Page 1

BOLETIM SUL 3 Edição nº 8 – 30 de junho de 2017 Diretoria de Ensino Região Sul 3 Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

ATENDIMENTO AO PÚBLICO Conheça as medidas já tomadas e o que a Sul 3 ainda pretende realizar – Página 5

Léssio Cardoso

INDÍGENAS EM SHOW DE FÍSICA – Os professores foram ao Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e o show veio às aldeias – Página 8

Claudio Vera, à direita, apresenta os experimentos em Tupi-Guarani, auxiliado por Herbet João. À esquerda, os alunos se impressionam

Divulgação / IFSC

SUL 3 PARTICIPA DA FESTA DOS 190 ANOS DE PARELHEIROS Eonice Domingos, dirigente, com o Certificado de Participação, ao lado de Adailson de Oliveira, prefeito regional – Página 6 VEJA TAMBÉM:   Enviada por Luis Rabelo

Encerrada a implementação do Método de Melhoria de Resultados (MMR) na Sul 3 – Página 3 E. E. Hermínio Sacchetta promove Feira de Educação, Saúde, Cultura e Meio Ambiente – Página 10 Combate ao bullying na E. E. Sergio Murillo mereceu um vídeo da Secretaria da Educação – Página 11


Sul 3

EDITORIAL Como previmos na edição passada do Boletim Sul 3, duas matérias deste mês tratam de ações que foram para a mídia: a participação dos indígenas em show de Física, publicada no site do Instituto de Física de São Carlos (IFSC), e o combate ao bullying, na escola estadual Sergio Murillo, que mereceu um vídeo produzido e publicado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Outro destaque de junho é a melhoria no atendimento ao público que vem acontecendo paulatinamente na diretoria de ensino. Viviane Jaccoud, do Conselho Editorial do Boletim Sul 3, conta o que já foi feito e o que ainda se pretende fazer. Por fim, a escola estadual Hermínio Sacchetta vem promovendo um evento de grande porte para a visibilidade de trabalhos, oferecimento de serviços e oportunidade de convivência. No texto de Sheila Cristina Costa, diretora, a escola orgulha-se da realização de mais uma Feira. Desejamos a todos uma boa leitura!

NESTA EDIÇÃO Sul 3 Participação de palestra do secretário.............3 MMR está implementado na Sul 3......................3 As melhorias no atendimento ao público........5 Sul 3 nos 190 anos de Parelheiros .....................6 Indígenas participam de show de Física..........8 Orientação Técnica para Educação Especial..9 Orientação Técnica para Sala de Leitura.........9 Espaço das Escolas E. E. Hermínio Sacchetta promove Feira de Educação, Saúde, Cultura e Meio Ambiente.10 Secretaria da Educação faz vídeo sobre o combate ao bullying na E. E. Sergio Murillo.11 Tome Nota................................................................12 2

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

EXPEDIENTE Boletim Sul 3 Diretoria de Ensino Região Sul 3 Secretaria de Educação do Estado de São Paulo Eonice Domingos da Silva Dirigente Regional de Ensino Cristiane Valéria Andrade da Silva Bomfim Supervisora do Núcleo Pedagógico Léssio Lima Cardoso Redação, edição e diagramação Também compõem o Conselho Editorial Kamila Vieira Moreira Viviane da Silva Jaccoud Robson Teixeira Leite Eduardo Alves Ademar Gomes Vieira Silvia Cleto Contato Av. Alcindo Ferreira, 4 Parque Castelo – CEP 04803-170 São Paulo – SP – Tel.: (11)5660-1358 http://desul3.edunet.sp.gov.br/ Observações Para elogio, crítica ou sugestão, preencha o formulário online ou envie e-mail para lessio@prof.educacao.sp.gov.br A finalidade do Boletim Sul 3 é exclusivamente educacional. Exemplares impressos são distribuídos gratuitamente. As opiniões expressas não representam necessariamente a opinião da Diretoria de Ensino Região Sul 3 ou da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.


