Issuu on Google+

Escola Básica e Secundária de Canelas

HACKERS

Alunos: Maria Alice Baltazar José Professora: Stora Lili Disciplina: A.P-Tic 17 Dezembro 2008 1


Índice

3. Introdução 4. O que são os hackers 5/6. Os diferentes tipos de hackers 7. Bibliografia

2


Introdução

Neste trabalho pretendemos explicar o que são os hackers, os diferentes tipos de hackers que existem e também como estar prevenido contra eles.

3


O que são os hackers É importante lembrar que Os hackers são indivíduos que elaboram e modificam software e hardware de computadores, quer seja desenvolvendo funcionalidades novas quer seja adaptando as antigas. Originário do inglês, o termo é normalmente utilizado no português sem modificação. Os Hackers utilizam toda a sua inteligência para melhorar softwares de forma legal. Os hackers geralmente são pessoas com alta capacidade mental e com pouca actividade social. Eles geralmente são de classe média e alta, com idade de 12 a 28 anos. Além de a maioria dos hackers serem usuários avançados de Software Livre como o Linux. A verdadeira expressão para invasores de computadores é denominada Cracker e o termo designa programadores maliciosos e ciberpiratas que agem com o intuito de violar ilegal ou imoralmente sistemas informáticos. Existe uma ética hacker. Equivocadamente é usado referindo-se a pessoas relativamente sem habilidade em programação e sem ética, como criminosos que quebram a segurança de sistemas, agindo ilegalmente e fora da ética hacker. O problema é quando os crackers e script kiddies são referidos como hackers pela imprensa, por falta de conhecimento, e com isto gerando uma discussão sem fim. Existe toda uma cultura por trás da palavra hacker. A Cultura hacker define diversos pontos para estilo e atitude e, por mais que pareça estranho, muitas

das

pessoas

que

se

tornam

os

chamados

programadores

extraordinários possuem esse estilo e atitude naturalmente e casual. Os hackers e crackers são indivíduos da sociedade moderna, e possuem conhecimentos avançados na área tecnológica e de informática, mas a diferença básica entre eles é que os hackers somente constroem coisas para o bem e os crackers destroem, porém constroem só para fins pessoais.

4


Os diferentes tipos de hackers

White Hat White hat (hacker ético), vem do inglês "chapéu branco" e indica um hacker interessado em segurança. Utiliza os seus conhecimentos na exploração e detecção de erros de concepção, dentro da lei. A atitude típica de um white hat assim que encontra falhas de segurança é a de entrar em contacto com os responsáveis pelo sistema e informar sobre o erro, para que medidas sejam tomadas. Um white hat pode ser comparado a um policial ou vigilante, buscando as falhas para corrigi-las. Encontramos hackers white hats administrando palestras (ou aulas em universidades) sobre segurança de sistemas, e até trabalhando dentro de empresas para garantir a segurança dos dados. Por causa do sentido pejorativo que a mídia associa ao termo "hacker", normalmente o hacker white hat não é publicamente chamado de hacker e sim de especialista em TI, analista de sistema ou outro cargo na área de informática. No entanto, realmente são hackers. Gray Hat Tem as habilidades e intenções de um hacker de chapéu branco na maioria dos casos, mas por vezes utiliza seu conhecimento para propósitos menos nobres. Um hacker de chapéu cinza pode ser descrito como um hacker de chapéu branco que às vezes veste um chapéu preto para cumprir sua própria agenda. Hackers de chapéu cinza tipicamente se enquadram em outro tipo de ética, que diz ser aceitável penetrar em sistemas desde que o hacker não cometa roubo, vandalismo ou infrinja a confidencialidade. Alguns argumentam, no entanto, que o ato de penetrar em um sistema por si só já é anti-ético (ética hacker). Black Hat Black hat(cracker ou dark-side hacker), indica um hacker criminoso ou malicioso, comparável a um terrorista. Em geral são de perfil abusivo ou rebelde, muito bem descritos pelo termo "hacker do lado negro" . Geralmente especializado em invasões maliciosas e silenciosas, são os hackers que não possuem ética.

5


Phreaker o termo Phreaker, corruptela do inglês "freak" que significa "maluco", essencialmente significa a mesma coisa que o original "hacker", no entanto aplicado à área de telefonia (móvel ou fixa). No uso actual, entende-se que um Hacker modifica computadores, e um Phreaker modifica telefones. Os Phreakers também se enquadram no conceito de White hat e Black Hat .

Cracker O termo Cracker, do inglês "quebrador" originalmente significa alguém que "quebra" sistemas. Hoje em dia, pode tanto significar alguém que quebra sistemas de segurança na intenção de obter proveito pessoal (como por exemplo modificar um programa para que ele não precise mais ser pago), como também pode ser um termo genérico para um Black Hat. Lammer O termo Lammer indica uma pessoa que acredita que é um hacker, demonstra grande arrogância, no entanto sabe pouco ou muito pouco e é geralmente malicioso. Utilizam ferramentas criadas por Crackers para demonstrar sua suposta capacidade ou poder, na intenção de competir por reputação, no entanto são extremamente inconvenientes para convívio social, mesmo com outros hackers. Algumas pessoas acreditam que essa é uma fase natural do aprendizado, principalmente quando o conhecimento vem antes da maturidade

6


Bibliografia

Hackers- O que são os hackers. [Consulta 16 Dez 2008]. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Hacker

7


Hackers