Issuu on Google+

CURSOS CATÁLOGO DE

novembro e dezembro 2008

Mantenedor:

Prepare sua equipe para 2009 Curso Secretaria da Escola: Confira a opinião de quem fez

Conheça a Pós-graduação em Psicopedagogia do SIEEESP Novo Curso!

Dez Mandamentos para a Comunicação na Escola

1


Expediente Catálogo de Cursos é uma publicação periódica do SIEEESP Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo Av. dr. Altino Arantes, 225 Vila Clementino – São Paulo – SP CEP 04042-032 Fone 11 – 5583-5500 www.sieeesp.com.br PRESIDENTE José Augusto de Mattos Lourenço Colégio São João Gualberto 1º VICE PRESIDENTE José Antonio Figueiredo Antiório Colégio Padre Anchieta 2º VICE PRESIDENTE Sylvio Carneiro Gomide Colégio Cidade de São Paulo 1º TESOUREIRO Benjamin Ribeiro da Silva Colégio Albert Einstein 2º TESOUREIRO Antonio Batista Grosso Colégio Átomo 1º SECRETÁRIO Itamar Heráclio Góes Silva Educandário Empreendimentos Educacionais 2º SECRETÁRIO Waldman Biocati Curso Cidade de Araçatuba DIRETORIAS REGIONAIS ABCDMR José Luiz T. Gomes (11) 4437-1008 ARAÇATUBA Waldman Biolcati (18) 3623-1168 BAURU Gerson Trevizani (14) 3226-3096

2

CAMPINAS Antonio F. dos Santos (19) 3236-6333 MARÍLIA Luiz Carlos Lopes (14) 3413-2437 RIBEIRÃO PRETO João A. A. Velloso (16) 3610-0217 OSASCO José Antonio F. Antiório (11) 3681-4327 PRESIDENTE PRUDENTE Antonio Batista Grosso (18) 3223-2510 SANTOS Ermenegildo P. Miranda (13) 3234-4349 SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Maria Helena Baeza (12) 3931-0086 SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Antonio Carlos Tozzo (17) 3222-6545 SOROCABA Edgar Delbem (15) 3231-8459

DEPARTAMENTO DE CURSOS Regina Stefano saber@sieeesp.com.br (11) 5583-5540 Gislene Cristina F. Aguiar gislene@sieeesp.com.br (11) 5583-5533 Cátia Albarello projetos@sieeesp.com.br (11) 5583-5518 EDIÇÃO ACM Comunicação www.acmcomunicacao.com.br EDITOR Walmir de Medeiros Lima MTb (14.259) walmir@acmcomunicacao.com.br (11) 8145-4566 COORDENAÇÃO Kátia Muniz MTb (47.546) katia@acmcomunicacao.com.br (11) 9130-4075 REDAÇÃO Beatriz Gomes bia@acmcomunicacao.com.br ARTE Alex Mitsuo Hirakawa

Novembro / Dezembro


Caro leitor, Estamos encaminhando o último Catálogo de Cursos de 2008, referente aos meses de novembro e dezembro. Para finalizar o ano, o SIEEESP disponibiliza mais 16 novos cursos. Além de diversas opções para a confecção de enfeites de Natal que podem colorir de diferentes formas as festas da sua escola, o catálogo traz, também, temas fundamentais para a administração e planejamento da instituição. Lembre-se que profissionais de escolas associadas têm descontos especiais e a primeira inscrição é gratuita. Se a sua escola ainda não é associada ao SIEEESP, entre em contato conosco e agende uma visita de nossos consultores para conhecer as vantagens que oferecemos às instituições. Estimule o desenvolvimento profissional de sua

equipe. Compartilhe este catálogo com colegas professores e demais profissionais da sua escola. Agradecemos a sua colaboração e parceria durante todo esse ano. Esperamos ter contribuído para o crescimento profissional de sua instituição e equipe. Aproveitamos a oportunidade para desejar a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo! Regina Stefano Departamento de Cursos SIEEESP

Novembro / Dezembro

3


Foto: Divulgação

ENTREVISTA CIBELE MARTINS

Mantenedora prepara equipe para 2009 Como a senhora avalia a importância da capacitação para a equipe escolar? Os conhecimentos obtidos, por meio de cursos e outras atividades, são sempre fundamentais. Estimulam o desenvolvimento do trabalho escolar e auxiliam no cotidiano da instituição, em relação a atendimento, relacionamentos, motivação dos funcionários etc. Além disso, a capacitação proporciona conhecimentos específicos para aplicação de atividades em faixas etárias adequadas. Quais cursos a senhora acha importante para uma equipe como a sua?

Cibele Martins: “A capacitação é um importante meio para desenvolver a qualidade dos serviços prestados”.

Assistente social, pedagoga e pós-graduada em Administração, Cibele Martins é mantenedora da Escola Filhos do Sol há 19 anos. Nesta entrevista, ela cita as atividades do SIEEESP que a equipe do colégio já participou ou pretende participar que atendem às expectativas e exigências de pais e alunos.

4

Na Escola Filhos do Sol, educamos crianças de quatro meses a seis anos de idade. Essa fase exige cuidado e atenção redobrada dos profissionais. Acredito que alguns cursos são fundamentais como: Atividades Musicais para Crianças de 0 a 3 anos (1857 - Brincar, Cantar e Cooperar: Tudo em um mesmo lugar); Bullying; Escultura de Balões (1858 - Anjos, Arranjos, Decorações e Presépios com “Papel”; 1859 - Fazendo Arte e Contando Histórias; 1894 Explorando E.V.A. para o Natal); Estímulo e Movimento para Crianças (1885 - 150 Propostas de Atividades Motoras para a Educação Infantil

Novembro / Dezembro


de 3 e 4 Anos); Atendimento ao Público (1872 - O Verdadeiro Atendimento ao Cliente); Atendimento ao Telefone (1875 - Eficiência no Atendimento Telefônico); Propostas pedagógicas com ênfase no respeito, limite e companheirismo (1889 - Limites e Espaço - O olhar e a Escuta Psicopedagógica na Escola e na Família); Primeiros Socorros, entre outros. São cursos que dão opções para diferentes formas de ensinar com responsabilidade e cuidado. Quais cursos a senhora fez que acha importante para a administração da sua escola? Gostei bastante dos cursos pedagógicos: Atividades Musicais para Crianças de 0 a 3 anos (1857 - Brincar, Cantar e Cooperar: Tudo em um mesmo lugar), Bullying, Estímulo e Movimento para Crianças (1885 - 150 Propostas de Atividades Motoras para a Educação Infantil de 3 e 4 Anos). Administrativos como o Stress: Amigo Invisível ou Visível (1865 - Lidando com o Stress) e os de arte-educadores como Escultura de Balões (1858 - Anjos, Arranjos, Decorações e Presépios com “Papel”; 1859 - Fazendo Arte e Contando Histórias; 1894 Explorando E.V.A. para o Natal). Todos foram úteis para conhecer as necessidades dos meus funcionários e clientes. Nesses anos de parceria com o SIEEESP, quais melhorias administrativas puderam ser observadas a partir dos cursos feitos? Os cursos trouxeram inúmeras melhorias na administração e formação da nossa equipe. Melhora no planejamento das atividades, na relação com os alunos, atendimento aos pais,

mudança de postura diante de situações de conflito, além de proporcionar um leque de opções para o alcance dos objetivos da nossa equipe. Como a senhora acha que os cursos do SIEEESP auxiliaram no crescimento econômico e na prática do ensino da escola? A capacitação é um importante meio de desenvolver a qualidade dos serviços prestados e consequentemente a manutenção dos alunos e a indicação de novos. A escola que tem profissionais bem capacitados atenderá e alcançará os objetivos esperados pelo cliente e pela equipe. No ensino, observei melhoras na elaboração de atividades, na postura diante dos alunos, mais propostas para trabalhar músicas, brincadeiras, movimento corporal, entre outros. Quais temas a senhora acredita serem importantes para a preparação da equipe do colégio para 2009? Estamos nos preparando para 2009 com cursos de motivação da equipe (1883 Motivação: Uma Arte de Evento para Incentivar Seus Professores e Alunos), organização administrativa (1888 – Organizando a Secretaria Escolar, 1895 – Portaria e Pessoal de Apoio: As Vitrines da Escola), comunicação empresarial (1869 - Os 10 Mandamentos da Comunicação na Escola), propostas para reunião de pais (1864 - Reuniões de Pais: Como Organizálas?) e capacitação da equipe do atendimento (1872 - O Verdadeiro Atendimento ao Cliente).

Novembro / Dezembro

5


Pós Graduação em Psicopedagogia

Saiba trabalhar com os diferentes ritmos e estilos de aprendizagem “A Psicopedagogia e sua atuação nas instituições: Escola, Empresa, Saúde” Entenda os aspectos afetivo-cognitivos do aluno nas situações de ensino e aprendizagem. Aprenda a desenvolver atividades preventivas e terapêuticas. Ao término do curso você poderá ministrar aulas para o magistério superior do Sistema Federal de Ensino. A pós-graduação em Psicopedagogia do SIEEESP foi elaborada com base na experiência de vários profissionais da área. O participante estará capacitado para ter uma atuação em sala de aula mais humana, atenta ao ritmo e estilo de cada aluno.

