Page 20

a

adolescência ma maneira, se elas acham seus pés grandes demais, ou seu nariz grande demais, isso pode resultar em uma vida social mais retraída pelos motivos totalmente errados”. Ao longo da letra, ele usou uma frase de Shelagh Delaney, adaptando “anything’s hard to find if you go looking for it with your eyes shut”, da peça The Lion in Love. Mais inspiração veio da banda Magazine, de seu amigo Howard Devoto e a “A Song From Under the Floorboards”, que Morrissey cantou posteriormente, em 2006. Na parte em que Devoto está “angry”, “ill” e “ugly as sin”, Morrissey se torna “sick”, “dull” e “plain”. Escrita na primavera de 1983, melódica e ritmicamente, a canção revelou o gosto de Marr pela Tamla Motown e em especial pela coleção de singles dos Four Tops de sua mãe: o riff de guitarra chamativo lembra vagamente o single de 1965 “Something About You”, incluído no primeiro Greatest Hits deles, mencionado como o álbum favorito de Marr, em 1985. “Era o que tocava na época”, admite ele. “Eu estava escutando e comprando muitos singles da Motown”. Assim como a canção do lado B do single de doze polegadas “Wonderful Woman”, “Accept Yourself” tinha sido reservada para o álbum de estreia com Troy Tate antes de ser regravada pelo produtor John Porter. Uma versão diferente e mais antiga na Bbc aparece em Hatful of Hollow. [17, 18, 27, 168, 270, 299, 419]

adolescência (de Morrissey), Ver Juventude de Morrissey. ADS

(alto-falantes), Empresa de equipamentos de som com sede em Massachusetts (Analogue and Digital Systems, Inc.), cuja propaganda de 1980 de sua linha

L730 foi a capa do single dos Smiths, “William, it Was Really Nothing”. A propaganda, com o título “Você continuará respeitando seu alto-falante pela manhã?”, foi uma analogia bem-humorada a uma transa casual de uma noite, mostrando um homem seminu, em pose de arrependimento, com uma grande caixa acústica sobre os lençóis atrás dele. “Claro, eles foram ótimos ontem à noite”, começava o texto, “mas o teste de verdade de um altofalante é o dia seguinte”. O anúncio foi publicado no inverno de 1980 e é possível que Morrissey o tenha visto em uma viagem que fez a Nova York e ao Colorado para visitar parentes, em janeiro de 1981. Posteriormente, ele confessou ter “rasgado” o anúncio de uma revista, a American GQ, citando-o como um “exemplo de como uma fotografia de moda e as revistas de moda me afetavam”. Uma vez que a imagem foi usada sem permissão, após o lançamento de “William”, os detentores originais dos direitos autorais entraram com um processo contra a gravadora dos Smiths, a Rough Trade, por “violação de direito autoral” e “práticas comerciais desleais”. O single foi relançado em 1987 com nova imagem de capa, com Billie Whitelaw no filme Charlie Bubbles, a Máscara e o Rosto. (Ver também Delaney). [43, 119, 334, 374]

Ainda Resta uma Esperança (Kind of Loving, A), Drama popular britânico (kitchen sink) de 1962 relacionado entre os filmes preferidos de Morrissey. Adaptado do romance de Stan Barstow – o primeiro de sua “Trilogia Vic Brown” –, foi a estreia de John Schlesinger como diretor, que faria no ano seguinte O Mundo Fabuloso de Billy Liar com os mesmos roteiristas (Keith Waterhouse e Willis Hall) e parte do elenco de apoio (Leonard Rossiter e Helen Fraser).

20

dic_morressey.indb 20

04/10/13 11:11

Mozipedia - A enciclopédia de Morrissey e dos Smiths  

Call me morbid, call me pale, but I spent so many years on your trail… Pare se você acha que já ouviu essa antes. Morrissey gosta mais de ga...

Mozipedia - A enciclopédia de Morrissey e dos Smiths  

Call me morbid, call me pale, but I spent so many years on your trail… Pare se você acha que já ouviu essa antes. Morrissey gosta mais de ga...

Advertisement