Page 1

Segundo Caderno - 1

Fevereiro/2011

IDEIA PARA ADOLESCENTE

FEVEREIRO/2011 - Ano VI - Nº 66 - www.jornalorion.com - Edição Mensal - Distribuição Gratuita - Não pode ser distribuído separadamente

A ERA DO EXCESSO Jornais, TV, rádios e internet promovem um verdadeiro bombardeio de informações. O QUE FAZER COM TANTA INFORMAÇÃO?

Página 2

BRINCAR FAZ BEM À SAÚDE!

Conheça Búzios

Entenda a importância da brincadeira na vida de seu filho!

Distante cerca de 180 km a noroeste do Rio de Janeiro, Búzios hoje é um destino turístico internacional. Quem vive em Búzios é naturalmente feliz. Quem passa uns dias em Búzios compreende porquê. No mar, nas praias ou na cidade, a atmosfera perpassa algo de místico, respira-se uma doce e feliz tranquilidade, faz-se as pazes com o espírito e com o mundo.

Página 3

Página 8

29 melhores coisas para fazer por seu corpo agora! Você já parou para calcular quanto consome de fibras por dia? Mulheres de 20 a 30 anos precisam de 25 a 30 gramas diárias, mas a maioria passa longe dessa conta. Para deixar seu intestino feliz, coma duas fatias de pão integral, oito colheres (sopa) de arroz integral, dois pratos de hortaliças e três frutas – todos os dias! Uma fonte fácil e prática? Cereais matinais com alta concentração de fibras (pelo menos 5 gramas por porção).

Página 4

Idosos brasileiros formam um grupo de 15 milhões de consumidores mal atendidos Página 6


Fevereiro/2011

2 - Segundo Caderno

A era do excesso Jornais, TV, rádios e internet promovem um verdadeiro bombardeio de informações. O que fazer com tanta informação?

I

nformação em jornais, TV, rádios e internet. O que é notícia pela manhã já está ultrapassado na metade do dia. Todas as mídias, constantemente, estão transmitindo informações para a mente do jovem. E até mesmo mídias alternativas, como celular e internet, oferecem uma enorme quantidade de conteúdo minuto a minuto. No fim do dia, depois desse bombardeio, alguém pode até refletir e questionar se tudo o que lhe foi oferecido era realmente necessário. E isso não se refere apenas ao público jovem. Toda a sociedade convive com excesso de informação. A constatação de que informação em excesso está confundindo a cabeça do jovem foi confirmada por uma pesquisa promovida pela Editora Abril Jovem, apresentada no início do mês de novembro a mais de 700 publicitários em um en-

contro em São Paulo. Denominada “Novos consumidores”, a pesquisa revelou a tendência de consumo do brasileiro entre 8 e 24 anos: um jovem apressado, ansioso por novidades, preocupado com o bem-estar, que valoriza seu país, desconfiado devido à gigantesca quantidade de informação que recebe e que, por isso, requer filtros de informação. Cerca de 750 jovens das classes A e B de São Paulo, Rio de Janeiro e Ribeirão Preto foram ouvidos na pesquisa e divididos em dois grupos e ficou provado que, mesmo entre os jovens, a influência entre amigos é muito forte. Os dois grupos compõem o que os pesquisadores chamaram de “geração seleção”. Jovens que não querem mais perder tempo e não mais celebram a democratização da informação. Ao contrário, sentem-se atordoados e não sabem o que fazer com o que lhes foi oferecido. “O jovem recebe informação o tempo todo. Mas ele já deseja e precisa de uma pessoa que as selecione e faça para ele um processo de separação, indicando o que é realmente relevante. Um exemplo clássico dessa sobrecarga é simples. Basta acessar o site de pesquisa Google, digitar a palavra “maçonaria”, e cerca de 910 mil páginas sobre o assunto serão abertas. Mas qual delas é confiável?”, questiona a diretora de Redação da Abril Jovem, Brenda Fucuta, coordenadora da pesquisa.

Segundo ela, os jovens querem marcas e conteúdos que os ajudem a filtrar a informação e o mundo. Ou seja, para eles, milhares de informações na internet não ajudam, na verdade, atrapalham. O jornalista Gilberto Dimenstein, por sua vez, defende a idéia de que nesta nova etapa da comunicação, a imprensa deveria rever seus conceitos e ao invés de apenas noticiar, deveria contextualizar, criando um processo mais rigoroso de seleção e recriando uma linguagem que mescle comunicação e educação. “O comunicador terá de ir além da clareza das matérias. Educadores e comunicadores ficarão mais próximos no esforço de converter informação em conhecimento, transformando algo útil para os indivíduos”, explica. Publicitário e microempresário, o mineiro Rafael Fonseca, 23 anos, passa por esse desafio todos os dias. Ele busca manter-se atualizado pela internet e alguns programas específicos de TV. “Só busco informações que são importantes para me sustentar, profissional e espiritualmente”, afirma. Fonseca acredita que o jovem precisa ter a mente de Cristo para saber reter o que é bom nesse processo de intensa oferta de informações. “Além disso, o jovem cristão precisa bombardear a sociedade com novas informações sobre o caráter transformado que ele tem”, diz Rafael. Esse processo de seleção da informação é defendido por Silvia Maria de Oliveira, com mestrado em Gestão Tecnológica. Ela acha necessário ter a consciência do que se quer fazer com o grande volume de informações. Nesse

primeiro momento, segundo ela, deve existir um descarte do que é útil e o que não é. “A informação em si não tem significado. O que torna uma informação valiosa é a capacidade de usá-la. A mesma informação pode ter muito valor ou nenhum. Tudo depende de quem é o receptor desta informação. O conhecimento agrega um peso a qualquer informação”, analisa Silvia, desmistificando a idéia de que informação é poder. Para o diretor da Mocidade para Cristo (MPC), Marcelo Gualberto, vivemos hoje a ditadura da informação que se contrapõe “à paz da ignorância” dos tempos passados. Segundo ele, na década de 1970, os jovens tinham menos acesso ao que acontecia, no entanto, a cultura do homem globalizado fez com que também fosse criado o mesmo processo cultural de alienação. “A desinformação também é alienan-

te. A palavra-chave continua sendo o equilíbrio. A própria Bíblia nos adverte a examinar tudo e reter o que é bom”, aconselha. Gualberto orienta as igrejas e líderes a elaborarem um filtro, usando como base a Bíblia Sagrada. Se os jovens de hoje estão exigentes, buscando muito mais que diversão e arte, conforme revela a pesquisa, vale atender essa nova perspectiva no processo de comunicação. Ao receber tanta informação, um receptor, seja de qualquer idade, pode muito bem identificar, assimilar, questionar, selecionar, ignorar e aproveitar melhor o seu tempo. Para isso, poderá ser mais bem-sucedido se tiver ajuda e bom critério de alguém que saiba reter o que pode ser válido e construtivo, desembaralhando assim a mente de muita gente confusa. Ana Cleide Pacheco

Jovens adventistas participam da Campus Party

E

m São Paulo, internautas de todo o Brasil se reuniram em um dos maiores eventos de tecnologia e conhecimento digital do mundo, a Campus Party. O encontro com 6,8 mil participantes acontece uma vez por ano e, no Brasil, esta é a quarta edição que teve início na última segunda-feira, 17 de janeiro, e terminou nesse domingo, 23 de janeiro. Hospedados em barracas distribuídas pelo patrocinador, a maioria dos campuseiros ficaram acampados por cinco dias no Centro de Exposição Imigrantes, inclusive alguns adventistas. Segundo Bruno Paiva, designer de animação da TV Novo Tempo, o evento se popularizou, mas mesmo assim, manteve a proposta. “A Campus Party 4 não deixou a desejar com relação aos anos anteriores, a conexão estava alta mesmo com a quantidade de gente maior, o evento deixou de ser aquele “clubinho” de blogueiros e nerds que tinha uma novidade pra contar e um lugar pra se encontrar” conta. Além da rede super veloz de 10Gbps disponibilizada no local, a feira também contou com palestrantes de peso, como exvice-presidente dos EUA, Al Gore, Steve Wozniak um dos fundadores

da Apple, Deive Pazos da Azaghal e Alexandre Ottoni do site Jovem Nerd, Jon “Maddog” Hall , diretor executivo da Linux Internacional e Kul Wadhwa, diretor administrativo da Wikimedia Foundation. O que te trouxe aqui pela segunda vez consecutiva na Campus Party ? “É uma festa tecnológica onde tem direito a internet banda larga, contato com pessoas antenadas e de quebra muito conteúdo. São palestras e oficinas com personalidades que entendem do assunto, além de celebridades internacionais que vêm acrescentar muito aos jovens que estão aqui para compartilhar e lutar por um futuro melhor. Um super investimento para quem quer começar o ano a todo o vapor”, responde Heloisa Zambianco, estudante de publicidade e propaganda do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp). Enquanto todos procuram um mundo melhor, os jovens adventistas estavam lá para aprender novas técnicas para melhor comunicar ao mundo do advento. Os pastores Diego Barreto e José Flores Junior

são os idealizadores do Biblecast, o podcast semanal com assuntos da Bíblia apresentado de forma descontraída. Em 10 meses de existência o fluxo de downloads varia entre cinco mil a dez mil downloads regulares. Diego Barreto afirma que com uma ferramenta destas em mãos mais o êxito até aqui alcançado a Campus Party é uma grande oportunidade. “Oportunidade de inovar

❘❙ Ser Feliz

Semear Quem planta árvores, colhe alimento. Quem semeia flores, colhe perfume. Quem semeia o trigo, colhe o pão. Quem planta amor, colhe amizade. Quem semeia alegria, colhe felicidade. Quem planta a vida, colhe milagres. Quem semeia a verdade, colhe confiança. Quem planta fé, colhe a certeza.