6

Novembro / Dezembro


Coordenação de profissionais reconhecidas: Lídia Lacava Maria Irene Maluf Vera Márcia Gonçalves Pina Carga Horária 400 horas, distribuídas em 3 semestres Com mais um semestre optativo para aprofundamento em Psicopedagogia Clínica. A formação deve ter sido concluída em cursos superiores reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação.

Os profissionais da Educação e Saúde terão ferramentas necessárias para que possam não só diagnosticar e intervir nos problemas de ensinoaprendizagem, mas também, exercitar o papel de psicopedagogo com ética e competência.

Aproveite essa oportunidade! Confira nossos preços.

Duas opções de horário segundas e quintas-feiras das 18h30 às 22h30 ou sábados das 8h às 17h30 Local Faculdades Integradas Claretianas Rua Martim Francisco, 636 Higienópolis, São Paulo – SP (Próximo ao Metrô Santa Cecília) Investimento Sindicalizados SIEEESP Inscrição: R$ 120,00 18 parcelas mensais e consecutivas de R$ 280,00 Não sindicalizados SIEEESP Inscrição: R$ 140,00 18 parcelas mensais e consecutivas de R$ 354,00 Inscrições e Informações Departamento de Cursos SIEEESP (11) 5583 5555 cursos@sieeesp.com.br

7


O coração administrativo da escola Curso Curso

Organizando a Secretaria Escolar

Conheça Conheça oo verdadeiro verdadeiro papel papel desse desse setor. setor. Saiba qual o perfil adequado do funcionário e suas responsabilidades. Confira os requisitos básicos para o bom funcionamento de uma secretaria. Conheça as soluções propostas pelo curso para situações com as quais se deparam os secretários da sua escola. Perfeita interação com as equipes técnicas e docente, direção e clientes são algumas das exigências do setor.

Com Marlene Zanata Schneider e Regina Célia Sylvestre.

8

Novembro / Dezembro


Confira a opinião de quem já fez o curso “Pude me aprofundar no que se refere à Deliberação nº 73/09 sobre a implantação do Ensino Fundamental de nove anos”. Michele Bottaro diretora/mantenedora Colégio Cultura

“Gostei muito do curso. As palestrantes, por meio de suas experiências, conseguiram esclarecer as mais variadas dúvidas. Elas têm o olhar da diretoria de ensino, então pudemos entender melhor essa visão. Por ser bastante prático, acrescentou muito ao meu dia-a-dia”. Sônia Maria Hummel assistente de secretaria Colégio Itaquera

“Achei o curso bem completo e dinâmico. Abordou assuntos pontuais como encaminhamento de processos, histórico escolar, transferência, matrícula etc. O espaço aberto para manifestação de dúvidas, também, é muito esclarecedor”. Michele Littig secretária escolar Nova Escola Pezinho de Feijão

“O curso é bastante focado nas atribuições de uma secretaria escolar. Isso é muito bom, pois pude avaliar o trabalho que vinha fazendo anteriormente. Agreguei muito das experiências trocadas com os outros colegas de mesma função”. Arianne de Sousa secretária escolar Colégio Pueri Pax

Novembro / Dezembro

9


Conheça a cartilha da curso Os 10 mandamentos da Comunicação na Escola Aprenda a exercitar a comunicação da sua instituição com aluno, família, escola e comunidade Não cometa pecados! Saiba como reconhecer os públicos de interesse da sua escola, além de outros aspectos como postura, comunicação interpessoal, estratégias de abordagem e imagem profissional, por meio dos 10 mandamentos de comunicação.

10

Com Laís Aguiar Consultora em Imagem e Psicologia da Comunicação. Especialista em processos de construção de imagem e de comunicação integrada, possui mais de 20 anos de experiência. Dia: 12 Horário: das 8 às 12 horas Local: SIEEESP Público-Alvo: Mantenedores, diretores, coordenadores, professores e cargos administrativos. Informações e inscrições (11) 5583 5555 sasatende@sieeesp.com.br


comunicação escolar 1. Informar não é comunicar! 2. Faça bom proveito do vasto universo da Comunicação. 3. Conheça os públicos estratégicos e os pontos de contato do seu negócio. 4. Eleja, relembre e reforce mensagens essenciais. 5. Antecipe para ganhar. O planejamento da Comunicação e o exercício da análise são fundamentais para o sucesso. 6. Comande! Mas busque sempre o consenso. 7. Saiba quais as competências essenciais para uma boa comunicação. 8. Avalie regularmente tendências e pesquisas. 9. Conheça quais são os “predadores” da comunicação eficaz e as ferramentas adequadas para combatê-los. 10. Visão de futuro da equipe de trabalho. O sucesso está diretamente relacionado às estratégias adotadas pela escola. 11


ORIENTAÇÕES PARA PARTICIPAR DOS CURSOS As inscrições para os cursos de novembro e dezembro já estão abertas a todos os interessados. A primeira inscrição das escolas associadas e adimplentes é gratuita e, da 2ª à 5ª inscrição, há uma taxa diferenciada. Outras inscrições pagam a taxa normal, publicada para cada curso.

Anote com cuidado o código (número) e a data do(s) curso(s) que deseja. As inscrições podem ser realizadas: • por meio de fax (11) 5583-5543, utilizando-se do formulário publicado nesse catálogo; • departamento de Atendimento (11) 5583-5555, das 9 às 17 horas; O pagamento deve ser feito na forma de depósito bancário:

Para efeito de preenchimento das vagas oferecidas, será considerada a data e hora do envio da inscrição conforme orientações a seguir.

Bradesco Agência 1992-5 Corrente 21920-7

Escolha o tipo de inscrição, individual (uma ficha por pessoa) ou institucional (várias pessoas da mesma escola).

Após depósito, enviar comprovante por fax para 11-5583-5543, identificando nome do inscrito (ou da instituição).

12


A falta de confirmação implica na perda da vaga, que será preenchida pela lista de espera. Quando todas as vagas forem preenchidas, os candidatos :

SIEEESP (Avenida dr. Altino Arantes, 225, Santa Cruz - São Paulo - SP), próximo a estação Santa Cruz do Metrô. Oferecemos vagas (limitadas) gratuitas no estacionamento do próprio SIEEESP.

Serão avisados para que aguardem confirmação e estarão em lista de espera, obedecendo a ordem de inscrição. Compreendemos a dificuldade de locomoção em São Paulo, por isso pedimos para respeitar o horário. Oferecemos tolerância de até 30 minutos para eventuais atrasos e pedimos que após esse período não haja insistência para entrar na sala, pois prejudica o rendimento do curso. Os cursos são oferecidos na sede do

13


Ficha de inscrição de Escola Sindicalizada (a ser enviada por fax)

DADOS DA ESCOLA Código SIEEESP: Escola: Fone: E-mail: DADOS DO(S) PARTICIPANTE(S) Nome

VALOR TOTAL:

14

CPF

CURSO

DATA


Ficha de inscrição Individual/Particular (a ser enviada por fax)

DADOS DO PARTICIPANTE CPF: Nome: ENDEREÇO RESIDENCIAL Rua / Av.:

Nº:

Bairro:

CEP:

Cidade: Fone: E-mail: DADO(S) DO(S) CURSO(S) CÓDIGO

DATA

VALOR

VALOR TOTAL:

15


Índice de Cursos

Novembro

CÓDIGO

TEMA

DIAS

TURNO

PALESTRANTE

1856

Gestão Estratégica de Pessoas: Uma Leitura Sustentável

3

Manhã

Luís Sergio Lico

1857

Brincar, Cantar e Cooperar: Tudo em um mesmo lugar

3, 10, 11, 12 e 18

Tarde

Vania M. Cavallari

1858

Anjos, Arranjos, Decorações e Presépios com “Papel”

3e7

Tarde

Neusa Castro

1859

Fazendo Arte e Contando Histórias

3e7

Noite

Robson A. dos Santos

1860

Relacionamento da Escola com os Vários Tipos de Famílias

4

Manhã

Mariângela Mantovani

1861

Como Elaborar uma Prova com Competência e Ética

4e5

Tarde

Luiz Felippe Mata Ramos

1862

As Vítimas da Síndrome de Peter Pan Os meninos que não querem crescer

5e7

Manhã

Suely Costa

1863

Relacionando as Múltiplas Inteligências com as Modalidades de Aprendizagem numa Abordagem Junguiana

6, 13 e 27

Manhã

Lídia Lacava e Vera Márcia G. da Silva Pina

1864

Novas Propostas - Reuniões de Pais: Como Organizá-las?

6

Tarde

Carmen Silvia Penha Galluzzi

1865

Lidando com o Stress

7

Tarde

Carmen Silvia Penha Galluzzi

1866

Cantina Pedagógica: Um Diferencial

10

Manhã

Martha Fonseca P. Amodio

1867

A Narrativa em Cena - Aproximações entre literatura e teatro na sala de aula

10 e 14

Noite

Giuliano Tierno

16


CÓDIGO

TEMA

DIAS

TURNO

PALESTRANTE

1868

Atividades Para o Natal com Sucata

11 e 18

Manhã

Ariane Hecht

1869

Os 10 Mandamentos da Comunicação na Escola - O exercício da comunicação com o aluno, a família, a escola e a comunidade

12

Manhã

Laís Aguiar

1870

Atividades Lúdicas: Educação e Valores (Para Inspetores de Alunos)

13 e 14

Tarde

Ivo Jordano

1871

Gestão Estratégica de Pessoas: Uma Leitura Sustentável

14

Manhã

Luís Sergio Lico

1872

O Verdadeiro Atendimento ao Cliente

17

Manhã

Carlos E. Canhameiro

1873

Por Uma Pedagogia da Comunicação

17 e 19

Tarde

Cecília de Campos Goes Amaral

1874

Decoração, Cartões e Embalagens de Natal com Origami

17

Noite

Leila M. Grillo

1875

Eficiência no Atendimento Telefônico

19

Manhã

Carlos E. Canhameiro

1876

O Mundo Repleto de Números - O Nosso Sistema de Numeração

19 e 26

Noite

Aguinaldo Ramos de Miranda

1877

Leitura, Não Apenas Decodificação: Mas Como Ensinar a Ler?

