Page 1

BOLETIM

INFORMATIVO Arquidiocese de Fortaleza Publicação do Secretariado de Pastoral - Ano 23 - JUNHO de 2016 - nº 292

Mensagem do Papa Francisco Para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado 2016, pág. 18

REGIÕES EPISCOPAIS

PRESBÍTEROS

COMUNICAÇÃO

Formação Paróquias

Aniversariantes do Mês de julho

Em julho, mês do Curso de Verão

Paróquia promove estudo da 3ª Urgência: igreja, lugar de animação bíblica e vida pastoral estudo bíblico capítulo por capítulo

Presbíteros da Arquidiocese celebram aniversário de nascimento e de ordenação sacerdotal

Lideranças se reúnem no mês de julho para mais um Curso de Verão na Terra do Sol. Faça a sua inscrição. Convocação geral.

PÁG. 6

PÁG. 15 1

PÁG. 17


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Editorial - junho de 2016

“Oração para a santificação dos sacerdotes”

N

Sacerdotes será preparado por um dia de espiritualidade e experiência pessoal da Misericórdia de Deus em suas próprias vidas. É do encontro pessoal com o Senhor

e s t e A N O J U B I L A R EXTRAORDINÁRIO DA MISERICÓRDIA celebramos na Sexta-feira, dia 3 de junho, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, a JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÕES PEL A SANTIFICAÇÃO DOS SACERDOTES. Nesta celebração tão significativa também os sacerdotes encontram no Coração de Cristo a expressão máxima do Amor Misericordioso de Deus, do qual são feitos privilegiados servidores. Unimo-nos em nossa Igreja arquidiocesana ao JUBILEU DOS SACERDOTES em Roma com o Santo Padre o Papa Francisco e toda a Igreja.  S ã o a s s i m c h a m a d o s to d o s o s sacerdotes diocesanos e religiosos em nossa Arquidiocese para participar da programação deste Jubileu próprio para os sacerdotes.  Sendo já esta Solenidade do Coração de Jesus, mundialmente, a Jornada de Oração pela santificação dos sacerdotes, os fieis são convidados à intercessão pelos seus pastores.  São palavras do Papa na convocação para o Ano da Misericórdia: “E sobretudo escutemos a palavra de Jesus que colocou a misericórdia como um ideal de vida e como critério de credibilidade para a nossa fé: « Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia » (Mt 5, 7) É a bemaventurança a que devemos nos inspirar, com particular empenho, neste Ano Santo.” (MV 9 - Papa Francisco)  O dia jubilar da Misericórdia para os

em Seu Amor Misericordioso, que o homem p o d e s e f a ze r d i s c í p u l o d e C r i s to. Experimentando em sua própria vida o Amor de Deus, é irresistivelmente chamado a dar sua resposta no mesmo Amor no relacionamento com todos os irmãos, realizando no mundo todo, sem fronteiras, a Fa m í l i a d o s fi l h o s d e D e u s . D a misericórdia recebida recebe o impulso para que toda a vida se torne expressão da misericórdia.  O sacerdote, tocado pela

2


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados. Dai e ser-vos-á dado: uma boa medida, cheia, recalcada, transbordante será lançada no vosso regaço. A medida que usardes com os outros será usada convosco » (Lc 6, 37-38). Ele começa por dizer para não julgar nem condenar. Se uma pessoa não quer incorrer no juízo de Deus, não pode tornar-se juiz do seu irmão. É que os homens, no seu juízo, limitam-se a ler a superfície, enquanto o Pai vê o íntimo. Que grande mal fazem as p a l a v ra s, qu a n d o s ã o m ov i d a s p o r sentimentos de ciúme e inveja! Falar mal do irmão, na sua ausência, equivale a deixá-lo mal visto, a comprometer a sua reputação e deixá-lo à mercê das murmurações. Não julgar nem condenar significa, positivamente, saber individuar o que há de bom em cada pessoa e não permitir que venha a sofrer pelo nosso juízo parcial e a nossa pretensão de saber tudo. Mas isto ainda não é suficiente para se exprimir a misericórdia. Jesus pede também para perdoar e dar. Ser instrumentos do perdão, porque primeiro o obtivemos nós de Deus. Ser generosos para com todos, sabendo que também Deus derrama a sua benevolência sobre nós com grande magnanimidade. Misericordiosos como o Pai é, pois, o lema do Ano Santo. Na misericórdia, temos a prova de como Deus ama. Ele dá tudo de Si mesmo, para sempre, gratuitamente e sem pedir nada em troca. Vem em nosso auxílio, quando O invocamos. ... Dia após dia, tocados pela sua compaixão, podemos também nós tornar-nos compassivos para com todos.” (MV, 14 – Papa Francisco)

misericórdia divina, “misericordiado” em sua própria pessoa, como costuma se e x p re s s a r o P a p a , u s a n d o d e s e u s neologismos, torna- se também ele “misericordioso” para com todos, servidor da misericórdia divina para os irmãos.  O sacerdote, ele mesmo, necessitado de misericórdia como todos os homens frágeis e pecadores, é tomado pelo Amor de Deus para ser testemunha da infinita medida do Amor Misericordioso do Senhor e Pai para com todos os seus filhos.  E todo o ser viço pastoral será marcado pela misericórdia, será expressão do Deus que vai em busca da “ovelha perdida”, que espera e acolhe e abraça e eleva o “filho pródigo” e com ele no seio da família faz festa.  Graça especial do Ano Jubilar é o perdão, a reconciliação. O sacerdote foi feito pelo Senhor, já na expressão primeira do fruto pascal de Sua morte e ressurreição, pacificado pelo Dom do Espírito Santo transmitido por Jesus (cf. Jo 20, 19-23), mensageiro do perdão e da paz no Espírito.  No ministério apostólico o sacerdote é portador do perdão e da paz através do Sacramento da Reconciliação. É assim chamado ao acolhimento dos que buscam o dom do Senhor, dos que, atravessando a Porta Santa, vão ao encontro do Pai.  “Grande alegria é o fruto do Espírito que realiza a redenção no Amor Misericordioso do Senhor. Para esta alegria todos são convidados na graça do Jubileu. ao atravessar a Porta Santa, deixar-nos-emos abraçar pela misericórdia de Deus e comprometer-nos-emos a ser misericordiosos com os outros como o Pai o é conosco. O Senhor Jesus indica as etapas da peregrinação através das quais é possível atingir esta meta: « Não julgueis e não sereis

+ José Antonio Aparecido Tosi Marques Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

3


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Nomeações e Provisões – Maio 2016. Evangelização da Comunidade Católica Shalom na Paróquia São Gerardo Majella –Parquelândia, Fortaleza. 18 05 16 10. Indulto de saída do Carmelo de Fortaleza para a Ir. Maria Teresa da Santíssima Trindade, OCD - Maria Jéssica Sousa Silva 19 05 16 11. Provisão dos membros do Conselho Econômico da Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Cascavel 19 05 16 12. A u t o r i z a ç ã o d e S a n t a R e s e r v a Eucarística na Capela da Comunidade Sol Nascente no CEU - Paróquia S. Francisco de Assis - Dias Macedo, Fortaleza 20 05 16 13. Provisão de Administrador Paroquial de São Pio X - Pan-americano, Fortaleza Pe. Francisco Macerlândio Teixeira Gomes 24 05 16 14. Provisão dos membros do Conselho Econômico da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Alto Alegre, Fortaleza 30 05 16 15. CELEBRET para Pe. Edie Bethem Suassuna Lemos, CCSh 30 05 16 16. CELEBRET para Pe. Cristiano Pinheiro Campelo Bedê, CCSh 30 05 1

1. DECRETO N 002-2016 - Criação da Paróquia Nossa Senhora Mãe da Igreja Parque Rio Branco 03 05 16 2. Provisão de Pároco de Nossa Senhora Mãe da Igreja - Parque Rio Branco / Presidente Kennedy, Fortaleza – Pe. José Sávio Xavier Pereira. 03 05 16 3. CELEBRET para Pe. Clairton Alexandrino de Oliveira 03 05 16 4. CELEBRET para Pe. Francisco Bezerra do Carmo 06 05 16 5. DECRETO N 003-2016 - Criação da Paróquia Nossa Senhora de Fátima Parque Genibaú, Fortaleza 08 05 16 6. Provisão de Administrador Paroquial de Nossa Senhora de Fátima - Genibaú, Fortaleza - Pe. Francisco Regimeiro Fonseca de Oliveira 08 05 16 7. Provisão de Vigário Paroquial de Nossa Senhora de Fátima - Pq. Genibaú, Fortaleza - Pe. Paulo Roberto Lima dos Reis 08 05 16 8. Autorização para a abertura de Casa religiosa da Congregação das Filhas de Jesus - Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Montese, Fortaleza. 18 05 16 9. A u t o r i z a ç ã o d e S a n t a R e s e r v a Eucarística na Capela do Centro de

4


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Agenda do Arcebispo - JULHO 2016.

Ą ĹÏ 1

Sem. Sexta-feira

Hora 19h00min

4a8 9

Segunda – Sexta Sexta-feira

19h00min

11 14 15 16 17

Segunda-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo

19h30min 17h30min 18h30min 8h30min 9h00min

18

Segunda-feira

19h00min

26

Terça-feira

20h00min

27

Quarta-feira

19h00min

29

Sexta-feira

19h00min

31

Domingo

9h00min

Evento Ordenação Presbiteral do Diác. Cleriston Mendes Ferreira, CJM – Igreja Menino Jesus Jubileu da Misericórdia dos Seminaristas I Retiro do Clero da Arquidiocese de Fortaleza Crisma na Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição Missa de São Bento no Mosteiro Conselho Econômico Arquidiocesano Missa de Nossa Senhora do Carmo Missa no Carmelo Apresentação do Bispo Coadjutor de Crato – Dom Gilberto Pastrana de Oliveira Missa nos 40 anos de Ordenação Sacerdotal de Pe. Gilson Marques Soares – na Paróquia Senhor do Bonfim Comissões “Caminhada com Maria” Missa nos 25 anos de Ordenação Sacerdotal de Pe. Francisco Everton – na Paróquia São Gerardo Crisma na Área Pastoral Santa Paula Frassinetti Crisma na Paróquia Sagrada Família

Local Luciano Cavalcante, Fortaleza Canindé Guaramiranga Taquara, Maracanaú São Bento, Fortaleza Cúria Metropolitana Pacatuba Dias Macedo, Fortaleza Crato Monte Castelo, Fortaleza

Auditório da Cúria Metropolitana São Gerardo, Fortaleza

Granja Lisboa, Fortaleza Ocara

www.arquidiocesedefortaleza.org.br EQUIPE DE REDAÇÃO: Francisca Janayna Gomes, Hilda Chavante Hissa, Marta Maria Andrade da Silva e Rosélia Terezinha Follmann. REDATOR: Miguel Arcanjo Fernandes Brandão. DIAGRAMAÇÃO: Leonardo da Silva Sousa. MONTAGEM: Leonardo da Silva Sousa. Endereço: Av. Dom Manuel, 339-Centro CEP.: 60060-090-Fortaleza-CE; Caixa Postal 63. CEP.: 60.001970 Tel: (85) 3388-8701; Fax:(85) 3388-8703. E-mail: boletim@arquidiocesedefortaleza.org.br; www.arquidiocesedefortaleza.org.br PUBLICAÇÃO: Secretariado Arquidiocesano de Pastoral.