SSuull 33

Sul 3

EDUCAÇÃO, UM COMPROMISSO DE TODOS Sul 3 participa de palestra do secretário da educação sobre o tema

E

convite. O objetivo foi “conhecer o que está sendo feito e, principalmente, o que poderá ser realizado com o apoio de todos nós”. “Sabemos que educação é primordial para que o País possa se desenvolver de maneira sustentada, com inovação e competitividade; com igualdade e justiça. Uma população educada é capaz de consolidar valores, preservar suas instituições e avançar em termos civilizatórios,” diz Romeu Chap Chap, coordenador do NAT. Do Facebook

onice Domingos da Silva, dirigente regional de ensino, e Márcia Alencar, supervisora, participaram da palestra “Educação, um compromisso de todos”, proferida por José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo, no Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), aos 17 de maio, em evento promovido pelo Núcleo de Altos Temas (NAT). “Dentre todas as missões que Nalini já assumiu, sem dúvida conduzir a Pasta da Educação é das mais desafiadoras”, diz o

A dirigente e o secretário: "A pasta da educação é das mais desafiadoras”

Sul 3 encerra implementação do MMR As últimas escolas apresentaram o Plano de Melhorias neste mês

N

a edição 5, o Boletim Sul 3 tratou dos primeiros passos na implementação do Método de Melhoria de Resultados (MMR), nesta diretoria de ensino: formação inicial na Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (Efap), a criação do Comitê Regional e a formação de supervisores, PCNPs, diretores e professores coordenadores. Depois disso, iniciou-se a implementação propriamente dita do MMR, nas escolas, divididas em três ondas ou grupos. Veja o calendário no quadro ao lado, considerando que o último prazo da primeira onda foi prorrogado para 14 de maio e o da terceira para 23 de junho.

A próxima fase é o acompanhamento dos Planos de Melhoria por reuniões em três níveis: Secretaria da Educação (nível 1 ou N1), diretoria de ensino (nível 2 ou N2) e escola (nível 3 ou N3). As reuniões de N3 serão

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

3


Sul 3 realizadas mensalmente e, em todas, o produto final é uma apresentação em PowerPoint em dois modelos: um para o mês sem resultados da Avaliação da Aprendizagem em Processo (AAP) e outro com resultados da AAP. A escola irá agendar com o supervisor a reunião de N3.

As escolas da primeira e segunda ondas tiveram formação sobre o assunto, aos 9 de junho. Veja mais informações, no site da Sul 3, “Acesso restrito”, comunicado número 250A, cuja pasta compartilhada se mantém como o repositório de informações a respeito do MMR.

As três ondas receberam formação e, a partir de agora, todas as escolas vão se reunir mensalmente – reunião de nível 3 (N3) – para fazer o acompanhamento do Plano de Melhoria

Fotos enviadas pelo Comitê Regional do MMR

4

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017


Sul 3

SUL 3 busca o melhor ATENDIMENTO Viviane da Silva Jaccoud Executivo Público

A

o final de 2016, em conversa com alguns integrantes do Gabinete, surgiu a ideia de criarmos um grupo de trabalho que discutiria sugestões de melhoria para a gestão e funcionamento da Diretoria de Ensino Região Sul 3. Um dos as- Alexandre, Ana e Léssio ministraram o curso suntos abordados foi a necessidade interno para melhorar de estabelecer um melhor controle a escrita formal do fluxo de pessoas pelo prédio, visando à melhoria tanto da qualidade Léssio Cardoso do atendimento quanto da segurança dos servidores que aqui trabalham. As proCurso interno de redação postas foram levadas a todos os servidores da diretoria em reuniões para, na sequência, Com o objetivo de melhorar a comunicação começarem a ser implantadas. escrita, os diretores de Núcleo da Sul 3 participaram do curso “Português instrumental e atuaPara isso, providenciamos um levanlização redacional em documentos administratitamento de todas as salas e suas respectivas vos”, dirigido por Alexandre da Silva Rigobelo, chaves. Em seguida, avaliou-se que, em virtuAna Maria Silva e Léssio Lima Cardoso, de das reuniões frequentes com servidores PCNPs da área de Linguagens. De 25 de maio das unidades escolares e o grande número de a 30 de junho de 2016, realizaram-se seis enusuários atendidos pelo Núcleo de Gestão da contros de duas horas presenciais e duas hoRede Escolar e Matrícula, priorizou-se desloras de estudo individual online. O conteúdo car essas salas para o andar térreo, conseincluiu qualidades, vícios, níveis e figuras de quentemente refletindo no remanejamento linguagem, formas de tratamento, ortografia, de outros setores. Transferimos a porta com pontuação e estética do texto. Os participantes trava automática que estava no corredor do mostraram-se satisfeitos com esses conteúdos Gabinete para o Protocolo, onde servirá tame a metodologia aplicada. bém como controle de entrada e saída. Identificamos a diretoria pelo lado de fora do prédio, a porta de todas as salas com placas contendo o nome e o número do setor ção. Em parceria com o Programa Escola da e as três escadas com as letras A, B e C. Con- Família, foi revitalizado o jardim que fica em feccionamos e colocamos, em pontos estraté- frente ao Protocolo. Também foi providencigicos, banners sinalizando a localização dos ada a limpeza da área externa em parceria setores. Todos os servidores receberam cra- conseguida por nossa dirigente. O projeto de chás de identificação e estamos na fase de revitalização ainda possui várias etapas a implantarmos crachás também aos visitantes. serem contempladas, mas aos poucos vamos Outro assunto discutido por esse gru- colocando cada uma delas em prática. Em po de trabalho foi a revitalização da área ex- relação à área interna, foi providenciada a terna do prédio, visto que contamos com uma retirada de itens inservíveis que atrapalhagrande área verde que precisa de manuten- vam a limpeza e o aspecto visual.