24

Manhã

Lucimeire Lemos

17


CÓDIGO

TEMA

DIAS

TURNO

PALESTRANTE

1878

Coordenação: Atendimento e Orientação ao Professor Stressado

24 e 25

Tarde

Marilene Fogaça

1879

Letramento: Do que Estamos Falando?

24

Noite

Dianne C. Rodrigues de Melo

1880

Os Saberes de Leonardo da Vinci Ampliando os Saberes do Educador

25 e 26

Manhã

Lídia Lacava e Maria Alice

1881

Práticas de Ensino de História e Geografia

26

Tarde

João Bueno

1882

Como Aproveitar o Teatro de Bonecos na Educação

28

Manhã

Sandro Friedland

1883

Motivação: Uma Arte de Evento para Incentivar Seus Professores e Alunos

28

Noite

João Luiz Martins

18


Índice de Cursos

Dezembro

CÓDIGO

TEMA

DIAS

TURNO

PALESTRANTE

1884

Jogos Cooperativos: Suas Possibilidades na Sala de Aula

1, 5 e 12

Manhã

Vania M. Cavallari e Débora Lopes

1885

150 Propostas de Atividades Motoras para a Educação Infantil de 3 e 4 Anos

1e2

Tarde

Marilene Fogaça

1886

Os Gêneros do Discurso como Instrumento: Preparando o Professor

1

Noite

Dianne C. Rodrigues de Melo

1887

O Desenho Animado e o Ensino da Filosofia

2e3

Manhã

Luiz Felippe Mata Ramos

1888

Organizando a Secretaria Escolar

3

Tarde

Marlene Zanata Schneider e Regina Célia Sylvestre

1889

Limites e Espaço - O olhar e a Escuta Psicopedagógica na Escola e na Família

4 e 11

Manhã

1890

Oficina de Recreação Para Educação Infantil – Culturta Popular e Diversão

4 e 11

Tarde

Robson A. dos Santos E Rossini Tavares de Lima

1891

Desenvolvendo Projetos Socio-ambientais

5

Tarde

João Bueno

1892

Falar em Público

8e9

Manhã

Carlos Eduardo Canhameiro

Lídia Lacava e Vera Márcia G. da Silva Pina

19


CÓDIGO

TEMA

DIAS

TURNO

PALESTRANTE

1893

A Matemática e o Cálculo Mental - Mini Olimpíada: Jogos e brincadeiras como prática de cálculo mental

8 e 10

Noite

Aguinaldo Ramos de Miranda

1894

Explorando E.V.A. para o Natal

10 e 12

Tarde

Neusa Castro

1895

Portaria e Pessoal de Apoio – As Vitrines da Escola

12

Noite

Cláudia Maria de Oliveira

1896

Curso de Berçarista

15 e 16

Noite

Márcia Maria Graciano

1897

Curso de Berçarista

17 e 19

Noite

Márcia Maria Graciano

RECEBA ESSE CATÁLOGO POR CORREIO OU DIRETAMENTE EM SEU E-MAIL PESSOAL. SOLICITE PARA (11) 5583 5555 ou sasatende@sieeesp.com.br

20


CONHEÇA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO SIEEESP

ESPECIALIZE-SE Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Pedagógica nas Instituições Educacionais e Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia Conteúdo elaborado a partir da experiência de professores renomados Diferentes opções de horário Certificação SIEEESP

Informe-se sobre as novas turmas Departamento de Cursos (11) 5583 5555 sasatende@sieeesp.com.br

21


Relação de Cursos

Novembro

1856 - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS: UMA LEITURA SUSTENTÁVEL Data / Horário: 3 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 20,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

22

Com Luís Sergio Lico

Confira o programa completo com o currículo do palestrante, material necessário e outras informações no site www.sieeesp.com.br


1857 - BRINCAR, CANTAR E COOPERAR: TUDO EM UM MESMO LUGAR SÍNTESE Por meio das atividades lúdicas, jogos brincadeiras cantadas e muita cooperação, nosso corpo e mente são trabalhados de maneira global, envolvendo educador e educando, levando ambos ao aprendizado harmonioso e eficaz, fugindo dos padrões convencionais. Objetivo Geral: Proporcionar ao educador estratégias diferenciadas de ensino. Objetivos Específicos: Possibilitar reflexões sobre a práxis; Estimular o gosto pela atividade física visando potencializar as qualidades psíquicas e fisiológicas do educando; Integrar as atividades lúdicas com as demais áreas do conhecimento. Vania M. Cavallari Licenciatura Plena em Educação Física, Lato-Sensu em Recreação e Lazer, psicomotricista, especialista em jogos cooperativos. Autora do livro: Recreação em Ação. DATA / HORÁRIO 3, 10, 11, 12 e 18 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 20 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 25,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 100,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Cartolinas, papel crepom, sulfite, cola, tesoura, fita crepe, canetinhas hidrocor, giz de cera e sucata em geral.

PÚBLICO ALVO Professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e educadores em geral de áreas afins.

23


Novembro 1858 - ANJOS, ARRANJOS, DECORAÇÕES E PRESÉPIOS COM “PAPEL” SÍNTESE Criar decorações, presépio e arranjos para o Natal com coador de café usados e sacos de pão. Introduzindo a parte pedagógica do trabalho e a reciclagem de matéria prima para sala de aula. Neusa Castro Ministra há mais de 15 anos cursos e palestras. Formada e pós - graduada em Arte Educação e Artes Cênicas. Iniciou sua carreira na Educação em 1983. Atuou na Diretoria de Ensino Sul 3 onde desenvolveu diversos trabalhos ligados a Secretaria de Educação, Cultura e outros. Realizou diversas mostras culturais das Escolas de D.E Sul 3 e de escolas particulares. DATA / HORÁRIO 3 e 7 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL Faculdade Impacta

MATERIAL Coadores de café (usado, lavados e secos), sacos de papel (tipo de padaria utilizado para transportar pão), pincéis chatos (grande), plástico para forrar a mesa, tesoura, 1 pote grande de cola branca (500 gr), gliter de diversas cores, 1 pacote de guardanapos coloridos, olhinhos para artesanato, fitas.

24

PÚBLICO ALVO Educadores em geral.


Novembro 1859 - FAZENDO ARTE E CONTANDO HISTÓRIAS SÍNTESE Objetivos: Levar os educadores ao conhecimento da origem dos contos, sua classificação, utilização de acordo com as faixas etárias e as diversas formas de apresentação do conto. Ensinar os participantes a confeccionarem bonecos e adereços para a narração das histórias. Por meio dos contos apresentados durante o workshop são elaboradas sugestões para a prática pedagógica, como a construção de bonecos, adereços e demais possibilidades artísticas para o contador de histórias. Robson A. dos Santos Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Folclorista com especialização em Literatura Folclórica e Aproveitamento Pedagógico do Folclore, formado pelo Museu de Folclore Rossini Tavares de Lima. Pedagogo formado pela UNISA, com habilitação em Administração e Supervisão Escolar. Autor de livros infantis e infanto-juvenis pela Editora Rideel e co-autor do livro: O Despertar da Sensibilidade na Educação, pelas editoras Mackenzie e Cultura Acadêmica. Autor e colaborador das revistas Guia Prático do Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental pela editora Lua. DATA / HORÁRIO 3 e 7 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Bloco de anotações, rolinhos de jornal (trazer prontos), caixa de ovos (de papelão), 2 bolinhas de isopor (cerca de 3 cm de diâmetro), canetinhas, fita crepe, papel crepom (diversas cores), papelão, cola, refil de cola quente (grosso), tesoura, barbante, tecidos, 1 CD virgem ou Pen-drive.

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil ao Ensino Médio e ArteEducadores.

25


Novembro 1860 - RELACIONAMENTO DA ESCOLA COM OS VÁRIOS TIPOS DE FAMÍLIAS SÍNTESE Diagnóstico dos tipos de famílias, o desenvolvimento da criança e do adolescente e como a escola pode promover um relacionamento com o aluno e seus pais. Método expositivo e psicodramático.

Mariângela Mantovani Psicóloga, terapeuta de casais e famílias, consultora educacional e organizacional. DATA / HORÁRIO 4 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

26

PÚBLICO ALVO Educadores em geral.


