Issuu on Google+

Jornal

Linha Popular aqui Camboriú é notícia

Ano V - nº 233

www.linhapopular.com.br

R$1 @LinhaPopular

Siga-nos no twitter

Camboriú, 6 de setembro de 2013 Da janela que foi quebrada por uma pedrada, professora observa o entorno da escola em que trabalha

Cidade População de Camboriú já chega a 70 mil habitantes PÁG. 13

Segurança Homem é condenado a 32 anos de prisão por homicídio e estupro PÁG. 15

Cidade

Aterro é fechado e lixo começa a ser levado para Biguaçu

Gustavo Zonta/LP

PÁG. 14

A violência que ronda a ESCOLA

Agressão entre alunos, ameaças a professores, tiros e vandalismo fazem parte do cenário de ambientes que deveriam ser marcados pela educação. Nesta edição, o Linha Popular apresenta uma reportagem especial sobre a violência nas escolas

Páginas 4 a 7

Perfil: Conheça a benzedeira Nelsa de Souza Adato Pág. 16


2

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Opinião

Editorial

Charge Perigo na escola

R

ecentemente, temos visto em Camboriú muitos casos de violência nas escolas. O último ocorrido, que envolveu um menino de 12 anos e uma faca de 30cm, assustou toda a comunidade escolar e chocou grande parte da população. Com tudo isso acontecendo nos locais que deveriam ser referência de paz e educação, a sensação de insegurança cresce não só na escola, mas por toda a cidade. Diante dos fatos, Polícia Militar, Conselho Tutelar e gestores da Educação tentam intensificar o trabalho para tornar a escola menos violenta e permitir que nossas crianças saiam de lá formadas para uma vida honesta e pautada na convivência social sadia e respeitosa. Mas, enquanto isso, o que os pais destas crianças fazem para deixarem seus filhos melhores para o mundo? Nesta edição, o Linha Popular traz uma reportagem especial abordando a violência na escola em todos os seus aspectos. Um fato que

chama a atenção no material que você pode ler a partir da página 4 é a opinião unânime dos envolvidos de que falta participação dos pais na vida escolar dos filhos. Para nós, é fácil colocar a culpa dos problemas na falta de atitude de outras pessoas, quando nós mesmos, co-responsáveis por aquilo, nos furtamos de nossas obrigações. Se seu filho tem atitudes violentas, talvez a culpa não seja só do vídeo game que dá maus exemplos, mas da falta de diálogo, da ausência de carinho, da necessidade de atenção não dada espontaneamente pela família. Para resolver o problema da violência nas escolas, é certo que instituições tenham que se mobilizar, mas é ainda mais claro perceber que os pais e toda a família precisam estar juntos nesta empreitada. Crianças com atitudes violentas não são um problema do professor, do policial, do conselheiro tutelar; são um problema de toda a sociedade, que precisa ser encarado e resolvido por todos nós.

Artigo Que sejam bem vindos os médicos estrangeiros

O Editora

Chargista

Naiza Comel - Mtb/SC 2899 JP

Leandro Francisca

Redação

Contato

Gustavo Zonta - Mtb/SC 3428 JP Fernando Assanti - Mtb/SC 3424 JP Stefani Ceolla

Tel.: 3365-4893 Cel.: 9983-0763

Redação redacao@linhapopular.com.br linhapopular@gmail.com

Tiragem 2 mil exemplares

Site www.linhapopular.com.br

Sede Rua Maria da Glória Pereira, nº 149 - sala 102 - 2º piso Centro - Camboriú CEP 88340-000

As opiniões expressas em artigos e colunas não representam a opinião do jornal e são responsabilidade de seus autores.

Impresso na Gráfica Rio Sul

Este jornal integra o CCJ - Cadastro Catarinense de Jornais

- PERIODICIDADE SEMANAL -

Programa “Mais Médicos” lançado pelo Ministério da Saúde para suprir a falta de profissionais em regiões carentes e do interior do Brasil foi muito bem pensado e acertado. Afinal, o déficit atual do país é de 54 mil e há cidades sem nenhum médico. O desdobramento do programa, que prevê a vinda dos estrangeiros, também merece aplausos, pois o governo da presidenta Dilma Rousseff oportunizou para que os médicos brasileiros ocupassem as vagas e isso não ocorreu. No caso de Santa Catarina, mais de 70% dos inscritos optaram por trabalhar em Florianópolis ou em outras cidades do litoral. Entre as 55 cidades rejeitadas no Estado, 42 têm IDH entre alto e muito alto. Independente da bolsa de R$ 10 mil, mais auxílio-

moradia e alimentação que será paga pelo governo brasileiro, há tempos que prefeituras no interior do Estado pagam R$ 15 mil, R$ 20 mil mensais e não conseguem contratá-los. Se o estado da saúde brasileira é preocupante, os médicos têm responsabilidade, sim, de ajudar, de fazer a sua parte para melhorar o sistema. O Governo Federal anunciou investimentos de R$ 15 bilhões até 2014 na expansão e na melhoria da rede pública de saúde de todo o Brasil, através das Redes de Atenção: Urgência/Emergência, Cegonha, Psicossocial, Pessoas com Deficiências e Pessoas com Doenças Crônicas. E destacamos aqui a importância da Atenção Básica de todo o sistema pré-hospitalar na Saúde Pública. Começaram a chegar

ao Brasil os médicos estrangeiros, principalmente os cubanos. Que sejam muito bem vindos! Cuba forma médicos para o mundo e esses profissionais possuem visão solidária e exercem uma medicina no verdadeiro sentido da formação. Por isso, é lamentável que as entidades têm agido com uma visão extremamente corporativista. O diálogo entre o Governo brasileiro e as entidades médicas deve ser mantido em alto nível para o bem da saúde do Brasil.

Por Volnei Morastoni - Deputado Estadual (PT/SC), presidente da Comissão de Saúde da Alesc e médico pediatra


3

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Painel LP Foto da semana Gustavo Zonta/LP

ONLINE “É o amor...”

operação tapa-buraco já iniciou em Camboriú. A primeira rua atendida foi a Manoel Ignácio Linhares. No local, todos os 17 buracos foram cobertos com asfalto novo. "Agora os trabalhos irão seguir pelas ruas Guaraparim, Monte Castelo e Monte Agulhas Negras", explica o secretário de Obras Jakson Genésio da Rosa, o Jakinho. A operação deve ocorrer durante um ano e vai envolver todas as ruas de Camboriú em que o problema for verificado.

Curtas Curso para empresários A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL de Camboriú e o Sebrae, está oferecendo, entre os dias 9 e 12 de setembro, o curso Administração de Pequenos Negócios - A arte de Gerenciar com Facilidade. O curso, gratuito, será ministrado pelo consultor do Sebrae Geraldo Telles e tem como foco os proprietários e administradores de micro e pequenas empresas instaladas em Camboriú. Os interessados devem fazer sua inscrição na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, localizada na rua Joaquim Nunes, 285, centro. Outras informações podem ser obtidas através do telefone: (47) 3264-9454. Concurso cultural A Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional de Santa Catarina - SBD/SC realiza a 14ª edição do concurso "Salve sua Pele". O concurso é voltado para alunos com idade entre 5 e 10 anos, que estejam matriculados e frequentando o ensino infantil e fundamental da rede pública estadual e municipal. O tema poderá ser retratado pelos participantes por

Tudo azul!

O blog “Histórias de véu e grinalda”, da jornalista Naiza Comel, apresenta uma sugestão de decoração com azul para o seu casamento. Acesse e confira outras dicas para quem vai subir ao altar!

Divulgação/LP

A

Gustavo Zonta/LP

Uma campanha política que foi marcada por essa música é tema de um causo contado no blog “Teve aquela vez”, da jornalista Stefani Ceolla. Esta e outras histórias de Camboriú podem ser conferidas. Acesse!

www.linhapopular.com.br meio de pintura ou desenho. O aluno vencedor e seu professor receberão o prêmio de R$ 500 cada um. A dupla de aluno e professor que ficar em segundo lugar receberá R$ 300 cada um, e a que ficar em terceiro receberá R$ 200 cada um. Os 4°,5°,6°,7° e 8° colocados serão contemplados com o valor de R$ 100. As escolas interessadas em participar deverão consultar o regulamento e preencher a ficha de inscrição que está no site http://www.sbd-sc. org.br/. As inscrições encerram no dia 30 de setembro. Dinheiro abandonado Na sexta-feira, dia 31, por volta do meio-dia, um fato curioso aconteceu na agência do Banco Itaú de Camboriú. Um policial militar, de folga, estava na fila para realizar uma operação bancária em um caixa eletrônico quando um homem que utilizava um dos caixas ficou irritado ao perceber que a máquina havia travado. Inconformado, o homem foi embora. O policial militar então se dirigiu a um dos caixas para efetuar a sua operação. Neste momento o caixa em que o homem estava fez um barulho e, ao olhar, o policial percebeu uma quantia em dinheiro onde o saque é eje-

tado, no valor de R$ 620. Imediatamente o policial militar tentou localizar o homem, sem sucesso. Diante dessa situação o policial acionou uma guarnição da Polícia Militar e entregou todo o dinheiro para ser devolvido ao seu dono. Um boletim de ocorrência foi lavrado e o dinheiro será encaminhado à Polícia Civil, que investigará quem é o verdadeiro dono. Obra de drenagem O serviço de instalação de novos tubos na rua Coqueiros, localizada no bairro Taboleiro, já está em fase de finalização. A obra realizada pelas Secretarias de Obras e Saneamento Básico irá minimizar os alagamentos que ocorrem durante os períodos de fortes chuvas. "Esta é uma obra simples, mas de grande importância, já que com esse serviço de drenagem a rua Coqueiros será um canal para escoamento de águas também das ruas Cerejeira, Guamirim, Figueira, Laranjeira e Mapã, desembocando direto no rio Peroba e diminuindo de forma significativa os alagamentos na localidade", explicou o secretário de Saneamento Básico, Janir Francisco de Miranda. A obra começou no mês de maio.

No nosso FACEBOOK www.facebook.com/linhapopular

Sintia Abreu diz (sobre a violência nas escolas): “Que horror!!! Onde vamos para com tanta agressividade por parte dos nossos alunos?”

Beatriz Cortiano Wagner diz (sobre o homem condenado por estupro e homicídio): “Acho muito pouco. 32 anos viram em nada. Logo estará nas ruas novamente, nesta justiça injusta que temos no Brasil”.

www.twitter.com/linhapopular “Bom dia amigos. Mais um dia de ida a Florianópolis em busca de recursos na companhia do vereador Dado do PMDB. Obrigada por saber fazer oposição.”

@luziacoppi Luzia Coppi Mathias, prefeita de Camboriú


4

A violência que ronda a

Agressão entre alunos, ameaças a professores, tiros e vandalismo fazem parte do cenário de ambientes que deveriam ser marcados pela educação e bom comportamento Por Stefani Ceolla

P

Gustavo Zonta/LP

ESCOLA

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

“Os professores ficaram todos vendo e nenhum foi separar”, *João (nome fictício usado para preservar o menor), que foi esfaqueado em frente à escola Violência. Da janela que foi quebrada por uma pedrada, professora observa o entorno da escola

Veja no site o vídeo no qual o menor fala do caso de agressão em que se envolveu. Acesse: www.linhapopular.com.br

assava das 13h do dia 14 de janeiro quando o primeiro homicídio de 2013 ocorreu em Camboriú. Guilherme Alves de Almeida, de 19 anos, foi baleado em frente à escola Anita Bernardes Ganancini, no distrito do Monte Alegre. Quem matou Guilherme foi um adolescente de 14 anos, suspeito de mais dois homicídios e duas tentativas. Ele não frequentava a escola, apesar de ainda estar em idade escolar. Bem diferente disso, o autor do homicídio tinha outra preocupação: disputava pontos de tráfico de drogas. O caso deixa clara a vulnerabilidade no entorno escolar. O livro “Violência nas escolas”, de Miriam Abramovay e Maria das Graças Rua, reúne dados estatísticos sobre o tema coletados em todos os estados do Brasil. Em Santa Catarina, 9% dos estudantes disseram que já viram ou ouviram tiros no entorno ou dentro das escolas. 24% dos alunos apontam uma situação ainda mais grave: já viram armas dentro do ambiente escolar. João*, de 14 anos, estudante da escola Abalor Américo Madeira, que fica no loteamento Conde Vila Verde, dentro do distrito do Monte Alegre, não chegou a ver que um colega carregava um canivete dentro da sala de aula. Foi por não saber que estava armado que não resistiu às provocações e acabou entrando em uma briga. O fato ocorreu em frente à escola, na saída da aula, por volta do meio-dia. João foi derrubado da bicicleta e agredido pelo colega, que portava o canivete. Ele ficou ferido no braço e na cabeça e precisou de atendimento médico. O colega que o esfaqueou tem 12 anos e já não frequenta mais a escola. Ter se envolvido nesta briga não amedrontou João. Questionado sobre o que sentiu após ficar ferido, ele afirma: “Nada”. Os pais de João foram chamados à escola. Segundo o estudante, a reação dos responsáveis não foi diferente da dele. “Não me disseram nada”, ele relata. João é um dos 45% dos estudantes catarinenses que já sofreram violência no entorno da escola. A motivação dos crimes é, segundo os professores, na maioria das vezes banal. Além disso, eles apontam que os estudantes travam rixas fora do ambiente escolar, que acabam resultando na violência no entorno. “Eles formam grupos rivais. Não gosto de usar esta expressão, mas eles formam gangues”, diz uma funcionária da unidade de ensino. Em frente à escola Abalor fica o ginásio de esportes e um campo de areia, onde os estudantes fazem educação física. Este foi o cenário de um tiroteio presenciado pelos alunos. Um jovem, que não estuda na escola, atirou contra um grupo de adolescentes. Ninguém ficou ferido. A motivação seria a briga com outro rapaz por ciúmes de uma menina, estudante da unidade de ensino. A menor relatou a história à direção, além do envolvimento em outros casos de agressão dos quais ela teria participado. Os pais foram chamados, mas não puderam comparecer. Eles estão presos.


Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

A violência que ronda a ESCOLA

Professores assustados Carolina Carraro é professora de educação física na escola Abalor Américo Madeira. Já foi ameaçada por um aluno do 3° ano. “Eu o repreendi e ele perguntou: ‘você não tem medo da morte?”, relata. Para Carolina, os estudantes já não veem mais o professor como uma autoridade. “Nos tornamos profissionais vulneráveis e desmotivados”, opina. O que mais a assusta é o fato de que são crianças que levam para a sala de aula comportamentos que observam fora da escola. Esta também é a opinião da professora Jane Maria Galeotto. “A morte, a violência, já fazem parte da rotina deles. Já não assustam mais”, diz. O bairro em que a escola está localizada é o mais violento de Camboriú. No ano passado, dos 40 Gustavo Zonta/LP

homicídios registrados na cidade, 30 ocorreram no Monte Alegre. “A violência está tão próxima que a linguagem deles já é essa. Se discutem com um colega logo dizem: ‘cala a boca que eu te furo, que eu te mato”, relata Jane. Ela explica que é preciso “trabalhar com muita criatividade para conseguir educar em um ambiente como este”. Para a professora Eliane Varisto, o problema é muito grave. “São crianças sem sonho”, diz. Mas os casos de agressão contra professores não ocorrem somente no Monte Alegre. Na terça-feira, dia 3, um aluno da escola Clotilde Ramos Chaves, do bairro Areias, foi detido depois de ameaçar a professora com uma faca. Segundo o relato da vítima dado à Polícia Militar, o menor, de 12

5

Núcleo de Prevenção às Drogas e à Pedofilia/Divulgação/LP

“São crianças sem sonho”, Elaine Varisto, professora anos, sempre foi indisciplinado. Ele reagiu depois de ser repreendido pela professora, que pediu que o aluno fosse para a sala da diretora. O Conselho Tutelar e a mãe do estudante foram chamados, e ele foi encaminhado à delegacia. A faca usada tinha 30 centímetros e estava na cintura do menor, sob a roupa. A mãe do adolescente culpou os jogos violentos pela reação do filho.

