Issuu on Google+

Capa:Capa Locaweb 9/4/2009 16:58 Page 2


205 X 275:Layout 1 18/3/2009 11:59 Pรกgina 1


205 X 275:Layout 1 18/3/2009 11:59 Pรกgina 2


Editorial_Sumario:W2008 9/4/2009 17:24 Page 4

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

ao leitor

Locaweb em Revista Edição 15 VP Comercial: Cláudio Gora Gerente de Marketing: Victor Sebastian Reis da Silva Coordenação de Comunicação: Alexandre Porto Coordenação Editorial: Déborah De Mari Editora Europa Editor e Diretor Responsável: Aydano Roriz Diretor Executivo: Luiz Siqueira Diretor Editorial e jornalista responsável: Roberto Araújo - MTb.10.766 e-mail: araujo@europanet.com.br Editores: Paulo Basso Jr. e Sérgio Vinícius Revisão: Evelise Paulis Editor de Arte (projeto gráfico): Alexandre Dias (Nani) Colaboração: Camila Pratti, Leonor Ribeiro, Max Reinhold Jahnke, Eduardo Costa Lisboa e Ronaldo Zitrô Publicidade São Paulo: E-mail: publicidade@europanet.com.br Gerente Comercial: Mauricio Dias (0xx11) 3038-5093 Executivos de Negócios: Alessandro Donadio, Angela Taddeo, Claudia Alves, Elisangela Xavier, Flavia Pinheiro e Rodrigo Sacomani. Circulação e Promoção: Gerente de produto: João Alexandre Desenvolvimento de Pessoal: Tânia Marilia Ribeiro Roriz e Elisangela Tokashiki Locaweb em Revista é uma publicação da Editora Europa Ltda. e do departamento de comunicação e marketing da Locaweb Serviços de Internet. A Editora Europa não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios de terceiros.

Você já ouviu falar em Cloud Computing? Poucas pessoas sabem o que é computação nas nuvens, mas muitas delas já a utilizam em seu dia a dia em ambientes interativos na internet. Por definição, Cloud Computing é um ambiente de hardware distribuído que oferece mais performance, melhor aproveitamento e menor consumo de energia. Nesta edição, traçamos um panorama completo de como esta tecnologia está revolucionando a interação entre a web e os computadores e como isso mudará os seus negócios. Na entrevista desse mês, conversamos com Jon Maddog. O evangelista e defensor do software livre explica porque está atrás de cérebros privilegiados. Confira também o pré-lançamento do Windows 7, dicas para se tornar um expert em Photoshop, webstandards, como criar telas de load em Flash e Ajax e muito mais. Aproveite esta edição e a próxima edição.

Claudio Gora

Distribuidor Exclusivo para o Brasil: Fernando Chignalia Distribuidora S. A. Rua Teodoro da Silva, 907 - CEP 20563-900 - Grajaú - RJ

editor@locawebemrevista.com.br

Impressão: Prol Editora Gráfica Somos Filiados à ANER - Associação Nacional dos Editores de Revistas

O que tem nesta edição... >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

J Capa 26

J Windows 7 38

J Design 44

J Case 52

4 locaweb

* Entrevista: Jon Maddog.............................................06 * E-mails ..................................................................................08 * Notícias.................................................................................10 * Preview: CMS ....................................................................20 * Online: Vídeos ..................................................................22 * KeepItSimple: MobiMail ............................................24 * Capa: Cloud Computing...........................................26 * Artigo: Joaquim Torres................................................36 * Windows 7 .........................................................................38 * Artigo: Marcelo Tripoli ................................................42 * Design: Dicas para Photoshop..............................44 * Hospedagem....................................................................48 * Artigo: René de Paula Jr.............................................51 * Case: ViaUno .....................................................................52 * Webstandards ..................................................................54 * Artigo: Fábio Akita.........................................................58 * Load no Ajax e Flash....................................................60 * Locavip .................................................................................66


205 X 275:Layout 1 19/3/2009 17:04 Page 1


Entrevista_Maddog:W2008 9/4/2009 17:32 Page 6

entrevista

Em busca da próxima geração de experts Jon Maddog Hall fala sobre software livre e explica como e porque está atrás de futuros “Einsteins” que possam mudar o futuro da humanidade Texto: Leonor Ribeiro

‘‘

ocê não pode ficar escravo de um programa.” É com este tipo de afirmação que Jon Maddog Hall, diretor executivo da Linux Internacional - organização sem fins lucrativos de companhias que apoiam e promovem o uso de sistema operacional Linux -, viaja o mundo ministrando palestras e debatendo com decisores sobre o uso do Software Livre em âmbito tanto corporativo quanto comunitário. O especialista, uma das figuras mais conhecidas do mundo do Software Livre, se tornou um ícone para o movimento, tanto por seu carisma, quanto por seu posicionamento coerente. Confira entrevista concedida à Locaweb em Revista, na qual Maddog fala sobre o desenvolvimento do software livre, seu processo de criação coletiva e a sua busca atual pelo futuro “Einstein” da tecnologia.

V

Locaweb – Como você descreve seu trabalho diário para a comunidade que visa desenvolver programas de código aberto? Maddog – Atualmente viajo o mundo conversando com a indústria, o governo e entidades educacionais sobre software livre e de código aberto. Fico contente em dizer que já vi muitos resultados tangíveis em alguns lugares em que estive. Posso ir a um lugar em um ano e conversar com eles, e no próximo ano eles já abriram um centro de desenvolvimento ou criaram um projeto usando software livre. 6 locaweb

* Todo software deve ser livre. Você não pode ficar escravo de um programa, mas o contrário: o usuário deve determinar o que fazer, como e quando, e não o programa ou seus desenvolvedores Locaweb – Como você acredita que o Software Livre pode ajudar a encontrar a próxima geração de experts? Maddog – Acredito que o desenvolvimento do Software Livre oferece a abertura necessária para esta próxima geração. É a possibilidade de

Maddog \\ Especialista criar o novo. De acredita que nenhum tomar o poder nas programa, seja ele livre ou proprietário, é à prova de mãos. Vejo que há falhas de segurança problemas demais e gente de menos para resolvê-los. E sinceramente acredito que o próximo “Albert Einstein” virá da Ciência da Computação. Não necessariamente da Europa ou dos Estados Unidos, também pode ser que venha da China, Finlândia ou, quem sabe, do Brasil. Locaweb em Revista – Como você define o conceito de Software Livre? Maddog – O conceito é o mesmo desde sempre. Software livre é a liberdade de ler o código fonte, de mudar, de distribuir. Ter controle sobre o que você está usando. Mais importante que qualquer custo, o verdadeiro valor está na liberdade de escolha.


Entrevista_Maddog:W2008 9/4/2009 17:32 Page 7

Locaweb – Quando você considera que um software precisa ser livre? Maddog – Eu acredito que todo software deve ser livre, a menos que haja alguma razão muito especial para que isso não aconteça. Você não pode ficar escravo de um programa. É você que tem que determinar o que fazer, como e quando, e não o programa.

Fotos: Divulgação

Locaweb – Quais são as diferenças que existem no processo de desenvolvimento de uma aplicação de código aberto e uma aplicação proprietária? Maddog – De maneira geral, pode-se dizer que as aplicações proprietárias são desenvolvidas atrás de portas e janelas trancadas, portanto você não pode saber como elas foram desenvolvidas. Aplicações de software livre e de código aberto são planejadas, implementadas e entregues em um ambiente onde as pessoas podem ver e opinar sobre as trocas realizadas, como também pegar códigos intermediários para testar. Isso faz com que as aplicações estejam estáveis quando lançadas. Locaweb – Software livre é a plataforma mais segura e confiável? Maddog – Nenhum sistema, seja software livre e de código aberto ou qualquer outro, é completamente seguro e sem falhas. Mas saímos na frente em nosso estilo de desenvolvimento que busca a ajuda coletiva. Isso significa ter uma comunidade do software livre pronta para usar sua habilidade de rapidamente analisar, consertar e distribuir correções para problemas de segurança e confiabilidade. Nesse sentido, pode-se dizer que conseguimos corrigir mais rapidamente e tornar seguras as aplicações. Locaweb – Como você avalia o estilo de desenvolvimento do Software Livre? Maddog – Nosso estilo é o da ajuda coletiva, ou seja, é o esforço de um grupo que melhora o sistema, simplesmente pelo

Viajante \\ Maddog roda o planeta com a tarefa de evangelizar pessoas a respeito da importância do uso do software livre

Ao lado \\ Maddog ao lado do organizador Samuel Moreno Rojas (à dir), na Campus Party realizada em Bogotá, na Colômbia, em junho de 2008 prazer de torná-lo melhor. Isso nos faz especialmente recompensados quando pensamos nas comunidades menos favorecidas, que não podem arcar com os custos de um software proprietário e são

beneficiadas pelo uso do software livre que pode ser inteiramente customizado de acordo com as necessidades deles. Trata-se de um processo simples e eficiente, que auxilia muitas pessoas no planeta. locaweb 7


Emails:W2008 9/4/2009 17:33 Page 8

opinião/leitores

e-mails Estouro no ASP Quando tento fazer uma operação de divisão de números recuperados de um formulário em páginas ASP, dá um erro indicando estouro. As demais operações são realizadas normalmente, mas a divisão não. O que acontece? Marco Aurélio - Por e-mail Certifique-se de alterar todos os dados recuperados de um formulário para o formato numérico. Use a função CDbl para essa finalidade. Por exemplo, para converter um campo chamado Frete, use: Frete = CDbl(Request. Form("Frete"))

Verifique se você está pegando todos os valores postados pelo formulário, pois esse erro também pode ocorrer quando se tenta dividir duas variáveis que não foram declaradas.

PDF no Browser Eu estava querendo abrir no

browser um arquivo PDF, mas teria de ser sem o Adobe Acrobat Reader estar instalado. É possivel? Será que não existiria um plugin do produto que permita a visualização no navegador? Willimar - Por e-mail A única maneira de fazer com que o navegador possa exibir arquivos PDF é a inclusão do Acrobat Reader, que instala automaticamente um plugin para essa finalidade. Mas não existe nenhum motivo para não utilizar essa ferramenta, uma vez que ela é gratuita e pode ser baixada livremente no site da Adobe. A URL que você deve usar para fazer o download do aplicativo é www.adobe.com/ products/acrobat.

E-mail com o PHP Qual deve ser o código PHP para o envio do conteúdo de um formulário por e-mail? João Camilo - Por e-mail O PHP usa a função mailto para fazer o envio

J

//Envie seu e-mail Se você tem alguma dúvida, sugestão ou crítica, entre em contato com nossa redação pelo e-mail locaweb@europanet.com.br.

de informações. Você deve configurar o arquivo php.ini para que o comando funcione.. Abra o php.ini com um editor de sua preferência e procure pela seção [mail function]. Indique na variável SMTP o endereço de seu servidor de SMTP e em sendmail_ from o seu e-mail, que irá aparecer no campo From da mensagem. Salve o documento e os seus aplicativos PHP já estarão prontos para enviar e-mails. Para enviar os dados de um formulário, você pode usar o código abaixo. Ele recebe as informações e manda por e-mail, redirecionando para uma página de agradecimento se tudo correr bem e mostrando um erro se houver algum problema. <?php $mailto = "seu@email.com.br"; $subject = "Seu assunto aqui."; $redirect = "obrigado.html"; foreach($HTTP_POST _VARS as $key => $value) { $message .= $key . ': ' . $value;

PDF \\ No site da Adobe, você pode baixar o Acrobat Reader gratuitamente para visualizar arquivos PDF no browser 8 locaweb

$message .= '\n';} if (@mail($mailto, $subject, $message)) { header("Location: $redirect"); } else { echo('<p>O e-mail não pode ser enviado.</p>');} ?>

Cor hexadecimal Em diversos sites, há indicações para usar um valor hexadecimal quando se indica uma cor no HTML. Não sei o que é hexadecimal, o que devo colocar? José Aparecido - Por e-mail As cores, nos documentos HTML, são representadas por números hexadecimais. Diferentemente do sistema decimal ao qual estamos acostumados, no sistema decimal não existem 10, mas 16 algarismos. Assim, além do 0 ao 9, são usadas também as letras A, B, C, D, E e F, equivalentes aos números 10, 11, 12, 13, 14 e 15 do sistema decimal. As cores HTML usam o sistema RGB. Para formar uma cor HTML, são usados três números hexadecimais, o primeiro com a quantidade de vermelho, o segundo com verde e o terceiro com azul. Tudo isso precedido pelo sinal #. A cor marrom, por exemplo, é representada por #8E236B. Mas não é necessário entender os números hexadecimais para poder encontrar a cor HTML que você deseja. Existem diversas ferramentas que auxiliam nessa tarefa, como tabelas de cores.


Noticias_Parte1:W2008 9/4/2009 17:44 Page 10

lançamento

notícias blog.locaweb.com.br Confira as novidades da maior empresa de hospedagem de sites do Brasil

11º Encontro de Profissionais de Internet Estão abertas as inscrições para a 11ª edição do Encontro de Profissionais de Internet, que será realizado nas cidades de Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo durante este primeiro semestre de 2009 e terá início dia 14 de abril no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte. Com o objetivo de agregar conhecimento de novas tendências da web e estreitar o relacionamento com profissionais de internet, o evento inclui palestras com profissionais da Locaweb e convidados abordando temas

como tecnologia, tendências e comunicação. Os interessados podem entrar no site www.locaweb. com.br/encontro e se inscrever pelo valor de R$50, que será revertido posteriormente em descontos na contratação de hospedagem de sites, Mobimail, Email Marketing, Cloud Mini,

Cloud Server e Gateway de Pagamentos, ou em desconto em serviços ativos na empresa. Este ano participam, como patrocinadores, Microsoft e Google, além das revistas Info Exame e WWW. A grade de palestras encontra-se no site www.locaweb.com.br/encontro.

ANOTE NA AGENDA 11º Encontro de Profissionais de Internet Data: 14 de abril Horário: 8 às 18 horas Local: Hotel Ouro Minas Av.Cristiano Machado, 4.001 – Palmares – Belo Horizonte – MG

Encontro\\ Evento acontecerá em Belo Horzinte (MG), Salvador (BA), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) 10 locaweb


Noticias_Parte1:W2008 9/4/2009 17:44 Page 11

notícias

h

LOCAWEB OFERECE ESPAÇO E BANDA ILIMITADOS EM PLANOS DE HOSPEDAGEM Atenta à qualidade nos serviços prestados e com foco em inovação tecnológica, a Locaweb, líder em serviços hospedados de TI, revoluciona o mercado de hospedagem de Mais espaço \\ Locaweb passa a oferecer banda sites e oferece ilimitada em planos de hospedagem de websites espaço e transferência sem limites. A mudança será aplicada a todos os clientes, independente do plano contratado. A Locaweb também aumentará a quantidade de domínios e caixas postais dos planos, sem nenhum acréscimo no valor dos serviços. “Desenvolvemos uma nova política para garantir que a expansão do espaço não seja utilizada de forma abusiva, pois nosso objetivo é garantir que o site cresça juntamente com o cliente, sem restrições”, conta Gilberto Mautner, presidente da empresa. Para saber mais sobre o assunto, acesse o site da Locaweb, em www.locaweb.com.br.

CUPONS DO BUSCAPÉ DE R$ 200 h AGORA PARA TODOS OS PLANOS Desde março, cupons do BuscaPé oferecidos para novos clientes de hospedagem passam a ter valor de R$ 200 em todos os planos, superior ao valor do maior cupom antes oferecido. Com essa alteração no valor, o BuscaPé também fez algumas mudanças nas regras de uso dos cupons em sua Central de Negócios, que detalhamos no Wiki Locaweb: http://wiki.locaweb.com.br/pt-

ACONTECEU

Barcamp Locaweb Ruby on Rails reuniu cerca de 80 aficcionados pela tecnologia

Barcamp \\ Evento realizado em março deste ano e idealizado por Fábio Akita teve muita troca de idéias com os entusiastas do Ruby on Rails Nem mesmo a chuva e o trânsito, que praticamente parou a cidade de São Paulo, impediram o sucesso do 1º. Barcamp da Locaweb, evento que teve como objetivo de reunir profissionais interessados em aproveitar um ambiente informal para conversar sobre tecnologia. O encontro, que aconteceu dia 17 de março, no Café Zim em São Paulo, euniu cerca de 80 participantes para discutirem a plataforma Ruby on Rails. A idéia surgiu quando Fábio Akita, gerente de hospedagem da Locaweb e referência nacional em tecnologia Ruby on Rails, sentiu a necessidade de reunir essa “comunidade” para a troca de idéias e experiências pessoalmente.