Novembro 1861 - COMO ELABORAR UMA PROVA COM COMPETÊNCIA E ÉTICA SÍNTESE I - Natureza e propósito da avaliação. Tipos de questões. Tipos de avaliação. Objetivos. Estrutura avaliativa de uma prova. Cultura avaliativa: desempenho, freqüência e participação. II - Memorização: heroína ou vilã? Prova com e sem consulta: propósitos. Habilidades e competências para diferentes avaliações. III - Sobre a cola material e virtual. Modelos de instrumentos avaliativos “imunes” à cola. IV - Revisão dos conteúdos e agendamento das provas. O caráter progressivo dos conteúdos. Critérios pedagógicos da revisão. V - Vistagem de prova. Princípios éticos da vistagem de prova. A correção e critérios de alteração das médias. A ciência do aluno. Luiz Felippe Mata Ramos Graduado em Filosofia, Educação Física e Pedagogia além de formação em Teologia Tomista. Possui mestrado pela Universidade de São Paulo - Ética e Educação - e outro pelo Centro Universitário Salesiano - Educação Sócio Comunitária - ambos com CAPES. É professor universitário cadastrado na Plataforma LATTES, orientador de projetos de pesquisa e monografias em cursos de graduação e pós-graduação. Atua como consultor pedagógico, palestrante e coaching nas áreas da Ética, Motivação e Gerenciamento de Tempo. Criador do método “Hermenêutica Arquetípica” baseado nas mitologias greco-romana e cristã. Na condição de co-organizador possui dois livros publicados a pais e educadores: Filhos: o que fazer com eles? Dicas para acertar sempre! e Virando o jogo da Educação: Moral e Ética em ação na escola - AllPrint Editora, 2007. DATA / HORÁRIO 4 e 5 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Mantenedores, diretores, coordenadores, professores e demais interessados.

27


1862 - AS VÍTIMAS DA SÍNDROME DE PETER PAN Os meninos que não querem crescer Com Suely Costa

Confira o programa completo com o currículo do palestrante, material necessário e outras informações no site www.sieeesp.com.br

28

Data / Horário: 5 e 7 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 40,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP


Novembro 1863 - RELACIONANDO AS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS COM AS MODALIDADES DE APRENDIZAGEM NUMA ABORDAGEM JUNGUIANA SÍNTESE A partir do estudo das Múltiplas Inteligências (H. Gardner) e da Tipologia Junguiana, trazer a importância dessa relação para o cotidiano da sala de aula. Lídia Lacava Educadora (Letras - USP) com especialização em Psicopedagogia e Arteterapia pelo Instituto Sedes Sapientiae. Docente em cursos de Pós-graduação em Psicopedagogia. Elabora e ministra cursos, palestras e oficinas para pais, professores e coordenadores. Atua em consultório particular com crianças, adolescentes, adultos. Coautora e revisora do livro: As múltiplas faces do aprender, Editora Unidas, 2001. Vera Márcia G. da Silva Pina Bacharel em Direito pela Faculdade Mackenzie, educadora com especialização em Psicopedagogia pelo Instituto Sedes Sapientiae e na Interpretação Psicológica dos Mitos e Contos de Fada (abordagem junguiana). Docente no curso de Psicopedagogia do Instituto Sedes Sapientiae. Orientadora psicopedagógica institucional e familiar. Atua em consultório com crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem; também, adultos e famílias. Co-autora do livro: As múltiplas faces do aprender, Editora Unidas, 2001. DATA / HORÁRIO 6, 13 e 27 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 12 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 15,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 60,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Lápis de grafite e de cor, caderno de anotações, caneta e 1 CD ou Pen-drive para gravar a apostila.

PÚBLICO ALVO Coordenadores, psicopedagogos, professores da educação infantil e do ensino fundamental e psicólogos.

29


Novembro 1864 - NOVAS PROPOSTAS REUNIÕES DE PAIS: COMO ORGANIZÁ-LAS? SÍNTESE Aproximar os pais da escola é, sem dúvida, uma das principais saídas para enfrentar os desafios a que estamos expostos. Organizar uma reunião envolve preparo prévio, pensando desde: características do grupo de pais, levantamento de temas, objetivos claros, elaboração do convite, pauta, lista de presença, avaliação, organização do ambiente. Quem já participou do curso “Reuniões de Pais - Como organizá-las”, terá agora a oportunidade de ampliar seu conhecimento e contribuir com o grupo com as suas experiências. Carmen Silvia Penha Galluzzi Psicóloga, especialista em Psicologia Educacional, em Psicopedagogia e na área de Violência Doméstica contra crianças e adolescentes, pela USP. Atua na rede particular de ensino, também supervisiona estágios no Centro de Estudo e Orientação Psicopedagógica - CEOPp, ministra aulas no curso de Pedagogia com a disciplina Psicologia da Educação no Centro Universitário Assunção - UniFai. Palestrante e autora do livro Propostas para Reunião de Pais - Estratégias e Relatos de Casos, 3ª edição pela Edicon. DATA / HORÁRIO 6 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta e 3 folhas de sulfite.

30

PÚBLICO ALVO Professores, coordenadores e orientadores.


Novembro 1865 - LIDANDO COM O STRESS SÍNTESE A reação do stress tem por objetivo a preservação da vida. No entanto, é necessário conhecer os caminhos ou oportunidades para neutralizá-lo. - Conhecendo os mitos e verdades sobre o stress; - Estressores internos e externos; - Quais suas manifestações. Carmen Silvia Penha Galluzzi Psicóloga, especialista em Psicologia Educacional, em Psicopedagogia e na área de Violência Doméstica contra crianças e adolescentes, pela USP. Atua na rede particular de ensino, também supervisiona estágios no Centro de Estudo e Orientação Psicopedagógica - CEOPp, ministra aulas no Curso de Pedagogia com a disciplina Psicologia da Educação no Centro Universitário Assunção - UniFai. Palestrante e autora do livro “Propostas para Reunião de Pais” - “Estratégias e Relatos de Casos”, 3ª ed. pela Edicon. DATA / HORÁRIO 7 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL 3 folhas de papel sulfite, caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Educadores em geral.

31


Novembro 1866 - CANTINA PEDAGÓGICA: UM DIFERENCIAL SÍNTESE Demonstrar como o ambiente escolar pode contribuir na formação de bons hábitos alimentares, através do verdadeiro controle sobre o que é vendido na cantina e implantação de um programa de alimentação sério e diferenciado. As atividades educacionais desenvolvidas com o lanche devem ter continuidade em todos os ambientes da escola, inclusive no conteúdo curricular. Como parte integrante da educação dos alunos, a cantina desempenha um importante papel com o exemplo que transmite, tanto do ponto de vista higiênico-sanitário, como dos produtos que oferece. Martha Fonseca P. Amodio Nutricionista, especialista em Nutrição Clínica pelo Centro Universitário São Camilo. Desde 1999, atua na área de alimentação e nutrição em escolas particulares, com projetos de alimentação equilibrada e educação nutricional. Atualmente é diretora técnica da empresa Comer e Aprender. DATA / HORÁRIO 10 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

32

PÚBLICO ALVO Diretores, coordenadores pedagógicos, mantenedores, supervisores, responsáveis pelo Marketing e área Comercial e interessados em geral.


Novembro 1867 - A NARRATIVA EM CENA Aproximações entre literatura e teatro na sala de aula SÍNTESE Partindo do pressuposto que teatro é diversão, o curso pretende despertar o interesse nos participantes sobre as fronteiras entre literatura e teatro narrativo na de sala de aula, por meio de reflexões e exercícios práticos dos elementos narrativos transpostos para a cena. Giuliano Tierno Mestrando em Artes pelo Instituto de Artes da Unesp. Licenciatura plena em Educação Artística - Habilitação em Artes Cênicas pelo Instituto de Artes da Unesp. Diretor dos espetáculos Abaixo das Canelas (2006) e Melhor não incomodá-la (2008), produzidos e realizados pela MiniCia Teatro. Organizador do livro A Criança de 6 anos - Reflexões e Práticas (2008), publicação SIEEESP. Co-autor do livro Contos do Quintal (2007), editora Globo. DATA / HORÁRIO 10 e 14 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Comparecer de roupas leves e calçados confortáveis.

PÚBLICO ALVO Educadores em geral.

33


Novembro 1868 - ATIVIDADES PARA O NATAL COM SUCATA SÍNTESE Objetivo: Confeccionar um Papai Noel, Mamãe Noel, presépio, árvore de natal, enfeites da árvore, guirlanda de porta. Levar o educador a desenvolver a técnica da papelagem corretamente. Ariane Hecht Arte-educadora, artista plástica e ceramista. Magistério com habilitação em Pré Escola, Ed. Artística com habilitação em Artes Plásticas e Desenho, pela FATEA. Pós Graduação Latu Sensu em História da Arte pela FAAP. Co- autora do livro Jardim Cultural na área Cerâmica - Jardim em Formas. Pesquisadora da alfabetização através da Arte na educação infantil. Palestrante do SIEEESP, AMEESP. Trabalha em diversos programas de formação continuada de professores em parcerias com prefeituras e instituições diversas. DATA / HORÁRIO 11 e 18 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Para o primeiro dia: jornais, potes de plástico, iogurte limpos, pequenos e grandes (Bliss, Danup), garrafinhas de suco ou água, entre outras sucatas, 1 saco de lixo, 1 fita crepe, 2 bandejas de isopor, 1 avental, 1 pincel grosso (chato) nº 20, cola de rótulo azul (cascorex), caixas de papelão abertas, disco de pizza de papelão (limpos), retalhos de tecidos e papeis diversos. Segundo dia: Tintas guache diversas, 1/2 copo americano de tinta látex branca, pincéis, panos para limpar pinceis, pote para limpar pinceis, jornais, 1 bandeja de isopor, algodão, fitas de natal de diversos tamanhos, tinta relevo branca e dourada, secador de cabelo, extensão e Benjamin e verniz spray (qualquer cor destas: prata, dourada, vermelha, verde bandeira). OBS: Para o pleno aproveitamento do curso, cada participante deverá trazer todo o material solicitado.

