Page 103

Enquanto ele estava na antessala dando a ordem à secretária, a jovem casualmente seguiu até a mesa, verificando os papéis empilhados e espalhados por ali, os diversos presentes de clientes, as chaves e o pequeno retrato de uma mulher que podia ser uma esposa ou uma filha. Com homens como ele, era impossível dizer. O sujeito retornou no momento em que Aelin casualmente levou a mão ao bolso do manto. Ela jogou conversa fora sobre o tempo até que a secretária aparecesse, com uma pequena caixa na mão. Depois de despejar o conteúdo na bolsa de moedas com o máximo de graça que conseguiu, a jovem agradeceu a secretária e o mestre, então saiu tranquilamente da sala. Ela seguiu por ruas laterais e becos, ignorando o fedor de carne pútrida que nem mesmo a chuva escondia. Duas... tinha contado duas mesas de execução em praças, um dia agradáveis, da cidade. Os corpos deixados para os corvos eram meras sombras contra as paredes de pedra pálida nas quais tinham sido pregados. Aelin não arriscaria capturar um dos valg até Aedion estar a salvo — se ela saísse com vida —, mas isso não queria dizer que não podia se adiantar.

Uma névoa fria cobrira o mundo na noite anterior, vazando por cada sulco e reentrância. Aninhada sob camadas de colchas e cobertores, Aelin rolou na cama e esticou a mão sobre o colchão, estendendo-a, preguiçosamente, para o corpo masculino quente ao seu lado. Lençóis frios de seda deslizaram contra seus dedos. Ela abriu um olho. Aquilo não era Wendlyn. A cama luxuosa, decorada com tons de creme e bege, pertencia ao apartamento em Forte da Fenda. E a outra metade da cama estava perfeitamente arrumada, os travesseiros e os cobertores intocados. Vazia. Por um momento, pôde ver Rowan ali... aquele rosto ríspido e impiedoso suavizado, tornando-se lindo, durante o sono; os cabelos prateados brilhavam à luz da manhã, contrastando com a tatuagem que se estendia da têmpora esquerda até o pescoço, passando então por cima do ombro e alcançando as pontas dos dedos. Aelin soltou um suspiro contido, esfregando os olhos. Sonhar era ruim o bastante. Não desperdiçaria energia sentindo falta de Rowan, desejando que ele estivesse ali para

Profile for Letícia Lopes dos Santos Pereira da Silva

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Trono de Vidro: Rainha das Sombras - Parte1  

Parte um do volume 4 da série Trono de Vidro de Sarah J. Maas

Advertisement