Page 1

BOLETIM SUL 3 Edição nº 5 – 31 de março de 2017 Diretoria de Ensino Região Sul 3 Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Plataforma FOCO APRENDIZAGEM marca o início do ano letivo

Ana Silva

Página 3

Comitê Regional do Método de Melhoria de Resultados (MMR) apresenta o projeto aos diretores de escola, no salão da Sul 3, aos 16 de março. À frente, Eonice Domingos, líder, e Alfonso Paiva, facilitador

Foto do Facebook e do site da Assembleia Legislativa

Fotos fornecidas pela Câmara Municipal

Escolas da SUL 3 participam de dois PARLAMENTOS JOVENS

B B u n O M F n n d A u d o m p u m o Brrru un naaa O Ollliiivvveeeiiirrraaa eee M Maaarrriiiaaa F Feeerrrn naaan nd daaa A Arrrrrru ud daaa ccco om mp pu ussseeerrraaam mo o P a r l a m e n t o J o v e m P a u l i s t a n o e L u c a s A l v e s , o P a r l a m e n t o J o v e m P a r l a m e n t o J o v e m P a u l i s t a n o e L u c a s A l v e s , o P a r l a m e n t o J o v e m P u P g n Parlamento Jovem Paulistano e Lucas Alves, o Parlamento Jovem P Paaau ullliiissstttaaa... P Pááág giiin naaa 888

G GE ES STTÃ ÃO OD DE EM MO OC CR RÁ ÁTTIIC CA A:: S Saaiiuu oo rreessuullttaaddoo eessttaadduuaall ddoo qquueessttiioonnáá-rriioo.. A A ccoom muunniiddaaddee eessccoollaarr iirráá ddeebbaatteerr oo tteem maa eem m bbrreevvee.. P Páággiinnaa 1111


SEspaço ul 3 das escolas

EDITORIAL No ano passado, lançamos, sem maiores pretensões, o que chamamos de “Boletim Sul 3”, um nome sem restrição temática e que identifica rápida e objetivamente a publicação. Tratava-se de uma coletânea de pequenos textos, no estilo da seção “Tome Nota”, que o leitor encontra aqui. Foram quatro edições, não numeradas, identificadas apenas pelas datas de lançamento: 19-8, 2-9, 5-10 e 18-11. Há algum tempo, vem tomando corpo o desejo de a Diretoria de Ensino Região Sul 3 ter um periódico. A ideia foi continuar o “Boletim Sul 3”, só que ampliado, numerado – esta é a edição 5 –, com matérias exclusivas, em um novo projeto gráfico e com um Conselho Editorial para torná-lo mais coletivo. É isso o que o leitor tem diante de si. Com muita simplicidade, esperamos que o “Boletim Sul 3” atinja seus objetivos e tenha vida longa. Aguardamos sempre do leitor um elogio, uma crítica ou uma sugestão de pauta pelos contatos que aparecem, ao lado, no “Expediente”. Boa leitura! A redação

NESTA EDIÇÃO Sul 3 O ano letivo de 2017 começa marcado pelos índices da “Foco Aprendizagem”.........................3 Orientação Técnica (OT) de Língua Portuguesa também parte da plataforma...................5 OT de Língua Estrangeira Moderna combate defasagem das habilidades de Linguagens.....7 Espaço das Escolas Escolas estaduais Evandro Cavalcanti Lins e Silva, José Geraldo de Lima e Padre Francisco João de Azevedo participam de dois Parlamentos Jovens..........................................................8 Tome Nota................................................................11

2

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

EXPEDIENTE Boletim Sul 3 Diretoria de Ensino Região Sul 3 Secretaria de Educação do Estado de São Paulo Eonice Domingos da Silva Dirigente Regional de Ensino Cristiane Valéria Andrade da Silva Bomfim Supervisora do Núcleo Pedagógico Léssio Lima Cardoso Redação, edição e diagramação Também compõem o Conselho Editorial Kamila Vieira Moreira Viviane da Silva Jaccoud Robson Teixeira Leite Eduardo Alves Ademar Gomes Vieira Silvia Cleto Contato Av. Alcindo Ferreira, 4 Parque Castelo – 04803-170 São Paulo – SP http://desul3.edunet.sp.gov.br/ Observações Para elogio, crítica ou sugestão, preencha o formulário online ou envie e-mail para lessio@prof.educacao.sp.gov.br A finalidade do Boletim Sul 3 é exclusivamente educacional. Exemplares impressos são distribuídos gratuitamente. As opiniões expressas não representam necessariamente a opinião da Diretoria de Ensino Região Sul 3 ou da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.