RoR \\ Tecnologia Ruby on Ralis foi amplamente debatida pelos cerca de oitenta participantes do 1º BarCamp, realizado em São Paulo, no mês de março

br/Cupom_Central_de_Negócios_BuscaPé

Buscapé \\ Cupons do site de comparação de preço e parceiro da Locaweb passaram a ter valor de R$ 200 para clientes do serviço de hospedagem da empresa locaweb 11


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 25/3/2009 11:10 Page 12

notícias/wishlist

O melhor da cultura digital em vitrine Nesta seção você confere o que há de melhor nas prateleiras ao redor do mundo quando o assunto é alta tecnologia, conectividade com a web e diversão eletrônica

L Shuffle A Apple lançou a nova versão de iPod Shuffle, que chega ao Brasil em maio. Entre as novidades, está a redução de tamanho e, finalmente, um recurso que anuncia as músicas que o player toca. Com 4 GB, trata-se do menor toca-MP3 da família iPod. Preço: US$ 80

L

L

L Casio de 10 Mpixels... A Casio lançou a linha de máquinas fotográficas EX-Z29, que oferece 10,1 Mpixel de resolução e tem como principal diferencial a grande variação de cores - que vão do preto a um rosa para lá de chamativo. Os modelos têm ainda zoom de 3x e tela de 2,7 polegadas. Preço: US$ 149,99

12 locaweb


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 9/4/2009 17:47 Page 13

notícias/wishlist

L Superzoom A Sony apresentou a câmera digital DSC-HX1, que traz um superzoom de 20x. Com ela, dá para retratar paisagens em superwidescreen de até 224º horizontal ou 154º vertical. Preço: ainda não há valor estimado L

L Samsung touchscreen A empresa coreana anunciou o lançamento de dois modelos de celulares de uma vez, todos voltados ao mercado europeu e com tela de 2,8 polegadas touchscreen. Os celulares S5600 e S5230 têm 12.9 mm de espessura, câmera de 3 Mpixels e suporte a bluetooth. Preço: ainda indisponível

L

L

L Tela grande O LG Vu é um celular que tem como maior atrativo a sua excelente tela de 3 polegadas com touchscreen. Voltado ao mercado americano, o telefone tem acesso à TV digital, câmera de 2 Mpixel com foco automático e gravador de vídeos. É 3G e tem bluetooth. Preço: US$ 550

locaweb 13


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 25/3/2009 11:10 Page 14

notícias/wishlist

L iMac da Dell O Studio One 19 é um PC monobloco, uma espécie de iMac da Dell. Tem tela de 18,5 polegadas e, por enquanto, somente será lançado no Japão. Pode ser encontrado com processador Core 2 Quad com 4 GB de RAM e 750 GB de HD (essas configurações podem ser altaradas, de acordo com a vontade do cliente). Tem ainda seis portas USB e leitor de cartões sete-em-um. Preço: US$ 699

L

L Celular Nokia A Nokia apresentou na Mobile World Congress 2009 o celular 8208. Trata-se de um telefone dual-slider que tem tela de 2.2 polegadas, GPS integrado, suporte a bluetooth 2.0 e câmera de 3 Mpixels. Conta com cartão de 1 GB e pesa 126 gramas. Preço: ainda não tem preço definido L

L

L

L ArcMouse A Microsoft Brasil lança no País o Arc Mouse, periférico que pode ser dobrado e ter seu tamanho total reduzido em 40%, o que oferece praticidade no transporte. Possui duas opções de cores: preto e vermelho. O produto tem tecnologia a laser e conexão wireless de 2.4GHz. Preço: R$ 269

14 locaweb

L


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 25/3/2009 11:10 Page 15

notícias/wishlist

L Caixas de Som O M3400 é uma caixa de som multimídia com alta performance de áudio. O produto é voltado para quem deseja potencializar tanto o som de filmes como o emitido por jogos e músicas. As caixas contam com controle remoto com fio e ainda possuem saída para fone de ouvido. Preço: R$ 452 L

L 5 em 1

L

MP5 Super Cam TV tem apenas 75 gramas, possui uma tela LCD de 2,8 polegadas de alta definição, além de câmera digital de 2 Mpixels. A novidade está no sinal analógico, que permite a sintonia dos canais VHF e UHF. Preço: R$ 394

L Home-theater Chegou ao mercado o Philips HTS3566D, com 1000W RMS, recurso DoubleBASS (que oferece melhor e mais prolongada experiência em graves) e Clear Voice, para vozes mais claras em filmes e músicas. O modelo conta com FullSound, para levar a experiência sonora do CD para o MP3, aprimoramentos HDMI 1080p, para imagens com alta definição e mais nítidas, e hi-speed USB 2.0, que reproduz mídias de unidades flash USB. Preço: R$ 1.499

L

locaweb 15


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 25/3/2009 11:10 Page 16

notícias/wishlist

L G-Shock faz 27 anos

L

A empresa japonesa Casio comemora a celebração do 27º aniversário de um dos relógios mais populares do mundo: o G-Shock. Com mostrador digital, o modelo ganhou adeptos ao redor do mundo pelo seu design quadrado e, claro, a função à prova de choque. Há dois anos, foi lançada uma versão comemorativa de 25 anos do produto, que ainda pode ser encontrado à venda na web. Preço: US$ 130

L DJ Profissional O Hercules DJ Control Steel é um deck de mixagens ideal para DJs que usam o PC como equipamento de trabalho. Possui uma conexão USB e acompanha o software VirtualDJ 5 DJC Edition, que permite fazer mixagens a partir de formatos digitais de músicas. Preço: US$ 300

L

L

L Projetores de imagem A Agis anunciou dois novos modelos de projetores. O primeiro, MP624, tem entrada HDMI, resolução XGA de 1.024 x 768 pixels e taxa de contraste de 2.500:1. O segundo, por sua vez, chama-se MP512ST, tem entrada HDMI, resolução SVGA de 800 x 600 pixels e tem como destaque a lente de proximidade ST (Short Throw). Preço: a partir de R$ 2,5 mil

16 locaweb


Noticias_Parte2e3_WishList:W2008 9/4/2009 17:50 Page 17

notícias/wishlist

L Carro-DVD Opção ideal para os apaixonados por quatro rodas, o DVD player da Azzurro tem um design bem diferente, que promete fazer presença na decoração de sua sala ou escritório. Ele é montado dentro de uma réplica do carro tradicional Mini-Couper, sucesso de vendas na Inglaterra. O player permite a reprodução de mídias DVD e CD e tem compatibilidade com músicas MP3. Preço: R$ 850 L

L Projetor de bolso

L

O micro-projetor MPro110 da 3M é ideal para quem viaja muito e necessita de um projetor sempre ao alcance para as apresentações de trabalho. Agora, se a idéia é curtir um filme ou outros tipos de aplicações, como jogar videogames, é mais viável investir em um projetor que apresente mais luminosidade e mais opções de entrada. Preço: R$1,8 mil

L Blu-ray rápido A Sharp lançou um aparelho Blu-ray com leitura de mídia em até 10 segundos. Trata-se de BD-HP21U, o primeiro a ser comercializado no Brasil e com função Quick Start, que permite assistir a conteúdo da mídia com mais agilidade e tem baixo consumo de energia (23W) e reproduz mídias DVD. Preço: R$ 1.999

L

locaweb 17


Noticias_Parte 4_Agenda:W2008 9/4/2009 17:54 Page 18

//CONGRESSO notícias/circuito

Sua leitura sobre internet

Confira os principais lançamentos de livros que tratam de temas ligados ao mundo da tecnologia da informação DOMINANDO JAVA SERVER FACES EDSON GONÇALVES Dominando JavaServer Faces e Facelets utilizando Spring 2.5, Hibernate e JPA é um livro focado em dar ao leitor a base necessária para aprender e integrar, as tecnologias propostas, com um exemplo simples e completo de um site de comércio eletrônico plenamente confiável e bastante funcional. Preço: R$ 89 Editora: Ciência Moderna Inf.: www.lcm.com.br

JAVA EM REDE

ASPECTJ

DANIEL GOUVEIA COSTA Com esta obra você aprende a trabalhar com programação distribuída na internet por meio desta robusta e confiável linguagem. Preço: R$ 66 Editora: Brasport Inf.: www.brasport.com.br

VICENTE GOETTEN JUNIOR, DIOGO VINÍCIUS WINCK Nesta obra o leitor aprenderá os princípios da programação Java. Preço: R$ 47 Editora: Novatec Inf.: www.novatec.com.br

TV 2.0 Evento TV 2.0, criado pela revista Teletime, promoverá discussão sobre os próximos formatos de mídias digitais, em especial sobre o papel da TV nos próximos anos e décadas. Local: Amcham, São Paulo Quando: 14 abril

//CICLO Software Innovation O 1º Seminário Software Innovation – uma versão ampliada do Seminário de SaaS, realizado no ano passado – vai mostrar as tecnologias envolvidas, as soluções de negócios, as métricas, o futuro dos softs, cases de sucesso em diversas áreas, como vendas, marketing, relacionamento com clientes, comunicação, gestão empresarial e aplicações. Local: Amcham, São Paulo Quando: 6 e 7 de maiol

//SEMINÁRIO 2º Wireless Broadband A nova edição do evento de Wireless broadband será inteiramente focada na oferta de banda larga por tecnologias sem fio, com a chegada das redes 3G no país e a introdução do WiMax para serviços residenciais e corporativos. O seminário que é referência para os players da vanguarda das tecnologias móveis no Brasil, no momento ideal da expansão deste mercado no Brasil. Local: Hotel Paulista Plaza, São Paulo, SP Quando: 1 de Julho

Tutoriais e videoaulas online O ambiente online é bastante propício para videoaulas, já que permite ao aluno acompanhar as lições quando quiser e onde desejar. Aqui, a cada edição da Locaweb em Revista, você vê o que há de melhor em cursos na internet 18 locaweb

XP Mais Leve

Troque Cor de Olhos

Duração: 1min52s Preço: Grátis URL: http://tinyurl.com/dmfgfx

Duração: 6min29s Preço: Grátis URL: http://tinyurl.com/c7ndtt


PreviewCMS:W2008 25/3/2009 11:00 Page 20

p[r]eview CMS: Ferramentas para turbinar seu blog Encontrar um recurso que atenda a todas as necessidades e otimize o tempo é fundamental para garantir a continuidade de seu empreendimento Produtividade, eficiência e durabilidade. Esta é a máxima que rege 10 entre 10 empreendedores que buscam se destacar e vencer no mundo competitivo em que vivemos. Isso não é diferente no universo online, especialmente quando o tema em pauta é a blogosfera. No mar de blogs que hoje movimentam a internet, é imperativo definir caminhos para se destacar e também garantir o crescimento. Assim, torna-se importante avaliar quais ferramentas são fundamentais para atender aos seus objetivos e ainda otimizar seu tempo. Nesse meio onde tudo evolui a passos de gigante, é necessário levar em consideração sua atual necessidade e ainda projetar o que será necessário daqui a um ano. Afinal, crescer sempre é importante e, muitas vezes, algo não tão fundamental no momento acaba sendo primordial para a continuidade do 20 locaweb

empreendimento num futuro bem próximo. Nesse caminho, é importante considerar quais são as soluções que apoiaram o desenvolvimento de um blog em sua fase inicial até o momento em potencial que ele atingir a marca de projeto de grande porte. Por isso, a pergunta fundamental é: como escolher uma boa ferramenta? Mais do que isso: quais os parâmetros para avaliar o recurso? Felizmente, existe uma resposta clara para isso: usar um sistema de gerenciamento de conteúdo, ou em inglês, Content Management System (CMS), cujo objetivo é exatamente o de estruturar e facilitar a criação, administração, distribuição, publicação e disponibilidade da informação. Por isso, o primeiro conselho é: dedique tempo no desenvolvimento e projeto de seu blog. Teste todas as possibilidades, definindo com cuidado quais são as funcionalidades que você considera fundamentais

Dois vezes um \\ Blog de diálogos usa a ferramenta CMS do Blogger, ideal para quem tem pouco conhecimento de internet e de programação web em. Afinal, uma decisão equivocada pode gerar retrabalho e muita dor de cabeça. Nesse caminho, vale destacar algumas funcionalidades fundamentais para qualquer blog:

1. Permita comentários: isso é básico. Um blog sem comentários não é um blog; 2. Permita a organização dos assuntos: ainda que seja um blog especializado em um tema, é importante garantir ao usuário a melhor localização;

3. Gere feeds em diversos formatos: assim, você deixa a opção nas mãos do leitor e ele pode ler seus artigos em qualquer agregador que preferir; 4. Gere feeds individuais para as categorias e artigos específicos: isso garante audiência, mesmo quando seu leitor prefere acompanhar apenas uma parte do seu blog; 5. Permita classificar conteúdo via tags: fundamental se você quiser ficar conectado com o presente; 6. Pingback e trackback: garante que você seja conhecido na blogosfera;


PreviewCMS:W2008 9/4/2009 17:53 Page 21

review/CMS

7. Garanta flexibilidade: seu blog precisa estar preparado para as evoluções do meio digital.

9. Seja fácil de usar: não adianta ter inúmeros recursos quando não se sabe aplicá-los.

8. Seja semanticamente correto: um bom atalho para estar sempre no topo dos mecanismos de busca;

Definidas as funcionalidades, é preciso olhar com cuidado para as ferramentas CMS

disponíveis. A ordem é testar, testar e testar. Mas é preciso entender um pouco de cada uma delas. A seguir, confira algumas opções e escolha a que melhor atende às suas expectativas:

* Dedique tempo desenvolvendo e projetando seu blog. Teste todas as possibilidades definindo as funcionalidades que considera fundamentais

Drupal

GeekLog

Excelente opção se pretende integrar outras funcionalidades, como um fórum. A desvantagem é o excesso de funcionalidades, que pode deixar o usuário perdido. Fora isso, a ferramenta não foi originariamente criada para blogs;

O GeekLog possui os recursos básicos de um blog, mas pode ser estendido. A simplicidade pode ser uma vantagem para quem está iniciando e deseja um blog realmente muito leve e rápido. A desvantagem é a falta de recursos mais elaborados.

Blogger

Joomla

Este recurso é um administrador para quem não tem muito conhecimento de internet e muito menos de programação web. É fácil de operar e tem acesso e administração por meio do site do blogger.

O Joomla tem uma enorme comunidade que trabalha para o seu desenvolvimento, o que garante uma atualização constante. Além disso, o CMS é fácil de instalar, tem um módulo de administração muito completo. locaweb 21


Online:W2008 9/4/2009 18:05 Page 22

online

PARA PROCURAR NA REDE iSofa.tv: isofa.tv YouTube: www.youtube.com Terra TV: terratv.terra.com.br

Novas fronteiras para vídeos online Embora liderado pelo pioneiro YouTube, mercado de vídeo online cresce, se diversifica e abre novos espaços a serem explorados pelos internautas Um bilhão de internautas. Este é o número estimado de pessoas que assistirão a vídeos online até 2013, segundo pesquisa realizada pela ABI Research. Ou seja, é fácil perceber que esse mercado está em plena expansão e abrindo oportunidades para os mais variados tipos de usuários, como produtores de

conteúdo tradicionais e internautas comuns que postam vídeos em sites de vídeos online. Mais do que isso, fazer vídeos com seu celular, câmera digital ou mesmo com uma câmera de vídeo profissional está cada vez mais fácil. Porém, se você acha que serviço de vídeo é só o YouTube, está na hora de navegar mais pela internet

para explorar outras possibilidades. Com as novas ferramentas de criação e canais de distribuição de vídeos, somados à ampliação do acesso à banda larga, pode-se facilmente passar de espectador passivo para produtor de conteúdo. Exemplo desta tendência crescente são serviços como o ISofa.tv, projeto brasileiro desenhado pelos especialistas

Supremacia \\ O iSofa.tv, que tem interface amigável e oferece vídeos em tela cheia, é um dos principais concorrentes do YouTube, o grande difusor de vídeos online na internet; império do site começa a ser ameaçado por outras páginas 22 locaweb

* Com as novas ferramentas de criação e canais de distribuição de vídeos, pode-se facilmente passar de espectador para produtor de conteúdo Bruno Pinaud, Erwin Julius, André Popp, Alexandre Braga, Alexandre Souza e Ricardo Câmara. Lançado em 2008, o ISofa.tv permite ao usuário programar sua própria estação de TV, criando seu canal de vídeos com a programação que desejar. Dessa forma, basta selecionar o tema favorito e se acomodar literalmente no sofá enquanto os melhores vídeos ficam passando em sequência. Com interface amigável e característica única de oferecer o vídeo em tela aberta, o iSofa.tv tem batido periodicamente a audiência de concorrentes diretos e indiretos, como TerraTV e Globo.com, apresentando


Online:W2008 9/4/2009 18:05 Page 23

online/vídeos

altos índices de permanência do usuário na página e um grande número de page views. Outra boa nova é que mesmo sendo um projeto 100% nacional, o iSofa.tv já recebeu visitas de mais de 140 países, teve notas publicadas na imprensa em mais de 12 idiomas e 600 sites e, de quebra, foi recomendado pelo New York Times. As opções não param por aí. No mercado brasileiro, no qual 55% da audiência assiste a vídeos online pelo menos uma vez ao dia - com uma média diária de 72 minutos ao dia e cerca de 36 horas por

mês -, segundo dados do YouTube, percebe-se que o usuário está cada vez mais sofisticado. Ele já não quer mais ficar perdido entre milhões de links para achar um vídeo sobre um assunto específico ou ao menos relevante. Em vez disso, busca por sites especializados em distribuição de vídeos online que tratam de temas diferenciados e específicos. Uma análise sobre o conteúdo disponível revela um certo equilíbrio entre ofertas profissionais e amadoras, cada uma delas com 40% da preferência dos

usuários. Outros dados apontam que 20% das pessoas buscam esses sites para procurar anúncios de produtos, serviços ou filmes, por exemplo. Em outras palavras, espaço

* Atualmente, o usuário prefere acessar sites especializados em distribuição de vídeos online que tratam de temas diferenciados e específicos

é o que não falta e há opções para todos os gostos. Desde aqueles que desejam assistir apenas a trailers e filmes de Bollywood até aqueles que desejam aprender como publicar um vídeo online. O segredo do sucesso das novas e demais plataformas, apontam especialistas, é que os segmentados se focam em atender nichos pouco explorados por sites maiores. Selecionamos alguns projetos para que você conheça mais detalhes do que há disponível no variado “cardápio” online. Vale uma visita.

Funny or Die (www.funnyordie.com)

Stickam (www.stickam.com)

Vimeo (www.vimeo.com)

Porta Curtas (www.portacurtas.com.br)

Blip TV (www.blip.tv)

Kewego (www.kewego.com.br)

Jumpcut (www.jumpcut.com)

MPB Tube (www.mpbtube.com.br)

Blind Tube (www.blindtube.com.br) locaweb 23


Keep it Simple:W2008 9/4/2009 18:14 Page 24

keepitsimple Serviço da Locaweb oferece sistema completo e gratuito de e-mail, fácil de usar e bastante seguro

ESTE MÊS

MobiMail

Serviço: MobiMail Site: www.locaweb. com.br/produtos/mobimail.html

O novo e-mail da Locaweb Conheça a ferramenta que dará mais facilidade e agilidade às suas mensagens eletrônicas Texto: Sérgio Vinícius

Locaweb colocou no ar a solução de e-mail MobiMail (www.locaweb. com.br/produtos/mobimail.html), já inclusa nos planos de hospedagem e serviços de e-mail da empresa. Trata-se de uma plataforma de mensagens eletrônicas que oferece flexibilidade e mobilidade total para que os clientes gerenciem mensagens, contatos e compromissos de onde estiverem. Entre diversos atrativos, o MobiMail chama a atenção por fatores como mobilidade e compartilhamento, via

A

24 locaweb

PushMail. O painel de controle foi facilitado pela ferramenta de instant messaging, que faz parte da plataforma, são outros destaques do serviço. A sincronização - via PushMail - garante que mensagens, contatos e outros dados estejam disponíveis na web, de forma

* Painel de controle tem gerenciamento simples e ágil das contas do usuário; ferramenta de instant messenger funciona com o robusto protocolo Jabber

automática, a um clique do usuário. Devido aos dados estarem na web, é possível compartilhar compromissos ou agendas com outros usuários, além de estarem ao alcance do cliente 24 horas por dia, sete dias por semana. Quanto ao painel de controle e ferramenta de mensagens instantâneas, os destaques ficam, respectivamente, com o gerenciamento simples e ágil das contas do usuário e o protocolo Jabber, que garante segurança e é multiplataforma. O MobiMail foi criado a partir do zero, o que garantiu um desenvolvimento pleno, sem o reaproveitamento de outras estruturas, que poderiam apresentar falhas. O sistema MobiMail funciona sobre clusters de servidores redundantes. Isso garante operação mais segura contra falhas, com facilidade de acrescentar capacidade de


Keep it Simple:W2008 9/4/2009 18:14 Page 25

facilidades/locaweb

* O sistema funciona sobre clusters de servidores redundantes. Isso garante operação mais segura contra falhas, com facilidade de acrescentar capacidade de tráfego - já que basta incluir mais máquinas, usadas sob o conceito de cloud computing tráfego - já que basta acrescentar mais servidores. É o conceito de computação em nuvem, inplementado no MobiMail.