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

5


Sul 3 Léssio Cardoso

Parte da área verde do imóvel e interior do prédio, com corredor desobstruído e sinalizado

Discutimos nas reuniões a constituição de uma Brigada de Incêndio, o que ainda está na fase de planejamento visto uma série de estudos necessários para implantação. Estamos trabalhando para que, em breve, diversas informações úteis estejam disponíveis em nosso site, sendo mais um meio de

informar usuários e servidores. Estamos na fase de implantação da avaliação do atendimento, pela qual os usuários poderão deixar suas impressões e sugestões, sendo uma forma de identificar o que já conseguimos acertar e o que ainda podemos melhorar.

Distrito de PARELHEIROS comemora 190 anos Sul 3 participa do desfile cívico com seis escolas e outros representantes Luis Augusto Rabelo Diretor da escola estadual Regina Miranda Brant de Carvalho

A

os 4 deste mês, a região de Parelheiros realizou as festividades em honra aos seus 190 anos de existência. A comemoração teve início com o desfile cívico e de cavaleiros, com pessoas da região montadas em cavalos e bois, resgatando as tradições da região, e a entrega do Certificado de Participação aos apoiadores. Durante todo o dia, aconteceram apresentações musicais com artistas da região. Ao final, houve a grande queima de fogos. O evento foi organizado

Enviada por Luis Rabelo

6

pela equipe da Prefeitura Regional de Parelheiros que tem como prefeito regional Adailson de Oliveira. O desfile cívico, cuja realização ficou sob minha organização, contou com apresentações das viaturas da Guarda Civil Metropolitana e Ambiental e Defesa Civil. O esporte na região foi representado pelos times Parelheiros Futebol Clube e Clube Atlético Marsilac. Houve a apresentação das escolas, a maioria sob a jurisdição da Diretoria de Ensino Região Sul 3, que apoiou com a divulgação e prestigiou com a presença de Eonice Domingos da Silva, senhora digníssima dirigente de ensino, acompanhada de supervisores, PCNP, coordenador de jogos, professores e outros servidores. Das escolas estaduais participaram:  Antonio Pereira Lima que atende alunos do 6º ano do Ensino A divulgação, no site da Fundamental à 3ª série do Ensino Sul 3, foi pelo comunicado 293 Médio. Buscou demonstrar seus valo-