Colhemos aquilo que plantamos... Quem semeia carinho, colhe gratidão. No entanto, há quem prefira, Semear tristeza e colher desconsolo. Plantar discórdia e colher solidão. Semear vento e colher tempestade. Plantar ira e colher desafeto. Semear descaso e colher um adeus... Plantar injustiça e colher abandono. Somos semeadores conscientes,

Espalhamos diariamente milhões de sementes ao nosso redor. Que possamos escolher sempre as melhores, para que, ao recebermos a dádiva da colheita farta, Tenhamos apenas motivos para agradecer. Autor Desconhecido

o conteúdo para a audiência já conquistada, alcançar novos ouvintes, divulgar a igreja Adventista e fazer contatos importantes para enriquecer o conteúdo do programa”, diz. “Foi um sucesso. Logo na fila que durou horas, tive o privilégio de testemunhar minha função pastoral aos amigos feitos ali naquele momento. Não esperavam encontrar ali, um pastor e um amigo. Tenho certeza absoluta que falei de Deus ali para

pessoas que não ouviriam sobre ele, muito menos daquela maneira, em oportunidades comuns”, comemora Diego. Diego Barreto conta que na Campus Party conversou com Alexandre Ottoni do site Jovem Nerd, o autor do maior e mais popular podcast do Brasil, o Nerdcast com mais de um milhão de acessos mensais. Entrevistou famosos da blogosfera como Maurício Saldanha, crítico de cinema; Eduardo Spohr, jornalista e autor do livro “A Batalha do Apocalipse”, que desde o início de 2010 desponta como o livro mais vendido de ficção na revista Veja. “O mais interessante foi descobrir, que as pessoas estão mais ávidas por Deus e por assuntos teológicos do que podemos sonhar. Prova disso é que além de divulgar o BibleCast para uma centena de pessoas. Recebemos o convite para gravar um programa com o Alexandre Ottoni para falar sobre Deus”, conclui. Ingrid Oliveira


Segundo Caderno - 3

Fevereiro/2011

❘❙ Ministério da Mulher e da Criança

Brincar faz bem à saúde! Entenda a importância da brincadeira na vida de seu filho!

O

que vivemos hoje em nossa sociedade é uma completa transformação do modo de se viver em família. Com isso, as relações entre pais e filhos mudaram. A sociedade mudou. E essas mudanças influenciam, de forma direta, na educação de nossos filhos. Um exemplo conhecido é aquele que, quanto mais atividades a criança abranger (inglês, natação, entre outras), melhor será para a sua formação. Porém, é importante lembrar que toda criança precisa de tempo livre para brincar. “Brincar facilita o crescimento e, portanto, a saúde”, já alertava o conceituado pediatra e psicanalista inglês Donald Woods Winnicott. Através da brincadeira é possível descobrir os limites do corpo, afinar a afetividade e, por que não, lidar com as frustrações. É justamente por causa da importância dessa atividade para a criança que um elemento especial precisa merecer a atenção dos pais: o brinquedo. Brinquedos modernos Em 30 anos houve um “boom” na tecnologia. Mudanças que pedem a atualização quase que diária de pais e mães. E o mercado de brinquedos tenta acompanhar esse novo quadro, com novidades cada vez mais sofisticadas e elaboradas para as crianças do século XXI. A introdução da criança ao mundo tecnológico, porém, acontece de forma cada vez mais precoce. Segundo a psicóloga clínica Maria Lucia Paiva, existe sim uma gama de jogos e sites muito educativos, que mexem com o raciocínio rápido dos pequenos. Mas na infância é muito importante que a criança tenha a oportunidade de experimentar diversas possibilidades de aprendizagem, multiplicando o prisma

de suas relações, não se limitando apenas a jogos eletrônicos ou televisão. Brincando com os filhos Os pais, muitas vezes, para agradar, acreditam que a quantidade de brinquedo é a melhor forma de suprir a necessidade de seus filhos. O mais importante, no entanto, é que exista um espaço e o respeito de deixar a criança brincar livremente. “Criança deve ter horário de criança e espaço de criança e, podar ou cortar bruscamente uma brincadeira, sem explicação aparente, é desrespeitar essa possibilidade de brincar” conclui Lucia. Lembrar de uma brincadeira da infância e propor ao seu filho também é uma alternativa muito interessante e deve ser feita com total espontaneidade. O prazer de brincar, de ensinar uma nova brincadeira, deve acontecer naturalmente, senão torna-se mecânico e não existe continuidade. Bater um bolo, por exemplo, pode se tornar uma gostosa e divertida brincadeira entre pais e filhos e é importante que a criança sinta que a situação é divertida para os dois. Assim, percebe-se claramente que as velhas e boas brincadeiras são passadas intuitivamente de geração para geração. Por esse motivo, jogar bola, empinar pipa, ou mesmo brincar de boneca são situações corriqueiras para as crianças de hoje. A proposta é simples e gostosa; a possibilidade dos pais viverem seu lado criança com seus filhos. Experimente, não há nada melhor. As brincadeiras para cada fase Com orientação e explicações de Maria Ângela Barbato Carneiro, professora da Faculdade de Educação e coordenadora da brinquedoteca da PUC/SP.

Bater um bolo, por exemplo, pode se tornar uma gostosa e divertida brincadeira entre pais e filhos e é importante que a criança sinta que a situação é divertida para os dois. Assim, percebe-se claramente que as velhas e boas brincadeiras são passadas intuitivamente de geração para geração. Por esse motivo, jogar bola, empinar pipa, ou mesmo brincar de boneca são situações corriqueiras para as crianças de hoje.

De 0 a 12 meses Desde cedo o bebê brinca com o próprio corpo. Como levam tudo à boca, os mordedores de plástico e bonecos de pano laváveis são uma boa opção nesta fase. Os móbiles de berço ajudam no desenvolvimento da visão e percepção e os chocalhos, enfeites com som ou guizos, estimulam a atenção auditiva. Brinquedos flutuantes, sem arestas e grandes, para a brincadeira durante o banho, são pura diversão para a criança.

e na areia, como os baldinhos. Blocos e jogos de empilhar peças grandes também são indicados porque estimulam a criatividade e a coordenação. A partir dos 2 anos e meio começam a aparecer as brincadeiras de encaixe, caminhão que puxa, bonequinhas, bichinhos contextualizados, desenvolvimento visual perceptivo, motricidade fina, lateralidade e brincadeira de roda com movimento a partir dos 3 anos.

De 1 ano a 3 anos A partir de 1 ano a criança já começa a andar e os brinquedos de apoiar e empurrar, como o cavalinho de madeira, são muito úteis no apoio aos movimentos e no equilíbrio da criança, que passa para a posição ereta. Boa fase para o desenvolvimento da criatividade: pintar com dedo, impressão das mãos e pés no papel ou na cartolina, peões, bonecas de pano e bichos de pelúcia, além de caixas, arcas e baús, que permitem que os pequenos tirem e guardem objetos e brinquedos que podem ir na água

De 4 anos a 6 anos Nesta fase, as crianças começam a imitar as relações do cotidiano e aproveitam para expressar o que sentem. É a fase simbólica, do fazde-conta. As bonecas viram filhas, a criança começa a pular corda, trabalhar com dobradura sofisticada, brincar com jogos eletrônicos, bolhas de sabão, pipa de jornal, figurinhas. Os caminhões ganham opções mais atrativas. Como nesta fase os pequenos adoram histórias, livros com figuras devem começar a ser utilizados e os fantoches são essenciais para estimular a ima-

ginação. As histórias contadas ou representadas devem ser repetidas várias vezes para que a criança compreenda e se sinta segura. Acima de 6 anos Fase da alfabetização e momento de introdução às atividades intelectuais como quebra-cabeças, dominó, cartas e legos mais elaborados. Laboratório de química, marcenarias, jogos de memória e jogos de informática ajudam no raciocínio lógico. Também são indicados os skates, bicicletas, pipas, objetos voadores, ping-pong e bumerang, que ajudam na coordenação motora. Jogos de regras são excelentes nesta fase para relacionamento social: normas, espera da vez, perder e ganhar e ritual de colocar as peças no tabuleiro. As crianças também podem inventar e respeitar as regras criadas, o que ajuda na resolução de conflitos. As bonecas ganham formas femininas e os bebês começam a ser substituídos por bonecas do tipo Barbie. Yeda Timerman

Qual o cartão de crédito ideal para você?

