kg, com capa de proteção é transportada em qualquer transporte público, como; Metrô, etc., o selim funciona como uma alça. JOYTECH – Luciana Liu Lançamos um kit de bicicleta que atende a linha de componentes Shimano Nexus 3, linha de freios hidráulicos, e selins TDK, velocímetros ECOVEL, linhas de correntes de vários segmentos, cores, motivos patriotas, cores de bandeiras, times de futebol,etc., da KMC. ROYAL PRO - Márcio May Estamos trazendo a marca KNOG (australiana) são luzes, cadeados, e ciclocomputadores, à base de silicone, facilmente adaptáveis à bicicleta, com carregador

40 cyclomagazine

GRUPO CINTYA – Mayara Lacerda Estamos expondo a linha de pneus DURO; correntes KMC e TEC, produtos da Shunfeng que inclusive lançamos suas rodas livre: 16”/18”/20”/22” D’ – esferadas; e também as rodas livre de 6V marrom e 7V índex cromada e marrom com a última engrenagem preta. HUPI BIKES – Daniel Bender Apresentamos nossa linha: de quadros, guidões e selins, agora com sapatilhas para pedal flat, capacetes full face, aros, guia de corrente. Destaque para os quadros Naja, Enupi, Nannai (rodas 29") e o novo Aryo. EVOLUBIKE – Rogério Rovito Trouxemos três modelos de bikes elétricas, a EvoluBike DER - quadro feminino, rebaixado, bateria atrás, motor na frente, na cor creme, banco marrom e cestinha de vime, nas cores violeta fosca e preta. Câmbio Shimano, 21 marchas, toda nacional, apenas com o motor e bateria importados. EvoluBike Paquera,

com bolsa desenvolvida pela EvoluBike, banco branco com cubo de roda amarelo. E a EvoluBike Forte, com bateria de litium, autonomia de 40 km, biovolt, a recarga é feita na tomada elétrica, no pedal a recarga é muito baixa. PROPARTS – Marcel Balog Trouxemos a linha completa da Mavic: rodas, aros, sapatilhas, pneus, capacetes. Representamos mais 8 marcas, como a Scan, Hot Shock, Retroativ que fornecem peças para a bike inteira, com câmbios, guidões, mesas, pedivelas. Lançamos a primeira relação de mountain bike, com 11 velocidades na traseira e uma coroa na dianteira, com menos peças. Trocas mais precisas e rápidas, grupo mais leve. BRONET – Gabriel Magalhães Apresentamos bicicletas dobráveis da marca TERN, onde todos os reforços das travas, das dobradiças têm uma trava de segurança, o produto já vem próprio para a mobilidade, é só compactá-lo.Pneus alemães, com faixa refletiva, relembrando a Vintage, aro 24”, com freio a disco, e 24 marchas, o suporte de guidão dobrável. Os acessórios são da linha Biologic, feitos de produtos reutilizáveis.


RC BIKES

LM BIKE

JULIO ANDÓ

OLYMPUS GLOBAL

CURTLO

RC BIKES – Mateus Ferraz Estamos trazendo uma 29” Full Suspension de carbono, com suspensão 2013 da FOX, trava simultânea traseira e dianteira e regulagem nas duas suspensões abertas. A bike de estrada, de carbono, com freio à disco, dá maior controle na bike, mais força no freio por ser a disco, aplicando menos força ao frear na decida gerando menos desgaste. CURTLO - Luciano Rodrigues Priscila Carvalho Trouxemos modelos de alforges para uso urbano: dobrável; tiracolo e cicloturismo, podem ser embutidos embaixo do quadro, como o semi-bag. Malas dobráveis para transportar bikes. Alforge Ciclotour com capa de chuva, tecido impermeável e resistente, pode ser separado e utilizado como mochila convencional, porém fica acoplado e es-

