Page 91

que Lysandra tinha irritado a senhora naquele dia, porque me deram a ela como um acólito, embora estivesse a semanas de pagar as dívidas. Naquela noite, eu deveria começar o treinamento e chorei tanto que vomitei. Mas Lysandra... ela me limpou. Me disse que havia uma saída, mas doeria, e eu não seria a mesma. Não tinha como fugir, pois ela tinha tentado fugir algumas vezes quando tinha minha idade, e eles a encontraram e a espancaram onde ninguém podia ver. Aelin jamais soubera... jamais imaginara. Todas aquelas vezes em que desprezara e debochara da cortesã conforme cresciam... Evangeline prosseguiu: — Eu disse que faria qualquer coisa para escapar do que as outras meninas tinham contado. Então ela me pediu que confiasse nela e fez isso comigo. Ela começou a gritar bem alto para que as outras viessem correndo. Acharam que Lysandra tivesse me cortado por ódio e disseram que tinha feito aquilo para evitar que eu me tornasse uma ameaça. E ela deixou que acreditassem. Clarisse ficou com tanta raiva que a espancou no pátio, mas Lysandra não chorou... nem uma vez. E quando a curandeira disse que meu rosto não podia ser consertado, Clarisse fez Lysandra me comprar pela quantia que eu teria custado se fosse uma cortesã formada, como ela. Aelin estava sem palavras. A garota falou: — Por isso que ela ainda trabalha para Clarisse, por isso não está livre e não estará por um tempo. Achei que você devia saber. Aelin queria dizer a si mesma que não confiasse na menina, que aquilo poderia ser parte do plano de Lysandra e de Arobynn, mas... mas havia uma voz em sua cabeça, nos ossos, que sussurrava diversas e diversas vezes, sempre mais clara e mais alta: Nehemia teria feito o mesmo. Evangeline fez uma reverência, então desceu as escadas e a deixou encarando o envelope surrado. Se ela mesma podia mudar tanto em dois anos, talvez Lysandra também pudesse. E, por um momento, imaginou como a vida de outra jovem teria sido diferente caso ela tivesse parado para conversar — conversar de verdade com Kaltain Rompier em vez de desprezá-la como uma dama da corte sem sal. O que teria acontecido se Nehemia tivesse tentado ver além da máscara de Kaltain também. Evangeline subia ao lado de Lysandra na carruagem que refletia a chuva quando Aelin surgiu à porta do armazém e falou:

Profile for Letícia Lopes dos Santos Pereira da Silva

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas