Page 1

June 15th, 2009

Revista Mensal da Rede Social Livro é Tudo Com todas as informações e dicas do mês de Maio. Aproveite

"INCIDENTE" By Marco Antônio de Araújo Bueno on May 29th, 2009

“Incidente...” Por Marco Antônio de Araújo Bueno (Mote: malvadeza com um animal *) O disco era novo, Chang, não – era de casa, Plantado no chão da casa. Ouvia o meu disco, voava, E Chang, plantado nas patas, Parecia que voava também. E nem notei o ruído, além, Que levou Chang em disparada Atropelando o fio do aparelho no chão. O fio que me ligava a Chang Rompeu-se. Nesse dia viu-se: Pequinês voando por sobre um portão. (Por tão pouco, cachorro voava...) * Poema produzido, em dez minutos, na vivênciaoficina com o poeta Fabrício Carpinejar (de excelentes recursos metodológico-teatrais), questionado em seus méritos de verossimilhança e antecedentes objetivos da ação proposta pelo mote (“a escada”), momentos depois, categorizada como desnecessária... {SESC- Campinas, em 26/05/07}. Parabenizo a iniciativa e questiono o histrionismo que se prevaleça de “a priores” subjetivos e provoque constrangimentos estéreis.É.

Published by: livroetudo

9° Feira do Livro de Ribeirão Preto By Juninho on May 30th, 2009

A Feira do Livro de Ribeirão Preto que que será realizada entre os dias 18 e 28 é a segunda maior do Brasil a céu aberto e uma das maiores do mundo. Inspirada na de Porto Alegre, que já está em sua 55ª edição, o evento cresce a cada ano não só em quantidade de público mas também em qualidade. Em 2009, a Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto homenageia o Chile, o estado do Amazonas, a poetisa Cora Coralina e o patrono, o escritor Galeno Amorim. Serão 66 estandes de editoras, livreiros e empresas parceiras que ocuparão três pavilhões: esplanada do Theatro Pedro II e praças XV de Novembro e Carlos Gomes, incluindo as principais editoras universitárias do país que trarão descontos especiais para o público. Veja a programação completa no site . A Feira conta também com dois prêmios literários: "Prêmio Literário Cora Coralina" e "Prêmio Rubem Cione de Ciência, Literatura e Cultura". Ambas tiveram as inscrições abertas entre março e abril e os prêmios serão entregues durante o evento. Mais de 90 autores já confirmaram presença, entre eles Arnaldo Bloch, Ali Kamel, Augusto Cury, Carlos Heitor Cony, Carola Saavedra, Cristovão Tezza, Eric Mitchell, Fernando Morais, Gustavo Hojas, Jacob Klintowitz, João Camilo dos Santos, Julio Medaglia, Lourenço Mutarelli, Marina Colassanti, Mário Prata, Martha Medeiros, Maurício Kubrusly, Pasquale Cipro Neto, Xico Sá e Zuenir Ventura. Na música Adriana Calcanhoto, João Bosco, Jorge Vercillo, José Miguel Wisnik, Lenine, Luiz Melodia, Mulheres de Hollanda, Ná Ozzetti, Oswaldo Montenegro, Paulinho da Viola, Paula Toller, Tita Parra, Toquinho e MPB4, Maria Rita e Vanessa da Mata, além de shows locais em diversos espaços da Feira. Acesse o site da feira Aqui

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

1


June 15th, 2009

Concurso Nacional de Ideias Criativas - CRIAR2009 By Juninho on May 30th, 2009

Published by: livroetudo

A editora Einaud, detida pelo primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi vetou o último livro de Saramago, “O Caderno” que compila uma série de crónicas que o prémio Nobel publicou no seu blog. A editora, que publicou todos os livros do autor português em Itália, decidiu vetar esta última obra, onde Saramago chama “delinquente” a Berlusconi num dos seus textos.

O Concurso Nacional de Ideias Criativas-"Criar2009" incentiva a criatividade e inovação, valorizando a sua interacção e aplicação prática na actividade económica, inserindo-se no programa do Ano Europeu da Criatividade e Inovação em Portugal.