Mobilidade Como um dos pontos fortes do MobiMail é justamente sua tendência à mobilidade, a seguir você confere como configurar e sincronizar os três principais ambientes operacionais de aplicativos móveis para trabalhar em conjunto com o MobiMail. Antes de iniciar o processo de configuração, recomenda-se a realização do backup dos dados. Caso haja algum problema inesperado, você não terá problema com perda de dados.

iPod e iPhone

1 2 3

Clicar em Ajustes e depois em Mail, Contatos, Calendários. Clicar em Adicionar Conta e selecione Microsoft Exchange. Preencha o campo com os seus dados e aperte Próximo.

Aparecerá um novo campo para fornecer o Servidor, preencha este campo com o endereço disponível na página de Resumo do Domínio do seu Painel.

4

Aperte Próximo, selecione os itens que deseja sincronizar e aperte Salvar. (Atenção: Caso as opções Contatos e Calendários sejam habilitadas, os contatos e agendamentos salvos no dispositivo serão sobrescritos no momento da sincronização.)

5 6

Retorne para a tela incial com o botão Home e aperte o ícone Mail para visualizar suas mensagens.

Windows Mobile Clique em Iniciar> Programas > e selecione Activesync.

1 2 3

Selecione Menu e depois clique na opção Configurar Servidor.

4

Clique em Avançar e preencha os dados com nome de usuário (parte antes do @ no seu email),

Em Endereço do servidor, preencha com o endereço disponível na página de resumo do domínio do seu Painel do MobiMail.

domínio (parte após a @ do seu e-mail) e a sua senha.

5 6 7

Clique em Avançar e na tela seguinte, selecione os itens que deseja sincronizar. Após realizar o passo acima cuidadosamente, clique em Concluir . Acesse o aplicativo Mensagens para visualizar seu e-mail.

Raio-X Confira outras características do MobiMail: Cliente de e-mail Serviço permite acesso via plugin MAPI pelo Outlook do Office. Com isso, há o mesmo grau de integração de mensagens, contatos e calendário que um servidor Exchange oferece. Segurança Há a possibilidade de acesso criptografado por SSL a POP, IMAP e SMTP. Isso garante o tráfego seguro de mensagens entre seu terminal e o servidor de e-mail hospedado na Locaweb. Webmail São duas novas interfaces de webmail. Há o tema MobiMail, que tem tecnologia Ajax, com drag and drop, operação via teclado. O tema Clássico é voltado para quem já está familiarizado com a plataforma Locamail. Catálogo de endereços É possível fazer a importação e a exportação de contatos para o webmail do domínio do cliente. Isso é realizado a partir da importação de um arquivo do tipo vCard (Outlook) ou .CSV (excel). Comunicação O instant messaging (protocolo XMPP) permite a comunicação instantânea criptografada entre os membros do domínio. Para aprender a configurar o instant messaging via Jabber, deve-se acessar http://wiki.locaweb.com.br/ptbr/Instant_Messaging_via_Jabber.

Página do MobiMail \\ Em www.locaweb.com.br/produtos/mobimail.html, é possível conferir detalhes

Demo Para saber como é a interface do webmail na plataforma MobiMail, acesse http://exemplo.mobimail.com. O login da conta é exemplo. A senha, exemplo.

sobre o novo serviço de e-mail da Locaweb; ponto forte do MobiMail é a compatibilidade com aplicativos móveis locaweb 25


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 26

26 locaweb


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 27

capa/cloud_computing

Conheça em detalhes a revolução da internet que irá mudar o jeito como os computadores interagem e entenda como isso irá melhorar sua vida Texto: Camila Pratti Ilustração: Alexandre Dias (Nani) alma, pode deixar a galocha e a capa de chuva no armário, porque o assunto aqui nada tem a ver com meteorologia, muito menos com viagens de avião. A nuvem, em questão, refere-se à computação - é a tão falada cloud computing. A computação em nuvem

C

(em português) está tão em alta que foi apontada em relatório do grupo de pesquisas Gartner como uma das três mais importantes tendências emergentes até os próximos cinco anos. Mas afinal como funciona esta tal cloud computing? Vamos explicar usando uma historinha verossímil. Imagine que você está no supermercado, em algum lugar do Brasil, escolhendo os ingredientes para o jantar, quando toca o telefone e do outro lado da linha o seu chefe está todo aflito. Ele diz para você se dirigir, imediatamente, ao aeroporto internacional, pois haverá uma reunião importantíssima em Portugal, amanhã à noite, à qual você não poderá faltar de jeito nenhum. Você irá apresentar relatórios, vídeos e toda a base de dados produzida por sua empresa nos últimos dez anos. São arquivos confidenciais que só você e o seu chefe têm acesso, mas ele também não estará no escritório amanhã. Com a roupa do corpo, você embarca para Portugal. Ao chegar ao local da reunião, recebe um notebook com acesso à internet, pela qual confere todas as informações de que precisa, produzidas em seu PC. “Mas como isso é possível?” Esqueceu que está em tempos de cloud computing? Um modelo no qual, sem aplicativos, os computadores são totalmente dedicados à web, sendo servidos via rede e processados por servidores dedicados e potentes. Sendo assim, é possível conferir toda a sua produção realizada no computador, de qualquer lugar do mundo. Basta pensarmos, por exemplo, nas contas de e-mail locaweb 27


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 28

Do computador pessoal para o mundo Em casa, ou melhor, em nosso home office, realizamos trabalhos no computador pessoal, produzimos relatórios e apresentações, entre muitos outros projetos. Para executar estas tarefas, usamos os aplicativos instalados em nosso PC. Já no ambiente corporativo, as aplicações são disponíveis em servidores e podem ser acessadas em ambiente offline, por meio de qualquer máquina ligada a uma rede, não necessitando estar conectada à internet. O modelo empresarial permite ao usuário compartilhar arquivos pela rede, ação não muito comum no ambiente doméstico. Mesmo assim, nem todos os arquivos podem ser compartilhados e em muitos casos é necessário ter a licença dos softwares para cada máquina. E onde entra cloud computing ou computação em nuvem nessa história? Da constante necessidade de atualização de dados em tempo real e pela adoção de práticas propostas pela Web 2.0, tendência que incentiva a troca de informações e a colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais, dinamizando a organização do conteúdo online. Estamos falando de redes sociais, comércio eletrônico, entre outros. Outra mudança significativa é no conteúdo que circula pela rede. Antigamente eram trocadas imagens estáticas, planilhas e, hoje, muitos arquivos pesados de música e vídeo, por exemplo. Juntando tudo na panela e refogando, temos a solução que

n ologia, Graficame ma de tecn ra g u ia d m ue se torno nuvem e mputing, q co de d e u d o re cl a uma termo associado r para se a d o a za r li la ti popu irtuais u v u o s co si . fí tação servidores de compu ambiente m u r ca lo a

Ama zon

le g o o G

Apple

propõe a utilização dos mais variados aplicativos, por meio da internet, independente de lugar ou plataforma utilizada.

US$ 42 bilhões até 2012 Pesquisa realizada pela consultoria IDC prevê que gastos com serviços de computação em nuvem tripliquem até 2012, atingindo US$ 42 bilhões. Esta alta se deve à necessidade das empresas reduzirem custos com TI, cada vez mais relacionada ao atual cenário mundial de crise econômica. E ao fato de a solução cloud estar ligada a corte de gasto. Realizada com 696 executivos de TI e CIOs, na Ásia/Pacífico (exceto Japão), a pesquisa mostrou que 11% dos entrevistados usam soluções de cloud computing, enquanto 41% estão avaliando a implantação ou já têm projetos pilotos com a solução. Mais de 50% dos participantes disseram que o corte de custos é o principal motivo da decisão de contratar serviços de computação em nuvem. Há ainda 17% que avaliaram a tecnologia como promissora e importante otimizador de recursos de TI, mas que ainda não existem serviços que a tornem muito atraente.

Página do IDC \\ Pesquisa realizada pela consultoria prevê que gastos com serviços de computação em nuvem tripliquem até 2012, atingindo US$ 42 bilhões; seria uma das maiores ascensões da história online 28 locaweb

Lo ca we b

baseadas em web como Locamail, Hotmail, Gmail, Yahoo, entre outros. Estes serviços nos permitem consultar, por meio da internet, nossas mensagens, armazenadas em um servidor alheio, a qualquer momento, de qualquer lugar. O mesmo se aplica a sites de armazenamento e compartilhamento de fotos ou vídeos como Flickr e YouTube.

m em nuvpe a r u t e ntada por it u re q Ar et é re se te, a intern daí o

Ya ho o

capa/cloud_computing

* Entre os usuários da computação em nuvem, 17% avaliam a tecnologia como importante otimizador de recursos de TI e que ainda há espaço para serviços que a tornem muito mais atraente


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 29

capa/cloud_computing

De acordo com declaração de Chris Morris, diretor de pesquisa de serviços e analista sobre cloud computing da IDC, os fornecedores de TI que não seguirem esta tendência dificilmente conseguirão manter a competitividade no mercado, bem como as receitas. Apesar disso, Morris reforça que os serviços e soluções de baixo custo, isolados, não garantem sucesso. Isso porque, na opinião do diretor, a maioria das empresas que adotam cloud computing exige acordos de níveis de serviço - SLAs.

* A ideia é que no futuro as empresas de tecnologia ofereçam hardwares (processamento e armazenamento) e softwares totalmente online

Na proposta do cloud computing, este pode ser aperfeiçoado sem atrapalhar o seu dia a dia. Um bom exemplo são as atualizações realizadas em contas de e-mail que proporcionam maior capacidade de armazenamento de arquivos e mensagens. Backup para quê? Enquanto as alterações são feitas, o internauta continua acessando Pelo andar da carruagem e pelo investimento pesado, a ideia é a sua conta normalmente. que no futuro as empresas de tecnologia ofereçam hardwares Claro que tudo isso é maravilhoso, mas ainda há muito que ser (processamento e armazenamento) e softwares totalmente aperfeiçoado e estudado. Por exemplo, para atrair clientes, as online. O que isso quer dizer? Quer dizer que, como na história empresas precisam garantir a segurança das informações, já que que contamos anteriormente, os usuários poderão acessar 100% dos dados estarão na web. E há muitas todos os trabalhos produzidos em um corporações que trabalham com planilhas computador, de qualquer outro. De aplicativos de orçamentárias e dados bancários extremamente edição de texto e de imagem, planilhas até sigilosos, por exemplo. apresentação ... enfim, tudo. O envolvimento entre a conexão e a arquitetura de redes já deu Outra questão é a dependência do usuário em E quem nunca quis jogar o computador alguns frutos, bem antes da relação à empresa prestadora do serviço, já que os pela janela, ao menos uma vez na vida, por ter computação em nuvem. O softwares são rodados localmente. Cabe ao cliente perdido ou por algum documento importante ter primeiro resultado foi batizado de escolher dentro das opções de serviços de cloud sido corrompido durante o trabalho que atire Arquitetura Cliente-Servidor, que, computing a que mais lhe agrada, mas não decidirá o primeiro PC. como o próprio nome diz, era o acesso do computador ao sobre as atualizações. Calma! Com a nova tecnologia é muito provável conjunto de programas e O conceito de cloud computing ainda apresenta que não seja mais necessário realizar backups, por informações do servidor. Depois chuvas e trovoadas para alguns especialistas. Tanto exemplo, pois as informações seriam salvas dentro veio a Computação Distribuída, em que algumas personalidades do mundo da de um servidor remoto. Outra vantagem é que as seguida a Grid Computing, solução tecnologia, ao explicarem em um vídeo (em inglês) máquinas poderão ser mais velozes, ficando a cargo criada por Ian Foster e Carl Kesselmans, em 1990, para intitulado “What is Cloud Computing?” o conceito da banda larga deste servidor. resolver o problema de múltiplos e desta solução, apresentam visões bem diferentes simultâneos acessos a diversos sobre o assunto. Para conferir, acesse Custo nas nuvens? recursos de processamento, www.youtube.com/ watch?v=6PNuQHUiV3Q. Com a tecnologia cloud computing, não haverá armazenamento e programas. mais necessidade de altos investimentos em infraestrutura para aumentar os recursos de processamento e armazenamento - é o chamado gerenciamento inteligente. Para mais processamento, a solução é fazer um upgrade de capacidade, sem a necessidade de adquirir equipamentos ultrapotentes para esse fim. Sendo assim, a parte mais pesada fica na internet ou, melhor, na nuvem. Por isso, bastam um bom navegador e conexão à internet adequada para que o seu computador tenha um desempenho de alta performance. Isso também pode ser feito para aumentar o armazenamento e upgrades de softwares. Imagine que você deseja atualizar um software. No modelo tradicional seria necessário reinstalar o programa em sua máquina. E em alguns casos uma instalação pode afetar a rotina do usuário Site da Amazon \\ Companhia que detém a maior loja virtual da web é uma das maiores entusiastas da cloud computing; empresa realiza alianças e testes para fomentar essa nova tendência do mundo digital por um período.

Curiosidade

locaweb 29


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 30

capa/cloud_computing

Apesar de ainda estar um pouco “nublado” para muita gente, já existem bons serviços no mercado e muitos usuários já estão aderindo às novas soluções, como apresentamos a seguir.

Alta performance Atualmente, a tecnologia cloud computing permite maior flexibilidade na administração do servidor e recursos de processamento, disco, memória e banda exclusivos para as aplicações de cada usuário. Antenada nesta tendência, a Locaweb investiu R$ 3 milhões e lançou seus primeiros planos em setembro de 2008. Hoje, a empresa já registra mais de 1 mil usuários instalados e ativos, sendo que mais de 90% na modalidade ‘gerenciado pelo cliente’. “Além do custo otimizado e garantia de disponibilidade, somos o primeiro Data Center nacional a utilizar a tecnologia de cloud computing", afirma Gilberto Mautner, CEO da Locaweb. O Cloud Computing Locaweb oferece a infraestrutura para hospedar sites e suas aplicações com alta performance e tecnologia de ponta. Disponibiliza recursos de processamento, memória e disco dedicados na nuvem, dentro de um ambiente de hardware distribuído e autogerenciado, que previne falhas e realoca automaticamente os componentes da nuvem.

Serviço para empresas \\ O Dedicated Cloud é um serviço voltado a usuários corporativos, que permite configurar quantos servidores forem necessários em uma infraestrutura de Hosted IT

Locaweb: números relevantes

Produtos Locaweb

• Mais de 1 mil clientes

A Locaweb apresenta soluções instalados e ativos com a tecnologia cloud computing divididas em três produtos: Dedicated Cloud, Cloud Server e • 232 clientes optaram pela Cloud Mini. Confira abaixo do que se modalidade ‘gerenciado pelo trata cada uma destas plataformas. cliente’ apenas em fev/2009 O Dedicated Cloud é uma nuvem dedicada a usuários corporativos. Por meio desta solução, é possível criar e configurar quantos servidores forem necessários em uma infraestrutura de Hosted IT. Possibilita ao usuário ter um parque de cloud completo, dentro de um ambiente de alta performance e tecnologia de ponta. O produto atende demandas robustas e missões críticas, voltada a clientes corporativos, grandes empresas interessadas em ter uma estrutura dedicada de TI. Para contratar o serviço, acesse: www.locaweb.com.br/produtos/dedicated-cloud. Já o Cloud Server trata-se de um serviço com recursos exclusivos e custo otimizado. É uma boa opção para empresas que buscam servidores dedicados de baixo custo, com planos a partir de R$ 149,00 ao mês. Esta solução permite definir capacidades de processamento, disco, memória, banda e ajuste a qualquer momento, além de autonomia e recursos de uso exclusivo, dentro 30 locaweb

de um ambiente de alta performance e tecnologia de ponta. Na hora de contratar o serviço, o usuário pode optar por Gerenciamento pela Locaweb ou pelo Cliente. Gerenciamento pela Locaweb: para usuários que desejam administrar o desenvolvimento web, sem a obrigação ou responsabilidade com configurações, atualizações, segurança e manutenção do servidor. A Locaweb fica responsável pela posse da senha de administração. Em servidores com Plataforma Windows, o usuário não terá acesso de administrador, sendo assim, o acesso via Terminal Service não é permitido, o acesso aos arquivos são liberados apenas via FTP. Para servidores em Plataforma Linux, o acesso root é permitido, mas o acesso via SSH é liberado e o cliente poderá acessá-lo por meio de um usuário fornecido pela Locaweb. Para este tipo de gerenciamento, recomenda-se que a empresa tenha profissionais com bons conhecimentos para administrar sua própria aplicação e experiência em linguagem de programação. Gerenciamento pelo Cliente: ideal para quem busca total controle do ambiente lógico do servidor, ambiente de segurança

* A Locaweb investiu R$ 3 milhões para oferecer serviços de cloud computing desde o ano passado, primeiros planos de computação em nuvem foram lançados em setembro de 2008

Cloud Server \\ Serviço tem recursos exclusivos e custo otimizado; trata-se de boa opção para empresas que buscam servidores dedicados de baixo custo


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 31

capa/cloud_computing

Disponibilidade: permite o autogerenciamento do sistema, desde backup e restore de configurações do sistema com prevenção de falhas e realocação automática do servidor operacional e softwares, sem qualquer interferência entre os componentes do cloud, garante 99,9% de ou atuação da Locaweb em configurações ou disponibilidade de hardware. manutenção dos softwares/aplicativos. Com Possibilidade de utilizar aplicações da internet, sem exceção da instalação básica do sistema que estejam instaladas no Performance: balanceamento dinâmico, otimização contínua e operacional, as demais instalações de qualquer computador do usuário; tipo de aplicativo ficam sob a responsabilidade automatizada dos recursos disponíveis e sistemas sempre exclusiva do usuário, já que terá total acesso à atualizados garantem performance de ponta. Os recursos Permite acesso a diversos máquina e a senha de administração. É adequado contratados de processamento, disco, memória e banda são 100% aplicativos independente do seu sistema operacional que o gerenciamento seja feito por profissionais garantidos durante todo o tempo. Para saber mais sobre o serviço, ou de hardware; com bons conhecimentos em administração de acesse www.locaweb.com.br/produtos/cloud-server sua própria aplicação, de sistema operacional, de Backup, controle de segurança, de banco de dados e de rede. Por fim, o Cloud Mini é uma plataforma Linux segurança, manutenção, entre A arquitetura inteligente em cloud possibilita o com autonomia total na administração do servidor. outros, são de responsabilidade da empresa fornecedora do serviço; dimensionamento e a configuração e De novembro do ano passado, quando a Locaweb reconfiguração de servidores de forma simples e lançou o serviço, até a primeira semana de fevereiro Redução de custos com ágil, o que reduz significativamente as deste ano foram vendidos mais de 380 servidores. A infraestrutura. No interrupções de serviço e custos de operação. solução de alta performance e tecnologia de ponta modelo tradicional são altos os Sendo as aplicações transferidas de maneira tem custo baixo e é voltada ao público que possui custos de energia, pessoal e hardware e o espaço nos data transparente e ininterrupta para serem conhecimento técnico e procura autonomia na centers é limitado; processadas onde há mais capacidade disponível. administração Linux (acesso root) e flexibilidade para Já o Painel de Controle permite que o próprio migrar de plano à medida que precisar. Os planos Facilidade em compartilhar usuário faça o gerenciamento e adicione recursos custam entre R$ 59,00 e R$ 99,00 mensais. dados, já que todos os sem depender de interrupções ou alterações Por R$ 59,00, o Cloud Mini oferece 300 MB de usuários acessam as aplicações e os dados da nuvem - internet; manuais, sendo as operações automatizadas. RAM, armazenamento de 20 GB, 2 Mbps de banda Os recursos contratados de hardware são ou transferência mensal de 300GB, além de outros Simplifica muito as alocados nas camadas de memória, benefícios. O plano de R$ 99,00 conta com 600 MB operações ao usuário. processamento e disco. O isolamento é igual ao de RAM, armazenamento de 30 GB, 4 Mbps de de um servidor dedicado, com todas as vantagens banda ou transferência mensal de 300GB, além de de escalabilidade, disponibilidade e performance permitidas outros benefícios. Em ambos os planos, a solução, disponível na pela arquitetura em cloud e a um custo reduzido. O plano da plataforma Linux, permite gerenciamento pelo usuário. A solução, Locaweb garante ainda itens como: disponível na plataforma Linux Ubuntu, permite gerenciamento de aplicações; instalação de softwares, exceto sistema operacional e configurações de regras das ferramentas de segurança pelo Escabilidade: possibilita ajustar a capacidade alocada de processamento, disco, usuário. Disponibilidade de hardware de 99,9%. Mais informações memória ou banda on-line, bastando um reboot. Também facilita adaptar o podem ser obtidas em http://www.locaweb.com.br/cloudmini. contrato do usuário a qualquer momento, conforme as suas necessidades, sem imobilizar investimentos em equipamentos próprios. O Cloud Mini é oferecido em duas configurações:

