Issuu on Google+

PROGRAMA Lista A liderada por Sofia Canha CANDIDATURA ÀS ELEIÇÕES SPM - TRIÉNIO 2012-2015

www.emdefesadosprofessores.org

www.facebook.com/emdefesadosprofessores

emdefesadosprofessores@gmail.com 1


Luta reivindicativa No combate sindical reivindicativo e na capacidade negocial está a nossa força motriz. Em coerência com os valores de sempre do SPM, em que se incluem a independência face a ideologias ou forças políticas, bem como a participação e autonomia ativas no seio do movimento unitário sindical: FENPROF, Frente Comum e CGTP. Em áreas de exclusiva competência dos trabalhadores, devem decidir os trabalhadores. Ponto final. O SPM, no legado que nos foi deixado pelas direções desde a fundação do sindicato, nunca permitiu, nem seremos nós a permitir, que a discordância, quer com as tutelas educativas, quer no seio do movimento sindical, seja conflituosa e obstrutiva. Evitamos tanto afrontamentos gratuitos como seguidismos bajuladores. O diálogo e a negociação prevalecem, na defesa suprema do interesse dos professores, em prol da sua dignificação e na busca de resposta às suas reivindicações e aspirações. Faremos tudo o que nos for possível fazer. Estaremos nos locais de decisão, tomaremos iniciativa e manteremos posição no espaço negocial. Com a firmeza que se espera de um sindicato. E congregaremos vontades para a luta difícil que nos espera. Sabemos do lado de quem estamos e temos a equipa coesa, credível e com convicções fortes para defender as condições laborais e interesses dos professores e educadores. Com competência e combatividade. À altura das exigências da conjuntura atual de particular austeridade para os trabalhadores. Exigimos ser tratados de acordo com o nosso estatuto de parceiro social, no estrito cumprimento da legislação sindical. Jamais nos deixaremos que nos reduzam à mera auscultação e ou à emissão de pareceres formais. Parceria sim, unilateralismo e imposição nunca. Somos contra a destruição de direitos. Vamos denunciar e contestar, vamos negociar e propor, vamos reivindicar e construir soluções. Uma ação que, de luta em luta, de iniciativa em iniciativa, de objetivo em objetivo, com ambição e realismo, trará o alento e as razões de esperança de que necessitam os professores e educadores. Seremos um sindicato sempre credível e forte.

2


As questões laborais em cima da mesa – as nossas prioridades de ação – são as seguintes: - Defesa do emprego docente, no sentido em que os docentes atualmente no sistema são necessários; - Revisão do Estatuto da Carreira Docente regional que dignifique a carreira; - Regime de avaliação que se destine à melhoria do desempenho e não ao corte de salário; - Desbloqueamento do acesso ao 6º escalão; - Pagamento dos retroativos na sequência das mudanças de escalão; - Recuperação do tempo de serviço congelado entre 2005 e 2007; - Combate à indisciplina na escola e sala de aula para defesa da qualidade do ensino e da aprendizagem; - Defesa de horários de trabalho, com respeito pela componente não letiva; - Luta contra a funcionarização e burocratização do trabalho docente, para recentrar o professor no trabalho pedagógico.

3


Atendimento e Apoio Jurídico Fruto não só de uma opção sindical mas também na sequência das melhores condições de trabalho e atendimento no novo edifício, na Calçada da Cabouqueira, o sindicato passou a contar, em Outubro de 2011, com uma jurista a tempo inteiro, para responder com a máxima celeridade e eficácia às situações e problemas colocados pelos sócios. - Reestruturar os serviços de atendimento e do funcionamento do sindicato; - Intensificar os contactos presenciais dos dirigentes e a ação dos delegados sindicais nas escolas; - Adotar um sistema de FAQs com as questões mais recorrentes, que os associados acedam online, na área reservada da página eletrónica; - Reformular da base de dados dos associados, auxiliar importante também para a ação sindical – trabalho já em curso.

4


Formação A profissão docente requer conhecimentos, saberes e competências que só podem ser obtidas no quadro de uma formação de elevado nível e rigor. É uma dimensão que complementa, credibiliza e prestigia o sindicalismo. - Diversificar a oferta formativa em áreas específicas do Centro de Formação do SPM, ao encontro das necessidades de formação contínua dos docentes, para a sua valorização pessoal e profissional; - Continuar a promover formação de nível superior; - Estabelecer parcerias com instituições de formação para alargar a oferta, nomeadamente com as associações nacionais de professores; - Publicar o primeiro número da revista de cariz científico intitulada PROFESSORES, já em vias de concretização, em 2012-2013.

5


Informação sindical A comunicação com os associados continua a ser uma prioridade no sentido em que o trabalhador informado está mais apto a defender os seus direitos e a envolver-se na vida do seu sindicato. Tem sido concretizada por diversas vias: página eletrónica, jornal PROF, PROF Newsletter, placar sindical, redes sociais (Facebook), tempos de antena, na RTP e RDP Madeira, emails aos sócios, produções gráficas várias e contacto com a comunicação social. - Consolidar a estratégia integrada e profissional para a comunicação sindical iniciada no mandato 2009-2012, para cuidar da informação de um modo mais exigente que a atual sociedade da comunicação exige, nomeadamente na profissionalização da assessoria de imprensa e do trabalho gráfico e de imagem; - Concretizar no terreno a campanha de angariação de novos associados que já está preparada; - Promover uma imagem positiva dos professores junto da sociedade, para esta valorizar o trabalho docente, muitas vezes com sacrifício pessoal, em prol da aprendizagem dos estudantes.

6


Regalias aos sócios Os descontos em bens e serviços, através de protocolos com mais de 100 empresas, constituem um retorno para o sócio. É uma forma de recuperar a quota sindical paga. Foi redinamizado o Seguro de Saúde Açoreana-SPM em 2009-2012 e construído o novo Centro de Formação e Sede em 2010-2011, para usufruto dos associados, um momento alto e um marco na história do sindicato. - Atuar junto dos associados de modo a rentabilizarem as regalias, como os seguros, forma de recuperarem a quota paga ao sindicato; - Estabelecer novos protocolos e renegociar alguns outros para oferecer descontos mais substanciais; - Colocar em funcionamento pleno várias valências da nova sede social, como a biblioteca, o ginásio e o bar, de forma a potenciar ao máximo o novo edifício, instrumento de dignificação e defesa da classe docente.

7


Cultura e solidariedade O professor não pode apenas perceber de pedagogia e da sua área científica. Deve ser consumidor e promotor de cultura. - Realização de novas atividades culturais (cinema, música, literatura, exposições, entre outros eventos) face às condições proporcionadas pela nova sede do SPM, em especial o espaço do Auditório, que ocupa todo o piso 3, com uma colaboração estreita por parte do Departamento dos Professores Aposentados; - Instituir um evento de solidariedade social anual nas instalações do sindicato; - Dinamizar atividades de lazer e bem-estar para os docentes, no próprio edifício do SPM e ao ar livre.

Temos liderança e equipa coesas, credíveis e com convicções fortes, para atingir estas metas a que nos propomos

8


PROGRAMA lista A - eleições SPM 2012-2015