Page 1

Segundo Caderno - 1

Abril/2012

IDEIA PARA ADOLESCENTE

Abril/2012 - Ano VII - Nº 79 - www.jornalorion.com - Edição Mensal - Distribuição Gratuita - Não pode ser distribuído separadamente

PODEMOS APRESSAR A SEGUNDA VINDA DE JESUS? AS 5 VIRTUDES DO JOVEM CRISTÃO

! Sendo Deus Senhor de tudo, acaso depende do ser humano para concretizar a vinda de Seu Filho à Terra? Igreja Adventista do Sétimo dia surgiu como movimento escatológico, enfatizando claramente a segunda vinda de Cristo. Passados mais de 150 anos proclamando esse evento, continuamos esperando a concretização dele; e isso tem suscitado algumas interrogações: “Está demorando?” “Podemos apressar a segunda vinda de Jesus?” Na tentativa de responder a tais perguntas, têm sido sugeridas basicamente duas respostas. Alguns creem que Jesus ainda não veio porque está esperando que Seu povo se consagre e testemunhe diligentemente; ou seja, o povo é responsável pela demora.

O Jovem se depara com muitas situações durante a juventude que requer uma atitude. Por isso, são necessárias algumas virtudes para alcançar o sucesso em suas relações, planos e sentimentos. !

Página 2

CUIDADOS COM AS DOENÇAS DA CHUVA

Página 3

7 erros na hora de emagrecer

Mulheres que DESTROEM HOMENS

Fique alerta e se proteja contra a dengue, leptospirose e hepatite A

! É admirável a capacidade que a mulher possui de arruinar a vida de um homem. Isso pode parecer pesado, mas se observarmos algumas histórias de homens fracassados, encontraremos com grande frequência a presença de mulheres atuando de alguma forma, colaborando para esse fracasso! Eu costumo dizer que é preciso pensar muito antes de casar. Casar apenas para não ficar sozinha, solteira, “pra titia”, não é um bom motivo, tendo em vista que depois que se casa, ou a mulher abençoa o marido, ou se torna maldição para o mesmo.

Página 3

Página 5

A Sexualidade Masculina Parece que a liberdade dos homens de se expressarem publicamente, seja no serviço, nas ruas, com os amigos, esconde, em sua vida particular e em sua intimidade, um misterioso silêncio. Este comportamento dos homens parece estar relacionado a estereótipos sociais em que eles são vistos como sabendo e conhecendo tudo sobre sexo. Não tendo dúvidas ou dificuldades. Página 4

! Dificilmente

uma mulher está satisfeita com o próprio corpo. Tem sempre aquela gordurinha a mais que ela quer eliminar e, assim, fazer entrar aquela calça que não cabe mais no corpo. Muitas recorrem a dietas para perder os quilinhos extras, dietas estas nem sempre eficazes. Deixam de lado guloseimas e frituras e passam a comer apenas alimentos light, na mesma quantidade anterior.

Ou pior: umas ficam dias sem comer absolutamente nada. O que elas não sabem é que realizar uma dieta por conta própria podem provocar efeitos indesejáveis para a saúde. Segundo a nutricionista Alessandra Rocha, um problema comum é que, por falta de informação, não sabem melhorar a dieta do ponto de vista nutricional, nem diminuem a ingestão calórica. Aí, já viu...

Pipoca possui mais antioxidantes do que frutas e legumes Petisco é rico em polifenóis, substância benéfica presente no vinho

Página 7

Página 6


Abril/2012

2 - Segundo Caderno

❘❙ Ideia para Adolescente

A falência da Língua Portuguesa C omo fasso para ser um profissional de sucesso? Poço participar do processo de estágio? As duas orações não fazem parte de auguma obra de ficção, mas de tópicos postados em foruns de informática por adolescentes aspirantes às carreiras de tecnologia da informação. A maioria tem aver com orientação vocassional, mas grande parte está relacionada com informação proficional. Os especialistas na Última Flor do Lácio são unânimes: é preciso aperfeiçoar as habilidades de comunicação ainda no ensino médio. Esperar para descobrir isso num

estágio ou prova pode depor contra a imagem do estudante, por mais competente que ele seja nas habilidades técnico-instrumentais. Foi o que aconteceu com Eliezer (nome fictício), estagiário de tecnologia da informação (TI) acionado para resolver um problema no computador do departamento de comunicação de certa empresa. A questão era simples: recuperar o arquivo “situacao_2007.doc” que havia sido apagado. Quando renomeou o novo arquivo, ninguém mais conseguiu achar o documento no servidor. O aluno trocou a letra “s” por um “c”. Fora a vergonha, a situação do

aprendiz não se alterou. Apesar do deslize, sua competência técnica como estagiário de informática não foi questionada. O estudante de computação, que pediu para não ser identificado, alegou pressa na digitação e que nem tinha lido direito a ficha de atendimento. Pressa é a desculpa mais comum nesse tipo de erro. Pela posição das letras no teclado, a justificativa não consegue convencer. Segundo a editora de opinião do jornal Correio Braziliense, Dad Squarisi, são duas questões distintas. Uma é a comunicação em ambientes virtuais, onde escrever “blz” e “naum” não compromete a imagem do profissional. “A nova forma de comunicação é permitida na internet, mas não pode extrapolar para o mundo real”, diz a professora. A outra questão está relacionada a ortografia. Escrever “vocassional” ao invés de vocacional não é problema de pressa ao digitar, mas de desconhecimento da grafia. A professora aconselha muita leitura para superar essa deficiência. “Quando se tem o hábito de leitura, fica muito mais fácil saber a forma correta das palavras”, afirma a jornalista. Doutor em lingüística, Cristovão Tezza afirma que a grafia incorreta é um mal menor diante dos outros problemas relacionados à língua portuguesa. “Escrever casa com ‘z’

pode ser resolvido com uma consulta ao dicionário ou por alteração da norma”, enfatiza o professor. A deficiência, segundo o autor, está mais relacionada à expressão subjetiva das palavras, isto é, à concatenação e à exposição lógica das ideias. “Penso, logo escrevo” seria a solução do problema linguístico se Renê Descartes, o filósofo francês, pudesse opinar. A capacidade de pensar antes do ato de escrever pode, inclusive, evitar que o corretor ortográfico do processador de texto imponha um erro pior do que aquele que se propõe a combater. Seja qual for a postura adotada,

os futuros profissionais não podem descuidar dos processos comunicacionais, até porque em muitas situações você não terá uma segunda chance de causar uma primeira boa impressão. Por falar em impressão, a que deve ter ficado é a má, se o leitor permanecer apenas no primeiro parágrafo do texto. Algumas palavras foram grafadas de forma incorreta, justamente para chamar a atenção e alertar para o constrangimento da situação. Se você não percebeu o problema, está na hora de ter como companhia o Aurélio. Luiz Henrique Quemel

❘❙ Identidade Jovem

As 5 virtudes do jovem cristão O

Jovem se depara com muitas situações durante a juventude que requer uma atitude. Por isso, são necessárias algumas virtudes para alcançar o sucesso em suas relações, planos e sentimentos.

AUTENTICIDADE - É preciso assumir uma identidade perante as pessoas que nos relacionamos. O “falar” deve ser coerente com o “viver”. Ter identidade é não se deixar levar por qualquer argumentação, é ser você mesmo, por isso que Paulo escreve: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12.2) Deus nos enxerga de uma forma que o homem não pode ver, pois Ele nos ama como e apesar do que somos! Como escolheu a Davi, um jovem de baixa estatura e que não se “amoldava” ao padrão de um líder militar, transformou sua fraqueza em força, pois Davi tinha um enorme zelo pelo Senhor. O jovem cristão precisa experimentar um relacionamento íntimo com Deus, refletir a identidade de Cristo, se quiser obter sucesso em tudo o que fizer. FIRMEZA - O mundo nos convida a pensar sobre conceitos, idéias e padrões de vida, mas o jovem cristão deve estar firmado na Palavra de Deus, pois, quem consente mesmo em pensamento, com determinadas práticas que desagradam a Deus também está pecando: “Embora conheçam o justo

decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam.” (Romanos 1.32) José, apesar de toda a sua história com seus irmãos, possivelmente teria motivos para questionar e se rebelar contra Deus, mas ao contrário, como tinha um relacionamento com Deus, permaneceu firme nos seus mandamentos. Quando chega ao Egito, apesar de ser vendido como escravo, consegue uma boa ocupação na casa de Potifar, como mordomo. José era um homem, de bom porte e boa aparência. A mulher de Potifar tenta seduzi-lo à deitar-se com ela, mas ele recusa-se dizendo: “Como, pois, posso eu cometer este grande mal e pecar contra Deus?” (Gn.8.9) Mas, mesmo assim, ela não desistiu! Dia após dia insistiu até que ela um dia pega sua capa e o chama novamente para ele se deitar com ela, até que ele foge e a mulher fica com sua capa. É claro que chegou aos ouvidos de Potifar essa versão da história, e ele fica muito irado, mandando José para a prisão. Por causa de sua firmeza e temor a Deus, José foi preso por não ceder ao pedido da mulher. Mas Deus foi fiel para com ele e fez com que o carcereiro o visse com bons olhos. Apesar de todos esses “insucessos” na vida de José, a sua firmeza no Senhor fez com que ele fosse mais que vencedor, pois transformou toda adversidade em benção. (Gênesis 39) PREPARAÇÃO - Após assumir uma identidade, ser firme na Palavra de Deus, muitos questionamentos irão