6 principais vantagens do CC

1 2 3 4 5 6

Cloud Mini I: • 2 cores de 150 MHz • 300 MB de memória • Disco de 20GB • 2 Mbps de banda • Transferência mensal de 300 GB • R$ 59/mês

Cloud Mini \\ Plataforma Linux com autonomia total na administração do servidor; desde novembro, quando a Locaweb lançou o serviço, até fevereiro deste ano, foram vendidos mais de 380 servidores

Cloud Mini II • 2 cores de 300 MHz • 600 MB de memória • Disco de 30GB • 4 Mbps de banda • Transferência mensal de 600 GB • R$ 99/mês locaweb 31


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 32

capa/cloud_computing

Software como serviço Diretamente relacionado ao conceito de cloud computing está o de Software as Service (SaaS) - Software como Serviço. Com este modelo, não é necessário adquirir licença de uso do software para instalação e nem a compra de servidores para a execução. Para usar o serviço, o usuário paga um tipo de assinatura pelo tempo de uso. Vamos a um exemplo. Uma empresa com 15 funcionários trabalha com um software de design gráfico para desenvolver produtos de comunicação. Como se trata de pequeno porte, o custo com o preço da licença de uso deste software, além de equipamentos ou mesmo hardware para executá-lo, pesaria muito no orçamento da empresa. Sendo assim, a melhor opção seria contratar uma fornecedora que oferece este tipo de software, trabalha com o modelo SaaS e pode disponibilizar o serviço por meio da tecnologia cloud computing. O valor desembolsado pela pequena empresa seria apenas referente ao número de usuários e ao tempo de uso do serviço. Assim, hardware, instalação, atualização e manutenção são de responsabilidade da empresa fornecedora do serviço. Preço bem inferior do que no caso da necessidade de investir em infraestrutura.

Grandes empresas investem em cloud computing Além da Locaweb, outras gigantes da tecnologia começaram a investir ou mesmo se preocupar com a questão da computação em nuvem. Companhias como Microsoft, IBM e Unisys, cada uma em seu campo de atuação, investem e estudam os efeitos da cloud computing. No caso da Microsoft, por exemplo, sua preocupação aparece nas novas versões de seu Visual Studio e da ferramenta .Net Framework, que entram no mundo da computação de nuvem. No final do ano passado, a Microsoft apresentou algumas das novidades que fazem parte da próxima geração do Visual Studio 2010 e .Net Framework 4.0. A ideia era mostrar a desenvolvedores detalhes das plataformas, que chegam ao mercado com foco na tendência cloud computing. O ponto cenrtal do Visual Studio 2010 é

* Relacionado ao conceito de cloud computing está o de Software as Service (SaaS) - Software como Serviço; trata-se de um modelo com o qual não é necessário adquirir licença de uso do software para instalação e nem a compra de servidores oferecer soluções que atendam a todas as pessoas envolvidas no processo de desenvolvimento de uma aplicação, retirando muitas das barreiras que evitam a integração entre equipes e diferentes tecnologias. “O objetivo é entregar para nossos clientes uma solução capaz de apoiar todos os envolvidos no processo de desenvolvimento de uma aplicação desde a análise de requisitos e arquitetura até a homologação, instalação e manutenção. Isso considerando que essa plataforma é interoperável com outras tecnologias usadas para desenvolvimento de software do mercado”, diz Carlos Zimmermann, gerente de produtos para desenvolvimento da Microsoft Brasil. Grande parte do desenvolvimento de aplicativos está dispersa ou dependente de diversas áreas nas empresas. Isso gera diversos desafios que podem impactar em perda de produtividade, controle e previsibilidade nos ciclos de desenvolvimento de um software. Com o Visual Studio 2010, o plano da MS é gerar uma solução que dá suporte à equipe envolvida no processo de desenvolvimento para colaborar de forma efetiva. Entre os destaques do Visual Studio, focado em cloud computing, pode-se destacar:

Ferramentas de modelagem O Visual Studio Team System Architecture Edition fornece um novo conjunto de ferramentas UML (Unified Modeling Language). Estas ferramentas, que permitem aos desenvolvedores visualizarem os produtos de seu trabalho em

Ferramenta \\ Microsoft mostra sua preocupação com a cloud computing nas novas versões do Visual Studio e da .Net Framework, que tem recursos específicos para desenvolvedores trabalharem com a tecnologia 32 locaweb


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 33

capa/cloud_computing

diagramas padronizados, ajudarão a preencher a lacuna entre modelos de alto nível e o código da aplicação, enfatizando os benefícios do uso de UML e soluções DSL (Digital Subscriber Line), voltadas à transmissão digital de dados. Adicionalmente, a edição “architecture” fornecerá ricas ferramentas que permitirão aos clientes entender melhor seus sistemas atuais, fornecendo capacidade de visualizar e integrar a infraestrutura atual facilmente com novos sistemas na camada de modelagem.

Camiseteria: redução de custos O website Camiseteria (www.camiseteria.com) aposta na interatividade para propor a democracia fashionista, na qual o usuário que participa como membro da comunidade pode enviar desenhos para possíveis estampas de camisetas. Esses são votados por outros integrantes e os melhores são transformados em camisetas, vendidas pela internet. Sendo assim, para melhorar sua performance, o Camiseteria optou pelo serviço de cloud computing da Locaweb há aproximadamente cinco meses.

Ciclo de testes Os recursos de testes do Visual Studio 2010 foram aperfeiçoados, já que as ferramentas necessárias para a integração de testes por todo seu ciclo de vida de desenvolvimento foram unificadas. Ferramentas de testes estão generalistas e suportam planejamento de testes e gerenciamento de casos de teste, assim como ferramentas avançadas para testes manuais farão parte do Visual Studio Team System 2010. Colaboração Há mais recursos na escalabilidade do Team Foundation Server (TFS). Isso inclui aprimoramentos que permitem às equipes configurarem e adotarem qualquer forma de processo de desenvolvimento. No sistema de gerenciamento de código fonte, o TFS oferece ferramentas de visualização para o rastreamento de alterações em desvios e no conjunto de produção. O Visual Studio 2010 também passa a incluir conjuntos baseados no fluxo de trabalho que detectam erros antes de esses afetarem o restante da equipe ou, pior ainda, ingressar na produção. Por fim, os administradores contarão com uma implantação e gerenciamento de TFS significativamente mais simples.

Microsoft \\ Empresa investe em ferramentas para desenvolvimento de cloud computing e corre atrás do Google, empresa que investe, e muito, na tecnologia IBM e as nuvens Se a Microsoft se preocupa com o software, a IBM vai além. Em setembro do ano passado, a companhia inaugurou quatro centros de cloud computing em mercados emergentes: em São Paulo (Brasil); Bangalore (Índia); Seoul (Coréia); e Hanoi (Vietnã), locais onde existe uma demanda crescente por mão-de-obra capacitada e modelos de computação baseados em internet que ajudem as empresas a se destacarem em ambientes altamente competitivos. Esses, com os já existentes em outros países emergentes e em mercados mais maduros, somam um total de 13 centros, formando a maior rede especializada em cloud computing do mundo. Atualmente, empresas de todos os tamanhos estão

Camiseteria optou pelo serviço cloud computing da Locaweb há cinco meses. “Cloud Computing é uma plataforma de computação que permite a expansão de recursos como CPU, memória, espaço em disco e banda, conforme a demanda por esses recursos for crescendo. Serve para melhorar o gerenciamento e otimização dos custos dos recursos de computação”, explica Fabio Seixas, membro-fundador da Camiseteria. Segundo Seixas, a maior vantagem é a facilidade do gerenciamento da expansão dos recursos e, a princípio, não vejo desvantagens. “Optamos por esta modalidade para ganhar mais flexibilidade na expansão de nossos serviços e também na redução de custos.” Ele aconselha o uso do serviço Cloud Mini para os iniciantes em Cloud Computing. “Acho um excelente serviço para quem está começando devido ao baixo custo.” Quando questionado se acha perigoso deixar tudo na mão dos servidores ou de empresas, Seixas explica. “Na verdade, ainda não deixamos tudo em um lugar só. Os dados são replicados em outras localidades para garantir segurança.”

enfrentando questões como: excesso de informação e dados; elevados custos de energia; exigências reguladoras cada vez mais complexas; e concorrência de economias mais rigorosas. Nesse cenário, cloud computing está surgindo como um passo importante para todas as indústrias. Esse modelo de computação permite que empresas e consumidores acessem remotamente um amplo conjunto de recursos de computação, que podem ser aproveitados on demand para fornecer a nova geração de serviços que consumidores demandam, como por exemplo, registros médicos online e gerenciamento móvel do portfólio de acões. Além disso, aprimora a eficiência energética, devido ao seu princípio de infraestrutura compartilhada, e permite a organizações rastrearem informações da melhor maneira, pagarem pelo o que usam e acessarem mais aplicativos ou serviços de computação e armazenamento de dados de forma on demand. Há cerca de um ano a IBM tem construído infraestruturas de cloud computing para clientes de todo o mundo e também mantido projetos em seus ambientes de cloud computing. Os centros estão disponíveis para clientes de diferentes indústrias, como bancos, telecomunicações, governo, educação e serviços de hosting. locaweb 33


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 34

capa/cloud_computing

elemento-chave para evoluir para o ‘New Enterprise Data Center’ e uma ferramenta poderosa para operações eficientes em economias em crescimento.” Mais recentemente, a IBM anunciou novos componentes de hardware, software e serviços com o objetivo de atender às demandas por cloud computing. Em 2008, a IBM inaugurou o primeiro Centro de Cloud Computing da Europa, em Dublin, Irlanda; um centro em Beijing, China; um em Johanesburgo, África do Sul; um em Tóquio, Japão; e um em Raleigh, Estados Unidos. No ano passado, a IBM forneceu serviços de cloud computing para clientes como a Wuxi City of China; Sogeti, a Divisão Local de Serviços Profissionais da Capgemini; Página da IBM \\ Empresa aposta que países emergentes, devido às questões econômicas, podem ser os instituições e universidades do governo do maiores beneficiados com cloud computing; Brasi seria um dos mais beneficiados com a tendência online Vietnã; iTricity, um fornecedor de serviços de hosting baseados em serviços de utilidade pública, sediado na No Vietnã, universidades, ministérios do governo e empresas de Holanda; e a Universidade de Pretoria, na África do Sul. telecomunicações são líderes na adoção de novas tecnologias como cloud computing, que ajudam a criar novos serviços. Na Coréia, o novo centro oferecerá mão-de-obra capacitada e projetos Unisys vê cloud computing com foco na segurança piloto para diversos setores da indústria. Na Índia, clientes como as A “consumidorização” da tecnologia e as fronteiras cada vez mais empresas de médio porte, universidades, companhias de difusas entre o uso pessoal e profissional dos computadores, telecomunicações e entidades do governo poderão acessar os telefones celulares sofisticados e outros dispositivos estão recursos do centro para desenvolver aplicativos e infraestruturas obrigando as empresas a repensar a maneira como avaliam os cloud, e entregar novos serviços para seus clientes. No Brasil, os riscos e protegem os dados, de acordo com especialistas Unisys. clientes usarão o novo centro para gerar negócios como os Ao mesmo tempo, uma sociedade cada vez mais móvel e o uso programas de colaboração em escala massiva. À medida que os mais popularizado de sites de relacionamento criam novos riscos usuários de Internet no Brasil adquirem mais mobilidade, cloud potenciais à segurança, pois a “consumidorização” da tecnologia computing vai tornando operações Web cada vez mais eficientes. continua mudando a maneira como as pessoas trabalham e vivem. A IBM tem mais de 200 pesquisadores dedicados em tempo Essas tendências convergentes levarão as organizações integral e anunciou $100 milhões em investimentos em cloud a examinar de maneira mais integrada a sua postura de computing. A empresa mantém o Blue Cloud, um conjunto de segurança em todos os canais dentro e fora dos seus limites solução de hardware, software e serviços. “Cloud computing está estendidos, além de pensar em novos usos para soluções surgindo como uma mudança fundamental na maneira de avançadas como a biometria. gerenciar e fornecer Tecnologia da Informação”, diz Willy Chiu, viceNesse cenário, a empresa vê os seguintes problemas como presidente de IBM High Performance On Demand Solutions. “É um prioridades da tecnologia de segurança:

1. A mobilidade dos consumidores, as redes de relacionamento e a cloud computing passarão a ser fatores mais significativos na maneira como as organizações determinam seus investimentos em segurança. 2. Sistemas de segurança mais velozes e inteligentes que correlacionam e interpretam informações de várias fontes (inclusive convergindo segurança física e de dados) ganharão predominância com as pressões econômicas destacando a necessidade de acabar com o isolamento entre os sistemas de informação.

IBM \\ Em www.ibm.com/developerworks/websphere/zones/hipods, há uma página com os principais projetos da IBM referentes à cloud computing 34 locaweb

3. Os persistentes problemas para as instituições financeiras provavelmente restringirão os recursos e criarão a possibilidade de aumento dos riscos de esquemas de fraudes financeiras.


materia de capa:W2008 9/4/2009 18:39 Page 35

capa/cloud_computing

Parceiros em Cloud Computing Veja alguns clientes da Locaweb que já optaram pela cloud computing, bem como os planos adotados por eles KAIZEN Site: www.kaizen.com.br Armazenamento/Storage: 7,5 TB Processamento: 132GHz Memória: 192 GB RAM Cloud Servers: 70 Cloud Servers alocados (além das máquinas físicas dedicadas) Solução: Dedicated Cloud, missão crítica

Unisys \\ Unisys acredita que cloud computing levará as organizações a examinar de maneira mais integrada a sua postura de segurança em todos os canais

KNOW TEC Site: www.knowtec.com.br Armazenamento/Storage: 500 GB Processamento: 24,4 GHz Memória: 22 GB RAM Cloud Servers: 8 Cloud Servers alocados

4. Organizações de todo o mundo aumentarão a implementação de tecnologias de identificação biométrica à medida que a aceitação dos consumidores também aumenta.

PREFEITURA DE LUCAS DO RIO VERDE Site: www.lucasdorioverde.mt.gov.br Uso: Aplicações digitais de serviços municipais, certidões negativas online, alvará digital, dentre outros. Utiliza a solução de Cloud Server 1

Mobilidade e redes de relacionamento

CALÇADOS PICADILLY

Site: www.varejopicadilly.com.br A “consumidorização” cada vez maior da tecnologia cria Utiliza a solução de Cloud Server 1 mais pontos de acesso para proteção de dados, exigindo uma visão mais ampla dos riscos e incentivando uma maior colaboração dos profissionais de segurança entre várias custos das operações, sem deixar de proporcionar aos usuários empresas públicas e privadas. e parceiros acesso a novos tipos e fontes de informação para “Um exemplo da mudança de aspecto da adoção de tecnologia apoiar a tomada ágil e compartilhada de decisões. Avanços na é a administração Obama, que é versada em tecnologia. Sua analítica de gestão coordenada de riscos também melhorarão dependência das redes de relacionamento, e-mail e mensagens de as ferramentas de combate a fraudes mais sofisticadas antes texto para comunicar-se diretamente com o cenário mundial que elas ocorram ou causem uma grande violação de significa uma adoção ainda mais rápida e novos usos dessas segurança. As instituições financeiras, por exemplo, colaborarão tecnologias, o que traz consigo riscos diferentes”, afirma Chris Hoff, de maneira mais ágil entre si e com órgãos públicos e outras arquiteto de segurança da divisão de Sistemas e Tecnologia da organizações para identificar melhor as fraudes na origem. Unisys e especialista em mobilidade, virtualização e cloud computing. “Uma sociedade mais conectada * Avanços como cloud computing, em que os aumentará o foco na maneira como várias empresas serviços de processamento são fornecidos pela podem trabalhar juntas para compartilhar internet a uma ampla gama de usuários, informações e atenuar melhor as ameaças democratizarão ainda mais a tecnologia emergentes à segurança física e de dados.” Além disso, avanços como a cloud computing, em que os serviços de processamento são fornecidos pela internet a uma “Os avanços tecnológicos em analítica de tempo real para ampla gama de usuários, democratizarão ainda mais a tecnologia e compartilhar mais facilmente os dados e detectar padrões de exigirá mais reavaliações de riscos. À medida que as fronteiras de fraudes já proporcionam maiores oportunidades de troca de informações e colaboração vão ficando cada vez mais colaboração”, explica Sid Pearl, diretor de soluções de segurança amorfas, as empresas precisarão ainda mais de uma visão integrada da divisão Global Industries da Unisys. “O atual cenário das suas vulnerabilidades de segurança e de novas maneiras de econômico diz que os investimentos em TI estão sendo proteger todas as suas operações virtuais. avaliados com mais rigor e a segurança ainda é uma prioridade. As pressões orçamentárias podem, na verdade, incentivar um compartilhamento maior de informações, pois os bancos e Sistemas de segurança outras organizações percebem as vantagens de ROI que podem Os especialistas em segurança da Unisys veem redes de resultar do trabalho com outras organizações, sem deixar de segurança de dados mais velozes e inteligentes à medida que as manter as formas de proteger seus sistemas próprios.” empresas enfrentam pressões cada vez maiores para reduzir os

locaweb 35


artigo_joaquim:W2008 9/4/2009 18:52 Page 36

opinião/articulista

e-business Joaquim Torres Diretor de Produtos da Locaweb @jocatorres joaquim.torres@locaweb.com.br

Ouça o seu cliente Na web, é possível saber exatamente o que falam de você, de sua empresa ou de seu projeto com simples cliques e buscas em ferramentas especializadas Que é importante ouvir o seu cliente, acho que não preciso nem dizer. Afinal, “quem manda é o cliente” não é um mote novo no mundo dos negócios. É tão importante ouvir o cliente que existem departamentos inteiros dedicados a esse fim, os SACs (Serviço de Atendimento ao Cliente) e similares. A internet está nos dando a oportunidade de ouvir o seu cliente quando ele não fala diretamente com você ou com algum funcionário da sua empresa. Como? Espionando e-mails e ouvindo ligações VoIP? Não… Há formas muito mais simples e eficientes de se “ouvir” o que o cliente fala para outras pessoas. Primeiro vale relembrar um conceito de marketing bastante poderoso, o marketing boca-a-boca, que comentei aqui

Technorati \\ Ferramenta é bastante útil para que você descubra o que as pessoas estão falando sobre sua empresa, seu projeto e meça sua reputação 36 locaweb

anteriomente. O termo em inglês é “word of mouth” que é uma referência à passagem de informação entre pessoas, por qualquer meio de comunicação disponível. Recentemente tenho ouvido bastante o termo “word of mouse”, que serve para dizer que o tradicional boca-a-boca foi amplificado pelo mouse. Com a internet o marketing boca-a-boca foi amplificado consideravelmente e, o que é melhor, é possível vê-lo acontecendo. Pois bem, como podemos ouvir o que o nosso cliente está dizendo sobre nós para outras pessoas e sem infringir qualquer lei? Basta usar a busca em blogs e sites sociais. Nos blogs, as pessoas costumam expressar sua opinião sobre produtos e/ou empresas. Utilize ferramentas como Technorati ou Google Blog Search para encontrar o que estão falando sobre você. Contudo, postar em blogs pode ser demorado e buscar em blogs pode ser difícil. Daí vem as redes sociais. Você deve estar pensando em Orkut, Facebook, e sistemas similares, né? Bem, se você tem uma conta lá, talvez dê para achar alguma informação útil sobre a sua empresa, mas a busca de informações nesses sites de redes sociais é um pouco difícil. Você conhece o Twitter? É uma empresa nova, começaram em março de 2006 e em maio de 2007 viraram uma empresa independente. Eles se definem como um sistema em tempo real para troca de mensagens. É uma mistura de micro-blogs com mensagem instantânea, só que público. E o mais bacana, dá para pesquisar sobre o que as pessoas estão falando sobre a sua empresa em search.twitter.com. Divirta-se.