5


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Regiões, Paróquias e Áreas Pastorais

Paróquia de São Vicente de Paulo 3ª URGÊNCIA DA AÇÃO EVANGELIZADORA IGREJA, LUGAR DE ANIMAÇÃO BÍBLICA E VIDA PASTORAL ESTUDO BÍBLICO CAPÍTULO POR CAPÍTULO

É com esse pensamento que introduzimos o estudo do Gênesis 16,1-16 – o nascimento de Ismael e a história de Agar. De acordo com os biblistas, o nascimento de Ismael é um relato de tradição javista, com elemento de tradução sacerdotal que circula em torno de quatro pessoas: Abrão, Sarai, Agar e Ismael. Através desses personagens, o autor bíblico quer mostrar que a promessa a Abrão continua – promessa da terra, do amor de Deus à humanidade. No capítulo que vamos estudar, o leitor poderá surpreender-se: um triângulo amoroso na Bíblia? Claro que não. Com este relato teológico, o autor se propõe explicar como surgiram as nações. Não se trata de dar aulas de moral nem de justificar a poligamia ou a exploração da mulher. A relação entre Abrão, Sarai e Agar, a escrava de Sarai, é alheia à moral cristã. Naquele tempo, no antigo Oriente Médio, era costumeiro que os patriarcas tivessem filhos de várias esposas e de suas escravas, formando assim uma grande família patriarcal. É fácil intuir que essas relações despertaram tensões e ciúme. Sarai rejeitou Agar quando esperava um filho de Abrão, pois seria de sua ama. Agar teve de fugir, mas um anjo de Deus lhe ordenou voltar, apesar de que não seria bem recebida, pois devia dar à luz seu filho Ismael, que seria pai das nações ismaelitas.

Objetivo – Fazer com que as nossas comunidades leiam, conheçam e ponham em prática a palavra de Deus. Gênesis – Folheto 10 INTRODUÇÃO – Que maravilha, meus caros estudantes e leitores da Sagrada Escritura – A Bíblia Sagrada! Na nossa caminhada de estudo bíblico, através destes simples folhetos, acredito que vocês já tenham percebido a importância da Bíblia – Palavra de Deus na nossa vida. Ela é a carta de amor que Deus escreveu através dos hagiógrafos e enviou à humanidade. É um livro sempre por ler. É um livro que nunca acabou de dizer o que tem a dizer. No pensamento de São Leão Magno, grande santo e doutor da Igreja, ele diz em latim: Scriptura cum legente crescit – a escritura cresce com quem lê.

Gênesis 16,1-16 – (Leia o texto) O surpreendente e, ao mesmo tempo, irônico na atitude de Abrão, é constatarmos que, depois de ter tido experiências maravilhosas com Deus, quando sua fé foi sendo aumentada e solidificada, vemos agora o Pai da fé cair diante da pressão dos problemas domésticos levantados por sua esposa Sarai: Abrão que, contra uma confederação de reis opressores e violentos, luta e vence, libertando o seu sobrinho Ló; o Abrão que não cedeu à tentação de ter grandes recompensas financeiras por causa dessa vitória; o Abrão ousado e transparente que dialogou com Deus,

6


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Abrão imaginaram. Agar, depois de engravidar, desprezou Sarai, humilhando-a pelo fato de não poder dar filhos a Abrão. Mesmo sendo a senhora, a patroa, não podia gerar os filhos que lhe dariam a descendência tão almejada e, assim, sentia-se cada vez mais humilhada. Você percebe em que situação complexa Abrão e Sarai se evolveram? E sabe por quê? Porque falharam e não tiveram paciência de aguardar o tempo de Deus. Esse é o requisito da fé! Esperar confiantemente, como nos diz o salmo 40,1: “Esperai confiantemente pelo Senhor, ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro”. A narrativa continua e vemos Abrão lavando as mãos diante da reclamação de Sarai. Ele não assumiu a responsabilidade de tratar o constrangimento que Agar estava causando a sua esposa. Transferiu a responsabilidade. Falhou mais uma vez, como já fizera anteriormente, quando estavam no Egito, ao deixar Sarai com a responsabilidade de protegê-lo com uma mentira. Agora, ele passa a d i a n t e a responsabilidade de punir Agar. E é lógico supormos que a decisão de Sarai, com certeza, não seria uma decisão equilibrada, pois era a parte ofendida na questão. E foi exatamente o que aconteceu. Sarai humilhou Agar, e ela fugiu. Agar partiu em direção ao Egito, sua terra natal. Já havia caminhado alguns dias e estava próximo a Cades. Estava grávida e fugida com um filho no ventre que dava descendência a Abrão. São esses os resultados dos planos humanos. Mas, a graça de Deus nos alimenta. Deus não depende de nós e tem seus planos infalíveis! Veremos agora os versículos 7 a 14. Nesses versículos, qual o significado da expressão “Anjo do Senhor”? Embora muitos estudiosos não aceitem tal posição, neste contexto, Anjo do Senhor, ou mensageiro, não nos parece um ser distinto de Deus, o próprio Senhor se apresentando e fazendo sentir sua presença de maneira sensível e concreta. Confira Gn 19,1; 31,11-13; Ex 3,2-4; 23,20-33; 32,34; Jz 2,1-5; 6,11-24). Apesar das diferentes opiniões, o texto diz

pedindo confirmação da promessa de uma grande descendência; esse mesmo Abrão agora é visto naufragando numa situação de relacionamentos enciumados e melindrados, que envolviam sua esposa e sua serva. Que situação! Que fragilidade! Tudo isso serve para comprovar que nós, seres humanos, somos assim mesmo: às vezes, estamos em um momento maravilhoso de comunhão, de intimidade com o Senhor, e logo depois estamos caídos, frustrados, temerosos, cheios de dúvidas, fraquejando diante das tentações e pecando. Essa é a natureza do ser humano. Hoje, nos montes da glória de Deus, amanhã, nos vales profundos e sombrios das incertezas. E, no meio das incertezas e dúvidas, despontou a proposta de Sarai, que fez Abrão desviar os olhos do Senhor e olhar para as possibilidades de soluções humanas mais simples e palpáveis. Ao invés de ficar aguardando com fé a solução divina, Abrão anteviu a possibilidade de uma solução mais simples. O plano foi arquitetado por Sarai. Como tinha uma escrava egípcia que já estava com eles desde o tempo do Egito, ela propôs que, através da sua serva, Abrão desse origem à sua descendência. Abrão aceitou a sugestão de sua esposa e possuiu Agar. Ora, como a sugestão havia partido de sua própria esposa, Abrão não viu mal nenhum em admitir tal possibilidade. Naqueles dias, a esterilidade era considerada como a maior e mais terrível desgraça que poderia atingir a vida de uma mulher casada. Além de se entender que o casal sem filhos estava sob a maldição de Deus, a mulher sentia-se humilhada e desprezada pela sociedade. O método sugerido por Sarai não era a solução divina. Ele era aceito naqueles dias, como aconteceu também na família de Jacó, que teve filhos com Zilfa e Bila, servas de suas esposas Lia e Raquel. Os filhos desses relacionamentos eram incluídos na família e tinham plenos direitos de herança. Abrão deve ter raciocinado que, sendo essa uma maneira aceitável e até legítima de iniciar sua descendência, não teria problemas se confirmasse o plano. E assim foi feito. Coabitou com Agar e ela engravidou. Porém, aconteceu algo que nem Sarai nem

7


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

claramente que Agar foi amparada e socorrida pelo Senhor. Deus sempre está atento aos nossos sofrimentos e pronto a nos socorrer. Na sequência, houve recomendação para Agar voltar e acertar seu relacionamento com Sarai e também uma promessa maravilhosa, que certamente encheu seu coração de júbilo. Por causa da semente de Abrão que nela estava, seu filho teria uma grande descendência que, também, como Deus prometera a Abrão, não poderia ser cortada. Seu nome seria Ismael, que significa “Deus ouve”, pois, como disse o anjo: “o Senhor te acudiu na tua aflição”. Você consegue entender que, mesmo numa situação de falta de fé, desconfiança, dúvidas e atitudes totalmente humanas e carnais, quando Deus age, sempre produz um final surpreendente? Foi o que aconteceu! Mesmo injustiçada por Sarai, Agar teve o conforto do Senhor e uma promessa maravilhosa a respeito do filho que estava gerando. A serva deveria voltar a sua senhora e, diante dela, se humilhar. Nessa atitude, está demonstrando o princípio de que não podemos desprezar o nosso próximo e nos rebelar contra as autoridades que dirigem o povo em nome de Deus: os ministros ordenados. Nossa atitude deve ser de respeito, entregando-nos sempre aos cuidados do Senhor. Agar, mesmo sendo egípcia e de outra religião, depois de servir Sarai e Abrão por 10 anos, aprendeu que o certo era invocar e adorar o nome do Senhor. Depois dessa experiência especial com o anjo do Senhor, o versículo 13 nos relata que ela adorou, invocando o nome do Senhor. Era uma escrava, mas, certamente, alguém temente a Deus. Convicta de que Deus lhe aparecera, chamou aquele lugar de “ Tu és Deus de vista” ou “Vi de fato a Deus”. Vale a pena destacar, embora seja apenas para confirmar o que você já sabe, que os ismaelitas, essa descendência tão numerosa, que não seria possível ser contada, são os árabes dos dias atuais. É isso mesmo: a promessa se cumpriu integralmente, e os árabes convivem em muitos territórios fronteiriços aos israelenses e são detentores de uma conduta por vezes agressiva. A hostilidade entre Sarai e Agar foi transmitida aos seus descendentes. O nome do poço onde o Anjo do Senhor a encontrou tem um significado especial: Beer-LaaiRoi, significa o “poço do vivente, meu observador”, dando a entender que Agar celebrava o cuidado constante do Senhor sobre sua vida e a de seu filho. Os versículos finais desse capítulo 16,15-16 salientam a responsabilidade de Abrão em relação a Ismael, que ocorreu porque Agar, obedecendo ao anjo do Senhor, retornou ao lar de seus senhores. Para aprofundar ainda mais esse capítulo de Gn 16, leia no Novo Testamento, Gálatas 4,22-29. Bons estudos.

