Page 1

em promover o acesso da população à educação, com diferenças de oportunidades entre pessoas de regiões e níveis socioeconômicos distintos. O Prêmio Fiat ajuda a resolver ambos os problemas, ao oferecer a estudantes de todo o País e de todas as classes sociais a oportunidade de subsidiar sua educação, seus sonhos e a oportunidade de construir seu futuro”, avalia o novo médico. Exemplo O prêmio foi criado em 1997 pela Fiat SpA, holding mundial do Grupo Fiat, com sede em Turim, Itália, com a finalidade de incentivar a educação nas regiões em que o grupo possui

42

MUNDOFIAT

unidades. No Brasil, participam estudantes de Belo Horizonte, Contagem, Betim, Lavras e Nova Lima (MG), Curitiba (PR), Amparo, Hortolândia, Mauá, Piracicaba, Santo André e São Bernardo do Campo (SP). Vencem os filhos ou dependentes de funcionários do Grupo Fiat que obtêm as melhores médias de notas considerando todo o ensino médio, técnico ou curso superior. O diretor de Relações Institucionais da PUC Minas e jurado do prêmio, Djalma Francisco Carvalho, considera a iniciativa um exemplo a ser seguido por todas as empresas preocupadas em contribuir com os avanços econômico, social e cultural da população brasileira. Para o professor, as melhorias virão do trabalho conjunto da iniciativa privada, governo e sociedade em geral. José Eduardo de Lima Pereira, secretário-geral do prêmio e presidente da Casa Fiat de Cultura, avalia o legado do projeto em agregar as diferentes empresas e pessoas envolvidas em torno da Fiat e sua importância na geração de capital intelectual: “Houve um exercício de reflexão sobre como atuar de modo seminal na promoção da educação como agente de um melhor futuro individual e familiar. O formato escolhido é uma resposta a essa reflexão. O fenômeno de agregação é uma decorrência do reconhecimento e da valorização do prêmio por seus destinatários - as famílias e os estudantes – apreciando o fato de pertencerem a uma família empresarial que se importa com os valores da cultura e do aprimoramento social”. Em 2010, serão distribuídos cem prêmios de R$ 4 mil na categoria ensino médio e 30 prêmios de R$ 8 mil na categoria ensino superior. O resultado desta edição será divulgado até novembro pelo site www.premiofiat. com.br. A cerimônia de premiação acontecerá em dezembro.

Fiat no Banco Imobiliário

banco imobiliário

prêmio de fiat educação

Edison Lino Duarte, conquistou o prêmio duas vezes, nas categorias ensino médio e ensino superior. Em 2008, Bruno graduou-se em medicina pela Unicamp, uma das mais conceituadas universidades do País, e atualmente é residente em clínica médica. Para ele, a premiação exerce a função tanto de subsídio quanto de incentivo aos estudos. Como ganhador do ensino médio, Bruno pôde ajudar no custeio da faculdade e também comprar um computador que o auxilia nos estudos e no dia a dia da profissão. “O que vemos em nosso País é uma dificuldade por parte dos governos

Estrela inova ao incluir empresas reais em nova versão do Banco Imobiliário. A Fiat está presente no famoso jogo de tabuleiro. Por Lilian Lobato

A

o completar oito anos de idade, em 2007, Beatriz Bíscaro ganhou seu primeiro Banco Imobiliário, o jogo de tabuleiro mais famoso do planeta. A menina logo se encantou com a brincadeira que ensinava a manusear dinheiro colorido, adquirir propriedades, efetuar pagamentos e também recebê-los. O lançamento do Super Banco Imobiliário pela Estrela, em julho passado, só aumentou a admiração de Beatriz pelo brinquedo. As mudanças incorporadas agradaram tanto que, desde que a modernizada versão chegou às suas mãos, Beatriz não passa uma semana sem reunir família e amigas para rodadas da competição. Segundo ela, o novo brinquedo é uma forma mais realista de repetir o cotidiano vivido pelos adultos e de aprender a lidar com as finanças, por contar com empresas reais, como a Fiat, e meios mais modernos, como a máquina de cartão de crédito e débito como opção para realizar as compras de mentirinha. “Quando crescer e tiver o meu cartão, já saberei usá-lo. Já aprendi a operar a maquininha no jogo e é melhor do que ficar com várias notas nas mãos”, conta.