205 X 275:Layout 1 19/3/2009 17:19 Page 1


windows7:W2008 25/3/2009 15:38 Page 38


windows7:W2008 25/3/2009 15:38 Page 39

pré-lançamento/windows7

Windows 7:

Vista Reloaded Conheça a próxima versão do sistema operacional da Microsoft, que promete fazer os usuários esquecerem do Vista e até mesmo do bom WinXP Texto: Eduardo Lisboa e Max Jahnke Ilustração: Alexandre Dias (Nani) Windows 7 é o novo sistema operacional da Microsoft, que apesar de ainda estar em desenvolvimento, foi liberado para download para que o público pudesse testar e mandar as impressões para a Microsoft, dando a oportunidade para que algumas alterações fossem feitas e o sistema operacional fosse melhor recebido. Muitas novidades e melhorias foram acrescentadas. O sistema inicia, desliga e volta do stand-by muito mais rápido; a interface além de responder muito mais rapidamente está mais bonita e fácil de usar. Como exemplo, de dez a quinze segundos são necessários para o Windows 7 voltar do modo sleep e não só mostrar a tela, mas já dar o controle total do teclado e do mouse. O Windows 7 é uma atualização do Windows Vista, e, afirma a Microsoft, mantém compatibilidade de aplicativos, drivers e hardware que o Windows Vista suporta, então não haverá problemas de como houve quando muitos usuários tentaram deixar de usar o Windows XP e passar a usar o Windows Vista.

O

o Windows será instalado, ela segue até o primeiro boot. Só então outras perguntas, também simples, são feitas, como o tipo de rede (doméstica, pública ou de trabalho). Durante a instalação, aparece a janela de inserção da chave serial, que pode ser deixada em branco, permitindo ativar o Windows mais tarde pela internet. Ao escolher a opção Upgrade, o instalador oferece a opção de procurar na Internet e baixar atualizações antes de iniciar a instalação. Ele também verifica a compatibilidade com o sistema e o hardware do computador. Caso falhe, ainda é possível forçar a instalação direto pelo boot do CD.

Novidades O Windows 7 possui várias novidades interessantes, como suporte a monitores sensíveis a toque e multitoque, reconhecimento de voz e reconhecimento de escrita capaz de lidar com símbolos matemáticos. Depois da instalação e boot super-rápidos, o que chama a atenção é a beleza do desktop, graças às janelas com bordas cuidadosamente desenhadas e efeitos de transparência, efeitos 3D

Instalação O Windows 7 é bem simples de instalar. Ao iniciar o CD, seja direto do Windows ou por boot, são apresentadas duas opções: Upgrade ou Custom. Entretanto, a opção Upgrade só pode ser iniciada de dentro de um sistema Windows já funcionando. A opção Custom tem uma abordagem bem direta. Após perguntar o idioma e em qual partição

Respostas dos Usuários\\ No Windows 7, a quantidade de interrupções está sensivelmente menor, mas não foi removida; dá a possibilidade de o usuário escolher quais mensagens quer receber locaweb 39


windows7:W2008 25/3/2009 15:38 Page 40

pré-lançamento/windows7

durante a minimização, maximização e troca de janelas. A barra de tarefas também foi remodelada, ficando maior e mais bonita e com a capacidade de mostrar previews das janelas abertas, deixando o uso do sistema operacional mais confortável.

Barra de tarefas

Requisitos Hardware recomendado pela Microsoft: • Velocidade do processador: 1 GHz (32-bit ou 64-bit); • Memória (RAM): 1 GB; • Placa gráfica: Compatível com DirectX 9.0; • Memória da placa gráfica: 128MB (para o Windows Aero); • Espaço em disco: 16G.

A barra de tarefas foi completamente replanejada, Hardware usado nos testes: • Processador: Core 2 Duo parecendo um híbrido entre barra T5800 2 GB; de tarefas do KDE e do dock do • Memória: 2GB; Mac OS. Ela está mais larga, possui • Placa gráfica: Intel Media ícones grandes e também tem um Accelerator 4500MHD; estiloso efeito de transparência, • Memória da placa gráfica: 128MB; quando o Aero está ativado. • Espaço reservado: 20G. Cada janela é agrupada em um ícone de acordo com o aplicativo relacionado. Por exemplo, ao deixar o cursor do mouse parado sobre o ícone do Internet Explorer, miniaturas das janelas ou até mesmo abas são exibidas. O preview do Media Player mostra, além da miniatura, botões para parar ou trocar de música, além do artista que está tocando no momento. Isso mostra que além de representar janelas, a barra também é capaz de exibir diferentes formas de interação, dependendo do aplicativo. Ao colocar o mouse sobre uma das miniaturas, todas as outras janelas ficam semitransparentes ou mostram apenas a moldura, facilitando ainda mais a busca pela janela. Outra novidade interessante é a Jump List. Um clique com o botão direito sobre um ícone faz com que um pequeno menu surja, que dependendo do contexto. Ao clicar no ícone do Internet

Explorer, por exemplo, aparece uma lista das páginas visitadas recentemente. Já no ícone do Windows Explorer, uma lista das pastas acessadas frequentemente é mostrada.

Sensibilidade a toque e multitoque O mais interessante recurso do Windows 7 é a sensibilidade a toque e multitoque, que permite que a interface com o computador seja mais intuitiva. É possível arrastar as janelas apenas segurando a borda dela com o dedo. Para redimensionar, basta segurar com dois dedos e esticar ou diminuir, de acordo com o tamanho desejado.

Movimentos do mouse • Aero Snap - ao arrastar uma janela ao topo do desktop, ela é redimensionada para tomar o desktop todo; arrastando a janela para o lado esquerdo ou direito, faz com que a janela ocupe respectivamente a metade esquerda ou direita do desktop. Isso facilita a comparação de duas janelas e ao tirar a janela maximizada do topo do desktop ou do lado esquerdo ou direito, ela volta ao tamanho que estava antes. • Aero Peak - do lado direito da barra de tarefas, logo depois da área de notificação, há um novo botão que, quando clicado, minimiza todas as janelas. Mas, ao deixar o mouse sobre ele, todas as janelas ficam transparentes, mostrando a área de trabalho e os gadgets. • Aero Shake - um outro recurso acessível via mouse é a possibilidade de minimizar rapidamente várias janelas deixando apenas uma delas visível, um recurso muito útil quando se precisa focar em apenas um programa ou ter acesso a arquivos que estão no desktop. Para ter acesso a esse recurso, basta arrastar o título da janela com o mouse de um lado para o outro. Isso fará com que todas as outras janelas rapidamente sejam minimizadas, deixando o ambiente limpo. Quando a janela é chacoalhada novamente, todas as outras janelas voltam à posição original.

Impressões anotadas

Novidades \\ Efeitos de transparência do Aero que deixam o Windows 7 com um visual bem estiloso; a aparência está mais bonita do que nas versões anteriores do sistema operacional da MS 40 locaweb

A Microsoft ficou atenta às reclamações contra o Windows Vista e estrategicamente disponibilizou, durante algum tempo, o Windows 7 Beta para download gratuitamente. Desta forma foi possível saber quais impressões os usuários tiveram do novo sistema operacional e fazer modificações no sistema para atender o gosto do público. As críticas mais comuns ao Vista foram lentidão e reclamações contra o excesso de popups que frequentemente interrompia o trabalho do usuário. No Windows 7 esses problemas diminuíram muito. A inicialização, finalização e o resumo depois do stand-by estão muito mais rápidos, a interface também responde rapidamente. A quantidade de interrupções também está sensivelmente menor, mas não foi removida, porém dá a possibilidade de o usuário escolher quais mensagens quer receber. No


windows7:W2008 25/3/2009 15:38 Page 41

pré-lançamento/windows7

Barra de Tarefas Ao lado, a Taskbar: o botão direito faz com que um menu surja. Na ponta, a nova taskbar e o recurso de mostrar miniaturas das janelas

Windows Vista é possível apenas ligar ou desligar este recurso, conhecido como User Account Control. Existem quatro níveis de notificação:

• Sempre notificar - este nível é o mais alto e pede confirmação tanto para instalar programas quanto para para quaisquer mudanças feitas no Windows pelo usuário. Esta opção é recomendada caso o usuário instale programas rotineiramente e visite sites não confiáveis.

//CURIOSIDADE Jornalistas da ZDNet, da Austrália, saíram às ruas em fevereiro de 2009 e mostraram o KDE 4.2 com efeitos 3D do Compiz, equivalente do Linux ao Aero, como sendo o Windows 7 e os entrevistados não perceberam a diferença. Ainda disseram que o novo Windows era mais rápido e estável, alguns inclusive afirmaram que estavam dispostos a fazer um upgrade.

• Padrão - notifica apenas quando houver instalações de programas, mas sem pedir confirmação para qualquer alteração nas configurações do Windows. Esta opção é recomendada caso os programas instalados e os sites visitados sejam confiáveis. • Alterações no Windows - pede confirmação para quando forem feitas mudanças na configuração do Windows. Esta opção não escurece o desktop ao abrir a janela de confirmação. E também permite que o programa interaja com esta janela, clicando no botão "Sim", por exemplo. • Nunca notificar - não pede confirmação nem para instalar programas nem para alterar as configurações do Windows. Esta opção, apesar de não ser recomendada, pode ser usada para permitir o uso de programas não certificados pelo Windows 7, por não suportarem o User Account Control. Alguns usuários do Windows 7 também foram capazes de perceber algumas falhas de segurança: escreveram um exploit prova-de-conceito e reportaram os problemas à Microsoft, que corrigiu as falhas numa versão que ainda não está disponível para download. Um defeito que chamou atenção de alguns usuários foi a corrupção de arquivos de mp3, cuja correção foi disponibilizada. Sabe-se também que o governo do EUA está de olho no Windows 7, procurando por atitudes monopolistas. Então, a Microsoft tem um grande desafio, pois será muito difícil adicionar novas características que os consumidores sem ir contra o regulamento antitruste. O Windows 7 também possui alguns programas a menos: o Messenger e o Movie Maker não vêm mais instalados; agora fazem parte do pacote Windows Live e podem ser baixados

gratuitamente. Seus principais aplicativos são: Windows Live Messenger, Photo Gallery, Mail, Writer, Movie Maker entre outros. Especialistas afirmam que essa atitude tem por fim evitar que a Microsoft seja processada por atitudes monopolistas. Outro fato interessante é que a versão europeia do Windows 7 poderá vir com alguns outros navegadores concorrentes e pedir, durante a instalação ou configuração, que o usuário escolha entre os navegadores disponíveis e desabilitar qualquer recurso integrado ao Windows do Internet Explorer, caso o usuário escolha um navegador concorrente. A Microsoft anunciou no Engineering Windows 7 blog que os usuários poderão desabilitar várias funções do Windows 7, incluindo o Internet Explorer. Entretanto, o navegador ainda está bastante integrado ao sistema; no Painel de Controle, dentro de "Opções de rede e Internet", existem opções para alterar diretamente as configurações do navegador. Outra curiosidade é que o preview de janelas da barra de tarefas, do Internet Explorer, permite ver cada aba separadamente, enquanto nos outros navegadores, como Google Chrome, Apple Safari, Mozilla Firefox e Opera, apenas a aba focada é mostrada.

Conclusão A recepção dos usuários tem sido positiva apesar de ainda estar em desenvolvimento e incompatível com muitos programas e drivers ainda utilizados no Windows XP. O Windows 7 está causando uma ótima impressão: ter permitido que os usuários testassem a versão beta foi uma excelente atitude da Microsoft. Essa atitude de liberar o sistema para download durante sua fase beta traz maior flexibilidade no desenvolvimento, através do contato direto com os usuários, além de permitir à Microsoft poder oferecer um sistema de acordo com o gosto do público. Com a instalação do pacote Windows Live, a experiência se torna muito mais rica, pois, além dos programas serem integrados, possibilita que recursos online sejam acessados pelo desktop, servindo como ponte para os serviços da rede Live, como o Messenger e o Hotmail. locaweb 41


artigo_marcelo_mercado:W2008 9/4/2009 18:55 Page 42

opinião/articulista

e-business Marcelo Trípoli Presidente da agência de marketing digital iThink e autor do blog ifound.com.br @marcelotripoli marcelo.tripoli@ithink.com.br

Qual o último CD que você comprou? Do mesmo modo que o mundo digital mudou a indústria de música, outros segmentos devem seguir pelo mesmo caminho. Quem descobrir quais se dará bem O mundo digital revolucionou a indústria da música e mudou, definitivamente, a experiência de consumo desse mercado. Quem não se lembra, por exemplo, de quando a banda Radiohead lançou o álbum In Rainbows de uma forma diferente e inusitada ao colocar as faixas na Internet para download? Essa iniciativa, muito bem aceita pelos fãs, teve uma particularidade interessante: o comprador tinha a opção de pagar o quanto quisesse e se quisesse. Os mais generosos, de acordo com a empresa de pesquisas de mercado comScore, foram os norte-americanos, que pagaram, em média, US$ 8 pelo álbum da banda de rock inglesa. Durante os 29 dias analisados pela pesquisa, 1,2 milhão de pessoas de todo mundo visitaram o site para realizar downloads. No total, 38% das pessoas que baixaram o álbum pagaram pela obra, enquanto 62% adquiriram as músicas gratuitamente. Esses números podem, à primeira vista, apresentar um cenário negativo para a banda. Mas, estimativas apontam que, com a ação, o Radiohead faturou £ 3 milhões, o equivalente a US$ 10 milhões. O download das músicas durou, aproximadamente, três meses e, logo depois, a banda fez um lançamento físico do álbum, com faixas extras. Rapidamente, o CD ganhou o primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos e do Reino Unido e vendeu mais de 100 mil cópias. Ao fazer as contas, a gravadora Warner Chappell considerou esse modelo de negócio um “sucesso comercial”. Mas, o curioso é que esta ação não era necessariamente uma novidade. Diversas iniciativas esporádicas do tipo já haviam sido feitas. Vamos a mais algumas informações: quem nunca ouviu falar na

42 locaweb

Live Nation, que assinou um acordo de US$ 120 milhões com a Madonna? Essa empresa é organizadora de shows e, embora assine contratos com artistas semelhantes a uma gravadora normal, atua mais como promotora do que como proprietária das músicas. Sua principal atividade é produzir, divulgar e vender shows. Em 2008, por exemplo, a empresa vendeu 50 milhões de ingressos e o seu site, LiveNation.com, teve 70 milhões de visitantes. Agora, constrói a primeira plataforma vertical integrada dos artistas para os fãs. O foco das mudanças da indústria da musica não é apenas o público de classes altas. De acordo com pesquisas recentes, o número de celulares com mp3 vendidos para o público de baixa renda é maior do que o número de celulares sem esse recurso. Outro fator relevante nesse contexto é o fato de as lojas de música online oferecerem preços competitivos. Em comparações recentes feitas pelo IDG Now!, a maioria dos álbuns comercializados pela rede (em sites brasileiros) custou mais barato que as mídias físicas, vendidas com caixa e encarte nas prateleiras das lojas. Essa é apenas uma das mudanças. Mas, muito em breve, outras devem ocorrer, principalmente com relação às medidas restritivas. Afinal, em 2008 houve 40 bilhões de downloads ilegais em todo o mundo, totalizando 95% das operações realizadas, de acordo com levantamento IFPI Digital Music Report. Preocupações à parte, a tendência é que as transforma��ões protagonizadas pelo mercado de música digital, que faturou 3,7 bilhões de dólares em 2008, sejam vivenciadas por outras áreas de consumo. E aqui fica um desafio: quem puder visualizar como a tecnologia mudará as formas de se fazer negócios, terá, com certeza, boas oportunidades. Esse é o futuro!


