Issuu on Google+

Segundo Caderno - 1

Maio/2011

IDEIA PARA ADOLESCENTE

MAIO/2011 - Ano VI - Nº 69 - www.jornalorion.com - Edição Mensal - Distribuição Gratuita - Não pode ser distribuído separadamente

O QUE É

AUTISMO? ■ O autismo é descrito como uma síndrome comportamental com causas múltiplas, decorrente de um distúrbio de desenvolvimento. É caracterizado por déficit na interação social, ou seja, inabilidade para se relacionar com o outro, usualmente combinado com déficit de linguagem e alterações de comportamento. Os sinais e sintomas aparecem antes dos 3 anos de idade e, em cada 10.000 crianças, de quatro a cinco apresentam a doença, com predomínio em indivíduos do sexo masculino.

Conheça os novos programas da TV Novo Tempo

Página 2

Fernanda Lara fecha contrato com a gravadora Novo Tempo Página 3

ESCAPE DA AUTOSSABOTAGEM Pode parecer absurdo, mas muitas vezes é você quem cria seus problemas e não consegue se livrar deles. Descubra como escapar do ciclo da autossabotagem ■ O termo autossabotagem foi criado pelos psicólogos americanos Steven Berglas e Edward Jones em 1978. Eles descobriram que um dos mecanismos mais comuns que levam a cometer um atentado contra si mesma é não se achar merecedora de algo. É como se, no fundo, sentisse que está conquistando algo ilicitamente. E isso pode acontecer no caso de uma promoção, de um bem novo, de um namorado. Página 6

Página 7

Qual a diferença entre os exercícios

aeróbicos e anaeróbicos ■ Todo mundo fala sobre exercícios aeróbios e anaeróbios, mas o que significam esses termos? Aeróbio ou anaeróbio está ligado ao tipo de metabolismo energético que está sendo utilizado preferencialmente. Isto não tem relação com os efeitos salutares dos exercícios. Ambos os tipos de exercícios podem ser de intensidade leve, moderados ou forte.

SOCORRO! O que fazer para ajudar desabrigados que perderam tudo em tragédias como enchentes. O que você pode fazer de prático quanto ao apoio emocional.

Página 6 Página 4

Alimentos light: será que eles são mesmo a melhor opção na dieta? Página 5


Maio/2011

2 - Segundo Caderno

❘❙ Identidade Jovem

Emprego: Como se dar bem na primeira entrevista? O

como aparência e postura já não tem mais tanta importância. Para as mulheres, é aconselhável que deem preferência a roupas claras e sem decotes. Unhas bem feitas, maquiagem leve e pouco uso de perfume também são notados. Já para os homens, ainda vale o uso de traje social e sapato, além de barba e bigode bem feitos. Em caso de tatuagens e piercings, é preferível escondê-los, pois ainda há aversão a esses chamados “modismos”;

primeiro contato pessoal é sempre o mais importante, principalmente em uma entrevista de emprego ou estágio. O primeiro contato pessoal é sempre o mais importante, principalmente em uma entrevista de emprego ou estágio. Esse é o melhor momento para o candidato mostrar ao interlocutor seu conhecimento, suas habilidades, desenvoltura e qualidades pessoais. Os jovens que atualmente se inserem no mercado de trabalho e, pela primeira vez, comparecem a entrevistas pessoais sentem certo desconforto no modo de agir e insegurança ao falar com o profissional que avaliará seu desempenho. Conseguir um estágio não é tarefa das mais fáceis para inexperientes no mercado, não pela trajetória profissional que ainda não possuem, mas sim por ainda não terem conhecimento sobre a maneira com que devem agir com o selecionador. De fato, o primeiro contato, mesmo que de maneira indireta, que se tem com a empresa é o currículo. Para obter sucesso nessa fase e ser convocado para uma entrevista, este deve ser limpo, claro, objetivo e completo. Quanto mais conhecimentos e cursos o jovem possuir, maior será a chance de que este se sobressaia sobre os demais e avance um passo na conquista da vaga. Há algumas atitudes importantes que os jovens devem saber para agir da maneira correta:

• Esqueça as gírias Falar bem não significa falar de maneira difícil e sofisticada. Há pessoas que naturalmente possuem boa comunicação, mas outras talvez precisem aprimorá-la. Comunicar-se bem significa, primeiramente, ter um bom posicionamento e olho no olho com o interlocutor para então falar sobre a sua vida pessoal e o conhecimento que possui com clareza e objetividade. Procure não prolongar muito suas explicações, pois você pode se perder no foco da conversa;

• Aparência conta sim! Engana-se quem pensa que estamos vivendo em um mundo mais “moderno” e que quesitos

• Fale somente o necessário É comum os entrevistadores pedirem apenas para que os candidatos se apresentem, sem dar mais

• Fique calmo É natural que surja nervosismo no momento de apresentar-se ao interlocutor e falar sobre si. Mas procure ficar tranquilo e treine antes com alguém o que irá falar. É preciso passar a impressão de confiança e naturalidade, pois mostrar insegurança no momento de se posicionar a alguém mostra que esta pessoa talvez não saiba lidar com adversidades ou pressões;

Conheça os novos programas da TV Novo Tempo Março foi um mês de fortes emoções para a TV Novo Tempo. No dia 12, houve um programa especial de dedicação onde foram apresentados novos programas, nova grade de programação. A grade de programação foi reformulada para atender cada vez melhor os telespectadores. O horário das programações foi alterado devido às pesquisas e avaliações. Acompanhe as novidades na tela da sua TV ou pela internet.

Programa NT Repórter - O mundo muda constantemente e o NT Repórter apresenta essas mudanças em reportagens especiais. Apresentação de Fabiana Bertotti.

Programa Educação - Um programa sobre os princípios e valores de uma educação de qualidade.

explicações. A dica é que comece a falar brevemente sobre sua vida pessoal e hobbies para depois mostrar seus conhecimentos. Por fim, deixe claro os seus interesses na vaga e no futuro profissional. Não se esqueça, o melhor é que responda somente o for perguntado e que seja firme nessas respostas; • Proatividade e liderança Grande parte das empresas pede pessoas que tenham bom relacionamento interpessoal e saibam como lidar com trabalho em equipe. A maneira que os entrevistadores tem de saber quais candidatos se encaixam nesse perfil é propor

uma dinâmica em grupo. Nesta etapa, é preciso mostrar-se capaz de liderar, sabendo ouvir as outras pessoas para que juntos cheguem a um acordo comum, propondo novas ideias e alternativas; • Cuidado com a liberdade concedida Alguns entrevistadores procuram deixar os candidatos bem à vontade, principalmente em entrevista particular, para saber como essa pessoa é realmente. Se isso acontecer, aja com naturalidade, não se esquecendo de evitar gírias e certa intimidade e brincadeiras; a postura deve ser mantida do início ao fim.

Rotinas

TODOS PRECISAM DE UMA CERTA ORDEM Se é verdade que nós, adultos, gostamos de novidade e aventura, também é verdade que é importante que o mundo seja minimamente previsível. Sentimo-nos mais seguros e necessitamos que se respeitem uns quantos hábitos e um mínimo de horários e rotinas. Quando a vida se transforma num improviso constante, acabamos por pagar com stress e transtornos na saúde. Pois as crianças precisam ainda mais de rotinas. Nos primeiros anos sentem-se mais seguras se as coisas acontecerem de um modo regular e se souberem o que vem depois. A repetição e a ordem tranquilizamnas. As rotinas diárias e a ordem uniforme em que se produzem ajudam-nas a estruturar o tempo e a torná-lo menos angustiante. É de suma importância para o bebé crescer num ambiente estruturado e repetitivo para que consiga ir ajustando os seus biorritmos ao ciclo de 24 horas. A luz, o ruído, o silêncio e, sobretudo, as rotinas ou hábitos de sono e comida são as normas mediante as quais ajudamos os nossos filhos a acomodar o seu relógio biológico. Aos dois anos, esses ritmos biológicos já estão bem estabelecidos, mas as crianças continuam a necessitar de hábitos estáveis para que o seu “relógio” não se desacerte. Precisamente nesta idade são extremamente ritualistas: amam e neces-

sitam de ordem e repetição, de cada coisa no seu momento e no seu lugar, já que isso lhes proporciona uma sensação de conforto e segurança. Há duas áreas em que é particularmente importante estabelecer rotinas estáveis: a comida e o sono. Em relação à alimentação, é melhor começar por doses pequenas e alimentos de que a criança goste, para, pouco a pouco, e sem a obrigar, ir introduzindo novos sabores. Ajuda ainda, que, seja a mesma pessoa a dar-lhe de comer e que o faça de forma relaxada, sem distracções nem interferências. Também convém não prolongar muito a duração deste momento e nada de forçar, ralhar, nem gritar!!! Comer deve ser algo agradável e cheio de afeto. Quanto ao sono, também há que respeitar a hora de dormir e preparar esse momento mediante uma sequência de ações que convém repetir todos os dias. Trata-se de um momento particularmente afetivo, no

