Page 1

Exemplar I

Livro das Sombras Por MorrĂ­gan le Fay


Prólogo A Magia das Sombras, por vezes, é conhecida vulgarmente por Magia das Trevas — o que, naturalmente, já impõe certo sentimento de temor. A maioria dos bruxos tem um elemento natural que se sente ligado, sendo esse aquele que você tem mais afinidade. Normalmente são visto como os Quatro Elementos. Ar, água, fogo e terra. Alguns bruxos dominam mais de um, outros tem elementos terciários como patronos, ligações entre esses primeiros ditos, como a terra e fogo, levando a lava. Ou então fogo e ar, representando a eletricidade. Água e ar, que nos dá o gelo. Claro que, um bruxo ligado diretamente a um desses elementos terciários é raridade. Conquanto, mais raros ainda são os bruxos ligados ao quinto e sexto elemento; Luz e Trevas. Por serem diminutos os bruxos que têm compatibilidade com esses elementos, a variação de feitiços que se encontra sobre os mesmos é pequena. Entretanto, você não precisa ser diretamente ligado com um feitiço para que possa fazê-lo. Talvez você só precise de um pouco mais de esforço, às vezes. Há algumas técnicas para descobrir a afinidade natural de um bruxo, mas em sua maioria elas demonstram apenas os quatro principais elementos; o que pode levar a enganos que prejudicam um bruxo a vida inteira, levando-o a acreditar que é senhor de uma magia que na verdade não é o que está em sua alma. De toda forma, por isso, é importante estar ligado aos sinais que apenas você sente. De onde venho, é mais fácil saber qual é a sua maior similitude. Eu sou uma bruxa ligada às Trevas. Não faça essa cara, não seja preconceituoso. Deixe-me mostrar nas próximas páginas à você o que as Trevas podem trazer além de terríveis feitiços. Deixe-me mostrá-lo às sombras. Que tocam tudo, que estão presente em tudo. Os Mestres das Sombras são divididos em níveis. Diga-me, até onde você é capaz de ir?


Divido esses feitiços em cinco níveis e um ponto extra. Os feitiços de base Epsilon podem ser feitos à partir dos 12 anos, acredito que seja muito difícil um iniciante conseguir fazê-lo sem ter a base própria quanto a magia ao seu redor e um primeiro contato com feitiços base. No nível Delta, alunos de 13 a 14 anos podem ter alguma facilidade, uma vez que já passaram da primeira fase. Gamma, dos 15 aos 16. Beta, para bruxos já no final da formação. No nível Alpha, os feitiços se tornam difíceis. Mesmo com a minha base sólida e treinamentos assíduos — fora a minha afinidade com o elemento —, precisei de longos anos para alcançar o nível Ômega, a fase extra. Mas eu preciso dizer que vale a pena. Nível Epsilon Feitiço: Nigrum Flatus Finalidade: Em todo ambiente há sombras; salvo raríssimos casos mágicos. Sendo assim, o bruxo pode absorver parte dessas sombras, produzindo com elas uma rajada sombria que percorre alguns metros (dependendo da sua capacidade mágica), a rajada atinge o adversário ou objeto, tirando-o do lugar e dando-lhe dano. Movimentação: Circular horário e uma estocada agressiva para frente. Mentalização: A sua própria sombra, tomando uma forma distinta de raio negro. Nível Delta Feitiço: Tenebrae Remedium Finalidade: Usando as sombras ao seu redor como fonte de energia para curar ferimentos e cortes (não cortes profundos), sendo uma ótima recarga de energia. Movimentação: Um X por cima do ferimento. Mentalização: Uma agulha negra passando sobre o ferimento e remendando-o. Nível Gamma Feitiço: Sphaera Nominis


Finalidade: Conjura três esferas negras, de 15 centímetros cada, capaz de atingir com violência alvos em até 25 metros de distância. No caso, obviamente, podendo escolher esses três alvos, uma vez que são três esferas. Movimentação: Três círculos rápidos e um corte seco na horizontal. Mentalização: Pedregulhos disformes, sendo envoltos por escuridão e se tornando pesados e cilíndricos. Feitiço: Obice Tenebris Finalidade: Cria uma barreira sólida que impede feitiços e ataques corpóreos de pequeno a médio porte. Movimentação: Um L rígido e amplo a frente do corpo. Mentalização: Um murro espesso e firme, sem qualquer forma de passagem para o que quer que seja que tente o atingir. Nível Beta Feitiço: Tenebrae Clone Finalidade: Produz dois clones, muito parecidos com o conjurador — seriam idênticos se os clones não tivessem olhos completamente negros. É um feitiço mais complexo e denso, podendo variar entre a produção de clones e sua durabilidade. Os clones podem ser controlados, e isso também varia. Podendo atacar ou apenas distrair certo oponente. Movimentação: Dois movimentos espiralados para a esquerda e um risco reto para baixo, terminando com a varinha apontada para o chão. Mentalização: Sua energia dividindo-se em duas e sendo coberto por sombras que habitam ao redor. Feitiço: Ferrum Exitiale Finalidade: É capaz de criar com as sombras, facas de lâminas extremamente afiadas. No máximo quatro delas, dependendo das habilidades do conjurador. Serem como lâminas normais, entretanto, que estão sobre o total controle do bruxo. Movimentação: Quatro riscos rápidos e rígidos para cima, um ao lado do outro, em sequência. Mentalização: Lâminas afiadas e reluzentes.


