Page 1

BOLETIM DE ALLERGAN PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE

INCLUI: NOTÍCIAS DO AMWC E DO IMCAS

JUVÉDERM® VOLUMA® COM LIDOCAÍNA: A VOLUMETRIZAÇAO MAIS SUAVE

A QUALIDADE É A CHAVE As orientações para usar JUVÉDERM® ULTRA e os implantes mamários Natrelle™ encontram-se nas embalagens dos produtos.

Produzido e distribuído por


02 Perspective

BEM-VINDOS

B

em-vindos ao terceiro número de Perspective, o boletim da Allergan que informa dos últimos desenvolvimentos no mundo da estética facial. Depois das notícias sobre os implantes PIP no fim do ano passado, todos nós somos cientes que o foco da comunicação social está claramente posto na indústria da medicina estética. Foram levantadas questões chave sobre a maneira como estamos a trabalhar e sobre a segurança dos nossos produtos e procedimentos. Em Allergan, estamos sempre comprometidos com a qualidade e a segurança, e por isso devemos responder à discussão pública lançando a nossa campanha de referência “A qualidade é a chave”. Criada para animar as pessoas a saberem mais acerca da qualidade dos produtos usados nos procedimentos, temos a esperança que esta campanha feita ao nível da União Europeia vá ajudar a recuperar a confiança dos consumidores na medicina estética. Neste sentido, o boletim está precisamente virado para a questão da qualidade, dando pormenores acerca do lançamento e da orientação da campanha “A qualidade é a chave”, incluindo também uma entrevista com uma conceituada jornalista alemã, Angelika Brodde, que nos vai dar a sua visão sobre o impacto nos média da questão dos implantes PIP, salientando a necessidade de um contínuo controlo da qualidade.

Também vamos falar do “Allergan Connect”, um portal web HCP gratuito que oferece um grande leque de produtos, serviços e recursos para melhorar a experiência da paciente; das últimas notícias e tendências do IMCAS e do AMWC; bem como da perspetiva profissional da médica francesa Dra. Isabelle Rousseaux sobre a volumetrização facial com o ultimo produto da gama JUVEDERM®: JUVEDERM® VOLUMA® com Lidocaína. Finalmente, vamos tratar de uma questão que me apaixona: o papel das relações públicas efetivas. Enquanto ex-VicePresidente Global de Relações Públicas de Allergan, fui testemunha de todo o efeito que podem ter as relações públicas, quer positivas, quer negativas, e sei por experiência própria que fazer trabalhar os média na direção que um quer é fundamental para qualquer negócio em expansão. Esperamos mesmo que este número de Perspective lhe proporcione muitas perspetivas interessantes e estimulantes do mundo da prática estética, em constante evolução. Desfrute dele!

ÍNDICE 02 04 06

BEM-VINDOS, POR CAROLINE VAN HOVE A QUALIDADE CONTA

VANTAGENS DE RELAÇÕES

07 08 09

PÚBLICAS E COMUNICAÇÃO EFETIVA COM OS MÉDIA

ENTREVISTA COM

ANGELIKA BRODDE

NOVIDADES

DATAS PARA A SUA AGENDA

JUVÉDERM® VOLUMA® COM

LIDOCAÍNA: A VOLUMETRIZAÇÃO MAIS SUAVE. ENTREVISTA COM A DRA. ISABELLE ROUSSEAUX

Caroline Van Hove

*Fale com o seu representante de Allergan para obter informação sobre os produtos mencionados.*

Perspective verão 2012

PT/0062/2012

Julho 2012


E

levando a satisfação das suas pacientes com

WITH LIDOCAINE

NOVA seringa de 1 ml

SuavidadE – para um aspecto e sensibilidade natural1 DuraÇÃO – Volume até 18 meses1 SatisfaÇÃO – 96% das pacientes recomendaria Juvéderm® VOLUMA® with Lidocaine a uma amiga2 Para descobrir como Juvéderm® VOLUMA® with Lidocaine pode elevar o nível de satisfação das suas pacientes, contacte o seu especialista de produto da Allergan ou com o Serviço de Atenção ao Cliente: 217 957 285

