Issuu on Google+

6

SEXTA-FEIRA 30 DE SETEMBRO DE 2011

➤ BRASÍLIA

Alegando que queria entregar uma carta à presidente Dilma, Maycon Pinheiro apontou a arma para o próprio pescoço, mas depois se entregou

Tentou invadir o Planalto armado DAS AGÊNCIAS

m homem de 31 anos, vestido todo de preto e armado com um revólver de calibre 38, entrou na recepção do Palácio do Planalto na manhã de ontem, enquanto a presidente Dilma Rousseff concedia andares acima uma entrevista à TV Record. Identificado como Maycon Kusther Pinheiro, o homem exigia a presença da imprensa e dizia que “isso tudo só está acontecendo porque recorri a todas as esferas da Justiça e não fui atendido.” Maycon tinha em mãos um documento que pretendia entregar à presidente, em que dizia que recebeu do seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, cargo de diplomata e “mais de um bilhão de reais com o objetivo de executar os membros da facção criminosa que domina todas as esferas da sociedade capixaba desde a polícia”. Ele alegava ser perseguido por uma organização criminosa e, como não conseguiu am-

AGÊNCIA BRASIL

➤ BAURU

Advogado acusado de abusar dos filhos deve depor hoje

U

COLABORAÇÃO: NEIDE CARLOS/JORNAL DA CIDADE DE BAURU

O advogado de Bauru, Sandro Fernandes, acusado de ter abusado sexualmente da filha, de uma cunhada e da sobrinha e, agora do filho caçula de 9 anos, não foi prestar depoimento ontem à polícia. A expectativa é de que ele e a esposa Fernanda Fernandes compareçam hoje à delegacia e neguem as acusações. As informações foram passadas pelo Jornal da Cidade de Bauru.. Ontem, a filha compareceu à delegacia e teve um mal-estar. Ela pede indenização de R$ 500 mil ao pai por danos morais. A ação contempla um pedido liminar (decisão urgente e provisória) de arresto de dois bens, um imóvel situado na quadra 12 da rua Xingu e

TENSÃO Maycon Pinheiro, de 31 anos, permaneceu armado com um revólver por uma hora

paro na Justiça, ameaçou tentar suicídio. Após uma hora de negociação, Maycon se entregou e foi levado à superintendência da Polícia Federal em Brasília. A carta, que aparentava estar impressa em papel timbra-

do da Defensoria Pública do Distrito Federal, era para ser entregue à Dilma. Maycon encerra o texto dizendo que veio reivindicar, além da posse do cargo oferecido por Lula, o desbloqueio de seus bens pela Justiça. (Agência Brasil)

ACUSADO Advogado Sandro Fernandes deve comparecer hoje à delegacia de Bauru

outro na quadra 4 da rua Antonio Garcia, em Bauru. O juiz João Thomaz Diaz Parra, da 2ª Vara Civil. negou ontem a liminar. Sandro Fernandes é asses-

sor jurídico do Sindicato dos Bancários e também dos servidores municipais de Bauru. Ele já havia sido acusado de abuso por parentes. DIVULGAÇÃO

➤ SÃO CAETANO

Professora baleada tem alta e envia carta A professora Rosileide Queiroz de Oliveira, de 38 anos, baleada pelo aluno Davi Mota Nogueira, de 10 anos, em uma escola de São Caetano do Sul, deixou, ontem à tarde, o Hospital das Clínicas de São Paulo. Rosileide foi baleada no dia 22 pelo aluno que se matou em seguida dentro da Escola Municipal

Professora Alcina Dantas Feijão. A professora divulgou uma carta no final da manhã de ontem (veja foto ao lado). Nela, agradece à Polícia Militar pelo socorro, ao Hospital das Clínicas de São Paulo pelo atendimento recebido e aos professores e alunos que a ajudaram quando foi atingida pelo disparo.

