Issuu on Google+

Origamis produzidos pelos IPLenses 2014 - Foto: jéssica Kelly Ribeiro

EDITORIAL Estamos de volta! E com muitos motivos de agradecimento e comemoração. Estamos completando 1 ano de Norteando, olha que benção! Esse projeto que mesmo tímido foi crescendo, refletindo ações e o que nossos grupos estão lendo, sentindo, compartilhando em relação à leitura. Estive em Janeiro participando do IPL (instituto de preparação de líderes) e foi uma experiência única na minha vida. Antes de ir tivemos que ler clássicos de Stott como “Ouça o Espírito, ouça o Mundo”, fazer um diário de leitura com Nem monge nem executivo de Paul Freston e A mensagem da Missão. Todos esses livros nos auxiliaram a compreender mais a missão e parar para refletir de que modo estamos lidando com ela. O contato com a Palavra e a manifestação dEla nas nossas 1

2014#06 vidas foi algo sobrenatural. Mas voltando ao nosso cenário regional, estamos presenciando o surgimento nos grupos locais de vários clubes de leitura, o interesse dos estudantes pela literatura em geral. Nessa edição comemorativa saber estão achando do nosso boletim e ao longo do ano vamos falar mais sobre o amor, missão e arte manifestando a glória de Deus. Que nesse novo ano, Deus possa estar nos permitindo mais experiências para o crescimento, despertar a nossa sensibilidade e criatividade para o que é belo e agradável ao Senhor e que venhamos a aceitar o grande convite de apregoar boas novas do Reino através das artes. Dauryda Luana Torres BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06


PRATELEIRA TEOLOGIA PARA O COTIDIANO Elben M. Lenz César

Teologia para o Cotidiano – a sabedoria bíblica para a vida diária é a “teologia” na prática. Afinal, a teologia nada mais é do que a sabedoria bíblica aplicada ao dia a dia. Aliás, se os textos devocionais tivessem mais teologia e os textos teológicos tivessem mais devocionalidade, saberíamos lidar melhor com a “espera”, a “decepção”, os “desejos”, o “perdão”, a “demora”, os “imprevistos”, a “restauração”, entre muitos outros desafios e inquietações da vida cristã. É isso que você encontra em Teologia para o Cotidiano. Uma leitura fácil e rica, tanto para a devoção pessoal como para o entendimento das verdades bíblicas. “Teologia” é uma palavra que inspira respeito. “Teólogo” é aquele que estuda e ensina teologia. No entanto, nenhuma das duas palavras aproxima o crente comum das Escrituras. Parece coisa só de eruditos, de acadêmicos, de doutores. Teologia para o Cotidiano tem esse título exatamente porque pretende unir o zelo doutrinário com o zelo espiritual, a mente com a alma, a fé com as obras, a ortodoxia com a ortopraxia, o estático com o dinâmico, a bagagem doutrinária com a bagagem da vivência espiritual. Em benefício do crente, em benefício do lar cristão, em benefício da igreja, em beneficio da missão integral, em benefício do reino de Deus.” – Elben M. Lenz César Diretor-fundador da Editora Ultimato e redator da revista Ultimato, Elben César é também fundador do Centro Evangélico de Missões, jornalista e pastor emérito da Igreja Presbiteriana de Viçosa.

R$26,90 na Ultimato ou com o secretário de Literatura da ABU do seu grupo.

EXPEDIENTE Norteando - Boletim Literário da Secretaria de Literatura da Aliança Bíblica Universitária do Brasil -ABUB Região Norte Assessor Regional: Fernando Costa Presidente Regional: Steffi de Castro Secretaria de Literatura: Dauryda Luana Torres e Daniel Figueiredo Produção: Dauryda Luana Torres e Daniel Figueiredo Edição: Daniel Figueiredo Diagramação: Daniel Figueiredo Design: Pablo Henrique e Daniel Figueiredo Revisores: Patrícia Godinho, Dauryda Luana Torres Participaram desta edição: Steffi de Castro, Samuel Melo, Aurélio Braga, Denicce Sousa, Adda Cutrim, Rayane Lima, Rui Lima, Rogers Moraes.