Referencias 1. Raspaldo H. J Cosmetic and Laser Therapy, 2008;10:134–142. 2. Fischer TC. Poster presented at EMAA, 1–3 October 2009, Paris. Dezembro 2011 ES/0392/2011


04 Perspective

A QUALIDADE CONTA

Toda a indústria da medicina estética está a ser observada à lupa por causa da questão dos implantes mamários PIP, com dúvidas sobre como está a funcionar e como deve desenvolver-se e andar em frente. Os produtores e os profissionais da saúde têm um papel importante na criação e recuperação da confiança entre os consumidores, garantindo resultados ótimos e continuados para as pacientes e preservando a reputação no longo prazo da medicina estética. Para isso é fulcral garantir a máxima qualidade dos produtos e procedimentos estéticos. Criar produtos excelentes requer processos de fabricação estritos, o devido cumprimento dos padrões e uma sólida evidência de apoio. Para reafirmar a qualidade de um produto, é também importante olhar para a história dele. Esta descreve produtos com uma evidência clínica substancial, acumulada ao longo do tempo e desenvolvida por fabricantes comprometidos e dedicados. A qualidade e a história são dois elementos fulcrais que os consumidores e os profissionais da saúde devem sempre procurar num produto de medicina estética.

“A QUALIDADE É A CHAVE” Allergan tem-se dedicado durante mais de 35 anos à aplicação da ciência e da inovação na medicina estética, demonstrando um compromisso contínuo para com a melhoría da qualidade e da segurança neste campo. No entanto, todos nós sabemos que nem todos os fabricantes em medicina estética fazem os produtos da mesma maneira; portanto, é fulcral que as possíveis pacientes se sintam no direito de fazerem perguntas sobre os produtos e os procedimentos que estejam a considerar, e as ajudemos a tomar uma decisão baseada na confiança. Allergan sente paixão pela qualidade e é, por isso, que estamos a lançar a campanha “A qualidade é a chave” para ajudar as pacientes e os profissionais de saúde a falar da importância da qualidade. O Presidente de Allergan EAME, Douglas Ingram, diz: “Em Allergan, achamos que o conhecimento da qualidade de um produto por uma paciente vai ajudá-la a sentir-se mais segura com a decisão que tomar sobre um procedimento estético. É por isso que a campanha ‘A qualidade é a chave’ anima as pacientes a fazer cinco perguntas simples ao seu médico sobre a qualidade dos produtos que usa. Deste modo, sentem-se mais confiantes, sabendo que optam pelos procedimentos e produtos de melhor qualidade.” “Acreditamos que esta campanha é a primeira de consciencialização pública e de informação em medicina estética, sem marcas, e temos toda a esperança que nos vá ajudar a recuperar a confiança pública nos procedimentos de medicina estética.” A campanha foi muito bem recebida pelos profissionais da saúde. O Dr. Nigel Mercer, ex-Presidente da BAAPS (Associação Britânica da Cirurgia Estética

Perspective verão 2012

e Plástica), diz: “Acho que esta campanha veio no momento certo, e estou convencido que uma consulta de qualidade é a base de qualquer procedimento de medicina estética bem sucedido. As ferramentas que estão a ser conjugadas para esta campanha são uma boa ajuda para as pacientes fazerem as perguntas certas ao seu especialista em estética, para em conjunto poderem tomar uma decisão informada e em confiança.”

CINCO QUESTÕES A COLOCAR Que marcas são usadas e porquê? Nem todos os produtos estéticos são iguais em termos de qualidade. É importante conhecer as diferenças e poder consultá-las com o seu médico.

O produto passou por uma investigação e uma prática clínica demonstradas? Os produtos estéticos têm de ter uma base científica sólida e uma eficácia demonstrada. Não esqueça perguntar pela segurança e a eficácia do produto.

O fabricante é da sua confiança, porquê? Sempre queremos o melhor para o nosso corpo. Obtenha mais informação sobre a história, a qualidade e a reputação do fabricante do produto.

Que uso é feito do produto em todo o mundo? A confiança tem de vir com o conhecimento e a experiência. Obtenha mais informação sobre o uso do produto pelas pacientes e médicos em todo o mundo.