EXERCÍCIO 1. De acordo com a introdução desse folheto (10) que definição você daria a Bíblia? 2. Quantas e quais pessoas circulam pelo capítulo 16? 3. O que você diz a respeito da relação Abrão, Sarai e Agar? 4. O que significam as expressões: a) Anjo do Senhor b) Ismael c) Poço de Agar – Beer –Laai -Roi 5. Ismael acabou sendo o antepassado de um grande povo: os ismaelitas. E quem são hoje os ismaelitas? 6. Se Ismael não é ainda o filho da promessa a Abrão, então, quem será esse filho da promessa? (veja Gn 21,1-7) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DE APROFUNDAMENTO ● Bíblia de Jerusalém ● Storniolo, Ivo – Balancin E., Como ler o Livro do Gênesis, São Paulo: Paulus 1991 ● Bergant, D. – Karris.R, The Collegeville Bible Commentary.Minnesota :EUA - 1989 ●Deisseler, Alfons., O anúncio do Antigo Testamento, São Paulo: Paulus 1984 ●Ravasi, Gianfranco., A narrativa do Céu – As histórias, as ideias e os personagens do Antigo Testamento, São Paulo: Paulinas 1999 ●Bright, John., História de Israel, São Paulo: Paulus 2000 ●Pierre, Grelet., Homme qui es tu ? Les onze premiers chapitres de la Génèse, Paris, Cerf 1973 ●Drolet, Gilles., Compredre l'Ancien Testament, Canadá 2006 ●São Geronimo., Antigo Testamento, São Paulo: Paulus 2011 ●Anotações do Pe. Neto ELABORAÇÃO – Pe. Raimundo Nonato de Oliveira Neto – Pároco da Paróquia de São Vicente de Paulo e Especialista em Te o l o g i a B í b l i c a p e l a UNION THEOLOGICAL SEMINARY, Nova York– E.U.A- 1993 e pelo CENTRO BÍBLICO VERBO DIVINO – São Paulo – 2007 -2008.

8


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Teófilo, realiza de 26 a 29 de junho o Tríduo de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e convida todos os paroquianos e fiéis devotos para participar da festa. Programação: Dia 26 de junho, às 17h, abertura com Santa Missa e Novena. Dia 27 de junho, às 19h, Santa Missa e Novena. Dia 28 de junho, às 19h, Santa Missa e Novena. Dia 29 de junho, no encerramento da Festa, acontecerá, às 16h30min, Procissão e, às 17h30min, Santa Missa. A Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro acontece na Igreja Matriz de São Raimundo Nonato, localizada na Rua Delmiro de Farias, nº 1930, no bairro Rodolfo Teófilo. Informações com o Padre Francisco Antônio, Pároco, pelo telefone (85) 99696-2222.

Paróquia São Raimundo Nonato Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é festejada com tríduo A Paróquia São Raimundo Nonato, no bairro Rodolfo

Paróquia São Pedro e São Paulo Paroquianos festejam São Pedro e São Paulo A Paróquia São Pedro e São Paulo, no bairro Quintino Cunha, realiza a Festa dos Padroeiros São Pedro e São Paulo de 24 de junho a 3 de julho de 2016. A programação tem o seguinte tema: “A exemplo de São Pedro e São Paulo sejamos misericordiosos como o Pai”. A programação diária consta de novenas e celebração da Eucaristia. A Festa na Parte Social terá apresentação de quadrilhas, bandas católicas, baile da jovem guarda, sertanejo universitário e noite dos anos 70, 80 e 90. Haverá sorteio de 1 moto zero km no dia 1 de julho e um cheque de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) no dia 2 de julho. Informações pelo telefone (85) 3088-

3557; (85) 9906-2677 (secretária). Cesar Saraiva – Pascom paroquial

9


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Paróquia Mãe Santíssima 1ª Semana Missionária Paroquial A Paróquia Mãe Santíssima, bairro Parque Dois Irmãos, realiza de 13 a 16 de julho de 2016 a 1ª Semana Missionária Paroquial. O objetivo principal é animar e vivenciar uma “Igreja em Saída”.

para a Santa Missa na Comunidade Santo Expedito. 19h30min - Santa Missa na Comunidade Santo Expedito 20h30min - Louvor e Gincana da Juventude. 21h45min - Encerramento do dia.

Programação: Dia 13 de julho - quarta-feira: Visita às comunidades: São Francisco do Jardim União e Santo Expedito.

Dia 14 de julho - quinta-feira Visita às comunidades: Santa Teresinha e São Vicente

6h30min - Ônibus passa por todas as comunidades pegando os missionários: 10 pessoas de cada comunidade. 7h30min - Café da Manhã na Comunidade São Francisco no Jardim União. 7h50min - Oração e envio dos Missionários. Das 8h às 11h30min - Visita domiciliares às duas comunidades. 12h - Almoço Comunitário na Comunidade Santo Expedito e retorno dos missionários às suas residências. 18h - Ônibus passa por todas as comunidades

6h30min - Ônibus passa por todas as comunidades pegando os missionários: 10 de cada comunidade. 7h30min - Café da manhã na Comunidade Santa Terezinha. 7h50min - Oração e envio dos missionários. 8h às 11h30min - Visita domiciliares às duas comunidades. 12h - Almoço comunitário na Comunidade São Vicente e retorno dos missionários às suas residências. 18h - Ônibus passao por todas as comunidades para a Santa Missa na Comunidade Santa Teresinha. 19h30min, Santa Missa na Comunidade Santa Terezinha. 20h30min - Louvor e Gincana da Juventude. 21h45min - Encerramento do dia. Dia 15 de julho - sexta-feira Visita às comunidades: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e São Francisco (Itaperi) 6h30min - ônibus passa por todas as comunidades pegando os missionários: 10 de cada comunidade. 7h30min - Café da manhã na comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 7h50min - Oração e envio dos missionários. Das 8h às 11h30min - Visita domiciliares às duas comunidades. 12h - Almoço comunitário na Comunidade São Francisco (Itaperi) e retorno dos missionários às suas residências. 18h - Ônibus passa por todas as comunidades

10


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Santíssima e Menino Jesus de Praga. 17h - Retorno e lanche dos missionários na Mãe Santíssima. 18h - Ônibus passa por todas as comunidades para a Santa Missa de encerramento da semana na comunidade Menino Jesus de Praga. 19h - Missa de encerramento na comunidade Menino Jesus de Praga. 20h - Louvor e Gincana da juventude. Dia 17 de julho – domingo 1º Torneio da Juventude Paroquial: EJC e PJ. Na coordenação geral da Semana Missionária Paroquial estão: Pe. Reginaldo, Pe. João, Diác. Eufran, Andreia, Leopoldo, Verônica, Victor Silva, Valdênia, Denize e coordenação do CPP ( Alberto, Acelino, Osmarina ). Informações: (85) 3493-5171 ou pelo site: www.maesan ssima.com.br www.facebook.com/maesan ssima Por Victor Silva - Pascom da Paróquia Mãe Santíssima

para a Santa Missa na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 19h30min - Santa Missa na comunidade Nossa Senhora do Perpetuo Socorro. 20h30min - Louvor e Gincana da Juventude. 21h45min - Encerramento do dia. Dia 16 de julho - sábado Visita às comunidades: Nossa Senhora das Graças e São Pedro Julião Eymard 6h30min - Ônibus passa por todas as comunidades pegando os missionários: 10 de cada comunidade. 7h30min - Café da Manhã na Comunidade São Pedro Julião Eymard. 7h50min - Oração e envio dos missionários. Das 8h às 11h30min - Visita domiciliares às duas comunidades. 12h - Almoço comunitário na Comunidade Nossa Senhora das Graças. 14h - Oração e visitas domiciliares na Mãe

Paróquia de São Luís Gonzaga A Paróquia de São Luís Gonzaga está realizando na Comunidade de Saquinho, Pecém, as festividades do Padroeiro São Pedro e São Paulo. O tema é “Com São Pedro e São Paulo, Construindo a Casa Comum”. A festa começou no dia 20 e vai até o dia 29 de junho. Na coordenação está o pároco Pe. Antônio Alves de Lima

Dia 29 de junho - Quarta-Feira 19h - Celebração da Palavra. 20h - Arreamento da bandeira. Convidados: Comunidades do Setor Ministério: ACB.

Programação dos três últimos dias 27 de junho - Segunda-Feira 19h - Celebração da Palavra Convidados: Siupé, Queimadas e Genipapeiro Ministério: Siupé Dia 28 de junho - Terça-Feira 19h – Santa Missa Convidados: Maceió e Caraúbas Ministério: Maceió

11


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Região Episcopal Nossa Senhora da Palma E n c o n t r o Vocacionados

d o s Dia 4 - Pe. Raimundo Maciel Gomes, pároco da Paróquia de Palmácia. Ordenação Sacerdotal: Dia 30 – Pe. José Paulo Hernandes, coordenador do Apostolado. Louvamos a Deus pelo dom de suas vidas, de que a Providência Divina se serve, a fim de nos permitir estar aqui para agradecermos mais um ano vida. Que Nossa Senhora os cubra com seu manto santo e lhes traga o amor, a paz, a felicidade. Que Jesus os abençoe! Parabéns!!! São os mais sinceros votos da nossa Região Serra!

Realizou-se no dia 11 de junho, das 8h às 12h, no Centro de Apoio da Região Serra – Baturité, o Encontro dos Vocacionados da Região, com a assessoria do Pe. Antônio Cláudio, da Paróquia de Aratuba. Estudo Bíblico No mesmo dia, horário e local, aconteceu um Estudo Bíblico “3ª Urgência”, com a assessoria do Pe. Rodrigo, da Paróquia de Ideal.

Assembleia da Região dia “D” Realiza-se no dia 25 de junho, das 7h30 às 12h, no Colégio Instituto Nossa Senhora Auxiliadora – Baturité, o II Encontrão das Comunidades de Base, onde se fará uma reflexão sobre a Misericórdia e o Cuidado com a Casa Comum, com a presença das 14 paróquias e padres da Região.

Patricia Semião, secretária da Região Episcopal Serra

Paróquia de São Pedro em Barreira

Equipe de Coordenação da Região Realizar-se-á no dia 2 de Julho, no Centro de Apoio, em Baturité, das 8h às 10h, o encontro do Vigário Episcopal, Pe. Abner, com a equipe de coordenação da Região.