Alunos armados. Nesta semana, estudante ameaçou professora usando uma faca de 30 centímetros

Onde estão os pais? Os profissionais da educação são unânimes ao apontar um fator preponderante no mau comportamento dos alunos, que extrapola a indisciplina e se torna uma questão de segurança pública: a falta de participação dos pais. Na última reunião da Associação de Pais e Professores – APP da escola Abalor Américo Madeira, apenas dois responsáveis por alunos compareceram. A escola tem 800 estudantes. “É necessário o envolvimento dos pais e da comunidade, um trabalho de longo prazo”, afirma a psicóloga escolar Maria Benites. “Estas crianças precisam ser tratadas com amor”, completa. Marlete de Jesus é mãe de uma estudante de 14 anos. Já recebeu o apelido de “fiscal” por sua atuação frequente na unidade de ensino. Ela aponta falhas: “Estamos sem zelador há cinco meses, tem vidro quebrado, cerca arrebentada. As crianças ficam em salas de aula até no terceiro andar, e as janelas não têm grades”.

Mãe.

Para Marlete de Jesus, a presença dos pais é fundamental

“Não adianta brigar com o professor, tem que acompanhar, saber o que está acontecendo”, Marlete de Jesus, mãe de estudante Além das questões estruturais, ela fala da insegurança no entorno e dentro da escola. “Uma criança já foi esfaqueada aqui, vândalos invadem a escola. Os professores passam mais tempo cuidando de quem entra e do comportamento dos alunos do que ensinando”, diz Marlete. A falta de participação dos pais também é apontada por ela como um problema. “Muitas mães nunca vão à escola e quando são chamadas, acham que o filho está sempre certo”, diz Marlete, que chegou a entrar na sala de aula e acompanhar aulas para saber como a filha se comportava. “As mães têm medo de falar, mas não podem. Os professores fazem o impossível, nós precisamos fazer nossa parte”, opina.


6

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

A violência que ronda a ESCOLA

Fotos: Gustavo Zonta/LP

Vandalismo Além da violência entre os alunos, as escolas sofrem com outro problema: a depredação. A escola Abalor Américo Madeira foi inaugurada em 2010 e já mostra cercas arrebentadas, portões danificados, vidros quebrados. Nos fins de semana, fica ainda mais exposta, porque nenhum vigia faz a se-

Depredação. No fim de semana, vidro do CEI Caic foi quebrado e equipamentos roubados

gurança no local. O problema não acontece somente nesta unidade de ensino. No último fim de semana, vândalos entraram no Centro de Educação Infantil – CEI Caic, que também fica no Monte Alegre. Eles quebraram o vidro da secretaria e entraram, levando notebook, má-

A violência nas escolas em números

20% 45% 16% 49% 3% 16% 38% 8% 24% 9%

dos alunos já sofreram violência nas dependências da escola dos alunos sofreram violência no entorno do corpo técnico pedagógico já sofreu violência nas dependências da escola do corpo técnico sofreu no entorno

dos alunos já foram expulsos de escolas por envolvimento em casos de violência dos alunos apontaram a existência de gangues dos professores disseram que já foram desrespeitados como profissionais

dos professores disseram que já foram humilhados dos alunos disseram que já viram armas no ambiente escolar

já viram ou ouviram tiros nas dependências ou entorno da escola

Fonte: “Violência nas escolas”, de Miriam Abramovay e Maria das Graças Rua. Dados referentes ao estado de Santa Catarina

quina fotográfica e materiais pedagógicos. Não é a primeira vez que isso acontece. No mês de janeiro, a creche já havia sido invadida e depredada. Nenhum vigia atua no local, mas a escola fica em frente à delegacia do distrito – o que não inibe a ação dos criminosos.

Problema. Inaugurada

há pouco tempo, escola Abalor Américo Madeira já está com cercas arrebentadas

Drogas Na escola Ivone Teresinha Garcia, que fica no bairro Santa Regina, o principal problema apontado por um pai, que não quis ter o nome divulgado, é o uso de drogas no entorno. “Tem gente vendendo droga em frente, e entra na escola quem quer”, afirma. “A gente cuida dos filhos em casa e, na escola, eles enfrentam este tipo de coisa”, lamenta. O Governo do Estado tem uma política de prevenção à criminalidade no ambiente e entorno escolar, que orienta diretores e professores a como proceder. Segundo o guia, família e Conselho Tutelar devem ser acionados, além da Polícia Militar, quando algum crime for verificado – como o caso do tráfico de drogas. Algumas situações, segundo a PM, deixam a escola ainda mais suscetível à criminalidade, como a grande quantidade de bares nas proximidades. No distrito do Monte Alegre, policiais fizeram um levantamento que mostra que 29 ficam no

entorno de escolas. Ao redor da escola Anita Bernardes Ganancini, onde ocorreu o primeiro homicídio de 2013, há dois estabelecimentos. “Menor não vai para a cadeia. Alguns criminosos, traficantes, ficam nesses bares e têm acesso fácil aos menores. Facilita o aliciamento”, aponta

a diretora de uma das escolas do distrito. Para a Polícia Militar, a quantidade de bares perto de escolas também interfere na educação. “As crianças estão expostas a um ambiente em que há pessoas bebendo, é inadequado”, opina o tenente Tiago Ghilardi.

Segurança. Polícia Militar faz rondas constantes no entorno das escolas


Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

A violência que ronda a ESCOLA

7

A escola estadual Mário Garcia, que fica no bairro Cedro, já sofreu com os problemas de insegurança que hoje rondam muitas das unidades de ensino de Camboriú. Em 2011, a situação ficou ainda mais evidente quando três casos de agressão foram registrados em um período de duas semanas. As famílias de dois dos alunos envolvidos decidiram deixar a cidade por medo da violência. Foi nesta época que a comunidade escolar decidiu se mobilizar. Alunos fizeram uma manifestação pedindo paz na escola e a diretora da unidade, Marian Sampaio, cobrou das autoridades ajuda para reverter a situação. Uma campanha teve início na escola, em que policiais, conselheiros tutelares e outros profissionais levaram informações e conscientização aos alunos. Outras medidas foram tomadas, como criar atividades que envolvessem principalmente os estudantes que apresentavam mau comportamento. Uma das ações foi a criação da fanfarra da escola. “Ela reduziu em 60% o número de casos de violência aqui dentro”, conta a diretora. Além disso, um vigia atua durante todo o dia na unidade de ensino, cercada por grades e cadeados. As medidas deram o

Gustavo Zonta/Arquivo/LP

Como reverter a situação resultado esperado. Hoje, os casos de agressão dentro da unidade são raros e quando ocorrem, são contornados pelo próprio corpo pedagógico, sem a necessidade de envolvimento do Conselho Tutelar e da polícia. A escola serve agora de exemplo de convivência no ambiente de ensino. E as atividades executadas ali poderão ser aplicadas também em outras unidades marcadas pela violência. Segundo a secretária de Educação de Camboriú, Celi Utrera Stevanin, a prevenção à criminalidade já fazia parte da política pedagógica das escolas municipais, mas será intensificada. “Os professores acompanham o aluno não só na parte da aprendizagem, mas também ficam atentos ao seu comportamento e trabalham com a afetividade para conquistar a confiança dos estudantes”, explica. Celi reconhece que, nos últimos dois meses, os casos de violência aumentaram nas unidades de ensino, o que exige medidas urgentes. “Contamos com parcerias e precisamos unir forças para reverter esta situação. Já fazemos um trabalho em conjunto com a Polícia Militar, Conselho Tutelar e Núcleo de Prevenção às Drogas e à Pedofilia, que poderá ser mais intenso”, afirma.

Armas, nem de brincadeira A principal ação conjunta é a campanha “Armas, nem de brincadeira”, que na semana passada começou nas escolas da cidade. Em sua terceira edição, o projeto tem como objetivo promover o desarmamento infantil e orientar as crianças sobre os problemas gerados pela violência na escola. “São feitas palestras e as armas de brinquedo são trocadas por livros. Além do desarmamento infantil, buscamos incentivar a leitura”, explica a secretária. Palestras serão realizadas com estudantes pela Polícia Militar. “Percebemos que a polícia trabalha com uma certa didática

nestes casos, esclarecendo fatos e mostrando que está presente”, comenta Celi. Não são apenas os alunos que tem contado com a orientação da PM. Na escola Anita Bernardes Ganancini, professores participaram de uma palestra. “Algumas salas de aula foram apedrejadas durante a noite e os professores se recusaram a dar aula”, conta a secretária. “Para que aceitassem voltar, a polícia foi chamada, os orientou e mostrou que não estão desassistidos”, completa. No Centro de Educação Infantil – CEI Tânia Regina Garcia, que fica no Jardim Bela Vis-

Prevenção. Campanha que incentiva o desarmamento infantil ocorre nas escolas e pretende reduzir a violência ta, foram os pais que receberam orientações da PM. “O local também teve casos de vandalismo e os pais começaram a ter medo de levar seus filhos. Mais uma vez a participação da polícia foi fundamental”, diz Celi. O envolvimento dos pais, assim como apontaram os professores, também é citado pela secretária de Educação e pela Polícia Militar como fundamental na resolução do problema. Um dos projetos da PM é criar o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência

– Proerd Pais na cidade. “É uma forma de levar o pai para dentro da escola e mostrar que a prevenção deve começar em casa”, opina o tenente Tiago Ghilardi. “O grande desafio é fazer com que participem”, completa. Como todos os projetos apontados para reverter este cenário só darão resultados a longo prazo, a Prefeitura estuda uma maneira de reduzir, pelo menos o vandalismo, imediatamente. A solução encontrada foi a instalação de câmeras de segurança e alarmes em todas

as unidades de ensino. O projeto está em fase de licitação e deve custar cerca de R$ 150 mil. “Temos dificuldades para contratar zeladores e vigias, faltam candidatos. Pela urgência que temos, optamos pelas câmeras”, justifica Celi. “Acreditamos que isso pode inibir a ação de vândalos e também mostrar para alunos e professores que eles estão seguros”, completa. “A escola não pode ser marcada pela violência. Vamos trabalhar intensamente para que este cenário seja revertido”, garante.


8

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Política

Bastidores Por Fernando Assanti

fernandoassanti@hotmail.com @FernandoAssanti PP e o Governo Luzia Depois que o vereador Josué Pereira (PP) se indispôs com alguns vereadores da base aliada, muito se falava sobre a possibilidade do partido deixar o governo, integrando-se ao bloco de oposição. Para esclarecer isso, conversei com o presidente do PP de Camboriú, Ricardo Garcia, sobre o posicionamento do partido frente à administração de Luzia Coppi. Com segurança, Ricardo afirmou que o Partido Progressista tem um compromisso com o Governo e isto será mantido. O PP acredita, segundo ele, que Luzia Coppi fará um grande mandato porque tem experiência em gestão e vontade de realizar mudanças. Para esclarecer ainda mais o assunto, o presidente fez questão de afirmar que o vereador Josué Pereira está alinhado com o posicionamento do partido e que seu trabalho na Câmara dá orgulho para a sigla. Prova disso é que Josué já é o nome do PP local para disputar uma vaga no Legislativo Estadual do ano que vem. Ricardo, que é um nome de peso na política de Camboriú, ressaltou também que o PP possui uma relação estreita com o Governo, com liberdade de acesso para cobrar de Luzia que a administração faça o melhor para a cidade. Com a conversa com Ricardo, reforço minha crença de que as coisas devem melhorar para Camboriú em 2014. PV e o Governo Luzia O presidente do PV de Camboriú, Edson Bianor de Lima, também conversou comigo nesta semana sobre o posicionamento do partido perante o Governo Luzia. Na mesma linha do PP, Edson afirmou que seu partido se mantém alinhado à Administração e que o vereador Eliomar Pereira (PV), apesar de ser livre para fazer suas escolhas, deverá seguir a linha do partido. Além disso, Edson falou sobre a reunião de trabalho que o PV realizou em Camboriú no sábado, dia 31, quando presidentes do PV de 17 municípios, além do presidente estadual, estiveram na cidade para discutir e traçar metas de trabalho da sigla para 2014. Edson, que agora faz parte da cúpula do PV no estado, cogitou inclusive a possibilidade de Camboriú lançar um candidato a deputado estadual no próximo ano. Tiro no pé Nesta semana, os vereadores Ângelo César Gervásio (PMDB) e Jane Stefenn (PSDB) colocaram em votação na Câmara de Vereadores de Camboriú uma moção de apoio à CPI das Águas, que está sendo movimentada pela deputada Angela Albino (PCdoB) na Assembleia Legislativa do Estado. Como Camboriú está na lista das cidades que seriam investigadas por contratar serviços da empresa Raiz Soluções, suspeita de corrupção, a intenção dos vereadores, segundo eles, era apenas demonstrar para a Alesc e para a população de Camboriú que a Câmara de Vereadores daqui apoia possíveis investigações na Secretaria de Saneamento Básico, que anda muito mal falada pela cidade. Logo, a Câmara tinha a oportunidade de dizer “apoiamos a transparência, não devemos nada e queremos que investigações como esta andem”. Mas, ao contrário disso, a base aliada à Luzia fez questão de votar contra a moção de apoio, reafirmando que não é favorável à investigação. E pior, os argumentos usados pelos vereadores da situação para reprovarem o documento foram recheados de desinformação e discurso vazio. O que poderia ser votado de forma simples, dando crédito à Câmara sem causar problemas à Administração Luzia, já que a CPI está sendo abafada na própria Alesc, se transformou em uma cena lamentável de se ver, deixando claro que a blindagem à Luzia ultrapassa a barreira do bom senso. Para não ser injusto, preciso ressalvar que o vereador Xande (PSDB) foi o único membro governista a defender e votar pela aprovação do documento. UPA 24h A Unidade de Pronto Atendimento 24h, que foi inaugurada antes da eleição de 2012 e nunca funcionou, foi alvo de investigação nesta semana. Depois que a oposição denunciou o caso ao Ministério da Saúde, em Brasília, uma equipe veio averiguar a situação e, constatando que há problemas, prometeu dar andamento ao processo de apuração. Vamos esperar.

Vereador, prefeita e diretor do IFC estudam construção de calçadas Josué Pereira já havia feito o pedido de construção de calçadas no Rio do Meio, trecho que margeia o Instituto, através de indicação

O

vereador Josué Pereira (PP) e a prefeita Luzia Coppi Matias (PSDB) estiveram no Instituto Federal Catarinense - Campus Camboriú na quinta-feira, dia 29. Eles foram conversar com o diretor Rogério Luiz Kerber para estudar a implantação de calçada ao longo da rua Joaquim Garcia, trecho que mar-

geia o instituto. O objetivo foi reforçar um pedido que já havia sido feito pelo vereador através de indicação. Rogério sinalizou a parceria com a administração municipal na construção da obra e adiantou que, além das calçadas, vai estudar formas para fazer um local público de lazer e recrea-

ção para a comunidade na área do IFC. "Fiquei bastante satisfeito porque os moradores, principalmente do bairro Rio do Meio, tem que andar praticamente no meio da via", afirmou o vereador. Outra reunião já foi agendada para o dia 9 de setembro para tratar do assunto.