Qual é o grau de satisfação das suas pacientes com os resultados? Para obter o produto que melhor se adapta às suas necessidades, explique ao seu médico o resultado que deseja e peça para ver os resultados em outras pacientes.


Perspective 05 A campanha de consciencialização para a qualidade está a ser implementada em oito países europeus, entre os quais o Reino Unido, França, Alemanha, Espanha e Itália, com o apoio dos seguintes recursos para si e as suas pacientes: • • • •

Materiais educativos para a sua sala de espera, para estimular o diálogo com as suas pacientes Vídeo informativo para a sala de espera Publicidade em revistas médicas e comerciais Folheto informativo sobre os produtos em medicina estética de Allergan

Também vamos promover a campanha entre as pacientes através de acções de relações públicas e publicidade em revistas, jornais e internet, para animá-las a visitá-lo e a falar dos procedimentos em medicina estética e porque a qualidade é importante. Para saber mais, visite: www.qualityiskey.com.

35 Anos de

QUALIDADE CIÊNCIA INOVAÇÃO

Allergan: UM EXEMPLO PRÁTICO DE QUALIDADE E HISTÓRIA FABRICAR SEM COMPROMETER A QUALIDADE Para garantir os mais elevados padrões de fabrico, Allergan mantém processos rigorosos de desenvolvimento clínico, amplos ensaios de produção e de controlo da qualidade, bem como programas de supervisão pós-marketing líderes na indústria para garantir que os produtos sejam da melhor qualidade. Todos os nossos produtos em medicina estética foram feitos para cumprir os padrões de controlo de qualidade e as boas práticas de fabrico nacionais e internacionais. Também somos auditados com frequência pelas autoridades reguladoras, inclusive os organismos notificados europeus e a Food and Drug Administration dos EUA, o que garante o nosso cumprimento contínuo de todas as normas e legislação aplicáveis. Estes procedimentos garantem um processo estabelecido e validado para manter a consistência e a qualidade de cada produto.

Além do elevado nível com que fabricamos os nossos produtos de medicina estética, esforçamo-nos por melhorar continuamente os padrões de qualidade em embalagem, rotulagem, transporte e vigilância. Estas medidas de segurança incluem, entre outras, embalagens invioláveis, a utilização de proteções e garantias para evitar danos ou interferências com o produto e sistemas de seguimento de produto que permitem à Allergan comunicar às pacientes qualquer nova informação relacionada com a segurança.

COMPROMETIDOS COM OS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO Para além de desenvolver produtos excelentes, também acreditamos na formação dos médicos. A Medical Aesthetics Academy de Allergan (MAA) é uma plataforma que agrega diferentes áreas e se destina à formação dos profissionais de saúde. A MAA gere vários programas e eventos presenciais entre pares, a nível nacional, regional e local, para melhorar o desenvolvimento profissional a facilitar o progresso das qualificações e do conhecimento, com o objetivo de melhorar os resultados e a satisfação das pacientes. A qualidade está no centro do investimento de Allergan na formação, o que fica refletido nos valores chave da MAA. Além de desenvolver a excelência formativa e a satisfação das pacientes, a Academia quer promover um ambiente de confiança, aberto e inclusivo, que valorize a diversidade e actue ética e honestamente para inspirar confiança nos seus clientes.

www.allergan.com


06 Perspective VANTAGENS DE RELAÇÕES PÚBLICAS E COMUNICAÇÃO EFETIVA COM OS MÉDIA As relações públicas (RP) e a comunicação com os média são um meio importante para aumentar a consciencialização pública para as vantagens ou os procedimentos cosméticos, bem como para forjar a reputação da sua clínica. No contexto da recente publicidade negativa na comunicação social sobre os implantes mamários e do alerta das associações profissionais, tais como a Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos, para proibir a publicidade aos tratamentos cosméticos, o valor das RP neste âmbito é mais importante do que nunca. Quais são portanto as vantagens das RP? CRIAM, CORRIGEM E MELHORAM A REPUTAÇÃO Umas RP efetivas podem permitir-lhe criar a imagem e a perceção que você deseja para o seu negócio. Se você for desconhecido, as RP podem dá-lo a conhecer; se tiver uma má reputação, as RP podem ajudá-lo a recuperá-la; se tiver uma boa reputação, as RP podem ajudá-lo a melhorá-la ainda mais. Por exemplo, a recente visão negativa do mercado da medicina estética pela comunicação social pode ser vista como altamente prejudicial; no entanto, deu a algumas clínicas e fabricantes a oportunidade para demonstrarem os métodos estritos com que trabalham, reafirmando perante os consumidores a qualidade do seu serviço e produto.