É importante ressaltar que, se após a entrevista o candidato não for selecionado, é preciso encarar de maneira positiva. A passagem por seleções o ajuda a adquirir experiência e confiança para as próximas oportunidades e se portar de maneira ainda melhor. Aperfeiçoe seus conhecimentos e sua maneira de falar, o que vale para o selecionador é o “encantamento” pela pessoa devido às suas habilidades, à postura e, principalmente, para os jovens, o seu conhecimento e vontade de aprender. Giuliano Bortoluci, www.administradores.com.br

qual poderemos incluir uma história, uma canção que certamente o ajudará a ter sonhos felizes. Se permitirmos à criança fazer o que lhe apetece (comer a qualquer hora, deitar quando lhe apetecer…) ou se adoptarmos ritmos pouco adequados (um dia deita-la as 9 e outra à meia-noite) não só estaremos a educá-los mal, como a criar algum desequilíbrio. E se essa desordem se torna habitual, estaremos ainda a fomentar a ansiedade, os medos, a insegurança. E quando os horários se descontrolam, tudo o resto se descontrola: se um dia dorme menos, não será de estranhar que coma mal, que chore mais, que não se divirta, que se queixe, que apanhe birras… As rotinas que se criam têm uma influência favorável tanto nos pais como nos filhos, porque lhes proporcionam estabilidade – fomentam um sentido de coesão e satisfação geral na vida familiar, fazem com que as crianças se sintam ligadas e incluídas e dão segurança e comodidade. Além disso, ajudam a superar melhor a crise e os acontecimentos adversos (mudanças de residência, doenças…) e favorecem a competência social. Inclusivamente, encontrou-se uma relação positiva com o rendimento escolar das crianças (o que tem lógica, uma vez que as rotinas proporcionam um ambiente estruturado). Não devemos ficar “obcecados” com a rotina, mas convém manter um plano diário que harmonize o ritmo da criança com o nosso!!! Dra. Tânia Henriques

Saúde, Sucesso, Amor... Programa Sem Tabus – Apresentação de Darleide Alves. Programa Pescadores de Aventura - Uma nova série de desenhos para você acompanhar as aventuras de Macky pelos tempos bíblicos. Com apresentação de João Peixoto. Elino Ribeiro

... para você!


Segundo Caderno - 3

Maio/2011

❘❙ Fala Doutor

Autismo Infantil E

m 1943, o autismo foi conceituado pela primeira vez por Leo Kanner, como uma doença da linha das psicoses, caracterizada por isolamento extremo, alterações de linguagem representadas pela ausência de finalidade comunicativa, rituais do tipo obsessivo com tendência a mesmice e movimentos estereotipados. Nessa abordagem, a doença tinha suas origens em problemas das primeiras relações afetivas entre mãe e filho, que comprometiam o contato social, ideia extremamente difundida até meados dos anos 70. Hoje, essa doença é definida como um conjunto de sintomas de base orgânica, com implicações neurológicas e genéticas. Atualmente, o autismo é uma área de intenso interesse, em que diferentes estudos se estabelecem e promovem desde alterações conceituais até modificações terapêuticas de fundamental importância. O que é autismo? O autismo é descrito como uma síndrome comportamental com causas múltiplas, decorrente de um distúrbio de desenvolvimento. É caracterizado por déficit na interação social, ou seja, inabilidade para se relacionar com o outro, usualmente combinado com déficit de linguagem e alterações de comportamento. Os sinais e sintomas aparecem antes dos 3 anos de idade e, em cada 10.000 crianças, de quatro a cinco apresentam a doença, com predomínio em indivíduos do sexo masculino (3:1 ou 4:1). Quais são as causas do autismo? As causas do autismo são desconhecidas, mas diversas doenças

neurológicas e/ou genéticas foram descritas com sintomas do autismo. Problemas cromossômicos, gênicos, metabólicos e mesmo doenças transmitidas/adquiridas durante a gestação, durante ou após o parto, podem estar associados diretamente ao autismo. Entre 75 a 80% das crianças autistas apresentam algum grau de retardo mental, que pode estar relacionado aos mais diversos fatores biológicos. Portanto, a evidência de que o autismo tem suas causas em fatores biológicos é indiscutível, fazendo-nos reconsiderar a ideia inicial de ligarmos o quadro de autismo a alterações nas primeiras relações mãe-filho. Quais são as doenças relacionadas ao autismo? Podemos listar uma série grande de doenças das mais diferentes ordens envolvidas nos quadros autísticos: Infecções pré-natais - rubéola congênita, sífilis congênita, toxoplasmose, citomegaloviroses; Hipóxia neo-natal (deficiência de oxigênio no cérebro durante o parto); Infecções pós-natais - herpes simplex; Déficits sensoriais - dificuldade visual (degeneração de retina) ou diminuição da audição (hipoacusia) intensa; Espasmos infantis - Síndrome de West; Doenças degenerativas - Doença de Tay-Sachs; Doenças gênicas - fenilcetonúria, esclerose tuberosa, neurofibromatose, Síndromes de Cornélia De Lange, Willians, Moebius, Mucopolissacaridoses, Zunich; Alterações cromossômicas Síndrome de Down ou Síndrome

do X frágil (a mais importante das doenças genéticas associadas ao autismo), bem como alterações estruturais expressas por deleções, translocações, cromossomas em anel e outras; Intoxicações diversas. Quais são os sinais e sintomas do autismo? A criança autista prefere o isolamento. O autismo é caracterizado por diversos distúrbios: De percepção, como por exemplo, dificuldades para entender o que ouve; De desenvolvimento, principalmente nas esferas motoras, da linguagem e social; De relacionamento social, expresso principalmente através do olhar, da ausência do sorriso social, do movimento antecipatório e do contato físico; De fala e de linguagem que variam do mutismo total: à inversão pronominal (utilização do você para referir-se a si próprio), repetição involuntária de palavras ou frases que ouviu (ecocalia); e movimento caracterizado por maneirismos e movimentos estereotipados. Existe tratamento para o autismo? Hoje, o tratamento do autismo não se prende a uma única terapêutica. O uso de medicamentos, que antes desempenhava um papel de fundamental importância no tratamento (devido à crença da relação do autismo com os quadros psicóticos do adulto), passa a ter a função de apenas aliviar os sintomas do autista para que outras abordagens, como a reabilitação e a educação especial, possam ser adotadas e tenham resultados eficazes.

Quais são os medicamentos utilizados no tratamento do autismo? As principais drogas que podem ser utilizadas no tratamento são: Os neurolépticos, utilizados para reduzir os sintomas do austismo. Têm uma resposta geral boa e consequente melhoria do aprendizado, embora possa apresentar efeitos colaterais como sedação excessiva, reações distônicas (rigidez muscular), discinética (alteração do movimento muscular) e efeitos parkinsonianos (tremor); As anfetaminas, utilizadas na tentativa de diminuir a hiperatividade e melhorar a atenção, mas têm como efeitos colaterais o aparecimento de excitação motora, a irritabilidade e a diminuição do apetite; Os Anti-opióides, utilizados no tratamento de dependência a drogas, têm sua ação principalmente em quadros de auto-agressividade. Provoca tranquilização, diminuição da hiperatividade, da impulsividade, da repetição persistente de atos, palavras ou frases sem sentido (estereotipias) e da agressividade, causando como efeito colateral a hipoatividade. A utilização de complexos vitamínicos como a Vitamina B6 associada ao Aspartato de Magnésio, bem como o uso de Ácido Fólico, embora descritos por diversos autores, apresenta aspectos e resultados conflitantes. Em que consiste a reabilitação da criança autista? A propostas de reabilitação substituem os modelos psicoterápicos de base analítica das décadas de 50 e 60, quando a doença era considerada uma consequência de

distúrbio afetivo. Esses modelos de reabilitação podem então ser caracterizados como: • Modificação de comportamento; • Terapia de “Holding”; • Aproximação direta do paciente; • Comunicação facilitada; • Técnicas de integração sensorial; e • Treino auditivo. Como é a educação especial para o autista? Dentre os modelos educacionais para o autista, o mais importante, neste momento, é o método TEACCH, desenvolvido pela Universidade da Carolina do Norte e que tem como postulados básicos de sua filosofia: a) propiciar o desenvolvimento adequado e compatível com as potencialidades e a faixa etária do paciente; b) funcionalidade (aquisição de habilidades que tenham função prática); c) independência (desenvolvimento de capacidades que permitam maior autonomia possível); d) integração de prioridades entre família e programa, ou seja, objetivos a serem alcançados devem ser únicos e a estratégias adotadas devem ser uniformes. Dentro desse modelo, é estabelecido um plano terapêutico individual, onde é definida uma programação diária para a criança autista. O aprendizado parte de objetos concretos e passa gradativamente para modelos representacionais e simbólicos, de acordo com as possibilidades do paciente. Prof. Dr. Francisco B. Assumpção Jr.

E AGORA PASTOR?

