Page 1

CAMPEÃO

FUTEB

L

em

Vitrória - ES, Terça-feira, 30 de junho de 2009

o

ã ç A

R$ 1,50

Quem é o verdaeiro campeão brasileiro de 1987? Reportagem Especial

CAMPEONATO BRASILEIRO Botafogo depois da derrota para o Goias tenta diblar a fúria da torcida

E MAIS ENTREVISTA COM DORIVAL JUNIOR COPA DAS CONFEDERAÇÕES

Fluminense perdeu o seu principal jogador para o TIME DOS SONHOS futebol árabe

COPA DO BRASIL INTERNACIONAL OU CORINTHIANS quem levantará a taça de campeão e ser o primeiro representante brasileiro na Libertadores da América


Entrevista

A caravela tem dono

Dorival Junior em entrevista conta como esta se sentindo agora no Vasco A direção do Vasco sofreu duras críticas de um ex-diretor e, dias depois, o clube foi eliminado das semifinais da Taça Guanabara. Como foi trabalhar a cabeça do elenco com essas “bombas”? O futebol está convivendo com alguns problemas já há algum tempo. Queira ou não, fazemos parte de um contexto e o Vasco está dentro desse processo. Todo atleta sabe que um ou outro clube está sempre apresentando dificuldades um pouco maiores e buscando soluções. Tivemos vários problemas, que acabaram se acumulando com outros fatos que vinham acontecendo. Somos profissionais e temos que procurar fazer o melhor possível, defender o clube de todas as formas. Tentamos mostrar aos jogadores que ali na frente tem alguma coisa boa que pode compensar todo o esforço que foi despendido nesse momento. Acredito que teremos coisas boas. Seu salário foi comentado publicamente durante esses dias. Isso te incomodou muito? Foi uma declaração indelicada [de José Roberto Coelho, ex-vice de marketing do Vasco]. Mas para mim, não interfere em nada. Transfiro meu trabalho para o campo e tenho certeza que os clubes que me contrataram, ficaram satisfeitos com o que fiz. É um detalhe que passa despercebido para mim. Você acha que o Vasco está estruturalmente pronto, ou ao menos caminhando bem, para uma grande temporada? Temos que mudar muitas coisas e elas estão acontecendo. Em alguns aspectos, ainda se demora em ter uma mudança completa e precisamos acelerar. Dentro de campo, as coisas têm acontecido e o trabalho dos jogadores tem até surpreendido. Espero que mantenhamos essa postura para que daqui a pouco esses fatos todos estejam resolvidos para

Rio de Janeiro (RJ) - Dorival Júnior comanda a missão de resgatar o Vasco à primeira divisão. Apesar de sua serenidade, põe o dedo na ferida e cobra avanços no clube e no futebol do Rio.

Acredito nas pessoas e no que me foi proposto como plano de trabalho. Espero que coloquemos tudo planejado em prática o quanto antes. a equipe ter uma tranqüilidade maior. Como você tem avaliado a postura do Carlos Alberto no início de ano? Muito profissional em todos os aspectos. Está interessado e tentando melhorar. Ele se entrega nos treinamentos e tem me surpreendido positivamente em todos os sentidos. Por que aceitar trabalhar no Vasco em um cenário tão turbu-

2 3O DE JUNHO DE 2009 FUTEBOL em Ação

lento? Acredito nas pessoas e no que me foi proposto como plano de trabalho. Espero que coloquemos tudo planejado em prática o quanto antes. Você sente que ainda falta uma visão mais profissional aos clubes do Rio? Existe mesmo uma defasagem, que tem que ser vista rapidamente. Essa distância tem que diminuir e tem tudo para ter clubes sólidos. O futebol carioca tem tudo para ter equipes que sempre abasteceram as seleções brasileiras. Mas realmente essa distância é grande e em outros estados estão mais estruturados que o Rio de Janeiro. Você acha que a tua serenidade faria bem ao Cuca, que parece muito instável psicologicamente? Tenho um respeito muito grande por ele. É um amigo particular. O Cuca tem uma carreira vitoriosa em todos os sentidos e não avalio treinador só por títulos. Ele


tem excelentes trabalhos, com sustentação, e o que vejo é que de repente está por acontecer uma grande conquista em razão do trabalho que ele tem desenvolvido.

arou e conseguiu a condição de conquistar o campeonato bem antes do momento mais difícil da competição.