Fátima Gervásio se despede da Câmara Fátima Ger vásio (PSDB) se despediu da Câmara de Vereadores na sessão de terçafeira, dia 3. Ela usou a tribuna para falar de sua volta para a Secretaria de Educação, na semana que vem. Fátima demonstrou preocupação com os recentes casos de violência acontecidos em escolas municipais. "Vou assumir porque acredito que posso fazer muita coisa", afirmou.

Naiza Comel/LP


9

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Política

Uso de giz nas escolas Câmara reprova moção de apoio à CPI das Águas da Alesc municipais com os Apoio aos deputados foi pedido pelos vereadores Jane Stefenn e Ângelo Gervásio através de requerimento. Após intenso debate, ele foi reprovado

Naiza Comel/LP

dias contados

Proibição do uso de giz foi aprovada pela Câmara de Vereadores. Determinação passa a valer em 2014

U

m projeto de autoria do vereador Ângelo César Gervásio (PMDB) foi aprovado esta semana. Ele pede a proibição do uso de giz a base de óxido de cálcio nas escolas municipais. Segundo o vereador, o giz provoca problemas de saúde para profissionais e alunos. "Esta é uma evolução importante para os professores", defendeu Ângelo. O projeto previa a proibição imediata do uso do giz. Mas uma emenda indicou um período

de adaptação para a Secretaria de Educação, que terá que trocar os quadros negros existentes por quadros brancos, nos quais se utilizam canetas especiais. A emenda foi proposta pelo vereador José Pedro Costa, o Zé Pedro (PSDB). "Dar este tempo de adaptação é importante para que a Prefeitura possa adequar as escolas e cumprir a lei", apontou Zé Pedro. Assim, a determinação passa a valer em janeiro de 2014.

Vereadora quer vacinação para profissionais da Educação Proposta foi aprovada em primeira votação esta semana

Reprovado. Requerimento teve nove votos contrários

D

eputados estaduais querem investigar possíveis irregularidades em processos de municipalização e privatização dos sistemas de água e esgoto em cidades catarinenses. Para isso, estão articulando na Assembleia Legislativa a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI. A movimentação na Alesc iniciou depois da prisão do ex-secretário de governo de Palhoça, suspeito de fraudar licitações na empresa Águas de Palhoça. Na própria Alesc, o assunto não é uma unanimidade. Depois de chegar a assinar o documento, o deputado Maurício Eskudlark (PSD) usou um recurso processual para impedir a CPI. O processo está tramitando na Assembleia e corre o risco de não sair do papel. Para os vereadores Jane

Stefenn (PSDB) e Ângelo César Gervásio (PMDB) este seria o momento de a Câmara de Vereadores apoiar a instalação da CPI. Para mostrar este posicionamento, eles apresentaram requerimento de moção de apoio na sessão de terça-feira, dia 3. "Muitas prefeituras optaram por gerenciar a água e foi o que aconteceu em Camboriú. Aqui, é a Secretaria mais comentada pela população", apontou o vereador Ângelo. O vereador do PMDB defendeu que a cidade também deveria ser investigada. Jane, por sua vez, defendeu que a moção é importante para apoiar os deputados que estão cumprindo seu papel de fiscalizadores. Os argumentos não surtiram efeito nos vereadores de situação. José Simas, o Zeca Simas (DEM), defendeu que

enquanto o projeto de CPI estiver na gaveta, não faz sentido o apoio dos vereadores de Camboriú. José Pedro Costa, o Zé Pedro (PSDB) seguiu a mesma linha. Para o líder do governo na Casa, o requerimento não faz sentido neste momento. Além disso, afirmou que os deputados "querem aparecer" porque o ano que vem é eleitoral. O requerimento foi reprovado com nove votos contrários. A favor, votaram apenas Ângelo e Jane, autores, e os vereadores Carlos Alexandre Martins, o Xande (PSDB) e Josenildo Rosa, o Guido (PDT). O vereador Eduardo Melo Rebelo, o Dado (PMDB), não estava na sessão e o presidente, Márcio Aquiles da Silva, o Márcio do Kido (PSC), vota apenas em caso de empate.

BANDA LARGA

Promoção válida para planos acima de 2mb*

vereadora Jane Stefenn (PSDB) quer que profissionais da Educação - professores, monitores e envolvidos no suporte pedagógico - recebam vacinas. A proposta foi aprovada em primeira votação esta semana e segue para a segunda votação na semana que vem. "A vacinação é impor-

tante para evitar gastos públicos com as faltas dos profissionais em virtude de doenças e também evita problemas e gastos para os próprios profissionais", defendeu Jane. O projeto prevê que eles recebam vacinas contra hepatite B, influenza H1N1, Tétano-difteria, varicela, sarampo, caxumba e rubéola.

Informativo do Vereador Toninho Portella Indicações feitas esta semana pelo vereador Toninho Portella: - Indica a pavimentação da Rua Buenos Aires e Rua Havana, no Bairro Santa Regina. Justifica-se esta indicação por ser um pedido da comunidade que sofre com os buracos, lama e poeira. - Indica que se possa realizar um estudo para a construção de calçadas padronizadas nas principais Ruas do distrito do Monte Alegre. Justificase esta indicação por ser um pedido da comunidade, que tem dificuldade de transitar nos locais onde deveria ter uma calçada, mas por não haver, estes locais acabam tendo acumulo de lixo, entulho e quando chove fica ainda mais difícil pelo acumulo de água, fazendo com que os moradores se obriguem a utilizar os cantos das ruas para poderem assim transitar, sendo também de difícil acesso para deficientes físicos.

INSTALAÇÃO *

PROVEDOR DE INTERNET E INFORMÁTICA

INTERNET

A

PLANOS

24

APARTIR DE

R$

,90

ASSINE JÁ

3365.0107


10

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Política Hélio Marcos Benvenutti email: hmarcos@terra.com.br twitter: @HMBenvenutti

MÉDICOS ESTRANGEIROS Alô, alô, galera, voltei... falando pra nossa terrinha, as verdades e meias verdades, das doideiras que estão por aí! Uma grande polêmica foi criada no Brasil com a recente chegada dos médicos estrangeiros recrutados pelo Governo Federal para trabalhar em áreas carentes. A classe médica se insurgiu fortemente contra a medida e até tem argumentos respeitáveis sobre o assunto. Ocorre que o governo tentou preencher as vagas disponíveis, com médicos brasileiros e não obtendo êxito, foi “forçado” a “importar médicos”. A estratégia de recrutar médicos formados no exterior para trabalhar no país foi estudada pelo Ministério da Saúde desde o ano passado. A medida foi uma alternativa encontrada para resolver, a um curto prazo, o problema de falta de médicos no país, interessados em trabalhar em determinadas áreas. Outras medidas incluem a criação de vagas para cursos de medicina e de especialização, mas com resultados esperados para médio prazo, segundo o Governo Federal. Os médicos do programa precisam ter registro em seu país de origem e trabalharão aqui por, no máximo, três anos. Eles terão tutoria de universidades e trabalharão exclusivamente no Sistema Único de Saúde - SUS. É fácil dar opinião contrária ao programa do Governo Federal quando se mora numa região que conta com grande oferta de profissionais da medicina, como a nossa. Mal ou bem, com maior ou menor esforço, aqui se consegue atendimento médico. O problema é que existe uma grande parte da população desassistida por médicos. Entendo que apesar de existirem alguns argumentos respeitáveis contra a atuação de médicos estrangeiros no Brasil, há uma esmagadora maioria de argumentos favoráveis a tal contratação. Lamentável também foram os atos de preconceito vistos no Ceará, praticados por alguns médicos brasileiros contra os estrangeiros, quando estes participavam de uma solenidade de acolhimento organizada pelo Ministério da Saúde, ocasião em que foram chamados de escravos e incompetentes. Na ocasião, um médico cubano chegou a desabafar emocionado, dizendo que eles apenas estavam aqui para fazer solidariedade e melhorar as condições de vida da população e os indicadores da saúde pública brasileira. E eu, o que digo? Digo que preferiria ver um filho meu sendo atendido por um médico estrangeiro, do que por nenhum. Para encerrar aviso que está disponível para alugar uma casa de três quartos na rua Basílio Pedro da Silva, 19, Centro de Camboriú (F: 9977-0415). Fiz o meu merchã! Por agora é isso, porque eu (flamenguista) vou comer quatro chocolates que ganhei de corintianos no domingo passado. Fui!

Vereadores pedem consultoria técnica para análise do Plano Diretor Leis complementares serão debatidas em audiências públicas e depois seguem para análise da Casa. Vereadores defendem contratação para auxiliá-los nos estudos

A

definição do novo Plano Diretor de Camboriú entra agora em uma fase decisiva: a revisão das leis complementares. São estas leis que vão determinar como será o crescimento da cidade, sua organização, a mobilidade urbana. Serão alteradas as leis de zoneamento, uso e ocupação do solo, código de obras, parcelamento do solo, lei de mobilidade urbana, entre outras. Um debate que necessita de conhecimento técnico. É o que defende o vereador Carlos Alexandre Martins, o Xande (PSDB). Por isso, a Comissão de Infraestrutura e Urbanismo da Casa apresentou um requerimento solicitando a contratação de uma empresa de consultoria para ajudar os vereadores nas análises destas leis. A Comissão é formada ainda por Jane Stefenn (PSDB) e Alexsander Alves Ribeiro, o Canídia (PPS). "Estamos preparando nossa cidade para o futuro. Precisamos de pessoas da área de planejamento urbanístico e jurídica para nos dar esclarecimentos", apontou Xande. "São projetos altamente complexos. Por mais que eu leia, ainda tenho muitas dúvidas", afirmou Canídia. Outros vereadores questionaram critérios de análise para contratação, mas o requerimento foi aprovado na terça-feira, dia 3, por todos os vereadores presentes.

Naiza Comel/LP

Xande. Vereador defendeu a contratação da empresa argumentando que é necessária uma análise técnica

Presidente da Casa diz que estuda contratação O presidente da Câmara de Vereadores, Márcio Aquiles da Silva (PSC), já adianta que uma consultoria, nos moldes de como foi solicitado, não será possível. "Pesquisei e uma consultoria completa, com profissionais especializados, custa R$ 100 mil. Não

temos como encaixar isso no orçamento", aponta o presidente. Mas ele não descarta completamente o pedido de profissionais para auxiliarem os vereadores. Diz que vai entrar em contato com universidades para verificar a possibilidade de um convênio.

Participe da revisão Agora, a revisão destas leis específicas está sendo feita em audiências públicas e oficinas de capacitação, onde a população terá oportunidade de tirar suas dúvidas e dar sugestões. A primeira audiência foi realizada na noite de ontem, quinta-feira, dia 5. Mas a Prefeitura já divulgou outras datas: No dia 18 de setembro, acontece a 2ª Oficina de Capacitação, na Câmara de Vereadores. A 3ª e 4º oficinas também estão marcadas (dias 3 e 17 de outubro) em local que ainda será definido. Após as oficinas, as equipes de Planejamento Urbano, do Conselho Municipal da Cidade e do Grupo de Apoio da Univali irão elaborar, a partir dos dados coletados nas Oficinas de Capacitação, a proposta final de revisão das Leis Complementares, que serão apresentadas em uma 2ª Audiência Pública, com data ainda a ser definida. Depois de todo este processo é que as leis seguem para a análise da Câmara de Vereadores.


11

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

rcn@adjorisc.com.br | www.adjorisc.com.br

A notícia que você lê aqui, mais de 800 mil pessoas também leem.

Esta página circula em 52 jornais.

ROQUE PELIZZARO JR., PRESIDENTE DA CNDL

EVENTO

“Conjuntura atual é de desaceleração”

Turismo de Negócios

Em entrevista exclusiva à Agência Adjori de Notícias, em Brasília, o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pelizzaro Jr., falou sobre economia, desafios do varejo, gestão na CNDL e perspectivas de vendas para o fim do ano. Acompanhe. Adjori: A economia brasileira está vivendo uma fase de notícias boas e ruins se intercalando. Como o comércio sente os efeitos desse momento? Roque: As estatísticas econômicas oficiais e os índices de confiança do consumidor mostram claramente que o mar não está para peixe. Fatores como a alta do dólar e o soluço inflacionário — que persiste em ficar acima do centro da meta estipulada pelo governo — pesam no aumento dos preços das mercadorias, o que faz com que o consumidor tenha seu poder de compra reduzido. Sendo assim, o brasileiro tende a ficar mais precavido, consumir menos. No mesmo caminho, as recentes altas na taxa básica de juros editadas pelo Banco Central fazem com que quem vende a prazo também sinta os impactos negativos. Isso significa dizer que a atual conjuntura econômica é de desaceleração. Ou seja, cresce, mas cresce menos do que poderia crescer e menos do que vinha crescendo nos anos anteriores. No ano passado, tivemos um crescimento do setor em torno de 8,4%, segundo o IBGE. Neste ano, se muito, cresceremos em torno de 4,5%. Adjori: Nesse cenário, o que o lojista pode fazer para manter as vendas? Roque: É importante ressaltar que o comércio lojista é o segmento que mais rapidamente percebe as mudanças e as transformações da economia, dos hábitos das pessoas e da política. No entanto, em contrapartida, é o que mais se vê forçado a se adaptar às novas situações. Sendo assim, o perfil do co-

O Brasil colocou o pé no freio a partir de outubro de 2012. O país neste ano não conta mais com o tripé de sustentação que tinha no passado, formado pela alta na geração de emprego, crédito farto e barato, e expansão da renda merciante que vai sair vencedor desse desafio é aquele que se mantém sintonizado com os novos tempos, ciente da necessidade permanente de se manter atualizado para conseguir driblar a concorrência. As novas gerações, altamente influenciadas pelas redes sociais e pelo comércio virtual, já consomem e muito em breve farão parte da grande massa dos consumidores brasileiros. Dessa forma, é preciso inovar, oferecer mais, diversificar o mix de produtos e estar atento às novas formas de pagamento. Adjori: Quais são as orientações para quem quer se livrar das dívidas? Roque - As ferramentas de crédito estão aí para serem usadas mesmo. Foram disponibilizadas para concretizar sonhos e anseios do consumidor. No entanto, é preciso que sejam usadas com parcimônia e planejamento financeiro para que o consumidor não entre em situação de inadimplência. O recomendado é que o consumidor não ultrapasse 30% do próprio orçamento com prestações. Dessa forma, é possível se precaver caso haja algum imprevisto como a perda de um emprego ou uma doença na família. É interessante também que o consumidor administre bem

suas receitas e suas despesas para saber o tamanho do passo que ele pode dar. É necessário acompanhar o que entra e o que sai para ele poder se organizar financeiramente, saber onde pode cortar gastos, o quanto pode poupar e a melhor forma de gastar e fazer compromissos financeiros de modo geral. Adjori: E se a pessoa já está inadimplente? Roque: Nesse caso, a melhor forma é negociar o valor devido diretamente com o credor. Dados recentes da CNDL e do SPC Brasil mostram que oito em cada dez consumidores inadimplentes conseguem renegociar o valor da dívida, quando encaram o credor para negociar. Ao propor um acordo com a instituição credora, é possível conseguir bons resultados como reduzir o tamanho das prestações, obter juros menores e prazos mais alongados. Se a intenção do consumidor for pagar à vista, é possível até pedir um desconto. Adjori: Quais os destaques de sua gestão? Roque: Muitas foram as conquistas que obtive frente à CNDL nos últimos anos. Entre elas, posso citar o bloqueio de “novas CPMFs”, as mudanças benéficas para o varejo na legislação do Simples Nacional, as parcerias

com bancos públicos para oferecer linhas de crédito mais baratas e alongadas para o setor varejista, e, recentemente, a vitória do setor com a aprovação do Cadastro Positivo. No entanto, ainda há muito mais o que fazer. É preciso reduzir os impostos e a alta carga tributária, que impedem que o pequeno e médio varejista possam crescer. Neste sentido, estamos lutando junto com o Congresso Nacional para vetar o projeto de lei que determina que o empresário pague um valor adicional de 10% sobre a multa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para serem repassadas ao Governo Federal. O projeto, além de não beneficiar o trabalhador brasileiro, prejudica as empresas, sobretudo as micro e pequenas, que atualmente correspondem a 85% do comércio brasileiro. No sentido inverso do que vem sendo pedido nas ruas, o projeto arrocha ainda mais o consumo interno, inibe a empregabilidade e não impulsiona a economia brasileira. Adjori: E as perspectivas para o fim de ano? Roque: A expectativa da CNDL é a de que haja uma queda no volume de vendas e que o setor encerre o ano com um crescimento real de 4,5%, quando, no ano passado, o crescimento foi de 8,4%. A atual política de aumento dos juros sem contenção de gastos públicos está levando o país a patamares baixíssimos de crescimento. O controle da inflação precisa ser feito primeiramente por meio de arrocho dos gastos públicos e só depois por meio do aumento da taxa básica de juros. O governo brasileiro deveria fazer um sacrifício político e enxugar as despesas públicas para controlar a inflação. Aumentar os juros é um remédio que deve ser usado em último caso, porque reduz o consumo, diminui os investimentos e piora a situação das famílias endividadas.