Ellen White ensinou que é pecado ser doente? A citação (isolada pelos críticos) em que Ellen White afirma isso se encontra em Conselhos Sobre Saúde, p. 37: “É pecado ser doente, pois toda doença é resultado de transgressão”. Ellen White ensinou o mesmo que Jesus. Ele relacionou a doença ao pecado, em João 5:14: “Mais tarde, Jesus o encontrou no templo [depois de tê-lo curado] e lhe disse: Olha que já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior.” Os críticos terão a audácia de dizer que Cristo estava errado? Para uma pessoa que sabe ser a doença o resultado da transgressão das leis da natureza, essa afirmação de Ellen White está corretíssima. Sendo que “pecado é a transgressão da lei” de acordo com 1 João 3:4 (até das leis da natureza), é claro que ficar doente se constitui num pecado.

Sendo o corpo sagrado para Deus (1Co 3:16, 17; 6:19, 20), qualquer abuso cometido contra ele – e que lhe cause doenças e sofrimento – é pecado. Se a doença não for pecado, o que ela é, então? Que os críticos dêem uma definição melhor para a doença, “desvinculando-a” do pecado. A questão é: deveríamos nos atormentar com a culpa (por pecar) sempre que ficamos doentes? Não é isso o que Ellen White disse. Apresentarei toda a citação para que o leitor veja se há razão para condenar a escritora pelo que ela afirmou no Conselhos Sobre Saúde: “É pecado ser doente, pois toda a doença é resultado de transgressão. Muitos sofrem em consequência da transgressão de seus pais. Estes não podem ser censurados pelo pecado de seus pais; não obstante, é seu dever, indagar em que seus pais violaram as leis do seu ser, que trouxeram sobre seus descendentes

tão desditosa herança; e naquilo em que os hábitos de seus pais foram errados, devem eles mudar de procedimento, e guiar-se por hábitos corretos, em melhor relação para com a saúde.” Ela afirma que, mesmo sendo pecado ser doente, os “muitos que sofrem em consequência da transgressão de seus pais não podem ser censurados pelo pecado de seus pais”. Aqui ela se refere às doenças hereditárias e aconselha a todo doente a descobrir no que seus pais erraram (em nível de comportamento errado que trouxe doença), a fim de que não cometa os mesmos erros contras as leis naturais que regem o corpo. “Interessante” é que os acusadores não se preocuparam em ver a mensagem central do Conselhos Sobre Saúde e se apegaram a um texto isolado de maneira pretensiosa. Se você ler a página 29, por exemplo, verá que, mesmo sendo pecado ficar doente, há

solução para todo pecador: “Quando o evangelho é recebido em sua pureza e poder, é uma cura para as doenças originadas pelo pecado. O Sol da Justiça ergue-Se trazendo “cura nas Suas asas”. Mal. 4:2. Todos os recursos do mundo não podem curar um coração quebrantado, nem comunicar paz de espírito, nem remover o cuidado, nem banir a enfermidade. A fama, o engenho, o talento – são todos impotentes para alegrar um coração dolorido ou restaurar uma vida arruinada. A vida de Deus na alma, eis a única esperança do homem.” Ela apresenta o evangelho como fonte de cura “para as doenças originadas pelo pecado”. Entre os inúmeros conselhos que ela dá sobre a saúde, sempre o poder de Deus é apresentado como o remédio para nossas enfermidades. Por que os acusadores não se detêm a esse ponto?

Finalizo com uma pergunta aos críticos: Ficar doente é “o resultado da graça de Deus” ou resultado do pecarmos contra as leis naturais? Com base em sua resposta, releia agora tal citação de Ellen White e verá que não há motivos para alarme. LEANDRO QUADROS


Maio/2011

4 - Segundo Caderno

Socorro! Como ajudar os traumatizados O

que fazer para ajudar desabrigados que perderam tudo em tragédias como enchentes. O que você pode fazer de prático quanto ao apoio emocional. Se você está ajudando ou pensa em ajudar aos desabrigados que estão em abrigos públicos e vítimas que estão em lares de parentes e amigos, por causa da tragédia em nossa cidade, Nova Friburgo, ou outra localidade, a seguir estão algumas informações que podem ajudar a ajudar.

1) Informe o que está ocorrendo, os recursos que chegam, e, se possível, dê uma perspectiva para o futuro. Isto ajuda a pessoa a se reorganizar e desenvolver esperança. Fale sobre o suprimento de alimento, atendimento de saúde, roupas que estão disponíveis. 2) Visite alguém de seu bairro que ficou desabrigado para dar apoio

emocional e espiritual. Converse com a pessoa, deixando-a desabafar sobre as queixas, necessidades e chorar as perdas. Espere com paciência quando ela começar a chorar, ficando em silêncio e apenas tocando em seu ombro, ou segurando suas mãos. Espere a onda de choro passar. Isto pode aliviar a angústia da pessoa naquele momento.

3) Providencie necessidades básicas continuamente: alimento, higiene, local de repouso, água potável. 4) Lembre-se de que cada um tem necessidades pessoais que podem ser diferentes de outra pessoa. Assim, uns precisarão falar, desabafar, chorar, expressar raiva e angústia, enquanto que outros optarão nesse momento por solidão, isolamento e silêncio. Você pode perguntar se a pessoa quer falar algo. Se ela disser que não, coloque-se à disposição para ouvi-la e respeite a necessidade de privacidade nessa hora. Algumas irão dormir mais, outras terão insônia. Resolva isto e a dor física delas com orientação da equipe de saúde. 5) Há pessoas mais frágeis que outras tanto física, quanto emocionalmente, diante de tragédias. As mais frágeis necessitam de mais apoio emocional.

6) Uma pessoa vitimada pode estar entrando num surto psicótico, talvez por já ter alguma história no passado de surto, ou não. Ela deverá ser avaliada por profissional da equipe de saúde caso apresente: estranhamento de si mesma, irritação forte, ideias de perseguição, alucinações auditivas e visuais, agitação ou isolamento profundo e olhar “estranho”.

7) Estresse pós-traumático – antigamente chamava-se de “neurose de guerra”. A pessoa pode ter sintomas 30 ou 45 dias após o trauma e incluem: intenso sofrimento emocional, angústia, não quer sair de casa, não quer ouvir notícias, revive imagens do trauma em sua mente com inquietude, medo intenso de que a tragédia se repita, muita ansiedade ao ver algo parecido com o trauma. Nesse momento, dê apoio escutando, deixando-a desabafar e ajudando-a a lembrar que o pior já passou, que agora há calma, não há mais o trauma, etc. 8) Ajudador – aceite seus limites e não se envolva em dar apoio emocional se isto não é um talento seu, optando por outro tipo de ajuda às vítimas. Se você não sabe lidar com a dor emocional, pode contribuir para piorar o estado emocional das vítimas pelo seu próprio descontrole emocional.

9) É importante incentivar as vítimas a expressarem (falar) e experimentarem (sentir) a dor emocional, sem lançar mão logo de algum subterfúgio, como um calmante. Ajude a pessoa a expressar a tristeza e a dor. Em seguida fale palavras de conforto e esperança, mantendo o “pé no chão”, sem ficar falando de coisas que não são realidades práticas, ou seja, não fique prometendo que não é real. 10) Se a vítima perdeu um membro (braço, perna, mão), estimule-a com palavras de que ela poderá fa-

zer algo no futuro mesmo assim. 11) Crianças que ficaram sozinhas nos abrigos devem ter crianças por perto para brincarem sob a supervisão de pessoas que sabem lidar com elas, como professoras, pedagogas, mães com equilíbrio emocional. Também em algum momento se deve explicar coisas para elas sobre o que está ocorrendo e de que ela está sendo cuidada e terá proteção continuada. www.portalnatural.com.br Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

A quem interessa a MORTE DE BIN LADEN? T

odos os noticiários do mundo anunciam a morte do terrorista saudita Osama Bin Laden. Após assumir a autoria nos atentados às torres gêmeas em setembro de 2001, Bin Laden passou a ser incansavelmente procurado pelos EUA e seus parceiros políticos. De fato essa é uma notícia muito animadora para aqueles que são contra qualquer tipo de terrorismo, mas algumas perguntas devem ser feitas diante da suposta morte do líder da Al Qaeda: A quem interessa a morte de Bin Laden? Qual é o impacto de uma noticia de tal porte para a política e economia norte-americana e mundial? Todos nós sabemos da baixa popularidade de Barack Obama (há pouco mais de um ano das eleições presidenciais), a péssima imagem dos EUA no mundo árabe e a alta no preço do petróleo gerada pela instabilidade política nos países árabes. São fatores preocupantes para quem aspira ocupar por mais quatro anos a cadeira de presidente dos EUA. Obama assumiu o poder em 2009 com a responsabilidade de corrigir erros cometidos por seu antecessor Jorge W. Bush, recuperar a economia do país e dar continuidade à política antiterrorista adotada pelo governo americano desde 2001. Destes, apenas o segundo objetivo foi até certo ponto alcançado. Uma coisa é fato: após o anúncio

da suposta morte de Bin Laden as bolsas econômicas tiveram um aumento súbito, o preço do petróleo caiu drasticamente e a possibilidade de novos investimentos serem feitos nos EUA aumentaram, já que o medo de novos ataques era um fator que dificultava novos investimentos no país. Muitos devem se perguntar: será mesmo que Bin Laden está morto? No entanto, o que devemos observar é: até que ponto essa ocorrência coincidentemente estratégica favorecerá um dado partido político e uma certa elite econômica?