O que ficou de lição das passagens por Cruzeiro e Coritiba? O Keirrison não para de fazer Foram dois trabalhos que alcagols. Você previa um sucesso tão nçaram seus objetivos. No Crugrande? O que mais te impreszeiro, em um primeiro momento, siona nele? havia dúvidas sobre a equipe e Ele é um jogador iluminado. Sem o Zezé Perrela falava que brigquerer comparar com um ou aria contra o rebaixamento. Mas outro, mas são jogadores que acreditaram no trabalho e as coiaparecem e que brilham e tem sas foram acontecendo e rendeu luz própria. Do tipo de Romário, vaga na Libertadores. Agora, é Dorival se apresentando ao VasBebeto e Careca. É especial, um grande trabalho do Adílson e co da Gama tem um poder de concentração o Cruzeiro promete muito nesse acima do normal, mesmo em ano, por esse trabalho bem contreinamentos. Tenho certeza que treinador que exige, motiva, e duzido por ele. Também existiu no ele terá um caminho maravilhoso a entonação da voz dele ajuda Coritiba esse trabalho de reforpela frente se mantiver a postura muito. Talvez essa tenha sido mular. Perdemos vários titulares e que teve comigo. Ele é acima da uma das dificuldades, para ele começamos com jogadores que média. só eram opções do René Simões. poder transmitir tudo isso com a Remontamos o grupo e foi um emoção de sempre. Quem são os grandes treinadores trabalho bem conduzido, sério. do exterior? Foi uma experiência muito imporQue sensação ficou sobre a Acho que os grandes treinadores perda de pontos na Taça Guana- tante para minha carreira e essão os brasileiros. Vejo o Mourinho bara? pero que tenha contribuído para como um treinador que tem Profissionalmente é ruim em todos que essas duas equipes vivam outro padrão de treinamento. hoje um momento melhor. os aspectos. É mais um fato que, Usa pouco o trabalho físico e queira ou não, faz parte do dia valoriza o trabalho com bola. Só Você acha que, taticamente e a dia do futebol e os problemas que tem uma vantagem que é fisicamente, o futebol brasileiro acabam aparecendo em uma de mudar o time como ele deentidade. A nossa teve isso e tem ainda deve muito ao da Europa? seja e contrata quem ele queira, alguns problemas realmente, Físico em momento nenhum. por estar em equipes grandes. que estamos tentando solucionar Nós os superamos em todos os Mas já fez trabalhos bons em aspectos, mas não respeitamos para ter dias melhores. times menores, o que comprova aqui o que é fundamental para que é um grande treinador. E é um trabalho de ponta, que é Espera que o Vasco navegue respeitado, alcança resultados, uma pré-temporada. Você inicia sem sustos como o Corinthians? tem equipes equilibradas, com o trabalho no dia 5 e no dia 10 Tenho certeza que as coisas marcação por zona ou homem a serão mais difíceis. Ano passado, a equipe precisa estar jogando. homem, e a gente percebe vari- o Corinthians chamou a atenção É um absurdo do ponto de vista ações dentro do jogo. Na minha fisiológico. As equipes européias da maioria dos clubes e mostrou concepção, o Mourinho se defazem pré-temporada de 40 dias que todos terão de estar mais staca dos demais. e aqui já te cobram no primeiro preparados, pois, queira ou não, o Corinthians, pela capacidade Dorival e o atual time Projeta uma carreira por lá para que teve e qualidade, se prepdo Vasco da Gama médio ou longo prazo? Nunca programei nada na minha vida e as coisas foram acontecendo naturalmente. Lógico que todo profissional gostaria disso e não fujo da regra. Mas acontece naturalmente, dentro do mérito de cada um. Tento sempre inovar e evoluir. Como você avaliou o Felipão no Chelsea? Ele trabalha muito com a emoção do atleta e para isso é preciso ter uma oratória excelente. O Felipão usou bem no Brasil, em Portugal, e talvez não tenha tido esse tempo para adaptação no Chelsea. É um FUTEBOL em Ação 3O DE JUNHO DE 2009 3


Time dos Sonhos Os melhores de todos os tempo para os torcedores Todo mês, um jogador ou ex-boleiro escala a sua seleção dos sonhos. O time pode ter três zagueiros, três atacantes, líbero, ou seja, qualquer esquema tático. Além disso, um jogador pode ser improvisado em outra posição,

que não a sua de origem. As personalidades do futebol também votam no seu técnico preferido. Futebol em ação fez uma seleção dos mais votados: o Time dos Sonhos do Meu Time dos Sonhos. Deu para entender?