205 X 275:Layout 1 19/3/2009 17:16 Page 1


photoshop:W2008 9/4/2009 18:57 Page 44

designweb

Seja um expert no Photoshop Conheça as melhores dicas de desenvolvimento, plugins, filtros e sites e arrase em seus projetos digitais com o software Por Ronaldo Zitrô

rabalhar com Photoshop é uma arte. Dominar o aplicativo é fácil, mas há tantas opções e funcionalidades que até mesmo o mais caprichoso artista digital levará anos para explorar todo o potencial do aplicativo da Adobe. Seja você um veterano equipado com um tablet ou um aspirante que acaba de passar pelo processo de instalação, confira as nossas

T

44 locaweb

dicas. Com elas você poderá adicionar efeitos, melhorar o seu trabalho e dar aquele “toque final” para entregar uma verdadeira obra de arte. Não importa se você quer tratar uma foto da modelo famosa ou mostrar outro visual para a sua namorada. É fácil transformar loiras em morenas com o Photoshop, e você não precisa sujar suas mãos com tinturas. Confira o exemplo a seguir, com uma imagem de divulgação da atriz Hayden Panettiere, que pode ser adquirida em http://tiny.cc/oi1bH:


photoshop:W2008 25/3/2009 11:18 Page 45

projetos

das condições e qualidades das fotos utilizadas, mas a “receita de bolo” é praticamente a mesma na maioria dos casos. Lembre-se: olhos escuros são mais difíceis de trabalhar, enquanto os mais claros (azuis, verdes e acinzentados) são bastante fáceis. Para começar, você precisa de duas imagens: um close-up de um olho, e uma segunda imagem que servirá como reflexo.

1 2

Abra as duas imagens dando um duplo clique sobre elas.

Crie um novo layer na imagem “olho”, e copie a imagem “reflexo” nesse layer.

Hayden Panettiere \\ Com o Photoshop é possível realizar alterações de todos os tipos, como cor de cabelos, em qualquer foto de pessoa; acima, um exemplo de mudanças na bela atriz do seriado Heroes

1 2

Abra a imagem original. Vamos chamá-la de “loira.jpg”

Duplique a imagem em um novo layer. Basta teclar CTRL+J (PCs) ou Command+J (MACs).

3

Clique em “Image”, depois “Adjustments”, em seguida “Hue/Saturation” e utilize os valores 180 -100 e -35, nessa ordem.

cabelo da pessoa fotografada. É fácil, rápido e eficiente.

Imagens como reflexos em olhos Criar reflexos em imagens e fotografias de olhos é fácil, e o resultado normalmente impressiona. Tudo depende

3

Redimensione a imagem “reflexo” para que se encaixe dentro da íris (a parte redonda e colorida dos olhos), no tamanho que mais agradar.

4

Nas opções de layer, selecione “Blending Options”, mantenha o “General Blending” como “Normal” e deixe a Opacidade (Opacity) em 65%. Esse número

4

Abra as opções de layer e selecione “darken”. Dê OK e retorne à imagem.

5

Com a ferramenta de borracha (ou de path, para os mais pacientes), apague todos os elementos do layer superior, exceto cabelos e sombrancelhas. Recomendo a utilização de pincéis pequenos, perfeitos para pequenas curvas.

Veja o efeito final. Com mais treino, é possível alterar a transparência da opção “darken” do layer superior, obtendo diferentes efeitos de luminosidade no

Receita \\ Criar reflexos em imagens e fotografias de olhos é fácil, e o resultado normalmente impressiona; tudo depende das condições e qualidade das fotos, mas lembre-se, olhos escuros são mais difíceis de trabalhar locaweb 45


photoshop:W2008 25/3/2009 11:18 Page 46

projetos

7

Com a ferramenta de borracha, selecione um pincel (brush) com formato spray, tamanho grande (neste caso utilizamos 200) e comece a apagar as bordas do “reflexo”, para que ele se “mescle” naturalmente ao olho.

8

Após atingir o efeito desejado, crie um novo layer novamente. Pinte-o de preto.

9

Abra o menu de filtros (filter), clique em “Render” e depois “Lens flare”. Coloque um flare de 105mm aproximadamente no centro da íris.

Fundo \\ O Photoshop permite que o usuário inclua fotos dentro de fotos e imagens diversas em qualquer parte de uma figura; no exemplo acima, a atriz Hayden Panettiere, do seriado Heroes, aparece dentro de seu olho pode ser alterado de acordo com a cor do olho, para melhor adequar a imagem ao reflexo.

5

Ainda nessa janela, entre em “Inner Shadow”, ative a opção e utilize os números: 50 (Distance), 0 (Choke) e 38 (Size).

6

Dê OK, retornando à imagem “olho”.

* Com treino, é possível alterar a transparência da opção “darken” do layer superior, obtendo diferentes efeitos de luminosidade no cabelo da pessoa fotografada. É uma tarefa fácil, rápida e bastante eficiente

Repositórios de Guias & Tutoriais Adobe Photoshop Tutorials http://www.tutorialized.com/tutorials/Photoshop/1 Centenas? Não, milhares de links selecionados com guias para aprender novas técnicas e efeitos no Photoshop. Eles servem para praticamente qualquer versão do aplicativo, somando uma verdadeira bíblia do design. Altamente recomendado. Photoshop Roadmap http://www.photoshoproadmap.com/Photoshop-tutorials Perfeito para quem trabalha com publicidade, oferece guias e informações para elaborar efeitos modernos, atuais e ousados. De opções para texturizar fontes até efeitos de cenários e explosões, são dez guias para estudar e guardar. Tutorial9 http://www.tutorial9.net/photoshop/energize-your-graphicswith-abstract-energy-lines/ Um tutorial com efeitos de luz, energia e linhas, imitando efeitos utilizados nos dias de hoje em peças impressas. Fácil de executar, auxilia na criação de media cards e anúncios.

46 locaweb

PSD Vault http://www.psdvault.com/photo-effect/design-adark-and-misty-mountain-with-distant-city-scenein-photoshop/ Transforme qualquer cenário em um ambiente macabro com esse guia que ensina o passo-a-passo e ainda fornece as imagens para você aprender a modificar a sua cidade favorita. Execução fácil, com resultado impactante. Photoshop Tutorials http://photoshoptutorials.ws/photoshoptutorials/photo-manipulation/combine-photoelements-to-create-a-surreal-photomanipulation.html Deixe os artistas modernos no chinelo com este guia que ensina a criar fotomontagens com efeitos especiais. Com esse passo-a-passo, fica fácil combinar diferentes imagens para elaborar uma peça bastante ousada, com elementos abstratos e um visual de cair o queixo.

10

Entre nas opções de layer e vá para “Blending Options”. Selecione o Blend Mode “Screen” em 80%. Este número também pode ser alterado “a gosto”, para deixar o efeito de luz mais (ou menos) aparente.

11

Para finalizar, dê OK e aprecie a sua obra.

Efeito de pintura Mostraremos agora como aplicar um efeito rápido para estilizar uma imagem. O


photoshop:W2008 25/3/2009 11:19 Page 47

projetos

* Com 146 plugins e filtros separados em oito pacotes, o site Cybia Digital oferece efeitos de contorno, transparência, edição de cor, emboss, troca de cores e texturas efeito é similar ao de pinturas, tornando fácil a tarefa de transformar imagens de pessoas e animais em desenhos.

1 2 3

Abra a imagem original com um duplo clique sobre ela. Duplique o layer com CTRL+J (PCs) ou Command+J (Macs). No novo layer, abra a aba de efeitos selecione “Stamp” dentro

Efeitos \\ O efeito de estilizar uma imagem é rápido e torna a figura com traços similares aos de pinturas; esse efeito é especialmente inidicado a quem precisa transformar imagens de pessoas e animais em desenhos de “Sketch” com os números “25” e “5”, nessa ordem.

6

Passe esse layer para o nível superior, ficando novamente com a foto original visível.

4

7

5

8

Dê OK na janela e retorne à imagem que você está alterando no Photoshop. Transforme o layer inferior clicando nele com o botão direito, e depois “Layer from Background.” Essa tarefa é simples de ser realizada.

Clique nas opções do layer, vá para “Blending Options” e em “Blend Mode”, selecione “Color”. Entre em “Image”, vá para “Shadows/Highlights” e coloque o número superior em 50%. Dê OK e aprecie o efeito final!

Repositórios de Filtros & Plugins THE WORKS Cybia Digital Resource Studio http://www.cybia.co.uk/theworks.htm Com 146 plugins e filtros separados em oito pacotes (AlphaWorks, ColourWorks, EdgeWorks, ScreenWorks, EmbossWorks, SwapShop, MasterBlaster e Mezzy), oferece efeitos de contorno, transparência, edição de cor, emboss, troca de cores e texturas. DEEP PAINT 2.0 Right Hemisphere http://www.download.com/Deep-Paint/3000-2193_4127819.html Com uma interface intuitiva, este pacote permite pintar e texturizar modelos 3D de maneira interativa. Dá a liberdade para clonar efeitos fotográficos passo a passo, tem diversos pincéis editáveis, funções de pintura e efeitos visuais incríveis. Filtros Richard Rosenman http://www.richardrosenman.com/software/downloads/ Um pacote com oito plugins e filtros, incluindo o

3D Sphere Generator, Color Bar Generator, Scanlines Generator, Pinch, Tiler, Superformula, Smart De-Interlacer e Pinocchio. Website é atualizado com frequência, e novidades sempre são disponibilizadas. VIRTUAL PHOTOGRAPHER OptikVerve Labs http://www.optikvervelabs.com/default.asp Perfeito para quem trabalha com edição de fotos, oferece 50 efeitos pré-definidos para aplicar combinações de texturas, modificações de cor, P&B, foco suave, contraste e efeitos artísticos. Mehdi Plugins http://www.mehdiplugins.com/ Uma infinidade de plugins gratuitos (como Blots 2, Curves, Edges Fix, Fur 2, Gradient Smithy, Melt 1.1, Seamless Border 2, Absolute Color, enter outros) para aplicar efeitos visuais de variados tipos: simples, avançados e até mesmo fractais.

Xero Plugins Xero Graphics http://www.xero-graphics.co.uk/freeware.htm Uma compilação com 41 plugins especiais para Photoshop, incluindo Serious Fog, Nostalgia, Porcelain, LineArt, Pulsar, Bad Dream, Softener, Seasoner e Alien Mist. Efeitos visuais avançados, com poucos cliques e configuração fácil. Filter Factory http://www.photoshop-filters.com/html/filter_factory.htm Mais de 400 filtros e plugins gratuitos para Photoshop, muitos deles com efeitos dignos das melhores publicações do mercado. Tratamento de fotos, sobreposição de imagens, efeitos gráficos, mosaicos e muito mais. The Plugin Site http://www.thepluginsite.com/resources/freeps.htm Uma coleção de links especiais, classificados por quantidade e qualidade, que relata os melhores lugares para baixar novos filtros e plugins para Photoshop. A coleção é imensa, e ainda indica quais downloads são compatíveis com Windows e Mac..

locaweb 47


linux-windows:W2008 25/3/2009 12:33 Page 48

programação/hospedagem

Hospedagem Linux X Windows Conheça os recursos, vantagens e desvantagens oferecidos por ambos os sitemas operacionais antes de escolher em qual deles hospedar o seu site Texto: Eduardo Lisboa e Max Jahnke o hospedar um website na internet, a primeira pergunta que vem à mente é: qual sistema operacional usar? Os mais habituais, sem dúvida alguma, são o Windows e o Linux. O primeiro conta com ferramentas interessantes em sua última versão que são capazes de surpreender até mesmo o mais experiente dos administradores. Já o Linux, como é sabido, apresenta diversas distribuições diferentes, cada uma com um perfil de público distinto. Enquanto algumas delas são dedicadas a rodar em servidores, outras são mais adequadas para o ambiente doméstico. Às vezes, a decisão sobre qual sistema escolher é baseada na opinião de um amigo ou um profissional de confiança, mas nem sempre acaba dando certo. Isso porque, mesmo para quem conhece bem os sistemas, é fundamental entender os propósitos de quem deseja implementar a solução e, mais do que isso, realizar suas manutenções

A

periódicas. Antes de fazer a sua opção, vale a pena saber os recursos, vantagens e desvantagens de ambos os lados. Isso é fundamental para que, futuramente, você não enfrente problemas quando determinada ferramenta não estiver disponível ou não for totalmente suportada.

Segurança O item mais importante de um sistema é a sua segurança. Dentro desse cenário, tornou-se comum apontar que o Windows é mais inseguro que o Linux. Ocorre, entretanto, que ambos os OS são tão seguros quanto se desejar. Afinal, uma boa proteção é muito mais fruto de uma administração competente que de um recurso embarcado em qualquer software. Por isso, vale muito a pena contratar uma companhia especializada para hospedar o seu site, de preferência de renome, com uma política de segurança bem séria, a fim de evitar que qualquer ataque comprometa seus sistemas. Há quem prefira, no entanto, sustentar a hospedagem dentro da própria empresa em vez de contratar um grupo especializado. Esse trabalho geralmente é conferido a um funcionário que, muitas vezes, cuida também da infraestrutura (acesso ao servidor, quem, onde, como, quando) e da aplicação da página. Ao concentrar estas três funções em uma única pessoa, a empresa eleva muitas vezes as chances de as falhas aumentarem, pois é improvável que um profissional, por mais competente que seja, consiga dar conta de tantos recursos ao mesmo tempo de maneira apropriada.

Windows \\ Se a prioridade for a funcionalidade e a segurança do sistema, ao usar .NET, Frontpage Extensions ou um eventual acesso a uma base em Access, o mais seguro é usar o sistema da Microsoft 48 locaweb

* Tornou-se comum apontar que o sistema operacional da Microsoft é mais inseguro que o Linux. Ocorre, entretanto, que ambos os OS são tão seguros quanto se desejar


linux-windows:W2008 9/4/2009 18:59 Page 49

programação/hospedagem

Acesso Depois da segurança, é importante analisar o sistema de acesso. O método mais comum é via FTP. Tanto o Windows quanto qualquer distribuição de Linux oferece suporte a esse serviço. A vantagem do FTP é que ele não distingue o sistema operacional do cliente ou do servidor, então não faz diferença se o cliente está em um sistema e o servidor em outro. Como se não bastasse, trata-se de uma ferramenta muito simples de ser manuseada. Prova disso é que o próprio Windows Explorer contém um cliente de FTP embutido, embora existam outras alternativas interessantes, como o CuteFTP e o Filezilla - este último disponível também para Linux. Outro método de acesso bastante conhecido é o SSH, semelhante ao telnet, mas com criptografia, o que o torna bem mais seguro. O SSH permite que sejam executados comandos, o que pode ser útil em diversas situações, sobretudo se o webmaster for familiarizado com os comandos do Linux. Outra vantagem do SSH é que ele conta com o SFTP, ferramenta que funciona como o FTP, mas com criptografia.

Linux É fácil encontrar módulos específicos no webmin para baixar e adicionar, como um configurador de servidor IRC e tarefas de backup

Tipos de arquivos Além do HTML, JavaScript e Cold Fusion, existem outras tecnologias que, de certa maneira, funcionam melhor Webmin \\ Interface web do Linux semelhante ao Painel de Controle do Windows, na qual é possível em uma plataforma do que em outra. O configurar desde contas de usuários do sistema até procedimentos de boot e desligamento Linux, por exemplo, geralmente oferece suporte a PHP e scripts CGI (que podem utilizar qualquer PostGRESQL. A escolha do SGBD mais adequado depende linguagem de programação, apesar de a mais comum ser marjoritariamente de como e por quem a aplicação será escrita PERL), além de Ruby On Rails. Para os fãs de Python, ainda Em certas linguagens, existem intermediários entre o SBGD e a existe o Django, framework equivalente ao Ruby On Rails. aplicação, como é o caso do Hibernate, do Java. Já em outras, o O suporte a Cold Fusion, ASP e ASP.Net costuma ser mais acesso é feito diretamente ao SGBD e, se ele for alterado, todo o aplicado no Windows, enquanto Ruby, Perl e PHP são código com os comandos executados no servidor (SELECT, SHOW, característicos do Linux. De acordo com sua necessidade, porém, é USE, etc) terá de ser mudado. Nesse caso, é importante estudar possível fazer com que o Windows suporte as linguagens mais qual SGBD será o escolhido e, a partir daí, não mexer mais nele. comuns do Linux e vice-versa. O OS da Microsoft pode, inclusive, usar o famoso Apache, servidor web muito conhecido e usado por Desempenho quem escolhe o Linux como servidor. Para fazer essas mesclas Costuma-se dizer é que o Linux tem desempenho superior ao entre os sistemas, vale a pena consultar a empresa de do Windows. Isso porque o sistema de código aberto é muito hospedagem a ser contratada, pois as implementações podem ser mais flexível quando se trata de personalização. No quesito bastante trabalhosas. E isso é mais uma vantagem de contar com otimização, por exemplo, quase tudo pode ser compilado ao um grupo especializado e de confiança para hospedar o seu site. adicionar ou remover recursos que influenciam diretamente no desempenho do sistema. Entretanto, o Windows 2008 chegou para mudar esse Bases de dados panorama. Isso porque o OS possui a opção "Server Core", na qual No Windows é possível acessar nativamente arquivos do estritamente o básico é instalado. Ao fazer o login, apenas um Microsoft Access com completa confiabilidade. A Microsoft terminal é aberto para o administrador, mas ainda dentro da também oferece o Microsoft SQL Server para quem precisa de um interface gráfica. Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) completo. No Para quem gosta de usar comandos e até escrever Linux, as alternativas mais comuns são o MySQL Server e o locaweb 49


linux-windows:W2008 9/4/2009 18:59 Page 50

programação/hospedagem

verdadeiros programas usando o bash do Linux, o sistema da Configuração Microsoft agora oferece o Windows PowerShell - item Enquanto no Windows tudo é apontar e clicar, no Linux o opcional que não é instalado por padrão e depende do mais comum é editar diretamente os arquivos de framework .NET. O site da Microsoft oferece um documento configuração. Entretanto, isso tem mudado. Existem diversas bastante completo com dicas para otimizar diversos serviços alternativas gráficas para configurar o sistema sem ter de do Windows. O endereço é tinyurl.com/6b99qn. recorrer ao terminal. Uma das alternativas mais antiga e conhecida é o webmin, interface web semelhante ao Painel No caso de ser uma máquina da própria empresa a de Controle do Windows, na qual hospedar o site, a dica mais óbvia é é possível configurar desde contas não usá-la como um desktop * Uma boa proteção é muito de usuários do sistema até comum nem instalar nela mais fruto de uma administração procedimentos de boot e quaisquer serviços que não façam competente que de um desligamento. Como a parte da infraestrutura do website. recurso embarcado em qualquer ferramenta é totalmente modular, Uma máquina dedicada é muito mais segura e estável. software. Por isso, vale muito é fácil encontrar módulos para baixar e adicionar, a pena contratar uma específicos como um configurador de Custo companhia especializada para servidor IRC, tarefas de backup, ou Além dos custos de hospedar o seu site servidor Asterisk. infraestrutura e equipamento, ao Outro recurso interessante do hospedar seu site na própria webmin é o de clonar módulos. Caso haja duas instâncias do empresa é necessário atentar para os gastos com aquisição de Apache rodando, por exemplo, é possível clonar o módulo e licenças, no caso do Windows, e de treinamento e suporte, no depois usar um para cada instância antes de configurar os caso do Linux. Existem diversas distribuições que oferecem serviços de forma separada e independente. suporte e treinamento junto à caixinha do sistema, como a Red Para quem instala o Windows Server Core, há ainda outras Hat, com o Red Hat Enterprise Linux; a Novell, com o Suse Linux; ferramentas interessantes. É o caso do "Server Core Configurator e a Mandriva. Tem também o Ubuntu, da Canonical, e diversas by Guy Teverovsky", disponível em tinyurl.com/32lwbq. Também é outras distribuições que, apesar de não terem suporte comercial "oficial", contam com o serviço realizado por terceiros. Consulte possível administrar o Windows Server Core remotamente por isso direitinho antes de escolher a distribuição. meio da ferramenta Windows Remote Shell (WinRS). Para isso, No caso do Windows, o custo com licenças pode ser muito basta rodar o comando winrm quickconfig. elevado se o projeto for subdimensionado e um aumento do parque de máquinas for necessário. Por isso, fazer um Conclusão contrato com uma empresa de hospedagem costuma ser A escolha do sistema operacional (e se a hospedagem será da uma opção muito menos onerosa, já que os gastos com própria empresa ou terceirizada) deve ser feita com muito carinho; infraestrutura e segurança são transferidos para terceiros, pois o barato pode sair caro. É preciso definir as linguagens de sobrando apenas a preocupação de criar e manter o site. programação que serão usadas, os recursos necessários e também ter familiaridade com o sistema escolhido. Um bom administrador pode se beneficiar do Linux, por ser mais flexível, mas também pode comprometer toda a segurança se não souber o que fazer. O Windows se dá muito melhor com suas próprias tecnologias do que uma tentativa experimental no sistema de código aberto. Se a prioridade for a funcionalidade e a segurança do sistema, ao usar .NET, Frontpage Extensions ou um eventual acesso a uma base em Access, o mais seguro é usar o sistema da Microsoft. Caso a opção seja por PHP, Java, Python ou Ruby, por sua vez, o Linux oferece muitas ferramentas para ajudar tanto na administração dos serviços quanto na programação das linguagens, como editores visuais. Fora isso, oferece a conhecida flexibilidade de se otimizar Hospedagem em Windows \\ Hospedagem no sistema operacional é indicado para praticamente todo o sistema. webmasters que tem total domínio dos programas e linguagens proprietárias da Microsft 50 locaweb


artigo_rene_design:W2008 25/3/2009 16:16 Page 51

opinião/articulista

design User Experience Evangelist Microsoft Brasil rene.de.paula@microsoft.com Blog: O UAU Nosso De Cada Dia http://blogs.msdn.com/ renedepaula

Pensando fora da ilha

Ilustração//Alexandre Dias (Nani)

René de Paula Jr.