A

escolha do cartão de crédito ideal vai depender, sobretudo, da forma como você pretende usar o seu cartão. Afinal, cada um de nós se comporta de uma forma distinta quando sai às compras e usa o seu dinheiro de plástico. Seja sincero consigo mesmo e responda: como você tem usado o seu cartão? Como mais uma conveniência, de forma que ele funciona quase como um meio de pagamento alternativo ao cheque, ou você é daqueles que frequentemente financia parte das suas compras no cartão? O cartão é mais uma conveniência? Se você respondeu afirmativamente a esta pergunta, então você é daqueles que pagam o total da sua fatura no final de cada mês. Para você, a taxa de juro não é um fator decisivo na escolha de um cartão de crédito, afinal ao pagar integralmente a fatura você nunca usa a opção de crédito do cartão. Para você o cartão permite administrar melhor os seus pagamentos, já que só precisa efetuar alguns

pagamentos na data da fatura, o que não seria possível na compra com dinheiro, por exemplo. Se você faz parte desse grupo, escolha um cartão cuja anuidade seja a mais baixa possível. Talvez você não saiba, mas alguns cartões sequer cobram taxa de anualidade. Por outro lado, você pode preferir pagar anuidade, em troca da possibilidade de receber alguns benefícios, como por exemplo, milhagem, prêmios etc. Mesmo assim faça as contas, pois pode ser que o benefício anunciado não compense a taxa de anuidade, ou o fato dos juros serem mais elevados. O cartão é uma fonte de crédito rápido? Em geral quem faz parte deste grupo opta por pagar apenas o valor mínimo exigido (em geral cerca de 20% do total da fatura). Quem pertence a esse grupo deve dar preferência aos cartões que oferecem a menor taxa de juro. Afinal, ao pagar apenas o mínimo exigido pela operadora, você está constantemente usando o cartão como uma forma de financiamento,

sendo que a sua dívida crescerá em função dos juros cobrados. Mas fique atento! Muitas instituições oferecem taxas de juros bem mais baixas que as praticadas pelo mercado, mas essas taxas só são válidas por um período determinado de tempo. Uma vez terminado esse período, as taxas aumentam para níveis muito mais altos do que os praticados pelo mercado. Se você for capaz de quitar sua dívida antes dessas taxas serem praticadas, então não há problemas. O cartão é um pouco dos dois? Se na maioria das vezes você paga o total da sua fatura, mas em alguns meses acaba pagando só uma parte, então você se encaixa nesse grupo. Na maioria dos casos, essas pessoas tendem a zerar sua dívida em poucos meses, e é por isso que são conhecidas como tomadores de crédito esporádicos. Se você faz parte desse grupo, então não vai ser tão fácil decidir qual o melhor cartão de crédito para você. A escolha vai depender da frequência com que você usa o cartão para se financiar. Um bom exercício

é comparar o quanto você pagou em juros no ano passado, com o que pagou de taxa de anualidade. Caso os dois gastos sejam similares, então você deve pesquisar por cartões de crédito com taxas semelhantes, mas que não cobram anualidade.

Se os gastos com juros foram mais elevados, então sua melhor escolha é procurar um cartão que cobra a mesma anualidade, mas com uma taxa de juros inferior. InfoMoney


Fevereiro/2011

4 - Segundo Caderno

29 MELHORES COISAS PARA FAZER POR SEU CORPO AGORA! Previna agora, relaxe depois 1. Não dê ouvidos Você não abre mão do seu MP3 e adora ouvir música no volume mais alto? Seu ouvido poderá sofrer as consequências mais cedo do que você imagina. Um estudo do Scientific Committee on Emerging and Newly Identified Health Risks (um comitê que investiga novos riscos para a saúde), mostrou que as pessoas que escutam cinco horas por semana de música alta (acima de 85 decibéis, o limite indicado), usando fones de ouvido, podem apresentar perdas auditivas irreparáveis. O pior: os efeitos danosos surgem em apenas cinco anos. O problema, segundo os cientistas, é que muita gente utiliza os aparelhos portáteis no volume máximo — alguns chegam a 114 decibéis, o que, para o ouvido, causa um dano equivalente ao de permanecer ao lado da turbina de um avião que está decolando. 2. Algo que você não quer em sua boca: as suas lentes de contato Elas são como minúsculas esponjas capazes de absorver tudo. Se você manuseá-las com as mãos sujas, lavá-las com a água da torneira ou colocá-las na língua (sim, tem gente que faz isso para umidificar as lentes), uma quantidade impressionante de micróbios será absorvida por elas. E esses vilões vão fazer uma festança em seus olhos! 3. Fique de olho... Quando usar a máscara para cílios... Um dos ferimentos oculares mais comuns é a abrasão da córnea (uma espécie de arranhão na superfície do olho) causada pelo bastão aplicador. E adivinhe onde os acidentes são mais frequentes. No carro! Portanto, evite se maquiar sobre quatro rodas. 4. Mude o foco Troque aqueles óculos de sol velhos por um modelo com proteção contra os raios UVA e UVB — esse tipo de radiação eleva os riscos de lesões oculares, inclusive a catarata. Mais: fique longe dos óculos vendidos pelos ambulantes da praia, mesmo que você tenha esquecido os seus em casa. 5. Pare de beber calorias. O Brasil é o terceiro maior consumidor de refrigerantes do mundo, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas. O consumo per capita é de 70 litros ao ano. As bebidas isotônicas, também cheias de calorias, cresceram 23% no período de 2005 a 2006. Cresce também o seu bumbum.

Conheça seu corpo 6. Controle o índice de gordura Um estudo publicado no International Journal of Obesity descobriu que 25 a 30% das mulheres jovens com índice de massa corporal normal (19 a 25) têm excesso de gordura — mostra que você está magra, mas não saudável. Faça o teste de bioimpedância para medir a quantidade de massa magra, gordura e água no corpo. Algumas academias e clínicas médicas já têm o equipamento. 7. Calcule o risco de câncer de pele O site da Sociedade Brasileira de Dermatologia (www.sbd. org.br/publico/cancer/ calculadora.aspx) tem uma calculadora online para quem quer descobrir se está no grupo de risco do câncer de pele. Você informa tipo de pele, cor dos olhos e dos cabelos, se tem muitas pintas, se já teve queimaduras de segundo grau e descobre quanto vai precisar se proteger desse mal. 8. Cheque o colesterol Um simples exame de sangue mostra suas taxas. O colesterol total deve somar menos de 200 mg/dl, o LDL (o mau colesterol) deve ficar abaixo de 100 mg/dl e o HDL (o bom colesterol) deve estar acima de 40 mg/dl (em mulheres, o ideal é acima de 50 mg/dl). 9. Meça a glicose A alta concentração de açúcar no sangue é o principal sintoma do diabetes. Um exame avalia a glicemia de jejum, que não deve ultrapassar os 100 mg/dl. Você também precisa se exercitar e controlar o peso — fatores também responsáveis pelo aumento de casos. 10. Saiba a proporção entre cintura e quadris Melhor forma de prevenir ataques cardíacos. Meça a cintura no ponto mais baixo e os quadris na parte mais larga. Divida o primeiro pelo segundo. Proporção ideal: 0,8 ou menos. COMA ESTES ALIMENTOS TODO DIA. 11. Azeite de oliva e óleo de canola Substitua a manteiga e a margarina das frituras pelos ácidos graxos ômega 3 e as gorduras insaturadas, presentes nos óleos e azeite vegetais. Eles vão ajudar a reduzir suas taxas de colesterol e o risco de doenças cardíacas. 12. Canela Além de rica em antioxidantes, faz o estômago processar mais lentamente comidas muito pesadas. Dessa

NOVO DOCUMENTO DE IDENTIDADE RG COMEÇA A SER DISTRIBUÍDO PELO BRASIL A tão aguardada nova carteira de identidade brasileira começa a ser distribuída a partir da semana do dia 21 janeiro em algumas cidades do país. Assim como as cédulas de reais e o passaporte, as alterações no documento estão sendo aplicadas no intuito de garantir maior segurança, reduzindo o risco de ser falsificado, além de facilitar a vida dos cidadãos que poderão carregar todas as informações em um documento só. As mudanças começam pelo nome, que deixa de ser apenas o RG – Registro Geral – para se chamar Registro de Identidade Civil. Entre outras alterações, o novo documento irá agregar informações de outras inscrições, como o número do CPF, o título de eleitor, entre outros. A impressão digital do usuário é outro elemento que foi deixado de lado nesse novo formato: ao invés do carimbo, o documento conterá um chip – que poderá ser atualizado com novas informações à medida em que surgirem outros dados.

Para o cidadão brasileiro, todas essas medidas de segurança poderão evitar duplicidade, confusões em cadastros com pessoas homônimas e praticidade nas ações em que é necessária a confirmação da identidade. Inicialmente a nova carteira de identidade será implantada nas capitais Brasília, Rio de Janeiro e Salvador, seguindo o projeto piloto para outras quatro cidades do interior de Goiás, Pernambuco, Tocantins e Rio Grande do Norte. Imposto de Renda

forma, você previne picos e quedas bruscas nas taxas de açúcar no sangue, que fazem a fome voltar com força total logo depois de uma refeição. Meia colher de chá por dia pode ajudar a reduzir a glicemia e o colesterol em pessoas com diabetes do tipo 2. 13. Noz, pistache e castanha Um punhado por dia de qualquer integrante do seleto time das oleaginosas diminui o risco de você ter doenças do coração em até 35%. 14. Frutinhas vermelhas Cientistas da Finlândia (incluindo pesquisadores do Instituto de Saúde Pública) descobriram que comer cerca de 150 gramas por dia traz um triplo benefício para o coração: reduz o risco de doenças cardiovasculares, aumenta o bom colesterol e diminui a pressão. NÃO ADIE MAIS 15. Aposente o cigarro Já um estudo do Centro de Prevenção e Controle de Doenças, nos Estados Unidos, constatou que as mulheres que fumam perdem 14 anos e meio de sua vida. Se você está nesse grupo, procure a ajuda de um pneumologista e inicie um tratamento para largar de uma vez o tabagismo. 16. Transpire como se sua vida dependesse disso Aliás, ela depende disso. Praticar exercícios três vezes por semana reduz o risco de doenças cardíacas, uma das principais causas de mortes de mulheres, em até 80%. 17. Mantenha-se hidratada A água é essencial para os músculos e os rins. É só obedecer a regra dos oito copos, o total deve ser de 2 litros por dia. Porém nunca durante as refeições. 18. Durma tranquila A privação do sono (dormir menos de sete horas por noite) aumenta os níveis do hormônio grelina, fazendo você continuar comendo mesmo quando deveria sentir-se saciada.

