Issuu on Google+

ATA DE REUNIÃO Evento: 2ª Assembleia Escolar DATA: 27- 07-2012 HORA: 10:30h as 11:30 / 14:15h as 15:00h ( Compilado)

LOCAL: Auditório Participantes: Vide Lista de Freqüência

ASSUNTO A Assembleia iniciou com Líder de Seriado Daniel, com as felicitações onde coloca que a prova os prepara para outros estudos voltados para o mercado. Trouxe também um nivelamento de notas nas disciplinas que o aluno tinha alguma dificuldade. Teve como sugestão :  Aumentar espaço de tempo entre as avaliações;  Simulado antes da prova.  Provas juntas por área, porém com notas separadas.  Aumento no valor da prova + ou _  Redistribuição das matérias nos cadernos de prova  Ser permitido levar o caderno de prova  Voltar as provas antigas  Diminuir o número de matérias  Aumentar o espaço de tempo  Número de questões  Correção criteriosa antes de aplicar as provas  Provas juntas com notas separadas As críticas levantadas foram: Poucos pontos por questão; Queda nas notas de outras matérias; Burocracia na correção de erros; Impossibilidade de fechar uma matéria; Impossibilidade de descobrir a dificuldade de uma matéria. Perguntas levantadas: Ir ao banheiro é permitido? É permitido comer durante a prova? Aluno leu as opiniões a carca das turmas que colocaram no papel pensamentos a cerca da avaliação dando sugestões. Documento está anexado. O conjunto de provas foi o item mais abordado pelo terceiro. Cristina explicou sobre o curso SESI SENAI esclarecendo sobre aqueles que perdem de ano, perderem o curso técnico. O aluno Líder de seriado Daniel fala sobre incluir outras disciplinas no Ranking como informática, para que outros alunos possam ser contemplados nas disciplinas que também são melhores, como as humanas. Analúsia Passos coloca que desde o ano passado já tem se pensado sobre as modificações e inclusões de todas as disciplinas como peso. A aluna coloca que o modelo de prova vigente ajuda a estimula-la a estudar para a prova, ela estuda em casa para estar pronta para a prova.

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI


Cristina Andrade questiona sobre o que deve modificar: identificar outros pontos que devem afetar o rendimento. A aluna pede aos professores que façam trabalhos, para estimula-la a estudar, para não se resumir em testes e pegadinhas. Mas que ela percebe que o rendimento dos alunos estão baixos. Ana explica que no geral melhorou e se for por seriado o primeiro ano que teve baixa de rendimento. Foi dado uma sugestão sobre a nota da avaliação integrada ser separada. Se trocarmos os conjuntos das disciplinas, até que ponto seria possível, mantendo uma disciplina ajudando a outra. Até que ponto seria possível fazer uma prova de exatas e a prova de humana , teríamos uma melhoria considerável, mas que ficaria mascarado. Podemos ter uma melhoria no desempenho mas o oposto é que seria verdadeiro. Talvez um conhecimento e um aprendizado que não seria o idealizado. A aluna coloca que a questão de separar a nota ser pertinente, acredita que nunca vai existir perfeição, sempre vai existir aquele aluno que sempre vai dizer que não estar certo. Sobre a pesca elas colocam que não mudou muita coisa. Se mesclar as matérias eu vou melhorar, mas não vou fechar uma avaliação se não for bem na matéria. As matérias tem que ter uma conectividade. Biologia parece com química, por exemplo, favorecendo o resultado nos estudos, conseguindo uma habilidade maior. A aluna coloca que não é para facilitar para o aluno, mas ver uma forma para que ele tenha um bom rendimento. Analúsia traz a relatividade dos resultados, porque não necessariamente todos os alunos estão com baixo rendimento em exatas, teve áreas de humanas que foram mais baixos. Se formos contar a quantidade de pessoas que fecham a avaliação final, neste ou no outro formato, porém quando fizemos um teste muita gente fechou este teste. A nota de laboratório pegando a maioria, não fecharam com tranquilidade. Trabalho quando não foi fechado, foi o não cumprimento dos prazos. Os testes de dois pontos são onde os alunos conseguem resolver melhor, atingir os pontos. Isso precisará ser pensando, assim como outras coisas. Ao se preparar para a vida também nos preparamos para o mercado de trabalho. Habilidade que são conceituais , procedimentais e atitudinais, eu preciso saber fazer, ser. Tem algo no atitudinal que precisamos também aprender, rever cada um como é que eu percebo como prazo final para estar culminando neste resultado de não cumprimento. A aluna coloca: Antes o professor não cobrava relatório de grupo, e hoje temos relatório e quem não fez não recebe pontos. Você passar seu conhecimento numa prova é muito complicado. A professora Cátia colocou sobre as felicitações que Daniel trouxe: às vezes nós queremos fazer trabalhos com quem gostamos, faz parte da preparação, assim como ela coloca que o ENEM é um diferencial para qualquer lugar e é porta para a faculdade. O Enem será feito também da mesma maneira. O Enem é o seu saber para a vida toda. O aluno na hora da prova não consegue escrever da mesma forma que fala e essa é uma competência que é necessária. Quando agente pensa numa nota de área, pensou também numa forma que uma disciplina ajude outra. O professor também faz a sua leitura e o aluno tem seu olhar, todos nós queremos a melhoria do desempenho do aluno. Bianca aluna, coloca: quando agente chega a seu ensino médio cada um vem com sua personalidade formada, as vezes o aluno não respeita o outro colega, na minha sala os colegas tem muitos problemas de relação e eles tem comportamento de fundamental. Criando brincadeiras de corredor polonês. A professora também coloca que a escola contribui para a maturidade destes alunos. Nada é da noite pro dia. Tudo é um processo. O menino está na quarta série que ele chama de tia e depois tudo modifica e devemos perceber que tudo é um rito de passagem. Eu sou boa em português e você é boa em física. Mas se um ajudar o outro agente consegue melhorar. Podemos fazer isso numa sala, sermos mais humanos e ajudarmos mutuamente uns aos outros.