Fim do terrorismo? Ao contrário do que muitos pensam a morte de Bin Laden não significa o fim do terrorismo, não era o Osama que sustentava a Al Qaeda, mas a guerra contra aquilo que eles consideram o “grande satã”, os Estados Unidos da América, considerados culpados por todos os males causados ao mundo árabe. Nem é preciso esperar para saber se Osama de fato está morto, mas o fato é que a notícia já está trazendo grandes benefícios aos nossos vizinhos do norte. O que tudo isso tem a ver com a Igreja Perseguida? Desde que os EUA enviaram suas tropas para Afeganistão, Iraque e áreas do Paquistão com o propósito de combater o terrorismo e capturar

❘❙ Dicas para o Lar

Sal pra tudo! Limpando as velas do filtro ■ Quando as velas do filtro estiverem recobertas de limo barrento, esfregue sal nelas para uma limpeza perfeita. ■ Para tirar o cheiro de gasolina e benzina da mão basta esfregar um pouco de sal nelas.

Tire ferrugem da roupa ■ Faça uma mistura de sal de cozinha e suco de limão. Depois coloque um pouco do resultado em cima da mancha e exponha a roupa ao sol. Mantendo pátios livres de ervas daninhas ■ Se ervas daninhas ou alguma grama não desejada aparecer entre tijolos ou blocos de pedra e madeira, espalhe sal cuidado-

samente no local e regue com água. Limpando panelas engorduradas ■ A mais engordurada panela pode ser facilmente lavada se você puser um pouquinho de sal e limpá-la com papel. Mantendo as flores frescas ■ Uma pitada de sal adicionada à água em um vaso de flores manterá as flores cortadas frescas por mais tempo.

Osama Bin Laden, a pressão sobre os cristãos destes países aumentou drasticamente. O Afeganistão em 2001 era o 3º na lista de Classificação por Perseguição da Portas Abertas, e esperava-se que com a chegada dos americanos a situação da igreja melhorasse, mas hoje o país continua em terceiro e sua posição pouco oscilou nos últimos 10 anos. O Iraque era em 2001 o 35º país na lista e pulou para 8º em 2011, o que demonstra que de fato a situação da igreja iraquiana piorou bastante desde a invasão norte-americana, principalmente nas cidades de Bagdá e Mosul onde os atentados contra igrejas e casas de cristãos são constantes. Já o Paquistão em dez anos pulou de 18ª para 11ª posição. Muitos cristãos influentes na política paquistanesa perderam suas vidas ao lutarem por leis mais justas para os cristãos e outras minorias, um exemplo disso é o ex-ministro paquistanês Shahbaz Bhatti assassinado pelo Talibã no inicio do ano. Todos nós sabemos que os interesses dos EUA nestes países vão além da luta contra o terror, são interesses estratégicos, políticos, militares e econômicos na região, tanto que dois dos três países citados acima (Iraque e Afeganistão) têm presidentes indicados pelos EUA e o terceiro (Paquistão) é parceiro político-militar dos EUA há alguns anos.

Assim como as investidas militares dos EUA em nada melhoraram a situação da Igreja nestes países ou diminuiu o terrorismo, tampouco a suposta morte de Bin Laden o fará. Pedidos de oração • Ore pela Igreja no Iêmen, Afeganistão e Paquistão, pois os sucessores do Talibã e líderes de outros grupos terroristas atuantes nesses países já manifestaram publicamente que irão se vingar e os cristãos desses países são os primeiros a sofrer com as consequências dessas ameaças. • Peça a Deus que impeça a re-

taliação desses grupos nos países ocidentais e que Deus proteja inocentes de serem mortos pelos ataques terroristas desses grupos. • Interceda pela vida de milhares de jovens muçulmanos que são treinados para serem homens-bomba e que são usados em momentos como esse. Eles são induzidos a fazerem os ataques e apenas seguem as ordens. Peça a Deus que tenha misericórdia dessas vidas e alcance esses perdidos com sua graça e salvação. Marcelo Peixoto - Historiador da Portas Abertas Brasil - Missão Portas Abertas


Segundo Caderno - 5

Maio/2011

❘❙ Cuidando do Corpo, a Máquina

Alimentos light: SERÁ QUE ELES SÃO MESMO A MELHOR OPÇÃO NA DIETA?

E

les também possuem calorias e precisam ser consumidos com cuidado e moderação É só começar a dieta que muita gente não hesita em encher o carrinho de compras com alimentos lights. Só para ter uma ideia do peso dessa turma no cardápio dos brasileiros, um levantamento feito pela Indústria Brasileira de Alimentos Dietéticos (Abiad) mostrou que esses produtos estão presentes em mais de 35% dos lares da população. A grande preferência por eles está relacionada à ideia de que eles aumentam as chances de perder peso ao fazer dieta para emagrecer. É aí que muita gente erra a mão, ignorando até mesmo as quantidades das porções. Os “lights” também têm calorias e, quando ingeridos em

excesso, contribuem tanto quanto a versão convencional para o ganho de peso. Conversamos com as nutricionistas Camila Abreu e Ana Paula Souza que esclarecem as dúvidas a respeito desses alimentos. É light ou diet? Os termos ainda confundem, mas a diferença entre os dois é grande. Entretanto, diet é aquele produto que indica em sua embalagem a ausência total de algum nutriente ou ingrediente, que pode ser o açúcar, o sal, a gordura, a lactose, entre outros. Segundo a nutricionista Camila Abreu, a escolha do “diet” deve variar conforme a necessidade de cada pessoa. “Produtos específicos para diabéticos devem ser total-

mente isentos de açúcar, por exemplo. Para pessoas com problemas cardiovasculares, a restrição deve ser de gordura e assim por diante”, completa a profissional. Já os alimentos classificados como “light” têm uma redução de pelo menos 25% da quantidade de um determinado elemento de sua composição em relação ao alimento tradicional. “São aqueles com baixo teor de componentes - sódio, açúcares, gorduras, colesterol - e/ou calorias, ou seja, não são isentos totalmente como os diet”, explica Camila. O produto Light faz mal? Na verdade, não é que eles fazem mal. “É que muitos produtos light têm adoçante e essa substância, quando consumida em excesso, pode fazer mal no futuro”, esclarece a nutricionista Ana Paula Souza. Apesar de existirem muitas pesquisas sobre o assunto, os malefícios do adoçante não são comprovados. Como o adoçante é químico, a substituição por mel ou açúcar mascavo pode ser feita. “Eu indico a substituição pelo açúcar Demerara que é ainda mais saudável do que o açúcar mascavo, por conter mais nutrientes”, recomenda Ana Paula. É light mesmo? A informação deve estar impressa nas embalagens. Se você identi-

ficar uma redução de, pelo menos, 25% de nutrientes ou calorias num alimento, ele pode ser considerado light. Apesar disso, a própria tabela nutricional pode confundir o consumidor. Ás vezes, um pão normal tem uma tabela em que se avalia 30 gramas do produto, enquanto o pão light possui uma que considera a porção de 20 gramas. Por isso, devese ficar atento ao rótulo e verificar a proporcionalidade entre eles. A nutricionista Camila Abreu enfatiza que não é preciso consumir apenas alimentos diet ou light. O importante são os conceitos de bom-senso e moderação. “Mesmo se o alimento for light fique atento às quantidades ingeridas. Não só a escolha dos alimentos certos, mas também a quantidade é o que faz alguém engordar ou emagrecer”, aponta a nutricionista. Em alguns casos, a escolha do alimento light é, de fato, a mais saudável para sua alimentação. Troque sempre o leite integral, que possui muita gordura, pelo desnatado. Se achar que o gosto é muito diferente, opte pelo semi-desnatado. “Essa dica também

O que é LER? O

termo LER refere-se a um conjunto de doenças que atingem principalmente os membros superiores, atacam músculos, nervos e tendões provocando irritações e inflamação dos mesmos. A LER é geralmente causada por movimentos repetidos e contínuos com consequente sobrecarga do sistema músculoesquelético. O esforço excessivo, má postura, stress e más condições de trabalho também contribuem para aparecimento da LER. Em casos extremos pode causar sérios danos aos tendões, dor e perda de movimentos. A LER inclui várias doenças entre as quais, tenossinovite, tendinites, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, bursite, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico e síndrome do pronador redondo. Alguns especialistas e entidades preferem, atualmente, denominar as LER por DORT ou LER/DORT. A LER também é conhecida por L.T.C. (Lesão por Trauma Cumulativo). A quem a LER ataca? A LER é contagiosa? As principais vítimas são digitadores, publicitários, jornalistas, bancários e todos os profissionais que têm o computador como companheiro de trabalho. Não é contagiosa, pois não é causada por bactérias, fungos ou vírus, mas sim por movimentos repetitivos. Porque há quem diz que LER não existe? Penso que por se definir a LER como um conjunto de doenças e não como uma doença específica. Quando alguém diz que tem LER, na verdade

vale para outros produtos lácteos, como os iogurtes”, diz Camila Abreu. Para os fãs de chocolate, a boa notícia é que as versões meio-amarga e com 75% de cacau têm ação antioxidante e são mais saudáveis que a tradicional ou a diet, que possui mais gordura em sua formulação. Trocar a famosa manteiga do pãozinho francês por uma margarina light em um pão integral também compensa. “Além da redução de gordura e calorias, é uma opção de lanche mais saudável, pois os alimentos integrais contêm mais fibras, que ajudam no bom funcionamento do intestino e na saciedade”, afirma a nutricionista. As geleias e achocolatados também podem (e devem!) ser substituídos pelas versões light, pois realmente se diferenciam nas calorias das versões tradicionais. Já os refrigerantes, mesmo os “lights”, devem ser consumidos com moderação por causa do adoçante, do sódio e do gás. Prefira os sucos naturais, que carregam todos os nutrientes das frutas. Roberta Vilela

Que fazer em caso de suspeita de LER?