gramas por dia (dois filés pequenos) de aves ou peixes. 21. Fibras Você já parou para calcular quanto consome de fibras por dia? Mulheres de 20 a 30 anos precisam de 25 a 30 gramas diárias, mas a maioria passa longe dessa conta. Para deixar seu intestino feliz, coma duas fatias de pão integral, oito colheres (sopa) de arroz integral, dois pratos de hortaliças e três frutas – todos os dias! Uma fonte fácil e prática? Cereais matinais com alta concentração de fibras (pelo menos 5 gramas por porção). 22. Alimentos com ferro Quatro em cada cinco mulheres têm deficiência desse mineral no período da gravidez e do pós-parto, o que pode levar à fadiga e reduzir a imunidade. Previna-se: tente ingerir 18 gramas por dia comendo carne vermelha, feijão e vegetais verdes folhosos, como couve e brócolis. Aviso às vegetarianas: o ferro presente em fontes vegetais, grãos e cereais só é absorvido pelo organismo com a ajuda da vitamina C. Portanto, tome um bom suco de laranja junto com o cereal matinal ou regue o feijão com pimenta vermelha. 23. Corte pela metade o que você come Os americanos comem oito vezes mais o que deveriam. Olhe para seus quadris e pense se também não está exagerando no garfo ou errando a qualidade do que come. Comece a diminuir a quantidade de comida do seu prato.

19. Saboreie len-ta-men-te Comer devagar, todo mundo sabe, prolonga a sensação de saciedade e evita que você extrapole as calorias. Mas há outro bom motivo para apreciar com mais calma a hora da refeição: seu nariz vai funcionar melhor. Acontece que 50% da percepção do sabor vem do olfato. São suas narinas que vão dizer se o bolo é de maçã ou de banana. E para esse sentido trabalhar direitinho mastigue bem os alimentos para dar tempo de as moléculas liberadas por eles entrarem pelas vias aéreas superiores informando o que você está comendo.

PAUSA NESTES, OK? 24. Adoçantes Quinhentas vezes mais doce do que o açúcar e sem calorias? Parece bom. Mas uma pesquisa da Universidade de Purdue, nos EUA, mostra que as pessoas que usam sacarina, adoçante comum em iogurtes e refrigerantes, podem acabar ganhando mais peso do que as que consomem açúcar. O gosto adocicado engana o cérebro, fazendo-o pensar que está prestes a receber uma carga grande de energia. E, quando ela não chega, você sente mais vontade de comer.

VOCÊ ESTÁ LIBERADA PARA COMER... 20. Proteína magra Assim como o cálcio e a vitamina D, ela ajuda a manter os ossos fortes. O problema é que o nosso corpo não é capaz de armazená-la do jeito que faz com as gorduras e os carboidratos. Por isso, trate de consumir 180

25. Comida trash fortificada Não se iluda com as vantagens alardeadas nos rótulos. É para a tabela na embalagem que você deve olhar. Se nomes como frutose e sacarose (sinônimos de açúcar) estiverem entre os três primeiros ingredientes, cuidado — é sinal de que são os principais componentes da fórmula. E apren-

da: “farinha enriquecida” é apenas um jeito pomposo de dizer “farinha branca refinada”. Ela normalmente é enriquecida porque o processo de refinamento destrói os nutrientes.

PARE! 26. Álcool O álcool aumenta o risco de doenças como o mal de Alzheimer, o mal de Parkinson e outros distúrbios neurodegenerativos. FAÇA ISTO! 27. Desligue a tv e feche o notebook Faça isso uma hora antes de ir para a cama — e ter tempo para o corpo ser avisado que está na hora de entrar no modo sleep. As telas incandescentes são capazes de manter você acordada, pois emitem uma luz azul que diminui a secreção de melatonina, o hormônio que regula o relógio biológico. 28. Continue estudando Uma pesquisa da Universidade Rush, em Chicago, nos EUA, descobriu que as pessoas que dedicam algum tempo a atividades que estimulam o cérebro (fazer um curso, visitar museus ou ouvir música) têm menos da metade do risco de desenvolver a doença de Alzheimer. + 4 anos

29. Adote um totó Criar um bicho pode reduzir a pressão arterial e o ritmo cardíaco. Um estudo de 2002 revelou que as pessoas que já tiveram ataques cardíacos e possuíam cães tinham seis vezes mais chances de continuar vivas um ano depois. Outro estudo, da Universidade Estadual de Nova York, em Búfalo, constatou que operadores da bolsa de valores que sofriam de hipertensão e adotaram um animal tinham a pressão cardíaca menor em situações de stress do que os que não tinham um pet. + 2 anos * Dados do livro The Long Life Equation — 110 Factors That Can Add or Subtract Years From Your Life, de Trisha McNair


Segundo Caderno - 5

Fevereiro/2011

PSICOLOGIA

Difícil ser transparente? Às vezes, fico me perguntando por que é tão difícil ser transparente?

C

ostumamos acreditar que ser transparente é simplesmente ser sincero, não enganar os outros. Mas ser transparente é muito mais do que isso. É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que a gente sente... Ser transparente é desnudar a alma, é deixar cair às máscaras, baixar as armas, destruir os imensos e grossos muros que nos empenhamos tanto para levantar... Ser transparente é permitir que toda a nossa doçura aflore, desabroche, transborde! Mas infelizmente, quase sempre, a maioria de nós decide não correr esse risco. Preferimos a dureza da razão à leveza que exporia toda a fragilidade

humana. Preferimos o nó na garganta às lágrimas que brotam do mais profundo de nosso ser... Preferimos nos perder numa busca insana por respostas imediatas à simplesmente nos entregar e admitir que não sabemos, que temos medo! Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de proteção... E assim, vamos nos afogando mais e mais em falsas palavras, em falsas atitudes, em falsos sentimentos. Não porque sejamos pessoas mentirosas, mas apenas porque nos perdemos de nós mesmos e já não

sabemos onde está nossa brandura, nosso amor mais intenso e não-contaminado. Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar, doçura, compaixão... a compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós, imensamente tristes e choramos baixinho antes de dormir, num silêncio que nos remete a uma saudade desesperada de nós mesmos... Daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar àqueles que mais amamos! Porque, infelizmente, aprendemos que é melhor revidar, descontar, agredir, acusar, criticar e julgar

do que simplesmente dizer: “você está me machucando... pode parar, por favor?. Porque aprendemos que dizer isso é ser fraco, é ser bobo, é ser menos do que o outro. Quando, na verdade, se agíssemos com o coração, poderíamos evitar tanta dor, tanta dor... Sugiro que deixemos explodir toda a nossa doçura! Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencível. Que consigamos não tentar controlar tanto, responder tanto, competir tanto, que consigamos docemente viver, sentir, amar... E que você seja não só razão, mas também coração, não só um escu-

do, mas também sentimento. Seja transparente, apesar de todo o risco que isso possa significar. Rosana Braga

SEXUALIDADE E COMPORTAMENTO

Adolescentes que tem iniciação sexual precoce se arrependem posteriormente

A

proporção de adolescentes que tem iniciado sua vida sexual antes dos 16 anos de idade está aumentando. Estudos anteriores demonstraram que a iniciação sexual antes dos 16 anos de idade muitas vezes é acompanhada de sentimento de culpa. Estes estudos, entretanto, foram realizados anos depois da adolescência, e poderiam refletir um amadurecimento da personalidade individual. Entretanto, estudos que avaliassem este comportamento durante a adolescência até então não existiam. Um novo estudo publicado na

revista British Medical Journal, conduzido por Daniel Wight e colaboradores, sugere que uma boa parte dos adolescentes que tiveram suas primeiras experiências sexuais precocemente mais tarde se arrependem, e desejariam que tivessem esperado por mais tempo. Pesquisadores do MRC Social and Public Health Sciences Unit, em Glasgow, Escócia, avaliaram estudantes com a idade média de 14 anos, acerca de suas experiências sexuais, e suas atitudes acerca destas experiências. Foram avaliados questionários submetidos a 7395 adolescentes (3665

meninos e 3730 meninas). Cerca de 18 % dos meninos e 15 % das meninas relataram ter tido experiências heterossexuais, sendo que 60% destes utilizaram métodos de anticoncepção oral.Cerca de 30% das meninas e 27% dos meninos disseram que a sua experiência sexual ocorreu muito cedo, ou até mesmo não deveria ter acontecido. Os meninos apresentavam ainda uma característica de arrependimento por terem pressionado suas parceiras, enquanto que as meninas se arrependiam mais de terem cedido à pressão, ou de não terem

planejado a relação. Os cientistas concluíram que a educação dos adolescentes e o desenvolvimento de comunicação podem ajudá-los a evitar um ato de que mais tarde eles possam vir a se arrepender, tendo mais controle sobre a vida sexual, e diminuindo a pressão e o sentimento de culpa resultantes. Vale a pena lembrar das palavras do sábio Salomão de que há um tempo certo para tudo. Prática sexual de acordo com a Palavra tem seu momento certo (casamento). Virgilio Nascimento

CUIDANDO DO CORPO, A MÁQUINA

CUIDADOS COM OS PÉS Pés macios Para amolecer a pele dos pés deixe-os de molho, durante dez minutos, em água morna com vinagre (para cada litro de água acrescente meio copo de vinagre). De seguida, massageie os pés com óleo de amêndoas ou com um creme hidratante. Faça isto uma ou duas vezes por semana. Esta é também uma boa altura para limar os pés e as unhas, mas antes de massagear os pés com o creme.