O time dos sonhos vencedor

GOLEIRO 1° Taffarel 2° Dida 3° Rogério Ceni 4° Marcos 5° Schmeichel LATERAL DIREITO 1° Cafu 2° Leandro 3° Carlos Alberto Torres 4° Jorginho 5° Arce ZAGUEIRO 1° Baresi 2° Beckenbauer 3° Aldair 4° Luís Pereira 5° Mozer LATERAL ESQUERDO 1° Maldini 2° Roberto Carlos 3° Júnior 4° Nilton Santos 5° Serginho VOLANTE 1° Falcão 2° Zidane 3° Gérson 4° Makelele 5° Dunga

Pode não ser uma formação clássica, mas para todos aqueles que votaram são os melhores de todos os tempos

4 3O DE JUNHO DE 2009 FUTEBOL em Ação

MEIA 1° Pelé 2° Zico 3° Maradona 4° Ronaldinho Gaúcho 5° Kaká ATACANTE 1° Romário 2° Ronaldo 3° Garrincha 4° Careca 5° Van Basten TÉCNICO 1° Telê Santana 2° Luiz Felipe Scolari 3° Cláudio Coutinho 4° Vaderlei Luxemburgo 5° Paulo Autuori


Copa das Confederações

Brasil consegue virada maiúscula sobre os Estados Unidos e leva a taça Seleção conquista a Copa das Confederações depois de começar com desvantagem de dois gols. Se o lema dos americanos era “Yes, we can” (“Sim, nós podemos), imortalizado pelo presidente Barack Obama, a seleção de Dunga mostrou que é brasileira e não desiste nunca. Após sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, virou na etapa final e conquistou neste domingo a Copa das Confederações pela terceira vez na história (ganhou também em 1997 e 2005) com a vitória de 3 a 2 sobre os Estados Unidos no estádio Ellis Park, em Joanesburgo. A temperatura na África do Sul marcava 7ºC, com sensação térmica de 2ºC. Frio, assim como será na Copa do Mundo de 2010. Mas uma final quente, movimentada, e que os sul-africanos esperam ver novamente no ano que vem. No primeiro tempo, dois gols

americanos: Dempsey e Donovan. Na etapa final, três gols brasileiros: dois de Luís Fabiano, artilheiro do torneio com cinco, e um de Lúcio, que pela primeira vez levantou a taça como capitão do Brasil Poderia ter tido mais, caso o bandeirinha Henrik Andren tivesse marcado um de Kaká, também após o intervalo: a bola cruzou a linha antes de o goleiro Howard pegar, mas o auxiliar não viu e o árbitro sueco Martin Hansson mandou o lance seguir. Com o título, o Brasil passa a ser o maior campeão nas duas competições oficiais da Fifa de futebol profissional: cinco Copas do Mundo e três Copa das Confederações (a França tem duas conquistas). Em

45 jogos com o técnico Dunga, são 31 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas. Com os dois gols deste domingo, Luís Fabiano virou o artilheiro da era Dunga, com 16, um a mais que Robinho. Aos 24, Felipe Melo arriscou de longe e Howard voltou a defender. Aos 25, Kaká tocou de calcanhar para Maicon pela direita e o lateral bateu cruzado, forte, mas o goleiro salvou de novo. E foi de Maicon o erro que originou o segundo gol americano. Aos 26, o camisa 2 saiu jogando errado no ataque, os Estados Unidos saíram rapidamente no contra-ataque com Donovan. O camisa 10 tocou na esquerda para Davies, que devolveu para Donovan driblar Ramires e bater sem chances para Julio Cés-