Segundo o El País, o escritor fala várias vezes de Berlusconi nos seus textos, acusando-o de aprovar leis à medida dos seus próprios interesses. Saramago, que foi entrevistado pelo diário italiano Corriere della Sera disse que o primeiro-ministro italiano tinha “uma mentalidade mafiosa”.

Estarão em concurso ideias agrupadas em 3 áreas:

Em outro texto do blog, o autor português disse: “abusaste demasiado de nós, Berlusc, a porta está ali, desaparece. E se essa porta é a da prisão, então poderemos dizer que foi feita justiça. Finalmente.” cita o El País.

- Visões: Propostas de natureza conceptual - Design: Propostas de criação de um objecto, forma ou estrutura, funcional ou artística - Tecnologias: Propostas de uma aplicação ou solução digital As ideias serão recolhidas, em formato vídeo, durante os meses de Junho e Julho, através da página web http://www.criar2009.gov.pt/concurso. Será atribuído um Prémio pecuniário no valor de 1.000 Euros, aos autores das ideias mais criativas, num número máximo de 10. O seu Talento e Criatividade abrem as portas da Descoberta. As suas ideias podem fazer a diferença. Participe no concurso CRIAR2009!

Editora de Berlusconi veta livro de Saramago em Itália By Juninho on May 30th, 2009

Publique seu Livro Gratuitamente no Clube dos Autores By Juninho on May 27th, 2009

O Clube de Autores é o primeiro site brasileiro que permite a publicação gratuita de livros de forma 100% sob demanda. Em outras palavras, você, autor, pode subir o seu livro, determinar quanto deseja ganhar por venda e disponibilizá-lo na loja sem pagar absolutamente nada por isso. Uma vez lá, todo e qualquer usuário pode adquiri-lo via comércio eletrônico. Quando o livro é comprado, o pedido vai diretamente para a gráfica, que imprime um a um, dá o acabamento final e despacha para o comprador – sendo que o autor recebe os direitos autorais após acumular-se um montante mínimo, de R$ 300,00. Para ver uma apresentação sobre o funcionamento do Clube, clique aqui

A editora Einaud, detida pelo primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi vetou o último livro de Saramago, "O Caderno" que compila uma série de crónicas que o prémio Nobel publicou no seu blog.

Não deixem de acessar a Universidade do Autor tem dicas preciosas para os novos Escritores. Acesse o site: http://www.clubedeautores.com.br

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

2


June 15th, 2009

Vender livros: um trabalho promissor By Juninho on May 27th, 2009

Oferecer livros de porta em porta pode garantir uma renda de até R$ 10 mil O emprego do futuro é uma coisa do passado. A expectativa é que já no próximo mês a Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL) assine um convênio com o Ministério do Trabalho para o recrutamento e capacitação de milhares de novos vendedores de livros de porta em porta. Sim, os vendedores de Barsa, livros de autoajuda, guias culinários e romances açucarados estão em posição de destaque na pirâmide econômica do século 21. Só no ano passado, quase 20 milhões de livros foram vendidos neste sistema. Tudo isso graças ao talento e ao gogó de 35 mil vendedores bons de lábia. Os hits do ‘porta em porta’ são os livros de autoajuda e os espíritas (Zibia Gasparetto é um fenômeno). De acordo com a Avon, que também trabalha com esse tipo de venda, a cada três exemplares vendidos de "O Segredo", um foi através desta abordagem. Ou seja, na casa ou no trabalho dos consumidores. Segundo Luís Antônio Torelli, presidente da ABDL, o salário de um vendedor é de, no mínimo, R$ 1 mil. Já a diretora de treinamento e marketing da Barsa garante que um iniciante tira R$ 3 mil. "Com mais experiência, a pessoa pode ganhar R$ 5 mil, R$ 10 mil... Tem casos extremos como o de uma vendedora que fez uma venda de R$ 18 milhões para a Biblioteca Nacional do Rio Daí, ela ficou com 25%. É só fazer as contas (R$ 4, 5 milhões) " Apesar de parecer improvável, a explicação para o sucesso deste tipo de venda é fácil de ser assimilada. "Consumidores da classe C e D, mesmo os que possuem computador em casa, resistem à ideia de comprar livros (ou qualquer outra coisa) através da internet. Além disso, entrar em uma livraria é considerado intimidador por parte deste público. Então, levamos os livros até eles", diz Torelli. A reportagem acompanhou dois vendedores de livros, Odete Nakamura Gonçalves, 54 anos, e Fernando Foster, 48 anos. "A gente tem de ser simpática", fala Sueko. "O emocional é importante", diz Fernando Foster. Sueko tem um pequeno comércio de produtos de beleza na região central de São Paulo. Nas horas vagas, visita outros comércios pela vizinhança