Incêndio deixa um morto e três feridos

Um homem morreu e três pessoas ficaram gravemente feridas ontem, durante incêndio que destruiu o apartamento onde moravam, no bairro do Setor Oeste, em Goiânia (GO). O fogo começou às 5h22 na instalação elétrica da sala de estar do 12º andar do edifício Residencial Aldeia Oeste. A fumaça e os estalos despertaram Eduardo Augusto de Araújo Silveira, 32 anos, que acordou sua mulher, Moniki Dias Goulart, 25. Para escapar do incêndio, o casal saltou pela janela do quarto. Eduardo teve morte instantânea. Moniki caiu sobre um toldo e sobreviveu, mas está

internada em estado gravíssimo. Ela sofreu múltiplas fraturas expostas e queimaduras de 1º e 2º graus. Pânico - A fumaça, os gritos e a explosão acordaram os vizinhos. Eles acionaram os Bombeiros, que levaram 15 minutos para chegar, apagar o incêndio e salvar João de Oliveira Goulart Castro, 49, e Kátia Maria Dias Goulart, 45, os pais de Moniki, que dormiam no quarto ao lado. João e Kátia foram gravemente feridos. A Policia Técnico-Científica divulgará um laudo. Os bombeiros têm noção da origem da tragédia: “curto-circuito em equipamento elétrico, uma churrasqueira que ficou ligada na sala.” (A.E.)

“Agradeço a Deus por estar aqui! Gostaria de agradecer a equipe do Águia da Polícia Militar que me prestaram os primeiros socorros, aos professores e funcionários da escola que me ajudaram, a todos do HC pelo ótimo atendimento. Agradeço aos alunos do Alcina e familiares pelo carinho e dedicação.

Que Deus dê forças para todos nós!”, diz o texto. Familiares disseram que a professora não pensa em voltar a dar mais aulas. “Ela está muito traumatizada, chora. Foi uma tragédia que está fazendo ela repensar algumas coisas na sua vida”, disse a irmã Maria de Fátima. (Das Agências)

Liminar mantém Center Norte aberto A Justiça concedeu liminar para manter o Center Norte aberto, informou, ontem à noite, assessoria do shopping. O centro de compras, localizado na zona norte de São Paulo, seria fechado na manhã de hoje, por determinação da prefeitura. A liminar (decisão temporária) foi concedida pelo juiz Emílio Migliano Neto, da 7ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo. O Center Norte foi construído sobre um antigo lixão, onde há atualmente altas concentrações do gás metano, que é inflamável. Para a Cetesb (órgão ambiental paulista), há risco de explosões. O impasse começou na segunda,

quando a prefeitura multou o centro de compras em R$ 2 milhões e ordenou o fechamento em 72 horas, caso o shopping não cumprisse as exigências da Cetesb para drenar o gás de suas dependências. Na quarta, o shopping firmou um Termo de Ajustamento de Conduta com o MP, se comprometendo a instalar oito novos drenos de gás em 20 dias. A prefeitura classificou a iniciativa como ‘louvável’, mas afirmou que era ‘nsuficiente para afastar riscos apontados pelas análises da Cetesb aos quais estão expostos lojistas, consumidores e os trabalhadores que frequentam diariamente os locais em questão. (Das Agências)

TRAUMA Professora enviou carta e , segundo parentes, não sabe se irá dar mais aula

Aluna de 14 anos é flagrada com pistola Uma estudante de 14 anos foi flagrada com uma pistola dentro da Escola Estadual Lions Clube, em Praia Grande. Outros alunos, de 15 e 16 anos, também estão envolvidos no caso Professores avistaram a arma calibre .635 na cintura de um dos meninos. Ao ser chamado na diretoria, o adolescente de 16 anos negou que portava a arma. Já o menino de 15 anos assumiu que teria levado a arma para escola, mas tinha pedido para a colega guardar. Ao chegar à direção da escola, a jovem negou ter qualquer envolvimento com a situação e que não escondia nenhuma arma. Ao

ser informada de que teria de ter o material e o corpo revistados, a menina assumiu, e a arma foi encontrada na sua cintura. A pistola estava sem munição, mas a polícia investiga se esse artefato está escondido em algum lugar e o que o trio pretendia fazer. A polícia ainda investiga se há envolvimento de uma quarta pessoa. Os três foram levados para a delegacia sede de Praia Grande, onde foram ouvidos pelo promotor da Infância e da Juventude e depois liberados. Segundo a polícia, os jovens de 15 e 16 anos já têm passagem pela polícia, um por roubo, outro por tráfico de drogas. (Das Agências)


JJR300911C0106