ECONÓMICAS Face ao custo de um anúncio de página inteira num jornal nacional, atingindo um público de dezenas de milhares de pessoas, as RP são uma maneira económica de melhorar o perfil da sua companhia e ganhar presença num vasto leque de publicações e meios de comunicação social, sem importar se a sua clínica se pode permitir gastar muito dinheiro em publicidade. Obviamente, criar uma relação boa e sólida com os média leva tempo e paciência, mas sai em conta. PLATAFORMA PARA OS PORTA-VOZES Os jornalistas andam sempre à procura de declarações de pessoas com conhecimento de causa. Isto não apenas permite às clínicas transmitir as suas mensagens através da voz de um profissional crível, como também é uma oportunidade para os líderes das organizações se apresentarem como autoridades na sua área. MEDEM AS ATITUDES E O INTERESSE DO MERCADO Com o auge das redes sociais e da imprensa interativa online, a capacidade de medir as atitudes do mercado através das reações dos leitores tem um potencial ainda maior. A reação do público às questões de segurança no mercado cosmético através das redes sociais tem sido importante, salientando preocupações, dúvidas e desejos. Estas reações podem passar a fazer parte das campanhas, tornando as RP ainda mais direcionadas e efetivas. ORGULHO DOS FUNCIONÁRIOS O orgulho e o compromisso dos funcionários são fulcrais para o sucesso de uma companhia. Trabalhar numa companhia reconhecida pelos média e com uma imagem positiva é uma motivação fantástica para os funcionários. O orgulho e o compromisso resultantes não ajudam apenas a melhorar o compromisso para com a organização, como também têm um impacto positivo demonstrado no desempenho. Não há dúvida que umas RP efetivas podem ter um valor incalculável para o negócio; portanto, pensem que, mesmo não tendo um grande orçamento de marketing, enquanto todas as suas comunicações com o cliente estiverem em sinergia total, você e a sua consulta podem ter um grande impacto.


E

ntrevista com Angelika Brodde

Angelika Brodde é uma redatora de beleza com uma experiência de mais de 17 anos, tendo escrito para grandes publicações alemãs, tais como Gala, Petra e Brigitte Woman. Depois de ser redatora de beleza em Max, Fit for Fun e Healthy Living, a Angelika iniciou uma carreira como freelance, sendo atualmente articulista habitual numa variedade de revistas femininas conhecidas.

A questão dos implantes PIP teve uma ampla repercussão em toda a Europa, inclusive na Alemanha. Qual acha que é a impressão geral que os consumidores têm da medicina estética?

No passado, a decisão de realizar um procedimento estético era uma questão muito privada e pessoal. No entanto, o escândalo dos implantes PIP abriu tal discussão, que até os políticos estão agora a falar da medicina estética. De repente, as vozes conservadoras tornaram-se mais fortes, criticando os procedimentos estéticos e fazendo um chamamento para o uso de “remédios naturais”, tais como uma hidratação adequada e a proteção do sol, para manter um aspeto jovem. Também temos observado que as pessoas têm um interesse cada vez maior pelas técnicas mais suaves e seguras. Querem ter um aspeto jovem, mas não a qualquer custo.

Acha que a questão dos implantes PIP tem vindo a diminuir a vontade dos consumidores pelos procedimentos cosméticos?

A vontade não mudou. Manter um aspeto jovem está-se a tornar cada vez mais importante, mas o escândalo dos implantes PIP causou um aumento dos temores. As pessoas estão agora a questionar os resultados destes procedimentos, e estão preocupadas porque poderão acabar por ter um aspeto pior ou porque o procedimento pode não ser bom para elas. Na Alemanha, o preço está a ser um fator importante na altura de tomar uma decisão, mas agora também estamos a ter um problema de confiança. Os profissionais da medicina estética têm de enfrentar-se coletivamente a isto e ultrapassar, demonstrando a qualidade dos seus produtos e serviços.