Não basta, apenas, visitar a pedicure. É importante ter cuidados diários com os pés. Não só está a contribuir para que fiquem impecáveis no verão, quando usa sandálias, mas também a contribuir para o seu bem-estar!

EIS ALGUNS CUIDADOS QUE DEVE TER EM CONTA, TODOS OS DIAS: Lixe os pés A pele dos pés é mais espessa e resistente do que a de outras áreas do corpo, por isso facilmente a sola fica com calosidade e células mortas. Assim, para retirar o excesso de calosidade deve limar, semanalmente, a região dos calcanhares e a sola com uma lima própria para os pés ou com uma pedra-pomes. A melhor altura para limar os pés é depois do banho, já que a pele está mais mole.

Unhas impecáveis Corte as unhas de quinze em quinze dias, de preferência depois do banho. Use um alicate ou uma tesoura para cortá-las. Também pode simplesmente apará-las com uma lima, sobretudo se for regularmente à pedicure. Não deve cortar demasiado as unhas nem deixá-las muito compridas. O fato de estarem muito compridas contribui para a acumulação de resíduos e sujidade; e se as cortar demasiado pode correr o risco de lhe encravar uma unha. Cuidado com a cutícula Para ter umas unhas apresentá-

veis, o ideal é empurrar a cutícula cuidadosamente com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas tem de ter muito cuidado, pois pode correr o risco de ter uma inflamação. Se não estiver habituada a retirar o excesso de pele, depois de empurrar a cutícula, o melhor é deixar esta tarefa para a pedicure. Lave os pés Lave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água enquanto toma um banho. Deve passar com a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses. Protetor solar Na praia, coloque protetor solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma ser esquecidos. Além de evitar que a pele fique ressequida, está igualmente a prevenir o cancro de pele. Calos: o que fazer? O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o

aparecimento de calos. Estes devem ser retirados por uma especialista. Mas, a calosidade que costuma aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passa de uma reação natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado. Para atenuar esta calosidade, deve limar os pés, corrigir a postura e usar calçado confortável. Se não fizer nada, a calosidade acumula, o que é pior. Dra. Shirley de Campos


Fevereiro/2011

6 - Segundo Caderno

ALEGRIA DA CRIANÇA

VIVENDO A TERCEIRA IDADE

Idosos brasileiros formam um grupo de 15 milhões de consumidores mal atendidos

E

Os jovens na fornalha Dn 1.1-30

O

rei Nabucodonosor mandou fazer uma estátua que media vinte e sete metros de altura por dois metros e setenta de largura e ordenou que a pusessem na planície de Durá, na província da Babilônia. Depois, ordenou que todos os governadores regionais, os prefeitos, os governadores das províncias, os juízes, os tesoureiros, os magistrados, os conselheiros e todas as outras autoridades viessem à cerimônia de inauguração da estátua. Todos eles vieram e ficaram de pé em frente da estátua para a cerimônia de inauguração. Aí o encarregado de anunciar o começo da cerimônia disse em voz alta: —Povos de todas as nações, raças e línguas! Quando ouvirem o som das trombetas, das flautas, das cítaras, das liras, das harpas e dos outros instrumentos musicais, ajoelhem-se todos e adorem a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor mandou fazer. Quem não se ajoelhar e não adorar a estátua será jogado na mesma hora numa fornalha acesa. Assim, logo que os instrumentos começaram a tocar, todas as pessoas que estavam ali se ajoelharam e adoraram a estátua de ouro. Foi nessa hora que alguns astrólogos aproveitaram a ocasião para acusar os judeus. Eles disseram ao rei Nabucodonosor: —Que o rei viva para sempre! O senhor deu a seguinte ordem: “Quando ouvirem o som dos instrumentos musicais, todos se ajoelharão e adorarão a estátua de ouro. Quem desobedecer a essa ordem será jogado numa fornalha acesa.” Ora, o senhor pôs como administradores da província da Babilônia alguns judeus. Esses judeus—Sadraque, Mesaque e AbedeNego—não respeitam o senhor, não prestam culto ao deus do senhor, nem adoram a estátua de ouro que o senhor mandou fazer. Ao ouvir isso, Nabucodonosor ficou furioso e mandou chamar Sadraque, Mesaque e Abede-Nego. Eles foram levados para o lugar onde o rei estava, e ele lhes disse: —É verdade que vocês não prestam culto ao meu deus, nem adoram a estátua de ouro que eu mandei fazer? Pois bem! Será que agora vocês estão dispostos a se ajoelhar e a adorar a estátua, logo que os instrumentos musicais começarem a tocar? Se não, vocês serão jogados na mesma hora numa fornalha acesa. E quem é o deus que os poderá salvar? Sadraque, Mesaque e Abede-Nego responderam assim: —Ó rei, nós não vamos nos defender. Pois, se o nosso Deus, a quem adoramos, quiser, ele poderá nos salvar da fornalha e nos

livrar do seu poder, ó rei. E mesmo que o nosso Deus não nos salve, o senhor pode ficar sabendo que não prestaremos culto ao seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro que o senhor mandou fazer. Ao ouvir isso, Nabucodonosor ficou furioso com os três jovens e, vermelho de raiva, mandou que se esquentasse a fornalha sete vezes mais do que de costume. Depois, mandou que os seus soldados mais fortes amarrassem Sadraque, Mesaque e Abede-Nego e os jogassem na fornalha. Os três jovens, completamente vestidos com os seus mantos, capas, chapéus e todas as outras roupas, foram amarrados e jogados na fornalha. A ordem do rei tinha sido cumprida, e a fornalha estava mais quente do que nunca; por isso, as labaredas mataram os soldados que jogaram os três jovens lá dentro. E, amarrados, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego caíram na fornalha. De repente, Nabucodonosor se levantou e perguntou, muito espantado, aos seus conselheiros: —Não foram três os homens que amarramos e jogamos na fornalha? —Sim, senhor! —responderam eles. —Como é, então, que estou vendo quatro homens andando soltos na fornalha? —perguntou o rei. —Eles estão passeando lá dentro, sem sofrerem nada. E o quarto homem parece um anjo. Aí o rei chegou perto da porta da fornalha e gritou: —Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, servos do Deus Altíssimo, saiam daí e venham cá! Os três saíram da fornalha, e todas as autoridades que estavam ali chegaram perto deles e viram que o fogo não havia feito nenhum mal a eles. As labaredas não tinham chamuscado nem um cabelo da sua cabeça, as suas roupas não estavam queimadas, e eles não estavam com cheiro de fumaça. O rei gritou: —Que o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego seja louvado! Ele enviou o seu Anjo e salvou os seus servos, que confiam nele. Eles não cumpriram a minha ordem; pelo contrário, escolheram morrer em vez de se ajoelhar e adorar um deus que não era o deles. Por isso, ordeno que qualquer pessoa, seja qual for a sua raça, nação ou língua, que insultar o nome do Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego seja cortada em pedaços e que a sua casa seja completamente arrasada. Pois não há outro Deus que possa salvar como este. Então o rei Nabucodonosor colocou os três jovens em cargos ainda mais importantes na província da Babilônia. Vivos

les não se enquadram em estereótipos de vovôs que praticam esportes radicais nem de velhinhos abandonados em asilos. Os idosos brasileiros formam um grupo muito heterogêneo de 15 milhões de consumidores (14% da população adulta), que deve chegar a 30 milhões de pessoas até 2020, a maioria mulheres, com uma renda que soma R$ 7,5 bilhões ao mês, o dobro da média nacional, e que têm muito mais poder de influenciar hábitos de consumo nas famílias do que se imagina. Estas são algumas das principais conclusões de uma pesquisa inédita no Brasil sobre o perfil da terceira idade, o Panorama da Maturidade, que acaba de ser concluída pela Indicator GfK após dois anos de trabalho. A pesquisa ouviu 1,8 mil homens e mulheres com mais de 60 anos nas grandes regiões metropolitanas do País e em Goiânia e Brasília. O objetivo foi investigar o perfil dessa parcela da população, buscando conhecer características de comportamento, gastos, saúde, alimentação, moradia, transporte, educação, cultura, lazer e consumo de mídia. O seminário Terceira Idade - Panorama Social de um Mercado em Expansão, realizado em São Paulo, discutiu a questão com especialistas de várias áreas que se envolveram na pesquisa. Os dados levantados mexem com a imagem tradicional dos velhinhos-problema. Ao contrário, são eles os responsáveis pela manutenção de 25% dos lares nacionais, ou seja, 47 milhões de domicílios. De cada cem entrevistados, 68 declaram ser responsáveis pelas decisões de compra da família. Apenas 15% deles não têm renda alguma. Já a renda média mensal dessa parcela da população é de R$ 866. E eles estão em maior número na classe A/B do que a média nacional, segundo levantamento da Associação Nacional das Empresas de Pesquisa de Mercado (Anep). Trinta e um por cento dos idosos pesquisados fazem parte dessa classe, contra 29% do total nas regiões metropolitanas. E também estão em menor número na classe D/E - 34% na pesquisa contra 35% considerando-se toda a população avaliada pela associação. “Tradicionalmente, as pesquisas de mercado descartam as opiniões daqueles com mais de 60 anos, desprezando uma parcela da população que se revela mais importante nas decisões do lar do que se imagina”, diz Paulo Cidade, sociólogo e gerente da Indicator GfK, responsável pelo estudo. “As entrevistas revelaram que os idosos têm um caráter fortíssimo de formadores de opinião, geralmente cuidam dos