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017


res, princípios e missão na região em que está inserida, dentro da história de Parelheiros. Os alunos foram acompanhados por Andréia Rosa do Amaral, diretora. Ayrton Senna da Silva, com alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e membros da comunidade participantes do Programa Escola da Família (PEF), com destaque aos desbravadores que, na região, atuam de forma a contribuir para o protagonismo juvenil como voluntários no PEF. A equipe gestora foi representada por Christiano de Jesus Pereira, vicediretor responsável pelo PEF. Ernestino Lopes da Silva, com a participação de 45 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e 20 professores, acompanhados por Cristina Fernandes Slemer, diretora. Joaquim Alvares Cruz, com a apresentação da fanfarra, acompanhada pela equipe gestora: Edna Cristina da Silva, diretora; Maria do Socorro, vice-diretora responsável pelo PEF; e Carla Schunck Domingues, professora coordenadora. Lucas Roschel Rasquinho, representada pelos alunos que participam do denominado Cursinho Popular Wallbraitt, oferecido gratuitamente pela escola, com o objetivo de auxiliar os alunos das escolas estaduais da região a obterem um melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O projeto, inserido dentro do PEF, é de iniciativa de Mário Zacarias de Barros e Thiago Davi Wilde de Oliveira, professores, com o apoio total de Walkyria Braitt, diretora, que também prestigiou a cerimônia, acompanhada de sua equipe gestora. Regina Miranda Brant de Carvalho, com a fanfarra, composta por 80 membros entre alunos e ex-alunos, que fez a marcação de todo o desfile. São regentes Matheus Birolli e José Henrique, alunos do Grêmio Estudantil, com o apoio de Andrey Klein, ex-aluno. Acompanhamos eu, André Luis Klein Barbas, vice-diretor

Do Facebook

Sul 3

A dirigente de ensino e outros representantes da diretoria: “A Sul 3 apoiou com a divulgação”

e Creusa Santana da Silva Filha, responsável pelo PEF. Do município, a única participante foi a Emei José Roschel Christi, mais conhecida como Juca Rocha, com a participação de 100 crianças, destacando os 25 anos de funcionamento na região. Acompanharam Vera Lúcia de Lima, diretora; Alex de Jesus, assistente de diretor; e Wilma Helena Almeida da Silva, coordenadora pedagógica. Estiveram presentes ainda as seguintes autoridades: Diogo Soares, chefe do gabinete de Parelheiros; Goulart, deputado federal; Ênio Tatto, deputado estadual; Milton Leite, vereador presidente da Câmara Municipal de São Paulo; Alfredinho, Rodrigo Goulart, Ricardo Nunes e Zé Turin, vereadores; Sílvio Azevedo, chefe do gabinete de Milton Leite; Sidney Cruz, diretor representando o presidente da Ordem dos Advogados (OAB) Santo Amaro; Odélio, do Cartório de Parelheiros; Santos, inspetor comandante da Guarda Ambiental; Souza, inspetor da Base de Parelheiros; Sá Dantas, Comando da Guarda Civil Metropolitana Sul; Ineise, Centro da Cidadania da Mulher; Simone, Conselho Participativo de Parelheiros; Paloma Patrocínio, jornal Folha de Parelheiros; e Róger, São Paulo Turismo. Veja histórico e foto da igreja em http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/sec retarias/regionais/parelheiros/noticias/index.php ?p=72950. Para outras fotos e informações sobre as festividades, acesse http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/sec retarias/regionais/parelheiros/noticias/index.php ?p=73007.

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

7


Sul 3

Escolas INDÍGENAS participam de Show de Física

C

8

Enviada por Teresa Azevedo

riado no Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo (USP), em 2011, o Programa “Universitário Por Um Dia” compreende a apresentação de uma palestra sobre a USP e a demonstração de experimentos de Física. O Programa já recebeu mais de 20.000 alunos do Ensino Médio dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. “Observamos que as atividades envolviam todas as classes sociais que pautam sua presença nas escolas públicas. Porém, ainda não tínhamos tido contato com jovens das aldeias indígenas brasileiras”, constatou Tito José Bonagamba, professor doutor diretor do IFSC. Com o apoio da Diretoria de Ensino Região de São Carlos, o Instituto contatou as diretorias de ensino do Estado de São Paulo que são responsáveis pelas escolas localizadas em aldeias indígenas, para convidar seus alunos do Ensino Médio a participarem do Programa. Aos 18 de outubro de 2016, cerca de 20 professores das duas escolas estaduais indígenas da Sul 3 – Krukutu e Indígena Guarani Gwyra Pepó – fizeram uma excursão ao IFSC que teve o show de Física como um dos momentos altos, apresentado por Herbert Alexandre João, educador. Quem contatou os professores de ambas as aldeias para que comparecessem foi Teresa Regina Azevedo, PCNP. Para saber mais sobre a visita, acesse https://www.ifsc.usp.br/index.php?option=c om_content&view=article&id=4495:professo res-indigenas-visitam-o-ifsc&catid=3:ifschoje&Itemid=281 Ao constatar a importância do emprego do idioma Guarani para intensificar a participação dos alunos das aldeias indígenas no Programa, Bonagamba propôs a realização das atividades nesse idioma, com o apoio dos professores indígenas. A proposta foi apresentada por Herbert e prontamente atendiBoletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