condido. Trouxemos o pernito (pernas) e manguito (braços). A segunda pele em ‘thermoskin’ - inverno, e ‘silverfresh’ -verão, com proteção contra raios solares e tratamento bacteriostático que evita o odor. Luvas de bike com gel na palma da mão que protege contra impactos nas versões dedo curto e longo com fios refletivos. Relançando underwear de bike, com costuras pulsionadas que evita o atrito contra a pele e tem forro com tratamento anti-bacteriostático. SENSE BIKE – Marina Ribeiro Apresentamos bikes com diferenciais no câmbio ‘Nexus 3’ da Shimano, com tecnologia do Pedal Assistido e acessórios exclusivos característicos da marca. JULIO ANDÓ – William Andó Trouxemos a linha X-PLORE elaborada com os materiais e designers que visam o conforto, a segurança e extrema qualidade. A linha de capacetes NUTCASE com design vintage e despojado. A linha AIRWALK de bikes fixies, tendência vinda da Europa. LM BIKE – Tiago Vidal Apresentamos: Linha Dawa,para bikes urbanas. Pneus Geax e Vittoria, Shimano.

Pneus 29” Pirelli, em kevlar. Linha Zee, para os praticantes do Free Ride e o New Saint com 10 velocidades, da Shimano. O Saint- 10 velocidades tecnologia icetech (4 pistões e freio à disco em alumínio e inox, aumenta o poder de frenagem). Uniformes da Penks, tecidos e costuras resistentes. Uniformes e meias da High One e Mosso. Quadro de carbono da High One. A linha de quadros Mosso com movimento de direção e abraçadeira de selim. Suspensão 29” Champ da RST da First- 1,600 Kg (trava remota) e sistema OCR (over compression remote), suspensão de liga de alumínio e magnésio. E Guia de Compras 2013 com 350 páginas, o catálogo traz mais de 4 mil produtos com fotos, descrição e códigos. OLIMPUS GLOBAL – Vicente Fonseca Apresentamos do importador alemão ESSINGSCHAGER, produtos da marca Tour de France a ser distribuída pela JR BIKE, bem como MIGHTY, M-WAVE E VENTURA. Trouxemos modelos de gôndolas, displays, catálogos customizados e suportes personalizados para bike shops e para nossos distribuidores. A MS traz a conveniência e pronta entrega de peças e acessórios para bike a partir de seu depósito na Alemanha a preços competitivos.

cyclomagazine 41


FLASH


Gente que movimenta o mercado

Antonio Lacerda Filho eleito

Empresário de sucesso no segmento de bicipeças, o conhecido Tony foi eleito para administrar nos próximos quatro anos a cidade de São José da Safira, em Minas Gerais, onde nasceu. Em acordo das lideranças políticas da cidade, inclusive de seu antecessor, Tony foi candidato único à eleição para o cargo de prefeito. “Os cidadãos concluíram que precisavam de um nome que mantivesse a unidade por aqui”, explicou quando ainda era o candidato único no município de 4 mil habitantes. Lacerda afirma que isto não significa desinteresse político dos moradores. “A falta de adversários, no nosso entender, foi um fator positivo para a campanha eleitoral, porque demonstrou que os grupos políticos da cidade estão unidos em torno de um projeto maior”, analisa. Lacerda espera poder contribuir positivamente para a cidade e seus habitantes, promovendo a melhoria em suas condições atuais, a partir de sua intensa experiência como empresário.

Brasileira vence torneio de down hill no México Atleta foi a única mulher a defender o Brasil internacionalmente nessa modalidade. A bela profissional de Mountain Bike Downhill e Four Cross, Luana Oliveira, conquistou a primeira colocação na categoria feminina no down hill TAXCO, principal campeonato de bike no México. Luana faz parte do TNT Team, que reúne atletas em diversas modalidades em esportes de ação. Defender as cores do Brasil e, encarou diversos obstáculos, rampas e desafios de muita adrenalina. Mesmo após sofrer uma queda nos treinamentos, conseguiu superar as dores do ombro deslocado e alcançou o primeiro lugar durante a prova.

44 cyclomagazine


Ex-Formula 1 completa ultramaratona de mountain bike O piloto Christian Fittipaldi supera desafio de 600 km na Chapada Diamantina ao lado do ciclista Odair Pereira. Em sete dias de superação o piloto Christian Fittipaldi, completou seu primeiro Brasil Ride, a principal ultramaratona de mountain bike das Américas, que foi realizada na Chapada Diamantina, na Bahia. Realizado em duplas, o evento teve a disputa de sua 3ª edição, reunindo 145 duplas do mundo todo. Fittipaldi correu ao lado do ciclista Odair Pereira, atleta profissional de MTB, que já havia disputado o Brasil Ride uma vez. Foram 600 km de percurso e no geral, Fittipaldi e Pereira completaram a prova no 31º lugar, com 30h41m30s. Na categoria, ficaram em 22º e, entre as duplas brasileiras, foram 14º. Os portugueses Luis Leão Pinto e Tiago Ferreira foram os campeões desta edição do Brasil Ride, com o tempo de 23h24m58s.