OBS.: Um leve instinto homicida e vingativo pode ajudar na finalidade do feitiço e também na potência das lâminas sombrias. É considerado um feitiço corpóreo. Nível Alpha Feitiço: Tenebris Sphaeram Finalidade: Esse feitiço das sombras é uma ilusão também. A sua própria sombra cria uma realidade distorcida em que você é maior do que realmente é e também, mais perigoso. Deixando o oponente atordoado. Movimentação: Um círculo anti-horário, procurando não mover a mão, mas apenas o pulso. Precisa ser rápido e metódico. Mentalização: Você mesmo, em sua forma mais sombria. A parte de magia ‘’sentimental’’ desse feitiço depende do quão específico for com essa sua obra mais sombria de você mesmo. Feitiço: Obice Tenebris Maximus Finalidade: Diferente da sua primeira versão, na forma Maximus o feitiço cria uma barreira de grande porte para feitiços corpóreos. Podendo defender, até mesmo, um ataque de uma criatura mágica colossal (isso leva energia, é claro, e também só defende uma investida). Movimentação: Um W seco e um círculo pequeno ao seu final. Mentalização: Uma forma bruta, da própria magia junto às sombras, personificando-se a sua frente como um protetor altivo e hostil. Quanto melhor e mais detalhada a mentalização desse protetor, mais potente e resistente será a sua proteção. Nível Ômega Feitiço: Pallium Umbrarum Finalidade: Conhecido como O Manto Sombrio, esse feitiço requer muito treinamento, mesmo depois de uma vez conjurado. O Manto é uma forma de moldar as sombras junto ao seu corpo. A capacidade de tornarse invisível, sem uma capa, apenas com a sua habilidade mágica. É irremediável lembrar, entretanto, que você não deve ser atingido por um feitiço de luz ou fogo, o que revela seu disfarce. A princípio, também é importante que não se mova, ou você pode oscilar o feitiço e ser revelado (por esse motivo é necessário treino para conseguir se mover sem ser


visto). Há outras formas criativas de se revelar alguém que está sob o Manto Sombrio, mas não vou deixar todas, tão claras assim. Movimentação: Um arco sobre a própria cabeça. Mentalização: A sua própria sombra, o abraçando e ‘’engolindo’’ para dentro de um véu negro e oscilante. A mentalização desse feitiço segue-se depois disso, de acordo com a sua criatividade e força de vontade. (Por exemplo, pode-se imaginar que está dentro desse véu, como um ser inexorável. Ou também, que você faz parte das próprias sombras).


Epílogo Não fique surpreso se em qualquer lugar você veja outro Livro das Sombras; na minha cultura, a Celta, os Livros das Sombras são grimórios próprios de buxos, magos e feiticeiros, dos quais seus preferidos feitiços e encantamentos se encontram. Claro que, não se limita apenas a isso, um Livro das Sombras pode ser qualquer coisa — pode ser um diário, pode ser folhas compiladas. Esse Livro das Sombras é um dentre muitos que resolvi tornar didático, uma vez que estarei dando aulas muito em breve. É muito provável que não seja o primeiro que eu publique assim, tão abertamente. Espero que mentes sábias e de longo alcance encontrem sobre as entrelinhas desses feitiços, motivação para correrem atrás da verdadeira magia. Lembrando sempre a necessidade da originalidade. O mundo já está cheio de coisas tão iguais, às vezes é essencial se tornar ímpar. Único e incomparável. Procure dentro de si, nesse mundo tão vasto, o seu próprio universo. Vim das Brumas de Avalon, mas vou para lugares muito mais fantásticos do que ele. Com votos de que encontrem seu próprio e particular firmamento, Morrígan Le Fay, Senhora das Terras Sagradas de Avalon.

Livro das Sombras — Morríga le Fay  
Livro das Sombras — Morríga le Fay  
Advertisement