O 4º FTN (Fórum de Turismo de Negócios), a ser realizado nos dias 10 e 11 de setembro, no Hotel Jurerê Beach Village, em Florianópolis, traz como destaque palestras sobre empreendedorismo, sazonalidade e mí-

dias sociais. O evento conta, ainda, com a Mostra Turismo, com expositores de importantes destinos turísticos do Brasil. A entrada é gratuita para estudantes, jornalistas, agentes de viagens e demais profissionais do setor.

MISSÃO NA CHINA

Fábrica de caminhões está na pauta Comitiva catarinense liderada pelo governador Raimundo Colombo (foto) embarcou na terça-feira, dia 3 de setembro, em missão oficial para China e Emirados Árabes Unidos. Na China, a comitiva visita a sede do fabricante de caminhões Sinotruk, na cidade de Jinan, capital da província de Shandong, onde será assinado o contrato

para a instalação da fábrica da marca em Lages, na Serra Catarinense, gerando 400 empregos diretos. Nos Emirados Árabes, a comitiva participa de encontros com autoridades da área portuária e do comércio exterior de Dubai.

Missões empresariais têm inscrições abertas A FIESC está com inscrições abertas para missões empresariais à Alemanha, China e Itália. Na Alemanha, a delegação participará da Anuga, feira internacional de alimentação e bebidas, que será realizada de 5 a 9 de outubro em Colônia. De 10 a 20 de outubro e de 13 a 21 de novembro, a Federação promoverá missões à China. As comitivas participarão da Feira de Cantão, e da Hi Tech Fair, respectivamente. A FIESC também promove missão empresarial brasileira à Itália. O grupo participará de 14 a 20 de outubro do SAIE, um dos mais importantes eventos mundiais do setor da construção civil. Inscrições devem ser feitas no site www.fiescnet. com.br/missoes. Informações no telefone (48) 3231-4662.

Parceria entre FIESC e Esag oferece bolsas

Prêmio de estágio reconhece empresas

Uma parceria firmada entre a FIESC e a Fundação Esag vai oferecer bolsas de estudo para estudantes da Grande Florianópolis. As bolsas serão concedidas para mais de 60 cursos técnicos e de qualificação do SENAI. O subsídio é integral e beneficiará jovens de baixa renda, especialmente aqueles que não têm acesso ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Os beneficiados precisam obter 75% de frequência e média 7 nas disciplinas cursadas.

Indústria e instituições de ensino estiveram reunidas em Florianópolis, durante o 3º Encontro Estadual de Estágio, promovido pelo IEL/SC. No evento, realizado em parceria com o Fórum de Estágio de Santa Catarina, em Florianópolis, as empresas Portobello, Fábio Perini e Instituto de Estudos Avançados receberam o Prêmio Catarinense IEL Melhores Práticas de Estágio. A ação faz parte do Movimento A Indústria pela Educação, iniciativa da FIESC.

Assessoria de Imprensa FIESC:

f (48) 3231 4670 w www.fiescnet.com.br


12

K E arina

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

lisa

karina.elisa@gmail.com www.twitter.com/kasocial Fotos: Arquivo pessoal/LP

Estúdio Fotográfico Marciane/LP

Miriane Bertoldi, filha do amigo, Henrique Bertoldi, mandou fotinho e homenagem para seu papai, desejando feliz aniversário e um beijo com muito carinho. O níver do nosso secretário de Agricultura foi no dia 4 de setembro. Abraços, querido! Ontem, quinta-feira, dia 5, Janir Miranda soprou velinhas. Desejo aqui muitas felicidades e muita paz! Na foto, o aniversariante acompanhado de sua esposa, Ana.

Joana Paula Rocha comemorou sua formatura em Pedagogia neste último fim de semana e recebe aqui a homenagem de sua filha querida, Maria Fernanda: “Por acreditar que este dia chegaria você se esforçou e buscou a cada dia o seu sonho. Por seus próprios méritos venceu e hoje os aplausos são todos para você!”. Parabéns, um grande abraço e muito sucesso para você, Paula!

47

3366-6434

Cama - Mesa - Banho Cortinas - Confecções Enxovais de Bêbe - Tapetes Rua Monte Agulhas Negras, 303 - Sala 4

No dia 4 de setembro, quem comemorou aniversário foi Raquel Linhares, proprietária da escola Espaço Criança. Toda a equipe do colégio e seu marido Beto Linhares desejam muitas felicidades e sucesso. Parabéns!


13

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Cidade

Gustavo Zonta/Arquivo/LP

População: já somos 70 mil Número de habitantes em Camboriú aumentou 12,36% entre 2010 e 2013, segundo dados divulgados pelo IBGE

A

população de Camboriú cresceu mais que a média regional segundo a estimativa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE na última semana. De acordo com os dados, entre 2010 e 2013, o número de habitantes na cidade aumentou 12,36%, ultrapassando 70 mil. No mesmo período, a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí - Amfri subiu 10,92%. A população dos municípios da Amfri, que é composta pelas cidades de Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Luís Alves, Navegantes, Penha e Porto Belo, junto ao município de Balneário Camboriú, aumentou em mais de 60 mil habitantes nos últimos três anos. Na região, o maior crescimento populacional foi no município de Itapema, com

15,56%, seguido por Bombinhas (14,12%) e Balneário Piçarras (13,18%). Camboriú ficou em quinto lugar. O crescimento populacional da região ficou acima da média estadual. Em Santa Catarina, a população saltou de 6.248.436 em 2010 para 6.634.250 em 2013, chegando a um aumento de pouco mais de 6%. Conforme os dados do IBGE, Santa Catarina é o 11º estado mais populoso do Brasil.

Desafios Os investimentos públicos em infraestrutura, aliados aos investimentos privados e novas oportunidades de trabalho, além da busca por melhores condições de vida no litoral, são os principais fatores a serem considerados neste crescimento na região da Amfri. Esta é a opinião do coor-

denador de políticas públicas da Federação Catarinense dos Municípios - Fecam, Emerson Souto. Ele ainda explica que embora o elevado aumento populacional seja um indicativo de desenvolvimento socioeconômico, ele também traz consigo novos desafios aos gestores municipais, como uma maior demanda por serviços públicos nas áreas de saúde, educação, assistência social, transporte, além de impactar no déficit habitacional da região. Para a prefeita Luzia Coppi Mathias, o principal desafio do gestor público é ordenar este crescimento. "Já vínhamos percebendo que Camboriú chegou a este número pelo número de atendimentos da Estratégia Saúde da Família, cartões do Bolsa Família, entre outros dados", explica Luzia. "Hoje meu principal papel é ordenar este

Crescimento. A população dos municípios da Amfri aumentou em mais de 60 mil habitantes nos últimos três anos

crescimento. Somos um município com grande extensão territorial, precisamos saber aproveitar e organizar estes espaços. É preciso dar muita atenção ao Plano Diretor e traçar estratégias para acom-

panharmos o crescimento da população com desenvolvimento sustentável", completa a prefeita. Entre os outros desafios apontados, estão a geração de emprego e qualidade de vida.

Rossi & Pereira Materiais de Construção

Julio e Sandra

Rua Monte Agulhas Negras, 801

Monte Alegre - 47 3363.7053

Semana Cívica Abertura da

Na segunda-feira, dia 2, alunos de várias escolas de Camboriú se reuníram para o evento de abertura da Semana Cívica. O Espaço Criança esteve presente com uma grande comitiva de alunos e abrilhantou a tarde com uma linda apresentação de dança. O Espaço Criança acredita que o civismo é um valor importante a ser aprendido na escola, por isso sempre faz questão de estar presente nas ações com este fim. No dia 7 de setembro, os alunos também farão parte do desfile cívico no centro da cidade.

´


14

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Cidade

Camboriú poderá ter Aterro é fechado e lixo começa Polo Tecnológico a ser levado para Biguaçu

Empresários do eixo Rio-São Paulo e até de fora do Brasil demonstraram interesse em construir estrutura na cidade para formação de profissionais

N

os últimos dias, Camboriú tem recebido visitas de empresários de outros estados que demonstram interesse em investir na cidade. Um grupo que representa o piloto Cacá Bueno já anunciou que o município foi escolhido para abrigar um autódromo internacional. Este mesmo grupo representa também outros empresários do eixo Rio-São Paulo e de fora do Brasil que têm outros planos para a região. Um deles é construir em Camboriú um Polo Tecnológico para formação de mão de obra para atuação na área de informática. De acordo com o secretário de Administração de Camboriú, Márcio da Rosa, que recebeu os representantes dos empresários interessados em investir no município, eles buscam uma área ampla para a construção desse polo. O centro tecnológico deverá certificar 200 profissionais do mais elevado nível de conhecimento das áreas de Tecnologia da Informação. Os empresários apontaram que o polo poderá contar com grandes profissionais de ensino do país e até mesmo

de fora do Brasil para compor seu corpo docente. O objetivo do diálogo até agora é conseguir um espaço físico de 30 mil metros quadrados em Camboriú para a instalação da estrutura. Segundo Márcio, o grupo dá como certo o investimento em Camboriú. "Não chegou a ser discutido que tipo de incentivo a Prefeitura pode conceder para a instalação do polo. Agora estamos procurando áreas que podem ser disponibilizadas ao grupo", diz o secretário. A mão de obra formada aqui poderá ser usada por grandes empresas nacionais e internacionais. Entre os investidores estão alguns fundos internacionais, com sede nos Estados Unidos e nos Emirados Árabes, além de empresas como Nokia e Dell. De acordo com o secretário de Administração, na semana que vem uma nova reunião deve ocorrer em Camboriú, quando a Prefeitura apresentará ao grupo que representa os empresários áreas em que o polo poderá ser construído. Estão sendo analisados terrenos na região do Rio Pequeno.

Informativo do Vereador

Zeca Simas Acompanhe o trabalho do vereador nesta semana - Na terça-feira, dia 27, pela manhã, o vereador acompanhou a equipe técnica da Oi no mapeamento das localidades rurais para expansão da Telefonia Fixa. - Na quarta-feira, dia 28,o vereador Zeca Simas e a prefeita Luzia Coppi Mathias estiveram reunidos com Secretário da Agricultura de Santa Catarina, João Rodrigues, em busca de recursos. - Na quinta-feira, dia 29, Zeca e o vereador Zé Pedro, na companhia do Secretário da SESB - Secretaria de Saneamento Básico, o Sr. Janir Miranda, visitaram o término da obra do Transbordo, que teve inicio nesta segunda-feira, dia 02 de setembro.

Área de transbordo ainda não tem licença ambiental para funcionar e obra não foi concluída

Gustavo Zonta/LP

Transbordo. Nesta semana lixo já começou a ser depositado em caminhões e levado para Biguaçu

D

esde o mês de maio deste ano, a população de Camboriú paga mais caro pela taxa de coleta de lixo. O valor aumentou mais de 100% com a justificativa de que o lixo coletado aqui precisaria ser levado para outra cidade, já que o aterro local foi apontado como inadequado e deveria ser fechado. Isso só aconteceu agora. Nesta semana, a Prefeitura seguiu a orientação do Ministério Público e fechou o aterro do bairro Rio Pequeno. Somente agora, mais de quatro meses após o aumento da taxa, o lixo recolhido aqui está sendo levado para Biguaçu. A determinação do Ministério Público de que o aterro de Camboriú deveria ser fechado ocorreu ainda no ano passado. Em dezembro, a Prefeitura enviou à Câmara de Vereadores projeto de lei em que reajustava o valor da tarifa. Apesar de a população começar a pagar a taxa mais alta em maio, a Prefeitura solicitou a prorrogação do prazo dado pelo MP para o fechamento do aterro com a justificativa de que a área de transbordo, onde o lixo é compactado e separado para ser levado à Biguaçu, ainda não estava pronta. O pedido de prorrogação foi aceito pelo MP e uma nova data estabelecida: 5 de setembro de 2013. Caso não cumprisse o prazo, a Prefeitura estaria sujeita à multa. Por isso, mesmo sem a licença ambiental do transbordo e com a obra ainda

incompleta, o lixo de Camboriú já começou a ser levado para o aterro da empresa Proactiva. "Já começamos a cobrir os locais em que o lixo era depositado e nada mais vai ficar no aterro de Camboriú. A partir desta semana, tudo está sendo levado para Biguaçu", diz o secretário de Saneamento Básico, Janir Francisco de Miranda. "A área de transbordo está pronta, o que falta é terminar uma sala que está sendo feita para os funcionários", explica o secretário. Em relação à falta de licença ambiental, Miranda diz que o documento ainda não foi expedido, mas

o pedido já foi protocolado. "Precisamos iniciar o transbordo agora para cumprir o prazo dado pelo Ministério Público", justifica Miranda. O aterro sanitário de Camboriú já chegou a ser considerado como um dos melhores do estado, mas no ano passado, em relatório divulgado pelo Ministério Público, apontou o maior número de irregularidades e ficou em último lugar. Com o transbordo do lixo para Biguaçu, o custo do serviço aumentará de R$ 110 para R$ 225 por tonelada. Por isso a necessidade do reajuste, segundo a Prefeitura.

Aterro de Biguaçu é multado O aterro que passará a receber o lixo coletado em Camboriú é da empresa Proactiva, de Biguaçu. Ele já recebe resíduos de 22 municípios. No mês de junho deste ano, a Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina - Fatma multou a Proactiva em R$ 5 milhões por danos ambientais. O aterro não foi fechado porque é o único que recebe o lixo produzido pela Grande Florianópolis. Segundo a empresa, a situação já foi regularizada.