O mais recomendado é procurar o médico imediatamente e passar por uma avaliação. Também é aconselhável parar com a atividade suspeita de ser causa da LER.

trata-se de uma tendinite, tenossinovite ou outro tipo de doença causada por esforço repetitivo.

Estou com suspeita de LER. Que médico devo procurar?

Que significa DORT? Distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho. Qual a diferença entre LER e DORT? LER é a designação de qualquer doença causada por esforço repetitivo enquanto DORT é o nome dado as doenças causadas pelo trabalho. Alguns especialistas e entidades preferem, atualmente, denominar LER por DORT ou ainda LER/DORT. Quais os sintomas da LER ? Em geral dores nas partes afetadas. A dor é semelhante a dor de reumatismo ou de esforço estático, como por exemplo a dor causada quando se segura algo com o braço, por longo tempo, sem movimentá-lo. Há formigamentos e dores que dão a sensação de queimadura ou as vezes frio localizado.

A LER é causada somente pelo trabalho? Não, também podem ser causa de LER atividades esportivas que exijam grande esforço. Da mesma forma a má postura ou postura incorreta, compressão mecânica das estruturas dos membros e outros fatores podem causar LER.

A LER é uma doença nova? Não. Já na idade média era conhecida sob outros nomes, como por exemplo, a “Doença dos Escribas”, que nada mais era do que uma tenossinovite, praticamente desaparecendo depois da invenção da imprensa por Gutemberg. amazzini, em 1700, também, descreve a doença dos escribas e notórios. Em 1895 o cirurgião suiço Fritz de Quervain descrevia o “Entorse das Lavadeiras” , atualmente conhecida como Tenossinovite de De Quervian, um tipo de doença causada por esforço repetitivo. A LER, entretanto, acentuou-se demasiadamente na década de 1990, com a popularização dos computadores pessoais.

Quais as possíveis causas das lesões por esforços repetitivos? Podemos citar entre tantas outras, 1. posto de trabalho inadequado e ambiente de trabalho desconfortável 2. atividades no trabalho que exijam força excessiva com as mãos, 3. posturas inadequadas e desfavoráveis às articulações, 4. repetição de um mesmo padrão de movimento 5. tempo insuficiente para realizar determinado trabalho com as mãos. 6. jornada dupla ocasionada pelos serviços domésticos. 7. atividades esportivas que exijam grande esforço dos membros superiores.

8. compressão mecânica das estruturas dos membros superiores. 9. ritmo intenso de trabalho 10. pressão do chefe sobre o empregado 11. metas de produção crescente e pré-estabelecidas 12. jornada de trabalho prolongada 13. falta de possibilidade de realizar tarefas diferentes 14. falta de orientação de profissional de segurança e ou medicina do trabalho 15.mobiliário mal projetado e ergonomicamente errado. Quais as doenças decorrentes de esforços repetitivos? São diversas, a saber as mais comuns são: 1.tenossinovites, 2.tendinites, 3.epicondilite, 4.síndrome do túnel do carpo, 5.bursites , 6.dedo em gatilho,7.sindrome do desfiladeiro torácico, 8.síndrome do pronador redondo, 9.mialgias

O site epetitive-Strain-Injury.com recomenda que seja médico com conhecimento e especialização em LER/DORT, ortopedista, reumatologista ou neurologista. É comum o encaminhamento para fisioterapia depois de avalição médica. O epetitive-Strain-Injury.com também sugere os seguintes passos para a escolha do profissional de saúde: 1.qual a experiência que ele possui em LER? 2.qual sua eficiência no tratamento da LER? 3.como é o tratamento? LER por etapas: 1. Se a doença for identificada nesta fase, caracterizada por algumas pontadas, pode ser curada facilmente. 2. Dor mais intensa, porém tolerável, mais localizada, acompanhada de calor e formigamento. 3. Nem o repouso consegue, nesta fase, fazer com que a dor diminua por completo.

Incapacidade para certas funções simples.

4. Dores insuportáveis e só pioram tornado a parte afetada dolorida, sem força e deformada. O paciente tem depressão, ansiedade, insônia e angústia. A doença já não tem mais cura. Clique Saúde


Maio/2011

6 - Segundo Caderno

FERNANDA LARA FECHA CONTRATO COM A GRAVADORA NOVO TEMPO

A

cantora Fernanda Lara desde criança demonstrou interesse na área musical. Com o tempo, Fernanda buscou conhecimento para aperfeiçoar seu talento. Em 1997, a cantora iniciou parceria musical com o produtor Giordani Vidal, que também tinha inclinação à música desde os três anos de idade. Vidal estudou música clássica, vários tipos de instrumentos e especializou-se em piano. Desde então, o ministério musical desta dupla tem sido um sucesso! Sempre com o objetivo de divulgar o nome de Cristo, Sua graça, amor, perdão e salvação, o casal viaja bastante para levar esta men-

sagem através da música. O estilo musical da cantora Fernanda Lara caracteriza-se pela fusão entre o clássico bíblico e o contemporâneo, presente nas produções sonoras, o que é uma inovação na música cristã da atualidade. Em 2004, após sete anos de ministério, com três CDs gravados, o casal recebeu indicação para o Troféu Talento na categoria de “melhor CD independente e melhor arranjo musical” e obtiveram vitória! Com isto, foram reconhecidos pela Academia do Grammy Latino e convidados a serem membros votantes. No mesmo ano, foram indicados para o prêmio Grammy Latino na categoria “melhor álbum

cristão em português”. Agora, com quatorze anos de ministério, voltam às origens e em 2011 fecham contrato com a gravadora Novo Tempo. “Magnífico Deus” (CD e DVD), a ser lançado com o selo da Novo Tempo, é a expressão da gratidão a Deus pelo trabalho que Fernanda Lara e Giordani desenvolvem. O produtor buscou toda a qualidade técnica, reuniu os melhores profissionais e Fernanda Lara traduziu tudo isto com sua expressividade e voz. Um grande projeto de louvor e adoração para honrar o nome de Deus. Marketing e divulgação Gravadora Novo Tempo

Minyma Live, agora em São Paulo

M

inyma vem do Grego Mensagem, o objetivo do Minyma é fazer um trocadilho do Mínima (Pequena) com Minyma (Mensagem) sendo Pequenas Mensagens. Mensagens de Esperança, mensagens de alegria, amor, motivação e amizade Jesus veio à Terra para trazer mensagens de esperança, amor para todos. Cristo sempre esteve em comunhão com Deus e assim conseguiu se manter firme no propósito divino. Quando Jesus morreu nos deixou uma missão, a de levar as mensagens de Deus adiante. O Mínyma através de vídeos vem compartilhar e espalhar mensa-

gens para o seu dia-a-dia de maneira descontraída e pessoal, para que você se aproxime de Deus. Sobre o Minyma Live Você já pensou em um evento que fale do amor de Deus? Que você seja um elemento fundamental para que ele aconteça? Que a sua opinião seja um elemento ativo do programa? E, principalmente, um evento no qual os convidados sejam as pessoas que você quer que estejam lá? Onde seus amigos, mais distantes ou mais próximos, de você e de Deus, possam receber e contribuir com a mensagem? Esse evento agora existe, e nós o chamamos de Mínyma Live, uma

programação itinerante, transmitida de diferentes locais do mundo a cada três meses. Dedicado 100% ao público de língua portuguesa online, não importando onde você

mora, em que país você esteja, basta conectar-se à internet e compartilhar desse momento conosco. A cidade de São Paulo foi a escolhida para sediar o próximo

Mínyma Live. Iremos realizar o evento em um dos bairros mais nobres da cidade, a Vila Olímpia. A “Vila” como é chamada atrai muitos jovens pela diversidade de restaurantes, faculdades, lojas de carros esportivos, shopping center e pela fácil localização. Iremos utilizar o auditório da IASD VILA OLIMPIA. Será muito bom ter você conosco! Não perca, dia 20/05 às 20hs. Nesta edição o minyma Live contará com as presenças de: Expressão Vocal, Pr Alberto Nery, Tiago “Chapolin” Ramos e Priscila Belz (Psicóloga e integrante do grupo Nova Voz). www.minymalive.org

