Page 1

portfolio

leonor mesquita


índice 5

Curriculum Vitae

Trabalhos Universitários 8

Centro Náutico, Coimbra

12

Cellere, Lazio (IT)

16

O Paço de Óis, Óis do Bairro bogevischs buero

26

Campus universitário, Heidelberg (DE)

28

Hospital pediátrico, Munique (DE) Projectos individuais

33

Habitação 1952, Coimbra

Anexos . Cartas de recomendação bogevischs buero, Munique, Alemanha Prof. Arq.. Rui Lobo, Universidade de Coimbra Prof. Arq. Andrea Filpa, Università degli Studi di Roma Tre


Curriculum Vitae Leonor Cortez Mesquita

24/05/1990 . Coimbra, Portugal +351 917191679 leonorcmesquita@gmail.com Travessa da Paz nº17, 1º andar, 1200-759 Lisboa

I. Experiência Profissional

III. Publicações e Exposições

06/2017 - Actual

Rede PHI património histórico+cultural Iberoamericano “ O paço de Óis: história e projecto de reabilitação”

Saraiva + Associados arquitectura e urbanismo I Lisboa, Portugal I Estágio OA www.saraivaeassociados.com 04/2016 - 04/2017

Bogevischs buero architekten & stadtplaner

bogevischs buero, arquitectura e urbanismo I Munique, Alemanha www.bogevisch.de

Equipa de concursos: 1º prémio - Habitação colectiva , Kirchheim u. Teck (DE) 1º prémio - Campus universitário, Heidelberg (DE) 1º prémio - Habitação colectiva, Würzburg (DE) 2º prémio - Habitação social, Freiham-Munique (DE) 2º prémio - Habitação colectiva, Landsberg (DE) 2º prémio - Habitação colectiva, Pfullingen (DE) 3º prémio - Habitação colectiva, Munique (DE) Menção Honrosa - Hospital pediátrico, Munique (DE) “bogevischs buero - gewohnt” (habit(u)ado) 20 anos - selecção de projectos em livro. 2015

Reabilitação de apartamento construído em1952 Obra do Arq. Carlos Almeida, Coimbra

Setembro de 2016 . https://phi.aq.upm.es/static/visor.html?id=508#d 2015

Digital Darq . Exposição, Universidade de Coimbra 2012/2013

“O ser urbano nos caminhos de Nuno Portas” . Exposição em Guimarães, Lisboa e Rio de Janeiro,

I V. C o m p e t ê n c i a s organização 2011/2012

Comissão Organizadora do Carro da Queima das Fitas - d’Arq-UC . design gráfico - identidade, produtos e livro 2007/2008

Vice-Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária José Falcão, 2008, Coimbra software Autocad 2D e 3D Vectorworks 2D Sketchup 3D Rhinoceros Revit

Archicad Adobe InDesign Adobe Illustrator Adobe Photoshop Microsoft office

2008/2018

trabalhos freelancer de design gráfico. - Imagem, identidade e design editorial.

II. Formação Académica 2009/2015

Mestrado integrado em Arquitectura

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra “ O Paço de Óis - História e projecto de reabilitação” Tese de mestrado defendida com 19 valores. Submetida em: http://hdl.handle.net/10316/30057

línguas Português (LM)

Alemão 3

Inglês

Francês 4

1

Italiano 2 (O) Ouvir

Espanhol (L) Ler

(E) Escrever

(F) Falar

1 Inglês: C1 (O) B2 (L) B2 (E) B2 (F) IELTS – International English Language Testing System certificate. Grade: 6 out of 9. 2 Italiano: B2 (O) B2 (L) B1 (E) B1 (F) Certificato di competenza in Italiano (B1), 2014 - U.d.S. di Roma Tre, Roma (IT) 4 Alemão: B2 (O) B2 (L) A2 (E) B1 (F) Certificado de Língua Alemã (B1), 2016 - Deutsche Akademie, Munique (DE) 3 Francês: B1 (O) B1 (L) A2 (E) A2 (F)

Diplôme d’études en langue française, 2005 - Alliance Française, Coimbra 2014/2015

Reabilitação não-estrutural Cadeira extra-curricular do MI em Engenharia Civil - FCTUC