surgir. Pessoas que estão ao nosso redor vão querer saber o porquê de nossas atitudes, como cristãos. “Antes, santifiquem Cristo como Senhor em seu coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.” (I Pedro 3.15) A preparação consiste na leitura e prática da Bíblia, comunhão, oração e adoração para que as adversidades, as provações da vida sejam vencidas de forma vitoriosa conforme a vontade de Deus. Paulo, em sua carta a Timóteo instrui-o a continuar firme naquilo que ele havia se preparado, aprendido com sua mãe a avó, para ser “….” (2 tm 2.15) Como estar preparado? Paulo dá o exemplo da armadura… “Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo, pois a nossa luta não é contra seres humanos mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.” Efésios 6.11-17 (NVI) CONFIANÇA - Na juventude há sonhos, planos, desejos, escolhas. É muito difícil conter a ansiedade para assuntos como profissão, namoro, etc. Mas nosso coração é enganoso. (Jr. 17.9) O mundo prega a confiança na sua própria estima e capacitação, mas esquecem-se que o melhor mesmo é confiar no Senhor, que tudo

nos dará, da melhor forma possível, até além do que imaginamos ou planejamos. Confiar é ter fé. Pois “a fé….” Hb11.1 Muitos personagens do povo de Deus, morreram na fé, alguns sem terem alcançado as promessas, mas confiaram e Deus fez coisas maiores e melhores do que eles imaginavam ou pediram. E assim é conosco. Nossas esperanças ou sonhos devem estar nas mãos de Deus, confiando que Ele pode fazer o impossível. Hb. 11.6 Confiar é entregar. Deixar tudo nas mãos Dele. “Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua.” (Provérbios 16.1) / “Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá.” (Salmo 37.4 e 5) DECISÃO - Pela a história, Daniel também teria motivos para entregarse ao que não agrada a Deus. Como era temente a Deus, ao chegar a Babilônia, acabou sendo destaque dos demais pois… “Daniel, contudo,

decidiu não se tornar impuro com a comida e com o vinho do rei, e pediu ao chefe dos oficiais permissão para se abster deles.” (Daniel 1.8) “Passados os dez dias, eles pareciam mais saudáveis e mais fortes do que todos os jovens que comiam a comida da mesa do rei.” (Daniel 1.15) A decisão requer coragem. Coragem de enfrentar as situações que exigem autenticidade, preparação e confiança em Deus. Um jovem decidido é um jovem resoluto, corajoso e determinado. As suas escolhas são as melhores e trazem saúde à mente, ao físico e ao espiritual. Terá sucesso, se essas escolhas estiverem firmadas na Palavra de Deus. É firmar um compromisso perante Deus e as pessoas ao redor. Por isso, “Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes.” (I Corintios 16.13 ) Que a nossa oração seja de a cada dia viver para a glória de Jesus Cristo, e que eu e você possamos ser esses jovens de atitude! Aline

TV Novo Tempo - NT Vale O

jornal NT Vale, produzido e apresentado em Pindamonhangaba, mostra os acontecimentos do Brasil e do mundo em uma linguagem simples e objetiva. A notícia relevante, os fatos como acontecem e os serviços que possam colaborar com o telespectador estão presentes diariamente às 19h30 pela TV Novo Tempo. Dia 19/03, estrearam novos quadros com o objetivo de dar dicas práticas ao telespectador. Às segundas-feiras – Minuto Coaching – apresentado por Rodolfo Arantes, professor da Fundação Getúlio Vargas nos cursos de Gestão de Pessoas, Estratégia Empresarial e Liderança. Aqui você terá orientações sobre o mercado de trabalho, carreira pessoal, liderança empresarial e

muito mais! Às terças-feiras – É Seu Direito – com José Carlos Cataldi – advogado e jornalista. O telespectador vai entender e se defender com as regras e leis nas mais diferentes áreas. Às quartas-feiras - Seu Dinheiro – Luiz Carlos Laureano da Rosa, economista e pesquisador do NUPES-UNITAU. Como a economia pode afetar o seu dia a dia. Dicas para você aproveitar ao máximo o seu dinheiro. Às quintas-feiras - Saúde – apresentado por diversos especialistas da área médica. Semanalmente dicas preciosas sobre saúde. Dúvidas, sugestões e perguntas você pode encaminhar para o ntvale@ novotempo.org.br! Site: www.novotempo.com/ntvale

COBERTURA DA TV NOVO TEMPO: A Novo Tempo hoje está em mais de 550 municípios no Brasil através de canais abertos e à cabo. Nacionalmente através da SKY 14. CAPITAIS São Paulo Brasília Curitiba Porto Alegre Goiânia São Luiz Maceió Porto Velho Rio Branco Campo Grande

CANAIS 46 48 35 44 51 44 16 2 14 41

CIDADES EM DESTAQUE: São José dos Campos SP 30 Campos do Jordão SP 54

Pindamonhangaba (geradora) Campinas SP Passo Fundo RS Caxias do Sul RS Uberlândia MG Juiz de Fora MG Itabuna BA

15 34 24 59 14 54 19

Ji -Paraná RO Parintins AM Cáceres MT Barra Mansa RJ Cachoeiro de Itapemirim ES

9 49 23 39 21

Lucia H. Cardoso


Segundo Caderno - 3

Abril/2012

Podemos apressar a Segunda Vinda de Jesus? Esperando e apressando Sendo Deus Senhor de tudo, acaso depende do ser humano para concretizar a vinda de Seu Filho à Terra? Igreja Adventista do Sétimo dia surgiu como movimento escatológico, enfatizando claramente a segunda vinda de Cristo. Passados mais de 150 anos proclamando esse evento, continuamos esperando a concretização dele; e isso tem suscitado algumas interrogações: “Está demorando?” “Podemos apressar a segunda vinda de Jesus?” Na tentativa de responder a tais perguntas, têm sido sugeridas basicamente duas respostas. Alguns creem que Jesus ainda não veio porque está esperando que Seu povo se consagre e testemunhe diligentemente; ou seja, o povo é responsável pela demora. Em contraposição, outros sugerem que Cristo voltará somente e acordo com Sua determinação, e que nada podemos fazer para apressar ou retardar o momento estabelecido para Sua vinda.

Deus no controle Na defesa dessa posição, entre outros teólogos, Arnold Wallenkampf parece ressaltar a soberania absoluta de Deus, com respeito à parousia. Nesse sentido, a providência e a onisciência divinas parecem desempenhar papel fundamental. “Deus, por meio de Sua providência, preparará o momento da segunda vinda de Cristo… Nem por um instante devemos pensar que podemos mudar o que Ele planejou e estabeleceu.” Imaginar que “seres humanos pecadores sejam capazes de atar as mãos do Onipotente, ao ponto de Lhe impedir de levar a cabo Seus planos” é “o cúmulo da arrogância”. Crer que o ser humano pode desempenhar algum papel importante nesse sentido seria “blasfêmia”. Dentro desse pensamento, a concepção da demora é ilógica. Demora é um prolongamento de tempo além do previsto, o que supõe que houve fracasso no cumprimento do prazo antecipadamente estipulado. Percebe-se claramente que Wallenkampf parte de uma concepção atemporal de Deus. Para ele, “Deus é maior que o tempo. O tempo existe em Deus; não é que Deus vive no tempo…” Ele considera que, ainda que o ser humano fracione sua existência em tempos verbais: passado, presente e futuro, “não ocorre o mesmo com Deus. Para Deus, não há diferença entre passado, presente e futuro”. Esse pensamento conduz Wallenkampf a um conceito de soberania absoluta de Deus, em relação com os eventos do mundo. Ainda comentando a defesa da ideia de que Deus retarda a segunda vinda por causa do homem, ele assegura que “negamos com um golpe tanto Sua presciência como Sua onisciência. Ao refletir desse modo, rebaixamos nosso onisciente Deus a nosso pró-

prio nível”. Ou seja, a segunda vinda tem que acontecer porque Deus, em Sua onisciência, a previu. Temos aqui um futuro fixo, fechado e invariável, determinado pela onisciência e providência de um Deus atemporal. Essa postura tem graves consequências para a missão da igreja. Porém, Wallenkampf responde a esse questionamento, ao dizer que “às vezes damos a impressão de que a comissão evangélica é uma responsabilidade unicamente nossa”. Para ele, isso está longe de ser verdade. “A proclamação do evangelho a todo o mundo é responsabilidade do Senhor”, ele diz. Aqui, a ênfase na providência absoluta de Deus desmerece a ação humana no cumprimento da missão.

Participação humana No extremo oposto à posição de Wallenkampf, Herbert Douglass considera que tem havido realmente uma demora na “colheita” do mundo; mas tal demora não é causada por qualquer mudança de planos da parte de Deus. Se dependesse dEle, a colheita já teria acontecido décadas atrás.