34

PÚBLICO ALVO Professores da educação infantil, coordenadores, psicólogos e arteeducadores.


Novembro 1869 - OS 10 MANDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO NA ESCOLA

O exercício da comunicação com o aluno, a família, a escola e a comunidade SÍNTESE De caráter prático, ensina a “cartilha” dos processos de comunicação para favorecer o relacionamento no ambiente escolar. Aprender a conhecer os públicos de interesse da instituição e a lidar com a eficiência das mensagens são pontos de destaque. Outros aspectos como postura, comunicação interpessoal e estratégias de abordagem que impactam nos processos de comunicação e na imagem do profissional são também foco do programa. Laís Aguiar Consultora em Imagem e Psicologia da Comunicação. Especialista em processos de construção de Imagem e de Comunicação Integrada, possui mais de 20 anos de experiência nas áreas pública e privada em instituições de grande porte. Expert em desenvolvimento de porta-vozes e consultoria de imagem empresarial, e também “ghost writer” e gestora de projetos editoriais. Especializada em Psicologia Organizacional e Comunicação, apresenta em seu histórico profissional vários prêmios outorgados por entidades do Brasil e no exterior - Prêmio Abril, entre outros. Jurada em eventos da área de Comunicação e Propaganda, acumula ainda cases como palestrante e colaboradora de diversas entidades associativas, Universidades e Ministério da Cultura. É membro-fundadora da LIMC-USP, entidade que reune dirigentes e profissionais de comunicação da área empresarial e do ambiente acadêmico. DATA / HORÁRIO 12 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Dirigentes, coordenadores, cargos administrativo-comerciais e professores.

35


Novembro 1870 - ATIVIDADES LÚDICAS: EDUCAÇÃO E VALORES (Para Inspetores de Alunos) SÍNTESE Visamos com essa oficina proporcionar, por meio de atividades práticas, sensibilizações e dinâmicas diversas, reflexão por parte dos inspetores de alunos sobre a importância das atividades lúdicas, de técnicas de recreação, dos jogos competitivos, como direcioná-los para desenvolver na criança, concretamente, vários aspectos da Educação e os valores que deles podemos tirar e, principalmente, como transformá-los em atividades ou jogos cooperativos, onde os valores pessoais e sociais se equilibram com os demais, gerando maior participação, envolvimento e significado para o indivíduo. Ivo Jordano Professor de Educação Física (USP), especializado em Educação Física Infantil, bacharel em Comunicação Social (Anhembi), co-autor das obras Educação Física da Pré-Escola à Universidade (EPU) e Dinâmicas de Grupo e Sensibilizações (Rideel). Com ampla experiência em capacitações e assessorias pedagógicas. DATA / HORÁRIO 13 e 14 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta. Os participantes deverão vir com tênis e roupas apropriadas p/ atividades recreativas.

36

PÚBLICO ALVO Inspetores de alunos.


Novembro 1871 - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS: UMA LEITURA SUSTENTÁVEL SÍNTESE A sustentabilidade pode ser corporativa e aplicada às ferramentas, processos e pessoas. Cabe discutir percepções contemporâneas sobre gestão de profissionais e mercados, localizando a Escola dentro deste contexto mutável. Buscamos oferecer, com esta iniciativa, opções e estratégias para pensar a gestão e o desenvolvimento humano, na crescente velocidade de mudanças. Educar também a organização para melhores resultados. Ao partilhar conhecimentos, experiências e abordagens, fomentamos a análise crítica dos processos e configurações das organizações e sociedades. Em prol do empreendedorismo, qualidade de vida, segurança e livre iniciativa, nos dedicamos a pensar diferentemente nossa época. Luís Sergio Lico Filósofo, escritor e palestrante. Especialista em Integração Humana e Gestão da Excelência Profissional. Professor e autor dos Livros: O Profissional Invisível e Fator Humano. DATA / HORÁRIO 14 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta

PÚBLICO ALVO Coordenadores, gestores, docentes, estudantes, analistas e demais interessados.

37


1872 - O VERDADEIRO ATENDIMENTO AO CLIENTE

Com Carlos E. Canhameiro Data / Horário: 17 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 20,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

38

Conheça o programa completo desse curso e outras informações no site www.sieeesp.com.br


Novembro 1873 - POR UMA PEDAGOGIA DA COMUNICAÇÃO SÍNTESE Estimular a atitude e o pensamento criativo, que exige uma prática e uma cultura escolar que sinalizem a metacognição. Tornar consciente a sensação de saber e a sensação de aprender. Propõe-se uma Pedagogia da Comunicação (audiovisual, leitura crítica de mensagens e enunciados) incorporada ao ensino como conteúdo formativo, retomando noções como: mudança, inovação criatividade, seletividade, versatilidade do conhecimento, antecipação e adaptabilidade a situações em mudança, capacidade de discernimento, diversidade e complexidade. Cecília de Campos Goes Amaral Pedagoga com especialização em Administração Escolar, Supervisão, Orientação Educacional e Coordenação Pedagógica; mestre em Ciências da Educação e Valores Humanos; especialista em Psicomotricidade e pósgraduada em Psicopedagogia. Larga experiência em escolas e universidades particulares, atuando como coordenadora pedagógica, orientadora educacional e professora, da Educação Infantil à Pós-Graduação. Psicopedagoga clínica e psicomotricista. Instrutora de cursos de capacitação para profissionais da área de educação desde 1987. DATA / HORÁRIO 17 e 19 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Papel para anotação, 1 folha de craft, canetinhas, revistas velhas, tesoura, cola e fita crepe.

PÚBLICO ALVO Educadores, gestores, orientadores pedagógicos e educacionais, estudantes da área de educação.

39


1874 - DECORAÇÃO, CARTÕES E EMBALAGENS DE NATAL COM ORIGAMI Com Leila M. Grillo Data / Horário: 17 das 18 às 22 horas Taxa: R$ 20,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

Confira o material necessário para fazer o curso e outras informações no site www.sieeesp.com.br

40


Novembro 1875 - EFICIÊNCIA NO ATENDIMENTO TELEFÔNICO SÍNTESE Objetivo - Mostrar a importância de um Atendimento Telefônico Padronizado e com Excelência para o sucesso de uma empresa. Por melhor que seja o produto ou serviço o descaso nesta área pode ameaçar seriamente a organização e afastar completamente o cliente. Um atendimento telefônico que seja uma central de relacionamentos com o cliente é a diferenciação positiva de uma empresa perante as demais do mercado. O treinamento visa fornecer recursos técnicos e emocionais para um atendimento telefônico que atenda o cliente até satisfazer plenamente suas expectativas. Carlos E. Canhameiro Bacharel em Artes Cênicas pela UNICAMP onde hoje desenvolve mestrado na área de Arte e Mediação. Professor de Oratória e Informática há 10 anos, desenvolveu treinamentos e consultorias para diversas empresas, entre elas Tigre, 3M, CASE, Globo Cabo, CNPQ, etc. Participou como palestrante em Congressos Nacionais de Oftalmologia da USP e de Química na UNICAMP. Trabalha com treinamentos na área de desenvolvimento pessoal há 7 anos, com ênfase em Atendimento Pessoal e Telefônico, Motivação, Formação de Equipes, Vendas. DATA / HORÁRIO 19 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Secretárias, gerentes, atendentes, recepcionistas, etc.

41


Novembro 1876 - O MUNDO REPLETO DE NÚMEROS O NOSSO SISTEMA DE NUMERAÇÃO SÍNTESE O sistema de numeração é a estrutura algébrica que fornece o desenvolvimento do raciocínio. O curso propõe, como fundamental, consolidar essa estrutura básica nas séries iniciais, para que os alunos, no futuro, ao se depararem com outras estruturas idênticas, tenham condições de fazer transferências. Ao focar, durante o curso, um sistema não decimal, pretende-se evidenciar a estrutura, que num sistema decimal, por vezes, pode passar despercebida, uma vez que, tendo todo o domínio dele, tende-se em automatizar as operações (algoritmos) e as relações sobre ele. Ao se deparar com um sistema de numeração não decimal, o professor verá destacadas as dificuldades, seja pela linguagem, relações ou operações que o aluno encontra ao ser apresentado ao sistema de numeração decimal. Aguinaldo Ramos de Miranda Portador de licenciatura plena em Matemática, Física e Desenho Geométrico e em Pedagogia e Administração Escolar, também sendo graduado em Supervisão Escolar. É possuidor de certificação em pós-especialização em Didática do 3° Grau. Palestrante habitual de várias entidades, assessor pedagógico, coordenador pedagógico e consultor de escolas e sociedades de ensino. DATA / HORÁRIO 19 e 26 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Sulfite, lápis e borracha.

42

PÚBLICO ALVO Professores de 1ª à 4ª séries do Ensino Fundamental, coordenadores, especialistas, alunos dos cursos de Magistério e demais interessados.