. Carta de Condução B1

V. A n e x o s 2013/2014

Erasmus Mundus

Università degli Studi di Roma Tre, Roma (IT) 2008/2009

1º Ano da Licenciatura de Design de Comunicação Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

. Carta de recomendação de bogevischs buero Munique, Alemanha . Carta de recomendação do Prof. Arq. Rui Lobo Universidade de Coimbra . Carta de recomendação do Prof. Arq. Andrea Filpa Università degli Studi di Roma Tre


portfolio


C e n t r o

N á u t i c o

Ao longo dos últimos dez anos foi desenvolvido um projecto de requalificação da beira-rio da cidade de Coimbra com o programa Polis. Com o projecto do Arq. Camilo Cortesão desenvolveram-se ligações entre as duas margens, um parque verde, equipamentos e atracções turísticas e hoteleiras. Criou-se um novo ponto de encontro na cidade dos estudantes. Foi proposta a criação de um centro náutico. Dentro do programa desportivo, o Centro Náutico abrange modalidades como canoagem e fitness e residências para atletas. No quadro do programa turístico contém um museu, uma loja, um restaurante e serviços. Procurei, neste projecto, o enquadramento paisagístico e o desenho da cidade. Um longo percurso cria um volume longitudinal, que desenha uma passagem do parque verde até ao Vale da Arregaça sobre o edificio. Neste volume desenvolvem-se as actividades desportivas directamente ligadas ao rio. O volume vertical marca a vista de quem entra na cidade de Coimbra. Aqui encontram-se os programas públicos e turísticos. Fechando o edifício, encontram-se as residências onde procurei desenvolver a relação com o jardim e as zonas verdes.

© google maps

Projecto IV . 2013 . Coimbra, Rio Mondego, Portugal d’ARQ UC . Sob orientação da Prof. Arq. Paula Santos

Alçado Nascente 8

trabalhos universitários


Pavilhão de Portugal Arq. Siza Vieira

Armazém Área de Fitness Vestiários

03 02 01 00

Restaurante Museu Recepção, loja Escritórios, salas de aula

Residências

Centro Náutico

9


Piso térreo centro náutico, escritórios, salas de aula, armazéns e residências

0

10

5

10

Alçado Poente


11


C e l l e r e Cellere é uma pequena vila localizada numa alta colina no norte de Lazio. Esteve sobre domínio da família Farnese, durante a Itália da Renascença, que promoveu a construção de grande parte dos edifícios durante o século XVI. No último século, a maior parte das casas foi abandonada e encontra-se degradada ou em ruína. Os acrescentos e restauros das casas foram feitos sem regra e respeito pela arquitectura tradicional da vila. Hoje só população idosa ali habita e não há industria ou comércio que sustente a vila. Tendo em conta todos estes aspectos, foi-nos proposto fazer um projecto de restauro urbano para a vila, respeitando toda a tradição, história e o estado económico-social. Todos nós, alunos e professores, passámos uma semana em Cellere. Foi feito o levantamento de toda a vila, pesquisas em todos os arquivos e desenvolveu-se uma investigação para a concretização de um projecto de restauro conciso e fundamentado.

Fomos divididos em vários grupos e o nosso trabalho teve em conta estudar 8 edifícios que se encontravam degradados, com acrescentos ilegais e sem segurança e estabilidade. Procurámos respeitar o desenho original e descobrir quais os materiais utilizados e como se comportavam com o intuito de acrescentar e restaurar de acordo com a sua funcionalidade e origem. No fim todos os trabalhos se completaram num só projecto.

Laboratório de restauro urbano . 2014 . Università degli Studi Roma Tre . Restauro urbano de 8 edifícios . Lazio, Itália Sob orientação de Prof. Arq. Michele Zampilli; Prof. Arq. Andrea Filpa e Prof. Doutor Pierfrancesco Ungari. Trabalho de grupo com Ana Loureiro (PT), Isabella Walter (BR), Juliana Ferreira (BR) e Sofia Florian (DE).