Published by: livroetudo

oferecendo produtos de beleza e livros "Salão de cabeleireiros e manicures são ótimos para vender livros. Além disso, minha amizade com as clientes ajuda muito", garante. Sueko visita uma de suas clientes, Ruth Lussin Pinheiro, gerente de um café na região da Consolação, no centro da capital paulista. A técnica dessa descendente de japoneses é impressionante. Depois de mostrar alguns livros, conversar amenidades e rir de piadas, ela toca no delicado assunto da morte do marido de Ruth. - Você tem lido mais depois que seu marido faleceu... - Tem me ajudado muito, viu. Agora, tenho mais tempo pra ler os livros que eu sempre quis... Bingo. Ruth comprou mais um livro espírita. "Gosto de comprar assim. Não tenho tempo de ir a livrarias. Acho mais confortável. Além do mais, gosto de bater papo com a Sueko", comenta Ruth. O outro vendedor porta a porta, Fernando Foster, vende a enciclopédia Barsa há 28 anos. "Herdei a profissão do meu pai. É uma coisa de família mesmo", diz. Foster é um vendedor nato. Em poucas palavras, ele pode convencer um potencial comprador de que a internet não é tão boa assim, que as crianças precisam de uma formação sólida através de uma enciclopédia confiável e que a Barsa é um investimento para a vida toda. "Agora, a Barsa é composta pelos livros, por CD’s e acesso a um site na internet. Nós visitamos os clientes com laptop e tudo. Precisamos estar atualizados para ter sucesso na venda. Vender é um vício", diz Foster. Leia Mais aqui no site Bem Paraná

Sopa de Feto e Placenta Imagens Fortes By Juninho on May 26th, 2009

ATENÇÃO: AS IMAGENS SÃO FORTES, AINDA QUE PAREÇA MONTAGEM. AOS MAIS SENSÍVEIS, SUGIRO QUE PAREM NO TEXTO. OK??? . Eu já tinha ouvido falar, mas não acreditei. Dessa vez recebi no e-mail e pesquisei um pouco e o pior que é verdade. Um jornalista conversou com um sujeito de 62 anos (ao lado de uma garota de 19), me parece que um pequeno empresário taiwanês, que afirma tomar regularmente a sopa, fácil de fazer, segundo ele, porque o aborto é um procedimento usual na China. Algumas mulheres chegam a vender o feto, que deve ter até seis meses. A sopa é feita com ervas

