Issuu on Google+


casa concha


apresentação


Associa-se ao conto “Feliz aniversário” e tem como ponto de partida o espaço de permanência mais presente no enredo: a sala de jantar e estar (área da festa). Com base neste ambiente social, podemos evidenciar patologias existentes na relação familiar. Para uma família de maior porte – esporádica –possibilita-se um recebimento, priorizando, contudo as necessidades de Anita e da família de sua filha (com quem mora).A literatura de Clarice indica anseios por reclusão, sendo um dos entendimentos do conto. Interpreta-se como necessidade a abordagem da família como

dois núcleos: um composto por Zilda e sua família, bem como outro composto por Anita. Percebo que o desgaste emocional vivenciado por Zilda se deve a uma imposição de cuidar da senhora e recebe-la em sua casa. A interação menos intimista entre ela e a mãe permitem a suposição de que há a falta de ambientes próprios a cada núcleo, com espaços melhor elaborados para cada um deles, tornando-se um ponto de estresse que afeta a relação.A família de Zilda é quase inexistente no enredo, não se sabe se ela é casada,


mas podemos pressupor a presença de dois filhos após a leitura do conto. Esses netos não se manifestam em nenhum outro momento, além de sua própria existência, o que transmite uma sensação de distanciamento de Anita com as crianças. Sendo assim, apesar de querer hipoteticamente abrandar os conflitos familiares, devemos fazê-lo de maneira menos evidenciada. Nesse sentido sinto que a primeira necessidade familiar se encontra não na separação, mas na organização mais bem pensada dos ambientes domésticos, de for

ma a não forçar falsos laços. Devemos admitir o conflito como ponto de partida, tentando da melhor forma responder aos anseios individuais - permitindo o maior equilíbrio interior e exterior. Os sub-núcleos se atrelam à moradia, assim como um crustáceo se adere à concha, em expressão de reclusão momentânea. A concha permite o entendimento das áreas com diferentes graus de privacidade, moldáveis e transitórios assim como a abertura e fechamento da mesma. A concha assim pode indicar a transitoriedade das escolhas,


hora mais voltadas à reclusão ou exposição. Esse aspecto de oculta x revela pode ser formalmente traduzido na arquitetura como caminho de desenvolvimento à problemática levantada. A sala de jantar e estar consiste na maior zona de exposição, zona neutra da casa onde o dialogo é permitido, devendo ser comum a todos de forma a evidenciar o desconforto e propiciar a conversa para tentar amenizar a situação. Não há intenção de resolver os problemas na integra, mas de criar possibilidades e oportunidades dos usuários solucionarem os mesmos. Pode atuar como

elemento centralizado, do qual partem setores de maior reclusão. A cozinha é um ambiente que possibilita a personalização e a criação de uma identidade, podendo não ser de uso geral, adquirindo – assim - caráter de pessoalidade – podendo amenizar a ideia de não pertencimento de Anita ao núcleo familiar de Zilda. As zonas de refeição, entretanto, poderiam ser conjuntas como incentivo ao convívio.


esquemas de estudo das disposiçþes espaciais


abstração


sítio


itanhaĂŠm

| contato infância


memorial


A casa concha explora o conflito vivenciado por uma família constituída por pai, mãe e dois filhos, além de uma senhora idosa (Anita), mãe da personagem feminina, que é considerada uma companhia indesejada porém termina por coabitar com eles, dada a pressão social estabelecida pelos demais filhos dessa idosa. A concha estabelece um princípio de proteção, cuja carapaça permite que o ser que a habita internamente se proteja das ameaças exteriores, podendo dosar seu contato com o ambiente externo

de acordo com suas necessidades. Não se coloca como fuga ao problema de convívio com o meio exterior, mas sim como o estabelecimento da escolha enquanto fator decisivo na exposição do ser.Da mesma forma, quando associamos o conto à formação da pérola na ostra, percebemos que de fato podemos criar um paralelo entre elemento natural e intenção. A formação da pérola ocorre em razão da penetração de partículas indesejadas no interior da ostra. Sendo assim, o ser desempenha seu mecanismo de defesa por meio


da secreção de substâncias responsáveis pela formação da perola. Se é possível pensar na concha enquanto graus de intimidade e exposição, é possível pensar na pérola enquanto resultado de uma defesa do sistema a um elemento intruso. Pois, então, se Anita for considerada o elemento agregado desse núcleo familiar, assim como na concha, ela também pode se tornar a relativa pérola desse convívio – protegida pela carapaça do todo. O conto estabelece como ambiente principal a sala de jantar, onde se discorrem os dados

