Page 15

2

Aelin Ashryver Galathynius, herdeira do fogo, amada de Mala, Portadora da Luz, e rainha por direito de Terrasen, estava recostada contra o desgastado bar de carvalho e ouvia atentamente os ruídos no salão dos prazeres, discernindo os vivas, os gemidos e a cantoria lasciva. Embora tivesse sugado e dispensado vários donos ao longo dos anos, a ala subterrânea do pecado, conhecida como Cofres, permanecia igual: desconfortavelmente quente, fedendo a cerveja velha e corpos sujos, e lotada de vagabundos e criminosos de carreira. Não foram poucos os jovens lordes e filhos de mercadores que desceram os degraus do Cofres sem jamais voltar a ver a luz do dia. Às vezes, porque exibiam ouro e prata à pessoa errada; às vezes, porque eram vaidosos ou estavam bêbados o bastante para achar que podiam se atirar na arena de luta e sair com vida. Às vezes, porque tratavam mal uma das prostitutas nas alcovas que ladeavam o espaço cavernoso e aprendiam do modo mais difícil qual tipo de pessoa os donos do Cofres realmente valorizavam. Aelin bebeu da caneca de cerveja que o atendente suado do bar lhe dera momentos antes. Aguada e barata, mas pelo menos parecia gelada. Acima do odor de corpos imundos, o cheiro de carne assada com alho flutuou até ela. Seu estômago roncou, mas não era burra o suficiente para pedir comida. Um, a carne costumava ser cortesia dos ratos no beco acima; dois, os clientes mais ricos em geral descobriam que a comida vinha envolta em algo que os fazia acordar no referido beco com a bolsa vazia. Se acordassem. As roupas de Aelin estavam sujas, mas eram muito refinadas para torná-la alvo de um ladrão. Então ela verificou a cerveja com atenção, cheirando e tomando um gole antes de decidir que era seguro. Ainda precisaria encontrar comida em algum

Profile for Letícia Lopes dos Santos Pereira da Silva

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Advertisement