Su l 3

SUL 3 inicia 2017 estudando seus índices na plataforma FOCO APRENDIZAGEM Débora Reis

problema, identificar a causa raiz e agir sobre ela. Testado, em 2016, na Diretoria de Ensino Região Leste 4, o MMR está sendo implementado, em 2017, nas 13 diretorias de ensino da capital. O primeiro passo da Sul 3 foi criar o Comitê Regional do MMR: Líder: Eonice Domingos da Silva; Gestora de Projeto: Viviane da Silva Jaccoud; Representantes dos supervisores: Cristiane Valéria Andrade da Silva Bomfim e Sílvia Cintra Galvão; Representantes dos PCNPs: Ademar Gomes Vieira e Eduardo Alves; e Facilitadores: Carla Luciana Pereira Almeida e Alfonso Gómez Paiva. Depois de receber a formação inicial, de 13 a 17 de fevereiro, na Efap (Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores), esse Comitê iniciou uma série de Comitê Regional do MMR apresenta o projeto aos formações, na Sul 3. Aos 20 de PCs dos Anos Iniciais, em 23 de fevereiro. fevereiro, fez uma primeira Um mês depois, eles viram a “Foco Aprendizagem” apresentação do MMR aos supervisores e PCNPs que, em seguida, estudaram Diretoria de Ensino Região Sul 3 iniciou o ano letivo de 2017 estudando alguns campos da “Foco Aprendizagem” e seus índices na plataforma “Foco No Planejamento, de 1º a 3 de março, Aprendizagem”, orientando-se pelo “Método as escolas estavam em condições de abordar de Melhoria de Resultado” (MMR). Essa com segurança a “Foco Aprendizagem” ferramenta auxilia a gestão a conhecer o Alfonso Paiva

A

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

3


Su l 3 levantaram os principais índices da Sul 3. De 21 a 23 de fevereiro, cada escola com Anos Finais e Ensino Médio pôde enviar um professor de Língua Portuguesa para uma Orientação Técnica (OT) que incluiu navegação pela “Foco Aprendizagem” e início de um Plano de Intervenção Pedagógica. Dois documentos dessa OT foram postados no site da Sul 3 como sugestões para formação, nas escolas, no Planejamento ou nas ATPCs (Aula de Trabalho Pedagógico Coletivo). Veja matéria na página 5. Aos 23 de fevereiro, na sala de leitura da E. E. Padre Francisco João de Azevedo, os Professores Coordenadores (PCs) dos Anos Iniciais tiveram um primeiro contato com o MMR e começaram a “quebrar o problema” do baixo Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo), dividindo-o em ”Índice de Desempenho” e “Índice de Fluxo”. Um mês depois, em 23 de março, esses PCs tiveram uma nova formação direcionada especificamente à “Foco Aprendizagem”, ampliando a análise da ferramenta no aprimoramento do trabalho realizado pela

Márcio José

Eonice Domingos, dirigente regional de ensino, expõe o MMR e a “Foco Aprendizagem” a diretores de escola, em 16 de março, no salão da Sul 3