Alçado Norte

12

trabalhos universitários


Caso de Estudo

Cellere, Lazio, Italia 0 10

50

13


Piso Térreo . proposta

Alçado Nascente - Existente . Estudo de patologias

A

’A Alçado Nascente - Proposta 0 14

5

10


15


O Paço de Óis

História e projecto de reabilitação

O património arquitectónico português encontra-se “semeado” por todos os recantos do país, desde à costa até às nossas fronteiras. Muito deste património está documentado e estudado, particularmente o de especial relevância histórica, religiosa e /ou artística, porém, o património da casa senhorial ainda está, em boa parte, por descobrir e é desconhecido aos olhares dos demais. A dissertação propõe-se contribuir para a investigação da casa senhorial portuguesa com um estudo sobre o Paço de Óis do Bairro, que se encontra no coração da Bairrada. Para além da casa principal, a quinta tem vários equipamentos que hoje se encontram fechados e degradados por falta de função. O mesmo acontece, em parte, com o andar de serviços do edifício principal, que se encontra desocupado.

vezes por registos, documentação e pequenas intervenções que podem transformar e revitalizar todo o edifício. Após uma breve introdução sobre a história da casa senhorial portuguesa, procura-se reconstituir a história do Paço de Óis e documentar as sucessivas transformações que o edifício principal foi recebendo, pelo menos, desde o século XVII. A finalizar este estudo, apresenta-se uma proposta de reabilitação do Paço de Óis, que inclui um projecto de adaptação de funções a turismo de habitação e o reenquadramento na zona da Bairrada, com nova produção vinícola.

Dissertação de Mestrado . 2015 . d’arq UC . Óis do Bairro, Portugal

As casas senhoriais necessitam, muitas vezes, de um projecto de documentação e valorização arquitectónica e também de um projecto de investimento económico que as torne sustentáveis para as famílias proprietárias. A proposta de valorização arquitectónica passa muitas

16

trabalhos universitários

Tese defendida com 19 valores, sob orientação de Professor Doutor Rui Lobo Submetida em: http://hdl.handle.net/10316/30057 Trabalho publicado em Rede PHI - Património Histórico+cultural Iberoamericano, https://phi.aq.upm.es/static/visor.html?id=508#d


Paço de Óis

Vinhas . proposta

Garagem . antigo matadouro

Sala de Prova de Vinhos . antiga adega

Capela

Óis do Bairo,Portugal 0

50

100 17


Existente

Proposta

Casa de família

Turismo de habitação

Piso térreo - zona de serviços

Piso 01 - área nobre

existente

18

demolições

proposta

0

5

10


O edifício principal é separado pelo andar de serviços e o andar nobre. Esta divisão pré-existente é respeitada no projecto. Todas as áreas de serviço estão localizadas no piso térreo e as áreas de destinadas aos hóspedes e à família, no andar nobre.

Uma nova área de acessos organiza o espaço de entrada e recepção, redesenhando um eixo pré-existente a partir do alpendre (a sul) com a entrada dos jardins (a norte). Também separa a entrada da nova sala destinada a pequenos almoços.

A ala nascente é, agora, exclusiva à família e a ala poente aos hóspedes. Nos quartos de hóspede são rasgadas as antigas janelas até ao chão, para melhor aproveitamento da luz e da observação da paisagem. Todos os novos quartos têm casa de banho privativa.

A nova entrada conduz as pessoas directamente aos jardins e às vinhas.

19


Alรงado Poente . existente

0

20

5

10

Alรงado Poente . proposta


21


1º pr é mio - H a bit a ç ão c o l e c ti v a , K i r c h h e i m u . Te c k ( D E ) 1º prémio - Campus universitário, Heidelberg (DE) 1º prémio - Habitação colectiva, Würzburg (DE) 2 º p r é m i o - H a b i t a ç ã o s o c i a l , Fr e i h a m - M u n i q u e ( D E ) 2º prémio - Habitação colectiva, Landsberg (DE) 2º prémio - Habitação colectiva, Pfullingen (DE) 3º prémio - Habitação colectiva, Munique (DE) Menção Honrosa - Hospital pediátrico, Munique (DE)

bogevischs buero


Campus Heidelberg A ideia principal para o concurso do novo campus universitário em Heidelberg foi a criação de um espaço único que girasse em torno de um centro comum. O campus tem cerca de 118.000 m2 e abrange os mais diversificados programas, desde uma clínica, um centro neurológico, escolas básicas e secundárias, escolas técnicas e de reabilitação profissional, entre outros. A habitação é também um ponto chave no programa, pertencendo a praticamente a todas as funções. Os edifícios pré-existentes foram desenvolvidos em várias fases ao longo dos últimos trinta anos e este concurso teve como objectivo a sua continuação e desenvolvimento nos próximos cinquenta anos. Foi criada uma micro cidade que envolve um “central park”. Em torno dele giram acessos pedestres e de bicicletas, que se desenvolvem em torno do grande parque. As áreas desportivas espalham-se ao longo do campus completando o conceito natural introduzido no projecto, o ponto principal de todo o desenvolvimento urbanístico na cidade de Heidelberg.

