Page 134

O comandante — o demônio dentro dele — olhou para Aelin e sorriu como se já soubesse qual era o sabor de seu sangue. A jovem sorriu de volta, mexendo os pulsos e disparando as lâminas para fora do traje. — Oi, bonitão. Então avançou contra os guardas, cortando e girando e se abaixando. Cinco guardas estavam mortos antes que os demais conseguissem sequer se mover. O sangue que escorria deles não era vermelho, no entanto. Era preto e deslizava denso e brilhante como óleo pelas laterais das lâminas. O fedor, como leite talhado e vinagre, a atingiu com tanta força quanto os avanços de suas espadas. O odor aumentou, sobrepujando a fumaça constante das vidrarias ao redor, tornando-se pior conforme Aelin desviava dos golpes e atingia o demônio por baixo. O estômago do homem se abriu como uma ferida pútrida, então sangue negro, e sabem os deuses o que mais, se esparramou na rua. Nojento. Quase tão ruim quanto o que emanava da grade do esgoto na outra ponta do beco — já aberta. Já exalando aquela escuridão familiar demais. O restante da patrulha se aproximou. A ira de Aelin se tornou uma canção no sangue conforme os abatia. Quando sangue e chuva se empoçaram nos paralelepípedos quebrados, quando ela ficou de pé em um campo de corpos caídos, Aelin começou a golpear. Cabeça após cabeça caiu, rolando. Então encostou na parede, esperando. Contando. Eles não se levantaram. Aelin saiu andando do beco, chutou a grade do esgoto para fechá-la, e sumiu na noite chuvosa.

O alvorecer surgiu, o dia estava claro e quente. Aelin ficou acordada metade da noite, devorando os livros que Chaol guardara, inclusive seu velho amigo Os mortos andam. Depois de recitar o que aprendera no apartamento silencioso, ela vestiu as roupas que Arobynn enviara, verificando mais de uma vez que não havia surpresas e que tudo estava onde precisava que estivesse. Aelin deixou que cada passo, cada lembrete do plano, a ancorasse, evitando que remoesse por tempo demais o que aconteceria quando

Profile for Letícia Lopes dos Santos Pereira da Silva

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Advertisement