Essa posição está fundamentada na seguinte afirmação de Ellen White: “Cristo aguarda com fremente desejo a manifestação de Si mesmo em Sua igreja. Quando o caráter de Cristo se reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-lo como Seu.” Douglass aceita que o homem desempenha papel ativo na missão. Contudo, a principal preocupação dele não focaliza tanto a tarefa que o povo de Deus deve cumprir, mas o caráter que deve refletir. Nesse sentido, ele parece ter interesse secundário na missão que a igreja deve cumprir; ou seja, a ação da igreja nos acontecimentos do fim estaria relacionada com a condição que deve ter; não com a missão que deve cumprir. Resumindo, a partir de uma pres-

Na Bíblia, as palavras traduzidas como “eternidade” (‘olãm no Antigo Testamento e aiõn no Novo) têm claro significado temporal, e basicamente se referem a um período limitado ou

cidade que Ele tem de incluir em Sua onisciência não apenas as realidades passadas e presentes, mas também as futuras; mesmo aquelas que são livres ações dos seres humanos (At 2:33; Rm 8:29; 11:2). A afirmação da presciência de Deus não é nem contraditória nem logicamente incompatível com a liberdade humana. Aqueles que percebem uma contradição insuperável implicitamente assumem que Deus conhece da mesma forma que nós conhecemos. A concepção bíblica não identifica predestinação com presciência, como se Deus predestinasse cada coisa que conhece. Ele não predetermina o destino humano. Paulo diferencia entre presciência e predestinação (Rm 8:29). Nessa visão, o destino do ser humano não apenas implica os planos e as obras de salvação, mas também a livre resposta de fé ao chamado do Espírito Santo. Em relação com a providência, Deus não controla a história humana no sentido de que planeja e executa tudo o que nela sucede. Ele Se relaciona pessoalmente e dirige a história humana para seu objetivo. Deus não força os seres humanos, muito menos o curso da História. Se considerarmos

ininterrupto. Além disso, é preciso esclarecer que, mesmo que a eternidade seja concebida em termos temporais, isso não significa que a Bíblia a identifique com o tempo que o ser humano experimenta como limite de seu ser finito. Deus experimenta o tempo de modo qualitativa e quantitativamente distinto da maneira do homem. Ele não nega o tempo, mas o integra e ultrapassa (Sl 103:15-17; Jó 36:26). Essa visão temporal de Deus considera que Ele pode Se relacionar direta e pessoalmente com o homem dentro da história humana, de tal maneira que tanto Deus como os seres humanos partilham a mesma história. De acordo com a Bíblia, o conhecimento de Deus é perfeito (Jó 37:16). O conhecimento prévio se refere à capa-

que a força não somente é incompatível com a liberdade, mas também com o amor, os objetivos de Deus na História não são alcançados forçando a liberdade humana. Ao contrário disso, ao participar ativamente na História, Deus trabalha pela salvação em diferentes níveis: individual, social e cósmico. Então, se pensarmos dentro do limite da temporalidade (que implica contingência), os resultados não estão predeterminados. Contudo, não estamos na incerteza quanto ao futuro da História. A vitória de Cristo na cruz é o fundamento da certeza acerca do futuro. Podemos dizer que, de acordo com as Escrituras, Deus dirige a história humana, dentro do seu fluxo e complexidade; não desde o Céu, por

suposição atemporal para o ser de Deus, Wallenkampf desemboca no conceito de soberania absoluta, na qual Deus é responsável por todo passo dado na execução de Seu plano. Isso leva a desmerecer a participação humana no plano da salvação. Sendo Deus o único responsável pela pregação do evangelho, não é importante o que o ser humano possa fazer em relação à missão. Por outro lado, Douglass enfatiza o elemento humano. Deus espera, durante gerações, que Seu povo alcance o padrão imposto pela vida de Jesus enquanto esteve na Terra. Essa postura tampouco enfatiza o papel que o povo de Deus deve desempenhar no cumprimento da missão. Isso lhe interessa apenas indiretamente, a título de uma motivação a mais para alcançar o caráter de Cristo.

Limite da temporalidade

meio de decretos eternos e irresistíveis. Ele decide trabalhar temporalmente na História, por meio de Sua igreja e com a cooperação dela.

Podemos apressar? Se considerarmos seriamente o contexto temporal das Escrituras, além do conceito de presciência e providência divinas, devemos reconhecer que Deus decide trabalhar com o ser humano, dentro da história humana, para alcançar alguns dos Seus objetivos. Nesse sentido, existem alguns propósitos que devem ser cumpridos em relação com a segunda vinda de Jesus; propósitos nos quais Deus decidiu trabalhar em cooperação com o ser humano. A pregação do evangelho (Mt 24:14) é um deles. Deus confiou essa missão à igreja, capacitando-a para cumpri-la. Nesse contexto, tem sentido a declaração de Ellen White: “Dando o evangelho ao mundo, está em nosso poder apressar a volta de nosso Senhor. Não nos cabe apenas aguardar, mas apressar o dia de Deus.” Então, o desfecho da missão é uma tarefa que Deus decidiu realizar em conjunto com Seu povo. Se o Senhor deseja trabalhar com Seu povo para alcançar alguns objetivos relacionados com a segunda vinda de Jesus, é claro que o homem também pode impedir ou retardar essa tarefa. Essa visão está em concordância com outras declarações de Ellen White: “Houvesse a igreja de Cristo feito a obra que lhe era designada, como Ele ordenou, o mundo inteiro haveria sido antes advertido, e o Senhor Jesus teria vindo à Terra em poder e grande glória.” “Quando o caráter de Cristo se reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-lo como Seu.” Ao compreendermos a maneira pela qual Deus decidiu realizar Seu plano de salvação, podemos perceber o papel que o homem desempenha na terminação da obra. Ele decidiu trabalhar com o ser humano em relação com Seus objetivos para a Sua segunda vinda, capacitando Seu povo para a tarefa que lhe compete desempenhar. Apesar disso, Ellen White nos dá a garantia de que “o mundo não está sem um governante. O programa dos sucessos futuros está nas mãos do Senhor. A Majestade do Céu tem sob Sua direção o destino das nações e os negócios de Sua igreja”17 Deus atuará com todo poder através do ser humano e respeitando sua liberdade, para alcançar Seus objetivos. Isso deve animar a igreja, considerando que Deus lhe tem dado o privilégio de participar no plano da salvação. Por meio de nossa fidelidade no cumprimento da missão, a igreja pode apressar seu encontro com o Salvador. Marcos Blanco Diretor de Redação da Casa Editora Sudamericana, Buenos Aires, Argentina.

Cuidados com as doenças da chuva acetil-salicílico. Vá ao médico - o tratamento é com antibiótico.

Fique alerta e se proteja contra a dengue, leptospirose e hepatite A A época de chuvas fortes chegou e, com ela, aparecem doenças que podem causar sérios danos à saúde. Saiba quais são quatro delas e como evitá-las: DENGUE Doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que procria onde há água parada - latas, copos, pneus velhos, vasos, caixas d’água, lixeiras, cisternas. O perigo: dengue clássica causa febre alta, forte dor na cabeça e no corpo. “Dengue hemorrágica também, mas o infectado pode ter sangramento em órgãos”, explica Jaime

Rocha, infectologista de Curitiba que atua no laboratório Delboni Auriemo. Aí, pode ser fatal. A saída: o melhor é prevenir. Fique esperto para não deixar água acumular no jardim, na varanda, na louça pós-churrasco. Se sentir sintomas da dengue, não tome remédio. “Medicamentos à base de acetil-salicílico e anti-inflamatórios, como aspirina, aumentam o risco de hemorragias”, diz Mauricio Gaspari Pupo, diretor técnico da Consulfarma Assessoria Farmacêutica, de São Paulo. Vá ao hospital. LEPTOSPIROSE É causada por uma bactéria pre-

sente principalmente em urina de rato e transmitida ao homem, em muitos casos, nas enchentes. O contato da pele - especialmente se tiver cortes ou machucados - com a água contaminada é suficiente para isso. O perigo: “Febre alta, intensa dor de cabeça e muscular, calafrios e olhos avermelhados são os sintomas comuns - vêm cerca de dez dias após a contaminação”, diz Jaime. A leptospirose pode ser fatal. A saída: evite contato com água ou lama de rua. “Guarde a comida em locais à prova de ratos, longe de porões ou garagens.” Caso sinta sintomas da leptospirose, não use remédios com

HEPATITE A É causada pelo vírus HAV. Ele pode estar em alimentos mal lavados e água contaminada. Se ingerir comida assim ou precisar atravessar uma rua alagada - e tiver uma fissura na pele -, pode pegar. O perigo: ataca principalmente o fígado. “Você tem náusea, febre e icterícia - corpo e olhos ficam amarelados; perde apetite; faz fezes

claras”, diz Ricardo Ferreira da Cunha, médico especializado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Casos fatais são raros. A saída: vacine-se. “Lave sempre as mãos, jamais as encoste na boca, limpe bem os alimentos”, diz Stéfano Gonçalves Jorge, médico de Campinas e membro da Sociedade Brasileira de Hepatologia. Se pegar hepatite A, vá ao médico. *Com informações da MEN’S HEALTH

Saúde, Sucesso, Amor...

... PARA VOCÊ!


Abril/2012

4 - Segundo Caderno

❘❙ Sexualidade

A SEXUALIDADE MASCULINA Resumo: A sexualidade masculina continua secreta! O homem fica recolhido na solidão de seu próprio ser, sem espaço social para tratar de suas questões de forma mais autêntica e respeitosa. Isto traz sérias consequências São inúmeras as revistas femininas, que tratam da questão da sexualidade, sedução, paquera, beleza, etc. Este é um dos temas mais comentados das mulheres. A libertação sexual, a ampliação dos direitos sexuais femininos é e continua sendo tema de inúmeras matérias. Quando estão no grupo de amigas, as mulheres adoram falar sobre suas questões pessoais e com certas amigas falam inclusive sobre sua vida sexual, com detalhes, dúvidas, trocando experiências. Porém quando falamos do comportamento masculino tudo isto é diferente. As revistas voltadas para o público masculino têm como temas assuntos gerais como negócios, carros, sexo. Este último tema é geralmente tratado através de fotos de mulheres nuas ou de sexo explícito, em que o aspecto da sexualidade enfatizada é o da performance sexual, sempre com impessoalidade. No grupo de amigos é só curtição! Brincadeiras e papos, divertidos, mas gerais. Os homens quase nunca ou nunca colocam em discussão suas vidas pessoais, muito menos suas vidas

sexuais. Quando falam de sexo, geralmente é de forma exagerada ou bastante estereotipada. Falam sobre mulheres, principalmente sobre aquelas com quem tiveram relações mais superficiais, poucas vezes sobre aquelas com as quais realmente estão envolvidos afetivamente. Parece que a liberdade dos homens de se expressarem publicamente, seja no serviço, nas ruas, com os amigos, esconde, em sua vida particular e em sua intimidade, um misterioso silêncio. (BRUNS & GRASSI, 1994, p.21) Este comportamento dos homens parece estar relacionado a estereótipos sociais em que eles são vistos como sabendo e conhecendo tudo sobre sexo. Não tendo dúvidas ou dificuldades. Se as mulheres sofriam uma repressão sexual de não poderem demonstrar e expressar desejos, de desapropriação de seus próprios corpos e prazeres, os homens sofrem de falta de espaço para serem mais humanos, com limites, dificuldades e dúvidas. O homem é ainda refém da imagem de parecer com super homem, sabedor de todas as questões referentes ao sexo. E isto é tão terrível quanto uma mulher ter sua sexualidade reprimida.

