Issuu on Google+

TERAPIA DAS CORES

A terapia das cores ou cromoterapia está longe de ser uma Ciência exacta mas existe já a certeza, principalmente nos meios académicos, que as cores influenciam psicologicamente o ser humano, mediante o seu tom, matiz, saturação ou luminosidade. Mesmo assim, com toda esta imprecisão, o conhecimento dos efeitos e respostas humanas em função de sua exposição às cores, poderá ser uma ferramenta muito importante no contexto educacional. Através das preferências cromáticas da criança, podemos delinear o seu perfil psicológico e consequentemente ajudá-la a ultrapassar alguns constrangimentos fazendo uso da cor. Claro que qualquer avaliação psicológica, não pode nunca apoiar-se somente na psicologia da cor, mas esta poderá ser uma perspectiva interessante, a acrescentar às demais avaliações. Há cores quentes e frias, leves e pesadas,calmantes e excitantes, de alívio e opressivas; cada uma das cores goza de tais propriedadesem função do significado que têm na sociedade. Existem cores festivas, cores de luto, cores de Verão e até de Natal. No fundo as cores assumem significados diferentes, mediante as vivências sociais e individuais, são memórias da nossahistória, da nossa vida. Numa sociedade em que a história, a religião e a cultura são as mesmas,a população dá significados muito semelhantes às cores, no entanto, o indivíduo pode através de uma situação traumática por exemplo, mudar radicalmente a sua percepção de uma determinada cor, porque inevitavelmente essacor vai-lhe trazer as memórias dessaexperiência tão marcante e difícil de esquecer.


Terapia das Cores