A excursão ao Instituto de Física de São Carlos (IFSC)

da junto à comunidade indígena, aos 6 de dezembro de 2016, durante evento na aldeia Tenondé Porã. Para saber mais sobre esse momento, acesse https://www2.ifsc.usp.br/portal-ifsc/oquniversitario-por-um-diaq-nas-aldeiasindigenas-em-guarani/ Aos 26 de abril, no auditório em formato de oca, dois dos professores indígenas aceitaram o desafio proposto por Herbert para apresentar os mesmos experimentos aos estudantes, no idioma Tupi-Guarani. Foi um grande sucesso, particularmente entre os índios mais jovens. Claudio Vera, de 35 anos, dá aulas de Artes e Educação Física no Ensino Fundamental da escola estadual Krukutu, com aproximadamente 70 alunos. Tendo participado da excursão, em outubro de 2016, foi um dos dois voluntários, destacando a importância de se explicarem os conceitos da Física de modo didático e lúdico a seu povo, que geralmente aprende sobre a natureza a partir das histórias que ouve dos Guaranis mais antigos. Sobre Física ensinada em TupiGuarani, acesse http://www.ifsc.usp.br/index.php?option=co m_content&view=article&id=4862:ensinando -fisica-em-tupi-guarani&catid=3:ifschoje&Itemid=281 ou http://jornal.usp.br/universidade/educadorda-usp-leva-experimentos-de-fisica-a-aldeiaindigena/ O IFSC tem a perspectiva de levar suas apresentações a outras aldeias que posteriormente poderiam visitar o IFSC, para vivenciarem todas as atividades propostas pelo Programa.


Sul 3

Orientações para a EDUCAÇÃO ESPECIAL Vilma Maria do Nascimento Santos Osvaldo Silva da Costa PCNPs Educação Especial

R

ealizamos, aos 12 de maio, no salão da Sul 3, a Orientação Técnica (OT) Educação Especial para diretores das escolas pertencentes à Sul 3, divididos em três turmas. O objetivo foi orientar sobre procedimentos e encaminhamentos voltados ao público de Educação Especial. Chi Kow Mei e Samuel Alves dos Santos, supervisores responsáveis pela pasta, estiveram presentes na preparação e na realização da OT. Samuel Santos falou do contexto histórico das políticas públicas de Educação Especial e a implementação da política da educação inclusiva. Clayton Alves dos Santos, do Núcleo de Compras e Serviço, informou os procedimentos para solicitação de transporte e cuidador. Viviane da Silva Nascimento, do Núcleo de Registro e Matrícula, passou a logística sobre as salas de recursos, Classe Regida por Professor Especializado (CRPE) e procedimentos de matrícula para a sala de recursos. Finalizando, Osvaldo

Os participantes foram divididos em três grupos

Enviada por Osvaldo Costa

Silva da Costa, Professor Coordenador de Núcleo Pedagógico (PCNP), orientou sobre os documentos do link de Educação Especial, no site da Sul 3, à direita, pelo qual todos têm acesso ao Anexo I, Plano de Avaliação Individual (PAI) e ficha de solicitação de avaliação multidisciplinar. Nas três turmas, contamos com a presença de Eonice Domingos, dirigente regional de ensino, que avaliou: “Quero parabenizar a equipe de educação especial pela ótima reunião: esclarecedora, pontual e integradora de núcleos e assuntos”.

Sala de Leitura estuda vídeo e argumentação Ana Silva PCNP Sala de Leitura e Anos Iniciais

N

Ana Silva

a Orientação Técnica (OT) “Mediação e Linguagem e o uso do Movie Maker”, ocorrida em 1º deste, na sala da Rede do Saber da Sul 3, ministrada por mim, Márcio José da Silva, PCNP Anos Iniciais, e Rafael Augusto Paes, analista sociocultural, os professores da Sala de Leitu-

O estudo deve continuar nas ATPCs

ra receberam formação, em forma de oficina, sobre o parágrafo dissertativo e o artigo de opinião, com atividades e sugestões práticas Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

9


Sul 3 para se trabalharem a tipologia e o gênero na escola. Atendendo a pedidos, foi feito um tutorial de como realizar um vídeo pelo Movie Maker. Posteriormente, os professores participaram, em tempo real, da videoconferência Mediação e Linguagem, promovida pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (Efap) e Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (Cgeb) sobre artigo de opinião, na qual foi apresentado um breve apa-

nhado de como a dissertação escolar e o artigo de opinião vão-se configurando historicamente como gêneros argumentativos das práticas escolares de produção textual. Os professores receberam o material da OT para continuarem estudando a respeito dos temas e multiplicarem-no em suas escolas nas ATPCs. O encerramento foi realizado por Roberto Pereira Silva, supervisor responsável pela Sala de Leitura.