4

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

Equipe Gestora e, principalmente, pelos professores das escolas com Anos Iniciais. Aos 24 de fevereiro, os PCs dos Anos Finais e Ensino Médio, divididos em dois grupos – cada participante com um computador, na sala da “Rede do Saber” – tiveram informações iniciais sobre o MMR e acessaram os índices da escola na plataforma “Foco Aprendizagem”. Em seguida, preencheram a “árvore” que divide o Idesp em “Índice de Desempenho” (notas de Língua Portuguesa e Matemática) e “Índice de Fluxo” (aprovação, abandono e retenção por nota ou falta). Essas ações prepararam as escolas para aprofundarem-se na “Foco Aprendizagem”, durante o Planejamento, de 1º a 3 de março. É o caso, por exemplo, da E. E. Mademoiselle Perillier, onde “muitos professores acessaram a plataforma de seus celulares e mostraram-se motivados”, conta Rosemari de Paula Souza Silva, professora de Língua Portuguesa. “Os pontos mais abordados foram referentes à participação de outras disciplinas no plano de ação e propostas de projeto interdisciplinar”, informa. Nos três dias, a dirigente regional de ensino, os supervisores e os PCNPs (Professor Coordenador de Núcleo Pedagógico) visitaram escolas para acompanhar e assessorar o Planejamento. Aos 7 de março, os professores de Língua Estrangeira Moderna (LEM) participaram de uma OT que teve como um dos objetivos verificar as contribuições dessa disciplina no combate à defasagem de aprendizagem das habilidades referentes às linguagens. Veja matéria na página 7. Aos 10 de março, no salão da Sul 3, o Comitê Regional, os supervisores e os PCNPs tiveram um dia de formação sobre o MMR, com três profissionais da Falconi, empresa brasileira de consultoria de gestão


das escolas SEspaço ul 3 que ajuda as organizações a melhorar resultados. Aos 16 e 17 de março, foi a vez de os diretores de escola, divididos em quatro grupos, na sala da “Rede do Saber”, conhecerem o MMR, levantarem os principais índices da “Foco Aprendizagem” e “quebrarem” o problema em desempenho e fluxo. Aos 23 de março, os diretores de escola e representantes dos Grêmios Estudantis participaram de videoconferência que apresentou o MMR e detalhou as próximas ações formativas. Os objetivos foram engajar e orientar as equipes gestoras e os representantes de Grêmio das unidades escolares da capital.

Essa chegada do MMR às escolas está acontecendo, como se vê, por etapas. A Sul 3 distribuiu as escolas em três grupos ou “ondas”, que passarão por diferentes fases: 1. Supervisor apresenta o MMR e o cronograma à equipe escolar, ajudando na etapa “quebrando o problema”; 2. Diretor apresenta à comunidade as metas e o cronograma; 3. Escola elabora, com o apoio do supervisor, seu Plano de Melhoria; 4. Escola implanta o Plano, acompanha, corrige o rumo e registra e divulga as boas práticas. O resultado esperado, como sempre, é a melhoria dos resultados de aprendizagem, em toda a rede de ensino.

ORIENTAÇÃO TÉCNICA de Língua Portuguesa aborda a plataforma FOCO APRENDIZAGEM Léssio Lima Cardoso PCNP Língua Portuguesa

res, na sala da “Rede do Saber”, cada participante usou um computador conectado à internet para navegar pela plataforma “Foco Aprendizagem”, levantar informações sobre sua escola e seus alunos e iniciar um Plano de Intervenção Pedagógica, incluindo atividades da plataforma Currículo+. Os PCNPs puderam auxiliar um a um, no manuseio das ferramentas. Ademar Go-

A A m u p o d O T p ô d o n n o P n m n o d d m o Am mu ullltttiiip pllliiicccaaaçççããão od daaa O OT Tp pô ôd deee aaaccco on nttteeeccceeerrr n no oP Plllaaan neeejjjaaam meeen nttto o,,, d deee 111ººº aaa 333 d deee m maaarrrççço o,,, o u n a s A T P s , d e 6 a 1 7 d o m e s m o m ê s . À f r e n t e , L é s s i o C a r d o s o , P C N P o u n a s A T P s , d e 6 a 1 7 d o m e s m o m ê s . À f r e n t e , L é s s i o C a r d o s o , P C N P ou nas ATPs, de 6 a 17 do mesmo mês. À frente, Léssio Cardoso, PCNP Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