Essa obrigação dos homens de se verem obrigados a corresponder a uma imagem de super heróis tem sido uma enorme fonte de angústia. Já que além de serem os melhores na cama, têm que ser os melhores em tudo: no trabalho, com os amigos, família, etc. É verdade que as coisas têm mudado e alguns homens já podem mostrar sensibilidade, dúvidas e dificuldades sexuais, sem serem considerados frouxos. Mas isto ainda é tão complicado, que a propaganda em que Pelé tratava de um assunto como dificuldade de ereção virou uma grande piada. É assim que os homens têm tratado de suas vidas sexuais, como uma grande brincadeira, sem importância e o homem que se arrisca em falar sobre suas dúvidas e dificuldades vira motivo de chacota. Como resultado disso temos o sexo masculino liderando as estatísticas mundiais de suicídios, de mortes violentas e de envolvimento com álcool. De cada quatro dependentes de drogas em todo o mundo três são homens. Dados do Ministério da Saúde revelam que dos 6.985 suicídios ocorridos no Brasil em 1998, 5.530 foram cometidos por homens. Os homens vivem, em média, dez anos menos que as mulheres. E também são os mais acometidos por doenças cardiovasculares, crises de hipertensão,

diabetes e obesidade. Além do aumento de problemas relacionadas ao sexo: impotência, ejaculação precoce, dentre outros. ... com essa história de terem a obrigação de ser bem-sucedidos, viris e seguros, os homens estão precisando

desesperadamente de socorro. (DIEGUEZ & ROGAR, 2001, p.118) Está na hora dos homens assumirem que têm dificuldades, falando sobre si mesmos e isto não é parecer frágil e vulnerável: é apenas ser humano! Pense nisso!

Referência: DIEGUEZ, C. ; ROGAR, S. Homens também choram. Revista Veja. São Paulo: Editora Abril. 22 de agosto de 2001, p.116-123. BRUNS, M. A. De T. ; GRASSI M. V. F. C. A face oculta da sexualidade masculina. Revista Viver Psicologia. São Paulo. Outubro/Novembro, 1994, p.20-21. Salete Monteiro Amador - Psicóloga

❘❙ Psicologia

O RESGATE DO EU – É POSSÍVEL?

P

odemos perder uma parte de nossa personalidade por situações difíceis vividas no passado e isto causar dificuldades nos relacionamentos. Dá para mudar? A criança ao crescer precisa construir defesas psicológicas contra aquilo que a ameaça adoecer emocionalmente. O que ela se torna quando chega à vida adulta pode ser mais defesa do que ela mesma. Acaba havendo uma confusão entre o que a pessoa é, como indivíduo que pensa, sente e age, e o que ela se tornou devido às defesas. Está confuso para você? Vamos tentar clarear. Ao crescermos vamos nos adulterando. O que é algo adulterado? É aquilo que não é o original, não está sadio. Por que vamos adulterando? Porque perdemos a espontaneidade, algo tão natural para as crianças. Perdemos a simplicidade e adquirimos trejeitos no falar, a honestidade até certo ponto e desenvolvemos atitudes manipuladoras no contato com os outros, perdemos a pureza, etc. Por que isto ocorre? Quando uma criança se defronta com uma situação difícil e dolorosa para ela no relacionamento dela com pessoas importantes em sua vida, geralmente pai e mãe, ela sente dor. Criança também tem angústia, tristeza, além dos sentimentos mais evidentes como medo, insegurança, etc. Quando ela se aproxima de uma das figuras formadoras do “eu” dela e recebe rejeição, real ou não, mas que entra para ela como real, dói e ela reage a esta dor com uma defesa inconsciente. Ou seja, ela reduz, retrai, encolhe uma parte do ser para que, ao se aproximar novamente daquela figura parental, não doer tanto como antes. Este encolhimento emocional ocorre por causa da defesa que ela construiu para lidar com a dor e a frustração. E é justamente esta retração que adultera sua espontaneidade. Ela perde uma parte do “eu” para preservar uma outra parte do “eu” e sobreviver como pessoa. Está difícil ainda de compreender? Deixa-me tentar dar um exemplo para ver se fica mais fácil. Joãozinho não gostava da vovó porque ela era realmente uma avó ranzinza e sem paciência com crianças. Há gente assim. Várias vezes ele tentou dizer para seus pais, com a espontaneidade de uma criança de 5 anos, que não gostava da vovó. Mas naquela casa havia uma re-

pressão de sentimentos e “Todos gostam de todos aqui!”, disse sua mãe (talvez mais preocupada com a mãe dela, a avó do Joãozinho, do que com o filho que dizia uma verdade que a mãe não queria aceitar por ser dependente da mãe dela), “Portanto,”, completou a mãe de Joãozinho, “você gosta da vovó sim!”, com uma face fechada e nervosa. Quando você aprende a cuidar bem de sua criança interior, fica fácil e agradável lidar com a criança exterior. Qualquer criança. A verdade para Joãozinho era a de que aquela avó era “esquisita”. E era mesmo. Mas para a maneira daquela família funcionar psicologicamente, isto não era admitido. Era negado, talvez pela carência da mãe quanto à sua mãe (avó de Joãozinho), e talvez porque o pai dele não queria confusão nem com sua mulher e nem com a sogra, daí, meio que entrava na jogada na esposa, que defendia a mãe dela, não dando valor ao sentimento do filho. Que coisa complicada, não é? Isto ocorre nas melhores famílias na sociedade, mais do que acreditamos! O que Joãozinho teve que fazer com aquela verdade de seu sentimento e percepção? Teve que aprender a se retrair, a se encolher no seu jeito de ser espontâneo e verdadeiro porque ele “captou”, mesmo sendo criança, que seria possível perder o amor (?) da mãe se mantivesse a verdade, a de que a vovó é chata. Ele teve que adulterar uma verdade, retrair seu jeito de ser, para ser de uma forma que, talvez, pudesse ter a aprovação dos pais. Isto é um exemplo de como se constrói a neurose, que é a perda do eu saudável. Neurose é você calçar sapato número 38 e querer colocar nos pés um de número 37. Talvez vá entrar, mas ficará desconfortável. Ou seja, você até consegue funcionar na sociedade como pessoa, mas há uma pedra no sapato emocional incomodando o tempo todo. Que pedra é esta? É a perda da naturalidade, da espontaneidade, da verdade do ser (da pessoa) e de ser (existir). Algumas pessoas irão morrer assim, com personalidade encolhida. Poderão desenvolver a doença de Alzheimer, que parece ter um dos componentes da sua causa, um esquecimento provocado pela dificuldade da pessoa lidar com lembranças e realidades dolorosas, de maneira que seu cérebro produz a perda da memória. O que você

diz para o seu corpo, ele obedece, mesmo que adoeça. Se você diz para si mesmo por muito tempo, não necessariamente com palavras, que não quer pensar no que dói, seu cérebro obedecerá e fará o apagamento, por causa da sua necessidade! Dá para resgatar o “eu” original

perdido ao longo da infância? Teve alguém que o preservou plenamente, sem ser Jesus Cristo? Não conheço. Alguns se interessam neste trabalho, outros não. O primeiro passo é perceber que houve uma perda, quando, então, você não fica satisfeito com o que é e deseja melhorar. O segundo é querer

recuperar. O terceiro é fazer algo prático neste sentido, assumindo que agora a responsabilidade de amadurecer está em sua mão. E o passo fundamental tem que ver com a espiritualidade. Tudo isto é um processo para a vida toda. Dr. Cesar Vasconcellos de Souza


Segundo Caderno - 5

Abril/2012

❘❙ E agora Pastor?

Todas as doutrinas da Bíblia são importantes

O

princípio de “ Toda a Escritura” sempre foi o lema da Reforma Protestante do século 16. Parece que isso está se perdendo em nossos dias. Estou fazendo (05/02/2012) um trabalho de Mestrado em que devo apresentar um mínimo de 10 páginas. Como o requisito é uma resenha crítica do livro “O Santuário e as Três Mensagens Angélicas – Fatores Integrativos no Desenvolvimento das Doutrinas Adventistas”, que é a tese doutoral defendida pelo meu amigo e orientador Alberto R. Timm, gostaria de repartir com você um argumento de um pioneiro adventista transcrito nessa tese. Nele, o autor adventista R.