Brinquedo novo, criança feliz Luciano Huck, 41 anos, treina forte no Rio de Janeiro (RJ) com a sua Specialized SHIV, específica para triathlon. Ele tomou gosto pelo esporte que combina natação, ciclismo e corrida, após completar sua primeira prova de triathlon no início deste ano. Huck considerou este fato uma "vitória pessoal", e demonstra ser possível conciliar profissão e estilo de vida saudável e, para ajudar nesta evolução, pedala uma Specialized, considerada a bike mais veloz do mundo no triathlon, título e recorde conquistado no Mundial de Ironman em Kona, Havaí. O apresentador afirmou que optou pela Specialized SHIV devido seu desenho aerodinâmico, sistema de hidratação Fuelselage™ totalmente integrado ao quadro de carbono (FACT IS 10r), componentes ajustáveis e a transmissão eletrônica, tecnologias que conferem máximo rendimento com o mínimo esforço para uma pessoa iniciante ou profissional no esporte.


Capa // Muzzi Cicles Conheça a trajetória do empresário, inventor e artista plástico apaixonado pelo Brasil que criou uma nova geração de bicicletas

A INQUIETUDE CRIATIVA DE JUAN MUZZI

46 cyclomagazine


Reportagem: Hylario Guerrero Texto: Miriam Temperani Foto: Divulgação

Os

primeiros protótipos de bicicletas foram criados no século XV pelo revolucionário Leonardo Da Vince. De lá para cá muita coisa evoluiu e se modificou no mundo das duas rodas e hoje a humanidade parece se voltar cada vez mais para transportes que não agridem o meio ambiente e que usam a sustentabilidade como mola propulsora. Assim nasceu uma ideia original e que levou longos 12 anos para ser concretizada, a Muzzicycle, uma bicicleta extremamente leve e que não enferruja, que usa em sua fabricação garrafas PET recicladas. Mas nem tudo foram flores até a comercialização do novo modelo de bicicletas. “Faltou incentivo e todo investimento fiz do meu bolso”, revela Muzzi que investiu a fortuna da família na nova empreitada. O resultado de muita dedicação e amor declarado pelo Brasil, você confere a seguir.

Como tudo começou Nascido no Uruguai em janeiro de 1949, Juan Carlos Muzzi é o segundo filho de uma grande família. Aos dez anos já se mostrava interessado na construção de coisas e na leitura de todo tipo de manual. "Aos 13 anos arrumei meu primeiro emprego em uma oficina de bicicletas - aprendo em uma semana a desmontá-las e montá-las sozinho". Aos poucos nascia seu espírito empreendedor que se aguçou na adolescência. Nessa época montou, com dois sócios, uma empresa de ônibus que fazia o trajeto de Montevidéu a Porto Alegre. Fez curso técnico de mecânica, abriu sua própria oficina e ingressou na faculdade de engenharia da Universidade do Trabalho do Uruguai (UTU).

Chegada ao Brasil "Uma dura recessão toma conta do Uruguai na década de 70, seguida por um golpe de estado em 1973. Vi desaparecer muitos amigos e conhecidos e isso me motivou a ir embora do país e fixar residência no Brasil. A primeira cidade que escolhi foi Porto Alegre, mas não me adaptei e decidi morar em São Paulo. Logo arrumei emprego em uma multinacional americana, onde desenvolvi muitos trabalhos, sempre com criatividade na resolução de problemas. Anos se passaram e em uma viagem de trabalho a Milão me deparei com um brinquedo baseado em um projeto de Leonardo da Vince. Era uma pomba que voava cerca de 100m, e que me encantou. Ao voltar ao Brasil, em 1976, resolvi abrir a fábrica de brinquedos Muzzi e passei a fabricar o modelo no país. Antes do lançamento, uma grande empresa de brinquedos me propôs uma quantia em dinheiro para só lançar o produto após o deles. Não aceitei, e, aceitar a briga com um concorrente forte culminou no meu primeiro

cyclomagazine 47


Capa // Muzzi

fracasso", conta o empresário. Como elesTemperani lançaram o brinquedo priTexto Miriam Foto Divulgação meiro e não houve sucesso, quando Muzzi lançou o seu modelo, ninguém deu importância e foi um fracasso de vendas. O empresário foi a falência, sua família teve que ir para o Uruguai morar com seus pais.