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

3


June 15th, 2009

Published by: livroetudo

da medicina tradicional chinesa que, acreditase, aumentam a potência sexual, tipo bajitian, dangshen, o conhecido chinese wolfberry, entre outras mais populares, como gengibre. E leva outras carnes também, como galinha e porco. Em Foshan, ele foi até o restaurante (de fachada tipo cozinha regional), cujo dono, o senhor Li, disse que não tinha costela (a senha para quem quer a tal da sopa) naquele momento. Depois, aos sussurros, avisou que conhecia uma casal de migrantes cuja mulher estava no oitavo mês de gravidez. Como o casal já tinha duas filhas, eles planejavam vender o feto para um laboratório ou para o restaurante, de modo que pudessem pagar pelo aborto e evitar a multa imposta pelo governo chinês para quem burla a política do filho único. A sopa, disse o tal senhor Li, custa 3.500 yuans (US$ 515). O jornalista passou a semana entrevistando moradores do local e, ainda que poucos tivessem sequer visto a tal da sopa, praticamente todos sabiam que ela existia e algumas pessoas a tomavam. Quando o jornalista estava para deixar a cidade, o tal microempresário falou com ele que uma "mercadoria nova" havia chegado e vários conhecidos estavam prontos para experimentá-la. Na mesa, ele descobriu estarrecido que os fetos custam entre 300 yuans e 500 yuans. No post, o jornalista disse que visitou a cozinha e, com base no que viu, pode atestar que as imagens divulgadas na internet (de outro momento de preparo da sopa) são verdadeiras. O post provocou uma enxurrada de comentários indignados de chineses horrorizados com a tal sopa de feto macabra. Os que acrditam na história culpam a política do filho único e a forte superstição do povo chinês pela lamentável prática. Eu estou apavorado... SUGIRO QUE VOCÊ SAIA DESTA PÁGINA AGORA CASO NÃO QUEIRA VER AS IMAGENS QUE ESTÃO MAIS ABAIXO ------ATENÇÃO-----IMAGENS MUITO FORTES

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

4


June 15th, 2009

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

Published by: livroetudo

5


June 15th, 2009

Published by: livroetudo

O programa de avaliação começou em 2000, e o objetivo é fornecer aos países participantes indicadores educacionais que possam ser comparados internacionalmente. Neste ano, 65 países participam da prova. Entre as três provas aplicadas (matemática, leitura e ciências), uma área de conhecimento é escolhida, a cada edição, para ser o foco das análises. Em 2009, o exame terá ênfase em leitura. O Brasil participou de todas as edições do Pisa e sempre ocupou as últimas posições no ranking. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, é o coordenador do Pisa no país. Para o diretor de avaliação da educação básica do Inep, Heliton Tavares, é muito importante para o Brasil situar as condições do ensino que oferece em comparação aos outros países. – O Pisa é estratégico porque, por meio dele, podemos efetivamente nos comparar com um grupo de países muito grande. Estamos criando um grande nível de comparabilidade nas avaliações internas do país e temos de reforçar o lado da comparação internacional – avalia.

Especialistas ligam consumo de fast food a piores notas em leitura e matemática By Juninho on May 26th, 2009

Crianças que comem fast food - incluindo sanduíches, batatas fritas e pizzas - mais de três vezes por semana têm piores notas em testes de alfabetização, segundo pesquisadores da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos.

Prova mundial irá medir nível de estudantes brasileiros By Juninho on May 26th, 2009

Cerca de 50 mil alunos brasileiros irão participar do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). A prova é aplicada a cada três anos pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Em pesquisa com mais de 5,5 mil crianças da escola primária, com idades entre dez e 11 anos, os especialistas notaram que aquelas que reportavam o consumo de hambúrgueres e outros tipos de fast food mais de três vezes semanais pontuaram até 16% pior em testes de leitura e matemática. Isso ocorria independentemente de renda dos pais, raça e peso. "É possível que os tipos de comida servidos em restaurantes fast food causem dificuldades cognitivas que resultem em menores pontuações nos testes", disse a pesquisadora Kerri Tobin. Porém outra

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

6


June 15th, 2009

explicação possível seria a tendência de o consumo desse tipo de alimento decorrer das piores notas, e não o contrário - com a ingestão de fast food resultando em piores pontuações. Os pesquisadores destacam que os resultados são significativos, principalmente em um contexto de crescimento das taxas de obesidade infantil. Algumas escolas do Reino Unido e Estados Unidos já implementam medidas para reduzir o problema, como proibir a saída dos alunos na hora do lanche e almoço, e oferecer um cardápio mais variado, sem fast food, em suas cantinas.

