Page 1

International Design Competition Paredes 2012

WALLS chair

Sustaining Chairs


Índice

Conteúdos Contents

Folha de rosto Front Page

Páginas

Pages

3

Contexto simbólico Symbolic context

4/5

O objecto The object

6/7

Especificações técnicas Tecnical specifications

8/9

Representação em dupla projeção ortogonal (plantas e alçados) Orthogonal doble projection representation ( Plans and elevations)

10/11

Representação em dupla projeção ortogonal (cortes) Orthogonal doble projection representation (sections)

12/13

Axonometria em explosão Axonometry explosion

14/15

Modelação 3D 3D Modelation Contracapa Back page

16/17/18/19 20


chair Projecto desenvolvido no âmbito do concurso “Art on chairs”, com o objectivo de dar soluções inovadoras e originais destinadas à produção industrial ou artesanal de cadeiras pela indústria de mobiliário do concelho de Paredes. Project developed in the ambit of the “Art on Chairs” contest, as the major objective is giving innovator and original solutions devoted to either industrial or handmade chairs’ prodution for the Paredes’ industry of furniture.

Paredes 2012


(1)

4

(2)

Uma cadeira é um objeto que tem uma importância muito grande no mundo do design, e estará sempre ligada ao autor de uma forma muito próxima. Desenhar uma cadeira não é só criar mais um objeto para satisfação pessoal, ou que sai para o mercado, um simples desejo, mas sim um grande desafio e também uma ambição para o artista, que procura tornar a sua ideia prática, exequível, funcional e palpável. O design, nas suas variadas vertentes, tem vindo nas últimas décadas a revolucionar o mundo com novas ideias para servir o mercado com melhores produtos, estudados com o propósito do bem estar da humanidade, sendo que, nos últimos anos acentuou-se a preocupação com o ambiente, traduzido pela consciência global das consequências do impacto do desenvolvimento e progresso humano no planeta, que o conduzem irreversivelmente à auto-destruição(1). É aqui que muitos artistas, arquitectos e designers se têm vindo a focar, desenvolvendo projectos que permitem uma nova fenomenologia social potenciadora de crescimento sustentável, como actores de um novo cenário ambiental(2). Foi a partir destas preocupações que o tema “Sustaining Chairs” suscitou o interesse. O poder e a vontade de criar um produto que pode não ser só bonito e funcional mas um produto que se preocupa com a realidade ambiental e social, na qual todos têm a responsabilidade de aceitar como natural e emocionante(3). No acto criativo procuramos construir desejos, vontades, num produto do real. Essa acção define uma medição, uma quantificação reprodutora de uma ideia que produz acontecimentos, reacções. Toma lugar na natureza desmedida e passa a relacionar-se com ela. Criar um objecto é, portanto, uma medida dada ao espaço em que ele se incorpora, coexistindo com ele. Sustentabilidade, neste sentido, é o desenho da medida certa, equilibrada, pelas forças resultantes das sinergias que a definem no espaço, no ambiente e no tempo. A criação sustentável representa então a qualidade da medição que permite a prosperidade num contexto social de contaminação “metálica”, 100% artificial e certamente insustentável.


(3)

A chair as an object has a huge importance for the design’s world, it turns fast into the reference of who designs it and will be forever linked to the author in an intimate way. Designing a chair isn’t just the creation of another object for personal satisfaction or a simple desire released into the market, but it is a huge challenge and also an ambition for the artist who starts with the idea of turning it usable, doable, functional and tangible. Design in its many aspects has been, in the last decades, revolutionizing the world with new ideas to serve the market with better products, assayed with the purpose of well serving mankind, and, in the last few years, the environmental concern increased translated by the global conscientiousness of the development impact consequences and the human progress in the planet, which leads it to self-destruction(1). This has been the focus of many artists, architects and designers, projects development that allows a new social phenomenology potentiating a sustainable grew, as actors in a new environmental scenery(2). Since this concerns, the theme “Sustainable Chairs” raised the interest. The power and the will of creating a product cannot be just the beauty or functionality , it has to concern the environment and social reality, where all of us have the responsibility to accept it as natural and exciting(3).