Ana Silva

D

e 21 a 23 de fevereiro, cada uma das 72 escolas da Diretoria de Ensino Região Sul 3, com Anos Finais e Ensino Médio, pôde enviar um professor de Língua Portuguesa para a Orientação Técnica (OT) “Subsídios para o ano letivo”, orientada por Ana Silva e Léssio Lima Cardoso, PCNPs de Língua Portuguesa e Sala de Leitura. Com a divisão em três grupos meno-

5


Su l 3

Léssio Cardoso

Uma versão adaptada do roteiro da OT também foi postada no site, em 23 de fevereiro. Ambas apresentaram-se como sugestões de formação nas escolas, no Planejamento, de 1º a 3 de março, ou nas ATPCs (Aula de Trabalho Pedagógico Coletivo), de 6 a 17 do mesmo mês. No final da OT, houve uma avaliação coletiva e individual do evento. A indiDivididos em três grupos e numa sala com computadores, os vidual foi por formulário participantes receberam auxílio dos PCNPs para manusear as online preenchido por 44 dos plataformas. Ana Silva, PCNP, ajuda uma professora 45 participantes, pouco antes mes Vieira e Marco Antônio Figueiredo, de saírem. A multiplicação da OT, na escola, PCNPs de Tecnologia, auxiliaram com expli- poderia ser feita no Planejamento ou nas cações e acompanhamento aos participantes. ATPCs; o relatório – também um formulário Depois do intervalo, os participantes online – deveria ser preenchido até 17 de conheceram projetos de incentivo à leitura e março. Foi respondido por 12 escolas, 1 escrita. Essa coletânea foi disponibilizada, no usou-o para justificar a ausência na OT. Veja site da Sul 3, em 1º de março, com o título comentários desses formulários no boxe Propostas para o ano letivo. abaixo. Achei bastante interessante a apresentação teórica e também o fato de poder colocar em prática o uso da plataforma “Foco Aprendizagem” Tatiane Alves Oliveira, da E. E. Dom Duarte Leopoldo e Silva

Tive a oportunidade de conhecer a plataforma com mais afinco Marineide Cordeiro de Lucena, da E. E. Condomínio Carioba Recanto Marisa

Aprendi bastante quanto às tecnologias a serviço da educação, principalmente na rede estadual Elias Sebastião de Souza Borges, da E. E. Professor Joaquim Álvares Cruz

Conheci novas ferramentas que vão dar mais subsídios a minha prática pedagógica Bruno Sartorelli Nunes, da E. E. Beatriz Lopes

Dados para repensar meu planejamento Marina de Melo Lopes, da E. E. Pastor Emílio Warwick Kerr

Saio daqui com uma nova disposição Rosângela Aparecida Silva Teixeira, da E. E. Carlos Cattony

São informações que serão divididas com os colegas Debora Kelly da Costa, da E. E. Hilton Reis Santos

Vou levar várias informações que vão contribuir nas minhas aulas e nas dos colegas da escola Maria Pinheiro de Freitas, E. E. Levi Carneiro

As informações aqui adquiridas serão bastante úteis para todos os professores da escola Milena Aparecida Andrade, da E. E. Profª. Maria Juvenal Homem de Mello

6

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017


Su l 3

Orientação Técnica de LÍNGUA INGLESA foca interdisciplinaridade dos temas do SARESP Alexandre Rigobelo PCNP Língua Estrangeira Moderna

O

trabalho em conjunto com outras disciplinas foi o principal tema da Orientação Técnica “Interdisciplinaridade e Habilidades em Defasagem: Língua Estrangeira Moderna (LEM) e as Competências de Área”, realizada em 7 de março, para os professores de Língua Inglesa dos Ensinos Fundamental II e Médio desta diretoria. A abordagem interdisciplinar na articulação do Currículo sobre competências em defasagem já se mostrou uma estratégia eficiente na melhoria de índices escolares. Tendo em vista o recente recurso da plataforma “Foco Aprendizagem”, que disponibiliza os dados referentes ao desempenho dos alunos no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) e na Avaliação em Processo, traçar planos de ação que busquem sanar defasagens tornou-se uma ação viável e necessária. Porém, para tanto, o professor de Língua Inglesa precisa transpor os Temas da