A virada "Não tendo onde morar, fui trabalhar para um italiano que atuava na injeção de plásticos e que me ajudou a desenvolver o brinquedo fracassado. Eu me ajeitava nos fundos da fábrica", lembra. Em 1988, após nova ascensão e a vinda da família novamente ao Brasil e da abertura de uma empresa que fabricava moldes para brinquedos, Muzzi deu sua grande virada. Após fabricar óculos de brinquedos cujas molas saltavam dos olhos e encantavam as crianças, o empresário teve a ideia de criar um brinquedo com 80 espirais que faziam coisas incríveis, como descer escadas sozinho. Mas não foi fácil chegar ao protótipo certo. Muzzi mais uma vez usou todos os recursos disponíveis para fabricar o produto. Com três mil Molamania, nome dado ao produto, no estoque e sem conseguir vender

48 cyclomagazine

a ideia para os distribuidores e atacadistas de brinquedos, resolveu ir até o mais famoso programa infantil da época tentar uma inserção de merchandising. "Descobri que o custo era muito alto e que não teria como fazer. Dias depois essa apresentadora fez um show em São Paulo, e fiquei na porta do local distribuindo as molas, gratuitamente, a todas as crianças presentes. Ninguém entrava sem ganhar uma unidade do brinquedo e na hora de subirem ao palco para as brincadeiras com a apresentadora, todas levavam as molas até que ela questionou o que era aquilo", relembra a façanha. Sua vida mudou naquele instante, mais uma vez! Quando o programa foi ao ar os atacadistas que antes rejeitavam o produto passaram a pedir insistentemente por quantidades cada vez maiores. Muzzi, como bom empresário, só vendia com retirada dos produtos na fábrica pelo comprador e pagamento a vista, o que o fez milionário em pouco tempo. Estima-se que o brinquedo tenha vendido mais de 44 milhões de unidades, metade no Brasil e o restante pelo mundo. Novas fábricas foram abertas em países como Argentina, Uruguai, Chile e Portugal.

Nasce a bicicleta ecológica Mesmo com o sucesso, Muzzi não deixou de buscar novos projetos e desafios. "Meu mais recente lançamento foi em outubro do ano passado. Após 12 anos de pesquisa e testes, investimento do patrimônio familiar e crédito conseguido em banco uruguaio, nasce a Muzzicycle" -, uma bicicleta que segundo o criador vai viver mil anos. “No Brasil eu não consegui financiamento de nenhum banco. Diziam que se fosse possível, americanos, japoneses, chineses ou russos já teriam feito. Mas não desanimei, consegui financiamento com um banco do Uruguai, e continuei o desenvolvimento do projeto”, conta


Capa // Muzzi

Muzzi. Projeto que ele patenteou desde que teve a ideia, no ano de 2000, em mais de 240 países. Após sete moldes e muita descrença por parte das pessoas para quem ele apresentava o projeto, o empresário inventor chegou a nova bicicleta, que é fruto de muito estudo e emprego de alta tecnologia em sua fabricação. Seu quadro é feito com garrafas PET, eliminando o processo industrial, necessitando apenas de um molde e de uma injeção do material que já sai na cor desejada. Não enferruja por isso seu tempo de duração não pode ser mensurado e chega a ser infinito. "O processo elimina as soldas e não há a necessidade de amortecedor. O modelo criado também exclui o uso de minérios de ferro e bauxita, o que resulta em diminuição do efeito estufa. Todos os mecanismos de fabricação são limpos, o que torna o produto 100% sustentável. Outro diferencial é a maleabilidade do PET que permite ao ciclista praticamente não sentir as imperfeições do solo", esclarece. Mas, o empresário diz que a Muzzicycle não substitui as bicicletas específicas como as mountain bikes. “Não fabrico bicicletas, fabrico um conceito ecológico”, explica Muzzi que se diz decepcionado com o a falta de conscientização sobre ecologia no Brasil. “As pessoas não sabem o que é ecologia e há muita demagogia