Espaço das Escolas

E. E. Hermínio Sacchetta une-se à comunidade e promove Feira de Educação, Saúde, Cultura e Meio Ambiente Sheila Cristina Ferreira Costa Diretora da escola

A

10

Enviadas pela escola

escola estadual Hermínio Sacchetta realiza anualmente a Feira de Educação, Saúde, Cultura e Meio Ambiente, com o objetivo principal de trazer a comunidade para a escola. Neste ano, aos 25 do mês passado, aconteceu a 6ª edição, com participação de 1.250 pessoas, quantificadas com pulseiras entregues no portão de entrada. Oferecemos à comunidade um dia de muita cultura, com grande diversidade de produções dos alunos como exposições de poesias e releitura de obras. Os estudantes tiveram oportunidade de apresentar suas habilidades de dança, teatro e jogos. Já os professores realizaram oficinas para todos Um dia de muita cultura e diversidade de produções os que quisessem participar. gico, corte de cabelo e manicure; emissão de Tivemos conscientização sobre saúde, 2ª via de certidões de nascimento e casamenmeio ambiente, cidadania e serviços presento; exposição dos vegetais típicos da região; tes na comunidade. Houve apresentação mudiscussão sobre árvore de possibilidades, sical, balé, teatro e habilidades do circo; insmeio ambiente e o que é bom e ruim no bairtruções para massagem cardíaca; campanha ro; troca de óleo e pilha por mudas; exposicontra o tabagismo; atendimento oftalmolóção de artesanato das mães; receitas com Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017


aço das Escolas SEusp l3 alimentos naturais; final de campeonato; e oficina de capoeira, pintura de rosto, tinta de terra, sachê, relaxamento, massoterapia e beat box. Além da apresentação do canil, a Guarda Civil Municipal mostrou e orientou sobre materiais de caça apreendidos. Além da equipe escolar, contamos com a participação dos parceiros: Associação de Moradores do Chácara Santo Amaro, Unidade

Básica de Saúde (UBS), Parque Municipal Ilha do Bororé, Programa Ambientes Verdes e Saudáveis (PAVS), Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD Sementinha), Centro para Crianças e Adolescentes (CCA Auri Verde) e Embelleze. A comunidade interna e externa teve um dia de muita satisfação. Foi um sucesso!

E. E. Sergio Murillo em combate ao BULLYING Joel Teles Bertin Filho Vice-diretor da escola estadual David Zeiger

C

Enviadas por Joel Filho

omo Professor Mediador Escolar e Comunitário (Pmec) da escola estadual Sergio Murillo Raduan, articulei, com toda a comunidade escolar, várias ações. A biblioteca itinerante disponibilizou um acervo literário aos alunos. As palestras tiveram temática atual como economia de água, preservação do patrimônio público, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Lei Maria da Penha, consumo e conRecolhimento de papel, sumismo, homofobia, drogas e gradenúncia contra o bullying videz na adolescência. Outro projeto e biblioteca. Ao lado, Joel que os alunos curtiram é o “Qual é o Filho em campanha contra o bullying, nos intervalos seu talento?”, em que o aluno faz a inscrição para se apresentar no momento do intervalo. Papel (todo o O combate ao bullying chamou a aten- papel descartação da Secretaria da Educação, que visitou a do da escola é escola e fez um vídeo que está disponível em separado e enseu site oficial caminhado para http://www.educacao.sp.gov.br/. Algo que reciclagem) e a vem dando certo é a caixa de denúncia anô- campanha de nima, disponibilizada para as vítimas. Na agasalhos. medida do possível, chamei os pais para reuHoje sou vice-diretor na escola estaniões periódicas sobre o assunto. É importan- dual David Zeiger, onde também começamos te ter a família do lado nesse momento. uma ação de combate ao bullying. Aproveito Orientei também o Grêmio Estudantil para agradecer a todos que fizeram e fazem que vem dando importantes contribuições parte de todo esse trabalho. como, por exemplo, o projeto Grêmio Recicla