Que conselhos foram dados, na sequência da questão dos implantes PIP, aos consumidores relativamente aos tratamentos cosméticos estéticos? Como já disse, as vozes conservadoras tornaram-se mais fortes. As nossas leitoras ouvem falar cada vez mais em medidas preventivas para não ter um aspeto envelhecido em lugar de seguir procedimentos estéticos.

Sente menos inclinação para escrever sobre os procedimentos estéticos?

Não é que sinta menos inclinação, mas noto que os redatores tornaram-se mais prudentes. Talvez não tenham a mesma disposição para aceitar artigos sobre os procedimentos estéticos, o que pode ser contraproducente no longo prazo. Os problemas das nossas leitoras não mudaram; ainda querem melhorar o seu aspeto, e continuarão a interessar-se pelos procedimentos estéticos. No entanto, estão a fazer mais perguntas, mas com tantos comentários, opiniões, algarismos e informações contraditórias, isto pode levar à confusão. Enquanto jornalistas, a nossa missão é dar respostas e aconselhar as nossas leitoras, proporcionando-lhes informação fiável.

A questão dos implantes PIP alterou a sua maneira de informar sobre os procedimentos em medicina estética?

Tornei-me mais prudente relativamente à informação que recebo e ao que gostaria de transmitir às minhas leitoras. Passei a fazer mais pesquisas preliminares antes de tratar das novidades em produtos ou de temas relativamente à estética. Acima de tudo, procuro a perspetiva dos especialistas em estética de minha confiança. A opinião perita tornou-se ainda mais importante para mim e para as minhas leitoras.

Que importância vai dar ao contexto do fabrico de um produto antes de recomendá-lo às leitoras?

Ironicamente, o escândalo dos implantes PIP aumentou o interesse pelos procedimentos estéticos, proporcionando mais transparência e acesso à informação pormenorizada. Aprendemos sobre as diferenças entre os dispositivos médicos e os medicamentos, como chegam ao mercado e quais são as instituições que os autorizam. Desde a questão dos implantes PIP, dou mais atenção ao contexto do fabricante, à sua reputação e à sua gama geral de produtos, nomeadamente onde esses produtos são autorizados e comercializados. Por exemplo, se um produto foi aprovado pela FDA norte-americana, considero-o um ponto adicional a favor da sua fiabilidade. Agora, espero dos fabricantes que sejam mais honestos e transparentes na sua comunicação.

Que conselho daria aos especialistas em estética que queiram demonstrar a integridade dos seus serviços, numa altura em que a indústria está a ser olhada tão de perto?

Recomendaria não ser nem demasiado conservador, nem excessivamente entusiasta. Uma paciente sentada na cadeira é um ser humano, com temores e expectativas. Portanto, os especialistas em estética têm de ser transparentes, proporcionar toda a informação necessária e explicar os procedimentos, os possíveis efeitos secundários e os resultados, numa maneira inteligível e franca. Sei que isto leva muito tempo, mas uma “conversa” em pormenor com as pacientes vai-lhes dar confiança e demonstrar o respeito que o médico sente por elas. Também podem usar outros meios para informar as pacientes presentes e futuras, tais como materiais online ou impressos.

“Procuro a perspetiva dos especialistas em estética de minha confiança. A opinião perita tornou-se ainda mais importante.” www.allergan.com


08 Perspective

NO VI D A D E S Mestrado Internacional sobre Envelhecimento da Pele (IMCAS)

o

No começo do ano, a Allergan participou no IMCAS 2012. Na sequência do caso PIP, o tema da palestra introdutória desviou-se claramente das palestras convencionais e das conferências clássicas, focalizando pelo contrário nesta questão tão debatida. Grande parte das sessões científicas esteve dedicada às questões relacionadas com as complicações no tratamento e as técnicas para preveni-las, enquanto que outras se concentraram nos alertas de cosmeto e materiovigilância. Foi fantástico ver os organizadores do IMCAS reagirem com firmeza perante a crise dos implantes PIP; até houve toda uma sessão dedicada à questão. A sessão teve uma excelente receção, levando afinal a uma verdadeira discussão sobre a remoção dos implantes mamários PIP. Todos deram o seu ponto de vista a favor e contra, mas no final, a opinião prevalecente foi que cada governo nacional sabia melhor o que fazer. Em geral, o IMCAS 2012 desencadeou mesmo a discussão sobre a transparência e a regulação dos dispositivos médicos e frisou a necessidade de uma mudança, uma questão da qual Allergan já começou a tratar com a campanha “A qualidade é a chave”.