Retirado de www.ultimato.com.br BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06

2


RESENHANDO: A Mensagem da Missão

R$41,80 na Ultimato ou com o secretário de Literatura da ABU do seu grupo. Howard Peskette e Vinoth Ramachandra trazem neste livro uma visão mais ampliada do que afinal de contas é “missão”. Em nossos meios muitas vezes entendemos Missão como ir a algum lugar muito distante de nós ou ter alguns dias marcados para falar de Jesus para pessoas desconhecidas em nossa comunidade ou em outras. Isto também faz parte, mas não compreende tudo o que é Missão de fato. Os autores elencam as nuances da Missão e mostram, ao longo do livro, como, apesar de ela estar em várias áreas diferentes, em níveis pessoais e sociais, estas nuances também se convergem, mostrando um Deus que é Uno, Universal, de todas as raças, culturas, que atinge todas as línguas, que é possível de ser compreendido em qualquer tempo e espaço e que é possível ser visto através da atividade de seus filhos na Terra. Atividade esta que já consiste num ato missionário, pois inclui se preocupar com a criação, se preocupar com as diferenças socioeconômicas que são bases de muitas injustiças sociais, com um verdadeiro e correto transmitir da Palavra, sem 3

mercadejar. Entender a Missão como integral, ou seja, compreender que tudo o que fazemos onde quer que estejamos faz parte disso, é extremamente importante, ter a consciência o tempo todo deste fato nos aproxima mais de Deus e nos torna mais dependentes Dele para realizarmos aquilo que O agrada. O livro enfatiza a própria vida como instrumento de adoração a Deus e como isso é necessário para que a Palavra seja proclamada, para que o Reino de Deus seja estabelecido aqui, para que já possamos mostrar às pessoas um pouco do que é este reino, que será infinitamente melhor do que podemos imaginar, mas que já vivemos, de certa forma, por já termos encontrado Cristo. A parte do livro que mais me chamou a atenção foi “Missão Triúna”, principalmente os capítulos nove e dez (“A liberdade trazida por Jesus” e “O mandamento dado por Jesus”, respectivamente). Estes dois capítulos clarearam muito as minhas ideias a respeito da ação cristã, portanto, missionária, nas área de justiça, direitos, defesas, perdão, assistência... Tenho um forte desejo por tudo o que é relacionado a isto, inclusive em minha futura profissão (psicologia). Gosto de uma abordagem que é mais voltada para as questões históricas e dificuldades sociais assim como uma área onde eu pretendo me deparar com tudo isso. Temo, no entanto, render-me a um ativismo desesperado e sem reflexão ou objetivo concreto e válido, e de que isso torne-se mais importante do que o transmitir da mensagem do Evangelho realmente, mas ler estes capítulos me mostrou que nada disso - lutar por justiça, defender os oprimidos, atentar aos pobres de nossa sociedade, econômica, psicológica e espiritualmente - é pouca coisa e nem é qualquer coisa. É o que devemos fazer, ao vivermos em nossa comunidade, igreja local, faculdade, nossa casa, é isso que devemos fazer. É nossa responsabilidade como cristãos e como Igreja. Entender a minha vida, como uma vida que não deve ser só minha, mas BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06


dedicada aos outros. Aprendi o quanto o outro é importante na missão, não sou um “missionário” se não tenho um outro, não tenho sequer identidade se não existe um outro para legitimá-la, assim como Deus é um Deus relacional, eu também devo ser. Esta foi uma lição valiosa que logo no início do livro (em Vida e Domínio, segundo capítulo da primeira parte) aprendi e que são valores serão de extrema importância. O livro também traz reflexões a respeito de Jesus como encarnação de Deus, algo que parece tão simples a priori, mas que é de grande importância para entendimento de todo o restante. “A Mensagem da Missão” é um livro

complexo, com muito conteúdo, daqueles que deve ser lido e relido com calma, que encoraja, pois é cheio de exemplos de várias pessoas em diversos locais do mundo inteiro que fizeram coisas por suas comunidades que fizeram muita diferença nos valores vigentes da sociedade, e que deve ser cabeceira pra todo aquele que se entende como missionário e que considera isso não apenas como mais uma área do “ser cristão”, ao lado de “adorar”, “orar” e se “congregar”, mas que compreende tudo isto e muito mais. Steffi de Castro, presidente da Região.