F. Cottrell defende a doutrina da observância do sábado. Veja que interessante a análise feita por ele em 1854: “[...] ninguém rejeitaria o santuário da Bíblia” se o lugar santíssimo “não contivesse a arca”; e “a arca não seria motivo de objeção, se não contivesse as tábuas do concerto; e essas não seriam objetadas se tivessem apenas nove mandamentos” (Tim, O Santuário e as Três Mensagens Angélicas [Engenheiro Coelho, SP: Imprensa Universitária Adventista, 2002], p. 212). Isso diz muita coisa, principalmente que a rejeição de uma doutrina leva à rejeição de outras. E isso, muitas vezes, por causa de nossas conveniências pecaminosas, o que

levará o indivíduo ao desastre na vida espiritual (Tg 2:10-12; 2:26). Alguns anos depois, em 1863, Cottrell afirmou: “[...] se o santuário [celestial – ver Hb 8:1, 2; 4:14-16] não pode ser destruído, o sábado não pode ser atingido”. E isso, apesar das objeções que tal doutrina bíblica tem recebido (Ver Gn 2:1-3; Ex 20:8-11; Mt 24:20; Mc 2:27, 28; At 16:13; Ap 14:6, 7 e 12). De acordo com Cottrell, como os antinomistas (os que são contra a validade da Lei) não podem subir até o céu para destruir “o verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, não o homem” (Hb 8:2), a doutrina do sábado, que relembra-nos do Deus Criador (Ex 20:8-11) e Salvador (Dt 5:12-15), permanecerá inabalá-

❘❙ Ministério da Mulher

vel para sempre! (Is 66:22, 23). Reflita com carinho nessas citações e veja se, no momento, não adota uma postura como essa, descrita acima na primeira citação, amigo (a) leitor (a). Recomendo a leitura dessa obra do Dr. Timm, disponível para aquisição no site da Imprensa Universitária Adventista (Unaspress): http://unaspress.unasp-ec.com É um excelente material para sua biblioteca! Nele você terá um conhecimento sólido do desenvolvimento das doutrinas distintivas adventistas e dos argumentos dos pioneiros para defender as verdades que ensinamos, centralizadas, claro, na Pessoa de Cristo. Afinal, “[...] ninguém pode

D

ias atrás, estava estudando a história de um homem muito conhecido da Bíblia. Deparei-me com dois versos que me fizeram tirar o foco deste homem (a personagem principal) e voltar minha atenção a duas mulheres. São estes os versos: “E chorou diante dele os sete dias em que celebravam as bodas; sucedeu, pois, que ao sétimo dia lho declarou, porquanto o importunava; então ela declarou o enigma aos filhos do seu povo.” Juízes 14:17 “E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, a sua alma se angustiou até a morte.” Juízes 16:16 Pelos versos citados, você já deve imaginar quem é o homem, mas vamos nos deter mais nas mulheres, ok? Duas mulheres diferentes, um mesmo comportamento! Já dizia o sábio Salomão: “É melhor morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e irritadiça.” Provérbios 21:19 “O gotejar contínuo em dia de grande chuva, e a mulher contenciosa, uma e outra são semelhantes;” Provérbios 27:15 “É melhor morar num canto de telhado do que ter como companheira em casa ampla uma mulher briguenta.” Provérbios 21:9 “Melhor é morar só num canto de telhado do que com a mulher briguenta numa casa ampla.” Pro-

vérbios 25:24 É admirável a capacidade que a mulher possui de arruinar a vida de um homem. Isso pode parecer pesado, mas se observarmos algumas histórias de homens fracassados, encontraremos com grande frequência a presença de mulheres atuando de alguma forma, colaborando para esse fracasso! Eu costumo dizer que é preciso pensar muito antes de casar. Casar apenas para não ficar sozinha, solteira, “pra titia”, não é um bom motivo, tendo em vista que depois que se casa, ou a mulher abençoa o marido, ou se torna maldição para o mesmo. Então, se o motivo é errado, é preferível não se casar à arruinar a vida de alguém! Queridas, isso pode parecer forte de mais, e é forte de mais, mas a influência que temos na vida de alguém é algo muito sério e devemos tratar com a devida seriedade. Pior, essa influência se espande dependendo de quem seja a pessoa que estamos influenciando. No caso do homem do livro de Juízes (Sansão), a influência negativa de duas mulheres em sua vida, além de todo sofrimento e humilhação que lhe causou, teve como consequência o descumprimento da missão que Deus havia confiado a Ele – libertar Israel dos filisteus. Encontramos, na Bíblia, demonstrações da influência positiva que uma mulher pode ter na vida

de um homem, também: “Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.” I Coríntios 7:14 “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo. Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.” Provérbios 31:10-12 Então, fica diante de nós uma escolha – sermos mulheres importunas, rixosas, e reclamonas, amaldiçoando a vida de nosso namorado ou cônjuge, ou sermos mulheres usadas por Deus para abençoar a vida de alguém! É tão bom olhar para o sucesso do marido e ver que tivemos participação em sua conquista bem sucedida. É bom sentir a harmonia do lar, a alegria e a felicidade que irradiam de um homem que tem uma companheira cujas influências vêm de Deus! Então, hoje, gostaria de convidar você a ser uma mulher que abençoa a vida de um homem, uma mulher que se proponha a isso, ainda que seja solteira. Do contrário, teremos muitos “Sansãos” em um mundo que precisa de homens que não se compram e nem se vendem, homens fiéis ainda que caiam os céus! Karyne M. Lira Correia

LEANDRO QUADROS www.leandroquadros.com.br

❘❙ Seus Direitos

Consumidor - Direitos Básicos

M

Mulheres que destroem homens

lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo” (1Co 3:11. Veja também Ef 2:20). Um abraço carinhoso!

uitas vezes o consumidor é vítima de abusos por parte do fornecedor de produtos ou serviços e deixa de defender seus direitos por desconhecer o alcance da proteção a esses direitos pelo CÓDIGO de DEFESA do CONSUMIDOR. Abaixo listamos algumas dicas elaboradas pelo MJ sobre como se prevenir das PRÁTICAS ABUSIVAS (Art. 39, CDC) : 1. O fornecedor não pode condicionar a venda de um produto à compra de outro produto, ou seja, para levar um produto, você não pode ser obrigado a comprar outro, por exemplo, para levar o pão, você tem de comprar um litro de leite. Isto se chama VENDA CASADA e é proibido por lei. É crime: Lei nº 8.137/90, art. 5º, II. 2. É proibido ao fornecedor esconder um produto e dizer que

o produto está em falta. 3. Se algum fornecedor enviarlhe um produto que você não pediu, não se preocupe! Receba como se fosse uma amostra grátis. E se alguém prestar a você um serviço que não foi contratado, não pague. A lei garante que você não é obrigado a pagar (art. 39, parágrafo único, CDC). 4. O fornecedor não pode prevalecer-se da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou posição social, para impingirlhe seus produtos ou serviços. 5. O fornecedor não pode

exigir do consumidor vantagens exageradas ou desproporcionais em relação ao compromisso que ele esteja assumindo na compra de um produto ou na contratação de um serviço. Antes de comprar, pesquise o preço em outras lojas. 6. Quem vai prestar-lhe um serviço é obrigado a apresentar, antes da realização do trabalho, um orçamento (Art. 40, CDC). Neste orçamento tem de estar escrito o preço da mão-de-obra, o material a ser usado, a forma de pagamento, a data da entrega e qualquer outro custo. 7. O fornecedor não pode difamar o consumidor só porque ele praticou um ato no exercício de um direito seu. 8. Existem leis que explicam como um produto ou um serviço devem ser feitos. O fornecedor não pode vender produtos ou realizar serviços que não obedeçam a essas leis.

9. O fornecedor é obrigado a marcar um prazo para entregar um produto ou terminar um serviço. 10. Elevar, sem justa causa, os preços de produtos e serviços. 11. O fornecedor poderá aumentar o preço de um produto ou serviço apenas se houver uma razão justificada para o aumento. 12. O fornecedor é obrigado a obedecer ao valor do contrato que foi feito. Não pode aumentar o valor do produto ou serviço se o aumento não estiver previsto no contrato. www.soleis.com.br


Abril/2012

6 - Segundo Caderno

❘❙ Alegria da Criança

O verdadeiro significado da Páscoa

A

ssim como no natal, quando papai Noel rouba a cena no verdadeiro significado da comemoração dessa importante data, que é o nascimento de Jesus, assim também na Páscoa há uma personagem que leva as atenções e faz desviar o olhar do verdadeiro motivo desta importante comemoração cristã. Muitas pessoas não sabem qual é o verdadeiro significado da Páscoa. Muita gente ainda pensa que Páscoa é apenas um feriado muito legal no qual ganhamos ovos de chocolate. A celebração da páscoa não tem nada a ver com os símbolos que conhecemos hoje em dia como coelhinhos e ovos de chocolate. O verdadeiro significado da Páscoa, encontramos na Bíblia, na Palavra de Deus! A Páscoa que comemoramos hoje é a maior de todas as festas cristãs, maior até do que o Natal! A Páscoa é uma festa comemorada pelos judeus. Eles celebram a libertação da escravidão no Egito. Deus usou a vida de Moisés para tirar o povo do Egito. Deus mandou dez pragas para que faraó libertasse o seu povo que era duramente escravizado

debaixo das suas mãos, e a cada praga o seu coração se endurecia, e na última praga, o primogênito de cada família seria morto, mas os filhos dos judeus seriam poupados sacrificando um cordeirinho e passando o seu sangue na entrada das portas das suas casas. Nessa noite o anjo da morte passou por todos os lares. Mas onde ele via o sangue do cordeiro ele passava por alto e naquele lar não haveria mortes, pois o cordeiro tinha sido sacrificado. Depois que o anjo da morte passou pelo Egito o faraó decidiu deixar livre a Israel. Aleluia! Essa celebração recebeu o nome de Pessach, que em hebraico significa passagem, nesse caso da escravidão à liberdade. Daí surgiu a palavra Páscoa. Hoje comemoramos a passagem da morte para a vida. A páscoa para nós, povo de Deus, representa a maior festa cristã. Também simboliza a passagem da escravidão do pecado para a liberdade da vida de Deus. Em Romanos 6:23 disse “Pois o salário do pecado é a morte” Nós merecíamos morrer, mas Deus providenciou uma grande salvação porque nos amava demais!

“Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” Joao 3:16 “Mas Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado” Romanos 5:8 Jesus, O Cordeiro derramou o seu sangue por nós, para que possamos ter vida! “e o sangue de Jesus, seu

Filho, nos purifica de todo pecado” 1 João 1:7 Pela fé então devemos nos cobrir com o seu sangue, assim como o sangue que foi passado nas portas das casas dos israelitas! Mas como fazemos isto? Crendo que Jesus morreu em meu lugar, que pagou o nosso castigo na cruz. “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os

mortos, será salvo. Romanos 10:9” Mas Jesus não permaneceu morto, ele ressuscitou na Páscoa!!! Ele deu novo significado a esta data. Ele trouxe a “boa-nova”, esperança de uma vida melhor, trouxe ensinamentos para que o povo se libertasse do sofrimento e do mal. Ele veio para nos reconciliar com Deus e nos dar a chance de viver uma vida abundante, juntamente com Ele. A sua ressurreição simboliza o início de uma vida nova, uma vida liberta da escravidão do pecado ! Não mais para relembrarmos a saída do pais do Egito, mas, para sempre nos lembrarmos da saída do Egito do pecado, e que entramos pela fé na liberdade que há na sua morte e ressurreição. Jesus é a nossa verdadeira Páscoa! Jesus é o nosso Libertador!! “Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.” I Co 5:7b Somente podemos dizer feliz páscoa se Jesus for o nosso cordeiro! Ele é seu cordeiro, que libertou você do pecado e das maldiçoes? Então sim, podemos dizer com alegria e em alta voz: FELIZ PÁSCOA!!! Gabriela Pache de Fiúza

❘❙ Vida e Saúde

A dieta vegetariana é mais cara do que a dieta com carne? QUANTO É POSSÍVEL ECONOMIZAR? I ndo diretamente ao ponto: a dieta vegetariana não é mais cara do que a dieta com carne. Porém, não se trata de uma comparação simplista, nem uma comparação item a item. Primeiramente, a dieta vegetariana não é simplesmente uma dieta sem carne. Se assim fosse, bastaria tirar do cardápio alimentos cárneos, o que obviamente resultaria em redução no custo com alimentos. Quando se decide por uma dieta vegetariana, em geral, isto é resultado de uma motivação, que vai desde o cuidado com a saúde até adorar verdadeiramente a Deus (ver 1 Coríntios 10:31). Portanto, há bem mais mudanças que acompanham essa decisão, por exemplo: Substituição de alimentos refinados por integrais; Substituição de refrigerantes por sucos naturais; Substituição do açúcar por mel; Substituição dos salgadinhos por castanhas; Substituição de enlatados por

alimentos frescos; etc. Há ainda as mudanças no estilo de vida: deitar e levantar-se cedo; exercitar-se; não comer entre as refeições (que devem ser, no máximo, três), entre outras. Se uma comparação item a item for feita, tomando por base todo o conjunto de alimentos saudáveis introduzidos na nova dieta, poderá dar a impressão que a dieta vegetariana é mais cara, mas essa forma de cálculo é enganosa. O cálculo deve ser feito no conjunto do consumo de alimentos, e, para ser exato, deveria estender-se aos gastos com medicamentos e até mesmo aos dias perdidos de serviço por doença oriunda ao estilo de vida insalubre. Alguns itens do cardápio saudável são realmente mais caros do que seus similares prejudiciais ou de baixa nutrição. Os exemplos citados revelam essa diferença, no entanto, no cômputo geral, há ganhos que superam com larga vantagem esses itens mais caros quando analisados individualmente.

Subtraia de sua lista de compras todas as guloseimas; subtraia também os valores gastos com restaurantes sofisticados, churrascarias, pizzarias, sorveterias e docerias; elimine o custo com os alimentos consumidos fora do horário das refeições; verifique que se obtém a sensação de saciedade comendo menor quantidade de alimentos integrais em comparação com os similares refinados, com a vantagem de ficar mais bem nutrido. Ah! Não se esqueça de subtrair os suplementos alimentares e os aditivos para melhorar o funcionamento intestinal, agora desnecessários. Até o hálito melhora muito, dispensando o consumo de colutórios bucais e chicletes. Mesmo famílias bem pobres podem ser vegetarianas; além de economizarem, ganharão em saúde e nutrição. Nosso país é muito abençoado nesse sentido. Analise quanto custa feijão, farinha de milho, inhame, polenta, soja, abóbora, abacate e banana (dentre muitos outros) que são de baixíssimo custo e muito

nutritivos, em comparação com os alimentos cárneos. Faz quase três anos que eu e minha família somos vegetarianos estritos (sem nenhum derivado de animal). Nesse período pudemos avaliar com rigor matemático que, em média, economizamos perto de 40% ao mês em alimentação. Deus jamais iria requerer algo de Seus filhos para o qual Ele não os capacitasse. Fazemos cuidadoso registro das despesas

domésticas e estamos mais do que convencidos da economia financeira com o estilo de vida requerido por Deus. Gostaria, no entanto, de dizer com toda sinceridade: mesmo que ficasse muito mais caro, ainda assim deveríamos colocá-lo em prática. Quanto vale fazer a vontade de Deus? Mauro Carnassale

Pipoca possui mais antioxidantes do que frutas e legumes Petisco é rico em polifenóis, substância benéfica presente no vinho

A

pipoca já havia saído da lista negra dos petiscos, já que, quando preparada com pouca gordura, contém cerca de 160 calorias em 100g. A novidade é que ela pode ser uma excelente fonte de antioxidantes. De acordo com pesquisadores da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, a pipoca possui mais polifenóis do que frutas e legumes. Polifenóis também são encontrados no chocolate De acordo os cientistas, uma porção de 33g pipoca pode conter

até 300mg de antioxidantes, quase o dobro das frutas, que carregam 160mg da substância em porções de 80g. Os polifenóis agem contra os danos causados pelos radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce e prevenindo doenças generativas. Estudos anteriores sugerem que essa substância também é encontrada no chá verde e chocolate amargo. Para os cientistas, a pipoca é uma boa fonte de polifenóis porque possui apenas 4% de água. Legumes e frutas também são fontes da substância, mas como sua composição pode chegar a

90% de água, ela não seria tão concentrada. Na pipoca, a mais alta concentração de polifenóis pode ser encontrada na película dura e marrom – aquela que pode causar uma sensação incômoda entre os dentes. Rica em fibras, uma porção de pipoca pode oferecer mais de 70% do consumo diário de grãos integrais recomendado por médicos e nutricionistas. Mais uma vez, a casca que costuma ser descartada é considerada a fonte principal de fibras. Pipoca deve ser preparada em aparelhos a vapor, sem gordura

Mas se você quer aproveitar os benefícios da pipoca sem ganhar quilos extras, prefira preparar os grãos em aparelhos próprios, que usam o vapor para estourar o milho. Saborear o petisco optando pelos grãos específicos para micro-ondas acrescentam o dobro de calorias, transformando-o em uma bomba calórica. Os cientistas também ressaltam a importância de consumir frutas e legumes, já que a pipoca não possui todas as vitaminas e minerais encontrados nestes alimentos. Renata Demôro


Segundo Caderno - 7

Abril/2012

❘❙❘❙Cuidando Cuidando do Corpo, a Máquina

7 ERROS NA HORA DE EMAGRECER Nutricionista lista equívocos e ensina como evitá-los para que a dieta não provoque efeitos indesejados

D

ificilmente uma mulher está satisfeita com o próprio corpo. Tem sempre aquela gordurinha a mais que ela quer eliminar e, assim, fazer entrar aquela calça que não cabe mais no corpo. Muitas recorrem a dietas para perder os quilinhos extras, dietas estas nem sempre eficazes. Deixam de lado guloseimas e frituras e passam a comer apenas alimentos light, na mesma quantidade anterior. Ou pior: umas ficam dias sem comer absolutamente nada. O que elas não sabem é que realizar uma dieta por conta própria podem provocar efeitos indesejáveis para a saúde. Segundo a nutricionista Alessandra Rocha, um problema comum é que, por falta de informação, não sabem melhorar a dieta do ponto de vista nutricional, nem diminuem a ingestão calórica. Aí, já viu... Para emagrecer de forma saudável é necessário garantir que o corpo receba todos os nutrientes necessários para seu bom funcionamento e a ingestão de calorias precisa diminuir. Funciona como uma equação matemática, explica a nutricionista: “O número total de calorias ingeridas num determinado período de tempo precisa ser menor que o número total de calorias gastas (metabolizadas) para haver emagrecimento”. Ou seja: sentir um pouco de fome antes de ir dormir, nos primeiros dias de regime, é comum e vai acontecer. No entanto, existem estratégias para driblar a fome como o fracionamento das refeições, a ingestão de bastante água e de alimentos ricos em fibras. “A pessoa deve entender que, nos primeiros dias em dieta, vai