50 cyclomagazine

sobre o tema”, desabafa. Desde o lançamento já foram vendidas cerca de cinco mil unidades da Muzzicycle e a maior procura é por estrangeiros e residentes de cidades praianas. “O plástico está muito a frente na engenharia. No automobilismo é um dos materiais mais estudados e com novas aplicações nos veículos hoje. No setor de bicicletas que não há esse tipo de testes para novas empregabilidades, a indústria ficou estagnada no que já existia. O polímero é mais forte que o alumínio e não tem problemas com contato com a água, pois quanto mais molhado mais firme e resistente se torna o plástico", esclarece. A meta do empresário é atingir os cerca de 70 milhões de brasileiros que andam a pé pelo país. No site da marca é possível comprar e parcelar a bicicleta em até 18X. “Esse projeto, como os outros que desenvolvi em minha trajetória, tem arte, tem filosofia e foi feito para atender ao povo que me acolheu tão bem há 40 anos atrás”, declara. Outro projeto que começa a semear a mente do empresário é a criação de cadeiras de rodas com o mesmo tipo de material, que serão doadas aos portadores de deficiência em troca de uma quantidade de garrafas pets. “Será uma nova revolução”, afirma o inventor que não se considera inteligente. “Não sou inteligente, sou persistente”, se diverte Muzzi ao relembrar a própria história. 

A arte em todos os momentos

Não bastasse uma história de muitas lutas, perseverança e sucesso, Juan Muzzi ainda traz em seu extenso currículo uma paixão: a arte. Artista plástico desde adolescente, Muzzi sempre utilizou as artes plásticas para expressar a sua motivação existencial e filosófica. Seus quadros revelam esse lado inquieto e que mistura elementos com formas e muitas, muitas cores. Suas inspirações vem de Torres-Gárcia, Gurvich, Barradas, Miró e Mondrian. Suas obras já estiveram em exposição em várias cidades brasileiras e o artista ganhou a medalha de prata da Sociedade de Belas Artes do Rio de Janeiro em 2005.


Novo Reservatório ANTIDOTE

RESERVATÓRIO SUPERIOR: TAMPA COM ¼ DE VOLTA

Abre e fecha com um simples giro

26% MAIS FINO

Desenho de perfil baixo oferece estabilidade incomparável.

BRAÇOS DOBRADIÇOS PARA SECAGEM Posicionados junto à tampa para secagem rápida do reservatório.

SISTEMA QUICK LINK™

Permite encaixe rápido da mangueira e acessórios. GARANTIA ETERNA ANTI MICROBIAL HYDROGUARD™

WWW.CAMELBAK.COM.BR

CBK_BR_MULE_Advert.indd 1

| SAC@CAMELBAK.COM.BR | WWW.FACEBOOK.COM.BR/CAMELBAKBRASIL

8/14/12 12:59 PM


Lançamentos

Fábrica de carros adere a produção de bicicletas A partir de 2013, as concessionárias Ford irão comercializar e-bikes. O primeiro modelo será dobrável cabe no porta-malas de um carro compacto.A ideia é que o motorista use a e-bike para completar seu percurso em áreas onde o automóvel tem maior dificuldade ou restrição de circulação. Haverá também mountain bike elétrica, mais potente e recomendada para práticas esportivas. A autonomia das baterias é de 40 km por recarga de 3h, em média. www.espacoford.com.br

para trilhas e pistas A ProShock lançou a Bike Venta, que tem sua geometria voltada especialmente ao ciclista brasileiro, além de oferecer configurações para deixar a bike apropriada tanto para trilhas como uso urbano. Como diferenciais, conta com relação Dyna-Sys 30 velocidades, câmbio traseiro Shimano Deore XT Shadow e suspensão ProShock Ultra XC com trava no guidão. www.proshock.com.br