❘❙ Alegria da Criança

Eu só queria minha mãe Certa noite eu quis falar com Jesus, mas Ele me disse: “Agora estou muito ocupado” “É urgente!” , eu disse,” tratase de minha mãe!” “Calma ... agora não posso”, respondeu Ele suavemente. Entre chocado e desapontado eu bradei: “Está bem ! Com quem posso falar então?!?” “Comigo, mas não agora que estou tão ocupado”. Eu, doente e febril, tive que me conformar e aguardar o momento “certo” para falar com Ele. Sozinho, naquela cidade estranha, tudo que eu queria era

o abraço de minha mãe, naquele momento tão distante de mim. A febre deve ter se elevado tanto, que adormeci. Tive sonhos confusos e agitados, onde eu me via sendo envolvido pelos braços amorosos de minha mãe. Quando acordei, ensopado de suor, eu me sentia maravilhosamente bem. Tinha desaparecido a febre e toda aquela sensação de abandono. Lembrei-me que havia chamado por Jesus, mas não sabia exatamente se fora um delírio ou se Ele falara comigo realmente. Arrisquei, sentindo-me patético,

a chamá-Lo de novo: “Senhor! Agora é possível só responder-me a uma pergunta?” “Era só para saber se realmente falei com o Senhor. Agora não quero mais nada. Já estou bem. Quando O chamei, eu ia pedirLhe que me trouxesse minha mãe, mas o Senhor estava muito ocupado para atender ao meu chamado. Sonhei com ela e isso foi o bastante para curar-me”. “Sim, eu estava muito ocupado, atendendo alguém que tinha mais urgência do que você: Eu estava escutando sua Mãe que me pedia para levá-la até aí”.

Mães são Anjos de Deus ! Ser mãe é ter Deus no coração para colocá-lo no coração dos filhos. Abrace muito a sua mamãe, aproveite todos os momentos que puder junto dela e demonstrando amor, carinho e atenção. Ela ficará muito feliz e você também. Ótimas comemorações no dia das mães, mas uma vida bastante feliz ao lado de sua mãe. Aproveite enquanto ela está ao seu lado. Pode acontecer de,

um dia, sem você esperar, ela já não esteja mais viva. Aí é tarde demais. Com amor, Tia Celinha

Qual a diferença entre os exercícios AERÓBICOS e ANAERÓBICOS

T

odo mundo fala sobre exercícios aeróbicos e anaeróbicos, mas o que significam esses termos? Aeróbico ou anaeróbico está ligado ao tipo de metabolismo energético que está sendo utilizado preferencialmente. Isto não tem relação com os efeitos salutares dos exercícios. Ambos os tipos de exercícios podem ser de intensidade leve, moderados ou forte. No exercício aeróbico o oxigênio funciona como fonte de queima

dos substratos que produzirão a energia transportada para o músculo em atividade. O exercício aeróbico é um exercício de longa duração, contínuo e de baixa e moderada intensidade. Estimula a função dos sistemas cardiorrespiratório e vascular e também o metabolismo, porque aumenta a capacidade cardíaca e pulmonar para suprir de energia o músculo a partir do consumo do oxigênio (daí o nome aeróbico). São exemplos de exercícios aeróbios: caminhar, correr, andar, pedalar, nadar, dançar. Estes exercícios utilizam vários grupos musculares ao mesmo tempo. Nestes exercícios, a duração dos movimentos influencia mais do que a velocidade para caracterizar se a atividade é suave, moderada ou exaustiva. O exercício anaeróbico utiliza uma forma de energia que indepen-

de do uso do oxigênio, daí o termo anaeróbico. É um exercício de alta intensidade e curta duração. Envolve um esforço intenso realizado por um número limitado de músculos e há produção de ácido lático. São exemplos de exercícios anaeróbicos os exercícios de velocidade com ou sem carga, de curta duração e alta intensidade, como a corrida de cem metros rasos, os saltos, o arremesso de peso. Exercícios de força ou exercícios resistidos, com peso como a musculação também é considerada um exercício anaeróbico. Os movimentos que realizamos no nosso dia-a-dia são um misto de atividades físicas aeróbicas e anaeróbicas. Sempre citamos que um programa completo de exercícios deve apresentar os dois tipos de atividade física, para melhorar a resistência cardiorrespiratória, fortalecer músculos, desacelerar a perda de massa muscular

e evitar a perda de massa óssea, além de muito alongamento para manter e melhorar a flexibilidade muscular. Para perda de gordura corporal, ambos os exercícios (aeróbicos e anaeróbicos) produzem efeitos, pois ambos irão acelerar o metabolismo. Mas, o ideal é associar estes dois tipos de exercícios a dieta alimentar. Os exercícios físicos terão a função de acelerar o metabolismo. A dieta, de produzir um pequeno déficit calórico, obrigando o organismo a metabolizar as reservas de gordura. Do ponto de vista de substratos energéticos metabolizados durante o exercício, apenas o exercício aeróbico pode metabolizar gorduras para a produção de energia necessária ao esforço físico. Entretanto, esta quantidade é extremamente baixa em vista das quantidades necessárias em um processo de perda de gordura corporal. Além disso,

a maior queima de gorduras ocorre durante o período pós-exercício, fenômeno chamado “after burning”, que representa a queima de calorias que temos após o exercício. Tanto o exercício aeróbico, quanto o anaeróbico acarretam o “after burning”. Mas este processo tem maior amplitude após sessões anaeróbias. Valéria alvin igayara de souza Especialista em treinamento.


Segundo Caderno - 7

Maio/2011

❘❙ Psicologia

ESCAPE DA AUTOSSABOTAGEM Pode parecer absurdo, mas muitas vezes é você quem cria seus problemas e não consegue se livrar deles. Descubra como escapar do ciclo da autossabotagem

V

ocê está quase chegando lá, quase mesmo. Depois de anos esperando a promoção, basta mais uma demonstração de competência que a sala grande, com janelas, é sua. Você passa a noite preparando a apresentação e, quando chega à empresa, surpresa! Esqueceu o pen drive em casa. Lembra-se de alguma situação parecida? Pois se prepare para o que vai ler: esse é um caso típico de autossabotagem. Pode parecer meio idiota imaginar que você faça algo que possa prejudicá-la. Mas é isso o que acontece. Em maior ou menor grau, qualquer um tem seus momentos de autossabotagem. Mas algumas fazem disso seu modo de viver. “Quem se autossabota não consegue evitar estragar o próprio bem-estar repetidamente. Mesmo quando as coisas vão bem, faz algo que põe tudo a perder”, diz a psicóloga Lana Harari, de São Paulo. O termo autossabotagem foi criado pelos psicólogos americanos Steven Berglas e Edward Jones em 1978. Eles descobriram que um dos mecanismos mais comuns que levam a cometer um atentado contra si mesma é não se achar merecedora de algo. É como se, no fundo, sentisse que está conquistando algo ilicitamente. E isso pode acontecer no caso de uma promoção, de um bem novo, de um namorado. PISANDO NO PRÓPRIO CALO Mas onde nasce tamanha desconfiança de si mesma? “A chave está na autoestima baixa”, diz o psicólogo Marco Antônio De Tommaso, da Universidade de São Paulo. “Ser feliz parece gerar ansiedade e evocar ecos do passado que dizem ‘Não mereço ser feliz’.” As causas para esse descompasso normalmente estão relacionadas com a educação, e os principais culpados são os pais. Parece um tanto simplista, mas é isso que defende o livro O Ciclo da Auto-Sabotagem, de Stanley Rosner e Patricia Hermes, “Embora não se possa resumir tudo aos pais, eles acabam se tornando modelos de comportamento”, diz De Tommaso. Mas não se pode desprezar a influência dos colegas da escola, dos amigos da adolescência, de um chefe rabugento que minava sua autoestima. Padrões estabelecidos durante a vida — por mais destrutivos que sejam — acabam virando em nossa cabecinha perturbada o default de nossos atos. E mesmo quando percebemos que temos de mudar vêm outros sentimentos para colocar uma pá de cal nessas boas intenções: a culpa e o medo. Culpa de romper os modelos da infância. Medo de mudar e fracassar. , no fundo, sentisse que está conquistando algo ilicitamente. E isso pode acontecer no caso de uma promoção, de um bem novo, de um namorado. REPETINDO OS MESMOS ERROS Pelo raciocínio de Rosner e Patricia, a menina que viu a mãe humilhar

pode repetir o comportamento com o parceiro e sabotar o relacionamento. Ou reproduz-se na fase adulta um papel vivido na infância. Isso acontece, por exemplo, quando o pai morre muito cedo e à menina cabe a tarefa de consolar a mãe. Ela acha que sua missão de salvadora é eterna e buscará parceiros carentes a quem possa consolar. Aliás, a repetição é irmã siamesa da autossabotagem. Você sabe que algumas situações vão acabar mal, mas não consegue reverter o mau hábito: tornar-se fria sem motivo com aquele cara legal ou perder o voo da viagem que planejou durante meses. Parece absurdo pensar que pode fazer tanto mal a uma pessoa tão querida: você mesma. De forma inconsciente, claro, porque ninguém sai recitando por aí que quer ser infeliz. É difícil imaginar que sua pior inimiga está dentro do seu corpinho esculpido à base de exercícios e massagens redutoras. Então, é hora de dizer para essa megera “Saia desse corpo que ele não te pertence” e romper esse ciclo. O processo sempre passa pelo autoconhecimento. Muitas vezes é preciso terapia. Mas refletir também dá resultado. Algumas dicas vão ajudá-la a perceber se está se autossabotando e a tomar uma atitude. COMO QUEBRAR O CICLO Conheça alguns comportamentos e pensamentos típicos da autossabotadora