A Paróquia de São Pedro, em Barreira, está celebrando a festa do padroeiro no período de 19 a 29 de junho de 2016, com o tema: Com São Pedro vivamos a misericórdia de Deus pelo testemunho do amor. E o lema: Misericordiosos como o Pai. Durante os festejos acontecem novenas, missas presididas por padres convidados e na parte social comidas típicas e atrações culturais. E no dia 29 há um grande rifão incluindo uma moto Fan 125 0km.

Festas de Padroeiros A Região Serra está celebrando com muita alegria os festejos de seus Padroeiros: - de 18 a 26 de junho, São João Batista, na Paróquia de Acarape; - de 19 a 29 de junho, São Pedro, na Paróquia de Barreira.

Programação da Festa De São Pedro Dia 19/6 (domingo) - Abertura 06h40 – Alvorada festiva com fogos, hasteamento das bandeiras e café. 07h – Santa Missa. Presidente: Pe. Bosco (Pároco). Responsável pela liturgia: ECC. 18h30 – Acolhida da imagem Peregrina de São Pedro do Setor Nossa Senhora do Perpétuo Socorro I.

Feliz Aniversário! É com muita alegria que a Região Serra presta homenagem aos aniversariantes de junho. Aniversariantes de Nascimento:

12


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Barreira.

19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Bosco (Pároco). Responsável pela liturgia: Pastorais da Sede. Canto: Josivan com grupo.

Dia 24/06 (Sexta-feira) – Natividade de São João Batista 18h30 – 5ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Rafhael (Reitor do Seminário Propedêutico de Fortaleza). Responsável pela liturgia: Setores São Domingos Sávio (Olho d'água, Croatá, Pedreira e Jatobá) e Nossa Senhora Aparecida (Torre de Aço, Belo Horizonte e Lagoa do Meio). Apoio Litúrgico: Juventude Canto: Grupo Renovo. Homenageados e apoio social: Pastorais e Movimentos.

Dia 20/06 (Segunda-feira) 18h30 – 1ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Josileudo (Paróquia São José Operário – Araturi – Caucaia). Responsável pela liturgia: Setores Santo Expedito (Cocos, Catarina I e II) e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro II (Lagoa Grande, Cipó e Lagoinha). Apoio Litúrgico: Terço dos Homens. Canto: José Neto com grupo. Homenageados e apoio Social: Sindicatos, ONGs e Associações.

Dia 25/06 (Sábado) 18h30 – 6ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Junior César (Cooperador na Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Pacajus). Responsável pela liturgia: Setor Imaculada Conceição I (Areré I, Areré II e Riachinho) e Sagrada Familia (Arisco, Exu e Pascoalzinho). Apoio Litúrgico: MESC E MEP. Canto: Ivan com grupo. Homenageados e apoio social: Prefeitura e Câmara dos Vereadores.

Dia 21/06 (Terça-feira) – 15 ANOS DA PARÓQUIA SÃO PEDRO 18h30 – 2ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Bezerra (Paróquia de São Francisco - Jacarecanga – Fortaleza). Responsável pela liturgia: Setor Nossa Senhora de Guadalupe (Conjunto São Pedro, Bonsucesso e Boqueirão). Apoio Litúrgico: Grupo de oração Filhos da Paz. Cantos: Grupo Vozes da Fé. Homenageados e apoio social: todos os Paroquianos.

Dia 26/06 (Domingo) 07h – Santa Missa. Presidente: Pe. Bosco (Pároco). Responsável pela liturgia: Grupo de Oração Filhos da Paz 18h30 – 7ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Bruno (Paróquia Sta. Terezinha – Chorozinho). Responsável pela liturgia: Setor Imaculada Conceição II (Mearins I, II e III). Apoio litúrgico: Pastoral do Batismo. Canto: Agadyany e grupo. Homenageados e apoio social: Comerciante, comerciários e Empreendedores.

Dia 22/06 (Quarta-feira) 18h30 - 3ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Neto (Paróquia Cristo Rei – Putiú – Baturité). Responsável pela liturgia: Setor São Francisco (Lagoa do Barro, Lagoa Nova e Angicos). Apoio Litúrgico: Legião de Maria. Canto: Grupo São Francisco. Homenageados e apoio social: Juventude. Dia 23/06 (Quinta-feira) 18h30 – 4ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: D. Rosalvo (Bispo Auxiliar de Fortaleza). Responsável pela liturgia: Setores Nossa Senhora das Graças (Carnaúba, Lagoa Seca, Olaria I e II) e São Miguel Arcanjo (Cajueiro e Batalha). Apoio Litúrgico: ECC. Canto: Grupo Reluz. Homenageados e apoio social: Famílias de

Dia 27/06 (Segunda-feira) 18h30 – 8ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Abner (Paróquia São João Batista – Acarape). Responsável pela liturgia: Setores Nossa Senhora do Perpétuo Socorro I (Córrego, Timbaúba e Barro Branco) e Nossa Senhora de Fátima (Cajazeiras

13


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Homenageados e apoio social: Setores e comunidades.

e Caiana). Apoio Litúrgico: Terço das Mulheres. Canto: Terço dos Homens. Homenageados e apoio social: Convidados.

Dia 29/6 (Quarta-feira) ENCERRAMENTO 09h – Santa Missa Presidente: Pe. Aderlane (Paróquia de Sta. Terezinha – Chorozinho). Responsável pela liturgia: Pastoral da Pessoa Idosa e Pastoral da Criança. Canto: Elanio e Fábio. 19h – Santa Missa e Procissão. Presidente: Pe. Bosco (Pároco). Responsável pela liturgia: MEP. Canto: Agadyany e grupo.

Dia 28/06 (Terça-feira) 18h30 – 9ª Novena. 19h – Santa Missa. Presidente: Pe. Daniel (Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Cascavel) Responsável pela liturgia: Setores São João Batista (Uruá, feijão e Arroz) e Nossa Senhora da Saúde (Cruz e Criancó). Apoio Litúrgico: Pastoral do Dizimo. Canto: Gislaine e grupo.

antecipada do participante. Informação pelo telefone: (85) 3343.0186. Jovem aproveite esse período das férias escolares para vivenciar sua vida com fé e alegria com a Jornada Paroquial da Juventude. Venha participar! Fonte: Equipe de Comunicação e Mídias Digitais do Santuário

Canindé promove Jornada Paroquial da Juventude Em Canindé, será realizada a Jornada Paroquial da Juventude, de 28 a 31 de julho de 2016, no mesmo período da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece em Cracóvia, na Polônia. Com o tema “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt 5,7), os jovens participarão de momentos importantes com animação, oração, viasacra, vigília eucarística, celebrações, catequeses, além de participar das transmissões de imagens dos atos centrais com o Papa Francisco, diretamente do evento mundial. Organizada pela Comissão Paroquial da Juventude e com o apoio da Paróquia de São Francisco das Chagas, o evento acontecerá no Centro de Treinamento da Paróquia, sendo necessária a inscrição

14


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Presbíteros - aniversariantes de julho

Nascimento

19 Pe. José Airton Lima 63 23 Pe. Ermanno Allegri 72 23 Pe. Guilherme Gomes da Silva Neto 44 24 Pe. Francisco José Duarte de Medeiros 37 26 Pe. Antônio Cláudio Pereira de Oliveira 46 27 Pe. Manoel Lemos Amorim 84 28 Pe. Marcus Aurélio Alves Mareano, INJ 33 30 Pe. José Benício Nogueira 55

Dia Nome Idade 4 Pe. Rui Ari Azevedo Pinheiro de Lima, FN 49 5 Pe. João Bonifácio dos Santos, CM 58 5 Pe. Juan Manuel Rodríguez Mar n, MCCJ 60 7 Pe. José Álvaro Campos Vieira 53 7 Pe. Cláudio Antônio Lorencini, SJ 46 8 Diác. Fernando Gomes da Silva Filho 64 8 Pe. Edmilson Mendes Menezes 50 9 Frei José de Ribamar P. da Silva, OFMcap 55 9 Pe. Francisco Belarmino Gomes, SCJ 54 9 Pe. Camilo João Munaro, MI 70 11 Frei Sérgio Moura Rodrigues, OFM 36 11 Pe. Peter John McCarthy, CSsR 65 12 Pe. Carlos Daniel Nascimento Pereira 29 14 Pe. André (Patrick) Harkin, C.Ss.R 80 14 Pe. Antônio Robério Mar ns de Queiroz 46 15 Diác. José Ney Gonçalves Montenegro 61 16 Pe. Rômulo dos Anjos Silva, CCSH 36 17 Pe. Antônio Raimundo de Souza Rodrigues 59 17 Pe. Fábio do Nascimento Deodato 33 17 Pe. Brendan Coleman Mc Donald, C.Ss.R 79 18 Pe. José Linhares Arcanjo 49

Ordenação Presbiteral Dia Nome Idade 1 Pe. Reginaldo Guimarães Lima 21 2 Pe. Edward Joseph Kavanagh, C.Ss.R 44 3 Pe. Alex Ludo Willy Hulsmans 33 3 Pe. Pedro Gotardo Dona , CM 34 4 Pe. Luís Amado Vanegas Gómez, CJM 34 6 Pe. Luiz Carlos C. G.de Castro, CSh 48 7 Pe. Welton de Oliveira, SDN 3 7 Pe. Edilson Ferreira Leite 27 9 Pe. Cláudio Antônio Lorencini, SJ 11 9 Pe. José Almeida de Freitas 44 15


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Dia Nome Idade 28 Pe. Antônio J. Garcês de Oliveira, CM 26 28 Pe. Luís Araújo Pinto Júnior, SJ 15 29 Pe. Eliezer Moreira César 32 31 Pe. Eliomar Ribeiro de Souza, SJ 17 31 Pe. Pedro (Petrus W.) Van Erk, CM 67

PA RA

NS

AT OD

OS

!