O Super Banco Imobiliário é o mais recente capítulo na história deste jogo sexagenário, cujas versões espelham o próprio desenvolvimento do país. Nestes mais de 60 anos, a sociedade evoluiu, a economia se transformou, o dinheiro de plástico ganhou espaço e a educação financeira tornou-se cada vez mais necessária. Lançado em 1944, o clássico jogo de tabuleiro seguiu as transformações da sociedade. Com o tempo, as fazendas deram lugar aos hotéis e às propriedades que passaram a existir na modernidade. No Super Banco Imobiliário, as antigas companhias anônimas de navegação, aviação e ferrovias do jogo original foram substituídas por grandes empresas do mundo real. Além da Fiat, Vivo, Itaú,

Beatriz (à dir.) e a irmã não passam uma semana sem brincar com o Super Banco Imobiliário

MUNDOFIAT

43


TAM Viagens, MasterCard, Nívea e Ipiranga figuram na nova versão. Para a especialista em Publicidade da Fiat Automóveis, Rosália de Andrade Cruz, a montadora preza pela evolução e, ao participar do jogo, amplia seus canais de comunicação com o consumidor final. “Com a nova versão, as crianças e jovens passaram a ter acesso à marca em um momento de lazer e interação e não somente pela compra direta de um veículo”, explica. Cruz ressalta que o jogo transporta para o campo lúdico as experiências vividas no cotidiano com a família e os amigos. De acordo com ela, tudo acontece de forma descontraída e o jogador passa a ter maior identificação com a marca Fiat. “Além disso, pode vivenciar um mundo de negócios e conquistas”, avalia. Aires Leal Fernandes, diretor de Marketing da Estrela, explica que a nova versão reproduz o que vem ocorrendo no cenário atual. Ele destaca que as empre-

Cartas de bonificação e notificação da Fiat Você comprou um carro Fiat e vai economizar combustível e manutenção. Receba $1.000; Você ganhou um concurso de personalização de carros com seu Novo Fiat Uno. Receba $750; Você estacionou seu carro em local proibido. Pague $1.000 Você não usou o cinto de segurança. Pague $400

44

MUNDOFIAT

perfil

Medicina e solidariedade Há 90 anos, complexo Pequeno Príncipe, de Curitiba, atende crianças de várias partes do Brasil, em procedimentos de alta complexidade.

POR ANA PAULA MARINHO CONSELVAN

E

ntre duas das avenidas mais movimentadas da cidade de Curitiba, a capital paranaense, está um dos maiores símbolos da medicina no Estado. O Hospital Pequeno Príncipe não é só apenas uma construção antiga e muito bem conservada. Todos os moradores da cidade que passam pela Avenida Silva Jardim e Avenida Iguaçu, na esquina com a Rua Desembargador Motta, até mesmo num engarrafamento às 18 horas voltando do trabalho, sentem orgulho e, de alguma forma gratidão, ao ver uma das instituições mais respeitadas do Paraná e do Brasil. O maior hospital exclusivamente pediátrico do País já atendeu famílias

curitibanas na hora do aperto. Quando o neném não consegue dormir em função de uma gripe ou a criança passa a noite em claro por causa de uma garganta inflamada, é para lá que os pais correm para aliviar a dor dos filhos. Muito maior que um pronto-atendimento para as crianças da cidade, o Hospital Pequeno Príncipe tem no seu currículo tratamentos complexos como transplantes de rim, fígado, coração e ossos, além de tratamentos oncológico, ortopédico e cardíaco. Referência que

Pequeno Príncipe é o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil

MUNDOFIAT

Fotos Divulgação

banco imobiliário Evoluções do jogo espelham o desenvolvimento econômico do País

sas ilustradas no tabuleiro não fazem parte de um mundo imaginário, mas da rotina das pessoas. “Convidamos companhias reconhecidas no mercado para participar da formação do jogo, o que contribui para a credibilidade do brinquedo”, afirma. O diretor lembra que as empresas participantes do Super Banco Imobiliário criaram as chamadas cartas de bonificação e notificação para orientar os jogadores durante a competição. Para ele, esta ação fortalece a imagem das marcas e eleva o conhecimento do público sobre as companhias. A presença da maquininha de cartões de crédito e débito para efetuar as compras e pagamentos durante o jogo também foi apontada por Fernandes como uma forma de atrair as crianças. “O objetivo da mudança é ambientar os pequenos com as situações diárias vividas pela família quando, por exemplo, eles veem os pais utilizarem o cartão em lojas, supermercados ou postos de gasolina”, ressalta. Para Fernandes, além de aproximar o imaginário do real, o jogo exercita a socialização entre pais e filhos. “O Super Banco Imobiliário instiga o jovem a vislumbrar um futuro promissor em que poderá se tornar um empresário bem sucedido. O jogo ainda mostra a importância da disciplina e do planejamento ao escolher caminhos e gerir a vida financeira”, afirma o diretor. O Super Banco Imobiliário faz parte de um planejamento anual realizado pela Estrela, que além das mudanças da sociedade, leva em consideração a demanda e as preferências do consumidor. Em 2010, nove versões foram criadas. Além do Super Banco Imobiliário, chegaram às prateleiras as opções Shrek Para Sempre, Corinthians (em homenagem ao centenário do clube), Liga da Justiça, tradicional, luxo (com embalagem, peças e tabuleiro mais sofisticados), Brasil (com pontos turísticos nacionais sugeridos por internautas), Júnior (simplificado para crianças a partir de 6 anos) e Sustentável (primeiro produto criado com plástico verde).

45


Revista Mundo Fiat  

Matéria publicada na edição 104 - Out/Nov 2010

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you