REFLEXÃO Sabe aquela passagem de Paulo que diz que “o amor de Cristo nos constrange”? (2Co5.14), E pensar que mesmo sendo pessoas que erram todos os dias, que viviam uma vida condenada por estes erros... somos alcançados por Alguém que deu tudo por nós, isso não faz sentido! Humanamente falando, claro, porque na verdade somos gratos por essa redenção, Não sei explicar muito bem como o Senhor pode nos amar, mas Ele nos ama! Talvez isso seja parecido, mesmo que de uma forma infinitamente ínfima, com aquela vez que você brigou com seu amigo por besteira sua, que já te conhecia a algum tempo, e ele simplesmente não te julgou e nem te desprezou, mas te amou e te perdoou, foi lá e falou contigo e fez as pazes com você. Foi assim conosco: sendo imagem e semelhança de Deus, o homem era amigo do Criador e conversava com Ele todos os dias. Mas então veio a queda, o pecado nos separou de Deus, e a humanidade mergulhou numa vergonha e perdição que aparentemente não teriam fim. Mas Ele tinha um plano, um plano de salvação para nós! E quem iria esperar que o próprio Filho viria para trazer a paz, a libertação das trevas, para fazer a reconciliação entre Deus e os homens por meio de seu sacrifício na cruz? O salário BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06

do pecado é a morte, mas Ele, sendo justo e sem pecado, morreu para salvar a todos e a dívida que tínhamos foi paga. Ele deu a sua vida por amor a seus amigos. Sim, é verdade, Jesus veio e nos ensinou a amar, nos ensinou a ter misericórdia em vez de juízo, humildade em vez da soberba, compaixão em vez do desprezo, falou que o maior deve servir o menor. Nem sempre fazer tudo isso é fácil, e não é, não para nós, mas Ele nos garantiu que estaria ao nosso lado até o fim, e nos deu ânimo quando disse que já havia vencido este sistema. E o melhor de tudo, falou para compartilharmos do que recebemos, a boa notícia que traz vida eterna. Seja “louco” (1Co3.18) e perca a sua vida (Mt 10.39) por amor! Se arrisque e seja estratégico, aproveitando e criando as oportunidades para falar deste Deus, que realizou um plano tão incrível e belo de resgate. Antes éramos rebeldes, agora, embaixadores do seu Reino. Samuel Melo, vice-presidente da ABU Paragominas, estudante de Ciências Naturais – Biologia.

4


#FICADICA Antologia de Poetas Evangélicos é, como o próprio título diz, uma coletânea de poemas de poetas evangélicos. Organizado e construído ao longo dos últimos 30 anos, pelo conhecido pastor Ebenézer Soares Ferreira, é uma amostra da alma dos poetas nacionais. E, para conhecê-la melhor, é preciso levar em conta as palavras de Affonso Romano de Sant’Anna: ”A poesia exige silêncio”. (retirado de www.ultimato.com.br)

FLAGRA Arte do estudante Aurélio Braga, secretário de literatura da ABU em São Luís - MA.

5

BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06


ESPECIAL: 1 ANO DE NORTEANDO No mës de Fevereiro, o nosso boletim Norteando completou um ano de existëncia, e para comemorar, nada melhor do que dedicar um espaço para depoimentos dos leitores sobre suas experiências com o Norteando. Agradecemos a cada um que têm contribuido com conteúdo, à galera que lê e acompanha, e principalmente a Deus, pela oportunidade de servir de uma forma tão bacana. Toda a glória a Ele!

“Pra quem não sabe, comecei na diretoria na secretaria de literatura e ajudei a preparar o primeiro Norteando, foi uma experiência e tanto, tateando ainda o que seria isso. Hoje fico muito feliz com a continuação e cada vez mais com a qualidade do conteúdo. Fico na espera da capa, das resenhas, de saber quem está e o que está lendo... Espero que este ano tenhamos condições de levar os boletins para as reuniões de GB! Isso seria muito legal!” Steffi de Castro

boletim, assim como o nome sugere, ele norteia com informações, dicas e recomendações para o estudante que, no campo missionário da Universidade, encontra desafios para o seu chamado e sua própria identidade!” Adda Cutrim

“Por que o Norteando é bom? Porque é nosso, ora! É tão bacana quanto os abuenses que o escrevem; tão abrangente quanto nossa região; tão inteligente quanto os livros indicados para nossa prateleira! O Norteando sem dúvida faz o Norte crescer mais forte na graça e no conhecimento! \o/” Denicce Sousa “Acho super válida a iniciativa desse