sentir um pouco de fome até que o organismo se acostume. Após alguns dias, o organismo vai se habituar às quantidades menores de alimentos consumidos e responder positivamente aos estímulos de uma alimentação nutritiva, rica em fibras e alimentos funcionais. Contar calorias pode ser chato, porém, é eficaz para saber a hora de terminar cada refeição”, ressalta. Dificilmente uma mulher está satisfeita com o próprio corpo. Tem sempre aquela gordurinha a mais que ela quer eliminar. Assim, mulheres do mundo inteiro recorrem a uma dieta própria para perder os quilinhos extras. Mas atenção: alguns cuidados devem ser tomados para que esse regime não prejudique a saúde. A nutricionista Alessandra Rocha mostra 7 erros que você deve evitar na hora de emagrecer. Fazer jejum é, definitivamente, uma das piores estratégias para perder peso. Emagrecer de forma saudável tem a ver com perder gordura corporal sem se desidratar ou perder massa magra (músculos). Pular refeições, no entanto, ao invés de ajudar apenas atrapalha o funcionamento do metabolismo e traz mal estar, irritação, mau hálito e outros problemas. A nutricionista explica que o ideal é fazer seis refeições ao longo do dia com intervalos regulares. São elas: café da manhã, lanche matinal, almoço, lanche vespertino, jantar e ceia. Mas é o café da manhã a refeição mais importante. É nela que a pessoa irá recarregar as energias para começar o dia. Um

bom café da manhã deve ser composta por frutas ou sucos naturais, de preferência ricos em vitamina C, assim como pães e cereais integrais e derivados desnatados de leite. Para a nutricionista, produtos industrializados light devem ser consumidos com moderação. Trocar o açúcar convencional pelo adoçante é adequado, mas, por exemplo, comer várias fatias de pão light ou várias bolas de sorvete light é sair da dieta. Também se deve ter cuidado com o excesso de refrigerantes light. Os níveis elevados de sódio provocam inchaço e o aumento da

❘❙ Vivendo a Terceira Idade

A

Para minimizar os riscos externos (do ambiente), o ortopedista dá algumas dicas: NA SALA: - Mantenha escadas e corredores sempre bem iluminados; - As escadas devem ter corrimãos ao longo dos degraus com altura média de 80 cm. Use fita antiderrapante nos degraus; - Não encere o piso; - Mantenha mesas de centro, plantas e descansos de pé fora da área de tráfego; - Dê preferência a móveis com bordas arredondadas; - Organize os móveis de forma que o idoso tenha um caminho livre para passar e não precise ficar desviando da mobília; - Instale interruptores de luz na

NA COZINHA: - Remova os tapetes, pois eles podem causar escorregões; - Armazene comida, louças e outros acessórios em locais de fácil acesso, evitando que o idoso suba em cadeiras para alcançar os armários mais altos; - Limpe sempre qualquer líquido ou gordura que cair no chão para que o piso não fique escorregadio; - Para que o idoso fique em uma posição confortável ao trabalhar, a bancada da pia deve estar de 80 a 90 cm do chão. NO QUARTO: - Instale uma lâmpada e um telefone e mantenha uma lanterna perto da cama do idoso; - Os armários devem ter portas leves e maçanetas grandes, que facilitam a abertura; - Dentro do armário, as roupas e

Madson Moraes

Truques incríveis para usar em casa e

FACILITAR O DIA A DIA AREIA DE GATO NO TÊNIS Para combater o cheiro desagradável nos pés, encha uma meia velha com areia higiênica de gato (à venda em supermercados, custa cerca de R$ 3 o quilo) e ponha dentro do calçado por um período de 12 horas. A areia retém a umidade e combate maus odores. Guarde o sachê e use sempre que necessário. PASSE A ROUPA COM JORNAL A solução para quem não tem tábua de passar roupa: dentro de uma fronha de travesseiro, coloque de 8 cm a 15 cm de folhas de jornal. A base ficará parecida com o algodão da tábua. O jornal, que conduz calor, deixará a roupa mais lisa.

entrada das dependências para que o idoso não precise andar no escuro para acender a luz; - Mantenha fios elétricos e de telefone fora das áreas de trânsito e nunca debaixo de tapetes; - Tenha tapetes com a parte debaixo não deslizante ou com fitas adesivas; - Escolha sofás e cadeiras com assentos altos para que o idoso não tenha que fazer muito esforço para sentar e levantar.

dá uma sensação de estômago cheio e, com isso, a pessoa come menos. Dificilmente alguém lê a tabela nutricional de qualquer alimento. Mas as listas de ingredientes e tabelas nutricionais dos alimentos industrializados trazem uma consciência maior sobre os ingredientes e composição do alimento a ser consumido. Ao ler a tabela nutricional, você deve se concentrar nos nutrientes que devem ser limitados na dieta como gorduras trans, calorias e sódio.

❘❙ Dicas para o Lar

Cuidados evitam acidentes doção de medidas simples e práticas reduzem os riscos de acidentes e traumas. A queda é um acidente bastante comum para idosos e muitas vezes causa problemas graves e deixa sequelas, tanto físicas quanto psicológicas. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, as quedas ocupam o primeiro lugar no ranking de causas de acidentes em pessoas com mais de 60 anos. Existem vários fatores associados às quedas, como enfraquecimento natural de ossos e músculos, alterações visuais decorrentes da idade, desatenção e perda de equilíbrio e alterações no padrão de marcha – quando observamos um andar com menor elevação dos pés. Estas alterações associadas a atividades de risco e a um ambiente inseguro aumentam a probabilidade de acidentes. “No caso de idosos, obstáculos aparentemente simples podem se tornar grandes vilões, como dobras no tapete, pisos escorregadios ou calçadas irregulares”, afirma Miguel Akkari, ortopedista do Instituto Saúde Plena e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa.

pressão arterial. Ovos, leites e seus derivados, peixes e outras fontes de proteínas são fundamentais para emagrecer com saúde. O consumo desses alimentos suprime os efeitos da grelina, o ‘hormônio da fome’, que atua no cérebro transmitindo a mensagem de fome quando o estômago está vazio. E ao ingerir fontes de proteína, a grelina envia uma mensagem de saciedade para o cérebro, dando fim à sensação. A boa hidratação é fundamental para saúde e ajuda a emagrecer. Beber dois copos de água antes das refeições

objetos devem ser organizados em locais de fácil acesso. Evite deixar as coisas em locais muito altos, que exijam o uso de escadas ou bancos; - Instale algum tipo de iluminação no caminho entre a cama do idoso e o banheiro; - A cama deve ter altura que permita ao idoso manter os pés no chão quando sentado. - A mesa de cabeceira deve ser fixada no chão ou na parede, evitando que se desloque caso o idoso precise usá-la como apoio para levantar da cama. NO BANHEIRO: - Coloque um piso antiderrapante no banheiro, além de um tapete antiderrapante no box; - Instale dentro do box um suporte para xampu e sabonete, de preferência líquido (pois não escorrega das mãos); - Instale barras de apoio ao lado do vaso sanitário e dentro do box para auxiliar no equilíbrio; - Não use chave na porta do banheiro, pois no local os acidentes são frequentes; - Mantenha um banquinho dentro do box para que o idoso possa ensaboar as pernas e os pés com mais facilidade; - Mantenha o local iluminado durante a noite. Dr. Miguel Akkari

COSTURE COM FIO DENTAL Para não correr o risco de pregar um botão mais de uma vez, no lugar da linha de costura, vá de fio dental. O material manterá a peça mais segura no tecido.

LUSTRE COM BANANA Sapatos, bolsas e carteiras de couro ganham brilho com casca de banana. Descasque a fruta, remova o excesso da camada branca da parte interna e friccione no objeto a engraxar. Em seguida, esfregue uma flanela na mesma região. Sucesso garantido! Sueli Rutkowski

❘❙ Culinária

Salada Carolina INGREDIENTES # 2 pés de alface-americana, cortada em tiras # 5 tomates grandes e bem maduros, com pele e sementes, cortados em cubos # 200 g a 300 g de parmesão ralado grosso # 4 ovos cozidos, ralados na parte grossa do ralador # 150 ml de azeite de oliva extravirgem # Suco de 1/2 limão # Sal e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto # 1 colher (chá) de mostarda Dijon ou de mostarda amarela (americana) MODO DE PREPARO 1. Para o molho, misture o azeite,

o suco de limão, o sal, a pimenta-doreino e a mostarda numa vasilha funda o suficiente para bater à vontade, sem espirrar. 2. Para a salada, coloque num recipiente a alface, os tomates, o parmesão e os ovos. 3. Despeje o molho sobre a salada e misture bem. Sirva.