HÉLIO MARCOS BENVENUTTI SOCIEDADE DE ADVOGADOS - OAB-SC 2007/2012 HÉLIO MARCOS BENVENUTTI – OAB/SC 7087 MARIELZA A. DE SOUZA – OAB/SC 21905 LUIZ FILIPI TESTONI – OAB/SC 28070 INDENIZAÇÕES – QUESTÕES TRABALHISTAS – APOSENTADORIAS E PENSÕES – OUTRAS CAUSAS Rua Cel. Benjamin Vieira, 10, 2º Piso, Sala 05, Centro, Camboriú/SC - F: 3365-1395


15

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Segurança

Delegados não atendem mais na delegacia do centro

Bombeiros orientaram que parte da estrutura fosse interditada por não haver condições de segurança Câmara de Vereadores/Divulgação/LP

Explicações. Delegada regional Magali Nunes Ignácio deu informações na Câmara de Vereadores

A

delegacia do centro de Camboriú não conta mais com o atendimento dos delegados. No dia 3 de julho, bombeiros fizeram uma vistoria no local e recomendaram a interdição do piso superior, em que a parte de investigação era feita. O motivo é a falta de condições de segurança. Agora, os dois delegados do centro atuam na delegacia do Monte Alegre. As informações foram repassadas pela delegada regional Magali Nunes Ignácio na quinta-feira, dia 30, na sessão da Câmara de Vereadores. Se-

gundo Magali, a estrutura da delegacia do centro já se mostrava inadequada. "Fizemos uma grande busca por imóveis para alugar e abrigar temporariamente a delegacia, mas não encontramos. Agora, seguimos as orientações dos bombeiros", explica. Na delegacia do centro, continuam funcionando os serviços de documentação de trânsito e registro de ocorrência, além da emissão de alvará, que na semana que vem volta a ser feita no local. Já no Monte Alegre agora atuam os dois delegados do distrito, os dois do centro e as equipes de investigação. Magali salienta que a mudança é temporária, já que deverá ser construída a nova delegacia de Camboriú, no bairro Santa Regina. O projeto já foi aprovado pelo Governo do Estado e no mês de novembro, deve ser anunciada a empresa responsável pela obra. A nova delegacia será ampla e poderá abrigar futuramente o atendimento direcionado à mulher, criança e adolescente. O prédio ficará nas proximidades do Corpo de Bombeiros.

Homem é condenado a 32 anos de prisão por homicídio e estupro

Douglas Verri Modesto abusou sexualmente e asfixiou uma menina de 10 anos. Crime ocorreu no ano passado Gustavo Zonta/Arquivo/LP

Prisão. Douglas confessou ter matado a menor quando estava sob efeito de drogas

O

Tribunal do Júri da Comarca de Camboriú condenou Douglas Verri Modesto a 32 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado, por homicídio qualificado e estupro, agravado pelo fato de ser cometido de forma cruel - a vítima, menor de idade, não teve possibilidade de defesa. O réu foi preso no mesmo dia do crime e confessou. O júri ocorreu na quartafeira, dia 28 de agosto. Na sentença, a juíza Camila Coelho declarou que "por se tratar de crimes hediondos e praticados mediante violência, incabível a substituição por penas restritivas de direito. Pelos mesmos motivos, incabível a suspensão condicional da pena". A ação penal foi ajuizada pelo Ministério Público de Santa Catarina. Para o promotor André Otávio Vieira de Mello, que atuou no júri, a condenação foi "uma demonstração de cidadania e consciência protetiva da vida, já que todos os quesitos, dentre eles três qualificadoras, foram votados por unanimidade, com

os jurados acolhendo sempre a posição defendida pelo Ministério Público em plenário". Segundo o promotor, a condenação "deverá, de uma maneira ou outra, intimidar os próximos homicidas em suas empreitadas criminosas, protegendo assim a vida em primeiro plano, pois sempre é bom lembrar que trata-se do bem jurídico maior a ser tutelado por todos nós".

Relembre o caso A menina de 10 anos de idade foi estuprada e estrangulada em fevereiro do ano passado, no distrito do Monte Alegre. Douglas era vizinho da família da vítima e foi preso no dia do crime. Ele alegou ser usuário de drogas e disse estar sob efeito de crack quando abusou e estrangulou a menor. Na época, uma caminhada pedindo paz foi realizada no Monte Alegre.


16

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Perfil

“É um dom que de graça eu ganhei, de graça eu dou” Dona Nelsa de Souza Adato tem 75 anos e, ainda criança, descobriu que tinha o dom de benzer. Faz isso usando a força da fé e da oração e consegue resultados. Para ela, o principal deles é seguir aquilo que é orientado por Deus e seus guias e atingir o objetivo da caridade

Q

uando era criança, na lo- não ia adiantar, mas eu acho calidade dos Macacos, que adianta. O que a gente tem interior de Camboriú, Nelsa aqui, a gente não leva. Mas o de Souza Adato começou a de- que a gente planta aqui, colhe. monstrar interesse em cuidar A caridade é que vai nos saldos doentes. Aos dez anos, já var”, acredita Nelsa. aplicava injeções em vizinhos Aos 22 anos, ela casou e ajudava a todos que preci- com Saul e saiu da casa da mãe. savam. Também ajudava a Eles se conheceram quando foi família, pobre, que trabalhava aberta a pedreira dos Macacos na roça. E uma de suas princi- e estão juntos até hoje. O casal pais atividades era ensinar os teve dez filhos e 12 netos. Certa irmãos a rezar. vez, a mãe de Nelsa ficou doenFoi a fé, aliada à carida- te e recorreu à filha. Foi aí que de, que na sua opinião revela- sua história mudou. “Ela pediu ram o dom que tinha: o de ben- para eu benzer e benzi. Eu deszer e curar através da oração. cobri um segredo dela, ela perNelsa é filha de José e Martinha cebeu que eu tinha o dom e me e vem de uma família de 11 ir- autorizou a começar a benzer. mãos. Quando tinha 16 anos de Daí não parei”, conta Nelsa. idade, o pai faleceu. A mãe cuiAutorizada pela mãe, codou da família e ela também. meçou a desenvolver seu dom. Nelsa lembra que o pai Recorreu à igreja antes de tudo não sabia ler, mas ia à missa para saber se aquilo que fazia e quando chegava, repetia o não era errado. “Perguntei se evangelho lido não era ruim e pelo padre para disseram que todos os filhos. era um dom “A gente foi que eu tinha. O que a gente criado assim, Então comecei eles levavam planta aqui, colhe. a me aprofuna tradição dos dar mais na BíA caridade é que pais para os fiblia e na oralhos e seguiam ção”, explica. vai nos salvar muito o que E assim, dizia a Bíblia”, sozinha, aprenela explica. deu as rezas No atenque usa para dimento aos benzer e que ridoentes e às pessoas que pre- tual seguir para que funcionasse. cisavam, Nelsa foi percebendo “Coloco um copo de água limpa, que, se rezasse junto e usasse o a Bíblia, e ali faço as orações. poder da fé, os resultados eram Para cada mal que a pessoa tem, mais rápidos. A mãe, no en- é um benzimento”, ela diz. Hoje, tanto, não aprovava as atitudes Nelsa atende às terças e quintas, da filha. “Quando eu era mais no período da tarde, em sua casa, nova fiz consulta espírita, mas que fica na rua Natal. E não coa mãe não quis nem saber. Isso bra pelos atendimentos. “É um tudo depois que eu casei é que dom que de graça eu ganhei, de comecei a desenvolver, porque graça eu dou”, afirma. ela não aceitava”, explica. Ela garante que segue ri“Com as caridades que gorosamente aquilo que diz em fui fazendo, vieram os ben- suas preces. “Nós não comemos zimentos. Uma coisa levou à de jeito nenhum carne na Semaoutra”, completa Nelsa, hoje na Santa e não trabalho domincom 75 anos. Não é que a mãe go, porque se eu trabalhar, não pensasse que ela estava errada, posso benzer de vermes, nem mas dona Martinha achava que lagarta na arrozeira”, diz. Ela aquilo não daria nenhum retor- esclarece: “Na oração para esno para a filha. “Ela achava que tes males eu digo que não é per-

Gustavo Zonta/LP

mitido trabalhar no domingo. Se eu trabalhar, não vou ganhar a graça de curar”. Em outros atendimentos, recorre aos santos. “Quando alguém fica desempregado, eu rezo para São José, padroeiro dos trabalhadores. Se alguém diz que perdeu uma chave, eu rezo para São Pedro, padroeiro das chaves. Se trazem animal, eu rezo para São Lázaro, padroeiro dos animais”, conta. “Todos os nossos benzimentos, tudo que a gente faz, é se referindo às coisas antigas do tempo de Jesus”, completa Nelsa. Além das palavras da Bíblia, ela diz que segue aquilo

que seus “guias” mostram. Os guias, segundo Nelsa explica, são espíritos que a acompanham e mostram o que deve fazer. São eles os responsáveis pelos dons que ela tem. “Eu tenho um guia de luz que acho que era pediatra, porque eu sempre tive essa vontade de ser e o que mais gosto é atender criança. Ele saiu da terra e ficou me ajudando”, acredita Nelsa. “Tem gente que não acredita na vida depois, mas dizem que a gente tem que se cuidar porque sai de um e vai para outro. Era alguém que estava muito bem que deu esse dom para mim”, opina. Mas não é apenas a sabe-

doria que os guias dão a Nelsa - eles também fazem com que ela siga seus gostos e hábitos, que são um tanto curiosos. “Eu não posso vestir roupa vermelha. Se eu vou deitar e alguma roupa escura está no quarto, não pode ficar. Os meus guias não gostam de vermelho, não gostam de dança. Sigo aquilo que eles mostram”, afirma. E Nelsa acabou adquirindo os mesmos gostos de seus guias. “Tem uma coisa que eu não gosto e se eu fosse governador eu acabava: é a dança do funk. Aquilo tinha que acabar por gerou mais tragédia e bagunça depois dessa dança feia. As moças se desfazem muito e os moços não acreditaram mais nelas”, ela opina. Mas é só disso que Nelsa não gosta. De resto, afirma que a receita para viver bem é responder as coisas ruins com coisas boas, nunca guardar mágoa e ser caridoso. Faz isso com todos ao seu redor, ajuda enfermos e através das orações, tenta proteger as pessoas. Já fez mais que benzer: receitou chás e ervas, mas garante que não faz mais. “Hoje tudo dá processo. Se eu receito um chá que faz mal para alguém, pode ser complicado”, opina. Ainda cultiva ervas em casa e as usa no tratamento de sua saúde. Foi com a fé e o poder curativo de seus remédios naturais que superou seus próprios problemas. Nelsa já fez quatro cirurgias no rosto para a retirada de um câncer. Mas nem se estende ao falar sobre o assunto. A doença não a abalou, e tirando este problema, apesar da idade, não toma remédio para mais nenhuma enfermidade. “Eu trabalho, limpo a casa, lavo roupa, cuido do meu marido. Nos domingos, quando termino de comer, vou para a Bíblia descobrir mais coisa. Ainda estou aprendendo”, ela afirma. Já pediram que Nelsa escrevesse em um caderno suas orações, para que fossem levadas adiante. “As pessoas já reclamam que tem pouco benzedor”, ela explica. Mas sabe que não basta rezar e seguir as orientações dadas por ela para que o poder curativo do benzimento se concretize. É preciso ter fé e ter o dom. “Isso eu tenho, e me sinto feliz por poder seguir aquilo que estava previsto para mim”, completa.


17

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Saúde

Três anos após anúncio, Prefeitura Vacina contra catapora ainda tenta implantar Programa estará disponível de Controle ao Tabagismo na rede pública

Secretaria de Saúde enfrentou problemas para colocar programa em prática e agora se inscreveu em um novo projeto do Ministério da Saúde. Ainda não há uma data para que entre em funcionamento

O

Cadastro em um novo programa do Ministério da Saúde

ão/LP

Em 2011, Camboriú foi inscrito no Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica - PMAQ. Este ano, as equipes da Secretaria de Saúde tiveram a oportunidade de inscrever a cidade em um programa de controle do tabagismo que está dentro do PMAQ. Quem explica o processo é a coordenadora da Estratégia da Saúde da Família, Giseli Onores. "O principal objetivo do programa nacional de controle do tabagismo é a realização dos grupos de apoio, uma vez que o vício vem acompanhado de algumas rotinas", aponta a coordenadora. Os medicamentos são fornecidos, esclarece ela, nos casos em que os grupos de apoio não são suficientes para enfrentar o vício. Mas, para que tudo isso possa ser realizado em Cam-

Divulgaç

uso do tabaco é líder entre as causas de mortes evitáveis em todo o mundo. Mas parar de fumar pode ser um grande desafio sem o apoio necessário. Há três anos, a Secretaria de Saúde anunciou um Programa de Controle ao Tabagismo, que previa formação de grupos terapêuticos e a disponibilização de medicamentos nos casos que fossem julgados necessários pelos médicos. O anúncio do início do programa e da capacitação de funcionários foi feito em 2009. Em 2011, procurada pelo LP, a enfermeira Cláudia Winckler explicou que houve uma série de entraves burocráticos e que acreditava que o programa iria entrar em funcionamento naquele ano. Quando houve mudança no governo estadual, a equipe teve que refazer o projeto. Mas ele não avançou. Para a diretora de Vigilância Epidemiológica, Fabíola Rigo da Cruz, o Governo do Estado não deu a devida assessoria para os municípios que tinham interesse em implementar o programa. Cláudia está atuando em outro setor e explicou que o município inicia um novo processo em busca de implementar o programa na cidade.

boriú, as equipes dos postos de Saúde terão que passar por uma capacitação, feita através do Ministério da Saúde. Ainda não há uma data para que esta capacitação inicie e ela pode levar tempo. "Ainda não recebemos nenhum retorno do Ministério quando a este programa e acredito que os primeiros seis a oito meses serão de trabalho com os funcionários", finaliza.

DENTISTAS

ECONOMIA TOTAL de Ficar Rindo à Toa Atendemos em todas as especialidades. De Segunda à Sexta, das 8h às 12h, 14h às 18h. Estaremos atendendo nas férias de fim de ano: Dezembro, Janeiro, Fevereiro. Rua 2500, nº 1200 - Sala 1 - Centro - Próximo ao túnel 4ª Avenida - Balneário Camboriú

Tele-entrega 47 3365-1195 | 3365-2773 Rua Gustavo Richard, em frente à Praça das Figueiras

Previsão é de que vacina esteja disponível este mês, mas Camboriú ainda não recebeu as doses. Este ano, já foram registrados 100 casos da doença na cidade

P

or enquanto, os pais que querem proteger seus filhos pequenos contra a varicela, mais conhecida como catapora, têm que procurar clínicas particulares para conseguir a vacina. Porém, a proteção gratuita está mais perto com o anúncio de que a vacinação contra a catapora será feita pelo SUS. A diretora de Vigilância Epidemiológica, Fabíola Rigo da Cruz, explica que a previsão é que a vacinação inicie em setembro, mas Camboriú ainda não recebeu as doses. Nem todas as crianças receberão esta vacina. Fabíola esclarece que a proteção contra a catapora será dada a crianças com 15 meses. "É o período em que era feita a segunda dose da tríplice viral - contra caxumba, rubéola e sarampo. Agora, será tetra viral e vai contar

com a imunização também contra a catapora", relata a diretora. A catapora é considerada uma das clássicas doenças da infância. Ela causa bolhas que coçam, se rompem e saram. Este ano, a cidade já registrou 100 casos da doença. "Estamos dentro do número esperado. Em 2012, fechamos o ano com cerca de 200 registros", esclarece Fabíola. Normalmente, o tratamento é simples e a criança precisa se afastar de suas atividades normais por cerca de 7 dias. Alguns casos podem necessitar de internação, situação que ocorre em crianças mais debilitadas. "Mas situações mais graves são raras. Este ano, não tivemos nenhuma internação em decorrência da catapora", completa a diretora.