plataforma/Competências de Área das Matrizes de Referência para a sua especificidade curricular e construir um plano de ação que permita trabalhar seus conteúdos e habilidades de forma colaborativa com outras disciplinas. Dessa forma, os professores refletiram sobre a teoria e vivenciaram atividades práticas que tinham por propósito auxiliar o professor de LEM na elaboração de intervenções pedagógicas de cunho interdisciplinar em conformidade com o Currículo auxiliando, assim, na melhoria do desempenho dos alunos e, consequentemente, dos índices educacionais de suas unidades escolares. Um formulário online está disponível, de 20 de março a 30 de abril, no site da diretoria, elaborado especialmente para os coordenadores registrarem como se deu a multiplicação nas escolas e seus desdobramentos junto aos demais professores da unidade.

Ana Silva

“A abordagem interdisciplinar na articulação do Currículo sobre competências em defasagem já se mostrou uma estratégia eficiente na melhoria de índices escolares”

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

7


SEuslp3aço das Escolas

Escolas da Sul 3 participam de dois PARLAMENTOS JOVENS

A

8

s escolas estaduais da Diretoria de Ensino Região Sul 3 marcaram presença, no ano passado, no Parlamento

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

Jovem Paulistano (PJPaulistano), com duas alunas,


Espaço das escolas Su l3 Espaço das escolas

Projetos e fotos fornecidos pela Câmara Municipal de São Paulo

e no Parlamento Jovem Paulista (PJPaulista), com um aluno. As alunas do Paulistano são Bruna Pereira de Oliveira, da E. E. Evandro Cavalcanti Lins e Silva, Partido: Esportes, Lazer e Recreação; e Maria Fernanda Arruda, da E. E. Prof.º José Geraldo de Lima, Partido: Saúde. Quem participou do Paulistano foi Lucas Poleto Alves, da E. E. Padre Francisco João de Azevedo, Partido: Transportes e Urbanização. Nos dois casos, o estudante apresenta

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

9


um trabalho individual na forma de um Pro- dores em 2016 e que haja novas jeto de Lei que, se aprovado, permite-lhe vi- participações em 2017! As escolas já podem ver um dia de parlamentar, apresentando seu se mobilizar para criar os projetos e, depois, Projeto, defendendo-o e votando as propos- é só aguardar o tas dos colegas. Ele segue regras como os período de envereadores e deputados estaduais obedecem tregá-los. às normas dos regimentos internos. Os dois As inscriParlamentos oferecem assistência técnica na ções para a edielaboração do Projeto e no dia de exercício ção 2017 do como parlamentar. Parlamento JoÉ importante saber se expressar e di- vem Brasileiro, alogar com os colegas, demonstrando o valor promovido pela das propostas, porque, como informa o “Ma- Câmara dos Denual do Candidato”, do PJPaulista, os jovens putados, já estão “dirigem todos os trabalhos do Parlamento abertas. Os venJovem, apresentam propostas para melhorar cedores passam as condições de vida do povo (...) e falam so- uma semana em bre as suas ideias”. Brasília. Veja noOs partidos não são iguais aos oficiais. ta na página 11. São temáticos. Isso significa que os temas ou assuntos preferidos dos estudantes definirão seus partidos. “Se um candidato quiser apresentar (...) um Projeto de Lei sobre o funcionamento da UBS de seu bairro, deverá inscrever-se no TRANSPORTE ESCOLAR NAS FAIXAS Partido da Saúde. Se o assunto de EXCLUSIVAS DE ÔNIBUS seu interesse estiver ligado à captação de água da chuva, então Parlamento Jovem Paulista 2016 deverá filiar-se ao Partido da Partido: Transporte e Urbanização Natureza. Quer falar sobre futebol? Partido dos Esportes!”, O projeto, de autoria de Lucas Poleto Alves, da exemplifica o “Manual de E. E. Padre Francisco João de Azevedo, dispõe Orientação”, do PJPaulistano. Todos os estudantes do 6º sobre a autorização para veículos de transporte ao 9º ano do Ensino Fundamental, escolar circularem nas faixas exclusivas de das escolas públicas e particulares ônibus prioritariamente nos horários de entrada do município de São Paulo, pude- e saída de alunos nas escolas. ram se candidatar a uma das 55 cadeiras do PJPaulistano. Já o PJ- Segundo o parlamentar, o projeto visa criar Paulista contou com 47 estudantes uma logística para o transporte dos estudantes, do 9º ano do Ensino Fundamental principalmente em horários com maior tráfego e do Ensino Médio ou do ensino técnico integrado ao Ensino Mé- de veículos. Outro fator destacado por Lucas é o aumento da segurança dos transportes dio. O PJPaulistano recebeu escolares que utilizarem o recurso, pois não Projeto de Lei de 1º de junho a 12 haverá disputas nas vias públicas, reduzindo o de agosto. O PJPaulista, de 12 a 30 risco de situações perigosas no trânsito de setembro. Parabéns aos vence- paulista. 10