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI


Falando sobre as atividades extras, a Coordenadora questionou sobre que não existe atividade extra, se meu professor disse que tem uma atividade extra. Não existe regra sem exceções, se o professor percebe que existe a necessidade, precisa ser alinhado com a coordenação. O que é uma Coordenação pedagógica o profissional que vai ver a totalidade. Eles atuam em conjunto com o Docente. Outros professores fazem desde o primeiro ano eles sempre passam atividades, se a coordenação não estão cientes ou eles não deveriam ter essa prática ou ser passado para a coordenação. O professor é a lei na sala. João Lucas coloca não deveria ter aula de cai básico na época de provas. Se você estudar redes e como estudaria outras questões de forma muito intensa. O vive líder do segundo ano coloca que muita gente na sala dele reclama do sistema de prova. Na avaliação parcial foi pior do que a prova. Na avaliação parcial tirou notas mais baixas. O aluno coloca que percebe os pontos positivo. No teste ele tira 60% para cima. Ele não conseguiu fechar prova de química. A positiva é que em biologia ele não tem muito conhecimento e ele consegue pesar isso nas outras disciplinas da área. A prova de humana tem muitos textos. Matemática estava com muita dor de cabeça, química biologia matemática e física depois de tanto calculo, mas não conseguia mais fazer atividade. Nesta unidade os assuntos não estavam tão complicados imagine nas outras unidades que eles vão se complicando. No teste valendo 2,0 eu tirei 1,5 e o teste valendo 4,0 eu tirei muito menos. O aluno problematizou dizendo: Como o Djalma quer formar bons industriários se estamos fazendo o ensino médio só por fazer e não conseguimos digerir as coisas? O aluno quando pesca é pelo desespero. Os alunos estão todos desesperados, com medo de perder de ano. Eu passei por conselho de classe. A professora Cássia coloca que a prova tem como característica ter textos e Enem concurso vestibular tem muitos textos. Na prova da área I e área III os alunos terminam antes, não passam mais de duas horas. Nas provas da área dois se tiver quatro cinco alunos e olhe lá, ficam dando o máximo para resolver a prova. Vocês não fazem mais de duas horas de provas. Analúsia contribui com a reflexão da professora dizendo que esse foi o movimento de saída antes do horário e não houve uma exploração do horário disponível. Isso porque temos outro problema de alunos que terminam e ficam no corredor fazendo um grande barulho. A aluna traz a reflexão de que deveria continuar o sistema de provas, e que deveria ser simulado com uma lista de questões para todas as disciplinas. Um bloco de revisão e que seja pontuado. O aluno coloca uma sugestão na reflexão dele onde diz que 40% da prova vale 4,0 mais é mais da metade da média. O Peso da avaliação é muito alto. Mais da metade da média. E os alunos pensaram em 3,0 pontos, ficaria metade da média, balanceando o peso da avaliação. Analúsia traz uma reflexão para a Assembleia onde diz: o professor tem autonomia para remanejar seu planejamento. O professor poderia fazer de outra forma, o que poderia aumentar a quantidade de avaliações e isso precisa de uma maior reflexão de todos nós. O ano que eu Coordenava o terceiro ano e nós fizemos o exercício de verificar por escala. Sempre desconsiderando a primeira unidade porque sempre o histórico foi baixo. A grande maioria ficou com 1,5. Quando nós pensamos neste instrumento de avaliação final, mas talvez o foco não deva ser o formato e sim o processo. Ano passo terceiro ano na primeira unidade foi excessivamente baixo. O melhor resultado este ano foi o do terceiro ano. Este ano foi consideravelmente melhor que o ano passado. O único seriado que tivemos uma queda significativa foi o primeiro ano. Ano passado o Coordenador Valfredo e a Coordenadora da época Analúsia observaram que no ano passa a atividade que a maior parte da escola conseguiu fechar foi um teste que vale 2,0 e se for para 3,0 não conseguiram. Outro observado é atividade de laboratório também não conseguiram fechar. Outro dado que tivemos foi sobre a quantidade de trabalhos no valor de 3,0 e 2,5. Por que não tínhamos uma quantidade de alunos fechando a pontuação? Ou seja, o não cumprimento de prazos. Talvez vocês tenham uma competência que ainda não se deram conta. Eu diria que foi pesado, mas em relação ao segundo e terceiro ano que foi melhor.