Jogadores brasileiros comemoram o título da Copa das Confederações FUTEBOL em Ação 3O DE JUNHO DE 2009 5


Reportagem Especial

Quem é o verdadeiro A polêmica Sport Recife e Flamengo A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) considerar o Sport campeão de 1987, já os Clube dos Treze prefere dizer que o Flamengo é campeão É uma verdadeira guerra de rubronegros, que já completa 20 anos. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que foi obrigada pela Justiça federal a reconhecer o Sport como campeão, o título é do Sport. O time do Recife conquistou o módulo amarelo, que reunia equipes como o Guarani, vice-campeão brasileiro de 86, Vitória-BA, Atlético-PR, Portuguesa-SP, Bangu-RJ e outros não que aceitavam ficar de fora do Módulo Verde e por isso a proposta do Conselho foi aprovada por todos os clubes.. Para o Flamen-

É o único Brasileiro (1987) que não pode ser questionado porque é objeto de sentença transitada em julgado. go, que conquistou o módulo verde, que reuniu os fundadores do Clube dos Treze, o título é dele. O regulamento do Brasileirão de 87 previa o cruzamento dos campeões dos módulos verde e amarelo. Durante a competição, os clubes que disputavam o módulo verde, entre eles o São Paulo, decidiram não disputar o cruzamento. Com isso, Sport e Guarani, os dois primeiros do módulo amarelo, decidiram o título, vencido pelo rubro-negro pernambucano, e, posteriormente, representaram o Brasil na Copa Libertadores da América de 1988. “É o único Brasileiro (1987) que não pode ser questionado porque é objeto de sentença transitada em julgado. Além da decisão da CBF, da Fifa, de o Sport ter ido à Libertadores e ter recebido o troféu, o Fla-

mengo questionou na Justiça. Ganhamos em todas as instâncias, e o veredicto foi o de que o Campeonato Brasileiro de 1987 foi vencido pelo Sport”, diz Horacio Lacerda, presidente do time à época. Como a decisão judicial transitou em julgado, não cabe mais recurso. “Nem que o Lula (presidente) quisesse, que o Congresso quisesse, que a CBF quisesse, ninguém pode (reconhecer o Flamengo campeão de 87). É impossível. Encerrou o assunto”, afirma Lacerda, que hoje é vice de futebol do Sport Clube Recife. O fato é que a a CBF reconhece o time pernambucano como campeão brasileiro de 1987, e não o Flamengo, que venceu o Módulo Verde (Copa União) naquele ano. A verdade é que foi um campeonato complicado, mas a imprensa, até o inicio do brasileiro de 2007, não considerava em hipotese nenhuma, o Sport como campeão legitimado pela CBF, hoje já se fala em divisão

do titulo entre Sport e Flamengo. Outro absurdo é que estão dizendo que o modulo amarelo representava a segunda divisão, o que é um absurdo, pois como pode o Guarani vice campeão brasileiro de 1986 ter sido rebaixado em 1987? O America carioca, que foi o 3° em 1986? - Depois dessa copa união começou a decadencia e fracasso desse clube, pois o “Pai de todos os Américas”, revoltado por não participar da Copa União, não quis disputar o campeonato do modulo amarelo, o que lhe levou a 3ª divisão, criada após esse “conflito”, para o ano de 1988. Não se pode esquecer também, que a Copa União de 1987 ou Modulo Verde, foi disputada pelos maiores clubes da época - e que, se o Flamengo busca o reconhecimento do titulo, este talvez seja o seu maior trunfo. Mas o que vale é o que é de direito. E de fato e de direito, o Título Brasileiro de 1987, é do Sport Recife, restando ao glorioso Flamengo

Ao lado o time do Sport comemorando o campronato de 1987. Abaixo o Flamengo se considera campeão junto com o Sport