Dia Nome Idade 10 Pe. Angelo Luigi Imperiali, SJ 61 10 Pe. Gino Raisa, SJ 61 10 Pe. Francisco Ivan de Souza 33 13 Dom Lucas Soares da Silva, OSB 9 14 Pe. Agnaldo Barbosa Duarte, SJ 4 16 Pe. Luiz Abner Cavalcante de Almeida 20 17 Pe. Gilson Marques Soares 40 18 Frei Jesús María López Mauleón, OAR 35 19 Pe. José Ivan Dias, SJ 19 20 Pe. Clairton Alexandrino de Oliveira 42 20 Pe. Eugênio Pacelli Correia Aguiar, SJ 20 21 Frei José Luís Villanueva Landibar, OAR 53 22 Pe. Hermano Mestrom, CM 60 22 Pe. Luís Gabriel Mendoza Morales, CJM 12 22 Pe. Judikael Castelo Branco, FN 10 23 Frei Adimar Colaço, OFM 50 23 Pe. Luiz Gonzaga Gomes de Almeida, SJ 22 23 Pe. Alberto Fuente Mar nez, OAR 22 26 Pe. João Schmid, MSC 50 26 Frei José Alberto Moreno Carrillo, OAR 18 27 Pe. Francisco Alves dos Santos, MI 8 27 Pe. Francisco Everton Gomes Mendes 25 16


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Prioridade Formação

Vigília do Dia Internacional da JMV

Curso de Verão na Terra do Sol

O Conselho Regional de Fortaleza da Juventude Missionária Vicentina - JMV, em decisão conjunta em reunião realizada no dia 5 de junho de 2016, no Jardim Iracema, em Fortaleza, convida os grupos pertencentes ao Regional a participarem da Vigília em memória ao dia 18 de julho de 1830, data da primeira aparição da Santíssima Virgem à Catarina Labourè e também Dia Internacional da Juventude Mariana Vicentina. Não há como não relembrar as graciosas palavras da Santíssima Virgem: “Vinde ao pé deste altar!” A vidente Catarina hoje e sempre nos chama à oração e, indo além, nos mostra o profundo amor de Deus para a juventude. Através dessa promessa de fé, nos comprometemos diariamente ao espírito de doação à JMV. A Vigília acontecerá nos dias 16 e 17 de julho, na cidade de Cascavel. O Conselho Regional desde já convoca todos os grupos a se fazerem presentes nessa encantadora festa para a Juventude Mariana Vicentina. O tema central da Vigília será: “Jovem Vicentino: c o r a ç ã o l i v r e p a r a a m a r e s e r v i r. ” . Acontecerão durante a noite, momentos de louvor, partilha, adoração, oração e uma infinidade de graças alcançadas. Por fim, animado com a certeza de uma grandiosa celebração, creio na certeza de que daremos à Santíssima Virgem um lindo presente: o nosso coração, que ama e serve com afinco à Associação Peço também o esforço dos senhores presidentes e membros dos Conselhos Locais, para que possam dar aos nossos membros a sensação fervorosa e indescritível de viver o que a Santíssima Virgem nos confiou. Informações pelo telefone (85) 99773-3163.

De 18 a 23 de julho de 2016, acontecerá o Décimo Sexto Curso de Verão na Terra do Sol com o tema: “Água - Natureza - Vida: Nossa Responsabilidade”. O local de inscrição e realização será o Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja. Durante a Semana estará em pauta o Cenário Ambiental: Crise e Ecologia e água, entre outros temas. Serão oferecidas sete Oficinas: - Reciclagem; - Costurando a História; - Pintura em Tecido; - Teatro; - Danças Circulares; - Água Sagrada: Escassez Anunciada; - O Espírito Pairava sobre as Águas. E ainda tem o Papo Reto. Maiores Informações (85) 3388.8704 em horário comercial.

17


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Comunicação sensível às necessidades da ovelha ferida, cansada ou enferma, como faz o pastor com o rebanho. Foi assim que Jesus Cristo nos falou do Pai, dizendo que Ele Se inclina sobre o homem chagado de miséria física ou moral e, quanto mais se agravam as suas condições, tanto mais se revela a eficácia da misericórdia divina.

Dia Mundial do Refugiado 2016 No dia 20 de junho celebrou-se o Dia Mundial do Refugiado. Este dia foi instituído pela ONU no ano 2000, com o objetivo de conscientizar os governos e as populações sobre o grave problema dos refugiados. Nesta data, presta-se homenagem à resistência e à força de todos os refugiados do mundo, que foram obrigados a fugir de suas casas por motivos de perseguição, calamidade ou guerra.

Neste nosso tempo, os fluxos migratórios aparecem em contínuo aumento por toda a extensão do planeta: prófugos e pessoas em fuga da sua pátria interpelam os indivíduos e as coletividades, desafiando o modo tradicional de viver e, por vezes, transtornando o horizonte cultural e social com os quais se confrontam. Com frequência sempre maior, as vítimas da violência e da pobreza, abandonando as suas terras de origem, sofrem o ultraje dos traficantes de pessoas humanas na viagem rumo ao sonho dum futuro melhor. Se, entretanto, sobrevivem aos abusos e às adversidades, devem enfrentar realidades onde se aninham suspeitas e medos. Enfim, não raramente, embatem na falta de normativas claras e praticáveis que regulem a recepção e prevejam itinerários de integração a breve e a longo prazo, atendendo aos direitos e deveres de todos. Hoje, mais do que no passado, o Evangelho da misericórdia sacode as consciências, impede que nos habituemos ao sofrimento do outro e indica caminhos de resposta que se radicam nas virtudes teologais da fé, da esperança e da caridade, concretizando-se nas obras de misericórdia espiritual e corporal.

Embora a data já tenha passado, o problema dos Refugiados está gravíssimo e estamos vivendo o Ano da Misericórdia. Para reflexão, para meditação nossa, colocamos no Boletim Arquidiocesano o texto do Santo Padre, o Papa Francisco, publicado para este dia. MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O DIA MUNDIAL DO MIGRANTE E DO REFUGIADO 2016 "Os emigrantes e refugiados interpelamnos. A resposta do Evangelho da misericórdia". Queridos irmãos e irmãs! Na bula de proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia recordei que «há momentos em que somos chamados, de maneira ainda mais intensa, a fixar o olhar na misericórdia, para nos tornarmos nós mesmos sinal eficaz do agir do Pai» (Misericordiae Vultus, 3). De fato, o amor de Deus quer chegar a todos e a cada um, transformando aqueles que acolhem o abraço do Pai noutros tantos braços que se abrem e abraçam, para que todo o ser humano saiba que é amado como filho e se sinta «em casa» na única família humana. Deste modo, a ternura paterna de Deus, que se estende solícita sobre todos, mostra-se particularmente

Na base desta constatação, quis que o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado de 2016

18


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

sem querer, obriga a mudar também quem o acolhe. Como viver estas mudanças de modo que não se tornem obstáculo ao verdadeiro desenvolvimento, mas sejam ocasião para um autêntico crescimento humano, social e espiritual, respeitando e promovendo aqueles valores que tornam o homem cada vez mais homem no justo relacionamento com Deus, com os outros e com a criação? De fato, a presença dos emigrantes e dos refugiados interpela seriamente as diferentes sociedades que os acolhem. Estas devem enfrentar fatos novos que podem aparecer imprudentes se não forem adequadamente motivados, geridos e regulados. Como fazer para que a integração se torne um enriquecimento mútuo, abra percursos positivos para as comunidades e previna o risco da discriminação, do racismo, do nacionalismo extremo ou da xenofobia?

fosse dedicado ao tema: «Os emigrantes e refugiados interpelam-nos. A resposta do Evangelho da misericórdia». Os fluxos migratórios constituem já uma realidade estrutural, e a primeira questão que se impõe refere-se à superação da fase de emergência para dar espaço a programas que tenham em conta as causas das migrações, das mudanças que se produzem e das consequências que imprimem novos rostos às sociedades e aos povos. Todos os dias, porém, as histórias dramáticas de milhões de homens e mulheres interpelam a comunidade internacional, testemunha de inaceitáveis crises humanitárias que surgem em muitas regiões do mundo. A indiferença e o silêncio abrem a estrada à cumplicidade, quando assistimos como expectadores às mortes por sufocamento, privações, violências e naufrágios. De grandes ou pequenas dimensões, são sempre tragédias; mesmo quando se perde uma única vida humana.

A revelação bíblica encoraja a recepção do estrangeiro, motivando-a com a certeza de que, assim fazendo, abrem-se as portas a Deus e, no rosto do outro, manifestam-se os traços de Jesus Cristo. Muitas instituições, associações, movimentos, grupos comprometidos, organismos diocesanos, nacionais e internacionais experimentam o encanto e a alegria da festa do encontro, do intercâmbio e da solidariedade. Eles reconheceram a voz de Jesus Cristo: «Olha que Eu estou à porta e bato» (Ap 3, 20). E, todavia, não cessam de multiplicarse também os debates sobre as condições e os limites que se devem pôr à recepção, não só nas políticas dos Estados, mas também nalgumas comunidades paroquiais que veem ameaçada a tranquilidade tradicional.

Os emigrantes são nossos irmãos e irmãs que procuram uma vida melhor longe da pobreza, da fome, da exploração e da injusta distribuição dos recursos do planeta, que deveriam ser divididos equitativamente entre todos. Porventura não é desejo de cada um melhorar as próprias condições de vida e obter um honesto e legítimo bem-estar que possa partilhar com os seus entes queridos? Neste momento da história da humanidade, fortemente marcado pelas migrações, a questão da identidade não é uma questão de importância secundária. De fato, quem emigra é forçado a modificar certos aspectos que definem a sua pessoa e, mesmo

Diante de tais questões, como pode a Igreja agir senão inspirando-se no exemplo e nas palavras de Jesus Cristo? A resposta do Evangelho é a misericórdia. Em primeiro lugar, esta é dom de Deus Pai revelado no Filho: de fato, a misericórdia recebida de Deus suscita sentimentos de jubilosa gratidão pela esperança que nos abriu o

19


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

ambiente natural e cultural. Em todo o caso, é necessário esconjurar, se possível já na origem, as fugas dos prófugos e os êxodos impostos pela pobreza, pela violência e pelas perseguições.

mistério da redenção no sangue de Cristo. Depois, a misericórdia alimenta e robustece a solidariedade para com o próximo, enquanto exigência de resposta ao amor gratuito de Deus, que «foi derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo» (Rm 5, 5). Aliás, cada um de nós é responsável pelo seu vizinho: somos guardiões dos nossos irmãos e irmãs, onde quer que vivam. O cultivo de bons contatos pessoais e a capacidade de superar preconceitos e medos são ingredientes essenciais para se promover a cultura do encontro, onde cada um esteja disposto não só a dar, mas também a receber dos outros. De fato, a hospitalidade vive do dar e receber.

Sobre isto, é indispensável que a opinião pública seja informada de modo correto, até para prevenir medos injustificados e especulações sobre a pele dos emigrantes. Ninguém pode fingir que não se sente interpelado pelas novas formas de escravidão geridas por organizações criminosas que vendem e compram homens, mulheres e crianças como trabalhadores forçados na construção civil, na agricultura, na pesca ou noutros âmbitos de mercado. Quantos menores são, ainda hoje, obrigados a alistar-se nas milícias que os transformam em meninossoldados! Quantas pessoas são vítimas do tráfico de órgãos, da mendicidade forçada e da exploração sexual!