Escreva seu livro no Bookess - Dica By Juninho on May 23rd, 2009

Published by: livroetudo

O Bookess também possui uma ferramenta para divulgação em websites, blogs e afins. Trata-se do Embeddable Book que disponibiliza uma prévia do seu livro e faz a conexão entre o usuário do seu site e seu livro. Não perca mais tempo! Aventure-se por este imenso mundo da literatura! O que é Bookess™? Bookess é um sistema de criação de livros totalmente interativo e grátis. Sendo usuário, você poderá criar seu próprio livro ou ajudar outros autores a terminarem os deles. Além disso, você poderá fazer novas amizades, trocar idéias, enviar recados e muito mais! O Bookess também disponibiliza ferramentas para divulgação das suas criações em web sites, blogs, etc. Está esperando o quê? Cadastre-se agora mesmo!

Imagine o quão fantástico seria se você pudesse começar uma história sem saber o rumo que ela tomaria. O Bookess lhe proporciona isso. Inicie seu livro e deixe que todos os usuários contribuam. A cada página sua história poderá tomar um rumo diferente! Bookess é uma editora e uma biblioteca. É o lugar para criar seu próprio livro ou distribuí-lo em nível mundial, sem restrições e gratuitamente. O Bookess foi criado com o objetivo de proporcionar uma boa leitura em qualquer lugar que você esteja: em sua casa, em seu escritório, no hotel em um fim de semana, enfim, onde você estiver e tenha uma conexão com a Internet. Com um sistema de leitura que simula a realidade, ler um livro virtual deixa de ser cansativo para se tornar algo divertido! Passe as páginas como se fosse um livro de verdade. Está cansado de ler hoje? É só marcar a página e continuar a hora que quiser e onde estiver. O Bookess depende de seus usuários para o funcionamento. São eles que criam, editam, contribuem e comentam os livros presentes aqui. Tudo de uma forma simples, rápida e gratuita. Além da possibilidade de criação de livros, o Bookess também proporciona um círculo de amizades entre pessoas com o mesmo objetivo. Trata-se da Comunidade Bookess de Editores, onde os usuários se relacionam, conversam, trocam idéias e fazem novas amizades! A estrutura para criação de livros permite a publicação de livros convencionais, gibis, mangás, livros didáticos, etc., já que você pode enviar ilustrações que ficarão guardadas em sua pasta para futuras utilizações.

Fonte: Próprio Site Acesse Aqui

A rede desescondendo o Brasil! By Monica Kimura on May 24th, 2009

Precisamos descobrir o Brasil! Precisamos desesconder o Brasil, mostrá-lo para nós mesmos e para o mundo. Precisamos entender o Brasil: em lugar de conceitos rígidos, noções líquidas; em lugar da reta a curva. Precisamos fundir-nos com o Brasil, tomar um banho em suas águas, que são muitas. Precisamos conhecer mais os fenômenos em ebulição e construir conceitos que se modelem em contato com a realidade viva. Para se compreender o Brasil, precisamos nos transformar em poetas. Precisamos transformar o Brasil! (Trecho do discurso do secretário de Programas e Projetos Culturais, Célio Turino, no lançamento do Programa Cultura Viva, do qual também é o coordenador nacional) Por Mônica Kimura Decididamente não se pode conceber este país a partir de linhas retas e conceitos pré-estabelecidos. Esta terra continental esconde matizes inimagináveis, cores, formatos, sons, cheiros e sabores que nem o mais apaixonado e perseverante antropólogo seria capaz de enumerar em uma única vida. Desde que os primeiros portugueses aqui chegaram e o almoxarife Diogo Dias se atirou da nau para dançar com os índios, nada, nunca mais poderia ser o mesmo. Deste encontro de povos, nasceu o Brasil! Um imenso território que carrega em si desejos e quimeras de incontáveis povos e de seus descendentes que aqui fundiram-se, e, na terra, imprimiram suas culturas –