usufruir a satisfação de uma conquista.) Isso acontece porque em algum momento foi desvalorizada. Quando criança, porque não era muito boa nas competições de queimada; talvez por um chefe tirano, que a diminuía. “Ela pode não querer a promoção para proteger o marido, não se tornando mais bem-sucedida que ele”, diz Lana Harari. Quebre o Ciclo: O primeiro passo é refletir se suas dúvidas têm algum fundamento. Seja prática: pergunte a seus colegas e chefe. Se houver alguma deficiência, será que não pode ser resolvida? “Mas é importante se responsabilizar”, diz Eduardo Elias Farah, consultor de carreiras e professor da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. “Isso significa tomar consciência de que o que acontece é consequência direta dos seus atos, não azar ou destino.” Mais: é não ter medo das mudanças que novas conquistas trarão e se agarrar à parte de você que quer arriscar, que quer chegar ao pote de ouro no final do arco-íris. AMADA, EU? Às vezes é difícil imaginar como aquele cara se interessou por você. Resultado da baixa autoestima. Crianças que eram valorizadas pelo que conseguiam — boas notas, medalhas nos esportes etc. — tendem a achar que só serão amadas ao se mostrar poderosas ou extremamente autossuficientes. Só que essas características são as que, em geral, afastam muitos homens — ou atraem os errados.

SÍNDROME DA IMPOSTORA Quem sofre desse distúrbio não se considera capaz de cumprir as tarefas profissionais. Pior, faz parte de um grupo que sofre com a possibilidade de as coisas darem certo. Não tem a ver com incompetência; é uma percepção subestimada dos talentos. Fica o tempo todo com a sensação de que será desmascarada. (O que Freud explicou no artigo “Os Que Fracassam ao Triunfar”, mostrando que algumas pessoas não conseguem

O jornal Órion, é uma iniciativa de um grupo pessoas Cristãs comprometidas com a verdade, a informação e sobre tudo com a pregação do evangelho, cumprindo a ordem do mestre: Ide e pregai o evangelho a toda criatura e então vira o fim. Ao longo das suas 69 edições, o Jornal Órion tem trazido inúmeras matérias com diversos temas envolvendo todas as idades. Dispomos de vários escritores, juristas, jornalistas, pastores, médicos, enfermeiros, empresários e doutores etc. Pessoas que não têm medido esforços e tempo para ajudar ao próximo com as ricas matérias, tudo voluntariamente. Ao longo destes seis anos, temos inúmeros relatos de pessoas que foram alcançadas por esta ferramenta missionária: E hoje Eles fazem parte do grupo Semeador de Esperança.

Quebre o Ciclo: Se você está em um relacionamento que não funciona, é preciso tomar uma atitude. Diz o ditado que “se continuar fazendo o que está fazendo, continuará obtendo o que está obtendo”. Portanto, não se acomode. Coloque no papel todas as características comuns dos homens com quem se relacionou. Eram todos parecidos fisicamente ou psicologicamente? Como você agia com eles? Era sempre mandona, mãezona ou submissa? Analisando esses aspectos, você vai identificar os mecanismos que afastam as pessoas de você ou por que atrai sempre os caras errados. Se gosta daquele estilo moderno, de calça jeans, camiseta,

barba por fazer, que tal experimentar um mauricinho? Se costuma querer agradar o parceiro sempre, nunca dizendo não para não contrariá-lo, pode ser um bom momento de pensar no que realmente quer e dizer sim apenas para as coisas que a deixam feliz. É fato que alguns não vão gostar e você se verá sozinha. Mas e daí? EMAGRECI, AGORA VOU ENGORDAR Não há caso mais óbvio de autossabotagem do que passar fome durante a semana para caber na calça jeans e comer feijoada no sábado. E depois ainda ficar se lamentando: “Por que eu fiz isso?” Ora, porque você não quer emagrecer de verdade. É claro que cair em tentação uma

vez é mais do que normal. Mas a pessoa que sistematicamente detona a dieta, das duas uma: ou tem força de vontade zero ou não quer mesmo emagrecer. Nos dois casos, coloca uma máscara de coitada para não assumir as rédeas de sua vida. Quebre o Ciclo: Descubra como a gordura é útil às suas estratégias de se autossabotar. “Uma pessoa tímida, por exemplo, usa a gordura como proteção. E diz que não arruma namorado porque é gorda”, define Marco Antônio De Tommaso. A obesidade também é usada para mascarar a sexualidade, fugir da vida social etc. Você pode atacar por todas as frentes: emagrecer, melhorar a autoestima e tratar seus problemas de se relacionar com as pessoas. Ou mesmo se assumir uma gordinha feliz. Uma coisa é certa: a vida não é dividida em pessoas que vestem 38 e são felizes e as que vestem 46 e estão condenadas à infelicidade. A primeira providência é abolir o papel de vítima, encarar a vida e decidir se você quer ser feliz ou não, independentemente do tamanho da sua calça jeans. ESSE CARRO NOVO VAI DAR PROBLEMA O escritor irlandês Oscar Wilde costumava dizer que no mundo há somente duas tragédias: uma é não ter o que se quer; a outra é ter. “Muitas vezes a pessoa até formula desejos saudáveis, mas inconscientemente não resolveu sua relação consigo mesma e, por isso, não consegue ser feliz e desfrutar dos resultados positivos”, explica Lana Harari. Comprar um carro zero pode parecer uma grande conquista, mas há o medo inconsciente de que não vai acabar bem. A certeza de que algo ruim irá acontecer — e pode ser com o carro novo, com a viagem tão esperada ou a festa-surpresa para a amiga — é tão grande que é melhor precipitá-lo para acabar logo com a angústia. Ou seja, em vez de aguardar que a coisa ruim aconteça, a pessoa toma as rédeas da situação. Isso pode significar bater o carro antes de fazer o seguro, desmarcar a viagem ou deixar o lindo bolo se espatifar no chão ao levá-lo à mesa. Quebre o Ciclo: Por mais incrível que possa parecer, coloque na sua cabeça que você merece. Sem culpa. “O inconsciente é como uma criança dentro de nós que segue o que chamamos de princípio do prazer, ou seja, quer somente satisfazer seus desejos. Mas o lado adulto, consciente e racional, não aceita os próprios desejos infantis, gerando um descompasso”, explica o psicanalista Roberto Dantas, de São Paulo. Deixe a criança solta, aceite a felicidade que bate à sua porta sem questioná-la, sem deixar que a culpa dê um chega pra lá na satisfação. Repita para você mesma ‘Eu mereço’ todas as vezes que acontecer algo bom e não tenha pudores em estampar um sorriso enorme de satisfação no rosto, daqueles de dar cãibra nas bochechas. Ivonete Lucirio

O Órion é um mensageiro silencioso, e muitas pessoas têm usado-o como contato missionário, suas páginas têm libertado inúmeras pessoas das dúvidas, trazendo paz de Espírito e esperança no futuro. Este periódico mensal, por ser uma ferramenta missionária não pode ser negociado ou vendido, sua distribuição é gratuita e os anunciantes ofertam o que podem. Podemos dizer até aqui o Senhor tem nos ajudado. Precisamos de ofertas, de pessoas comprometidas com a pregação do evangelho, portanto precisamos da sua ajuda financeira, não importa o valor a ser depositado, Deus abençoa aquele que dá com alegria. Seja um SEMEADOR DE ESPERANÇA, A JUDE A SALVAR VIDAS. Juntos seremos mais fortes.