Novembro 1877 - LEITURA, NÃO APENAS DECODIFICAÇÃO: MAS COMO ENSINAR A LER? SÍNTESE A leitura no Brasil está muito mais associada à idéia de fracasso que de sucesso. Tudo o que é dito a esse respeito é carregado de denúncias e críticas geradas por conclusões como: “os alunos não sabem ler”, “não se interessam pela leitura”. De fato, pois ler não é apenas decodificar, como acreditam muitos, mas um processo interativo, no qual um leitor, usando o seu conhecimento de mundo, interpreta as ações de um autor. Essa interpretação se dará principalmente pelas palavras, pois é na palavra que se inscreve o processo de atribuição de sentido, uma vez que ela é índice de experiências e conhecimentos previamente adquiridos pelo leitor. Contudo, trata-se de um curso prático, cujo objetivo é educar o professor de forma clara, simples e praticável a ensinar a ler. Lucimeire Lemos Mestrado em Língua Portuguesa (reconhecimento CAPES), especialização em Língua Portuguesa, ambos pela PUC/SP, graduação em Letras e Tradução e Interpretação da Língua Inglesa. Participação em diversos cursos de formação e atualização, e em congressos nacionais e internacionais. Professora há 17 anos, assessora e palestrante. DATA / HORÁRIO 24 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta e um livro didático (português) qualquer.

PÚBLICO ALVO Professores em geral, inclusive alfabetizadores, estudantes e demais interessados.

43


Novembro 1878 - COORDENAÇÃO: ATENDIMENTO E ORIENTAÇÃO AO PROFESSOR STRESSADO SÍNTESE Vamos tratar da condição do professor que sofre pressões por parte dos alunos, dos pais, da direção da escola. Como a coordenação que está em contato direto com ele pode ajudar nos momentos em que o sentimento de impotência surge. Como estimular e prolongar os momentos que levam os professores a sentirem sua importância diante de tantas contradições. Discutiremos as 11 maiores pressões pelas quais passa o professor dentro da sala de aula nos dias de hoje, procurando trazer para a prática cada uma das situações. Marilene Fogaça Pós-graduada pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão - PR- em Administração Estratégia e Gestão de Qualidade, e em Gerenciamento de Qualidade na Educação, especializada e credenciada pelo CEFE Internacional - GTZ - Alemanha em Jogos de Empresa, Jogos na Escola, Consultoria e Treinamento de Consultores. Formada em Psicologia com especialização na área Escolar e Industrial. Dedica-se, nos últimos 15 anos, a Coordenação e Gestão de Empresas. Pedagoga, instrutora e consultora em Desenvolvimento Humano. especialista em Grafologia como técnica projetiva para análise do perfil profissional. DATA / HORÁRIO 24 e 25 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno, caneta, cola, tesoura, uma revista velha e um CD virgem para gravar todo o material.

44

PÚBLICO ALVO Professores, coordenadores, supervisores e mantenedores.


Novembro 1879 - LETRAMENTO: DO QUE ESTAMOS FALANDO? SÍNTESE O termo letramento foi introduzido recentemente na língua portuguesa e, hoje, é um fenômeno amplamente discutido pelas ciências humanas. Dessa forma, faz-se necessário uma discussão acerca dos fatos e mitos do letramento àqueles que se encarregam de ensinar a língua escrita. Alguns autores descrevem o termo letramento paralelamente ao termo alfabetização. O termo alfabetização é tradicionalmente usado para designar aquele cidadão que domina um sistema de sinais gráficos de uma língua, sendo capaz de codificá-lo ou decodificá-lo. Alfabetizar é, portanto, tornar o indivíduo capaz de ler e escrever. Em contra partida, Costa (2000), coloca que “(...) letramento possui um significado mais amplo e complexo, em que se valorizam as características sociais nas práticas de letramento, que são culturalmente determinadas e que se adquirem no processo interativo de fala, leitura e escrita”. Portanto, a escola é uma instituição que desempenha um importante papel na história de letramento de cada criança; propiciando e promovendo situações em que a escrita seja usada nas diferentes funções. Dianne C. Rodrigues de Melo Fonoaudióloga Clínica formada pela PUC-SP. Especialista em Linguagem/COGEAE, PUC-SP. Coordenadora Pedagógica e Assessora Fonoaudiológica. Atua na promoção de linguagem, na reabilitação dos distúrbios da comunicação humana e realiza programas de assessoria fonoaudiológica escolar. DATA / HORÁRIO 24 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta, jornais e revistas.

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Coordenadores Pedagógicos e demais interessados.

45


1880 - OS SABERES DE LEONARDO DA VINCI AMPLIANDO OS SABERES DO EDUCADOR

Com Lídia Lacava e Maria Alice do Val Barcellos Data / Horário: 25 e 26 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 40,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

46

Conheça o conteúdo desse curso e outras informações no site www.sieeesp.com.br


Novembro 1881 - PRÁTICAS DE ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA SÍNTESE Ensinar História e Geografia é conseguir um diálogo entre o presente e o passado, observando as transformações dos espaços e das paisagens. Por isso, não devemos reproduzir conhecimentos neutros e acabados sobre fatos que ocorreram em outras sociedades. O ensino de História e Geografia pressupõe práticas que partam do cotidiano dos alunos e do professor, buscando significados que trabalhem conteúdos que dizem respeito à sua vida pública e privada, individual e coletiva. Questões que serão trabalhadas: Conceito de tempo e espaço. Abordagens: Sugestão de práticas de sala de aula que trabalham com diversos tipos de documentos; Como podemos desenvolver e estimular debates dentro da sala de aula?; Como montar um jornal mural; Sugestão de práticas que desenvolvam a participação dos alunos em projetos interdisciplinares; Como formar uma hemeroteca e uma fofoteca em sala de aula?; Sugestão de desenvolvimento de práticas que trabalhem o teatro e os jogos em sala de aula. João Bueno Mestre e doutorando em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp, historiador pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Unicamp, com especialização em História da Arte, professor convidado da Faculdade de Educação Unicamp, professor da Faculdade de Comunicação Digital da Unip. Consultor Pedagógico / Empresarial com habilidade em treinamento coorporativo. Exerceu a função de coordenador de projetos educacionais de sustentabilidade e foi Coordenador Geral do Brasil da área Pedagógica dos sistemas de ensino da Editora Abril. É autor de texto que discute as práticas de leitura de imagem como documentos históricos, divulgado pela Editora Ibep - Nacional. DATA / HORÁRIO 26 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Folha de sulfite, revistas velhas, cola, tesoura, canetinha e pincel atômico.

PÚBLICO ALVO Professores dos diversos níveis, coordenadores e diretores.

47


1882 - COMO APROVEITAR O TEATRO DE BONECOS NA EDUCAÇÃO Com Sandro Friedland

Data / Horário: 28 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 20,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

48

Saiba qual o material necessário para o curso e outras informações no site www.sieeesp.com.br


Novembro 1883 - MOTIVAÇÃO: UMA ARTE DE EVENTO PARA INCENTIVAR SEUS PROFESSORES E ALUNOS SÍNTESE Preparando ou terminando um bom ano letivo – tudo começa na reunião pedagógica. Síntese: motivar e incrementar a sua reunião pedagógica. Vamos começar ou terminar um ano letivo com muita dinâmica, muito espírito de equipe e muita animação. Despertar no professor o que existe de mágico e precioso no processo pedagógico. A alegria de aprender para ensinar. Transformando uma reunião em um grande evento. João Luiz Martins Professor de Educação Física, pedagogo, pós-graduado em Educação, mestrado em Educação, cursos de especialização nas áreas de Educação Física Infantil, Recreação e Psicomotricidade, colaborador e autor da Editora Ridel. Autor de vários trabalhos na área de Recreação, além de coordenar equipes de lazer, organizando eventos recreativos e prestando assessoria técnica para clubes, empresas, escolas e acampamentos. Autor dos livros: Recreação trabalho sério e divertido, Editora Ícone e A Pedagogia do Lúdico com jogos e brincadeiras de A a Z, Editora Rideel. DATA / HORÁRIO 28 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta e 5 bexigas para cada participante.

PÚBLICO ALVO Professores, coordenadores pedagógicos e todos aqueles envolvidos no processo ensino aprendizado.

49


Relação de Cursos

Dezembro

1884 - JOGOS COOPERATIVOS: SUAS POSSIBILIDADES NA SALA DE AULA SÍNTESE Objetivo: Vivenciar jogos cooperativos aplicáveis ao ensino de disciplinas específicas e temas transversais, como: ética, saúde, trabalho e consumo, meio ambiente e diversidade cultural. Conteúdo: A estrutura do jogo cooperativo. Jogos cooperativos e o desenvolvimento dos quatro saberes: aprender a conhecer, a fazer, a ser e a conviver. Jogos cooperativos para comunicação e expressão. Desenvolvimento do raciocínio lógico-abstrato e oficinas cooperativas de matemática. Laboratório cooperativo para o ensino de ciências. Caminhando pela história e geografia com jogos cooperativos. Temas transversais presentes no jogo. Vania M. Cavallari Licenciatura Plena em Educação Física, Lato-Sensu em Recreação e Lazer, psicomotricista, especialista em jogos cooperativos, autora do livro: Recreação em Ação. Débora Lopes Psicóloga formada pela Unesp/Bauru, pós-graduanda em Jogos Cooperativos pela Unimonte (Santos-SP). Trabalhou com equipes de saúde na implantação de brinquedoteca hospitalar. Experiência na área da educação, com capacitação de professores. Atuação em clínica com terapia psicomotora. Coordena grupos de orientação vocacional e profissional. Experiência em Recursos Humanos nas áreas de Recrutamento & Seleção, T&D e Benefícios. Coordenadora do Setor de Recolocação e Desenvolvimento de Carreira do SIEEESP e consultora organizacional. DATA / HORÁRIO 1, 5 e 12 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 12 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 15,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 60,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Papel sulfite, giz de cera, caneta hidrocor, cola, tesoura, jornal, fita crepe e roupas confortáveis para as atividades.