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

7


June 15th, 2009

cada qual mais rica! – a partir disso é que se deu o nome de Cultura Brasileira. O Cultura Viva veio mostrar que desta Cultura, não são várias as possibilidades, mas todas! No universo da Cultura, o centro está em toda parte, disse o ministro Paulo Vanuchi, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Ainda segundo ele, Nos direitos humanos é a afirmação da mesma coisa, não existe a idéia de que há uma verdade a partir do qual um fala a verdade e os outros mentem. Nessa diversidade, Cultura e Direitos Humanos se dão as mãos. A junção de cultura e música, por exemplo, é um instrumento para propiciar essa disputa de interpretação do que seja Direitos Humanos. Igualdade e liberdade só se casam na pluralidade; se a igualdade virar uniformidade, a liberdade morre. Então, que bom que temos cores diferentes, brilhos diferentes, idéias diferentes, religiões diferentes e um completa o outro para, na diferença, nós nos unirmos na construção de um mundo de paz. Então, qual é a “cara” deste país? O Programa Cultura Viva que tem nos Pontos de Cultura seu mais importante instrumento, surgiu da idéia simples de ligar em rede, todas essas possibilidades e – enfim! – olhar para a “cara” deste país tão sui generis. De uma experiência isolada em uma única cidade – as iniciais 13 Casas de Cultura de Campinas, nos idos dos anos de 1990 – a um projeto nacional – os Pontos de Cultura que hoje já são mais de 850 em todo país e devem chegar a duas mil até 2010 – os caminhos se fundiram. Nada surge do nada, é óbvio. Das Casas de Cultura até os Pontos de hoje, lá se vai década e meia de muita experimentação e aglutinação de saberes. Na inauguração da Teia 2008, em Brasília, o secretário de Projetos e Programas de Cultura do MinC, Célio Turino, enfatizou que a idéia bruta nasceu naquelas 13 Casas, mas o projeto dos Pontos veio sendo acrescido de inúmeras contribuições de outrem ao longo de tantos anos. Veio de gente simples como a Vó Laudelina, vendedora de acarajé, que detinha um saber milenar; veio do Paulão, líder comunitário, que com suas idéias deu alento à sua comunidade; veio de Marquesa, uma empregada doméstica que queria apenas dar leitura aos seus filhos e aos filhos das outras mulheres; veio dos CPCs da UNE, dos Círculos de Cultura com Paulo Freire, que deu origem ao método Paulo Freire, e vem de antes até, com os Modernistas e sua inesquecível Semana de 22; dos encontros entre as nações que compõem a etnia do povo brasileiro. Conforme bem disse o ministro Vanuchi, realmente, no universo da cultura, o centro pode estar em toda parte, basta descobri-lo, ou desescondê-lo. Muita gente não conhece o programa porque os Pontos de Cultura não estão na mídia. Simplesmente por que dizem respeito aos excluídos aos que não têm voz, àqueles que nunca tiveram oportunidade de mostrar sua arte, mas que mesmo assim, mantém sua fé nas tradições e em sua importância, e

