Page 1

Festival mundial de Circo


O maior espetรกculo da Terra


O circo está presente no imaginário popular há pelo menos 4000 anos. Dos chineses aos gregos, dos egípcios aos indianos, quase todas as civilizações antigas praticavam algum tipo de arte circense.


a reconquista do público Muitas mudanças aconteceram de lá para cá e, hoje, o “novo circo” dialoga com outras linguagens artísticas como a dança, a música, o teatro e as novas tecnologias que encanta a todos em espetáculos de companhias como a canadense Cirque de Soleil, a francesa Les Colporteurs ou o grupo australiano Acrobat.

o NOVO CIRCO


festivalmundialdecirco


O Festival Mundial de Circo é realizado em Belo Horizonte e em cidades do interior de Minas Gerais desde 2001. Seu grande diferencial reside na diversidade e multiplicidade de linguagens e estéticas que o próprio circo oferece. Essa característica faz do Festival um evento plural que atinge todas as idades e classes sociais.

Ruas, praças, teatros, espaços urbanos, comunidades rurais e, claro, a lona de circo, já foram palco e picadeiro ocupados pela

arte circense durante o Festival Mundial de Circo. Na platéia, jovens e adultos, idosos e crianças, imbuídos de um sentimento que não escolhe idade:

a eterna busca do homem em superar seu próprio limite! Por isso o circo exerce tamanho

fascínio, pois trabalha com o impossível, com o perigo, com o misterioso. O circo é a arte do insólito, do inesperado, do surpreendente e também espaço

da emoção e do riso.


campanhas


10 Edições (2001 a 2010); 23 países participantes; 239 grupos convidados que realizaram 445 apresentações; 1.250 oportunidades diretas de trabalho; 10 cidades do interior de Minas Gerais já receberam o Festival Mundial de Circo. Público total estimado: 490 mil pessoas. Nomes de destaque: O evento já contou com a participação de grupos e artistas importantes como o Cirque du Soleil e americano Ringling Bros.


programação

2011 O objetivo do Festival Mundial de Circo é

oferecer todas as cores e formas da arte circense. Para isso, a 11º edição do evento acontecerá na “Cidade do Circo”, um espaço

reservado para apresentações de espetáculos e números nacionais e internacionais, exposições, palestras, debates, oficinas, mostra de filmes, lançamento de livros além de restaurante, lanchonetes e área de entretenimento. Sem deixar de lado a característica nômade do evento e do próprio circo, o Festival também ocupará espaços públicos de Belo Horizonte.


o quê: 11º Festival Mundial de Circo. onde: Belo Horizonte - Espaço Funarte (local que abrigará

a “Cidade do Circo”), teatros, parques,praças e ruas da cidade.

quando: de 26 de agosto a 04 de setembro de 2011. em qual estrutura:

• “Cidade do Circo”: 01 lona de 1.500 lugares; 01 lona de 500 lugares, teatro de bolso de 150 lugares, espaço para exposições, lançamento de livros, oficinas, mostra de filmes e palestras, praça de alimentação (bar/restaurante), área de entretenimento (estandes de patrocinadores e espaço para expositores, mini parque de diversão entre outros); • Parques, praças e ruas de Belo Horizonte; • Teatros de Belo Horizonte.

ingressos: Cobrança de ingresso apenas em espaços fechados onde acontecem os espetáculos. O restante dos espaços da “Cidade do Circo”, além da programação em espaços públicos, terá entrada gratuita.

previsão de público: 60 mil pessoas quem apóia: Ministério da Cultura, Secretaria de Estado

da Cultura de Minas Gerais, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte e Rede Globo Minas.

quem realiza: Agentz Produções Culturais e CIRC - Centro

Internacional de Referência do Circo.


“cidade do circo�

Imagem meramente ilustrativa.


espetáculos internacionais convidados

1, les colporteurs (frança). espetáculo: “le fil sous la neige” Integrante do chamado “novo circo francês”, o grupo Le Colporteurs é reconhecido mundialmente pela excelência na técnica do fio ou “arame”. Trata -se de uma verdadeira “dança no ar” na qual os artistas exploram o corpo ao máximo para tratar da fragilidade humana .

2, acrobat (austrália). espetáculo: “propaganda”

Fundado por Simon Yates e Jo- Ann Lancaster em meados dos anos 90, o grupo Acrobat é uma das mais fascinantes experiências criativas do circo. O trabalho desses artistas mistura uma apurada técnica acrobática com uma visão crítica da sociedade moderna.

3, circus ronaldo (bélgica). espetáculo:“la cucina dell’arte”

acrobat

les colporteurs

O Circus Ronaldo reúne três gerações da família “Ronaldo” em um espetáculo que joga com os principais ingredientes da tradição circense: o humor e a ilusão. A extraordinária habilidade física aliada ao humor afiado e a poesia visual é de tirar o fôlego.

race horse company 4, (finlândia). espetáculo: “ petit mal”

Considerado grupo “revelação” do novo circo na Finlândia, o “Race Horse Company” explora o vigor físico até o limite em meio a um ambiente caótico de fim de mundo. O humor negro é contraposto com momentos de poesia e puro lirismo.

race hors circus ronaldo

e compan

y


5, cia la tal e leandre (espanha) espetáculo: “démodés”

Três palhaços perdidos , expulsos por um mundo em mudança. Esse é o “tema” de Demode, espetáculo que partiu da pesquisa d a linguagem clássica do palhaço, história em quadrinho e mestres do absurdo.