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI


Alguns questionamentos: 

Por que não existem trabalhos avaliativos na área de exatas?

Qual o objetivo da videoteca no terceiro ano se o objetivo é o vestibular?

O líder de seriado do segundo ano falou: ver formulário para digitar.

O que pode ser feito para ter aceitação mútua da parte estudantil e da parte pedagógica?

Analúsia coloca que a Assembleia é uma estratégia que nos auxiliar e dá suporte ao diálogo para esclarecer e tirar dúvidas na construção do processo e acima de tudo dar contribuições, como atores do processo. Assim como o grêmio estudantil, irá favorecer isso. A líder de seriado do primeiro ano falou: A questão na avaliação quando é elaborada errada acaba prejudicando os alunos que demanda tempo tentando responder algo que não tem uma lógica de resposta. Questões levantadas:    

Tiveram salas que dizem que o assunto na prova não foi trabalhado em aula. O nível aplicado na avaliação é diferente da sala de aula. A prova de área II é desgastante. Física matemática e biologia os alunos estão tendo menor desempenho.

A professora Cássia contribui: Você tem 40 questões em 4 horas, no ENEM você tem 90 questões em 5 horas. A aluna contribui dizendo que na unidade passada quatro trabalhos para entrega na mesma semana antes da prova. Esse tempo agente tenta estudar e acaba prejudicando os rendimentos. Não são trabalhos simples, são desgastantes. Analúsia questiona: a sobrecarga é porque? A aluna relembra que na assembleia anterior foi sugerido que os trabalhos sejam em datas não colocadas em época de avaliação. Sugestão da Líder de primeiro ano: Todo começo de unidade seja entregue um calendário e que este calendário não seja modificado. A professora Cátia traz a reflexão de que a avaliação faz parte do processo de aprendizagem. No primeiro dia de aula eu dou o cronograma de aula de sociologia e passo antecipadamente, deixo a data com toda programação. Tem aluno no dia da entrega que tem 40 dias antecipados, que ele não faz, a questão fica mais difícil, tem coisas que eu aluno preciso verificar que existem posturas de estudo que devem modificar. A líder coloca pouco tempo de revisões de prova. Questiona que a Prova de área três o final de semana estudou e a área dois, no dia seguinte tivemos prova de área um. Analúsia traz a reflexão sobre posturas do aluno colocando que não se deve estudar na véspera de prova, porque o desempenho não é favorável para esta pratica. Hoje temos uma quantidade de estudantes que precisam repensar este movimento da rotina de estudo, pois na forma de avaliação que temos não há condições de estudar na véspera. O SOEPP vem contribuindo com os alunos na rotina de estudo para conseguir estudar melhor. A aluna coloca que na avaliação de língua inglesa que tem 8 questões que foram anuladas e das questões certas teriam meio ponto para cada questão. Analúsia contribui dizendo que ainda não tem retorno dessa situação, discutimos uma possibilidade, que nem foi