Published by: livroetudo

perseveram. Dizem respeito àqueles que a indústria cultural não tem interesse pois não têm poder aquisitivo para usufruir do questionável produto da indústria cultural. Mas eles estão lá. Reduzindo a miséria, não só cultural, mas econômica também. Dando oportunidade, valorizando o que existe de mais autêntico em nossa terra, instrumentalizando e modernizando os meios de produção cultural. Como os mestres dos saberes populares que compõem a Ação Griô. Essa rede de Pontos de Cultura que atua dentro das comunidades quilombolas, das associações de parteiras, das rezadeiras, dos repentistas, dos poetas iletrados, dos cantadores e encantadores de histórias. É nessa seara que emerge a REDE, dando suporte e oferecendo a troca entre os núcleos, cada qual cioso de seu protagonismo, dividindo seus saberes. Pois a gestão dos Pontos subverte a ordem que até então vinha sendo utilizada. Não há a mão do poder público a ditar normas e conceitos, mas o exercício de administração e gestão prática entre os pares de uma comunidade. Trata-se de uma experiência absolutamente inédita no país e quiçá, no mundo. A ponto de a ONU reconhecer seu mérito e estudar uma forma de implantá-lo em outros países. O principal eixo do programa é calcado na autonomia e na valorização das manifestações espontâneas e legítimas, não se trata de ensinar como fazer cultura, mas de reconhecer as produções genuinamente originais. Nestes quase quatro anos, o Cultura Viva com seus Pontos, já é uma das mais importantes políticas públicas do país. Pois trata-se de mais que um conjunto de obras, pois os Pontos não constroem prédios, as obras são imateriais, no sentido estrito do termo, mas se materializam em produtos culturais como shows, concertos, CDs, DVDs, oficinas, cursos, artesanato e economia solidária. E mais do que isso, materializa-se em DIGNIDADE e CIDADANIA. É o Brasil finalmente conhecendo os diversos “brasis” envoltos em séculos de opressão e descaso para com seu povo e sua cultura. O povo brasileiro já entrou muito pelas portas dos fundos, hoje, o povo brasileiro entra pela porta da frente!, enfatizou o secretário Célio Turino em seu discurso na abertura daTeia 2008: E aqui estamos nessa Teia, Teia em que mais um passo vai sendo dado, é a concretização de um conceito, e o conceito do Ponto de Cultura é muito simples: é autonomia e protagonismo sócio-cultural; potencializar o que já é desenvolvido. Fortalecer o fluxo, mais fluxo e menos estrutura. Essa é a idéia. Quem esteve nesta Teia pode ver claramente o que significa. Dê-me uma alavanca e um ponto de apoio e eu moverei o mundo, já dizia Arquimedes. E é exatamente isso que o programa Cultura Viva com seus Pontos de Cultura em Rede vêm realizando, silenciosa e pacientemente. Se esta semente será perene, não importa mais, uma vez iniciado, o processo histórico não tem mais volta.

Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

8


June 15th, 2009

Tua cultura é tua Tua cultura atua Tua cultura é dura

Published by: livroetudo

Inscrições para o Prémio Leya estão abertas By Juninho on May 23rd, 2009

Como os laços da usura Queremos a cultura liberta e libertadora! (Gilberto Gil)<</i>/b>

Microsoft bloqueia acesso ao MSN para países considerados o 'Eixo do Mal' By Juninho on May 24th, 2009

A Microsoft bloqueou o acesso ao Windows Live Messenger (MSN) para internautas dos cinco países descritos pelo ex-presidente George W. Bush como o "Eixo do Mal". Segundo o LiveSide.net , quem tenta acessar o programa de comunicação instantânea em Cuba, Síria, Irã, Sudão e Coreia do Norte recebe a seguinte mensagem de erro "810003c1: We were unable to sign you in to the .NET Messenger Service" (Não foi possível registrá-lo no serviço .NET Messenger). A Microsoft confirmou o corte dos serviços nos cinco países. "Nós confirmamos a notícia divulgada pelo LiveSide. A Microsoft descontinuou os serviços de mensagem instantânea em certos países sujeitos as sanções pelos EUA. A decisão da Microsoft de bloquear um programa gratuito com base em embargos econômicos gerou estranheza entre blogueiros americanos. A ZDNet lembra que muitas dessas sanções já têm cerca de oito anos e considera "pouco claro o motivo pelo qual justamente nessa semana a Microsoft removeu o acesso a usuários desses países".

As inscrições para a segunda edição do Prémio Leya já estão abertas. Recorde-se que o vencedor desta distinção recebe 100 mil euros, o maior prémio monetário em língua portuguesa. O vencedor do ano passado foi o brasileiro Murilo Carvalho. O Prémio Leya tem por objectivo incentivar a produção de obras originais de escritores de língua portuguesa, e destina-se a galardoar uma obra inédita de ficção literária, na área do romance, que não tenha sido premiada em nenhum outro concurso», lê-se no site do Grupo Leya. As inscrições terminam no dia 15 de Junho de 2009.