conflitos. Percebe-se a sala de jantar como o polo central de convívio para a família e os parentes que visitam, sendo, portanto mantida a ordem de importância atribuída à mesma. A sala de jantar é colocada em posição central ao projeto, conectando dois blocos separados cada qual destinado a uma parte da família (um para a mãe, pai e filhos, bem como outro, enterrado e protegido para Anita).A polaridade também pode ser percebida gradativamente pelo contraste de luz e sombra, sendo a entrada de luz mais significativa a central localizada na sala de jantar, tornando-a


ainda mais convidativa ao olhar e permanência. A ideia de separação física não advém do desejo de separação das relações, mas sim como forma de particularizar cada um desses espaços, garantindo a sensação de pertencimento de cada uma das partes (cada qual com sua rotina e manias), sem, entretanto separá-las completamente. A sala de jantar abre de um lado para um deck com vista para o mar, bem como no outro (mais reservado) para o pátio interno da casa. Dessa maneira intenciona-se estabelecer uma polaridade positiva a essas áreas

de uso coletivo, que detém de belas visuais e deseja incentivar o convívio da partes, sem forçá-lo.Os acessos podem ou não ser separados, dando uma gama maior de possibilidades de conformar a rotina. O acesso principal proporciona uma visual indireta do pátio interno, sem revelar a disposição interna do projeto. O bloco de Anita se enterra de maneira elegante, colocando-se em uma situação de menor exposição, porém usufruindo dos mesmos espaços de permanência. O bloco menor se protege das intempéries pelo bloco maior


que se posiciona a sua frente. frente. Espera-se que com essa disposição de espaços seja possível incentivar aos poucos o convívio dessa família como um todo, sendo a resolução dos conflitos familiares um fator gradativo e respeitado também pela configuração do espaço.


proposta


implantação

0

5

10

20


4,00

17

,00

16,00

15,00 14,00 13,00 12,00

11,00

10,00

9,00

8,00

7,00

6,00

1,00

5,00

0

,00

,00

,0

19

18

,00

,00

,00

,00

,00

25

24 23 22 21 20


1.

quarto do casal

2.

banheiro suíte

3. quarto crianças 4. banheiro crianças 5. cozinha 6. área de serviços 7. banheiro social 8. sala de estar 9. sala de jantar 10. kitnet anita

cobertura

0

1

5


C

ru

a a n

dr

ĂŠ r ic

ar

do

mu

nh

oz

2

B

A

A C 1

B


1.

quarto do casal

2.

banheiro suíte

3. quarto crianças 4. banheiro crianças 5. cozinha 6. área de serviços 7. banheiro social 8. sala de estar 9. sala de jantar 10. kitnet anita

planta nível 9,54

0

1

5


C

ru

a a n

dr

ĂŠ r ic

ar

do

mu

nh

oz

2.

2

1.

3.

4.

A

B

3.

A C 1

B


1.

quarto do casal

2.

banheiro suíte

3. quarto crianças 4. banheiro crianças 5. cozinha 6. área de serviços 7. banheiro social 8. sala de estar 9. sala de jantar 10. kitnet anita

planta nível 6,85

0

1

5


C

ru

a a n

dr

ĂŠ r ic

ar

do

mu

nh

oz

7.

2 6. 5.

B

A

8.

9.

10.

A C 1

B


corte aa

0

1

5


corte bb

0

1

5


corte cc

0

1

5


elevação 1

0

1

5


elevação 2

0

1

5


2 1

4

3


O

desenho da mesa aparece mais

mas se situa longe da mesma , o

como uma abstração das rela -

que indica a distância entre am -

ções sociais existentes na fa -

bas .

mília do que propriamente uma intenção .

3 | R odrigo único neto de quem anita gosta ,

S ua

configuração se relaciona

às visuais proporcionadas pe -

seu lugar representa a proximi dade com a idosa .

las posições das cadeiras , bem como por uma hierarquia de afi -

4|

nidades , sendo as posições de -

permanece em posição neutra in -

finidas metáforas aos conflitos

dicando a dúvida que fica no en -

existentes .

tendimento de sua relação com

cordélia

anita . mãe de rodrigo , ainda man -

---

tém alguma proximidade indireta com a senhora .

1 | A nita o

os demais lugares pouco olham

ao

anita , voltando - se ao exterior ,

seu abandono ), limitando sua in -

enaltecendo assim a relação de

teração com o neto e a mãe dele .

desafeto notada na leitura do

observa

de

maneira

restante da mesa

isolada

( metáfora

conto . os parentes lá estavam

2 | Z ilda

pela paisagem e pelo passeio , mas

observa a mãe de maneira passiva ,

não pela senhora .


grรกfico


vista da sala de jantar


vista da sala de estar


vista da sala de jantar

-

casa da anita


vista da casa da anita


vista pรกtio interno


vista da entrada


vista corredor dos quartos



TFG FAUUSP | Liene Baptista | 3 casas, 3 contos | concha | 2016