6, rasposo (frança) espetáculo “le chant du dindon”

e

r d n a e l l a t a l a i c

rasposo

Não há que resista ao Rasposo! Assim que o espetáculo começa imediatamente o público penetra na intimidade dessa tradicional família circense, que transforma o picadeiro em um ambiente familiar. Tudo está lá: o cachorro, a criança, a mesa de jantar, o quarto do casal. A vida flui na pista como um passe de mágica.

7, circo aéreo (finlândia) espetáculo: “un cirque plus juste”

Em uma pequena lona que abriga apenas um espectador, uma lâmpada é acessa e várias imagens circenses aparecem como num passe de mágica. Em uma atmosfera intimista, pequenos tesouros são revelados transportando o público para outro tempoespaço.

8, mostra internacional de números circense

circo aéreo

l a n o i c a n r e t n i a mostr

O Festival Mundial de Circo seleciona alguns dos melhores números circenses nacionais e internacionais para fazerem parte da Mostra. Um diretor e uma banda musical são convidados para integrarem a equipe. A Mostra já foi realizada em 2001, 2003 e 2007.

PS : Os espetáculos nacionais serão selecionados por meio de chamada pública com inscrição dos interessados em janeiro/fevereiro de 2011.


participação de empresas

SUA MARCA NO CENTRO DO PICADEIRO E NO CORAÇÃO DE MILHARES DE CONSUMIDORES O comercial de 30” não é mais suficiente. Hoje em dia, com as rédeas nas mãos do consumidor, é preciso buscar novas formas de contato e interação. As marcas precisam gerar experiências (de prazer) para o seu público. A cultura aparece não somente como algo que dá prazer e entretém, mas também como um importante meio de construção de valores e identidades. Ela estimula a imaginação, a sensibilidade, a autoestima, a capacidade crítica e criativa das pessoas e o sentido de coletividade. O Festival Mundial de Circo oferece

inúmeras possibilidades de conexões entre “marcas e consumidores”, criando, dessa forma, oportunidade de comunicação com o público de forma envolvente, diferenciada e personalizada.

O plano de participação e visibilidade é construído de acordo com as seguintes possibilidades :

1, visibilidade na cidade do circo a) Assinatura em área externa; b) Exposição da marca na comunicação visual dos espaços internos, inclusive praça de alimentação; c) Estande da empresa com direito a ações promocionais; d) Lançamento de produtos e/ou sorteio de produtos do patrocinador durante o evento; e) Direito de merchandising em área VIP das lonas; f) Fixação de blimpers específicos da empresa; g) Cotas de cortesias e reserva de área exclusiva nos espetáculos.

2, inserção de logomarca a) 1.500 cartazes; b) 40.000 programas; c) 40.000 panfletos; d) 2.000 convites; e) 8 banners; f) 500 camisetas e brindes; g) Site oficial www.festivalmundialdecirco.com.br


3, merchandising em ações interativas: flash mobs, sampling ou atividades promocionais em diversos locais da cidade, ações em mídias sociais (twitter, facebook, youtube,blog do fmc). 4, mídia a) 25 Backbus/busdoor; b) 60 inserções em rádio FM.

5, assessoria de imprensa a) Entrevista com os patrocinadores; b) Citação do patrocínio em releases e entrevistas; c) Coletivas de imprensa na sede empresarial do patrocinador; d) Participação e exposição de marcas em eventos empresariais como assinatura de contratos, convênios e outras solenidades na sede empresarial do patrocinador.

6, outras possibilidades de atuação a) Realização de espetáculo fechado para a empresa; b) Realização de palestra de artistas participantes do Festival para funcionários da empresa; c) Anúncio da empresa no programa do evento; * A participação das empresas no evento assim como a visibiliade da marca dependem do aporte de recursos destinado ao Festival e do projeto arquitetônico da “Cidade do Circo”. A proposta para esta empresa encontra-se anexa a este projeto.


Titulação

O Festival Mundial de Circo terá um investimento global de R$ 1.850.000,00 (Hum milhão oitocentos e cinquenta mil reais), que contemplam toda a infra estrutura, cachês artísticos, produção, logística, mídia e publicidade, registros, administração, impostos, taxas e demais encargos.

Valor de cada cota

Nº de cotas

Apresentador R$ 450.000,00

02

Apoiador R$ 150.000,00

03

Patrocinador R$ 250.000,00

02


realização Fundada no início de 1999 com o objetivo assessorar artistas, empresas e instituições das mais diversas áreas, na formatação, planejamento, gestão e produção de projetos culturais, a Agentz Produções consolidou sua atuação no mercado cultural criando e realizando projetos diferenciados, que ao longo de sua trajetória obtiveram reconhecimento local, nacional e internacional. Na área privada, a Agentz Produções atua na produção executiva de eventos e na concepção, planejamento e redirecionamento do investimento em cultura, desenvolvendo ações e programas alinhados às diretrizes de responsabilidade social adotadas pelas empresas. Na área pública, atua junto a instituições e fundações na estruturação e planejamento de políticas culturais, prestando consultorias e assessorias específicas para a elaboração de programas e ações abrangentes e inclusivas.

O CIRC é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo contribuir para a difusão e formação de público para o circo no Brasil, preservar a memória e os saberes da arte circense, promover a qualificação profissional de artistas da área e desenvolver o ensino do circo como ferramenta privilegiada de arte e educação para a cidadania.


Fernanda Vidigal

Rua Raimundo Correa 210 - S達o Pedro Belo Horizonte/MG CEP: 30330-090 tel: 31 3225-7521 / 31 9994-2925 e-mail: fernanda@agentz.com.br site: www.agentz.com.br

contato

kit de captação  

kit de captação para o 11º Festival Mundial de Circo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you