Schwarznegger quer e-books grátis em escolas By Juninho on May 21st, 2009

SÃO PAULO – O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, ambiciona um novo papel: ser o educador do futuro. Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

9


June 15th, 2009

Published by: livroetudo

Se seu projeto for aprovado, o estado americano será o pioneiro a ter livros eletrônicos gratuitos para escolas do primeiro e segundo graus. Para o político, de origem austríaca, a medida serviria para reduzir gastos na educação e favorecer a colaboração entre diferentes instituições de ensino. Seria a contenção de capital em longo espaço de tempo, ainda segundo Schwarzenegger, uma necessidade diante da crise financeira. Por isso, o governador quer que os e-books estejam disponíveis logo, no mais tardar, até o fim do ano, de acordo com artigo do Ars Technica.

organizadores do projeto não foi Coelho, mas o autor gaúcho Moacyr Scliar, 62 anos, autor de 17 romances, livros de contos e infantis.

Os livros virtuais, a princípio, seriam apenas para Matemática e Ciências. Isto porque a burocracia do estado para aprovar conteúdos de livros é uma das mais rígidas dos Estados Unidos, exigindo uma série de custosos trâmites políticos.

Programas inteiros do Canal Futura para Baixar *Repostagem

A reportagem do "Diário do Grande ABC" teve acesso exclusivo à lista dos nomes mais lembrados pelos participantes da pesquisa - liderada, como era de se esperar, pelo canônico Machado de Assis, citado 25 vezes na relação dos 55 especialistas consultados, seguido por Clarice Lispector e Guimarães Rosa. E você lê a matéria Completa aqui neste site.

By Juninho on March 8th, 2009

Paulo Coelho não quer seus livros adaptados ao cinema By Juninho on May 23rd, 2009

Prestes a embarcar no carro que o levaria para Genebra, na Suíça, mala na mão, o escritor Paulo Coelho pedia ao diretor do hotel Martinez, um dos mais luxuosos de Cannes, que garantisse sua reserva para o próximo ano. Coelho é um habitué da Croisette e chegou mesmo a ambientar seu último livro, O Vencedor Está Só, nos bastidores do festival. Na agenda da visita este ano, ele se encontrou com o poderoso produtor da Miramax, Harvey Weistein, para discutir mais uma vez a adaptação de O Alquimista. "Fui obrigado a aceitar (a adaptação)", disse ao Terra. "Vendi os direitos há mais de dez anos e agora me arrependo; não quero nunca mais ver um livro meu sendo adaptado ao cinema; todo livro se passa na cabeça dos leitores e não numa tela." Fonte: Terra

Você já ouviu falar do Canal Futura, educativa das Globo que exibe uma

a emissora

programação com temas que vão de ciência a sociedade. O canal é aberto em poucos lugares do Brasil, mas desde o ano passado o Canal Futura lançou o site FUTURATEC , onde estão reunidos vídeos dos principais programas do canal. As imagens têm qualidade suficiente para serem serem gravadas em DVD ou CD eliminando a necessidade ter que acessar tudo do computador onde foram salvas. Exemplo de programas para Baixar: Globo Ciência, Passagem Para, O bom jeitinho brasileiro, Mojubá, entre outros.... Acesse o site para baixar os vídeos clicando aqui

Pesquisa revela olhar estrangeiro sobre literatura By Juninho on May 21st, 2009

A criação de uma rede transnacional pela internet, dedicada à instalação de um banco de dados, levou os organizadores do projeto Conexões Itaú Cultural - Mapeamento Internacional da Literatura Brasileira, iniciado no ano passado, a levantar informações curiosas não só para os escritores como para o mercado editorial brasileiro. A primeira delas é que nem só de Paulo Coelho vive a literatura do Brasil. O escritor vivo mais citado numa pesquisa desenvolvida com tradutores, professores e bibliotecários estrangeiros de 19 países pelos Created using zinepal.com. Go online to create your own zines or read what others have already published.

10

Livro é Tudo  

Leia a todo conteúdo do mês no livro.