6 3O DE JUNHO DE 2009 FUTEBOL em Ação


Campeão Brasileiro de 1987? O INICIO DA GUERRA

Depois de tantos desmandos finalmente no dia 15/09/87 é aprovada uma tabela e um regulamento para a competição possibilitando assim o seu inicio. A idéia inicial de Nabi Abi Chedid foi mantida e a 1ª divisão passou a ser constituída pelo módulo verde formado por Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Cruzeiro, Atlético-MG, Grêmio, Internacional, Bahia, Coritiba, Goiás e Santa Cruz, e o módulo amarelo formado por: Sport, Guarani, Bangu, Inter de Limeira, Náutico, América-RJ, Vitória, Atlético-PR, Criciúma, Joinville, Rio Branco, Atlético de Goiás, Portuguesa, Ceará, CSA e Treze. O módulo amarelo seria dividido em duas chaves, A e B, da qual sairia um representante de cada uma para disputar o titulo do modulo amarelo e, por conseguinte, o titulo nacional contra os vencedores do módulo verde. Já no dia 16/09 o Sport faz sua estréia, na Ilha, empatando contra o Atlético PR em 1x1. Começou o campeonato e prosseguia a confusão. O América carioca não aceita o regulamento e se retira da competição, impetrando um mandato de segurança contra a CBF. O Sport, em defesa de seus direitos, aciona a TV Globo, que tinha o direito de televisionamento exclusivo sobre o campeonato Brasileiro, pois só quem via a cor do dinheiro eram os componentes do clube dos 13. Também recebiam com exclusividade um milionário patrocínio da Coca-Cola e do açúcar União, que emprestou seu nome para batizar a disputa do modulo verde. O clima fica feio entre a TV e o modlo amarelo que passa a ser boicotado pela mesma. Em retaliação a esse fato o Sport também boicota a tv e proíbe a comercialização de Coca Cola na Ilha do Retiro. No campo de jogo, o Sport vai vencendo seus adversários, sendo imbatível dentro da Ilha e irresistível fora dela. apenas a conquista da Copa União (campeonato Brasileiro não oficial). A briga ainda vai durar por muitos anos, ainda mais, pelo fato do Flamengo ter entrado em campo, na partida contra o Cruzeiro, em 4

Pra vc,quem foi campeão brasileiro de 87,Sport ou Flamengo?

O Sport venceu o Guarani na final da primeira fase por 1 x 0

“O Flamengo foi, de fato, o campeão brasileiro de 1987.`` ´´O Clube dos 13 acionou o Conselho Nacional dos Desportos que reconheceu, por unanimidade, o título rubro-negro como o verdadeiro título brasileiro.” Sérgio Vitor, estudante e flamenguista

“Foi o Sporte porque a regra era clara que o campeão do módulo de novembro de 2007, com os atle- verde e amarelo deveriam se tas vestindo uma camiseta com os enfrentar. Como o bonitão do dizeres “Mengão é penta”. Flamengo não quis, perdeu o título!” Drieli Volponi, torcedora A CBF pode te do Sport

responder. Basta ver quem disputou a libertadores 88.

Paralelamente a estes fatos, os principais clubes do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e o Bahia decidem se reunir e criar uma associação denominada Clube dos 13, presidida pelo então presidente do São Paulo Michel Aidar, que serviria exclusivamente para a formação de uma liga constituída somente por eles próprios e alguns outros poucos convidados, tentado assim, monopolizar toda mídia nacional e toda receita de patrocinadores a seu redor. Assim, Otavio Pinto Guimarães e Nabi Abi Chedid, respectivamente presidente e vice-presidente da CBF na época, começaram a ser pressionados de todos os lados pelo Clube dos 13, que contava com o apoio de Manoel Tubino, presidente do C.N.D., para que o campeonato Brasileiro daquele ano fosse disputado a seus moldes. Queriam escolher os participantes e toda renda publicitária mesmo que tudo isso ferisse os regimentos da confederação brasileira de futebol e os direitos adquiridos

“Flamengo campeão legítimo de 1987, porque o Brasil inteiro acompanhou a Copa União como o Campeonato Brasileiro. O Sport não pode ser descartado, porque é oficial. E eu preciso contar a história inteira. Por isso, embora eu julgue o Flamengo o campeão legítimo, quando me perguntam, digo: Flamengo e Sport são campeões de 1987. É

o único jeito de alimentar a curiosidade e contar a história inteira, como todo mundo merece saber.” Vitorhugo , estudante e Flamenguista Pra mim, pra vc, e pra o resto do mundo, ponha uma coisa na sua cabeça: Sport Club do Recife, Campeão Brasileiro de 1987. Ana Elisa, estudante e torcedora do Sport