netos para que os filhos possam trabalhar, influenciando assim toda a família”, completa ele. Um dos conceitos centrais utilizados na análise dos dados é que a terceira idade não acontece de uma hora para outra, ela tem um caráter de processo, já que as pessoas não se transformam de repente ao passarem dos 60. “Portanto, o aspecto heterogêneo desse grupo não é diferente do resto da sociedade e isso é fundamental na hora de pensarmos estratégias de comunicação que incluam essas pessoas”, diz Cidade. “Será que, em vez de vender imagem de beleza, não seria interessante pensar em elegância, que inclui as pessoas mais idosas?”, questiona. Outro dado que aparece nas entrevistas é que a visão negativa

vêm as viagens, 5%. Mais da metade desses idosos fez ao menos uma viagem no último ano. Dos entrevistados, 45% têm plano de saúde. “Isso significa que o crescimento acelerado dessa parcela da população tem grande impacto também nas políticas públicas, já que mais da metade dos idosos depende dos serviços de saúde do governo”, acrescenta Paulo Cidade. A questão da previdência, tanto pública como privada, também terá grande influência na vida da terceira idade. Hoje apenas 1,3% dos idosos vive com aposentadoria privada, e 86% do restante nunca pensou nisso, o que indica um enorme mercado potencial para os jovens de hoje. “As próximas gerações chegarão a essa idade de outra forma,

da velhice, que permeia a sociedade em geral, também está entre aqueles que já chegaram nela e, portanto, há uma grande aversão à rotulação de terceira idade. Esses consumidores revelaram um desejo de ser incluídos, e não separados dos demais cidadãos na hora de se verem retratados pela mídia. Afinal, eles são fortes consumidores de produtos de comunicação. Entre as atividades que mais fazem dentro de casa, assistir à televisão vem em primeiro lugar, seguida de ouvir rádio: 87% dos entrevistados assistem à televisão diariamente e 59% ouvem rádio todos os dias. No levantamento semanal, o hábito é ainda maior, 92% assistem à televisão ao menos uma vez por semana e 72% ouvem rádio nesse período. A leitura de jornais e revistas também está entre as atividades mais freqüentes. As maiores despesas dos idosos são com o supermercado, 24% do total de gastos. Em seguida vêm os gastos com planos de saúde, 9%, e com luz e telefone, ambos representam 6% do orçamento. Nas despesas pessoais, a compra de remédios tem o maior peso, 10%, e em seguida

com outros tipos de retaguarda financeira, e é isso que o mercado precisa antever. O grande objetivo da pesquisa é fornecer informações estratégicas para grandes corporações que devem se preparar para futuras transformações sociais”, completa o sociólogo. A pesquisa chegou a oito grandes grupos de perfis com as características pessoais e de estilo de vida dos idosos. Esse refinamento, que vai além dos números, nunca havia sido mapeado no Brasil e pode fornecer valiosas informações para pensar se estratégias de marketing tanto para as atuais gerações de jovens, que em breve farão parte dessa parcela, como para os idosos. “Podemos concluir que há um grande mercado potencial de produtos específicos para a terceira idade, como também há uma grande necessidade de readequar os produtos e serviços que já existem para atender também os idosos”, diz Paulo Cidade. Um dos problemas levantados pelos entrevistados na hora das compras, por exemplo, é a dificuldade de ler rótulos. Revista Meio & Mensagem

DICAS DE INGLÊS

Falsas Gêmeas: Everyday X Every Day Para dizer “diário”, “corriqueiro”, “cotidiano” etc., você pode, entre outras opções, usar “EVERYDAY”. Preste especial atenção à grafia do adjetivo “EVERYDAY”, que deve ser escrito assim, em uma palavra só.

“EVERY DAY”, em duas palavras, quer dizer “todos os dias”. The project aims to demonstrate the relevance of science to everyday life. (BBC) O projeto visa demonstrar a

relevância da ciência na vida cotidiana. I still read them both every day. (The Washington Post) Continuo lendo os dois todos os dias.

duto a ser introduzido no mercado, um notebook singelo, de apenas 7 polegadas, memória reduzida e HD igualmente de baixo potencial; ele foi levado a público em 2007. A Everex apresentou então, em fevereiro de 2008, o modelo CloudBook, inspirado no chipset VIA, que traz em suas instalações o tão celebrado sistema operacional intitulado gOS. Diferentemente do Asus, ele apresenta um disco rígido em sua estrutura; seu design foi concebido nos moldes do VIA Nanobook, porém aperfeiçoado com um minúsculo touchpad que possibilita uma digitação mais cômoda e veloz, por conta da utilização prática do cursor. Os netbooks têm, desde seu nascimento, oscilado entre 5 e 13 polegadas, e a tendência é aparecerem computadores portáteis de menor porte e

peso mais reduzido. Logo no começo o Eee PC conquistou consumidores em todo o globo, convertendo-se em um sucesso de vendas. Este êxito consolidou a moda dos netbooks, e novos modelos apareceram. Em tempos difíceis esta máquina é a mais apropriada, por seu baixo custo e sua praticidade. Ela pode realizar as mais diferentes atividades referentes ao mundo virtual. Praticamente todas as marcas que se consolidaram com a venda de notebooks lançaram também um netbook. Somente a Apple ficou fora desta competição, mas rumores afirmam que ela não permanecerá alheia a este mercado por muito tempo. Os netbooks evoluíram rapidamente; os pioneiros eram estruturados com os lentos processadores Intel Celeron; logo depois apareceram as

maquininhas que portavam o Via C7 e atualmente a maior parte delas utiliza o processador mais moderno, o Intel Atom, que apresenta uma boa performance com um custo energético bem reduzido. Assim como os notebooks, os netbooks também produzem um calor elevado, embora estes pareçam apresentar um maior desconforto neste sentido, pelo menos em alguns modelos. Normalmente, porém, não é difícil suportar esta pequena desvantagem. Outra qualidade importante deste equipamento é que, por seu tamanho, ele pode ser transportado em uma bolsa comum, na mochila do dia-a-dia e, às vezes, inclusive no próprio bolso, sem despertar a percepção alheia.

DICAS DE INFORMÁTICA

Netbook O Netbook faz parte da nova geração de notebooks super portáteis, que apresentam virtudes características. Ele é mais leve, de menor porte e preço reduzido. Seu nome deriva do fato de ser utilizado basicamente para navegar na Internet, acessar os e-mails, pesquisar dados na web, enfim, em tarefas baseadas no universo virtual.

Comparação entre notebook e netbook

O netbook origina-se do subnotebook – laptop muito pequeno -, expressão elaborada em 1999 pela Psion, conglomerado empresarial que encabeça a produção no segmento da

tecnologia de computação móvel. Esta pioneira iniciativa foi retomada pela Intel no primeiro trimestre de 2008. O Asus Eee PC foi o primeiro pro-

Brasil Escola


Segundo Caderno - 7

Fevereiro/2011

FALA DOUTOR

DESCONGESTIONANTE NASAL U

ma forte sinusite levou Marcus Hermeto a tornar-se dependente de descongestionantes nasais. Aos 24 anos de idade, o publicitário carrega sempre consigo um vidrinho do famoso Sorine para aquelas horas de nariz entupido. E faz isso há dez anos. Nem a namorada Alessandra escapa desses momentos de constrangimento e, convenhamos, risos. Na hora do sufoco, não há alternativa: Marcus saca seu vidrinho do bolso e pinga uma gota no nariz. O alívio vem em seguida. Mas, passadas algumas horas, tudo entope novamente. ‘‘É uma sensação de agonia, parece que você está se afogando’’, descreve nervoso. O jovem assume o vício e sabe dos efeitos colaterais, que vão desde alteração no sono, tontura e tremor até arritmia cardíaca (descompasso dos batimentos) e elevação da pressão arterial. Os descongestionantes nasais abrem o nariz, ou seja, contraem os cornetos (estruturas nasais que apertam os vasos sangüíneos) e a pessoa respira melhor. Porém, horas depois, os vasos voltam a se dilatar e o nariz entope novamente. É o chamado efeito rebote, o que se resolve com uma nova gota do medicamento. E aí começa o círculo vicioso. São vários os motivos que causam o entupimento do nariz. Pode ser uma alteração anatômica ou um resfriado, que faz com que os cornetos inchem e apertem ainda mais os vasos sangüíneos, dando aquela sensação de nariz fechado. Mas pode ser também uma rinite alérgica, que se manifesta por meio