52 cyclomagazine

design nasa A bike Trek Madone 7.9, construída com carbono especial desenvolvido pela Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), compete no Tour de France e apresenta diversas novidades como o câmbio eletrônico Shimano Dura Ace e cassete de titânio. Pesando apenas 6,3 kg o modelo pode receber pintura personalizada e exclusiva de acordo com a vontade do comprador. www.trekbikes.com

inovação O novo sistema da bike Rocky Mountain Element 70 RSL, se destaca pela tecnologia. O SmoothLink, sistema de suspensão traseira, permite pedalar suave que vem com o sistema Ride9 presentes nos modelos Instinct e Altitude. Cada uma das posições: altura, ângulo de direção, selin, curva de amortecimento e altura do movimento central. Alternam o comportamento da bike de acordo com o gosto do piloto. www.rockymountaincycle.com


reboques exclusivos para Mountain bike A KTM Ultra 1.0, com desenvolvimento austríaco. Com tubos moldados hidraulicamente e visual inovador, a bicicleta é produzida pela mesma empresa que fabrica as motos KTM. Tem câmbio Shimano XT com 10 velocidades e aros Alexrims. www.ktmbikes.com.br

cinto se transForMa eM trava antiFurto A Hiplock lança no mercado cinto com cadeado para ser usado como trava de bike. Essa é mais uma opção antifurto para bikes com uma diferença: ele pode ser usado como acessório. O cinto, ajustável, é composto por uma corrente de aço e cadeado. A vantagem é que, como é usado como cinto, não pesa nem atrapalha os movimentos em cima da bike. www.hiplok.com

A norte-americana Burley chega ao Brasil trazendo reboques para bikes urbanas adultas e infantis. Possuem a característica de carregar carga sem afetar o equilíbrio do ciclista. A inspiração do Burley Travoy vem de adaptações de carrinhos de golf a bicicletas. É dobrável e pode ser transformado em mochila, ou usado o trolley quando não está acoplado à bike. www.burley.com

Óculos que grava O Pivothead, óculos com câmera embutida, tem sido aliado dos bikers que gostam de gravar pedaladas. Como a gravação é em alta definição, o produto tem boas avaliações dos esportistas que elogiam, principalmente, a facilidade de uso com microcabo USB para carregar e transferir os arquivos. Cada óculos conta com 8GB de capacidade, e permite gravar cerca de 80h de vídeo. www.pivothead.com

cyclomagazine 53


Lançamentos

sapatênis coM taquinho eMbutido

novas sapatilhas

A marca de sapatos esportivos DZR tem uma linha para quem pedala mas não quer sair por aí fazendo aquele “click click” ou se sentir totalmente deslocado com as sapatilhas em outro lugar que não seja em cima da bike.Os calçados têm aparência de sapatênis, mas as solas são bem duras, com lugar para o taquinho. www.dzrshoes.com

A empresa Da Matta de artigos para ciclistas, lança nova linha . O capacete é feito com material termo-moldado, possui tela contra inseto, 27 aberturas de ventilação e design moderno. Já as sapatilhas possuem 3 velcros, solado mais rígido, palmilhas aero-wind e fica como ótima opção para iniciantes. www.damattadesign.com.br

bolsas coM capacidade entre 9 e 51lts Afinada com a qualidade, a Labici traz ao Brasil os alforjes Fast Rider. São seis modelos, com capacidade entre 9 e 51 litros, que se encaixam perfeitamente à bicicleta. Destaque para o modelo Double Bag Florine: duas abas laterais e design específico para o público feminino. www.labici.com.br

54 cyclomagazine

bonés exclusivos A New Era, empresa de headwear, apresenta a linha Summer 2013. A coleção traz bonés nos modelos 59FIFTY (aba reta), 39 THIRTY (aba curva) e 9FORTY (aba reta snapbakc) e conta com cores que são tendências no verão. www.textual.com.br


LlNHA • BlKE Qualidade que acelera o reconhecimento. lnovação que impulsiona resultados.

Pedalar na direção do futuro faz parte da nossa história. Com mais de meio século de experiência na fabricação de peças para bicicletas, a Duque acompanha as principais tendências do universo Duas Rodas e surpreende o mercado, mais uma vez, com os novos produtos para a linha de bicicletas e as correntes especialmente desenvolvidas para rendimento superior e maior durabilidade.

Alto nível de durabilidade e resistência

Representantes em todo o Brasil

Encontre o representante da sua região em nosso site ou ligue

0800 642 4222 facebook.com/DuqueDuasRodas


Revista Cyclomagazine 181