FUTEBOL em Ação 3O DE JUNHO DE 2009 7


Campeonato Brasileiro

Alvinegro inicia sua semana turbulenta Derrota por 4 a 1 para o Goiás evidencia a insatisfação da torcida do Botafogo com Lucio Flavio. Mas sobrou palavrão para quase todos Na linguagem televisiva, palavrões são suprimidos com um “pi”. Para transcrever a revolta da torcida do Botafogo após a goleada por 4 a 1 para o Goiás, no sábado, tal artifício seria bastante necessário. Os pouco menos de sete mil torcedores que compareceram ao estádio não perdoaram a derrota e a permanência na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Do goleiro ao ponta esquerda, incluindo o técnico Ney Franco e a diretoria, todos foram xingados com um grito tradicional de hostilidade das torcidas cariocas. Houve os poupados. Leandro Guerreiro foi um deles, Victor Simões outro. Mas nem o goleiro reserva Castillo escapou da lista negra. No topo dela, aliás, está Lucio Flavio. Depois de trocar de alvinegros e mudar-se para o Santos no início deste ano, o apoiador viu seu prestígio despencar. Mal no time paulista, rescindiu contrato e pediu abrigo na antiga casa. Até o momento, aqueles que o acolheriam foram cruéis: “... o Botafogo não precisa de você”, foi a canção nada amigável que ele recebeu. E não foi só. Quando saiu machucado para a entrada de Rodrigo Dantas, o ex-capitão teve de ouvir a maioria dos torcedores comemorando seu problema físico. Também vítima de gritos hostis, Ney Franco compreende a postura do torcedor. Mesmo quando eu sair nunca poderia reclamar da torcida do Botafogo. Independente se tem muitos torcedores ou não, eles nos apóiam. A responsabilidade é totalmente nossa. Temos que entender essa manifestação porque há uma paixão pelo clube e quando o torcedor vê o time em situação desconfortável mexe com o sentimento de qualquer um – disse o treinador.

Os jogadores treinam para esquecerem a derrota e serguir em frente no campeonato A derrota por 4 a 1 para o Goiás não derrubou Ney Franco no Botafogo. Protegido pela diretoria, o treinador reconheceu que o tropeço no Engenhão deixou o seu cargo em situação delicada. Perdemos por um placar enorme e isso mancha todo mundo que está neste projeto. Mas a diretoria me deu uma prova de confiança no vestiário – disse o técnico, durante entrevista

“É hora de colocar o pé no fundo do poço e arrancar”, diz Ney Franco coletiva na noite de sábado. Em 19ª lugar no Brasileiro, com eis pontos e apenas uma vitória em oito jogos, o Botafogo pode terminar a rodada na lanterna se o Sport pelo menos empatar com o Grêmio, na Ilha do Retiro. Para o treinador, a possibilidade serve como ponto de partida para a reação. É hora de colocar o pé no fundo do poço e arrancar. Sei que teremos mais uma semana turbulenta. Vamos cobrar ao máximo dos jogadores e também nos cobrar. Não medirei esforços para mudar esta situação. Espero que semana que vem esteja aqui falando de coisas boas – disse Ney Franco.

8 3O DE JUNHO DE 2009 FUTEBOL em Ação

Os próximos dois jogos do Alvinegro são fora de casa contra AtléticoMG e Avaí. Entre o aplauso e repúdio a jogadores do passado, a torcida do Botafogo encontrou a ira destinada ao elenco que disputa o Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, o Goiás passeou no Engenhão, goleou por 4 a 1 e deflagrou uma crise de relacionamento entre torcedores e jogadores alvinegros. O segundo tempo do duelo, válido pela oitava rodada, praticamente foi dominado pelos gritos de protestos vindos das arquibancadas. Os xingamentos se multiplicaram – Lucio Flavio foi o principal alvo - e a sessão nostalgia ganhou voz: - Que saudade enorme, que eu sinto de 89. Momentos antes do jogo, diversos jogadores que participaram do título do Campeonato Carioca de 1989 foram ao gramado e receberam os aplausos da torcida. O mesmo tratamento não teve Zé Roberto. O jogador está cotado para voltar ao clube, mas antes mesmo de a negociação avançar foi xingado e “homenageado” com uma faixa contra a sua contratação. Em situação delicada no comando do Botafogo, Ney Franco foi “dispensado” pela torcida: “Fora, Ney Franco”, cantaram os botafoguenses. O time está na 19º colocação, com seis pontos, e pode terminar a rodada na lanternaIlha do Retiro.