de uma reação exagerada da mucosa de revestimento das cavidades nasais a elementos como pêlo de animais e poeira doméstica. Os descongestionantes nasais, na sua função de desentupir o nariz, contraem os cornetos, mas também atuam nos vasos sangüíneos. É a ação vasoconstritora, mencionada pelos especialistas. Os vasos sangüíneos contraídos obrigam o coração a esforçar-se além do normal, o que pode provocar uma arritmia, uma elevação da pressão e, em algumas situações, uma parada cardíaca. Nas crianças, cujo organismo é mais sensível que o dos adultos, o uso abusivo do medicamento ou a troca por engano da solução pediátrica pela adulta pode ser fatal. ‘‘Não é raro um pediatra atender uma criança com parada cardiorrespiratória por falta de orientação da mãe’’, afirma a otorrinolaringologista Elienai Menezes. ‘‘Qualquer medicação pode teoricamente matar, mas seria necessário uma dose brutalmente alta para que o descongestionante nasal matasse o paciente’’, atesta Carlos Augusto Oliveira, outro otorrinolaringologista. ‘‘Apesar de tudo, prefiro dormir tranqüilamente a ficar acordado e com o nariz entupido’’, confessa o músico Rodrigo Machado, 25 anos. O nariz dele tem até hora para entupir: sempre de madrugada. A mãe, implicante-mor, quer que ele abandone o Sorine que usa todas as noites. É o que Rodrigo também quer. Fez tratamento homeopático para acabar com rinite alérgica. Mas, ao primeiro sinal de nariz entupido,

voltou a usar o descongestionante. Rodrigo escutou falar mal desses produtos. ‘‘Pode danificar a mucosa nasal e até prejudicar o olfato’’, diz. Assim como ele, o técnico em informática Fábio Teixeira, 32 anos, sabe dos riscos que corre e, por ser hipertenso, não poderia usar descongestionantes. Ele garante que a pressão está sob controle e não sente nenhum dos efeitos colaterais. Para Elienai Menezes, é bem difícil um adulto sentir na pele os efeitos colaterais. Eles geralmente são locais: o nariz que volta a entupir depois de algumas horas. Só que uma hipertensão arterial pode ser assintomática. Por isso, Elienai alerta as pessoas que fazem uso do descongestionante nasal para a necessidade de procurar o médico sempre. Aliás, as gotinhas só deveriam ser usadas sob prescrição médica e por um prazo de, no máximo, cinco dias. Fábio, por exemplo, não segue prescrição alguma. Aprendeu a usar o descongestionante com o pai, que não abre mão das gotinhas durante uma gripe. Mas está decidido: depois de se casar, em outubro, fará cirurgia para ‘‘abrir’’ o nariz, acabar com a rinite alérgica, respirar melhor e, claro, dar um basta aos descongestionantes. Para o médico Carlos Augusto Oliveira, o uso constante do descongestionante não chega a ser um vício. ‘‘Apenas interfere no funcionamento do nariz, fazendo com que este não funcione bem sem o remédio.’’ Bastaria um pouquinho de vontade para se livrar do medicamento. Enquanto ela não se manifesta,

os viciados brincam como podem. Tão logo encontram alguém que usa descongestionante, ‘‘rola uma espécie de identificação’’, como diz Rodrigo. ‘‘Ah, você também usa? Eu uso, só que o meu é mais fraco (ou mais forte), tenho rinite (ou sinusite)’’ e assim vai. Marcus chegou ao ponto de participar de uma banda chamada Aturgyl e os Sorines, duas marcas de descongestionantes. Uma brincadeira: um dos integrantes tinha nariz grande e usava Aturgyl para combater a rinite. Marcus usa Sorine para amenizar a sinusite. Possíveis causas: •Alteração anatômica do nariz; • Resfriado, que faz com que os cornetos inchem e apertem ainda os vasos sangüíneos, dando aquela sensação de nariz fechado; • Rinite alérgica, que se manifesta por meio de uma reação exagerada da mucosa de revestimento das cavidades nasais a elementos como pêlo de animais e poeira doméstica; • Sinusite. Evite o abuso: Os descongestionantes nasais são vasoconstritores. Isso quer dizer que eles apertam os vasos sangüíneos. Com o isso, o nariz fica mais livre e a pessoa tem a sensação de respirar melhor. Algumas horas depois, porém, os vasos voltam a se dilatar, o que faz com que o nariz fique entupido outra vez. Algumas substâncias presentes nos descongestionantes são estimulantes do coração e do sistema nervoso

VIDA E SAÚDE

Para evitar entupimentos nasais: • Prefira o uso de soro fisiológico, encontrado em qualquer farmácia e vendido sem receita médica. • Se você tem rinite alérgica, faça uma limpeza adequada em sua casa e no ambiente de trabalho. O tratamento também pode ser feito com remédios. Mas, para isso, consulte um médico. • Algumas más formações anatômicas são corrigidas por meio de cirurgia. • Lembre-se: livrar-se dos descongestionantes nasais exige, na maioria dos casos, muita força de vontade.

CULINÁRIA

O que é Pilates? controle para evitar estresse. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo. Assim, a força, a tonificação e o alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, bonito, saudável, harmonioso e elegante.

Ultimamente, tem-se falado muito em aulas de Pilates. Mas afinal, o que há de especial nestas aulas? O método Pilates tem como base, os princípios criados por Joseph H. Pilates e associa a estes, os conceitos de Rolfing, Polestar, Feldenkrais, Power Yoga, Isso stretching, Fisioball, Gyrokinesis e outras técnicas de conscientiza-

central e podem, portanto, causar alguns efeitos colaterais, como: • Perda do sono; • Tontura; • Dor de cabeça; • Irritabilidade e ansiedade • Arritmia cardíaca (sensações de palpitações) • Aumento da pressão arterial

ção corporal e teorias de controle motor. Com a certeza de que os músculos devem ser fortes e flexíveis para se manterem bonitos e saudáveis, o Pilates através dos seus exercícios, fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Movimentos fluentes são feitos sem pressa e com muito

As aulas apresentam: - Exercícios suaves e eficazes; - Poucas repetições de cada movimento; - Grande repertório de exercícios; - Aulas únicas, evitando monotonia; - Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios; - Resultados rápidos e duradouros; - Construção de uma postura correta e natural; - Não há desgaste físico.

O jornal Órion, é uma iniciativa de um grupo pessoas Cristãs comprometidas com a verdade, a informação e sobre tudo com a pregação do evangelho, cumprindo a ordem do mestre: Ide e pregai o evangelho a toda criatura e então vira o fim. Ao longo das suas 66 edições, o Jornal Órion tem trazido inúmeras matérias com diversos temas envolvendo todas as idades. Dispomos de vários escritores, juristas, jornalistas, pastores, médicos, enfermeiros, empresários e doutores etc. Pessoas que não têm medido esforços e tempo para ajudar ao próximo com as ricas matérias, tudo voluntariamente. Ao longo destes seis anos, temos inúmeros relatos de pessoas que foram alcançadas por esta ferramenta missionária: E hoje Eles fazem parte do grupo Semeador de Esperança.

BENEFÍCIOS: - Aumenta a resistência física e mental; - Alongamento e maior controle corporal; - Correção postural; - Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular; - Alívio das tensões, estresse e dores crônicas; - Melhora da coordenação motora; - Maior mobilidade das articulações; - Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue; - Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas; - Fortalecimento dos órgãos internos; - Aumento da concentração; - Trabalha a respiração; - Promove relaxamento. Qualquer pessoa, entre 12 e 100 anos e em todos os níveis de condicionamento físico pode praticar o Pilates. O Pilates é agradável, fácil e traz resultados rápidos.

Sorvete Fácil Ingredientes: 1 lata de leite condensado 1 lata de creme de leite 1 gelatina (qualquer sabor) Modo de preparo: Faça a gelatina normalmente e não leve a geladeira. Depois que pronta, ainda quente, coloque no liquidificador junto com o leite condensado e o creme de leite. Bata bem. Depois leve ao congelador em um refratário tampado para não formar blocos de gelo. Depois de congelado, retire do congelador e bata na batedeira para ficar cremoso. Volte para o congelador. Está pronto, um sorvete fácil, prático e gostoso.

Valéria Alvin / Igayara de Souza

O Órion é um mensageiro silencioso, e muitas pessoas têm usado-o como contato missionário, suas páginas têm libertado inúmeras pessoas das dúvidas, trazendo paz de Espírito e esperança no futuro. Este periódico mensal, por ser uma ferramenta missionária não pode ser negociado ou vendido, sua distribuição é gratuita e os anunciantes ofertam o que podem. Podemos dizer até aqui o Senhor tem nos ajudado. Precisamos de ofertas, de pessoas comprometidas com a pregação do evangelho, portanto precisamos da sua ajuda financeira, não importa o valor a ser depositado, Deus abençoa aquele que dá com alegria. Seja um SEMEADOR DE ESPERANÇA, A JUDE A SALVAR VIDAS. Juntos seremos mais fortes.