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI


essa. Até porque Patricia precisaria visitar o conselho estadual para que tivéssemos certeza que o que pensávamos seria legal. A informação chegou à sala de aula e ontem a minha tarde foi atendendo alunos de segundo ano. Quando agente critica algo agente precisa trazer a sugestão de melhoria sobre a critica que fazemos. Eles trouxeram uma sugestão, mas aqui na discussão com vocês que seria melhor do que eu a sugestão trazida pelo colega. Vamos reunir novamente o grupo de professores de inglês os coordenadores pedagógicos do segundo ano e os lideres do segundo ano e lideres de turma para discutirmos sobre isso. A questão do gabarito ainda está em aberto. O problema foi o gabarito e não as questões, mas será resolvido em conjunto citado acima. Analúsia se posiciona dizendo que vocês vão perceber que o erro quando acontece modifica uma estrutura organizada e a partir daquele erro precisa de diversas estratégias e ações. O erro foi de todos nós, estamos no lugar de solucionar problemas e não de criar outras situações. A aluna sugere um intervalo de um dia para a prova. Analúsia coloca que os alunos já verbalizaram não desejar o intervalo. Os lideres de sala e seriado devem verificar o real interesse dessa pausa de prova. Os alunos colocam que o desempenho da avaliação da área I não foi positivo por conta de não ter de não ter tido pausa de intervalo nessa prova. Analúsia traz o pensamento escolar de adquirir um equipamento que dará retorno de quantos alunos tiraram em cada área. O Líder de seriado levanta a ideia do teste ser por área e a prova ser individual. Ou a prova seria igual a antes. Professora Cátia coloca que não consegue compreender o porque que o simulado deve ocorrer antes da prova. Uma nota a mais com simulado. Lembrando que o simulado é com todas disciplinas. A líder de sala coloca que na escola anterior dela era por área. Foi levantado também questões sobre os erros de avaliação que tem atrapalhado o rendimento. Analúsia contribui dizendo que vamos organizar um documento, pois a informação é compreendida de forma diferente. Um documento de informação sobre a avaliação. A unidade vale 10 pontos, não é justo no segundo ano com uma unidade valendo 11 pontos e com outros professores valendo a unidade 10 pontos. O ano ranking segundo ano não sendo justo para os demais. Eu tenho que ouvir as pessoas antes de programar algo que penso ser bom. Eu tenho que ouvir outro, para que consigamos. Reuniremos a direção à equipe de pedagógica o SOEPP para escrevermos um documento que fale sobre os processos de avaliação. A Líder levanta a discussão para com a sua percepção de que a escola oferece varias oficinas que acabam construindo entretenimento com o aluno, mas quem veio de outra escola, acaba se deslumbrando com a escola, e acaba perdendo o foco. Mas o principal foco é de nos preparar, O SOEPP coloca que os alunos tem na escola um setor que contribui e auxilia para que o aluno aprenda a ter foco nos estudos e utilize as melhores estratégias para estudos e recebem a rotina do estudo. Analúsia esclarece dizendo que temos alunos que estão em oficinas e que tiveram bom rendimento e melhorias. E foram cases de sucesso. A líder de seriado coloca que percebe que alguns alunos não sabem o peso que é o SESI para o mercado. Eu sinto falta da equipe do SESI para alertar os alunos, o Coordenador na sala. Professora Cátia traz uma problematização para a reflexão de todos onde nos lembra de que hoje nós tínhamos uma assembleia que os alunos não tiveram no quórum e eles não tiveram no movimento para contribuir.

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI


O que pode ser feito para que o rendimento dos seriados aumente sem quebrar o sistema de provas?

PENDÊNCIAS

RESPONSÁVEL

SOEPP – Serviço de Orientação Educacional Psicológica e Psicopedagógica Integração Jovem Qualidade SESI

PRAZO


Ata de Assembleia