Page 1

ACNUR e HUMANITARE realizam capacitação de jornalistas sobre refúgio e proteção internacional. Com inscrições gratuitas e vagas limitadas, oficina treinará profissionais da imprensa em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Manaus e Brasília. São Paulo e Brasília, 18 de maio de 2011- O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e o Instituto Humanitare realizam, na próxima segunda-feira (23/05), a 1ª Oficina Nacional de Jornalismo sobre Proteção Internacional de Refugiados. Dividida em três módulos, a oficina será ministrada na sede do Humanitare, em São Paulo, com transmissão on-line para Rio de Janeiro, Porto Alegre, Manaus e Brasília - cidades onde o ACNUR implementa seus projetos. As inscrições são gratuitas, mas as vagas são limitadas a dez jornalistas por cidade. A oficina acontecerá das 9hs às 14hs. A oficina reunirá especialistas brasileiros e estrangeiros, com a participação de dois refugiados (da Colômbia e da Sérvia) que vivem no Brasil. Serão esclarecidos aspectos técnicos sobre refúgio, apatridia e deslocamento interno, além de especificidades da cobertura jornalística sobre este tema. O presidente do Comitê Nacional para Refugiados (CONARE) e secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto, é o convidado especial da oficina. “Vamos oferecer uma capacitação de alto nível para contribuir com o trabalho da imprensa dentro e fora das redações, oferecendo subsídios para o entendimento amplo de questões contemporâneas fundamentais”, explica o representante do ACNUR no Brasil e um dos palestrantes da oficina, Andrés Ramirez. A 1ª Oficina Nacional de Jornalismo sobre Proteção Internacional de Refugiados se insere no calendário de comemorações do ACNUR em 2011, que neste ano celebra o 60º aniversário da Convenção da ONU sobre o Estatuto do Refugiado, o 50º aniversário da Convenção da ONU sobre a Redução da Apatridia e o 150º aniversário de nascimento de Fridtjof Nansen, o primeiro Alto Comissário para Refugiados da Liga das Nações. Para Sheila Pimentel, presidente do Instituto Humanitare, a oficina irá “aproximar a sociedade civil e as Nações Unidas, por meio do ACNUR, propiciando uma maior conscientização e um novo olhar da sociedade para refugiados, apátridas e deslocados internos”. As inscrições para a 1ª Oficina Nacional de Jornalismo sobre Proteção Internacional de Refugiados são gratuitas, e os jornalistas interessados devem enviar e-mail para institucional@humanitare.org solicitando sua ficha de inscrição. As vagas são limitadas a dez jornalistas por cidade (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre e Manaus).


Os locais da oficina são os seguintes: ● Em São Paulo: Instituto Humanitare (Avenida Paulista, 726, 17º andar). ● Em Brasília: ACNUR (Edifício Brasília Shopping, Torre Sul, Sala 801). ● No Rio de Janeiro: Centro de Informação das Nações Unidas (Palácio Itamaraty, Avenida Marechal Floriano, 196, Centro). ● Em Porto Alegre: Associação Antônio Vieira (Avenida Luiz Manoel Gonzaga, 700). ● Em Manaus: Secretaria de Justiça (Rua Gabriel Salgado, s/n, Centro – prédio anexo ao Palácio Rio Branco/Escola de Administração Penitenciária - 9º andar). Para mais informações, entre em contato com as assessorias de comunicação do Instituto Humanitare (11.3254.7557) ou do ACNUR (61.3044.5744).

ACNUR e HUMANITARE realizam capacitação de jornalistas sobre refúgio e proteção internacional  

ACNUR e HUMANITARE realizam capacitação de jornalistas sobre refúgio e proteção internacional

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you