Fevereiro/2011

8 - Segundo Caderno

Concurso Bom de Bíblia só para universitários em 2011 H

á quatro anos, os adventistas sul-americanos voltaram a um velho hábito: promover um grande concurso sobre conhecimentos bíblicos. O chamado Bom de Bíblia é realizado pelo Ministério Jovem da Igreja Adventista para oito países e, em 2011, tem um diferencial: será voltado exclusivamente aos universitários. O pastor Areli Barbosa, coordenador geral, explica que um dos principais objetivos é o de exaltar a Bíblia como Palavra de Deus e um modelo a ser utilizado na condução da vida de jovens. “Queremos, também, que este concurso seja um poderoso instrumento de incentivo à leitura diária e sistemática do livro sagrado e promova a comunhão com Deus e a integração social dos universitários”, acrescenta. As inscrições para a quarta etapa do concurso estão abertas e podem ser feitas nas congregações locais até o dia 28 de fevereiro. O procedimento é simples. O universitário deve pegar a assinatura do seu pastor distrital na ficha de inscrição

e informar o diretor jovem de sua igreja. As fichas e comprovantes deverão permanecer com quem fez a inscrição para serem apresentadas no dias das provas. As provas do concurso foram elaboradas pelo pastor e especialista em arqueologia, doutor Rodrigo Silva, profundo pesquisador. A base de estudo é o Guia de Ano Bíblico Universitário, fornecido pelo Ministério Jovem neste ano, e a versão bíblica é a tradução em português de João Ferreira de Almeida – Revista e Atualizada e, em espanhol, Reina Valera, 2000. Etapas – O Bom de Bíblia 2011 prevê nove etapas: a primeira a partir de 26 de março e a última dia 3 de dezembro, com uma grande programação que será realizada na capital do Peru, Lima. As quatro primeiras etapas são no âmbito da igreja local, a quinta no distrito pastoral, a sexta e sétima em regiões geográficas maiores e as duas últimas em nível de regiões maiores. Inclusive, a última, é a final entre os representantes de cada um dos países que compõem o território da Divisão

ÁGUA DE COCO No verão não tem nada melhor do que uma rede, sombra e água de coco fresca!!!

N

os dias ensolarados e quentes do verão brasileiro a água de coco é uma arma eficaz para manter

o corpo hidratado e a pele bonita. Mas antes de conhecermos os benefícios da água, vamos conhecer o coco.

Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Os participantes da final estarão reunidos na Universidade Adventista Peruana Unión, com transmissão, ao vivo, pela Rede Novo Tempo de Rádio e TV. Quem pode participar? Somente os candidatos ao concurso que preencherem todos os requisitos abaixo: 1. Ser membro batizado da Igreja Adventista do Sétimo Dia e estar vivendo conforme os princípios regidos por esta; 2. Ter entre 16 e 35 anos de idade;

Todos os tipos de palmeiras produzem coco, muito embora nos lembremos somente do coco da baía. A palmeira gosta do clima quente e úmido, assim, no Brasil os maiores produtores de coco são os estados da Bahia, o Amazonas, Maranhão e Piauí. O coqueiro pode chegar a 30 metros, porém as variedades anãs, não ultrapassam três metros. A casca do coco é relativamente fina e lisa. Por baixo, há uma espessa capa fibrosa que envolve uma camada muito dura, dentro da qual fica a semente, uma massa suculenta e de cor branca. Quando o coco é verde, essa parte é pouco desenvolvida e mole, guardando muita água no seu interior. À medida que o coco vai amadurecendo, a parte carnosa se torna mais consistente e a água diminui. A massa pode ser consumida crua, em seu estado natural, ralada, ou ainda transformada em deliciosos pratos culinários. Propriedades: O coco-da-baía é rico em proteínas,

3. Ser membro regular da Escola Sabatina da Igreja; 4. Ser Pré-Universitário, Universitário, Graduado, Pós-Graduado, Mestrado ou Doutorado (Pré-Universitários são aqueles que estão cursando 3º ano do Ensino Médio ou fazendo um cursinho pré-vestibular ou ainda quem tentou algum vestibular nos últimos 3 anos); 5. Relação de Documentos que o Participante deverá providenciar e apresentar em todas as etapas do concurso: - Carta de recomendação da Comissão da Igreja assinada pelo pastor Distrital;

- Comprovante de cadastramento na Associação Universitária de sua Associação/Missão (Manual: Organizando uma Associação de Universitários – MJ/D.S.A.); - Comprovante de inscrição para o concurso dentro do prazo.

gorduras, calorias, sais, hidratos de carbono e vitaminas A, B1, B2, B5 e C. Seus efeitos curativos se devem, principalmente, ao seu conteúdo de magnésio. O ser humano necessita dele para conservação da tensão muscular. Sabe-se que a polpa do coco age como adstringente nas hemorróidas.

rante a gravidez • Depura o sangue •É calmante natural • Reduz a febre • Trata de úlcera estomacal • Combate a prisão de ventre • Previne o enjôo causado pela maresia

A água de coco verde é deliciosa, refrescante, nutritiva e terapêutica, além de exótica. Sua composição físico-química é semelhante à do soro fisiológico. São muitos os benefícios da água do coco. Por exemplo: • Hidrata e amacia a pele • Reduz o nível de colesterol • Combate a verminose infantil • Previne e auxilia no tratamento da artrite • Controla a pressão arterial • Combate a desidratação • Repõe imediatamente a energia • Evita vômitos e náuseas du-

Quem não pode participar? 1. Os pastores ou estudantes de teologia; 2. Obreiros e funcionários das Instituições Adventistas; 3. Graduados ou pós-graduados em teologia de um modo geral. Felipe Lemos

Por favor, os dietistas de plantão não devem substituir uma refeição por água de coco, mas é ótimo para aquelas pessoas que sentem fome entre as refeições; com baixíssimas calorias (somente a água, pois um pedaço de 100 g de coco tem 800 calorias), ao invés de devorar hambúrgueres, salgados, biscoitos, substitua pela água de coco, que alimenta e nutre. Além de não ter tantas calorias, a água de coco tem sais minerais e você pode utilizá-la como um importante repositor de sais minerais após as atividades físicas. Redação Órion

❘❙ Turismo

Búzios

C

onheça Búzios Distante cerca de 180 km a noroeste do Rio de Janeiro, Búzios hoje é um destino turístico internacional. Quem vive em Búzios é naturalmente feliz. Quem passa uns dias em Búzios compreende porquê. No mar, nas praias ou na cidade, a atmosfera perpassa algo de místico, respira-se uma doce e feliz tranquilidade, faz-se as pazes com o espírito e com o mundo. Talvez isto explique a quantidade impressionante de estrangeiros que, chegaram como turistas e, rendidos à beleza do local, aqui fixaram residência. No total são quase 50 nacionalidades diferentes a viver em exemplar harmonia. Uma Torre de Babel, como alguns já lhe chamaram. A beleza das 26 praias da península, o charme da antiga aldeia de pescadores, os restaurantes típicos

e os internacionais, o impecável campo de golf, as butiques famosas, os shows, o Festival de Cinema, sua arquitetura arrojada com velhas telhas de barro e madeira rústica, a famosa Rua das Pedras (ponto de encontro noturno), seus mares de ventos olímpicos onde treinam os campeões brasileiros, sua natureza agreste e remanescente da Floresta Atlântica, tudo enfim faz de Búzios um lugar onde realmente o Criador parece ter deixado o Seu toque. Pontos Turísticos Orla Bardot: Construída em 1999, a Orla oferece conforto em decks de madeira, bancos, chão em pedra pirinópolis e paisagismo com vegetação nativa. Caminhar pela Orla proporciona um passeio leve e deslumbrante, acompanhado pelo esplendor do mar da Armação

e seus barcos típicos, coloridos. Beiram o caminho prédios históricos, casarões coloniais, comunidade de pescadores artesanais e marcos culturais, como as estátuas de Brigitte Bardot e dos Pescadores. Ao final da Orla, a Igreja de Sant’Anna, padroeira de Búzios. Mirante de João Fernandes: Próximo à praia de João Fernandes, este mirante permite a visão de parte da Península e merece uma visita. Escultura dos Pescadores: Instalada dentro d’água, à beira da praia da Armação, a escultura traz 3 pescadores em ação, eternizando o bonito gesto de tirar do mar os frutos que normalmente só vemos no prato. Christina Motta é a autora da obra. Mirante do Forno: Mostrando praticamente toda a Península, este mirante localizado próximo à praia

do Forno, é um local de magnífica paisagem. O acesso fácil o torna um dos pontos mais procurados para observação do deslumbrante visual buziano. Rua das Pedras: Localizada no centro de Búzios, a Rua das Pedras é a rua mais famosa da Região dos Lagos. Ela funciona como um ponto de encontro, um shopping a céu aberto, com lojas de marcas locais e internacionais. A área de lazer é repleta de bares descontraídos e restaurantes para todos os gostos, reunindo o que há de melhor em Búzios. O mais importante e impactante é que, nesta pequena rua devorada pelos pedestres, pode-se perceber a alma buziana. Descontração e elegância andam de mãos dadas, enquanto que o charme e a sensualidade fazem seu jogo de sedução, capturando a atenção dos corpos bronzeados que passeiam livremente. Os cinco sentidos são convocados ao trabalho delicioso num

entardecer na Rua das Pedras. A visão se maravilha com a mudança de cores do céu, correndo do azul celeste para o laranja avermelhado e chegando ao azul profundo. A audição se delicia com as doces risadas e a fala mansa dos que lá transitam. O olfato se divide entre a brisa do mar e o perfume que sai das cozinhas anunciando o que está por vir. O paladar é brindado com quitutes da terra e pratos requintados, acompanhados de um delicioso suco, um chope refrescante ou um vinho especial. Finalmente, o tato conquista o toque e ganha seu abraço, comemorando mais uma noite maravilhosa com um beijo. Ah! Rua das Pedras, tu bem que podias ser a rua dos suspiros, da alegria, dos sorrisos, ou simplesmente a rua do bem-viver. Se no meio do caminho tinha uma pedra, no meio da Rua das Pedras há um caminho. Escolha o seu. Búzios Online

Jornal Orion  
Jornal Orion  

Jornal Orion distribuição gratuita

Advertisement