26

1º prémio . bogevischs buero e lohrer.hochrein (AP) Heidelberg, Alemanha projecto urbanistico com desenvolvimento nos próximos 50 anos Equipa de concursos . trabalho desenvolvido com Michael Brand . Johannes Prünte . Gabriel Hösch

Fase de construção I campus desportivo, habitação, parques de estacionamento,

Fase de construção II serviços admnistrativos, institutos habitação, parques e infantário.

Fase de construção III escola básica e secundária, habitação, centro neurológico, institutos/habitação.

organização de acessos pedonais e automóvel

organização de acessos pedonais e automóvel

organização de acessos para transportes públicos

bogevischs buero

Fase de construção IV clínica e habitação tráfego transportes públicos fases de construção


transportes públicos

acesso automóvel

reabilitação profissional

reconstrução escola técnica

reabilitação

centro hospitalar neurocentro habitação

habitação serviços habitação

habitação

escola habitação

IN S T IT U T S F L Ä C H E N IN S T IT U T S F L Ä C H E N

SPORTCA M PU S G RU N DS C HU LE

K IT A

27


Hospital pediátrico O concurso público para a reabilitação e expansão do hospital pediátrico de Munique teve como objectivo a modernização e melhoramento de espaços e requalificação do edifício pré-existente. O projecto desenvolveu-se em torno do pátio central, com reabilitação a norte e extensão a sul. Entendeu-se e estudou-se a lógica de utilização e funcionalidade hospitalar e, de acordo com os requisitos pedidos, encontrou-se uma solução clara e simples, ideal ao bom funcionamento e circulação hospitalar. Todos os programas começam e terminam no pátio central, que desenha a barreia entre o antigo e o novo. Junto a esta nova zona central localizam-se os espaços de utilização pública, como a cafetaria e o restaurante, registo, acessos e circulação. O edifício é dividido por quatro pisos e desenhado de maneira a formar uma barreira contra o ruído da grande estrada paralela, a poente, abrindo-se a nascente, onde está rodeado de uma área verde privada ao hospital.

é-

pr

Equipa de concursos . trabalho desenvolvido com Michael Brand . Karolina Kreutzer . Irene Hidalgo Gadea Justine Vacher . Stephanie Kalläne . Katharina Heller . Patrick Certain

te

Fase de construção I demolição da academia construção do novo edifício a sul

28

Munique, Alemanha . Reabilitação e extensão

en

st

i ex

Menção honrosa . bogevischs buero e burger LA (AP)

bogevischs buero

Fase de construção II demolição do volume sul e este junto ao pátio

Fase de construção III construção do segundo novo volume e da garagem subterrânea

Fase de construção IV organização final dos programas reabilitação no volume pré-existente


Piso tĂŠrreo 0

50

100


12,5 m2

3.030 wc

1.063 unters.

1.066 handmotorik

14 m2

1.063 untersuchungsr.

21,5 m2

7 m2

3.031 wc b

1.065 manualthe.

22 m2

1.071 umkl. 21 m2

7 m2

3.031 wc b

13 m2

1.062 leitung sen.

25 m2 1.B

21 m2 A 2.B

22 m2 A

1.068 intervention 1.063 unters.

1.063 unters. 21 m2

1.070 ganglabor

70 m2

e

ein

trie

ia

lp äd ta

-s

2

n

2-b 2.0 et 04 29 tz m i. 2

21

2 1-b .00 e 1 m 2 tt zi.

2

12

2

2

28

2 tim .00 e 9 m

2-b 2.0 et 04 29 tz m i.

2 in .01 te 0 m 2 rve nt .

29

2-b 2.0 et 04 29 tz m i.

2 1 .00 29 -be 1 m 2 tt zi.

m2

2

2-b 2.0 et 04 29 tz m i.