Campanha de Multivacinação: Mais de mil crianças atendidas

A Campanha de Multivacinação teve por objetivo verificar se crianças menores de 5 anos haviam recebido todas as vacinas necessárias e encerrou na sexta-feira, dia 30. O levantamento feito pela Vigilância Epidemiológica mostra que 1.378 crianças foram levadas até os postos. Destas, 704 receberam algum tipo de vacina. Entre as vacinas que foram verificadas estão as contra sarampo, rubéola, caxumba, pólio, coqueluche, hepatite B, meningite e pneumonia.


18

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

ClassiPopular linhapopular@gmail.com

Imóveis

Imóveis

Aluguel

Troca

venda

casas Vendo ou troco casa em Camboriú. 2 quartos, 2 banheiros, churrasqueira e fogão a lenha. 80m2 de área construída. Livre de enchente. R$ 180 mil. Aceito proposta 9739-5538 / 88282050 Vendo casa c/ 5 quartos, sala cozinha, garagem. Rua Samambaia, Monte Alegre. Troca por sítio (motivo de saúde). 8486-5502 Vendo casa no Monte Alegre, rua Monte Serra Negra. 3 quartos, sala, cozinha, banheiro, lavanderia, garag. 2 carros, churrasq. 478m2. Galpão no fundo. Valor a combinar. 3363-9126 c/ Darcilo. Vendo casa no Centro com sala, cozinha, banheiro, três quartos, área de serviço, garagem e salão de festas, e um ótimo terreno. R$ 280.000,00. 3365-6733 / 9968-0848 Vendo casa em Bombas, aprox. mil metros da praia, 2 quartos. Valor R$ 120 mil. Aceito troca por quitinete em Camboriú e Itapema. 33638428 / 8411-9355 APOLAR IMÓVEIS - EExcelente IMÓVEL RESIDENCIAL E COMERCIAL com 480 m² de área construída, próximo ao Forum, terreno com 360m², SALA COMERCIAL E APTO COM 03 DORM. E demais dependências, churrasqueira, garagem, piscina e salão de festas. . Ref. 108201. R$ 750.000,00. Fone: (047) 33656820. CRECI-SC - Prot. 1766 www.apolar.com.br Vendo bela casa de tijolo a vista. Com ótima vista. Dois grandes quartos, sendo um suite. Ampla cozinha. Grande sacada com deck de madeira e lindo jardim. Valor: R$ 700 mil. 3365- 1956 / 9626-2626 Vendo casa no centro de Camboriú, com 2 suítes mais 2 dormitorios, sala, cozinha, área de serviço. Por apenas R$ 250 mil. Ótima oportunidade. 3365-5102 - 9965-8610.

Vendo casa no centro com terreno de 300 metros, com área total construída de 100m², 3 dormitorios, sala de estar e jantar, cozinha, wc social. Mais edicula com 1 suite e cozinha. R$ 300.000,00, proprietária tem interesse em permuta. 3365-5102 - 8422-3252 APOLAR IMÓVEIS CASA DE ALVENARIA NO BAIRRO NOVA ESPERANÇA – Balneário Camboriú, 02 dorm. E demais dependências. CONDOMÍNIO FECHADO. Fácil acesso. Garagem privativa. R$ 140.000,00 Ref. 104658 Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC-3829J www.apolar.com.br Vendo CASA DE ALVENARIA NO CENTRO DE CAMBORIÚ, terreno com 344m², 156 m² de área construída, completa área de lazer com churrasqueira, 01 suíte, 02 dorm., sala de estar e jantar, cozinha, área de serviço, garagem coberta, jardim e amplo quintal .R$ 430.000,00. Ref. 118207. Fone: (047) 3365-6820. CRECI-SC-3829J. www.apolar.com.br APOLAR IMÓVEIS – EXCELENTE CASA DE ALVENARIA no Bairro São Francisco, toda murada, Terreno com 300 m² , área construída de 90 m², ótima localização, 02 dorm., BWC social, sala de estar e jantar, cozinha, área de serviço, amplo espaço para quintal e jardim. SOMENTE R$ 160.000,00. ACEITA CARRO. Ref. 121628. Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC- 3829J www.apolar.com.br APOLAR IMÓVEIS – ÓTIMA CASA DE ALVENARIA NO SANTA REGINA V, 02 suítes, 01 dorm. Sala de estar e jantar, cozinha mobiliada, cozinha externa com churrasqueira, garagem coberta para 03 carros, despensa, orquidário, semi mobiliada. R$ 430.000,00. Referência 118201 Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC3829Jwww.apolar.com.br Vendo casa 2 dorm., piscina, churrasq., area de serviço, 1 BWC c/ hidro. R$ 320 mil. Area 415m2, Rio Pequeno. 3050-3030 / 9957-8004. CRECI 17991

Negócios Empregos

3365-4893

Automóveis

Motos

apartamentos

sobrados

Vendo apto. com entrega prevista para abril de 2013, com 2 dorm., sala, cozinha, wc social, 1 vaga garag., sacada. Entrada facilitada e financiamento pelo minha casa minha vida. R$ 130 mil. 3365-5102 - 8422-3252

APOLAR IMÓVEIS – Excelente sobrado no Bairro Tabuleiro, 02 demi-suítes, sala de estar e jantar, cozinha, amplo quintal, BWC social, 02 vagas de garagem, fácil acesso e fino acabamento. Somente R$ 200.000,00. Pronto pra morar. Ref. 104627. Fone: (047) 3365-6820. CRECI-SC-Prot. 1766/13 www.apolar.com.br

APOLAR IMÓVEIS – APARTAMENTO no SANTA REGINA em Camboriú, 58 m², 02dorm., sala de estar e jantar, cozinha integrada, BWC social, área de serviço, 01 vaga de garagem, ENTREGA 11/13. R$ 150.000,00 Ref. 118205. Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC-3829J www.apolar.com.br Vendo ap. de um quarto na rua Campos Novos, no bairro dos Municípios, em BC. R$ 60 mil. 8423-4894 ou 3263-0568 c/ Roseli APOLAR IMÓVEIS – APARTAMENTO no Centro, ESTÁCIO DE SÁ, 01 suíte + 01 dorm. Sala de estar e jantar, cozinha, área de serviço, sacada com churrasqueira, garagem privativa, portão eletrônico. R$ 190.000,00 PRONTO PRA MORAR! Referência 104643 Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC-Prot. 1766/13 www. apolar.com.br Vendo ap. no bairro Santa Regina, 2 quartos, bwc, sala, cozinha, área de serviço, churrasqueira, garagem, portão eletrônico. R$145 mil. PRONTO PARA MORAR! Fone: (47) 3366-1468/9991-5580/99353509. CRECI 7075 APOLAR IMÓVEIS – APARTAMENTO no CENTRO DE CAMBORIÚ, 89 m² de área privativa, 01 suíte + 02dorm. Sala de estar e jantar, cozinha, área de serviço, sacada com churrasqueira, salão de festas, 02 VAGAS de garagem. R$ 350.000,00. MOBILIADO. Ótimas condições de pagto. Referência 118203 Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC-3829J www.apolar.com.br Vendo ap. em BC, 2 quartos, sala, cozinha, bwc, 1 vaga de garag. R$ 290.000,00. Fone: (47) 3366-1468/ 9991-5580/ 9935-3509. CRECI 7075

Anuncie! É grátis

Vendo sobrado: 1 suíte c/ sacada, 1 suíte, sala estar, cozinha e copa, lavabo, área de serviço, churrasqueira. Área de construção de 75,20m2, pátio nos fundos, 2 vagas garag. Fone: (47) 3366-1468/9991-5580/99353509. CRECI 7075. Vendo excelente sobrado geminado no bairro santa Regina VI, possui uma suíte com sacada, um dormitório, entrada facilitada, valor R$ 140.000,00 Fone: 8441-8252 / 9168-0424 / 33654995 CRECI.12.981 Vendo sobrado no bairro dos Municípios, com 2 dormitórios, 2 wc social, sala, cozinha, área de serviço, 1 vaga de garagem. R$ 260.000,00. Aceita proposta. 3365-5102 9190-0757 Vendo sobrados no bairro Santa Regina, com 2 dormitórios, sala, cozinha, wc social e lavabo, área de serviço, 1 ou 2 vagas de garagem, ótimo acabamento. Financiamento pelo plano minha casa minha vida. 3365-5102 - 8422-3252 APOLAR IMÓVEIS - SOBRADO pronto para morar !!! 02 dorm., sala de estar e jantar, área de lazer com churrasqueira, cozinha integrada, área de serviço, garagem. R$ 140.000,00 Ref.104638. Fone: (047) 3365-6820. CRECI-SC-3829J www.apolar.com.br Vendo sobrado c/ 1 suíte c/ sacada + 2 dorms., banheiro, sala de estar, lavabo, cozinha, área de serviço, churrasqueira, vaga 2 carros, 121,72m2, direto c/ construtora. Centro de Camboriú. 9920-8754

Serviços

Vendo sobrado 2 dorm., sala, cozinha, garag. Sta Regina 2. R$ 60 mil de entr. + 120 prestações de R$ 1 mil direto c/ construtor. Aceita veículo. 47 3050-3030 / 9957-8004. CRECI 17991 Vendo sobrado no centro de Camboriú c/ salas comerciais e terreno lateral. R$ 1,5 milhão. 8404-4306 - CRECI 19531

terrenos Vendo terreno com casa em obra, localizado no bairro santa Regina II, o terreno esta quitado, Aceita-se permuta no local e outras propostas, Valor R$ 130.000,00 Fone: 8441-8252 / 9168-0424 / 3365-4995 CRECI.12.981 APOLAR IMÓVEIS – TERRENO NO BAIRRO AREIAS com 339 m², 15x22,60 CAMBORIÚ, com 339 m², 15 m x 22,60 m, ÓTIMA LOCALIZAÇÃO! R$ 180.000,00. Referência. 104633 Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC - Prot. 1766/13 www.apolar.com.br Vendo terreno com 2 casas simples, 586m2, Pedra de Amolar, Ilhota. Aceito troca. R$ 70 mil. 8444-8614 / 9627-5364 c/ Dete Vendo terreno c/ 2 casas em Lages, próx. ao centro da cidade, ou troco por outra casa na região de Camboriú. (49) 9971-3357 Vendo terreno 300m2, R$ 110 mil. Rua pavimentada, área nobre. 9921-9054 / 8430-2598 Creci 20250 APOLAR IMÓVEIS – Terreno com 387 m² no Centro de Camboriú, ótima localização, pronto para construir. R$ 250.000,00. Aceita propostas. Ref. 12165. Fone: (047) 3365-6820 CRECI-SC- Prot. 1766/13 www. apolar.com.br Vendo sítio no Rio do Meio e Macacos. Aproximadamente 4 mil metros quadrados. Tratar: 8482-8315 CRECI 19348

Vendo terreno de 300 m2 Rio do Meio ao lado do Clube Brejeiro, R$ 80.000,00 aceita-se proposta. Fones: 47 99102018 / 48 98146650 e 48 32990993 email: nicelegal@uol.com.br

Imóveis

aluguel

Procuro casa ou kitinete para alugar no centro, ou próximo ao centro, de Camboriú. Com cozinha, sala, podem ser integrados, com quarto e garagem. 8481-9007 Alugo 2 aptos. com 02 dorm. demais peças, com garagem coberta, no Bairro Areias Rua Bahia esq. Goiás. R$ 650,00. CRECI 19.531 - (47) 8404.4306 Alugo aptos em Balneário Camboriú de 1, 2 e 3 dormitórios. Tratar (47) 3367-2829 Alugo 3 salas comerciais de 105m2 em BC, próx. à Av. Central. R$ 2.300. Fones: 9739-5538 / 8828-2050 Alugo kitinete mobiliada. 3365-1967 / 9941-9306 Alugo casa no bairro Cedro, 3 quartos, rua Rodrigo Faveri, 156. Fone: 9657-2081 ou 9659-9413. Alugo apartamento 2 dormitórios, no Dom Amaro próx. escola Clotilde. R$ 750. 9918-0503 c/ Júnior Alugo casa na rua Pedro Saut Junior, 307. Kitinete. R$ 450 + água e luz. 9660-6332 Alugo sala comercial no residencial Maria Helena, no Cedro. R$ 800. 9690-2762 / 9932-4180 Alugo kitinete na rua Jamaica, no bairro das Nações, em Balneário Camboriú. 3361-64701 / 9619-11646 Alugo SALA COMERCIAL, CENTRO, CAMBORIÚ. Excelente localização. 75m², reformada, iluminação de emergência, copa, BWC mobiliado. (47) 9645-4290 CRECI/SC Prot.1765/13


19

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Classi Popular Imóveis

Aluguel

Imóveis

aluguel

Alugo sala comercial c/ 33m2, ponto de antena parabólica, área externa coberta, banheiro c/ chuveiro. Em frente a Central de Luto. 9143-9749 (Tim) ou 84415025 (Oi). Alugo apto., 2 dorm., R$ 750. Residencial Maria Helena, no Cedro. 96902762 / 9932-4180 Alugo casa c/ 1 quarto, mobiliada, centro de Camboriú. 9955-5184 Alugo casa com 1 quarto na rua Jamaica, bairro das Nações, BC. 33616470 Alugo sala comercial térrea, 110m2, na rua Dom Miguel, 682, Vila Real-BC. R$ 1.300. 9915-0291 Alugo kitnete no Rio do Meio, ao lado do Clube Brejeiros. 1 dorm, sala conj. cozinha, banheiro R$ 300,00 Fones: 47 99102018 / 48 98146650 e 48 32990993 Email: nicelegal@uol.com.br Alugo um apt. de 2 quartos, sala, cozinha, e demais dependências, com garagem privativa, no bairro da Barra, em Bal. Camboriú, com aluguel mensal de R$ 850,00. Fone : 33636604 / 8405 4996

Troca

Negócios Empregos

Alugo salas comerciais no centro de Camboriú, a 50mts do Posto de Saúde Central. 8415-9510 Procuro sítio ou chácara para alugar. 3365-6205 / 8441-7440

Negócios Vendo carta de crédito que serve para compra de imóveis (casa, apartamento, sítio ou construção), valor da carta R$ 100.000,00 entrada de R$ 4.800,00 + parcelas de R$ 850,00 Contato: (48) 3626-3141 Vendo viola caipira, teclado completo e 2 caixas amplificadoras multifunção profissionais. Falar com obreiro Nelito. 9678-2230 / 8416-2805 Vendo urgente porta de elevação de 3 metros. Ótimo preço. Valor a combinar. 3365-2515 / 9725-5055 c/ Valdir Vendo ar-condicionado da marca Komeco seminovo. Valor a combinar. 9135-1544 Vendo televisão da marca Philco, 29 polegadas. Valor a combinar. 91351544

Automóveis

Motos

Serviços

Vendo vidraçaria completa com clientela, 3 carros e ferramentas. Pronto para trabalhar 3365-0413 / 8446-7502 / 9205-0106. Valor tratar no local.

Contrata-se mecânico c871 - exige veículo próprio, exper. na função, horário comercial. (47) 3366.8604 ou www.servempregos.com.br

Vendo capa de sofá 2 e 3 lugares (aquela com estático/toda franzida) semi-nova. Valor R$ 80. 8481-9007 9908-1977.