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

11


T Suolm3e Nota Recuperação intensiva da aprendizagem Está disponível a todos os professores com aulas atribuídas em Matemática ou Língua Portuguesa, do 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio, cadastrados na Secretaria Escolar Digital (SED), e com turmas associadas ao seu cadastro, o acesso aos cursos “Aventuras Currículo+: Língua Portuguesa” e “Aventuras Currículo+: Matemática”. São totalmente a distância, no formato de estudos autônomos, com carga horária de 40 horas a ser cumprida até 25 de outubro. A divulgação foi feita, no site da Sul 3, aos 26 de maio, por Ademar Gomes Vieira e Marco Antonio Vasconcelos, PCNPs de Tecnologia. Outras informações sobre o projeto em www.escoladeformacao.sp.gov.br/curriculo mais. Parlamento Jovem Paulistano O Parlamento Jovem Paulistano tem por objetivo oferecer aos jovens da Capital uma experiência de cidadania e democracia, com o exercício, por um dia, das funções do Poder Legislativo Municipal. Todos os estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, das escolas públicas e particulares do município de São Paulo, podem concorrer a uma das 55 cadeiras. O aluno interessado deve preparar um trabalho individual na forma de um Projeto de Lei, obedecendo aos critérios estabelecidos no Manual de Orientação. Cada escola pode apresentar apenas um projeto, de 22 de maio a 18 de agosto. Site da Sul 3, 11-5-2017.

Prêmio Professores do Brasil O prêmio Professores do Brasil, na 10ª edição, tem seis categorias: creche; préescola; 1º, 2º e 3º anos (Ciclo de Alfabetização); 4º e 5º anos; 6º ao 9º ano; e Ensino Médio. Todos os professores de escolas públicas da educação básica podem enviar um relato de prática pedagógica, que será avaliado e poderá ser selecionado para uma premiação estadual, regional e nacional. A participação dos professores é um caminho para a busca da qualidade. Inscreva-se até 25 de agosto. Site da Sul 3, 10-5-2017.

12

Boletim Sul 3 – Nº 8 – 30/6/2017

Gestão Escolar – prêmio e livro Conheça as normas editalícias do certame para concorrer ao “Prêmio Gestão Escolar 2017”, oferecido pelo Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação (Consed) e entidades parceiras, destinado às escolas públicas brasileiras da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio). As inscrições vão até 14 de agosto pelo site www.consed.org.br/pge. “Participar já é uma ação educativa para todos os envolvidos”, informa o Boletim da Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (Cgeb), número 193. Para auxiliar no acompanhamento de perto do trabalho dos professores, os gestores de ensino podem contar com o livro "Gestão Escolar para Aproximar Aluno, Professor e Diretor", publicação online e gratuita do AppProva, que apresenta formas de fazer esse acompanhamento e motivar os alunos e professores. Para ter acesso à publicação basta preencher o formulário e fazer o download gratuito do livro. A divulgação foi feita pela Intranet/Espaço do Servidor, aos 4 de novembro de 2016. Qualquer dúvida ou dificuldade, entre em contato por http://appprova.com.br/contato/. Publicação de aposentadorias Maria Rita Costa, diretor II do Centro de Recursos Humanos, informa, no site da Sul 3, que o Diário Oficial do Estado, nas seguintes datas, publicou as seguintes aposentadorias: 17-5: Maria Elisete Mendes Nascimento, Seila Cristina Fernandes de Almeida Dilio e Valeria de Carvalho Medeiros; 1-6: Celia Regina de Carvalho, Alzira Aparecida Pereira e Cristina Martins Einviller; 3-6: Deloides Cardoso da Silva e Maria da Conceição Coelho Paiva; 10-6: Maria Agueda de Brito e Silva e Maria Lucia da Silva; 13-6: Anaiza Mangueira Rolim e Ana Maria de Souza da Silva.

Boletim Sul 3, nº 8, junho 2017  

AS AÇÕES DA SUL 3 para melhorar o atendimento ao público – Os 190 anos do distrito de Parelheiros – INDÍGENAS participam de show de Física....

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you