2 to .00 be 6 m 2 r.

46

2 ta .01 k 3

17 m2

r

ge

la

m2

6 m2

m 2.00 ilie 5 n m2 .

29

fa

r

lflu

ie

sp

16

29

m 2.00 ilie 5 n m2 .

fa

2 st .00 üt 7 m 2 zp .

8

26

2.0 1 ta 2 k

m2

8

5

2

m

1 b .12 21 ere 4 m 2 it.

2.0 1 pm 7

m2

4 s .00 21 pie 5 m 2 le ck e

4 tz .01 .6 0

pu

te aq ch ua . .

m2

4 an .03 m 0 l.

m2

4 sc .01 hla 3 m 2 fr .

2

16

2 ar .00 be 8 8 it. m 2 2 ar .01 be 6 8 it. m

4 sp .02 ie 9 ,5 lb m 2 er .

4 au .02 fn 1 m2 .s ta .

16

2 st .01 at 1 m 2 .ar zt

m 2.00 ilie 5 n m2 .

29

fa

of

nh

ne

in

16

2 st .01 12 at. 4 m2 2 la .01 17 ge 5 m2 r

8

4 w .00 c 6

4 w .00 7 5 c 4 m 2 b. w .00 4 ick 8 w .00 .4 m c 6 2

41

4 sit .00 zg 4 m 2 r.

1 b .12 21 ere 4 m 2 it.

15 m2

2

2 le .03 19 hr 7 ,5 er m

2.062 arztzi.

16 m2

2 gr .06 up 9 p 2 m2 . te .07 18 ek 5 m 2 ü.

ch .

m2

2.061 oberarzt

31

m2

th 2.0 20 er a 7 2 m2 . 0 th .07 er 0 a.

21

pa 2.0 tie 74 16 n 2 m2 . p .05 13 atie 6 m2 n .

2

2 th .02 .b 6 o 2 m x 2 th .02 15 .b 6 m ox

14

ca 4 4.0 fe .02 la 28 11 ter 6 g 7 ia 17 er m2 m2 . 4 sc sp .02 hm 2.0 ü 7 20 lb ut 32 m2 . z 14 w m2 .

16

4 in .00 8 te 3 m 2 rn et

5

4 a .02 15 ufn 0 4 m2 . ko .01 8 p 6 m 2 ie r. ar

n

ge

un

ht

4 p .00 21 for 2 m 2 te

ric

in

ee

2.068 gruppenr.

24 m2

4 m2

2.076 wc b.

8 m2

22

2.060 wc

4 m2

2

2.059 wc 2 gr .05 up 1 p m .

21

8,5 m2

2

19

16 m2

2 k .03 41 las 6 m 2 se nz .

24

2 e .05 28 lte 4 m 2 rnz 2 i. ru .05 he 5 m 2 r.

th 2.0 er 52 21 ap 2 m2 . b .04 28 eo 8 m 2 b.

w

2

49

of

2

2

die 2.0 ns 65 tr. m 16 ,5

zia

so

die 2.0 64 17 ns ,5 tr m2 .

2

1 ne .01 u 8 m 2 rop h.

2

2.0 6 16 ps 3 ,5 y m . 2.0 6 15 ps 3 y. ,5 m

24

trie

a

ia

äd

lp

1 u .01 16 nte 3 m 2 rs .

15 ac 2 ,5 ko m2 .

4 b .02

un d

2 kla .03 s 6 m 2 se nz .

die 2.0 ns 66 tr. m 12 ,5

ne nh

sc 2.0 h 4 11 la 9 ,5 fr. m

in

s-

ng

klu

ic

4 b .02 16 ac 2 m 2 ko .

en t

1 ar .01 zt 2 m2 /p sy ch .

4 ka .02 ss 5 e

1 be .02 s 1 m 2 pre ch .

2 te .05 e 7 18 kü m .

2.058 wc b.

,5

2

2.0 5 ge 3 m r la 13

2 k .03 40 las 6 m 2 se nz .

2

4.0 p 15 33 os m t

4 te .01 le 4 4 m 2 f. a .02 16 bre 3 m 2 ch n.

15 m2

2.047 2.046 pflegstüt. dienstr.