As redes sociais estão criando um mundo fechado, praticamente à parte do restante da internet e isso é uma coisa um tanto quanto preocupante Você não deve se lembrar dos velhos tempos da America On Line, imagino. A história é a seguinte: havia internet antes da web. Sim, não é lenda não. Devo ter provas materiais, inclusive, disquetes enfiados em alguma gaveta. Siiiiim, disquetes! De onde vinham os tais disquetes? Era assim: nos idos de 95 você podia comprar (a peso de ouro) uma placa de fax-modem, uma inovação fabulosa que permitia você mandar... (adivinhe: emails? Não!) fax direto do Word, por exemplo. Se você fosse muito geek, ia usar a mesma placa para se conectar a BBS e outras esoterices do gênero (eu não era tão geek ainda). Pois bem: junto com o fax-modem importado vinha um monte de disquetes promocionais, e me lembro da Compuserve e America On Line. Como esses serviços não rolavam no Brasil, nunca testei, mas sei como eram. Era assim: você instalava um monte de software (um discador, um browser proprietário) e, por uma assinatura mensal, você entrava no mundo encantado da AOL. Tinha tudo: notícias. A coisa era tão fechada que um browser web normal não conseguia acessar conteúdo da AOL, e o browser da AOL não navegava pela web. Milhões de pessoas vivendo numa galápagos digital. Ok, isso mudou e a AOL se abriu pra web. Mas o sonho das galápagos digitais parece viver para muitíssimo, como aquelas tartarugas gigantes de casca grossa. E isso me preocupa. Preste atenção nos eventos sobre web por aí. Preste atenção nas revistas. Nos artigos de jornal. De uma hora pra outra parece que internet é só web (e você sabe que não é), e que web é só redes sociais (e espero que você saiba que não é). Hoje mesmo li uma pesquisa que mostra que os brasileiros

passam um tempo recorde em redes sociais, algo como 23% do tempo. As mensagens dentro das redes sociais já superam o uso de email. Eu imagino que pra muita gente internet = rede social. O cara nem precisa sair das suas “comus”. Será que as redes sociais estão com síndrome de AOL ou são as pessoas que gostam de mundinhos fechados? Difícil dizer. Se você trabalha com opensocial e foca em algumas redes sociais, tudo bem, você está em casa. Mas e quem trabalha com ecommerce, os experts em conteúdo, os publicitários, etc. etc. etc.? Vão ter que criar “embaixadas” nas redes sociais? Eu espero que não, e prefiro pensar de outra maneira. Meus amigos são meus amigos, isso é algo que transcende uma rede social ou outra. Eu não quero ser forçado a criar do zero minha lista de amigos, ter que aprovar um a um, etc. Eu quero poder levá-los comigo e tê-los não só na web, mas nas aplicações também, inclusive aplicações mobile. É por isso que eu gosto do que está sendo proposto no Live Services, que permite que você use as API’s do Live para – em qualquer aplicação, seja web ou não – poder importar seus contatos, poder incluir chats, poder compartilhar informações, sincronizar arquivos etc. Tudo isso contando com toda a infra parruda do Mesh, Silverlight, futuramente do Azure, etc. Se pensarmos que no Brasil a plataforma Live tem mais de 40M de ID’s ativos e que mais de 80% dos brasileiros têm Live Messenger, essa história fica mais interessante ainda: é uma mão-na-roda para você não ter que ir até as montanhas, mas trazer uma montanha inteira até você. Visite dev.live.com e comece a pensar fora da ilha, quero dizer, fora da caixa ☺. Ou se esconda no conforto do casco de tartaruga.

locaweb 51


Case:W2008 25/3/2009 10:59 Page 52

portfólio

caseslocaweb Moda na internet Empresa de moda ViaUno, parceira da Locaweb, renova cara da página eletrônica constantemente, de acordo com lançamentos de coleções

Assim como a moda, o site da ViaUno (www.viauno.com.br) é frequentemente atualizado ou sofre mudanças. Durante o fechamento desta edição da Locaweb em Revista, estava no ar a Coleção Outono Inverno 2009. Muito provavelmente,

quando você receber este exemplo, já haverá outro atrativo principal no site. Por necessitar de flexibilidade e agilidade na atualização do site, a ViaUno optou, há mais de cinco anos, pelos serviços da Locaweb. Desde então, foram dezenas de

gadbrivia \\ Empresa é a responsável por criar o desenho da página da ViaUno; site passa por transformações completas regularmente, de acordo com coleções 52 locaweb

atualizações no layout ou na estrutura da página, sempre com acessos em ascensão. “Em primeiro lugar, migramos para a Locaweb devido à segurança e confiabilidade que a empresa oferecia na época da adoção e que mantém até hoje”, diz Joel Costa, gerente de TI da ViaUno. “Desde então, nunca tivemos problemas. Mesmo com as frequentes alterações de design, não me lembro de um único dia em que o nosso site ficou fora do ar.” A página é alterada de acordo com a campanha de moda que a ViaUno lança. Com isso, há alterações no número de fotos que são enviadas ao servidor. E também nas requisições, no espaço ocupado em disco, no número de acessos ao site. Com todas

essas mudanças, a ViaUno se preocupou em optar por uma empresa que, sem burocracias, resolvesse os pedidos do cliente o mais rápido possível. “Antes de ser cliente Locaweb, nós passávamos por um problema grave. Sempre que necessitava de alguma alteração, a empresa de hospedagem dizia que abriria um chamado, que levaria uns dias para alterar meu plano ou o que quer que fosse”, diz Costa. “Entretanto, na internet, é necessário agilidade. Em tudo o que precisei da Locaweb até hoje, a empresa foi ligeira e competente. Sem burocracia, resolveram meus problemas.” A seguir, você confere um raio-X do atual - pelo menos até o fechamento desta edição site da ViaUno, apresentando a coleção Outono/Inverno 2009.


Case:W2008 25/3/2009 10:59 Page 53

portfólio

J O site

2

3

1

5

4 1 PRINCIPAL J A página principal da ViaUno é extremamente simples e muito bem resolvida. Há uma bela figura que toma conta da maior parte da tela - e que remete à coleção Inverno 2009, com motivos asiáticos espalhados pela imagem. A partir desta figura, ao seu redor, é possível realizar a navegação para o site inteiro, que apresenta diversas coleções e outras informações sobre a empresa de moda.

2 MENU SUPERIOR J Na parte superior esquerda da página, há uma parte do menu de navegação do site. O importante canal de comunicação com o visitante - o fale conosco - ocupa lugar de destaque na página e mostra o quanto a ViaUno encara com seriedade a visita de internautas em sua página. Além do fale conosco, é possível acessar a

página da coleção da moda que atualmente está sendo disponibilizada pela empresa.

3 BUSCA J A seção de busca, fica do lado direito da tela, também no canto superior. Ao digitar qualquer ocorrência, o usuário é levado a mais conteúdo da página, que pode mostrar informações gerais sobre a empresa, coleções anteriores, canais de contato. Próximo ao campo de busca, percebe-se que há um espaço para usuários da ViaUno.

4 IDIOMAS J Na parte inferior da homepage, é possível escolher o idioma no qual deseja-se que a página seja apresentada. Há opções em Português, Inglês e Epanhol. Desde a página de introdução, o usuário já pode definir qual a língua que prefere. Caso

mude de ideia, o visitante pode clicar no botão “Alterar preferência”. Ele será enviado a uma página com o mapa múndi e então poderá clicar na região que mais se adequa às suas preferências.

5 COLEÇÃO J A coleção do momento - Inverno 2009 - pode ser acessada de város pontos da

página. Uma das principais é no rodapé direito, que conta com letras estilizadas e garrafais. Ao entrar na seção, o usuário confere detalhes da moda Outono/Interno 2009. Do lado direito da tela, é possível navegar de acordo com a oferta dos produtos oferecidos, sejam eles sapatos, tamancos, sandálias e outros produtos voltados para os pés dos visitantes. locaweb 53


web standards:W2008 9/4/2009 19:03 Page 54

programação/webstandards

Webstandards e os padrões web Veja o que o World Wide Web Consortium (W3C) recomenda para deixar seu site antigo com um formato compatível com os principais navegadores usados atualmente Texto: Eduardo Lisboa esde que Tim Berners-Lee inventou a World Wide Web e escreveu a primeira especificação do HTML, muita coisa mudou na internet. Várias extensões foram adicionadas à linguagem e recursos extras como JavaScript e CSS trouxeram beleza e dinamismo para as páginas, mas também diversos problemas. No início, o HTML era muito simples: servia apenas para definir a estrutura do texto, como títulos, parágrafos, criar listas e dar ênfase em palavras ou frases. Com o desenvolvimento da linguagem, porém, outras marcações (tags) foram criadas para permitir que o resultado final se tornasse mais atraente. O problema é que esse crescimento não foi controlado, o que acabou gerando problemas. Alguns tags de estruturação, por exemplo, passaram a ser usadas para definir a formatação das páginas. Dentro desse cenário, destacam-se os sites construídos em tabelas, método de Ferramentas \\ Ferramentas como o gerenciador de conteúdo Drupal (acima) e validadores de CSS são desenvolvimento que cria diversas recomendadas pelo World Wide Web Consortium para padronizar o seu site de maneira fácil e inteligente dificuldades para os navegadores interpretarem corretamente o HTML e acaba com a estruturação do conteúdo. Havia também tags específicas * O W3C recomenda que a versão para definir a formatação, como a tag font, hoje considerada HTML seja a Strict, o que significa ultrapassada, e outras suportadas apenas por navegadores que devem ser usados apenas específicos, como a tag blink, que funcionava no navegador elementos para definir a estrutura e Netscape, mas não no Internet Explorer. que toda a formatação e estilo do A partir daí, outras inconsistências surgiram durante a guerra dos navegadores, mesmo porque as empresas texto sejam definidos pelo CSS

D

54 locaweb


web standards:W2008 9/4/2009 19:03 Page 55

programação/webstandards

passaram a adicionar características e recursos aos seus programas para demonstrar avanço e não se preocuparam em corrigir bugs. Como se não bastasse, também deixaram de lado qualquer tipo de padrão, dificultando a interoperabilidade dos navegadores e impedindo que os usuários trocassem de navegador. Esse cenário só começou a mudar quando o World Wide Web Consortium (W3C), consórcio fundado em 1994 por Tim Berners-Leec para criar padrões para internet, publicou uma especificação com o objetivo de padronizar uma determinada parte do desenvolvimento web. Afinal, o W3C tem como fundamento o fato de que a internet só atingirá todo o seu potencial quando as tecnologias básicas que a sustentam forem compatíveis. Assim, surgiram os seguintes conceitos, que devem ser seguidos por todos os profissionais web:

(X)HTML & CSS Para a criação de sites, o W3C recomenda que se use HTML 4.01 ou XHTML 1.1 - esta última é uma linguagem de marcação de texto que segue a syntax do XML, mas que ainda não é bem suportado por nenhuma versão do Internet Explorer. Por isso, quem a usa deve trabalhar de um jeito que o resultado final seja compatível com o HTML tradicional. De qualquer forma, tanto no HTML 4.01 quanto no XHTML 1.1 existem subversões. Confira:

• Strict - permite apenas o uso de elementos e atributos para estruturar o texto e proíbe o uso de todos que foram marcados como ultrapassados, como as tags de formatação; • Transitional - permite o uso de tags de representação e formatação, como center e font que foram excluídas da versão Strict; • Frameset - permite o uso de frames, recurso muito usado nos anos 90, mas repudiado hoje em dia por quebrar a semântica das páginas. O W3C recomenda que a versão HTML seja a Strict, o que significa que devem ser usados apenas elementos para definir a estrutura e que toda a formatação e estilo do texto sejam definidos pelo CSS. Assim, o formato fica separado do conteúdo, e o desenvolvimento e a manutenção do site tornam-se bem mais simples. Uma das grandes vantagens dessa abordagem é a possibilidade de se usar temas nos sites, o que se traduz em opções variadas para os usuários trocarem o layout ou até mesmo atender às necessidades de deficientes visuais, aumentando a fonte ou o contraste e assim facilitando o acesso ao conteúdo. O site do W3C conta com uma série de ferramentas, disponíveis em www.w3.org/ QA/Tools. As três mais conhecidas e usadas são: MarUp Validator, que verifica as tags de documentos HTML, SGML, XHTML e até

MathML; Link Checker, que procura por links quebrados; e CSS Validator, que valida documentos de folha de estilo CSS. Essas três ferramentas ainda podem ser usadas em conjunto com o Log Validator, que, além de reuni-las, define por prioridade quais erros devem ser corrigidos primeiro. O fato é que, com criatividade, verdadeiras obras de arte podem ser feitas apenas com HTML e CSS. Ao separar o conteúdo (HTML) do formato (CSS) em arquivos distintos fica muito mais fácil usar o mesmo estilo em diversas páginas, pois qualquer alteração só precisará ser feita em um único arquivo. Muitos exemplos disso podem ser encontrados na internet, e um site que merece destaque é o Zen Garden (www.csszen garden.com), que há alguns anos convida artistas gráficos para desenvolver um novo layout para o site. Lá, é possível encontrar vários estilos diferentes que, sem alterar nada do HTML, conseguem apresentar formas bem diferentes, bonitas e inspiradoras. Não deixe de espiar.

Recomendações do W3C Vale a pena ressaltar que as recomendações do W3C vão além de especificações de sintaxe, desenvolvimento de extensões e novas linguagens. Também há várias sugestões W3C O World Wide Web Consortium é um consórcio fundado em 1994 por Tim Berners-Leec para criar padrões para internet

EUA \\ Prova da confiabilidade do Drupal é o fato de ele ter sido recentemente usado para criar o site do governo dos Estados Unidos que divulgou os planos para a recuperação da atual crise econômica (www.recovery.gov) locaweb 55


web standards:W2008 25/3/2009 14:36 Page 56

programação/webstandards

para dar mais significado às páginas web, de forma com que todos possam ter acesso ao conteúdo, inclusive usuários com necessidades especiais. Uma dessas recomendações se refere ao título, parte muito importante da página pois, além de estar nas janelas e listas de sites favoritos, é o que aparece nos resultados do sites de buscas. Um bom título, segundo o W3C, nunca é muito curto nem muito comprido. Deve ser claro e conter uma informação que possa ser relacionada ao site em questão. Um título que diga "Parte 1", por exemplo, não diz muita coisa. Mas dizer "Parte 1 - O dia em que as coisas resolveram funcionar" é muita coisa. O importante é chegar a um consenso simplista, como "Soluções para X e Y". Um recurso que talvez não tenha toda a atenção que merece é o ALT. O atributo ALT é definido em uma série de tags, como img, area e opcionalmente para input e applet, para exibir um texto equivalente ao objeto mostrado. O texto ideal a ser incluído depende muito do contexto. Este texto alternativo traz os seguintes benefícios, como você pode ver a seguir:

• navegadores web estão disponíveis em uma enorme variedade de plataformas, com diferentes capacidades; alguns não conseguem carregar imagens ou apenas um conjunto restrito delas. Com o ALT definido, a descrição da imagem será exibida no lugar da imagem não carregada. • acessibilidade: alguns visitantes podem ser cegos ou ter a visão comprometida. • robôs de sites de pesquisa pertencem às duas categorias anteriores: para ter o site devidamente indexado como qualquer endereço merece, basta usar o ALT para garantir que o robô não perca a indexação das páginas mais importantes.

Outra questão: PNG ou GIF, qual usar? O ponto forte do GIF é que ele é amplamente suportado. Prova disso é que foi considerado por muito tempo a escolha padrão para gráficos na web. Comparado a outros formatos, não é tecnicamente superior, mas no início da web era a escolha mais segura. O PNG, por sua vez, é um formato mais novo, que basicamente pode oferecer resultados de compressão até 25% melhores, mas pode não ser suportado por navegadores mais antigos ou ter problemas com recursos mais específicos, como a transparência.

Geradores de (X)HTML e Sistemas Gerenciamento de Conteúdo Alguns desenvolvedores não gostam de escrever códigos diretamente em HTML e preferem usar ferramentas específicas para cirarem conteúdo sem terem de se preocupar com detalhes. Entre essas ferramentas específicas, há muitas bem interessantes. Entre elas, destaca-se o txt2tags e alguns outros sistemas para publicação de conteúdo com interfaces próprias que podem ser usados até por quem não tem conhecimento de HTML, CSS ou padrões web.