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

Projeto e foto de “Parlamento Jovem Paulista”, no Facebook. Disponível também no site da Assembleia Legislativa de São Paulo

Su la 3ço das Escolas E sp


TSo um l 3e Nota Gestão Democrática

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo está discutindo a modernização da gestão democrática nas escolas públicas paulistas. O objetivo do projeto é ampliar a cultura democrática no cotidiano das escolas. O primeiro passo foi identificar a percepção da comunidade escolar a respeito da efetividade dos espaços de participação já existentes – Grêmios Estudantis, Conselhos de Escola e Associações de Pais e Mestres – por meio de um questionário, aplicado em todas as escolas. O formulário para o envio de contribuições ao projeto ficou disponível para participação de todos entre 30 de agosto e 8 de novembro de 2016. Acesse http://www.educacao.sp. gov. br/gestaodemocratica e clique em “Consulte aqui o resultado na íntegra” e em “Confira aqui o resultado”. Informe-se também sobre a procura de um mascote para o Projeto Gestão Democrática. A escola selecionará os dois desenhos que a representarão e os enviará para a Diretoria de Ensino até 5 de maio. Em breve, uma nova fase do projeto Gestão Democrática colocará o tema no centro das atenções, nas escolas. Prêmio de Educação de Trânsito A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo está realizando o 9º Prêmio CET de Educação de Trânsito, que tem por objetivo incentivar a reflexão, a criatividade e a produção de trabalhos voltados para a segurança no trânsito. Podem concorrer estudantes do ensino infantil ao universitário, educadores, motoristas, motociclistas, ciclistas, terceira idade e qualquer cidadão maior de 16 anos, que estudem ou morem na cidade de São Paulo. As inscrições para as 14 categorias vão até 17 de maio.

Prêmio Construindo a Nação O Prêmio Construindo a Nação, do qual podem participar todos os grêmios estudantis, este ano denominado “Os Grêmios nos Municípios – Práticas Transformadoras”, está com a atenção sobre as práticas que resultem em transformação da situação atendida no município e se empenhem num trabalho conjunto com empresas, instituições e/ou autoridades locais. Saiba mais e inscreva-se até 30 de junho, em http:// www.institutocidadania.org.br/. O prêmio de R$10 mil é revertido em equipamentos eletroeletrônicos para as dependências utilizadas pelo grêmio. Parlamento Jovem Brasileiro As inscrições para o Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2017 estão abertas até 9 de junho. Pode participar aluno regularmente matriculado nas 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, de escolas públicas e particulares, que não tenha participado (e sido selecionado) em edições anteriores. O jovem deve elaborar um projeto de lei e encaminhá-lo à SEE com os demais documentos solicitados no Manual de Procedimentos. Os selecionados passam uma semana, de 25 a 29 de setembro, em Brasília, participando de uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados. Todas as informações estão no site da Câmara dos Deputados. Publicação de aposentadorias O Diário Oficial do Estado publicou, em 1º de abril, a aposentadoria de Antonio Carlos de Souza Bonito, Clomides Jesus da Silva, Edeli Maria Politi, Edna Alves de Queiroz Silva, Eliana Pahim Martins Gomes, Ildeson Nascimento Feitosa, Marizete Aparecida Viana Pontes, Marlene Maria Zilio Magnoni, Vera Lucia Azambuja Mendonca e Waldenize Mutti da Paixao Jobim. A informação foi publicada no site da Sul 3, aos 4 de abril, por Maria Rita Costa, diretor II do Centro de Recursos Humanos.