“A comunicação é algo importante em todos os aspectos. Na missão estudantil não é diferente, esta tem crescido graças a misericórdia do Senhor que é imensurável, mas contamos com pessoas que o Senhor capacita para fazer sua obra e aceitam seu chamado. Foi assim que surgiu o boletim norteando que agora completa 1 ano de existência, com sabedoria e destreza têm motivado abuenses de toda a região compartilhando inúmeras bênçãos advindas dos universitários da região mais forte, mais linda e abençoada ABUndantemente” Rayane Lima

BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06

6


O Norteando já está com 1 ano?!? Cara, isso realmente é motivo de alegria. Sem dúvida o boletim é um enorme suporte para a literatura da região. Afinal, quem nunca leu uma indicacão ou resenha e além do aprendizado, ficou motivado a buscar coisas novas?! Sem contar que é mt legal poder ler Abeuenses de outras cidades, pq mesmo distante geograficamente, dá a sensação de estarmos lado a lado na Missão (e é isso msm!) O Norteando ainda é, particulamente, mais especial, pq foi após escrever um texto nele que fui convidado a cooperar escrevendo para o boletim de minha Igreja local Vida longa ao Norteando e q esteja, em um dia próximo, circulando por todos os núcleos de nossa região! Rui Lima

O Norteando, é mais uma forma de cumprir dentro da nossa região abuense, aquilo que se apreendi nas matéria de calculo, como: “fator integrante”. Ele é a ferramenta que nos auxilia a homogenizar e integrar uma região tão heterogenia e extensa. De Teresina à Manaus, todos podem compartilhar literatura e informativo em um formato que ultrapassa o “bonitinho”. O boletim tem design e conteúdo. E isso é culpa, especialmente, de uma secretaria de literatura cheia de amor. Rogers Moraes

Secretários de Literatura

7

Aurélio Braga: São Luís (MA) aurelio.com@hotmail. com / (98)8775-5978

Epaminonas Bonfim: Impertatriz(MA) epaminonasbonfim@ gmail.com/ (99) 88230972

Fernanda Miranda: São Luís (MA) Fernanda-fmf@hotmail. com / (99) 8141-9921

Nilberto Jorge Haddad: Manaus (AM) Malmsteen399@hotmail. com / (92)84114100

Rui Lima: Teresina (PI) Rui_lima17@outlook.com (86) 9452-8345/ 99603951

Hanna Cantanhede: Paragominas (PA) hannacantanhede94@ hotmail.com / (91)83288347

Julianny Karinne? Caxias (MA) karinnenasci@hotmail. com 99 8123-4382

Júnior Caracas: Picos (PI) jr.caracas@hotmail.com 0418999073515

BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06


PARTICIPE Este é o Boletim Literário da Região Norte criado pela Secretaria de Literatura Regional juntamente com a Diretoria Regional e a colaboração dos grupos locais para a Aliança Bíblica Universitária do Brasil. Visa desenvolver formas criativas de evangelismo tendo a literatura como suporte prático para divulgar as ações dos grupos bem como as produções da ABU Editora e demais parceiros. A publicação é bimestral. Mantenha contato com a Secretaria de Literatura através dos e-mails: dauryda_torres@ hotmail.comedanf50@hotmail.comenosenviesuasproduçõesliterárias,críticasesugestões. Acompanhe a ABUB Norte https://www.facebook.com/groups/abunorte/ @abubnorte abubnorte@groups.google.com www.norte.abub.org.br Norteando - Boletim Literário da Secretaria de Literatura da Aliança Bíblica Universitária do Brasil -ABUB Região Norte Assessor Regional: Fernando Costa Presidente Regional: Steffi de Castro Secretaria de Literatura: Dauryda Luana Torres e Daniel Figueiredo Produção: Dauryda Luana Torres e Daniel Figueiredo Edição: Daniel Figueiredo Diagramação: Daniel Figueiredo Design: Pablo Henrique e Daniel Figueiredo Revisores: Patrícia Godinho, Dauryda Luana Torres Participaram desta edição: Steffi de Castro, Samuel Melo, Aurélio Braga, Denicce Sousa, Adda Cutrim, Rayane Lima, Rui Lima, Rogers Moraes. Agradecemos a todos que contribuíram para esta edição. “A vida do cristão deve ser algo verdadeiro e belo em meio a um mundo perdido e desesperado”. Francis Schaeffer

BOLETIM LITERÁRIO - ABUB NORTE | 2014#06

8


Boletim Norteando nº 06