Abril/2012

8 - Segundo Caderno

O

Arautos 50 Anos

início da noite do sábado 10 de março vai ficar para sempre na memória das cerca de 10 mil pessoas que assistiram ao concerto em comemoração aos 50 anos do quarteto Arautos do Rei. A apresentação também foi transmitida ao vivo pela TV e Rádio Novo Tempo, e pelo site novotempo.com. O Ginásio do Ibirapuera, localizado na zona sul de São Paulo, estava repleto e silencioso; silêncio que era interrompido ao final de cada música (ou medley) quando alegres aplausos recheavam o ambiente, ou quando admiradores de todas as idades cantavam hits que marcaram a música cristã nos últimos 50 anos. No início da apresentação que aconteceu por volta das 19h30, após uma introdução atualizada do prefixo Breve Jesus Voltará interpretada pela formação atual, os 35 arautos cantaram Hei de Estar na Alvorada, música que deu nome ao primeiro trabalho do quarteto no início da década de 1960. Na sequência, integrantes de 27 formações, que gravaram cerca de 45 álbuns, entoaram Aqui chegamos pela Fé (1975). A celebração, que durou mais de três horas, teve sucessos interpretados por todas as formações do Arautos, exceto na música Pensando em Ti, de 1970, que foi interpretada por Malton Braff (segundo tenor), Roberto Conrad (baixo), Enis Rochel (barítono) e Dermival Reis (primeiro tenor; a formação original tinha Eclair Cruz, falecido em 2010). Para Rochel, que mora na Ilha

da Reunião (pertencente à França e localizada no oceano Índico) professor de vulcanologia, ensaiar no Unasp São Paulo (antigo IAE) durante toda a semana foi muito especial, pois muitos arautos estudaram e se conheceram ali. Inclusive, relembra Rochel, o local foi onde o pastor Joel Sarli conheceu a esposa Margarida. Sarli (barítono da primeira formação) lembrou os pioneiros ao entoar, e em seguida ser aplaudido na música Como Estás Com Teu Deus (1962). A formação que ficou de 1996 a 2001, composta por Dênio Abreu (primeiro tenor), Társis Iraídes (segundo tenor), Jeferson Tavares (barítono) e Ronaldo Fagundes (baixo), relembrou sucessos como Se Ele Não For o Primeiro (1997), Tu És Santo (1997) e Eu Não Sou Mais Eu (1999). Segundo o diretor musical da época, Jader Santos, esta formação contribuiu para atualizar a mensagem do quarteto para o público jovem. Foram cantados hinos para crianças, como O Rapaz Davi (1970) e Quando a Mãe Diz, e clássicos da envergadura de Em Nome de Jesus (1991), Música Celeste (1964), Vivo à Clara Luz (1975), Fogo Divino (2005), Deus quer Alguém (1984), Em Nome de Jesus (1991) e Vem Entrega Tua Vida (1993). Além destas, os arautos de todos os tempos também entoaram Começando Aqui (1995), canção marcada pelo timbre do barítono e ex-orador da Voz da Profecia Fernando Iglesias. Ao final da apresentação, Iglesias disse que vivia

uma “emoção sem comparação”, por ”reencontrar pessoas que percorreram o mesmo caminho… em épocas diferentes”, o que acaba sendo, conclui, “um livro de história vivo, foi emocionante!”. A festa ainda contou com alguns “extras”. O primeiro, a entrega para todo o público presente da obra A Grande Esperança, de Ellen G. White. Quase ao final da celebração, os pastores Erton Köhler, presidente da Igreja Adventista para oito países da América do Sul, e Antônio Tostes, diretor geral da Rede Novo Tempo de Comunicação, homenagearam os ex-oradores da Voz da Profecia presentes: Ronaldo de Oliveira, Assad Bechara, Helio Carnassale, Roberto Conrad Filho, Neumoel Stina, Montano de Barros, Fernando Iglesias, além de Ivan Saraiva (atual). Os ex-diretores de Voz da profecia também receberam distinção especial, assim como os cantores

e pianistas. Os pianistas presentes eram: Williams Costa Júnior, atual diretor de comunicação da Igreja Adventista Mundial, Jader Santos, Alexandre Reichert Filho, Eli Prates, Silmar Correia, Robert Benfield (o primeiro), Flávio Santos, Leni Azevedo e Ricardo Martins (atual). Pedro Carvalho também estava presente. Os que já dormem também foram lembrados. São eles: Eclair Cruz, Henry Feyerabend, Walter Boger, Nilo Ramos e Samuel Campos. A homenagem foi estendida aos líderes da Igreja Adventista em SP e demais regiões do país, que colaboram com o ministério do Arautos do Rei. Ao final de cerca de 3 horas e meia de programação, o pastor Erton pediu que as luzes do Ginásio fossem apagadas e as dos celulares dos presentes, acesas, criando um céu estrelado. Erton agradeceu aos arautos e fez um chamado a que

todos se envolvessem na pregação da volta de Jesus, além de alertar sobre a distribuição de mais de 150 milhões de livros “A Grande Esperança”, distribuídos mundialmente no dia 24 de março. A última canção do show, cantada por todos os arautos com a participação da orquestra do Unasp, foi uma versão clássica de Breve Jesus Voltará. De forma resumida, a sensação que permaneceu nos admiradores do quarteto foi expressada pela repórter da Rede Globo Carla Modena. Após concluir seu trabalho, Modena foi questionada sobre o que havia sentido ao participar da festa. “Senti paz”, confessou. O material vai virar DVD que, segundo o diretor da gravadora Novo Tempo Alessandro Tostes, deve ficar pronto em setembro.

vocabulário local é imprescindível). Ao atravessar o rio Potengi, vale petiscar a ginga, um peixinho frito servido com tapioca. Não deixe também escapar o doce de cupuaçu com queijo coalho.

contar depois da viagem, escolha o pelo primeiro (ainda assim tome cuidado, alguns buggys pecam feio no quesito segurança). Genipabu tem uma bela praia e atrações para todos os gostos: sandboard (surfe na areia) e pára-buggy (pára-quedas puxados pelos carrinhos) para os mais radicais, passeios de dromedário e jangada aos menos ousados. Não deixe de conferir a lagoa, vale um mergulho para refrescar. A Praia da Pipa (80 km de Natal, no município de Tibau do Sul) é um dos poucos lugares no Brasil onde é possível ver golfinhos, tartarugas e, logo depois, ir às compras em lojas descoladas ou fazer uma boquinha num bistrô. Não é à toa que a Pipa de hoje – bem diferente da rústica vila de pescadores, descoberta por surfistas nos idos dos anos 70 – ganhou o apelido de “a Búzios potiguar”. Menos explorado que Genipabu e Pipa, São Luís do Gostoso (108 km de Natal) tem praias lindas e piscinas naturais. Por causa de sua localização – ali o litoral brasileiro faz uma curva a oeste - São Luís é um dos melhores lugares para a prática de windsurfe e kitesurfe. Por ali, não deixe de conhecer a praia do Reduto e, mais adiante, Tourinhos. Não vá para ficar só em Natal. O visual das praias vizinhas é impressionante e o acesso é facílimo. O que eu ganho com isso? A oportunidade de conhecer uma das mais belas capitais do Brasil.

Novo Tempo

❘❙ Turismo

Natal C

apital do Rio Grande do Norte, Natal é ensolarada praticamente o ano todo: são mais ou menos 300 dias anuais de sol sobre uma costa de dunas, recifes, falésias e piscinas naturais. Na região metropolitana, há praias urbanizadas com calçadão e quiosques. A principal delas é Ponta Negra, onde está a maior parte das pousadas, restaurantes e bares, boa para quem procura agito e não se importa com os vendedores ambulantes na areia. Outras praias urbanas como a do Meio (que tem a maior orla da cidade), a dos Artistas (uma das preferidas dos surfistas) e

a Areia Preta (com piscinas naturais na maré baixa) não são boas para banho por causa de seus recifes e pedras submersas. Um pouco mais afastadas do centro, seguindo pela Via Costeira, ficam as praias mais bonitas de Natal. No litoral sul, vale visitar Pirangi (na verdade duas praias, já que o rio Pirangi divide as areias), que abriga o maior cajueiro do mundo, Búzios (de mar bem agitado), Tabatinga e a Lagoa de Arituba (uma das mais bonitas do Estado) Tibau do Sul, (frequentada quase o ano todo por golfinhos), e a Praia da Pipa, refúgio descoberto por surfistas

nos anos 70 e hoje a mais badalada e famosa. O outro sentido da Via Costeira leva às praias do litoral norte potiguar. Genipabu é uma das primeiras, cheia de dunas (e turistas), e com programas divertidos como buggy, sandboarding (surfe nas areias) e pára-buggy (pára-quedas rebocado pelo carrinho). Mais adiante ficam a praia e a lagoa de Jacumã (também com atividades animadas como o teleférico radical nas águas da lagoa, e conhecido – não por acaso – como “aerobunda”), Maxaranguape (uma das prediletas dos natalenses), o Cabo de São Roque (ponto geográfico do Brasil mais próximo à África), e Maracajú (onde há formação de “parrachos”, piscinas naturais repletas de peixes), o melhor ponto para snorkeling da região. De volta à metrópole e longe das areias, o museu de Arte Sacra, o Memorial ao folclorista potiguar Câmara Cascudo, a catedral e o Forte dos Reis Magos podem ser boas pitadas de cultura ao roteiro. Curiosidade: segundo a Nasa, agência espacial americana, Natal tem o ar mais puro das Américas – mais um motivo para visitar. ONDE COMER Carne-de-sol e a macaxeira são o que há de mais potiguar na cozinha (não ofenda o garçom com os sinônimos “carne-seca” e “mandioca” - o

COMPRAS No bairro de Petrópolis, a antiga penitenciária agora abriga o Centro de Artesanato. Por ali, há objetos folclóricos, arte em barro, rendas, temperos e quitutes, entre outras boas lembrancinhas da cidade. DIVIRTA-SE Um dos melhores lugares para a prática do mergulho autônomo é Maxaranguape, a 63 km de Natal. Lá, lanchas levam até os parrachos, recifes submersos de coloração verde-escura, facilmente explorados com snorkel e nadadeiras. Segundo o Guiness Book, Pirangi do Norte (a 25 km ao sul de Natal) tem o maior cajueiro do mundo. São cerca de 8 mil metros quadrados de copa produzindo 80 mil frutos por ano – tudo por causa de anomalias genéticas do vegetal. ARREDORES “Com ou sem emoção?” é pergunta clássica feita pelos “bugueros” de Genipabu (25 km ao norte de Natal) antes de dar partida no bugue. E é bom traduzir a questão: o piloto quer saber se você quer curtir a paisagem ou brincar de montanha-russa nas dunas. Pela prudência, opte pelo segundo. Pelas estórias para

Time Out

cad.2 Abril 2012  

Jornal Orion