Campeonato Brasileiro

Depois do FLA-FLU a ordem é treinar Treinador afirma que ataque do Flamengo, formado por Adriano e Emerson, é muito poderoso e afirma ter quatro atletas que tem condições de atuar no ataque com Fred Enfrentar o atacante Adriano inspirado não é moleza para as defesas, mas Carlos Alberto Parreira disse que a zaga do Fluminense se comportou bem diante do Imperador, que deu algum trabalho para o goleiro Ricardo Berna. O treinador classificou o ataque rubro-negro de altamente poderoso. A linha de frente do Flamengo não se restringe ao Adriano. Há o Emerson, um jogador muito perigoso também. A nossa defesa se saiu muito bem no Fla-Flu e conseguiu neutralizar as investidas deles, principalmente no meio-de-campo – analisou Carlos Alberto Parreira. O treinador não apenas elogiou a sua defesa. Ele fez questão de lembrar de Diguinho, volante que atuou na armação, e de que o time não é dependente de Fred para fazer gols. Segundo ele, o Fluminense tem jogadores importantes. Diguinho ficou muito tempo parado, mas voltou bem. Porém, acho que o primeiro tempo foi muito puxado, não só para ele, mas para todos os jogadores. Queremos que outros

jogadores também façam gols. Acho que não somos dependentes dele, mas Fred é o nosso jogador de referência – completou o treinador. Apesar de completar o terceiro jogo consecutivo sem vitória no Brasileirão, Ricardo Berna tem motivos para comemorar. O goleiro mostrou-se feliz com a sua boa atuação no Fla-Flu, já que foi um dos principais responsáveis para que o placar continuasse em 0 a 0 até o fim. Em se tratando de um Fla-Flu, um clássico tradicional e de imensa importância para ambos, posso considerar que foi uma das minhas melhores atuações com a camisa do Fluminense – afirmou, em entrevista à Rádio Brasil. Quando perguntado sobre os lances, o goleiro foi preciso ao apontar uma defesa decisiva Foram pelo menos três defesas bastante difíceis, mas vou destacar aquela do primeiro tempo (aos 12 minutos), no lance que o Everton cruzou, a bola desviou no Mariano e quase me encobriu. Houve uma mudança de trajetória rápida, e ter conseguido defender naquela circunstância foi muito importante – disse. Desde que assumiu a posição detitular, contra o Náutico, o goleiro só sofreu gols em dois jogos: contra o próprio Timbu, e diante do Avaí. No total, são cinco partidas e quatro

gols, com média de menos de um por jogo. Tartá, que pensa deixar o Fluminense porque diz não estar sendo aproveitado pelo técnico Carlos Alberto Parreira, ganhou conselhos de um jogador que muito o admira. Thiago Neves, que vai para o Al-Hilal, da Arábia Saudita e se despediu dos tricolores no Fla-Flu, afirmou ter passado por algo semelhante quando defendia o Paraná Clube.

“Perdemos um excelente atacante, mas temos outros jogadores que poderão entrar no time.” Já estive na situação dele e não me entreguei. Passei por isso no Paraná, não jogava muito e pouco ficava no banco de reservas. Disse a ele para não baixar a cabeça porque ele tem um bom futuro pela frente – disse Thiago Neves. O apoiador teve a preocupação de conversar com o pai de Tartá para tentar convencê-lo a não deixar o Fluminense. Thiago acredita que o momento do jovem meia de 20 anos vai chegar a qualquer momento. É só uma questão de tempo. No último treino que fizemos nas Laranjeiras, na véspera do Fla-Flu, conversei com Tartá e com o pai dele. Tartá é muito novo, mas é um grande amigo que fiz no Fluminense. Sei que ele vai pensar bem – disse Thiago. O ex-camisa 10 é tão amigo de Tartá que já o indicou várias vezes para assumir o seu posto no time. Mas Thiago Neves lembra que esta decisão é de Carlos Alberto Par-