Contrata-se secretária c891 - para centro automotivo, com exper. na função, realizar cobrança, contato com clientes, etc. Horário comercial. (47) 3366.8604 ou www.servempregos.com.br

Vendo vidraçaria já estabilizada e pronta para trabalhar com muita clientela e serviço. Rua Theonilia Simas Ramos, 130, centro de Camboriú. Vendo ou troco por Biz, equipamentos de salão de beleza completo semi-novo. R$ 3,5 mil. 9957-8004 Arrendamos sítio/pesque pague. Camboriú. R$ 1.100,00. CRECI 19.531 - (47) 8404.4306

Empregos Contrata-se montador de móveis c/ veículo próprio e experiência na função. Salário a combinar. Atuação em Itajaí e região. Interessados ligar para (47) 9271-7971 c/ Ana

Veículos

automóveis

Vendo Van, ano 95, diesel, 12 passageiros. R$ 13 mil. 9644-3548 Vendo Palio EX 1.0 Mod. 99, parata, 2 portas. 2º dono, licenciado. 8836-2420 Vendo Classic Preto, 2012. Financiado – R$ 18,5 mil já pagos. Assumir parcelas. Aceito propostas (moto ou carro de menor valor). 8431-0911 Vendo Fusca, branco, ano 83. Valor a combinar. 3365-2515 / 97255055 c/ Valdir Vendo F1000, ano 89, hidráulica, gabinada, motor MWM. R$ 18 mil. Aceito carro no negócio. 9644-3548

Anuncie! É Grátis 47

3365-3305

VENDO - Terreno de 300,00 m.² no centro com edificação R$ 270.000,00 Ref. 0131. VENDO - Casa de alvenaria com 3 quartos, 1 suíte, 3 vagas de garagem no centro. R$ 350.000,00 - Ref. 0133 VENDO - Sitio no Caetés de 2.730,00 m.² R$ 150.000,00 - Ref. 0100. VENDO - Sítio no Cerro de 1.950,00 m.² com casa de alvenaria de 130,00 m.² R$ 400.000,00 - Ref. 0091 VENDO - Terreno no bairro São Francisco de 327,00 m.² com casa de 64,00 m.² R$ 150.000,00 Ref. -120

www.acacioimoveis.com.br Rua Cel. Benjamin Vieira, 50 Sala 03 - centro

Veículos

motos

Vendo Moto 150, ano 2008, preço a combinar. 9643-5243 / 3365-6205 Vendo Biz 2007 em ótimo estado, vermelha, com partida elétrica, documentação em dia, impecável. 8804-4092 / 9958-7591


20

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Variedades

Ofício de delícias

paulo.gastronomia@uol.com.br oficiodedelicias.com.br Twitter:@FariaPauloR

Pão recheado para aperitivo Ingredientes:

Fim de semana com feriado no sábado é o momento de preparar algumas delícias para curtir com amigos, no aperitivo ou mesmo no lanche da tarde. Um pão é sempre bem vindo nestas ocasiões, se for recheado melhor ainda. Esta sugestão é de um pão italiano, mas você pode usar qualquer tipo de pão com outros recheios a seu gosto. Pode ter certeza que vai ser um sucesso, pois ninguém resiste a esses cubinhos de pão quentinhos e recheados.

Fotos: Paulo Roberto Faria/LP

Chef paulo roberto faria

1 pão italiano médio 300 gramas de queijo prato ralado no ralo grosso 1 lata de creme de leite sem soro 4 colheres de sopa de cebolinha verde picadinha 100 gramas de bacon frito 50 gramas de queijo parmesão ralado Sal e pimenta a gosto

Modo de fazer: Corte o pão sem separar as fatias, formando quadrados pequenos. Misture metade do creme de leite com o bacon e aqueça ligeiramente. Junte o queijo prato ralado e misture bem. Coloque entre as fendas do pão. Aqueça a outra metade do creme de leite e tempere com sal e pimenta do reino. Apague o fogo e junte a cebolinha. Derrame sobre o pão, procurando deixar entranhar nas fendas. Cubra com o queijo ralado. Coloque em uma forma, cubra com papel alumínio e leve ao forno quente por quinze minutos. Retire o papel e deixe gratinar mais 10 minutos.

Horóscopo Fazendo um check-up

Um homem de 85 anos estava fazendo seu check-up anual. O médico pergunta como ele estava se sentindo. — Nunca me senti tão bem – respondeu. Minha nova esposa tem 18 anos e está grávida, esperando um filho meu! O que o senhor acha? O médico refletiu por um momento e disse: — Deixe eu lhe contar uma história. Eu conheço um cara que era um caçador fanático. Nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em vez da arma. Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu em sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso e o bicho caiu morto. — HA! HA! HA! HA! HA! Isto é impossível! – disse o velhinho – Algum outro caçador deve ter atirado no urso! — Exatamente!

Chorinho no violino

Em uma festa de formatura da oitava série, duas garotas apresentam um dueto de violino. A mãe de uma delas se acaba em lágrimas. Aí ela olha para o lado e vê que tem um homem que também chora copiosamente. Ela deduz que ele seja pai da outra menina e diz: — Não é lindo ver que nossos filhos estão resgatando nossos valores? — Eu não sou pai não! — diz o homem, enxugando as lágrimas. — Ah, não? Então por que o choro? — É que eu sou músico.

A altura dos brasileiros

Diz o locutor de uma rádio: — No último censo realizado pelo IBGE, ficou comprovado que a média da estatura brasileira é de 1,71 m e somente um a cada dez mil brasileiros mede acima de 1,90 m. Aí, um revoltado comenta: — E é justamente este infeliz que senta na minha frente toda vez que eu vou ao cinema!

Áries

Leão

Sagitário

Deve tirar alguns momentos para si, fazer mais programas que são do seu agrado para se sentir mais feliz e contente. Podem surgir boas oportunidades para conviver mais com os seus amigos. Melhor dia: Sexta-feira

Vai alcançar uma boa posição durante este período. No entanto, deve partilhar as suas alegrias com as pessoas em quem mais confia. Vai resolver situações pendentes. Fique atento no trabalho. Melhor dia: Segunda-feira

Terá uma semana bastante cansativa e tem de aproveitar bem os momentos que tem para descansar. Evite enervar-se por coisas pequenas e sem motivo. Mostre disponibilidade para assuntos pendentes. Melhor dia: Domingo

Touro

Virgem

Capricórnio

Terá algumas contrariedades esta semana, mas vai saber dar bem a volta às situações e até obter benefícios através de novos conhecimentos que vai fazer. Convém ter mais calma e evitar confusões. Melhor dia: Domingo

Vai ter dificuldades em terminar o que tem programado para esta semana. Tente dar a volta a algumas questões para alcançar as suas metas e mostre mais força de vontade perante as resistências. Melhor dia: Sábado

Estará com as emoções agitadas ao longo de toda a semana. Terá de ter mais calma perante imprevistos. O impulso e a precipitação podem atrasar ainda mais os seus planos. Seu parceiro estará divertido. Melhor dia: Terça-feira

Gêmeos

Libra

Aquário

Novas oportunidades surgirão e vai exigir atenção. Analise e pense nos seus desejos para o futuro. Está numa boa hora para superar e ultrapassar situações do passado que já estão desgastadas. Melhor dia: Quarta-feira

Terá muitos momentos em que a sua intuição vai permitir identificar e tirar partido das situações mais vantajosas. Esta semana, vai conseguir chegar onde quer. Terá bons momentos com o seu parceiro. Melhor dia: Terça-feira

Será bastante solicitado, mas deve estabelecer alguns limites quanto às ajudas que lhe vão pedir. Deixe algum tempo para si e organize melhor a sua casa. Vai entrar em desacordo com seu parceiro. Melhor dia: Sexta-feira

Escorpião

Peixes

Vai passar por uma semana bastante equilibrada e tudo estará bem. Trate de si, da sua alimentação e faça programas a seu gosto. Aproveite para organizar a sua vida. Assim, vai sentir-se melhor. Melhor dia: Segunda-feira

Vai ter uma semana positiva, em que tudo tende a acontecer de acordo com a sua vontade. Passe mais tempo com as pessoas de quem gosta e aproveite um pouco mais. Viverá um período muito próspero no amor. Melhor dia: Terça-feira

Câncer Terá tendência a avaliar demasiado os outros e por vezes pode ser muito radical. Não seja muito exigente e intolerante com as pessoas, este tipo de atitude da sua parte provocará conflitos desnecessários. Melhor dia: Terça-feira


21

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Variedades

Up!

O que

VER

Por Jaison Gardini jgardini@gmail.com @jaison31

Olá, pessoal! Todas as pessoas alimentam ideais. Mas esses se concretizam só se forem acompanhados de força de vontade e coragem. A força de vontade é como a semente jogada em terra fértil. Ela germina, cresce e dá muitos frutos. Ela ajuda a lutar e vencer as adversidades da vida. Pois os grandes feitos são conseguidos não pela força, mas pela perseverança. Final de semana com feriado, esse promete! Confira a agenda:

Foto: Ângela Aigner Fotografias/Divulgaçãol/LP

amachadoduarte@gmail.com

Reino Escondido: O professor Bomba (Jason Sudeikis) dedicou boa parte de sua vida às pesquisas por um povo de tamanho diminuto, que vive na floresta e cujos movimentos são rápidos demais para serem registrados pelo olho humano. Apesar de ter encontrado alguns indícios de  Reino Escon boa parte de sua vida às pesquisas por um p que estes seres existem, como armas e selas de pássaros, o professorcujos movimentos são rápidos demais para  é alvo de piadas no meio científico. Além disto,encontrado alguns indícios de que estes ser a dedicação ao trabalho fez professor é alvo de piadas no meio científic com que seu casamento fosse por água abaixo. seu casamento fosse por água abaixo. Agora Agora, após o falecimento de sua ex-esposa, sua Maria Catarina (Amanda Seyfried), ou M.K.,  Reino Escondido: O professor Bomba (Jason Sudeikis) dedicou  filha Maria Catarina (Amanda Seyfried), ou M.K., adolescente não gosta nem um pouco de m boa parte de sua vida às pesquisas por um povo de tamanho diminuto, que vive na floresta e  como prefere ser chamada, vai morar com ele. A adolescente não gosta nem quando está prestes a ir embora, acaba acid cujos movimentos são rápidos demais para serem registrados pelo olho humano. Apesar de ter  Homens‐Folha e os Boggans, os tais seres qu um pouco de morar perto da floresta e das loucuras do pai e, quando está presencontrado alguns indícios de que estes seres existem, como armas e selas de pássaros, o  pela rainha da floresta (Beyoncé Knowles), e tes a ir embora, acaba acidentalmente sendo envolvida no confronto entre os professor é alvo de piadas no meio científico. Além disto, a dedicação ao trabalho fez com que  Homens-Folha e os Boggans, os tais seres que seuFarrell) a levar um valioso botão de flor para pai tanto procura. Animaseu casamento fosse por água abaixo. Agora, após o falecimento de sua ex‐esposa, sua filha  minutos\Direção de Chris Wedge.  Maria Catarina (Amanda Seyfried), ou M.K., como prefere ser chamada, vai morar com ele. A  ção\2013\103 minutos\Direção de Chris Wedge.

ainda mais, já que sua esposa (Amanda Peet)   está grávida. Quando ele está prestes a dar um salto profissional significativo, descobre que seu nome está sendo usado indevidamente por alguém em outro estado. Com a polícia de mãos atadas para resolver o seu caso, ele reusado indevidamente por alguém em outro estado. Com a polícia de mãos atadas para  solve viajar para convencer a pilantra (Melissa resolver o seu caso, ele resolve viajar para convencer a pilantra (Melissa McCarthy) a se  McCarthy) a se entregar. Comédia\2013\112 entregar. Só que a missão fica ainda mais complicada na medida que outras pessoas, entre   Uma Ladr minutos\ Direção de Seth Gordon. eles um caçador de recompensas, também querem a cabeça dela. Comédia\2013\112  minutos\ Direção de Seth Gordon. 

O furação Lara Maçaneiro comemora seu niver amanhã, sábado, dia 7, em alto estilo, né, Lara?! Parabéns e muita saúde!

O que rola sábado, dia 7 Green Valley/Camboriú: Nessa data tão significativa para a história do país, o GV convocou três grandes nomes da música eletrônica para uma festa com estilo bem brasileiro. Atrações: Deniz Koyu, Tujamo, Ask2quit e Lovebirds. Informações: (47) 3360-8097.

Cinéfilo

adolescente não gosta nem um pouco de morar perto da floresta e das loucuras do pai e,    quando está prestes a ir embora, acaba acidentalmente sendo envolvida no confronto entre os  Uma Ladra Sem Limites: Sandy Patterson Homens‐Folha e os Boggans, os tais seres que seu pai tanto procura. Diminuída de tamanho  (Jason Bateman) é um paizão, trabalhador e pela rainha da floresta (Beyoncé Knowles), ela agora precisa ajudar o valente Ronin (Colin  Farrell) a levar um valioso botão de flor para Nim Galuu (Steven Tyler). Animação\2013\103  anda louco por uma promoção para melhorar aminutos\Direção de Chris Wedge.  saúde financeira da família que vai crescer

O que rola hoje, dia 6 Wood’s Bar /BC: Com reinauguração hoje e amanhã, a casa volta com tudo. A Wood’s agora faz parte do Grupo Maria’s Entretenimento para proporcionar uma experiência única, trazendo a BC o mesmo clima de alto-astral e descontraindo com uma pitada de ainda melhor. Atrações: Hoje: Roberto Nunes & Alexandre e + Gustavo Neves. Amanhã: Eddy & Gil e Márcio Rocha & Marcelo. Informações: (47) 3056-7273.

Por Anderson M. Duarte

Warung Beach Club/Itajaí: Classic Sundays – Fran Bortolossi + Maycon Schramm + Sem Abuso no Lounge. Para fechar seu final de semana com chave de ouro. Informações: (47) 3264-0464. Acontece também: Rodeio Nacional do CTG Fazenda Silva Neto de 06 a 08/09

em Canelinha – Bailes e show, provas campeiras, gineteadas, invernadas artísticas e gastronomia. Acesse www. galeramix.com.br e confira a programação. Acontece também: 17ª Festa Nacional do Pirão de 05 a 08/09 em Barra Velha – Praça de gastronomia, palco cultural, encontro de Trilheiros, “Pirão na Lama”, e uma variada programação de shows nacionais. Uma das atrações é Paula Fernandes. Informações: (47)34461231 ou www.galeramix. com.br. Ótima semana e até mais!

um paizão, trabalhador e anda louco por um família que vai crescer ainda mais, já que su Truque De Mestre: Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) estava prestes a dar um salto profissional si

é o carismático líder do grupo de ilusionistas chamado The Four Horsemen. O que poucos sabem  Uma Ladra Sem Limites: Sandy Patterson (Jason Bateman) é  é que, enquanto encanta o público com suas máum paizão, trabalhador e anda louco por uma promoção para melhorar a saúde financeira da  gicas no palco, o grupo também rouba bancos família que vai crescer ainda mais, já que sua esposa (Amanda Peet) está grávida. Quando ele  em outro continente e ainda por cima distribui a estava prestes a dar um salto profissional significativo, descobre que seu nome está sendo  quantia roubada nas contas dos próprios espectadores. Estes crimes fazem com que o agente do FBI Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) esteja determinado a capturá-los de qualquer jeito, ainda mais após o grupo anunciar que em breve fará seu assalto mais audacioso. Policial\2013\120 minutos\ Direção de Louis Leterrier.  Truque De Mestre: Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) é o 

carismático líder do grupo de ilusionistas chamado The Four Horsemen. O que poucos sabem é  que, enquanto encanta o público com suas mágicas sob o palco, o grupo também rouba  bancos em outro continente e ainda por cima distribui a quantia roubada nas contas dos  Em Transe: Um profissional (James McAvoy) lipróprios espectadores. Estes crimes fazem com que o agente do FBI Dylan Hobbs (Mark  gado aos leilões de peças de arte acaba envolviRuffalo) esteja determinado a capturá‐los de qualquer jeito, ainda mais após o grupo anunciar  do com uma gangue responsável pelo roubo de que em breve fará seu assalto mais audacioso. Para tanto ele conta com a ajuda de Alma  quadros. Para se livrar destas pessoas, ele deve Vargas (Melanie Laurent), uma detetive da Interpol, e também de Thaddeus Bradley (Morgan  se unir a uma hipnoterapeuta (Rosario Dawson), Freeman), um veterano desmistificador de mágicos que insiste que os assaltos são realizados a  mas logo a relação entre desejo, realidade e supartir de disfarces e jogos envolvendo vídeos. Policial\2013\120 minutos\Direção de Louis  gestão hipnótica começa a colocar todos em peLeterrier. 

rigo. Suspense\2013\101 minutos\Direção de

  Danny Boyle.