The creative act searches the built of desires, wills for the real product. That action defines one measure, one reproductive quantification of an idea that produces developments, reactions. Takes place in the unmeasured nature and starts to relating with it. An object creation is, so far, its placement in the environment, coexisting with it. Sustainability at this point is the design of the right measure, balanced for the forces resulting from the synergies which defines it in space, time and ambient. The sustainable creation represents, then, the quality of measures that allows the prosperity in the social context of the “metallic” contamination, 100% artificial and certainly unsustainable.

5


Descrição do objecto A cadeira projecta a dinâmica das estruturas naturais, de esforços compostos com pormenores tradicionais de construção (onde se verificam os maiores exemplos de sustentabilidade) e a marca física das comunidades, materializada em prumos verticais e horizontais regulares(1), bem definidos, como a fixação e aglomeração de pessoas num espaço natural e o desejo de se demarcar das demais, produzindo afirmações de poder e glória(2). Desejos Todo este projecto teve como principal foco a integração da “Walls Chair” no contexto polémico e quotidiano da sustentabilidade tanto natural como económica, bem como a preservação de uma economia social de origem tipicamente Portuguesa. Visto isto, a madeira natural e o aglomerado de cortiça são os materiais que definem esta criação. A assemblagem é o termo correcto para esta estrutura de madeira e aglomerado onde são usadas as técnicas correntes de montagem em madeira e seus derivados, recorrendo a maquinaria convencional.

6

A identidade deste objecto é pensada como um desenho semiótico (3) cimentador de estruturas mentais significantes, já que é associado à vontade de criação de um símbolo, uma entidade inverosivelmente identificadora de uma cultura, a cultura da produção de mobiliário. Assim, foi pensada como um objecto passível de internacionalização. A madeira como material nobre de conforto intimista e reavivador de relacionamentos sensoriais em conjunto com um material mais quente, predominante no ar seco das planícies alentejanas que tornaram Portugal o maior exportador mundial de cortiça e o mais inovador nesse mesmo mercado. Esta criação pretende no fundo presenciar-se sob elementos tradicionalmente reconhecíveis, sensivelmente identificáveis, mas simultaneamente renovadores, “mind-shakers”(4).

(1)

(2)


Object Description The chair projects the natural structure’s dynamic, with traditional structural details (where it’s seen the best sustainability examples) and the fiscal marks from the communities, materialized in vertical plummets and regular horizontals(1), well defined, as a fixing and people agglomeration in a natural space and the desire to distance from others, producing statements of power and glory(2). Desires All the project had as main focus the “Walls Chair” integration on the polemic and quotidian context of sustainability as much natural as economical, as well as social economy preservation with a typically Portuguese origin. So, the natural wood and the cork agglomerate are the materials defining this creation. In this sense, assemblage is the correct term to this structure, where are used the current tectonics of assembly in wood and its derivates resorting to conventional machinery. The identity of this particular object was thought as a semiotics design(3), consolidator of significant mental structures, since it’s associated to a symbol creation, wish an entity unbelievably identifier of a culture, the furniture production. Thereby, was thought as an object liable for internationalization, the wood as a noble material of an intimate comfort and brighten up of sensorial relations together with a warmer material, predominant in the dry air from Alentejo’s Plains and turned Portugal into the cork world’s major exporter, and the most innovator in that matter. This creation is seen under traditionally recognized elements, sensorially identifiable but, at the same time, renewable, “mind-shakers”(4).