Parreira orienta os jogadores do fluminense depois da despedida de Thiago Neves FUTEBOL em Ação 3O DE JUNHO DE 2009 9


Copa do Brasil

Quem será campeão ? Jorge Henrique e o Fenômeno anotaram os gols do triunfo por 2 a 0 dos paulistas, que agora podem até perder no Beira-Rio de 1 a o, mas o Inter continua na briga pelo título O oportunismo de Jorge Henrique, o poder de decisão de Ronaldo e a ótima fase de Felipe - aliados ao contagiante apoio dos mais de 35 mil fiéis que estiveram no Pacaembu na noite desta quarta-feira - ajudaram o Corinthians a dar importante passo rumo ao tricampeonato da Copa do Brasil. Eficiente e vibrante, o Timão fez 2 a 0 no Internacional, na primeira final, e agora joga no dia 1º de julho, no Beira-Rio, em Porto

Caso leve um gol no Beira-Rio, o time gaúcho tem que aumentar a diferença para três Alegre, com boa vantagem. Para ficar com o título e assegurar vaga na Taça Libertadores de 2010, ano do seu centenário, o Timão pode perder por um gol de diferença no Sul ou até mesmo por dois gols com qualquer placar que não o 2 a 0. A missão do Internacional é vencer por 2 a 0 para levar a decisão aos pênaltis ou então por três gols de diferença para ser campeão. No próximo domingo, ainda em clima de Copa do Brasil, Corinthians e Internacional entram em campo pelo Campeonato Brasileiro. O Timão tem pela frente um clássico contra o São Paulo, às 18h30m, no Pacaembu. Já o Colorado atua fora de casa, no mesmo horário, diante do Flamengo, no Rio de Janeiro. A esperança vermelha está em Nilmar. O atacante do Internacional retornou nesta segunda-feira da seleção brasileira e deu de cara com

uma realidade da qual ele não conseguirá escapar: o papel de salvador da pátria colorada em uma decisão complicada, moldada com expressiva desvantagem em sua primeira metade. Em São Paulo, sem Nilmar, o Inter levou 2 a 0 do Corinthians. Em Porto Alegre, com Nilmar, os torcedores do clube gaúcho clamam pelos três gols de diferença que podem tornar o Colorado bicampeão da Copa do Brasil. Na divisão do bolo da responsabilidade entre os jogadores do Inter, a maior fatia ficou com Nilmar. Ele sabe disso. E mais: parece disposto a assumir o papel. A minha responsabilidade sempre foi grande aqui. Sei da importância que tenho. Tudo isso só aumenta a minha confiança. Espero retribuir. Responsabilidade é algo que sempre tive no Inter, principalmente depois que voltei do Corinthians. A cobrança sempre foi muito grande. Estou acostumado a isso. Vou procurar corresponder - disse

Os dois times estão treinando muito, o campeão garante a vaga na Libertadores da América do ano que vem

10 3O DE JUNHO DE 2009 FUTEBOL em Ação

o jogador. Mas Nilmar faz um alerta: uma decisão não passa apenas por um jogador. Ele quer que todos estejam em alto nível no duelo com o Corinthians. - Não é só um jogador que vai decidir. Precisamos de todo mundo - comentou o atacante. Nilmar diz que está bem. Ele duvida que possa ser atrapalhado pelo cansaço, mesmo que tenha acabado de voltar da África do Sul, onde conquistou a Copa das Confederações com a seleção. A ansiedade faz com que o craque do Inter queira acelerar os ponteiros do relógio. Faz tempo que não jogo. Estava treinando com a seleção, mas não é a mesma coisa. Queria que o jogo já fosse amanhã - afirmou Nilmar.

sabras  

COPA DO BRASIL COPA DAS CONFEDERAÇÕES E MAIS TIME DOS SONHOS INTERNACIONAL OU CORINTHIANS quem levan- tará a taça de campeão e ser o primeir...

Advertisement