Congresso Mundial Anual da Medicina Anti-Envelhecimento 2012 (AMWC)

O AMWC é celebrado todos os anos em Monte Carlo, no Mónaco, sendo considerado o evento principal no calendário da estética; nele são apresentadas as inovações mais recentes e as últimas tendências. O congresso deste ano teve lugar de 29 a 31 de Março, juntando peritos líderes nas áreas da dermatologia e cirurgia estética e da medicina anti-envelhecimento. O congresso também teve uma participação recorde, com cerca de 8000 participantes de todo o mundo.

Graças ao elevado perfil deste evento, foi este o quadro que a Allergan escolheu para lançar a sua campanha “A qualidade é a chave”, incluindo publicidade no local, entrevistas com proeminentes jornalistas europeus e uma apresentação pelo Presidente da Allergan EAME, Doug Ingram. Tudo isto, teve um impacto altamente positivo na comunidade da medicina estética e vamos avançar com a realização da campanha nos próximos meses. A médica líder e formadora em medicina estética, Heather Irvine, referiu: “Se há um congresso no qual faço questão de estar, este é o AMWC. O programa é sempre altamente relevante para as minhas necessidades profissionais, proporcioname uma formação valiosa e mantém-me a par dos desenvolvimentos chave no setor. A reunião deste ano não foi uma exceção, gostei muito de estar nas palestras e de participar numa grande variedade de workshops interessantes. Também foi um prazer assistir ao lançamento da campanha da Allergan ‘A qualidade é a chave’, um marco referencial no mundo da medicina estética.” Todos os anos, a Allergan patrocina sessões educativas relevantes, com o simpósio de 2012 a focalizar no papel da restauração do volume. Isto incluiu algumas atualizações altamente interessantes, nomeadamente o lançamento do novo JUVÉDERM® VOLUMA® com Lidocaína. Este produto de ácido hialurónico de nova geração é o último elemento da gama JUVÉDERM® e está pensado para restaurar o volume facial juvenil com um maior conforto para a paciente. Estando disponível em embalagens de 2 seringas de 1 ml ou de uma seringa de 2 ml, a maior flexibilidade no tratamento de JUVÉDERM® VOLUMA® com Lidocaína ficou provada através de demonstrações ao vivo.

Datas para a sua agenda EVENTO

LOCAL

DATA

XVIII Curso internacional de Cirugía Plástica E Estética -

- Clinica Planas em Barcelona

- 26-28 Setembro 2012

ISAPS 21st Congress

- Genebra, Suiça

- 4-8 Setembro 2012

42ª Reunião anual da SPCPRE

- Figueira da Foz (Hotel Mercure)

- 12 Outubro 2012


Perspective 09 JUVÉDERM® VOLUMA® COM LIDOCAÍNA: A VOLUMETRIZAÇÃO MAIS SUAVE Entrevista com a Dra. Isabelle Rousseaux (França)

H

á quanto tempo está a usar JUVÉDERM® VOLUMA® e quais acha que são as suas vantagens únicas?