Txt2tags - O txt2tags é um gerador de documentos que adota a ideia de separar o conteúdo da forma. Trata-se de uma ferramenta muito interessante, pois permite que páginas web, livros e vários outros tipos de documentos sejam criados usando apenas marcações bem simples. Por exemplo: suponha que se queira criar uma página na internet que contenha um tutorial mas que, ao mesmo tempo, inclua uma apostila em PDF com o mesmo material. Com o txt2tags, é fácil criar ambos os documentos, ao mesmo tempo e com bem pouco trabalho. Isso porque, com um único arquivo fonte, é possível gerar HTML e PDF e vários outros formatos de documentos. A própria página do txt2tags foi feita a partir da ferramenta e, nela, você encontra uma

* Um bom título, segundo o W3C, nunca é muito curto nem muito comprido. Deve ser claro e conter uma informação que possa ser relacionada ao site em questão

Zen Garden \\ No site Zen Garden (www.csszen garden.com), é possível encontrar vários estilos diferentes que, sem alterar nada do HTML, conseguem apresentar formas bem diferentes, bonitas e 56 locaweb


web standards:W2008 9/4/2009 19:03 Page 57

programação/webstandards

lista com várias outras páginas que também adotaram o sistema. No site, também há muita documentação em inglês e em português, com exemplos de uso e tudo mais. Fora isso, é possível ver o txt2tags funcionando online. Dê uma conferida em tudo isso no endereço http://txt2tags.sourceforge.net. Wordpress - Publicar o conteúdo usando blogs é algo muito comum hoje em dia. Com aplicativos como o Wordpress, fica muito fácil e rápido fazer isso, com a vantagem de que o software não exige do usuário conhecimento de HTML, CSS e muito menos de padrões web. O Wordpress é o mais famoso aplicativo de código aberto para a publicação de blogs. Graças à sua versatilidade, tem sido usado com sucesso na criação de sites. Entre as principais funções do Wordpress, vale a pena Txt2tags \\ Gerador de documentos separa o conteúdo da forma. Trata-se de uma ferramenta que permite citar a capacidade de criar páginas fixas, a variedade que páginas web, livros e vários outros tipos de documentos sejam criados usando apenas marcações bem simples de temas e os plugins que podem ampliar muito os recursos e estender suas funções. Popular ao extremo, o Wordpress possui uma * Muitas vezes um site deixa de ser quantidade muito grande de temas, que dá uma boa gama de oportunidades visitado por não oferecer o conteúdo para deixar o blog ou o site mais bonito. Drupal - Caso haja a necessidade de criar um site grande, com muitos recursos, como um portal, um site de notícias, uma rede social ou hospedagem de vários blogs, uma das melhores alternativas que existe hoje é o gerenciador de conteúdo Drupal. Trata-se de um sistema de controle de conteúdo que permite que uma ou mais pessoas controlem uma grande variedade de tipos de informação. Mais que isso, o sistema foi desenvolvido para que seja possível adicionar novas características e recursos, fato que o leva a ser muitas vezes descrito como framework de gerenciamento de conteúdo. Há uma grande quantidade de empresas e instituições usando o Drupal. Um bom exemplo, que confirma a qualidade e flexibilidade do programa, é o site do governo dos Estados Unidos, criado com o intuito de divulgar os planos para a recuperação da atual crise econômica. Dê uma olhada nele em www.recovery.gov. MediaWiki - A mais famosa e acessada enciclopédia do mundo, a Wikipedia, é oferecida a partir do MediaWiki, o que prova que o software é uma alternativa mais que interessante para disponibilzar conteúdo. Não apenas pela capacidade de permitir que várias pessoas trabalhem em conjunto na construção do conteúdo, mas por possibilitar que isso ocorra sem que a maioria dos envolvidos conheça HTML, CSS ou ainda menos padrões web. Com ele, as páginas podem ser alteradas por qualquer um, por usuários autenticados ou ainda por uma lista de usuários privilegiados. Determinadas páginas também podem ser "trancadas" pelo administrador. Mudanças feitas nas páginas são guardadas numa espécie de controle interno de versão e são facilmente acessíveis por meio de um link que aponta para o histórico disponível na página de edição. Sua formatação é feita com tags bem simplistas, como '''palavra''' para gerar negrito ou ''palavra'' para gerar itálico. Portanto, são fáceis de aprender, contando inclusive com algumas pequenas ferramentas que permitem que o conteúdo seja formatado mesmo que os usuários desconheçam as tags, selecionando o texto e clicando na opção desejada como se estivesse num editor de texto.

de uma maneira agradável, mesmo que ele seja bom. Por isso, deve-se sempre pensar em como ajudar o público-alvo Conclusão

Ainda hoje, o Internet Explorer, da Microsoft, segue como o browser mais usado do mundo, porém outros concorrentes como o Firefox e o novo Google Chrome têm mostrado para os usuários que existem alternativas - em geral, muitas vezes mais leves, com os mesmos recursos ou até mais e com um outro diferencial de respeito: igualmente gratuitas. Fora isso, é preciso levar em consideração que muitos usuários de iPhone e outros dispositivos móveis também estão acessando cada vez mais a internet, tornando ainda mais importante a confecção de sites que possam ser corretamente acessados pelos diversos navegadores. Isso mostra a importância de seguir padrões no desenvolvimento de sites. Não dá para negar que aqueles que não seguirem estarão limitando o acesso ao conteúdo das páginas. Por isso, mantenha-se atualizado. Outra questão a ser levada em consideração é quanto à usabilidade do site. Deve-se sempre pensar no público-alvo e em como ele se sente ao acessar o conteúdo, se tem alguma dificuldade e até se tem alguma frustração. Muitas vezes um site deixa de ser visitado por não oferecer o conteúdo de uma maneira agradável, mesmo que ele seja bom. A receita então para se dar bem é bem simples: fique de olho no mercado, faça manutenções constantes, siga as recomendações do W3C para ser visto por todos e faça parte do time dos desenvolvedores de sucesso. É pegar ou largar. locaweb 57


artigo_akita:W2008 9/4/2009 19:12 Page 58

opinião/articulista

programação Fabio Akita Gerente de produtos Linux da Locaweb www.akitaonrails.com

Performance vs Escalabilidade Entenda as diferenças entre os dois conceitos e saiba qual o papel fundamental de cada um deles quando o assunto é desenvolvimento e Ruby on Rails “Performance versus Escalabilidade”. Eis um assunto muito controverso. Por incrível que pareça, pouca gente parece entender que existem diferenças fundamentais entre elas. Muitos assumem que para ter escalabilidade você precisa de performance máxima, ou, pior ainda, que performance e escalabilidade são a mesma coisa. Esse assunto foi muito discutido, principalmente porque muitos disseram que “Ruby on Rails não escala”. Uma das maiores besteiras do mundo geek, coisa que foi iniciada pelo site TechCrunch no início do sucesso do Twitter, cujo front-end roda em Rails. No caso específico do Twitter, o que não escalava era o banco de dados. Sim, bancos de dados relacionais, por definição, não escalam bem horizontalmente, apenas verticalmente. Escalabilidade vertical significa adicionar mais memória, trocar o processador ou melhorar o I/O da mesma máquina. Escalabilidade horizontal significa colocar mais máquinas em paralelo e a carga se dividir. O mais importante em um website não é a performance bruta, mas sua capacidade de escalar. Um exemplo simples: se sua aplicação persiste objetos de Sessão no disco local, ela, por definição, não escala. Se ela grava em RAM então, não escala mesmo. Pior ainda, muitos filesystems não suportam mais que algumas dezenas de arquivos por diretório, o que pode levar um site muito acessado a ficar lento rapidamente. Gravar sessões em banco certamente tem performance bruta menor, porém ela escala trivialmente: basta colocar outra máquina de webserver apontando para o mesmo banco de dados, um balanceador de carga na frente e voilá, escalabilidade. 58 locaweb

A chave para escalabilidade numa aplicação é o conceito de “shared nothing”, ou seja, cada máquina, cada processo, é autosuficiente, sem depender de outros e sem compartilhar recursos. Ter recursos em memória compartilhada (como no antigo ASP quando se tinha o objeto Application) pode ser conveniente para desenvolver mas será terrível para escalar. Aqui, devo fazer umas observação importante: considere um website que leva 3 segundos para carregar completamente. Usando plugins como o Firebug do Firefox, ou o Web Inspector do Safari/Webkit, podemos ver exatamente onde esse tempo está sendo gasto. Num exemplo como o site da Locaweb, por exemplo, o tempo total de carga foi de 3 segundos (o tempo pode variar dependendo da velocidade da sua conexão). Desse total, apenas 62ms (milissegundos) foram gastos processando o código inicial. Todo o resto (2,038seg) foi gastos no resto da página (stylesheets, javascript, imagens, etc). Agora, digamos que nosso programador se empenhasse muito na parte da programação e conseguisse incríveis 50% de performance, diminuindo o tempo de 62ms para 30ms. No tempo total, isso não faz nem cócegas, vai diminuir de 3 segundos para 2,070 segundos, ou seja, o usuário sequer vai sentir isso. Antes de se preocupar com performance bruta do seu código, lembre-se “otimização prematura é a origem de todo o mau”. Primeiro faça sua aplicação funcionar. Depois faça medições (otimização sem medição é perda de tempo), otimize onde importa primeiro (procure o plugin YSlow para Firefox, para começar) e só no final disso procure por gargalos de código que realmente tenham impacto significativo.


205 X 275:Layout 1 19/3/2009 18:09 Page 1


Ajax-Flash:W2008 25/3/2009 12:13 Page 60

programação/ajax

Use o Ajax e o Flash e crie telas de load Neste tutorial, você aprenderá a criar páginas de carregamento de conteúdo utilizando a técnica de programação Ajax e também o programa da Adobe Texto: Felipe Magalhães e Vitor Nogueira Ajax é uma das metodologias mais polêmicas quanto às necessidades e vantagens de sua utilização. O grande atrativo desta técnica de desenvolvimento é a possibilidade de chamadas assíncronas ao servidor. Trocando em miúdos, você pode continuar a navegar na página, que todo o conteúdo que for requisitado ao servidor chegará até a página de maneira que não interfira em sua navegação e sem a necessidade de recarregar a página. Neste tutorial, será ensinado como realizar uma chamada assíncrona. Ela populará uma div com o conteúdo proveniente de uma página que será processada separadamente daquela em que o usuário navega inicialmente.

O

De saída, declaramos a variável que irá realizar as chamadas Ajax. Logo em seguida, criamos uma função para instanciar nesta variável o objeto XMLHttpRequest, que é o responsável pelas requisições realizadas em Ajax. Para instanciar o objeto corretamente, nós esbarramos em um problema clássico: a diferença entre os browsers. Em nosso código, utilizamos os blocos try/catch para, por meio de tentativas, saber qual é o objeto disponível para ser usado. Caso o browser não dê suporte a nenhum destes objetos, é emitido um alerta informando que o navegador não oferece suporte a Ajax. O próximo passo para efetuarmos o carregamento de um conteúdo de forma assíncrona é criar a função que fará a chamada propriamente dita. Na função chamadaAjax, temos dois parâmetros: o método utilizado para realizar a chamada (GET ou POST) e a página que será chamada via Ajax. Na linha 26, informamos que a div de id conteudo receberá uma imagem de preloader. Você pode criar seu próprio gif animado para isto. Ou, ainda, utilizar um dos vários sites que geram estes gifs. Como, por exemplo: www.ajaxload.info. Na linha 27, chamamos a função ajaxObj para poder instanciar o XMLHttpRequest. Logo após começamos a trabalhar na chamada em si. A função onreadystatechange é executada a cada vez que o objeto muda de estado.

Estado Situação 0 1 2 3 4

A requisição não foi iniciada A requisição foi configurada A requisição foi enviada A requisição está sendo processada A requisição foi concluída Na linha 27, informamos que, se o estado atual for o de requisição, então já temos o conteúdo da página que foi chamada via Ajax totalmente carregado, basta escrevê-lo da maneira mais adequada. No exemplo, descarregamos estas informações na div conteudo, utilizando o atributo

60 locaweb


Ajax-Flash:W2008 25/3/2009 12:13 Page 61

programação/ajax e flash

innerHTML. Lembrando que entre as linhas 28 e 32 ainda não foi feita a chamadaAjax, somente configuremos o comportamento dela assim que ela for executada. A mágica começa a acontecer a partir da linha 33, com a função open, que aproveitará os parâmetros metodo e pagina da função chamadaAjax. Na linha 34, informamos o cabeçalho HTTP sobre o tipo de conteúdo e a formatação na qual ele será carregado e finalmente realizamos a chamada Ajax na linha 35, usando o método send.

page/exemplo.asp. O exemplo em Flash, ensinado a seguir, está em agenciainteragir. com.br/home/revistalocaweb/flashajax/page/index_AScJS.asp.

Agora basta criar uma função que seja executada a cada intervalo de tempo para realizar a chamada Ajax, para isto utilizamos o setInterval. No código, a cada 2 segundos e meio (o tempo é dado em milissegundos), realizaremos uma chamada à página conteudo.asp através da função que criamos.

Agora, colocamos no onLoad do body da página principal uma chamada à função que criamos. Logo depois, uma chamada para a função que carrega o conteúdo Ajax a cada intervalo de tempo. Para ver o exemplo em Ajax funcionando, basta acessar: www.agenciainteragir.com.br/home/revistalocaweb/flashajax/

Agora, você aprenderá a trabalhar com o ActionScript, do Flash, para criar uma aplicação semelhante à que foi ensinada com a metodologia Ajax. Confira o tutorial a seguir.

Utilizando ActionScript para brincar de AJAX

Ajax\\ O W3C mantém uma página com dicas de Ajax em http://www.w3schools.com/Ajax/Default.Asp

Primeiramente, devemos ter um mínimo de conhecimento em JavaScript e ter vivência com as classes ExternalInterface (http://livedocs. adobe.com/flash/8/main/ 00002200.html) e LoadVars do ActionScript 2. O AS2 foi escolhido por haver um número muito maior de pessoas desenvolvendo nessa versão. Quanto à programação Server-side, não importa a linguagem utilizada, o importante é a saída (response.write, no ASP, ou echo, no PHP). Vamos criar um script, em JavaScript (JS), que será responsável pela escrita do conteúdo na página, e outro que será responsável por emitir alertas ao usuário: A função escreveConteudo() receberá o local (ID da div, por exemplo) e o conteúdo a ser locaweb 61


Ajax-Flash:W2008 9/4/2009 19:14 Page 62

programação/ajax e flash

O parâmetro processa é o equivalente em JavaScript do parâmetro processaAsp do ActionScript. Quando ele for requisitado em nossa página, o AS deverá redirecionar a requisição para processaAsp. 4 – Criamos as funções para enviar as informações ao ASP e para tratar a resposta: a) Enviando os dados... escrito nele. Agora, vamos partir para o ActionScript, que será o responsável por enviar as requisições ao ASP. Abra o Flash. Crie um arquivo ActionScript 2.0, com 1px x 1px. Salve com o nome AScJS.fla, e abra a janela de ações (F9).

b) … recebendo a resposta do processamento

Pronto, terminamos o AS. Agora temos que criar os scripts responsáveis pelas requisições às funções que foram criadas nele. O script abaixo será responsável por identificar o SWF através de seu ID e assim executar as chamadas corretamente. 1 – Importamos a classe ExternalInterface e definimos o System.useCodepage para não termos problemas com acentos:

2 – Criamos os objetos responsáveis por “chamar” o ASP e receber sua resposta: O último script será responsável por chamar o método processa(), que, por sua vez, será responsável por executar a função relacionada processaAsp() no AS; 3 - Criamos a ponte entre o JavaScript e o ActionScript, através da classe ExternalInterface:

62 locaweb


Ajax-Flash:W2008 9/4/2009 19:14 Page 63

programação/ajax e flash

* O parâmetro processa é o equivalente em JS ao processaAsp do ActionScript. Quando requisitado, o AS o redireciona para o parâmetro processaAsp

Inserir o SWF na página Os scripts apresentados acima são básicos, para uma chamada sem que passemos qualquer parâmetro para o arquivo ASP, somente para nos ambientarmos com a

integração ActionScript + JavaScript + Server-side. Criamos assim uma solução próxima ao AJAX no que diz respeito ao carregamento de conteúdo dinâmico, sem que precisemos recarregar a página toda novamente. Para inserir o SWF na página, basta executar o script writeJS() em qualquer lugar do body do HTML. Depois de inserido, para rodar, basta inserir a função chamarAScJS(). A seguir, você confere o index.asp completo.

locaweb 63


Ajax-Flash:W2008 25/3/2009 12:13 Page 64

programação/ajax e flash

Eis o arquivo Server-side (conteudo.asp):

* Para inserir o SWF na página, é só executar o script writeJS() em qualquer lugar do body do HTML. Depois de inserido, para que seja executado, basta rodar a função chamarAScJS() necessidade, como, por exemplo, passar um nome de um usuário para compor uma query SQL (carregaConteudo. nome = param). Podemos passar um número N de variáveis por meio do JavaScript [chamarAScJS (var1, var2, var3, varN)], separando-as com vírgula e repassando-as ao método e ao AS [processa (var1, var2, var3, varN) e processaAsp (var1, var2, varN) ]. Agora, o sistema está apto a lidar com requisições mais complexas, utilizando variáveis externas para complementar as chamadas ao arquivo ASP. Para efetuar o download dos arquivos que compõem este tutorial, acesse: www.agenciainteragir.com.br/ home/revistalocaweb/flashajax/ downloads/flash_ajax.zip . Agora, basta rodar o exemplo e testar. Entretanto, sempre fica a dúvida: e se precisarmos passar um parâmetro para o ASP? Se esse for o caso, alteraremos o JavaScript responsável pelo método que executa a função dentro do SWF:

Agora alteraremos, no ActionScript, a função que está associada a esse método:

Note que na linha 2, parametro é a variável que passaremos ao arquivo ASP via POST. Podemos alterá-la de acordo com a 64 locaweb

Adobe \\ Empresa que desenvolve o Flash mantém um site especialmente voltado a desenvolvedores; o endereço do site é http://www.adobe.com/devnet/flash/


Projeto2:Anuncio_W 18/3/2009 19:29 Pรกgina 1


Locavip:W2008 9/4/2009 19:17 Page 66

parceiros/locaweb

locavip Conheça aqui alguns dos principais clientes vips da Locaweb * "A Locaweb foi nossa escolha devido a seriedade da empresa e da disponibilidade dos servidores, temos um sistema de rastreamento real time 24hs que não pode parar, por isso escolhemos uma empresa de confiança e de muita qualidade" . (Roberto de Souza Pinto | Diretor Alarmes RS)

J Dê Seu Lance J www.deseulance.com.br

J RS Alarmes J www.rsalarmes.com.br

J Activecom J www.activecom.com.br

* "Segurança, qualidade, equipe competente, atendimento proativo e um leque incrível de serviços fazem da Locaweb um ótimo case e referência em serviços web! Uma parceria de 10 anos, com a certeza de que os melhores anos estão por vir" . (Nilson Cortez Jr., Gerente de TI da Strong – Conveniada da FGV e ESAGS ) 66 locaweb

J Strong J www.strong.com.br



Revista Locaweb 15 Ed