(3)

7

(4)


Madeira necessária para um exemplar Necessary wood for an exemplar 4

4

4

1

8

1

1

1

2

2

3

4

3

Esp. 2cm

3

3

5

5

Esp. 1cm

Especificações técnicas O objecto sustentável compreende de forma exacta todo um processo de transformação no tempo, sendo o equilíbrio das forças catalisadoras de variantes, a centralina de um desempenho económico prático e monetáriamente satisfatório. Processos no tempo, quantidades, recursos, reacções. Esta projecta no tempo o desempenho de materiais de renovação, reutilização, reciclagem e biodegradação por processos “limpos” de extracção, transformação, assemblagem, distribuição e morte. Ecologia Utilização de materiais renováveis, recicláveis, reutilizáveis, biodegradáveis. Economia Processos de montagem correntes em madeira que permitem a produção artesanal ou industrial e cortiça aglomerada modular. A partir de três pequenas lâminas de madeira e de dois moldes de cortiça produzimos uma cadeira de potencial exportador.


Cortiça necessária para um exemplar Necessary cork for an exemplar

1

Esp. 4cm

2

Esp. 2cm

Technical Specifications The sustainable object goes through the exact comprehension of all the transformation in time process, being the balance between the catalytic forces the engine to a practical and monetary satisfactory economic performance. Processes in time, quantities, resources, reactions. It projects on time the materials performance - renew, reuse, recycle and biodegradation by “clean” processes of extraction, transformation, assemblage, distribution and death. Ecology Usage of renewable, recyclable, reusable and above all biodegradable materials. Economy Assembly current processes in wood that allows the traditional or industrial production and in modular cork’s agglomerate. From two small flakes of wood and two cork molds it’s produced a chair with high potential for exportation.

9


Planta e Alçados Plans and Elevations

34,3

5

46

34,5

6,4

34 80 47

5

46

34,5

80

6,4

34

2,6

27,3 40

10

27,3 40

40

37,2

2,6 2

8,6

10,5

29,2

40

34,3 8,6

7

7

40

,6

2

90,00° 27,3

45

,00 °

40

7

2

40

27,3 37,2 2

2,6

Alçado Direito Right Elevation

34,3

,6

29,2

40

37,2

40

7

Alçado Frente Front Elevation

8,6 40

27,3

10,5 8,6

45, 00

45,

00°


34,3

2,6

80

80

90,00°

47

11

10,5

8,6

27,3 40

34,3

Alçado Trás Back Elevation

29,2

34,3

2,6 40

40

2 37,2

8,6

27,3

29,2 40

40

45,

00° 5 2

46

7

34,5

7

27,3 6,4

80

46

,6

47

40

37,2

40

,6

7

34

7

434 5,0 0° 2

37,2 40

27,3 40

37,2

2

40

2,6

Alçado Esquerdo Left Elevation

Escala 1:10 Scale

8,6


Cortes Sections 2

34,3

2,00º

34 37,2 31,3

12

40

37,2

45,

27,3

00°

00° 2

2

7

7

7

10,5

,6

7

8,6

37,2 40

40

40

,6

90,00°

2

,0

34,5

27,3 40

Corte A Section A

27,3

90

5

46

34,5 5

46

27,3 40

45,

2

45,

00°

2

45,

00°

34

29,1

8,6

2,6

Corte C Section C


2

34,3

2,00º

34

29,1

37,2 31,3

90

2

,0

34,5 5

46

45,

00°

2

27,3 40

27,3 40

13

Corte B Section B

37,2

40 27,3

45,

27,3

00°

00° 2

2

7

7

45,

,6

7

37,2

2

40

2,6

8,6

10,5

37,2 40

40

7

40

,6

29,2

34,3

40

90,00°

8,6

Corte D Section D Escala 1:10 Scale


Axonometria Axonometry

14


Axonometria em explos達o Explosion Axonometry

Vista cima Top view

15

Vista lateral Lateral view


Modelo 3D 3D Model Cortiรงa Escura Dark Cork

Madeira natural clara Bright natural wood

16

Exemplo 1 Example 1


Cortiรงa Clara Bright Cork

Madeira composta escura Dark composed wood

Exemplo 2 Example 2

Cortiรงa Escura Dark Cork Madeira composta clara Bright composed wood

Exemplo 3 Example 3

17


chair


Inserção em ambiente Ambient Insertion


Walls Chair

International Design Competition Paredes 2012

WallsChair  

Projecto submetido no concurso "ArtonChairs", Paredes 2012

Advertisement