50

PÚBLICO ALVO Educadores em geral e demais interessados.


1885 - 150 PROPOSTAS DE ATIVIDADES MOTORAS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL DE 3 E 4 ANOS SÍNTESE O próprio título esclarece, são atividades direcionadas a educadores e monitores que elaboram seus próprios planejamentos, mas que buscam apoio para oferecer estilos de ensino-aprendizagem adaptados às suas necessidades e aos seus contextos de uma forma livre, aberta e criativa. Marilene Fogaça Pós-graduada pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão - PR- em Administração Estratégia e Gestão de Qualidade, e em Gerenciamento de Qualidade na educação, especializou-se e credenciou-se pelo CEFE Internacional - GTZ - Alemanha em Jogos de Empresa, Jogos na Escola, Consultoria e Treinamento de Consultores. Formada em Psicologia com especialização na área Escolar e Industrial dedica-se nos últimos 15 anos a Coordenação e Gestão de Empresas. Pedagoga, instrutora e consultora em Desenvolvimento Humano. Especialista em Grafologia como técnica projetiva para análise do perfil profissional. DATA / HORÁRIO 1 e 2 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta, revista velha, cola, tesoura, 1 folha de flip chart, pedaços de tecido velho e coloridos, fitas de diferentes tamanhos, larguras e cores; um giz de lousa branco e outro colorido, fita crepe, uma caixa de sapato, algodão, diferentes fragrâncias (perfume, desodorante, colônia, talco); baldinho e pazinha de parque; objetos de diferentes tamanhos que caibam dentro de uma caixa de sapato; bolinhas de pingpong ou tênis; corda de pular; bambolê; bola; uma toalha de rosto (não de mão).

PÚBLICO ALVO Professores, coordenadores, supervisores e educadores em geral.

51


Dezembro 1886 - OS GÊNEROS DO DISCURSO COMO INSTRUMENTO DE ENSINO: PREPARANDO O PROFESSOR SÍNTESE Partindo do princípio de que toda e qualquer forma de utilização da língua é configurada por uma situação de produção, surge a noção de gêneros do discurso. O termo, proposto por Bakthin (1953), refere-se a formas relativamente estáveis de enunciados, disponíveis na cultura. Qualquer ação de linguagem (oral ou escrita) está diretamente ligada à utilização de gêneros discursivos elaborados pelas diferentes esferas de atividades humanas, sócio-historicamente. A intenção desse curso é a de, a partir da definição de gêneros do discurso, noções a ela relacionadas e suas interfaces, propor uma reflexão acerca do ensino da linguagem nas escolas. A partir dessa discussão, pretende-se apresentar a pertinência dessa proposta e, conseqüentemente, mobilizar os educadores a delinear os princípios de uma apropriação significativa de linguagem. Este curso tem por objetivo discutir a aplicação e a utilização dos gêneros discursivos na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I, considerando a especificidade do trabalho com a linguagem, além de indicar uma proposta de organização do ensino da linguagem baseada em gêneros discursivos, garantindo que a aprendizagem seja, de fato, efetiva. Dianne C. Rodrigues de Melo Fonoaudióloga Clínica formada pela PUC-SP. Especialista em Linguagem/COGEAE, PUC-SP. coordenadora pedagógica e assessora fonoaudiológica. Atua na promoção de linguagem, na reabilitação dos distúrbios da comunicação humana e realiza programas de assessoria fonoaudiológica escolar. DATA / HORÁRIO 1 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta, jornais ou revistas.

52

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Coordenadores Pedagógicos e demais interessados.


1887 - O DESENHO ANIMADO E O ENSINO DA FILOSOFIA Com Luiz Felippe Mata Ramos

Data / Horário: 2 e 3 das 8 às 12 horas Taxa: R$ 40,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP Confira o programa completo com conteúdo e currículo do palestrante no site www.sieeesp.com.br

53


Dezembro 1888 - ORGANIZANDO A SECRETARIA ESCOLAR SÍNTESE O papel do secretário de escola, sua responsabilidade dentro do contexto escolar e no desempenho de suas funções. Os requisitos básicos para o desenvolvimento dos trabalhos inerentes à sua função. Marlene Zanata Schneider Pedagoga, pós-graduada em Psico-Pedagogia pela UNIB, integrante do departamento Pedagógico do SIEEESP. Regina Célia Sylvestre Pedagoga. Atuou como professora, diretora e supervisora de ensino da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. DATA / HORÁRIO 3 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

54

PÚBLICO ALVO Secretários de escola, auxiliares e interessados em geral.


Dezembro 1889 - LIMITES E ESPAÇO O OLHAR E A ESCUTA PSICOPEDAGÓGICA NA ESCOLA E NA FAMÍLIA SÍNTESE Uma abordagem psicopedagógica embasa a fundamentação do tema que, por si só, representa um ponto desafiador no cotidiano de educadores e de pais. A proposta contempla explicitações dos tipos e das qualidades que o limite deve ter, bem como, de estratégias adequadas para a sua aplicação. Leva em consideração, também, a intervenção precisa para cada momento significativo do desenvolvimento da criança e do adolescente. Metodologia: O trabalho terá, como pano de fundo, as dinâmicas e vivências que contemplem a análise do tema em questão, buscando-se, a partir do auto-conhecimento (professores/pais), ensejar um maior entendimento do comportamento do outro (criança/adolescente). Lídia Lacava Educadora (Letras - USP), com especialização em Psicopedagogia e Arteterapia pelo Instituto Sedes Sapientiae. Docente em cursos de pós-graduação em Psicopedagogia. Elabora e ministra cursos, palestras e oficinas para pais, professores e coordenadores. Atua em consultório particular com crianças, adolescentes e adultos. Coautora e revisora do livro: As múltiplas faces do aprender - Editora Unidas -, 2001. Vera Márcia G. da Silva Pina Bacharel em Direito pela Faculdade Mackenzie, educadora com especialização em Psicopedagogia pelo Instituto Sedes Sapientiae e na Interpretação Psicológica dos Mitos e Contos de Fada (abordagem junguiana). Docente no curso de Psicopedagogia do Instituto Sedes Sapientiae. Orientadora psicopedagógica institucional e familiar. Atua em consultório com crianças e/ou adolescentes com dificuldades de aprendizagem; adultos e famílias. Co-autora do livro: As múltiplas faces do aprender - Editora Unidas - 2001. DATA / HORÁRIO 4 e 11 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

55


Dezembro 1890 - OFICINA DE RECREAÇÃO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL CULTURA POPULAR E DIVERSÃO SÍNTESE Objetivos: Levar os educadores a uma prática pedagógica que envolva e valorize o brincar no sentido de formar vínculos sócio-afetivos entre as crianças partindo de brincadeiras, rodas e passeios cantados, focados na cultura popular. Discutindo a necessidade do lúdico nos processos educacionais, os participantes serão levados a uma reflexão e prática do brincar no cotidiano pedagógico. Vivenciarão jogos e cantigas e confecção de brinquedos para estimular a criança e redescobrirem sem si o prazer de brincar. Robson A. do Santos Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Folclorista com especialização em Literatura Folclórica e Aproveitamento Pedagógico do Folclore, formado pelo Museu de Folclore Rossini Tavares de Lima Pedagogo formado pela UNISA, com habilitação em Administração e Supervisão Escolar. Autor de livros infantis e infanto-juvenis pela Editora Rideel e co-autor do livro: O Despertar da Sensibilidade na Educação, pelas Editoras Mackenzie e Cultura Acadêmica. Autor e colaborador das Revistas Guia Prático do Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental pela Editora Lua. DATA / HORÁRIO 4 e 11 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Bloco de anotações, roupas confortáveis e tênis, jornal, papel crepom, fita crepe, cola, tesoura, barbante e 1 CD Virgem ou Pen Drive.

56

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil, recreadores, professores de Educação Física.


Dezembro 1891 - DESENVOLVENDO PROJETOS SÓCIO-AMBIENTAIS SÍNTESE O objetivo dessa palestra é subsidiar projetos que discutam a questão da sustentabilidade como prática que deve ser desenvolvida por todas as pessoas. Isto é um problema atual que se coloca como processo primordial para a educação. Pretende-se discutir nesta palestra, questões referentes a problemas ambientais, como por exemplo: o abastecimento de água nas cidades, o comprometimento dos recursos híbridos e o aumento abusivo de descargas de efluentes nos rios – tanto doméstico como industrial, a questão do desaparecimento das áreas verdes, das matas ciliares, dos lixos sólidos e da poluição do ar. Abordagens: Como localizar fontes poluidoras – Processo de catalogação e organização de dados; Discutindo questões relativas ao planejamento urbano – as questões de infra-estruturas básicas: esgotos, pavimentação, luz, coleta de lixo e áreas d lazer; Discutir como é a relação entre indivíduos e o meio-ambiente; como trabalhar com reciclagem. João Bueno Mestre e doutorando em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp, Historiador pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Unicamp, com especialização em História da Arte, professor convidado da Faculdade de Educação Unicamp, Professor da Faculdade de Comunicação Digital da Unip. Consultor Pedagógico/Empresarial com habilidade em treinamento coorporativo. Já trabalhou como coordenador pedagógico em diversas escolas particulares. Exerceu a função de coordenador de projetos educacionais de sustentabilidade e foi Coordenador Geral do Brasil da área Pedagógica dos sistemas de ensino da Editora Abril. Desenvolve atualmente oficinas e cursos motivacionais em faculdades, escolas públicas, particulares e empresas. É autor de texto que discute as práticas de leitura de imagem como documentos históricos, divulgado DATA / HORÁRIO 5 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Folha de sulfite, revistas velhas, cola, tesoura, canetinha e pincel atômico.