27

14

le 4.0 it 2 be un 4 s g 33 pr m2 .

it

m

2 gr .05 up 0 m2 p .

4 ra .01 14 uc 7 m 2 he r.

15

m2

1 te .02 ek 2 ü. 39 ,5

1 w .02 5 7 c m2 b .

1 se .01 kr 4 m2 .

2

1 pu .026 tz 1 9 m 2 r. pu .026 tz r m . 6

en tw

m2

m2

-u nd

lp äd ia

m2

1 ek .07 g 7

zia

so

25

1 e .07 5 16 gg ,5 m2

m2

1 g .01 30 rup 9 m2 p en 1 th sc .07 . ha 6 lt. 1.0 la 2 12 ge 3 r m2

klu ng s

ic

1 eg .07 g 4

1 e .07 23 gg 4

24

8

trie

15 m2

tio

m2

2 sc .00 hle 2 .6

1-b 2.0 et 01 29 tz m i.

2 1-b .00 e 3 m 2 tt zi.

so zia

2 1-b .00 e 3 m 2 tt zi.

m

ge

all

27 m2

1.067 s-biofeed. 29

2 1 .00 29 -be 1 m 2 tt zi.

um

ra

io ns

3 m .02 18 ult 5 5 m 2 ifu nk

4 s .00 14 tillz 9 m 2 i.

of

nh

ne

ic

4 ze .01 16 n 1 m 2 t.d .

rv

se

15 m2

b

12,5 m2

2 2 .00 29 -be 4 m 2 tt zi.

29

3.030 wc

2 1 .00 29 -be 3 m 2 tt zi.

21 m2

3.028 sekretariat

sensomotorik

20 m2

3.029 garder. 13 m2

2.038 kopier.

A

30 m2

c

1.064 funktions. 4 gr .01 ün 2 m2 e d.

15 m2

2.B

in

16

1.014 sekr.

A

edv - information

15 m2

3.B

nebeneingang wc

n

20 m2 15 m2

tio

3.026 foyer wc

sta

61 m2

3.027 seminarraum ng

24,5 m2 ga

3.023 schulungsraum zu

21 m2

r

3.021 buero ye

m

23 m2

fo

riu

3.024 bibliothek ua

3.022 it-raum aq

edv - information

A

b

A

30 1.B

sensomotorik

A

3.B

2.B

A

2.B

c

a

m2

1 ar .07 zt 3 21 ,5

1.025 1.024 wc b wc b

tagesklinik erwachsenenpsychiatrie

15 m2

bad

2.071 lager

10 m2

2.077 wc

4 m2

2.044 arztzi.

15,5 m2

2.045 arztzi.

15 m2

2.067 pflegstüt. 2.073 2.072 ruher. eltern. 20 m2

28 m2

bad

15,5 m2

tagesklinik sozialpädiatrie

21 m2

1.072 ausw. 12 m2

Piso térreo

01

50

100

KBO KINDERZENTRUM

alçado poente

30

1 gr .01 up 9 m2 p en . 21

1 w .02 ar 0 m 2 ten

30

1 gr .01 up 9 m2 p en .


detalhes - reabilitação

detalhes - expansão

detalhe vertical da fachada

detalhe vertical da fachada

detalhe horizontal da fachada

detalhe horizontal da fachada

cobertura rufo metálico manta betuminosa, 2 camadas placa de madeira, 30 mm isolamento térmico, 80 mm betão armado ( pré-existente) manta betuminosa irregular manta betuminosa, 2 camadas isolamento térmico, incl. 3%, 220 mm betão armado (existente) 240 mm. parede exterior mosaico hexagonal, 10 mm. isolamento térmico, 180 mm betão armado, 200 mm reboco, ca.10 mm

piso pavimento de borracha ( barreira acústica) nivelamento lâmina de polietileno para piso radiante, 70 mm camada de separação isolamento térmico, 20 mm betão armado 240, mm estrutura metálica, 200 mm gesso cartonado 2x12,5 mm janela caixilho de madeira vidro triplo painéis blackout deslizantes chapa metálica junta de silicone isolamento térmico 140mm manta betuminosa betão armado ( existente)

cobertura rufo metálico placa de madeira, 30 mm manta betuminosa, 2 camadas isolamento térmico, 80 mm betão armado ( pré-existente) manta betuminosa irregular manta betuminosa, 2 camadas isolamento térmico, incl. 3%, 220 mm betão armado (existente) 220 mm. parede exterior painéis de madeira, 22 mm encaixes metálicos, 40 mm espaçamento entre painéis isolamento térmico, 240 mm barreira pára-vapor alvenaria, 175 mm

piso pavimento de borracha ( barreira acústica) nivelamento lâmina de polietileno para piso radiante, 70 mm camada de separação isolamento térmico 20 mm betão armado 220 mm estrutura metálica 200 mm gesso cartonado 2x12,5 mm janela caixilho metálico vidro triplo blackout deslizante