Maio/2011

8 - Segundo Caderno

❘❙ Turismo

❘❙ Vida e Saúde

Alergia

Foz do Iguaçu

Novos tratamentos para acabar com a sinfonia de atchins e problemas de pele

F

oz do Iguaçu fica a Oeste do estado do Paraná em divisa do Brasil com a Argentina e o Paraguai. A cidade é apontada como um dos pontos turísticos mais visitados no Brasil. Em Foz do Iguaçu tem se muita coisa para fazer, sendo que é uma cidade com uma ampla infra–estrutura contando com Centro de convenções, hotéis de ótima qualidade, uma gastronomia bem variada, além de suas lojas e seus dotes naturais, pelo qual apresentaremos um pouquinho agora! Um dos pontos turísticos mais bem explorado em Foz do Iguaçu são as Cataratas do Iguaçu. As Cataratas do Iguaçu estão localizadas dentro do Parque Nacional do Iguaçu, a aproximadamente a 20 minutos do centro da cidade. Deu se a sua formação por volta de 150.000.000 de anos, sendo considerada a “oitava maravilha do mundo”. Essas belas águas nascem do Rio Iguaçu até o Foz do Iguaçu, onde formam 275 saltos com altura em média de 60mts. Que transforma se em arco íris produzindo um show perfeito de luzes e cores naturais. Já nos Voos Panorâmicos...ah...dá para avistar de helicóptero o Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas, apreciando se de maneira bem ampla as esplendidas quedas das Cataratas e a espessa mata do Parque Nacional, onde fica uma das maiores reservas florestais do sul do Brasil.(No Parque Nacional os visitantes podem fazer trilhas rafiting, rapel, escaladas, passeios de barco entre outros). No voo panorâmico os visitantes tem a opção também de observar bem

O

Itaipu Binacional (A maior hidroelétrica do mundo em sua categoria), Foz do Iguaçu e Marco das Três Fronteiras (belisco que estabelece os limites dos territórios do Brasil, Paraguai e Argentina). Os serviços de voo panorâmico são fornecidos por uma empresa super qualificada com experiência de mais de 30 anos. E para quem gosta de esportes além dos radicais, tem a opção de relaxar no Iguassu Golf& Resort, um lugar para os adeptos a prática do Golf. Há também a Pesca Esportiva onde os visitantes da cidade pescam nos rios Paraná e Iguaçu. Todos os anos é realizada no rio Paraná a prova aberta Internacional de Pesca ao Dourado. Paralelamente ao campeonato de pesca é realizado o Concurso do Dourado Assado sendo um evento gastronômico. A Ponte da Amizade é outro ponto turístico em Foz do Iguaçu muito conhecida pelos turistas que tem o acesso rodoviário entre Brasil e Paraguai. A ponte foi construída para o melhor acesso entre os dois países, a ponte foi arquitetada tanto para a rodovia como para a Navegação por isso foi construída com uma extensão de 552,40 mts e um vão livre de 303 mts, o maior do mundo em obra de concreto, até então

❘❙ Ciência e Tecnologia

Anatel homologa o iPad 2 no Brasil Novidade abre caminho para a chegada da segunda versão do tablet da Apple – que é mais leve e tem câmera para videoconferência – ao mercado brasileiro

A

o contrário da primeira versão, que levou quase oito meses para chegar ao mercado brasileiro, o iPad 2 não deve demorar muito para ser lançado no País. É que a Anatel acaba de homologar as versões Wi-Fi e Wi-Fi + 3G do equipamento, de acordo com os documentos do processo obtidos pela Macworld Brasil. O mais recente tablet da Apple precisa receber a homologação por utilizar mecanismos de radiofrequência - conexão Wi-Fi e 3G. De acordo com a resolução 242 da Anatel, “a empresa ou pessoa que vender produto não homologado que seja passível de homologação está sujeita a multa e providências para apreensão”. Vale lembrar que a homologação não significa a chegada imediata do equipamento às lojas. Mas, agora, só depende da Apple - e de seus estoques. Apesar de a unidade brasileira da fabricante ainda não confirmar a data de lançamento do tablet no País, o iPad 1 chegou às lojas brasileiras cerca de três meses depois de ser homologado. Anunciado por Steve Jobs, e lançado dia 2 de março nos Estados Unidos, o iPad 2 traz câmeras para videoconferência e é mais rápido, leve e fino que o modelo original, que vendeu cerca de 15 milhões de unidades em apenas 9 meses. No seu lançamento, o iPad 2 (que tem preços a partir de 499 dólares) gerou grandes filas, tanto no mercado norte-americano quanto na Europa. Na Inglaterra, consumidores chegaram a ficar 33 horas na fila para comprar um. Poucas horas após começar a ser vendi-

do oficialmente nos EUA, a loja online da Apple já estava com seus estoques iniciais esgotados. No dia 25 de março a Apple lançou o equipamento em mais 25 países e anunciou a chegada do produto em abril a outras regiões, como Coreia, Cingapura e Hong Kong. Apesar de não aparecer entre os países que receberão o aparelho em abril, a chegada ao País nessa data não está totalmente descartada, já que o comunicado da Apple cita “outros países”, sem entrar em detalhes. Na lista dos países que receberam o produto no dia 25 estão Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, França, Itália, México, Luxemburgo, Nova Zelândia e Inglaterra, entre outros. Havia a expectativa de que o lançamento fora dos Estados Unidos fosse adiado, por conta das fortes vendas no país, o que acabou não acontecendo. Segundo estimativas da Samsung, que vende o Galaxy Tab no País, devem ser comercializados 400 mil tablets em 2011. De olho em um iPad 2? O tablet da Apple, lançado no dia 11 de março nos Estados Unidos, chega a mais 25 países. Se você vai viajar para o exterior, ou pensa em investir seu rico dinheirinho em um dos anúncios de sites como mercado livre, que já oferecem o produto no Brasil antes do lançamento oficial (ainda sem previsão), vale conferir nossas dicas, que podem evitar uma compra errada ou gastos desnecessários. Daniel dos Santos e Luiz Mazetto, Macworld Brasil

com 13,50 metros de largura e altura de 78 metros, a partir do fundo do rio e 32 metros acima do nível da água. Para se divertir á noite os visitantes podem dar um pulinho nos cassinos do Paraguai, e até fazer umas boas compras aproveitando assim, ótimas lojas em Foz do Iguaçu ou no país ao lado (Paraguai), onde encontrará roupas, calçados e souvenirs. Para adquirir souvenir e artesanatos, os visitantes têm várias opções de lojas nos corredores e atrativos turísticos. No centro da cidade podem ser encontradas boas lojas, sendo que algumas ficam abertas até ás 20h e também aos domingos pela manhã. Já no Paraguai encontram-se as melhores marcas do mundo, sendo possível comprar cremes, perfumes, relógios, bebidas e eletrônicos com preços muito acessíveis. A cota é de U$ 300 por pessoa e acima desse valor deve ser recolhido imposto na aduana. Em sua gastronomia típica, destaca-se o dourado assado, feito aberto, na grelha, com temperos e guarnições variados. As carnes de peixe podem ser encontradas em diversos restaurantes da cidade. Ilhado.com

s termômetros registram as quedas de temperatura, trazendo com isso os casacos grossos, botas de cano alto, chocolate quente e também espirros, olhos lacrimejantes e coceira. Sinal das desagradáveis alergias, que costumam incomodar bastante a vida da gente nessa época do ano. Para alegria dos alérgicos, a Medicina está sempre em busca de melhorias nos tratamentos já existentes e de novas soluções. Para saber o que há de novidade na área, o Bolsa de Mulher conversou com o alergologista João Negreiros Tebyriçá, diretor presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), e a imunologista Ana Paula Beltran Moschione Castro, diretora secretária adjunta da associação.

Alergias respiratórias Para os asmáticos, que sofrem com a falta de ar, há uma terapia considerada revolucionária por Tebyriçá: a injeção anti-IgE. “A IgE, ou Imunoglobulina E, é o anticorpo responsável pelas reações alérgicas. A injeção bloqueia justamente a ação da IgE”, explica o médico. Por ser algo totalmente novo, o custo ainda é salgado: o valor de uma injeção mensal varia de R$ 3 mil a R$ 6 mil. “Em casos de asmas mais graves, os pacientes podem conseguir autorização dos planos de saúde e do SUS para realizar o tratamento sem custo”, ressalta o especialista. A imunoterapia, as populares vacinas, e o spray de corticóide fazem uma parceria eficaz no combate às alergias respiratórias. Hoje, os alérgenos - substâncias capazes de desencadear uma reação alérgica - estão sendo purificados no processo de fabricação das vacinas, que é “realizado nos laboratórios de pro-

dução por meio de equipamentos específicos”, segundo a imunologista da ASBAI. O diretor presidente acrescenta: “Isso dá uma maior eficácia ao tratamento e diminui o risco. Em cem anos de pesquisas e trabalhos sobre vacinas alérgicas, tivemos avanços significativos”. O tratamento é considerado um passo importante no controle das crises alérgicas, como as rinites, caracterizadas pelos intermináveis ataques de espirro, coceiras no nariz e coriza abundante.

Alergias cutâneas Para quem sofre com pequenas bolhas, manchas vermelhas, casquinhas e muita coceira na pele durante esse período, Tebyriçá explica: “Algumas pessoas têm a dermatite alérgica atópica, que é um problema de alergia associado a alterações na barreira cutânea. Essas pessoas produzem proteínas mais permeáveis à água e, com isso, têm mais facilidade de desidratar e ressecar a pele”. Existe um produto de uso diário da mulher que recentemente foi atestado como eficaz no tratamento de algumas alergias cutâneas: o bom e velho hidratante. “Dependendo do caso, apenas a hidratação resolve o problema da dermatite. Para os mais graves, pode-se unir o hidratante à imunoterapia”, revela o especialista. Em outros tipos de alergias cutâneas, como as dermatites de contato, vale fazer uso dos cremes à base de corticosteróides. Vantagem também para os alérgicos é a nova composição dos anti-histamínicos. “Eles agora não dão mais sonolência, podem ser usados por períodos prolongados”, diz Tebyriçá. Carol Meneses


Jornal Orion