PÚBLICO ALVO Administradores interessados em questões de sustentabilidade, gestores de educação, professores e coordenadores pedagógicos.

57


Dezembro 1892 - FALAR EM PÚBLICO SÍNTESE Oferecer aos participantes ferramentas da oratória moderna que visam um melhor aperfeiçoamento do discurso e da performance no ofício da educação. O curso tem por objetivo prepará-lo para falar com naturalidade e eficiência. Todas as técnicas são desenvolvidas de acordo com o estilo, característica e potencial do treinando. Carlos Eduardo Canhameiro Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Folclorista com especi Bacharel em Artes Cênicas pela UNICAMP onde hoje desenvolve mestrado na área de Arte e Mediação. Professor de Oratória e Informática há 10 anos, desenvolveu treinamentos e consultorias para diversas empresas, entre elas Tigre, 3M, CASE, Globo Cabo, CNPQ, etc. Participou como palestrante em Congressos Nacionais de Oftalmologia da USP e de Química na UNICAMP. Trabalha com treinamentos na área de desenvolvimento pessoal há 7 anos, com ênfase em Atendimento Pessoal e Telefônico, Motivação, Formação de Equipes, Vendas, Cobranças, E-learning, Teatro e Informática. DATA / HORÁRIO 8 e 9 das 8 às 12 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

58

PÚBLICO ALVO Professores, instrutores, pedagogos e qualquer profissional que faça uso da comunicação oral.


Dezembro 1893 - A MATEMÁTICA E O CÁLCULO MENTAL MINI OLIMPIADA: Jogos e brincadeiras como prática de cálculo mental SÍNTESE O curso de capacitação ao cálculo mental irá realizar algumas atividades como jogos (produzidos especialmente para o evento), gincanas, desafios e práticas de cálculo mental (mini-Olimpíada). O objetivo maior desses encontros de dezembro é demonstrar a utilidade na prática diária com alunos, visando demonstrar que a aprendizagem com os recursos do cálculo mental, além de ser descontraída e apreciada, pode e deve ser proposta nas salas de aulas, fazendo parte integrante do processo ensino-aprendizagem durante o próximo ano letivo. No último dia programado, além da festa natural de encerramento, poderemos estar tabulando as ações para 2009, efetuando uma revisão das apostilas trabalhadas durante o ano, ótima oportunidade então para quem não tem todo o material distribuído durante os encontros do ano em curso para completar sua coleção. Aguinaldo Ramos de Miranda Portador de licenciatura plena em Matemática, Física e Desenho Geométrico e em Pedagogia e Administração Escolar, também sendo graduado em Supervisão Escolar. É possuidor de certificação em pós-especialização em Didática do 3° Grau. Detém inúmeros certificados de cursos curtos feitos na USP, tendo sido professor das redes estadual/municipal de ensino, palestrante habitual de várias entidades, assessor pedagógico, coordenador pedagógico e consultor de escolas e sociedades de ensino. DATA / HORÁRIO 8 e 10 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil, Ensino Fundamental, coordenadores pedagógicos, alunos de cursos de formação iniciais e demais profissionais interessados.

59


Dezembro 1894 - EXPLORANDO E.V.A. PARA O NATAL SÍNTESE Objetivo: Criar e montar enfeites, decorações, lembranças, máscaras e presentes que possam ser aplicados por professores e alunos na comemoração e decoração do Natal (árvores guirlandas, etc), utilizando recurso o material E.V.A. (emborrachado). Conteúdo Apresentar o material EVA, criando lembranças, decorações, máscaras e presentes diferentes, enfocando a importância de relembrar as histórias da tradição das comemorações e das músicas natalinas. Idéias para decorar as festas de encerramento do ano. Neusa Castro Ministra há mais de 15 anos cursos e palestras com a finalidade de ampliar o conhecimento artístico e artesanal dos professores visando capacitá-los ao conhecimento e à habilidade, ampliando seu conhecimento e suas idéias, a fim de levar de forma pedagógica os trabalhos, aos seus alunos. De forma a auxiliá-los no processo ensino aprendizagem das mais diversas áreas do ensino e suas séries, ampliando sua coordenação motora, criatividade, organização e destreza, além do conhecimento artístico que cada trabalho apresenta. Formada e Pós Graduada em Arte Educação e Artes Cênicas. Iniciou sua carreira na Educação em 1983. Trabalhou com várias séries desde a Educação Infantil até o Ensino Superior. Atuou na Diretoria de Ensino Sul 3 onde desenvolveu diversos trabalhos ligados a Secretaria de Educação, Cultura e outros. Realizou diversas mostras culturais das Escolas de D.E Sul 3 e de escolas particulares. Realiza diversas matérias para revistas de arte e educação em geral. DATA / HORÁRIO 10 e 12 das 13h30 às 17h30

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 40

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL E.V.A de diversas cores, tesouras, estilete, régua, lápis, borracha, folhas para anotações, pistola de cola quente, cola gliter, vasadores e tesouras de picote.

60

PÚBLICO ALVO Professores de Educação Infantil, do Ensino Fundamental e Médio, de Artes e demais interessados.


Dezembro 1895 - PORTARIA E PESSOAL DE APOIO – AS VITRINES DA ESCOLA SÍNTESE Objetivos - Mobilizar os participantes a desenvolverem e incorporarem mudanças comportamentais que visam à melhoria de atendimento da unidade, desde a portaria. Desenvolver a sensibilidade e a percepção para seu papel dentro dos processos da escola Conteúdo: A expressão criativa, reforçando a auto-estima e a identidade individual e grupal. Trabalho de parceria, comprometimento e equipe. Necessidade de mudanças de comportamento. O que os pais notam e gostam O que os pais observam mais do que se imagina (postura, apelidos, não verbal) Metodologia com estrutura vivencial, por meio do método com aplicação de vivências expressivas. Cláudia Maria de Oliveira Formação em Letras pela Universidade Mackenzie, pós-graduada em Gerenciamento de Recursos Humanos e com especialização em Qualidade Total pela FGV. Pós Graduação em Marketing, pela UNIP. Atuou como professora de Inglês da Fundação Cásper Líbero. Diretora da Coplanning, responsável pela equipe de implantação do sistema da Qualidade ISO 9002, na primeira escola de idiomas da América Latina a receber certificação. Formação em Neuroaprendizagem. DATA / HORÁRIO 12 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 4 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 5,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 20,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações e caneta.

PÚBLICO ALVO Pessoal de apoio, limpeza, porteiros etc.

61


1896 - CURSO DE BERÇARISTA

Data / Horário: 15 e 16 das 18 às 22 horas Taxa: R$ 40,00 Sindicalizados: (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição) Local: SIEEESP

62

Com Márcia Maria Graciano

Saiba qual o material necessário para o curso e outras informações no site ou na página ao lado www.sieeesp.com.br


1897 - CURSO DE BERÇARISTA SÍNTESE Objetivo- Aprofundar conteúdos relacionados ao desenvolvimento infantil e suas fases, estratégias, práticas de qualificação e desenvolvimento da postura profissional em Berçário ou Escolinha. Conteúdo: Papel da Berçarista, Ética e Postura Profissional, obrigações profissionais, aparência e higienização, adaptação da criança no berçário, Dicas para adaptação da criança (4 a 8 meses), (8 meses a 1 ano e meio), (1 ano e meio a 3 anos), (4 a 6 anos). Higienização da mamadeira/alimentação, o banho do bebê (aula prática), rotina de higiene (oral, a hora de dormir, a hora de vestir, a troca de fraldas e como acalmar o bebê), controle dos esfíncteres (quando levá-lo ao peniquinho), a importância da agenda do dia. Márcia Maria Graciano Pedagoga, Psicopedagoga e Psicanalista. Na Área Educacional, atuação em berçários, escolas, instituições sócio-educativas, empresas e faculdades. Atuação como professora do Ensino Fundamental/Médio, Superior no Curso de Pós Graduação em Psicopedagogia. DATA / HORÁRIO 17 e 19 das 18 às 22 horas

CARGA HORÁRIA 8 horas

VAGAS 50

SINDICALIZADOS (1a inscrição gratuita) R$ 10,00 (2a à 5a inscrição)

TAXA (não sindicalizados) R$ 40,00

LOCAL SIEEESP

MATERIAL Caderno de anotações, caneta e uma boneca.

PÚBLICO ALVO Berçarista, Educadores e pessoas interessadas (babás, profissionais e assistentes de Educação Infantil, etc.)

63


SINDICATO DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO NO ESTADO DE Sテグ PAULO Av. dr. Altino Arantes, 225 Vila Mariana - Sテ」o Paulo - SP Fone: (11) 5583 5500 Fax: (11) 5583 5543 www.sieeesp.com.br

64


CATALOGO DE CURSOS - NOV/DEZ 08