Nesta perspectiva, é importante olhar para os emigrantes não somente com base na sua condição de regularidade ou irregularidade, mas sobretudo como pessoas que, tuteladas na sua dignidade, podem contribuir para o bem-estar e o progresso de todos, de modo particular quando assumem responsavelmente deveres com quem os acolhe, respeitando gratamente o património material e espiritual do país que os hospeda, obedecendo às suas leis e contribuindo para os seus encargos.

Destes crimes aberrantes fogem os prófugos do nosso tempo, que interpelam a Igreja e a comunidade humana, para que também eles possam ver, na mão estendida de quem os acolhe, o rosto do Senhor, «o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação» (2 Cor 1, 3).

Em todo o caso, não se podem reduzir as migrações à dimensão política e normativa, às implicações econômicas e à mera coexistência de culturas diferentes no mesmo território. Estes aspectos são complementares da defesa e promoção da pessoa humana, da cultura do encontro dos povos e da unidade, onde o Evangelho da misericórdia inspira e estimula itinerários que renovam e transformam a humanidade inteira.

Queridos irmãos e irmãs emigrantes e refugiados! Na raiz do Evangelho da misericórdia, o encontro e a recepção do outro entrelaçam-se com o encontro e a recepção de Deus: acolher o outro é acolher a Deus em pessoa! Não deixeis que vos roubem a esperança e a alegria de viver que brotam da experiência da misericórdia de Deus, que se manifesta nas pessoas que encontrais ao longo dos vossos caminhos! Confio-vos à Virgem Maria, Mãe dos emigrantes e dos refugiados, e a São José, que viveram a amargura da emigração no Egito. À intercessão deles confio também aqueles que dedicam energias, tempo e recursos ao cuidado, tanto pastoral como social, das migrações. De coração a todos concedo a Bênção Apostólica.

A Igreja coloca-se ao lado de todos aqueles que se esforçam por defender o direito de cada pessoa a viver com dignidade, exercendo, antes de mais nada, o direito a não emigrar a fim de contribuir para o desenvolvimento do país de origem. Esse processo deveria incluir, no seu primeiro nível, a necessidade de ajudar os países donde partem os emigrantes e prófugos. Assim se confirma que a solidariedade, a cooperação, a interdependência internacional e a distribuição equitativa dos bens da terra são elementos fundamentais para atuar, em profundidade e com eficácia, sobretudo nas áreas de partida dos fluxos migratórios, para que cessem aquelas carências que induzem as pessoas, de forma individual ou coletiva, a abandonar o seu próprio

Vaticano, 17 de Janeiro de 2016. Papa Francisco Fonte: Rádio Vaticano

20


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Agenda da Arquidiocese - julho de 2016 Dia 01, sex 01 a 03 02, sáb 02, sáb 02, sáb 02, sáb 02, sáb 02, sáb 02 e 03 04, seg 04, seg 04 a 08 07 a 10 08 a 10 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09, sáb 09 e 10 10, dom 10 a 17 10 a 17 13, qua 14, qui 15 a 17 16, sáb 16 sáb 16 sáb 16, sáb 16, sáb 16, sáb 16, sáb 16, sáb 17, dom 17, dom 17 a 24 18, seg 18, seg 18 a 22 18 a 23 22, sex 23, sáb 23, sáb 23, sáb 23 e 24 24, dom 24, dom 24, dom 24, dpm 24, dom 25, seg 26, ter 26 a 31 27, qua 27 a 31 28, qui 29 29, sex 29 a 31 29 a 31 30, sáb 31, dom

Hora 08h00 08h00 08h00 08h30 08h45 14h30 18h00 19h00

08h00 08h00 08h00 08h00 14h00 14h00 15h00 08h00

17h30 19h00 08h00 08h00 08h00 08h00 08h30 08h45 08h00 08h00 08h00

08h00 08h00 08h00 08h00 08h00 08h00 08h00 08h00 08h00 14h00 08h30

JULHO Atividade Local Cáritas: Encontro de PMAS – Cáritas COMIRE: Formação Missionária Quixadá Região Episcopal N. Senhora da Palma: Reunião equipe de coordenação e COMIDI. Centro de Apoio, Baturité Região Episcopal São Pedro e São Paulo: Reunião da Equipe da Mãe Rainha. Sede da Região, Guanacés Região Episcopal São Pedro e São Paulo: Reunião da Equipe de Coordenação. Sede da Região, Guanacés Região Episcopal N. Senhora Conceição: Reunião do Conselho Regional do MESC. Paróquia da Glória Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Curso ESPAC. Guadalajara Pastoral Familiar: Reunião do Conselho Arquidiocesano. C. P. Maria Mãe da Igreja. PJMP: Escola Formação para Lideranças. Pastoral do Menor: Reunião da coordenação Arquidiocesana UFC Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro da Coordenação Guadalajara Arquidiocese: I Retiro do Clero em 2016. Guaramiranga CNBB NE 1: Nordestão das CEBs Teresina - PI PJMP: Congresso Estadual. Icó - Ceará Região Episcopal São Francisco: Encontro do MESC Canindé Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro do Terço dos Homens. Guadalajara Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro da Coordenação do MESC. Guadalajara Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro do Dízimo. Guadalajara Região Episcopal São Pedro e São Paulo: Curso de Iniciação à Vida Cristã Sede da Região, Guanacés Comunidades Eclesiais de Base: Reunião ampliada arquidiocesana. C. P. Maria Mãe da Igreja. Região Episcopal N. Senhora da Assunção: Juventude Vila Velha Região Episcopal N. Senhora da Assunção: 1ª Urgência Nova Assunção JMV: Encontro de Assessores do Regional Fortaleza Recanto do Sagrado Coração de Jesus Região Episcopal Sagrada Família: Curso de Formação para MEPAs. Igreja N. Sra. da Conceição, Pajuçara Missão dos Seminaristas. Região Episcopal São Francisco: Semana Missionária Jovem. Em todas as paróquias Cáritas: Fórum Lixo e Cidadania C. P. Maria Mãe da Igreja. Conselho Econômico Arquidiocesano. Cúria Metropolitana Região Episcopal Bom Jesus: Experiências missionárias para lideranças. Missa no encerramento da Missão dos Seminaristas. Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro da Coordenação da Catequese. Guadalajara Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro das Pastorais Sociais. Guadalajara Região Episcopal São Pedro e São Paulo: Escola de Formação da Região Sede da Região, Guanacés Pastoral do Menor: Encontro com os núcleos de base C. P. Maria Mãe da Igreja. Setor Juventude: Reunião ordinária. C. P. Maria Mãe da Igreja. Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Curso ESPAC. Guadalajara JMV: Vigília Mariana Planalto Pici Pastoral Familiar: Formação sobre o subsídio: “Catequese desde o ventre materno”. C. P. Maria Mãe da Igreja. COMIDI: Formação para animadores da missão C. P. Maria Mãe da Igreja. Região Episcopal São Francisco: Semana Missionária do Dízimo. Itapebuçu JMV: Dia Internacional da JMV Nos grupos locais Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro dos Padres. CNBB NE 1: Formação de Seminaristas do Nordeste (FORMISE) Crato Curso de Verão: “Água, natureza, vida: nossa responsabilidade” Região Episcopal N. Senhora da Palma: Visita do Vigário Episcopal às casas religiosas. Região Episcopal Bom Jesus: Reunião da Juventude. Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Encontro do Setor e Vida Familiar. Guadalajara Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Apostolado de Oração. Guadalajara CNBB NE 1: Reunião de preparação Grito dos Excluídos Ocara Região Episcopal N. Senhora Conceição: Formação. Região Episcopal Sagrada Família: Curso de Formação para MEPAs. Igreja N. Sra. da Conceição, Pajuçara Região Episcopal Sagrada Família: Formação para Catequistas do setor 3. Paróquia de Maranguape Pastoral da Juventude: Formação Atividades Permanentes - Semana do Estudante. Irmãos Maristas, Maraponga Pastoral Surdos: Encontro arquidiocesano. C. P. Maria Mãe da Igreja. Região Episcopal Sagrada Família: Lazer dos Secretários/as Paroquiais. Região Episcopal N. Senhora da Palma: Visita do Vigário Episcopal às paróquias. JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE. Cracóvia, Polônia Região Episcopal N. Senhora dos Prazeres: Visita do Vigário Episcopal PJMP: Missão Jovem. Paróquia de Ocara Pastoral Carcerária: Reunião da coordenação arquidiocesana. C. P. Maria Mãe da Igreja. CNBB NE 1: Reunião da Comissão Brasileira de Justiça e Paz CNBB Equipe Arquidiocesana de Campanhas: Reunião: Reunião. C. P. Maria Mãe da Igreja. Infância e Adolescência Missionária: Congresso. Irmãs Cordimarianas, Caucaia Pastoral da Juventude: Curso Bíblico. Casa Irmã Iolanda Pastoral da Juventude: Acampamento-Luau. Irmãos Maristas - Abreulândia Pastoral da Juventude: Reunião da coordenação arquidiocesana. Casa Irmã Iolanda

21


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

³ Contribuições Paroquiais de MAIO de 2016 Ģ HĬ İ Ī HF Î REGIÃO METROPOLITANA SÃO JOSÉ (01). 01- Paróq.N.Sra.Lourdes - Dunas 02- São Benedito 03- Navegantes 04- Catedral 05- Cidade 2000 06- Cristo Rei 07- Fátima 08- Monte Castelo 09- Mucuripe 10- Santa Luzia 11- São Vicente de Paulo 12- Santuario Sag.Coração de Jesus 13- N.Sra. Da Paz 14- N.Sra. Do Carmo 15- N.Sra. Dos Remédios 16- Tauape 17- São Gerardo 18- Piedade 19- Parquelandia 20- N.Sra.das Dores 21- Capela Santa Filomena 22- São José - Papicu 23- Capela Menino Jesus de Praga 24- Reitoria São Judas Tadeu 25- N.Sra.Aparecida-Praia Futuro 26- N.Sra.de Lourdes - B.Ellery 27- Com.São José e Santa Terezinha