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

11


STuolm 3e Nota Olimpíada Brasileira de Matemática As escolas da Sul 3 estão inscritas para a edição 2017 da Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep), dirigida aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e aos alunos do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas, bem como aos respectivos professores, escolas e secretarias de educação. A primeira fase – prova objetiva (múltipla escolha) a todos os alunos inscritos pelas escolas – está agendada para 6 de junho. Obtenha mais informações em http://www.obmep.org.br/. Olimpíada Brasileira de Física Até 8 de maio, estão abertas as inscrições gratuitas para a Olimpíada Brasileira de Física (OBF), um programa realizado anualmente pela Sociedade Brasileira de Física (SBF). Podem participar os estudantes que estiverem regularmente matriculados nos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e nas 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. A primeira fase ocorre nas dependências do estabelecimento de ensino inscrito e os alunos que atingirem a pontuação mínima poderão participar da 2ª e 3ª fase, em local a ser definido pela comissão regional e estadual da OBF. A participação é por adesão das unidades escolares interessadas e de responsabilidade dos participantes. Mais informações e inscrições no site da OBF. Boletim CGEB 186

Show de Física Há quase três décadas, o Show de Física da Universidade de São Paulo (USP) promove espetáculos científicos para os estudantes da educação básica, visando instigar a curiosidade e o encanto pela Física por meio de experimentos lúdicos, apresentados de forma demonstrativa, porém com muita interatividade.O Show de Física é gratuito e acontece de segunda a sexta-feira, com sessões às 9h e às 14h, no Instituto de Física na cidade de São Paulo. A participação é por adesão e de responsabilidade dos interessados. As visitas podem ser agendadas pelo telefone (11)3091-6642, das 8h às 12h, com 12

Boletim Sul 3 – Nº 5 – 31/3/2017

Dayse. Para mais informações, acesse o site do Instituto de Física de São Paulo. Em caso de dúvidas, entre em contato com Renata C. de Andrade Oliveira, por e-mail renata.andrade@educacao.sp.gov.br ou por telefone (11) 3351-0126. Boletim CGEB 185

Leitores e leituras A II Jornada Leitores e leituras na contemporaneidade direciona-se a professores dos Ensinos Fundamental e Médio, estudantes de Letras e pesquisadores de questões relacionadas à leitura literária, a realizar-se em 20 e maio, das 8h às 13h30, na Cidade Universitária, com inscrições até 15 de abril. Produção de vídeo e radionovela O Secretário de Educação do Estado de São Paulo, considerando a importância de incentivar a pesquisa e a leitura e valorizar a produção literária dos alunos matriculados e frequentes na rede estadual de ensino, institui: 1. Programa “Especial – Lygia Fagundes Telles – 2017”; categoria: vídeo; tema: Vida e obra de Lygia Fagundes Telles; público-alvo: alunos dos Ensinos Fundamental II e Médio. 2. Concurso “Paulo Bomfim – o ‘Príncipe dos Poetas Brasileiros’", categoria: radionovela; tema: Vida e obra de Paulo Bomfim; público-alvo: alunos do Ensino Fundamental II. A participação dos alunos dar-se-á por adesão da escola. As orientações estão no site da Sul 3, comunicado de 27 de março. Memorial da Inclusão Professores da capital podem agendar visitas educativas no Memorial da Inclusão pelos Direitos da Pessoa com Deficiência. Há fornecimento de transporte adaptado (caso necessário), intérprete de LIBRAS e lanche. Fale com Elisangela, pelo fone (11)30623370, das 9h às 17h, ou pelo e-mail contato.memorial@unaeventos.com. br. Intranet/Espaço do Servidor, 1-3-2017

Boletim Sul 3 nº 5  

Depois de quatro edições despretensiosas e sem numeração, lançadas no ano passado, o "Boletim Sul 3" volta, em 2017, ampliado, numerado – es...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you