 Em Transe:  leilões de peças de arte acaba envolvido com um Para se livrar destas pessoas, ele deve se unir a u logo a relação entre desejo, realidade e sugestão Suspense\2013\101 minutos\Direção de Danny   


22

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Esporte

Garotos constróem rampa para Emenda parlamentar esportes radicais dentro de container pode tirar pista Liderados por Kelvyn Henrique Silva, praticante do BMX, adolescentes do Santa de skate do papel Regina construíram rampa dentro de um container para andar de skate e bike Fotos: Gustavo Zonta/LP

Vereador Eduardo Melo Rebelo (PMDB) conseguiu emenda parlamentar através da deputada estadual Dirce Heiderscheidt (PMDB) para a obra

A

tão aguardada construção da pista oficial de skate de Camboriú, que vem se arrastando há anos, ganhou um novo capítulo esta semana. E este pode ser finalmente o último. O vereador Eduardo Melo Rebelo, o Dado (PMDB), conseguiu uma emenda parlamentar através da deputada estadual Dirce Heiderscheidt (PMDB) para realizar a obra. O valor da emenda prometida é de R$ 130 mil. A verba ainda não tem prazo definido para chegar ao município, mas é um passo muito importante para que a pista saia do papel. O orçamento do projeto inicial para construir o espaço adequado para a prática de esportes radicais ficou em R$ 120 mil. Segundo o vereador Dado, a construção da pista era um compromisso dele com a Juventude do PMDB e também com os jovens da cidade. “Iríamos fazer uma emenda no orçamento para construir o espaço, mas já consegui a verba”, explica Dado.

A notícia foi muito bem recebida pelos praticantes do esporte, que foram até a Câmara de Vereadores esta semana para novamente reivindicar a pista oficial, prometida a eles há muito tempo. “Desde 1998 existe a novela da pista e é gratificante saber desta novidade. Espero que com esse recurso construam uma pista modelo para toda a região”, afirma Alexander Nejedlo, presidente da Associação de Skate de Camboriú - ASC. Tiago Língua, ex-presidente da ASC e skatista de longa data, acredita que o esporte precisa ser mais valorizado na cidade. “Esperamos que a pista realmente seja construída. As crianças que hoje fazem besteira na escola poderiam estar praticando esporte”, aponta Tiago. A última informação repassada para a associação é de que a pista será construída em um terreno próximo ao colégio Artur Sichmann, no centro. Fernando Assanti/LP

Reivindicação. Skatistas foram até a Câmara cobrar novamente a construção da pista oficial

Assista o programa de segunda a sexta, a partir das 18h na TV Litoral Panorama.

Canal 11 - Balneário Camboriú e Camboriú Canal 15 cabo - Balneário Camboriú

www.pcnacidade.com.br falecom@pcnacidade.com.br - (47) 9977-1842

BMX. Kelvyn Henrique Silva pratica o esporte sobre bikes há mais de um ano

D

izem por aí que a necessiPara fazer a rampa, ele já foi prometido pela administradade é a mãe da invenção. contou com a ajuda dos colegas ção municipal. “Seria ótimo se Esta velha máxima foi levada ao do bairro que curtem andar de fosse construída aqui no Santa pé da letra pela garotada do bair- skate. Thiago Henrique Alves, Regina. Toda garotada aqui anda ro Santa Regina, em Camboriú. Phelipe Serpa e Sérgio Eduardo de skate”, aponta Kelvyn. Apaixonados por skate e bicicle- Rodrigues Filho contribuíram O atleta de BMX tem hoje ta e sem um espaço público ade- para que o half pipe improvisado 15 anos e para praticar o esporte quado para praticar os esportes, virasse realidade. “Ficou muito e evoluir precisa ir até Balneário garotos do bairro se reuníram e legal. Antes a gente não tinha lu- ou Itajaí em pistas oficiais. No dia construíram uma rampa para fa- gar para andar”, conta Thiago. 26 de outubro, ele irá participar de zer manobras radicais. Não basO espaço dentro do con- mais uma competição de BMX, tasse a criatividade para juntar tainer é pequeno, estreito e limita na pista da Beira-Rio, em Itajaí. madeiras e fazer os obstáculos, muito a prática dos esportes. Al- “Seria um sonho seguir carreria eles decidiram construir a es- gumas manobras sobre a bicicleta no BMX, mas minha família tem trutura dentro de um container, são inviáveis de serem feitas. Ou- poucas condições e é um esporte aquele equipamento de metal tras, Kelvyn arrisca fazer e chega muito caro”, conta Kelvyn. utilizado para transportar cargas. perto de bater com a cabeça no O garoto, que estuda no A ideia de fazer a estrutura teto da estrutura. Por isso ele ain- colégio José Arantes, segue em dentro do container veio porque da aguarda a construção de uma busca de apoiadores para contios adolescentes já haviam cons- pista oficial em Camboriú, como nuar competindo. truído cinco pistas de madeira em terrenos baldios do bairro que, segundo eles, eram seguidamente destruídas pela Prefeitura. Assim, eles perceberam que seria interessante construir os obstáculos em um local fechado. O container estava inutilizado em um terreno na rua Seul. Os garotos conversaram com o dono dele e há pouco mais de um mês receberam a autorização para fazer a estrutura. “Pegamos pedaços de madeira que não eram mais utilizados nas construções, reunimos a turma e fizemos a rampa”, explica Kelvyn Henrique Silva, que pratica BMX (manobras radicais Criatividade. Sem pista oficial, Thiago, Sérgio, Kelvyn e sobre bikes) há mais de um ano. Phelipe decidiram improvisar


23

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Esporte

Grupo da terceira idade participa de aulas gratuitas em academias Projeto feito através de parceria entre academias e Prefeitura iniciou esta semana e mostra a importância da prática da atividade física em qualquer idade

Divulgação/LP

Primeira aula. Cerca de 20 integrantes do grupo participaram da aula inaugural do projeto e mostraram disposição para fazer os exercícios

O

s integrantes do grupo da terceira idade Raio de Sol têm mais um compromisso na agenda. Além da tradicional tarde dançante, todas as quartas-feiras, e os serviços voluntários que realizam em instituições como a Apae, o Peti e o Lar da Terceira Idade, agora eles também participam de aulas gratuitas em academias. A ação é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social e academias do município. Animadas, cerca de 20 integrantes do grupo Raio de Sol mostraram muita disposição já na primeira aula. Seguindo as instruções do professor, durante uma

hora elas fizeram alongamentos, exercícios para o tronco, dança e relaxamento, buscando trabalhar a flexibilidade, musculatura e o sistema cardiorrespiratório. “A prática de exercícios físicos é fundamental também na terceira idade, pois, além de prevenir doenças, trabalha a socialização dessas pessoas, promovendo a saúde física e mental”, explica a coordenadora da academia Espaço Saúde, Daiana Cristina Mangoni Alves. Para a aposentada Ana Zuchi Pereira, 73 anos, a aula foi nota dez. “Foi ótimo fazer os exercícios, a sensação é maravilhosa. A gente fica até mais leve

e com muita disposição”, destacou. Já Maria Lenir Mendes, 62, comemorou ao conseguir realizar todas as atividades. “Eu amei a aula e aproveitei ao máximo. Foi muito válido”, destacou. O secretário de Assistência Social, John Lenon Teodoro, afirma que este é um presente para essas pessoas que realizam diversos trabalhos sociais no município. “Durante este ano, os grupos da terceira idade fizeram parcerias com instituições do nosso município, realizando diversos trabalhos voluntários. Nada melhor que eles serem contemplados com qualidade de vida”, afirmou John Lenon.

Kadiz conquista título geral no sub-7 do Campeonato Acef

Mesmo faltando duas etapas para o fim da competição, equipe da categoria sub-7 já comemorou o título geral e as premiações individuais Divulgação/LP

A

equipe camboriuense da Kadiz mais uma vez foi destaque no campeonato da Associação Catarinense de Escolinhas de Futebol - Acef. Na categoria sub-7 (foto), os meninos da Kadiz foram campeões pela 6ª vez consecutiva. Além do título de forma antecipada, a Kadiz faturou todas as premiações individuais da competição. Guilherme de Nez foi o destaque, Philipi Silva Santos e Henrique Menke Lopes foram os goleiros menos vazados e Samuel Paixão o artilheiro da etapa. “Estamos orgulhosos, faltam duas etapas para o fim do campeonato e já somos campeões gerais”, afirmou o professor Altair Kadiz dos Santos. As próximas etapas serão realizadas em Rio Negrinho e Piçarras, nos dias 6 de outubro e 10 de novembro.

Em Cima da Linha por Gustavo Zonta Email: gugapz@terra.com.br Twitter: @gugazonta

Há esperança Finalmente uma boa notícia chegou para os praticantes de esportes radicais em Camboriú. Depois de muita promessa e pouca ação, esta semana o vereador Dado (PMDB) conseguiu através de emenda parlamentar da deputada estadual Dirce Heiderscheidt (PMDB) o valor de R$ 130 mil para a construção da pistal oficial de skate da cidade. O valor cobre com sobra o orçamento feito pela Prefeitura para o espaço finalmente sair do papel, cerca de R$ 120 mil. Só falta saber quando essa grana vai chegar ao município. Há esperança II O que não dá pra entender nesta história da pista de skate é a inércia da atual administração, que foi quem prometeu a construção do espaço. Foi preciso um vereador da oposição ir em busca do dinheiro para que a pista pudesse realmente sair do papel. Quase não dá pra acreditar! Dito isso, cabe aqui parabenizar o vereador Dado por ter colocado a pista como uma prioridade. Cabe ressaltar que foi a Juventude do PMDB, através do presidente Leonardo Teixeira, que fez Dado se comprometer com a construção do espaço. Agora, é torcer para que o recurso chegue o mais breve possível em Camboriú. Essa pista oficial vai sair com alguns anos de atraso. Na frente O atleta camboriuense Ojanio dos Santos vem se destacando nas corridas em Santa Catarina. No domingo, dia 1º, ele foi campeão da Corrida de Rua da Unimed. A prova, que contava com um percurso de 10km, foi realizada em Itajaí. Além deste ouro, Ojanio também já havia conquistado o segundo lugar na corrida rústica de Joinville, que tinha um percurso de 6km. Irmãs de ouro No final da tarde de ontem, quinta-feira, dia 5, Camboriú conquistou duas medalhas de ouro nos Jogos da Juventude Catarinense - Olesc. Quem trouxe o resultado para a cidade foram as irmãs do judô: Camila Ribeiro Rodrigues e Milena Ribeiro Rodrigues. As disputas finais da modalidade foram contra as atletas de Florianópolis e Balneário Camboriú. Uma conquista muito importante para a cidade, que reforça o belo trabalho realizado pelo sensei Adrijane França à frente da Associação Camboriuense de Judô. Tanto Camila quanto Milena já têm um grande currículo em suas carreiras. Ambas são seis vezes campeãs estaduais e obtiveram ótimos resultados em Campeonatoas Brasileiros. Autódromo Internacional I Esta semana, o empresário paranaense Claudio Itinoce, que faz parte do grupo que quer construir um autódromo internacional em Camboriú, informou que o piloto da Stock Car Cacá Bueno, padrinho do autódromo, viajou para a Itália e já comunicou de lá que volta com muitas novidades e grandes expectativas para o projeto. Cacá esteve recentemente em Balneário Camboriú para tratar de detalhes da pista. Ele mesmo deverá ser responsável pelo traçado do autódromo. Autódromo Internacional II A notícia da possibilidade de construção de um autódromo internacional na cidade deixou muita gente alvoroçada. Uns já contam os benefícios que a pista pode trazer, outros afirmam que o projeto nunca vai sair do papel. Prefiro adotar um discurso cauteloso e aguardar os próximos passos, já que projeto é apenas projeto e é preciso ir com calma. Esse papo doido de Mônaco brasileira ainda pode dar em nada.


24

Jornal Linha Popular - Camboriú, 6 de setembro de 2013

Cidadania

Sete de Setembro terá desfiles no centro e Monte Alegre Durante a Semana Cívica, apresentações e palestras ocorreram na cidade

A

Semana Cívica contou com apresentações de alunos e palestras em Camboriú. Ela foi aberta oficialmente na tarde de segunda-feira, dia 2, com um evento realizado no ginásio de esportes Irineu Bornhausen. Ele contou com apresentações culturais da Apae, creches, escolas municipais e particulares, além de fanfarra. No mesmo dia, o padre Márcio Alexandre Vignoli fez uma palestra para os estudantes. “Foi uma semana muito boa. Muitos alunos participaram da abertura, que superou nossas expectativas. Tivemos lindas apresentações, como da Apae, que sempre abrilhanta nossos eventos”, comentou a secretária de Educação, Celi Utrera Stevanin. Na quarta-feira, uma sessão solene foi realizada na Câmara de Vereadores dentro da programação da Semana Cívica e contou com palestra do pastor Renato Estaneck Fidélis.

Naiza Comel/Arquivo/LP

Desfiles. Fanfarra da Apae vai participardo desfile do centro

Hoje, sexta-feira, dia 6, as atrações continuam no auditório da escola Anita Bernardes Ganancini, no distrito do Monte Alegre. As escolas Recriarte e Domingos Fonseca, além do Centro de Educação Infantil - CEI João de Souza Arruda, farão apresentações culturais. A palestrante será Fátima Gervásio.

A programação da Semana Cívica encerra amanhã, sábado, com os desfiles de Sete de Setembro. Serão realizados dois: às 9h, no distrito do Monte Alegre, e às 14h, no centro. De acordo com a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação, Silvana Benvenutti Coppi, 14 pelotões desfilarão no Monte Alegre e 26 no cen-

Semana Cívica Abertura da

tro. Eles são formados por escolas, centros de educação infantil e entidades. Neste ano, as secretarias não vão desfilar. Elas serão representadas por escolas, que farão homenagens a trabalhadores de cada área. Cada escola vai desfilar com, no máximo, cem alunos. “O Sete de Setembro é mais uma oportunidade que temos de integração entre a comunidade e a escola. Além disso, é momento de reviver o sentido da independência do nosso país”, finaliza a secretária de Educação.

Na segunda-feira, dia 2, alunos de várias escolas de Camboriú se reuníram para o evento de abertura da Semana Cívica. O Espaço Criança esteve presente com uma grande comitiva de alunos e abrilhantou a tarde com uma linda apresentação de dança. O Espaço Criança acredita que o civismo é um valor importante a ser aprendido na escola, por isso sempre faz questão de estar presente nas ações com este fim. No dia 7 de setembro, os alunos também farão parte do desfile cívico no centro da cidade.

´


233