31


Habitação

. 1952

O apartamento é o piso térreo de uma habitação colectiva de três pisos, construída em 1952 pelo Arq. Carlos Almeida, em Coimbra. Toda a habitação foi restaurada em 2001, mas este apartamento nunca teve obras no interior, encontrando-se em grande estado de degradação. O objectivo principal consistiu em transformar o apartamento da forma mais atractiva possível para arrendamento, com as transformações necessárias ao quotidiano de uma família nos dias de hoje. O espaço foi planeado de acordo com os costumes dos anos 50, com dois quartos, um pequeno escritório/sala de visitas, uma sala de estar, uma cozinha com quarto de serviço, duas casas de banho, uma delas com aprox. 3m2. A proposta introduziu pequenas alterações nas divisões, focando-se principalmente na escolha de materiais atractivos, modernos e que respeitassem a arquitectura dos anos 50. Foi substituída toda a instalação eléctrica, de gás e água. A cozinha foi totalmente remodelada e equipada, tal como as duas casas de banho totalmente equipadas. O apartamento foi arrendado em menos de uma semana.

Piso térreo

0

5

2015 . Reabilitação, Coimbra . Obra do Arq. Carlos Almeida (1920-2009) 90m2 . Apartamento para arrendamento . Orçamento: 28 000€

projectos individuais

33


anexos


TO WHOM IT MAY CONCERN I hereby confirm, as former Supervisor of her Master Thesis in Architecture, the excellent working abilities of architect Leonor Cortez Mesquita. In her dissertation, defended in 2015, Leonor Mesquita developed a design proposal for the rehabilitation of a Quinta, or noble farmhouse, in Central Portugal, adapting it for a rural tourism lodge with great sensibility and respect for the history (which she studied) and built structure of the existing house and surrounding areas. Nevertheless she was able to develop a modern proposal, which reorganized the house through a couple of well-balanced strategic interventions and which introduced new facilities (such as a wine shop) and a new design for the external spaces. Furthermore, Leonor revealed an extraordinary working capacity as the graphic quality of her Master Thesis confirms. In this way I can attest that Leonor Mesquita will be a most valid asset to any architectural office or organization which is considering to count with her collaboration. Coimbra, January 6th, 2016,

Rui Pedro Lobo Professor Vice-director of the Department of Architecture / FCTUC (Faculty of Sciences and Technology, University of Coimbra)


Dipartimento di Architettura

     

Leonor Cortez Mesquita attended during the year 2013/2014 – as Erasmus student - the Workshop of Urban Restoration (lecturers Andrea Filpa, Perfrancesco Ungari and Michele Zampilli; 14 credits) The Workshop of Urban Restoration inscribed the restoration of individual buildings in the context of the general improvement of the urban cultural heritage, considered as a whole but also in its relations with the surrounding landscape. The Workshop assumed the historic center of Cellere (VT) as case-study. Leonor participated actively the Workshop, developing both individual studies and projects that team ones, revealing a high teamwork capacity, also considering that the Workshop was attended by seven different nationalities students. Her project papers showed the full achievement of the Workshop objectives, and in July 2014 Leonor passed the final exam successfully Rome, 29 september 2015 Andrea Filpa

Via della Madonna dei Monti, 40 - 00184 Roma - tel. 06 5733.9603 - fax 06 5733.9649 – ricerca.architettura@uniroma3.it


Leonor Mesquita +351 917191679 leonorcmesquita@gmail.com Rua Fernando Pessoa nยบ7, 1ยบ andar, 3000-170, Coimbra

Leonor Mesquita  

portfolio . arquitectura

Leonor Mesquita  

portfolio . arquitectura

Advertisement