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor abr/16 abr/16 5.249,48 abr/16 abr/16 1.413,20 mai/16 mai/16 3.425,97 abr/16 abr/16 3.089,55 fev/16 Jan. e Mar./2016 5.685,20 abr/16 abr/16 2.909,60 mai/16 mai/16 22.957,45 mar/16 mar/16 fev/16 mar/16 Fev. e Mar./2016 21.599,74 abr/16 abr/16 2.485,90 abr/16 abr/16 11.576,50 jan/16 mar/16 mar/16 2.857,75 abr/16 abr/16 1.760,00 abr/16 abr/16 4.382,08 abr/16 abr/16 4.659,18 abr/16 abr/16 2.673,10 abr/16 abr/16 3.053,30 abr/16 abr/16 6.632,50 abr/16 Mar. E Abr./2016 2.407,72 mar/16 fev/16 abr/16 abr/16 787,51 abr/16 abr/16 1.289,70 abr/16 abr/16 355,90 TOTAL 1 111.251,33

% Último Mês Recibo 5 abr/16 3 abr/16 5 mai/16 5 abr/16 3 fev/16 3 abr/16 5 mai/16 5 mar/16 5 mar/16 5 fev/16 5 mar/16 10 5 abr/16 5 jan/16 3 mar/16 3 abr/16 5 abr/16 10 5 abr/16 3 abr/16 5 abr/16 3 abr/16 10 3 fev/16 3 abr/16 3 abr/16 3 abr/16

HISTÓRIC O REGIÃO BOM JESUS DOS AFLITOS (02). 01- S.Fcº de Assis - Canindezinho 02- Area Pastoral do Planalto do Pici 03- Nazaré e Capelas 04- Vila União 05- Parangaba 06 - São José - Vila Pery 06- S.Raimundo Nonato 07- São Pio X 08- Bom Jardim 09- Henrique Jorge 10- João XXIII 11- N.Sra.Aparecida-Montese 12- N.Sra.de Salete 13- Area Past. Santa Paula Frassinetti

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA Último Mês Ī ÑŃÑNÒŇŎÑÖ Ì MÒŎŇÑČĆĈĎ Recibo Referente Valor abr/16 abr/16 1.872,73 mar/16 mar/16 5.456,72 Set/2015 Set/2015 29.256,00 abr/16 Fev. a Abr./2016 6.677,16 abr/16 Mar. E Abr./2016 11.464,63 abr/16 Mar. E Abr./2016 14.208,42 mar/16 Fev. e Mar./2016 8.100,30 abr/16 Mar. E Abr./2016 7.261,20 mar/16 abr/16 abr/16 3.887,16 mar/16 mar/16 4.105,05 abr/16 abr/16 3.307,00 Set/2015 fev/16 TOTAL 2 95.596,37

% Último Mês Recibo 5 abr/16 3 mar/16 10 3 abr/16 5 abr/16 3 abr/16 3 mar/16 3 abr/16 5 mar/16 3 abr/16 3 mar/16 5 abr/16 3 Set/2015 3 fev/16

22

COMISSÃO DO CLERO Recebido em Maio de 2016 Referente Valor abr/16 2.624,74 abr/16 423,96 mai/16 1.712,98 abr/16 1.544,77 Jan. e Mar./2016 1.705,55 abr/16 872,88 mai/16 11.478,72

Fev. e Mar./2016

10.799,87

abr/16

5.788,25

mar/16 abr/16 abr/16

1.428,87 528,00 2.191,04

abr/16 abr/16 abr/16 Mar. E Abr./2016

1.336,55 915,98 3.316,25 722,31

abr/16 abr/16 abr/16 TOTAL 1

236,25 386,91 106,77 48.120,65

COMISSÃO DO CLERO Recebido em Maio de 2016 Referente Valor abr/16 562,81 mar/16 2.728,36 Fev. a Abr./2016 Mar. E Abr./2016 Mar. E Abr./2016 Fev. e Mar./2016 Mar. E Abr./2016

2.003,15 3.418,39 4.262,52 2.430,09 2.861,37

abr/16 mar/16 abr/16

1.166,15 1.231,52 1.653,98

TOTAL 2

22.318,34


Boletim Informativo - JUNHO de 2016 Ģ HĬ İ Ī HF Î MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA COMISSÃO DO CLERO REGIÃO N. SRA. DA ASSUNÇÃO Último Mês Recebido em Maio de 2016 % Último Mês Recebido em Maio de (03). Recibo Referente Valor Recibo Referente 01- São Pedro - Barra do Ceará abr/16 Mar. E Abr./2016 3.037,24 3 abr/16 Mar. E Abr./2016 02- Granja Portugal(abr11a jn.12) abr/16 Mar. E Abr./2016 3.556,10 3 abr/16 Mar. E Abr./2016 03- N.Sra.De Fátima-Alvaro Weyne mar/16 3 mar/16 04- Area Pastoral do Genibaú abr/16 abr/16 2.206,00 5 abr/16 abr/16 05- N.Sra.Assunção abr/16 abr/16 5.236,11 5 abr/16 abr/16 06- Antonio Bezerra mar/16 5 mar/16 07- Carlito Pamplona Dez/2015 5 Dez/2015 08- Conjunto Ceará mai/16 mai/16 3.463,00 5 mai/16 mai/16 09- Cristo Redentor mar/16 mar/16 2.402,91 5 mar/16 mar/16 10- Jardim Iracema jan/16 3 jan/16 11- N.Sra.das Graças-Pirambu abr/16 abr/16 1.857,62 3 abr/16 abr/16 12- S.Pedro e S.Paulo abr/16 abr/16 3.048,40 3 abr/16 abr/16 13- Area Pastoral São Fcº - Vila Velha abr/16 abr/16 1.474,64 3 abr/16 abr/16 14- Area Pastoral Nossa Senhora fev/16 3 fev/16 ĈDǼĨ MǾŎØBĬ ÜŎ ĞŃ ŇÑ ĖŒŒÒŒǼÏ ÞÒŌPÒŌŎ F ÞŌOMOut/2015 10 Out/2015 TOTAL 3 26.282,02 TOTAL 3

2016 Valor 911,17 1.066,83 661,80 2.263,67

1.731,50 720,87 557,28 914,82 442,39

9.270,33

HISTÓ RICO REGIÃO N. SRA. DA CONCEIÇÃO (04). 01- Aerolandia 02- Manoel Sátiro 03- N.Sra. Da Glória e Capelas 04- Alto Alegre (08-12/10..01/11) 05- Dias Macedo 06- Eusébio 07- Lagoa Redonda 08- Ssma. Trindade 09- Maraponga 10- Messejana 11- Mondubim 12- São Diogo - Cajazeiras 13- São João Eudes 14- São José - Edson Queiroz 15- Sag.Cor.de Jesus e Stª Luzia-Pedra 16- N.Sra.das Graças-Pq.Stª Mª * 17- N.Sra.Mãe Ssma.-Pq.Dois Irmãos 18- Tancredo Neves e Capelas 19- Conjunto Palmeiras 20- Area Past.N.Sra.do Brasil 21- Area Pastoral do Passaré 17- Mangabeira 18- Conj. Esperança 19- Guajerú

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor Dez/2015 Dez/2015 2.465,00 fev/16 abr/16 abr/16 18.422,04 mar/16 mar/16 1.100,00 Fev/2015 Out2015 abr/16 abr/16 942,74 mar/16 mar/16 5.399,55 abr/16 Mar. E Abr./2016 7.315,11 abr/16 abr/16 4.790,29 Julho/2015 mar/16 Dez/2015 fev/16 mar/16 abr/16 abr/16 654,23 abr/16 Mar. E Abr./2016 7.264,19 Nov/2013 Deze/2015 mar/16 mar/16 1.386,65 abr/16 Mar. E Abr./2016 3.860,95 abr/16 abr/16 1.391,00 mar/16 abr/16 abr/16 804,75 TOTAL 4 55.796,50

% Último Mês Recibo 10 3 fev/16 5 abr/16 3 mar/16 3 Fev/2015 5 Out/2015 3 abr/16 3 mar/16 3 abr/16 5 abr/16 5 Julho/2015 3 mar/16 5 Dez/2015 3 fev/16 3 mar/16 3 abr/16 3 abr/16 5 Nov/2013 3 Dez/2015 3 mar/16 3 abr/16 3 abr/16 3 mar/16 3 abr/16

HISTÓ RICO REGIÃO N. SRA DOS PRAZERES (05). 01- N.Sra.Graças e S. Pedro - Icarai 02- Area Pastoral do Araturi 03- Area Past. Conj.Marechal Rondon 04- Parque Potira 05- Area Past. Parque Guadalajara 06- Parque Tabapuá 07- Capuan 08- Caucaia 09- São Gonçalo do Amarante 10- Conjunto Nova Metropole 11- Pecem 12 -Planalto Caucaia 13- Croatá 14- Area Pastoral São Miguel Arcanjo 15- Area Pastoral de Taquara

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor abr/16 Out.15 a Mar./2016 6.437,21 abr/16 Jan. a Abr./2016 8.060,01 abr/16 abr/16 445,07 abr/16 abr/16 2.255,97 Nov/2015 mar/16 mar/16 1.612,60 abr/16 abr/16 1.285,59 abr/16 abr/16 5.435,05 abr/16 abr/16 1.970,00 abr/16 abr/16 3.340,00 abr/16 abr/16 1.423,17 mar/16 mar/16 1.256,30 abr/16 abr/16 1.232,00 abr/16 abr/16 1.858,60 fev/16 Dez. a Fev./2016 2.652,75 TOTAL 5 39.264,32

COMISSÃO DO CLERO % Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor 3 abr/16 Out.15 a Mar./2016 1.931,16 3 abr/16 Jan. a Abr./2016 2.418,00 10 5 abr/16 abr/16 676,79 3 Nov/2015 3 mar/16 mar/16 483,78 3 abr/16 abr/16 385,68 5 abr/16 abr/16 2.717,53 3 abr/16 abr/16 591,00 5 abr/16 abr/16 1.670,00 3 abr/16 abr/16 426,95 3 mar/16 mar/16 376,95 3 abr/16 abr/16 369,60 3 abr/16 abr/16 557,65 3 fev/16 Dez. a Fev./2016 795,82 TOTAL 5 13.400,91

23

COMISSÃO DO CLERO Recebido em Maio de 2016 Referente Valor

abr/16 mar/16

9.211,02 330,00

abr/16 mar/16 Mar. E Abr./2016 abr/16

282,82 1.619,85 2.194,54 2.395,14

abr/16 Mar. E Abr./2016

196,27 2.179,25

mar/16 Mar. E Abr./2016 abr/16

416,00 1.163,29 325,86

abr/16 TOTAL 4

241,43 20.555,47


Boletim Informativo - JUNHO de 2016

Ģ HĬ İ Ī HF Î REGIÃO SAGRADA FAMILIA (06). 01- Guaiuba 02- Itaitinga 03- Maranguape 04- Maracanaú 05- Pacatuba (maio/nov-11) 06- Pajuçara 07- Tabatinga 08- Conj.Industrial 09- Jereissati-Timbó 10- S.Fcº das Chagas - Jereissati II 11- Acaracuzinho 12- Pavuna 13- s. João Batista - Jaçanaú