Estou a usar JUVÉDERM® VOLUMA® desde há 5 ou 6 anos, e diria que a sua maior vantagem é a sua efetividade. JUVÉDERM® VOLUMA® tem um efeito de volumetrização que não verifico em mais nenhum produto similar. Os resultados são imediatos e naturais na aparência, o que é muito importante para a maioria das minhas pacientes. A fórmula contém uma maior proporção de ácido hialurónico de cadeia curta e com a tecnologia em 3D, permite usar menos butanodiol diglicidil éter (BDDE). Por sua vez, isto garante uma grande coesão, fazendo com que o produto mantenha a forma e fique no sítio até 18 meses. Também acho que JUVÉDERM® VOLUMA® é uma opção fiável, pois sei que a segurança e a eficácia do produto foram submetidas a ensaios rigorosos, com resultados positivos. Além disso, Allergan tem demonstrado enquanto fabricante uma total transparência ao longo dos últimos 30 anos, investindo muito na formação dos especialistas em estética, o que é fulcral para preenchimentos que requerem injeções profundas, como JUVÉDERM® VOLUMA®. Em que sentido tem a adição da Lidocaína ao JUVÉDERM® VOLUMA® influenciado o uso que faz do produto? JUVÉDERM® VOLUMA® é um preenchimento de volumetrização, requerendo portanto uma injeção mais profunda abaixo da derme. Enquanto que as pacientes estão muito satisfeitas com os resultados, o próprio procedimento

pode causar alguma dor e desconforto. Acrescentar a lidocaína ajudou a reduzir consideravelmente a dor e a melhorar o conforto da paciente, o que se traduz numa melhor experiência no tratamento para mim enquanto injetora. O JUVÉDERM® VOLUMA® com Lidocaína está disponível num pacote de seringas de 2 x 1 ml ou numa seringa de 2 ml. Quais são as vantagens de dispor deste produto em duas dosagens diferentes? Estou mesmo contente por JUVÉDERM® VOLUMA® com Lidocaína estar agora disponível nestas duas dosagens, pois permite aos médicos uma maior flexibilidade no tratamento em função das necessidades das suas pacientes. JUVÉDERM® VOLUMA® com Lidocaína 1 ml é mais fácil de aplicar com uma agulha, permitindo uma injeção com um fluxo mais suave e uma aplicação mais precisa. Além disso, a seringa de 1 ml é à partida mais adequada para as pacientes que não sofreram uma perda de volume significativa, ajudando a reduzir os custos. As novas dosagens também permitem uma restauração do volume progressiva. Que importância dá à restituição do volume perdido na sua prática diária? Acha que as mulheres sabem da importância da perda de volume enquanto causante do aspeto envelhecido? Acho que a consciência disso é bastante baixa. Das minhas pacientes, muito poucas dão pelo impacto da perda de volume no seu aspeto e pedem espontaneamente um tratamento volumizador. É por isso que os especialistas em estética têm um papel importante em informar às mulheres que ao restaurar o volume, podemos ajudá-las a

conseguirem ter um aspeto jovem natural. Quando uma nova paciente vem à minha clínica, ponho-a sempre à frente de um espelho e explico-lhe a anatomia facial e as causas do envelhecimento. Fica então claro porque a perda de volume influi tanto no aspeto envelhecido. Há uma necessidade clara de os médicos melhorarem os seus conhecimentos em anatomia facial e, não só para informarem as pacientes. As sessões de formação de Allergan, por exemplo, sempre incluem um capítulo dedicado à anatomia facial. Até que ponto acha que a restauração do volume facial perdido contribui para ter um aspeto mais jovem e saudável? A perda de volume nas zonas faciais, tais como a maçã do rosto, o queixo, as fontes e nomeadamente as bochechas, que se tornam flácidas ou magras devido à perda de peso ou de gordura facial por causa da idade, contribui muito para ficar com um aspeto envelhecido. Ao melhorar estas zonas, proporcionamos um efeito alisador, reduzindo o aspeto de flacidez. É por isso que recuperar o volume facial é essencial na nossa prática diária e, na minha opinião, uma das tendências emergentes mais importantes em medicina estética.


MEDICINA ESTÉTICA:

UMA QUESTÃO DE QUALIDADE Em Allergan, acreditamos mesmo na qualidade.

35 Anos de

Os nossos 35 anos de compromisso para com a ciência e a inovação na medicina estética fazem com que você e as suas pacientes possam tomar as suas decisões com confiança. Estamos a lançar uma campanha de consciencialização e de educação, a promover a conversa entre médicos e pacientes e enfatizando porque a qualidade é essencial. SOLICITE MAIS Informação AO SEU REPRESENTANTE ALLERGAN

QUALIDADE CIÊNCIA INOVAÇÃO

35 anos de qualidade, ciência e inovação

PERSPECTIVE 2012  

Newsletter da Allergan - Verão de 2012