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA COMISSÃO DO CLERO Último Mês Recebido em Maio de 2016 % Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor Recibo Referente Valor Dez/2015 Dez/2015 1.153,89 3 Dez/2015 Dez/2015 346,16 mar/16 10 abr/16 abr/16 4.045,27 3 abr/16 abr/16 2.022,63 abr/16 abr/16 5.149,31 5 abr/16 abr/16 2.574,66 Dez/2014 3 Dez/2014 abr/16 abr/16 3.814,11 5 abr/16 abr/16 1.907,05 abr/16 Ago.15 a Abr./2016 26.153,92 3 abr/16 Ago.15 a Abr./2016 4.632,39 abr/16 abr/16 2.128,55 5 abr/16 abr/16 638,58 abr/16 abr/16 1.749,00 3 abr/16 abr/16 524,70 jan/16 jan/16 2.439,92 3 jan/16 jan/16 731,97 abr/16 abr/16 2.210,71 3 abr/16 abr/16 663,21 Dez/2015 3 Dez/2015 fev/16 Jan. e Fev./2016 3.250,59 3 fev/16 Jan. e Fev./2016 975,17 TOTAL 6 52.095,27 TOTAL 6 15.016,52

HISTÓRICO REGIÃO PRAIA -SÃO PEDRO E S.PAULO (07). 01- Aruarú 02 .São José. - Alto Luminoso 03- Horizonte 04- Aquiraz 05- Beberibe 06- Cascavel 07- Chorozinho 08- Guanacés 09- Pacajus 10- Parajurú 11- Pindoretama 12- Pitombeiras 13- Sucatinga 14- Tapera 15- Caponga 16 - Capim da Roça 18 - Lagoa Seca

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA COMISSÃO DO CLERO Último Mês Recebido em Maio de 2016 % Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor Recibo Referente Valor abr/16 Mar. E Abr./2016 2.262,16 3 abr/16 Mar. E Abr./2016 678,64 fev/16 3 fev/16 mar/16 mar/16 2.540,70 5 mar/16 mar/16 1.274,85 abr/16 abr/16 2.307,49 3 abr/16 abr/16 692,24 Dez/2014 3 Dez/2014 abr/16 abr/16 2.070,60 3 abr/16 abr/16 621,20 mar/16 mar/16 1.892,77 3 mar/16 mar/16 567,83 abr/16 3 abr/16 abr/16 abr/16 4.143,63 5 abr/16 abr/16 2.071,81 abr/16 abr/16 1.508,00 3 abr/16 abr/16 452,40 mar/16 5 mar/16 abr/16 abr/16 870,55 3 abr/16 abr/16 261,17 abr/16 abr/16 1.870,41 3 abr/16 abr/16 561,12 abr/16 abr/16 1.149,95 3 abr/16 abr/16 344,98 abr/16 abr/16 1.028,88 3 abr/16 abr/16 308,66 abr/16 abr/16 623,52 3 abr/16 abr/16 187,05 abr/16 abr/16 1.167,31 3 abr/16 abr/16 350,19 TOTAL 7 23.435,97 8.372,14

HISTÓRICO REGIÃO SERRA- N.SRA. DA PALMA (08). 01- Acarape 02- Antonio Diogo 03- Aracoiaba 04- Aratuba 05- Barreira 06- Baturité 07- Ideal 08- Ocara 09- Pacoti 10- Palmacia 11- Redenção 12- Mulungú 13- Guaramiranga 14- Baturité - Putiú Antonio Diogo (acordo)

MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA COMISSÃO DO CLERO Último Mês Ī ÑŃÑNÒŇŎ ÑÖ Ì MÒŎ ŇÑ ČĆĈĎ % Último Mês Recebido em Maio de 2016 Recibo Referente Valor Recibo Referente Valor mai/16 mai/16 1.978,31 3 mai/16 mai/16 593,49 Março/2015 3 Março/2015 mar/16 mar/16 2.870,47 5 mar/16 mar/16 1.435,23 abr/16 abr/16 1.746,03 3 abr/16 abr/16 528,91 abr/16 abr/16 2.092,72 3 abr/16 abr/16 627,81 abr/16 abr/16 4.730,28 5 abr/16 abr/16 2.365,14 abr/16 abr/16 1.187,04 3 abr/16 abr/16 356,11 abr/16 abr/16 2.707,43 3 abr/16 abr/16 812,23 mai/16 Mar. A Mai./2016 3.924,00 3 mai/16 Mar. A Mai./2016 1.177,20 Out/2015 3 Out/2015 fev/16 3 fev/16 abr/16 abr/16 399,00 3 abr/16 abr/16 119,70 mar/16 3 mar/16 abr/16 abr/16 1.471,77 3 abr/16 abr/16 441,53 parcela(32ª) TOTAL 8

24

23.107,05

TOTAL 8

8.457,35


Boletim Informativo - JUNHO de 2016 Ģ HĬ İ Ī HF Î MITRA ARQUIDIOCESANA DE FORTALEZA REGIÃO SERTÃO -SÃO FCº DAS CHAGAS Último Mês Recebido em Maio de 2016 (09). Recibo Referente Valor 01- Caiçara mar/16 02- Canindé abr/16 abr/16 15.391,99 03- Caridade mar/16 mar/16 849,92 04- Campos Belo mar/16 Jan. a Mar/2016 1.039,52 05- Itapebussu mar/16 mar/16 1.529,91 06- Paramoti jan/16 07 - Paroquia S. José - Canindé abr/16 abr/16 487,22 TOTAL 9 19.298,56 R E S U M O

COMPETÊN CIA

01. Região Metropolitana São José 02. Região Metrop.- Bom Jesus dos Aflitos 03. Região Metrop.- N.Sra. Da Assunção 04. Região Metrop.- N.Sra. Da Conceição 05. Região Metrop.- N.Sra. Dos Prazeres 06- Região Metrop.- Sagrada Familia 07- Região Praia - São Pedro e S.Paulo 08- Região Serra - N.Sra. Da Palma 09- Região Sertão - São Fcº das Chagas

VALOR

% Último Mês Recibo 3 mar/16 5 abr/16 3 mar/16 3 mar/16 3 mar/16 3 jan/16 5 abr/16

COMISSÃO DO CLERO Recebido em Maio de 2016 Referente Valor abr/16 mar/16 Jan. a Mar/2016 mar/16

7.695,99 254,98 311,84 458,97

abr/16 TOTAL 9

146,16 8.867,94

COMPETÊN CIA

VALOR

mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16

111.251,33 95.596,37 26.282,02 55.796,50 39.264,32 52.095,27 23.435,97 23.107,05 19.298,56

mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16 mai/16

48.120,65 22.318,34 9.270,33 20.555,47 13.400,91 15.016,52 8.372,14 8.457,35 8.867,94

TOTAL GERAL

446.127,39

TOTAL GERAL

154.379,65

İ Î İ Ė I Ĩ C Ī ĜĨ Ė Ĭ Ĭ Ĝ H ISTÓ R IC O R ES U M O D O R ETO R N O

111.531,85 M ITR A A R Q U ID IO C ES A N A D E F O R TA L EZ A Ú lt im o M ê s R e ce b id o e m M aio d e 2 0 1 6 R e cib o R e fe r e n t e V alo r

R ETO R N O R EG IÕ ES 0 1 . R eg i ã o M etr o p o l i ta n a S ã o Jo s é 0 2 . R eg i ã o M etr o p .- B o m Jes u s d o s Afl i to s 0 3 . R eg i ã o M etr o p .- N .S r a . D a As s u n ç ã o 0 4 . R eg i ã o M etr o p .- N .S r a . D a C o n c ei ç ã o 0 5 . R eg i ã o M etr o p .- N .S r a . D o s P r a zer es 0 6 - R eg i ã o M etr o p .- S a g r a d a F a m i l i a 0 7 - R eg i ã o P r a i a - S ã o P ed r o e S .P a u l o 0 8 - R eg i ã o S er r a - N .S r a . D a P a l m a 0 9 - R eg i ã o S er tã o - S ã o F c º d a s C h a g a s 1 0 - F u n d o d e r es er v a

H ISTÓ R IC O O U TR A S C O N TR IB U IÇ Õ ES 0 1 . C o m u n i d a d e C a tó l i c a S h a l o m 0 2 . C o m . O b r ei r o s d a Ta r d i n h a - C O T 0 3 . C o m u n i d a d e C . An u n c i a -m e 0 4 . C o m u n i d a d e C . F a c e d e C r i s to 0 5 . C o m u n i d a d e C .N o v a Ev a n g el i za ç ã o 0 6 . F AM EC 0 7 . Ca s a de Sã o Fra nc i s c o 0 8 . C o m u n i d a d e C a tó l i c a R ec a d o 0 9 . C o m u n i d a d e C a tó l i c a Jes u s e M a r i a 1 0 . S O S d e D eu s 1 1 . O b r a Lu m en d e Ev a n g . 1 2 . D i s c i p u l a d o d e Jes u s C r i s to 1 3 . C o m u n i d a d e S er v o s d a D i v i n a M i s er i c ó r d i a 1 4 . I n s ti tu to N . S r ª d a Au r o r a R EC EB ID O D E 0 1 a 3 1 / 0 5 / 2 0 1 5

P O R C EN TA G EM 10% 10% 10% 10% 10% 10% 10% 10% 10% 10% TO TA L D O R ETO R N O

V A L O R 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 .1 5 3 ,1 8 1 1 1 .5 3 1 ,8 5

M ITR A A R Q U ID IO C ES A N A D E F O R TA L EZ A Ú L TIM O M ÊS R e ce b id o e m M aio d e 2 0 1 6 R EC EB ID O R EF ER EN TE VALOR m a r /1 6 m a r /1 6 1 7 .0 0 0 ,0 0 a b r /1 6 a b r /1 6 5 0 0 ,0 0 a b r /1 6 a b r /1 6 3 0 0 ,0 0 m a r /1 6 m a i /1 6 m a i /1 6 1 0 0 ,0 0 D ezem b r o /2 0 0 6 D ezem b r o /2 0 1 0 a b r /1 6 a b r /1 6 3 0 0 ,0 0 fev /1 6 Ju l h o /2 0 1 5 a b r /1 6 a b r /1 6 2 0 0 ,0 0 N o v em b r o /2 0 1 5 a b r /1 6 a b r /1 6 1 .4 0 0 ,0 0 j a n /1 6 TO TA L D E O U TR A S 1 9 .8 0 0 ,0 0

25

Boletim informativo junho 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you