Page 1

Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

Plano Escolar 2018 Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

V.00 - NOVEMBRO 2017 Elaboração – Equipe Escolar Aprovação - Wilson Bizerra Sanches Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

1


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO .............................................................................................................................................. 3 1 - IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA - CFP: 1.41 - ANO: 2018 .......................................................................... 4 2 - SÍNTESE DA AVALIAÇÃO DAS METAS DA UNIDADE PROPOSTAS NO ANO ANTERIOR ................. 6 3 - OBJETIVOS E METAS DO C.F.P. “ENGº JAMES C. STEWART” PARA 2018 ........................................ 7 4 - OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS E METAS DA UNIDADE FIXADAS PARA O ANO .................... 8 5-

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ...............................................................................................................11

5.1 - Estratégias propostas para o processo seletivo de alunos ....................................................................11 5.2 - Estratégias propostas para a avaliação do rendimento escolar ............................................................13 5.3 - Estratégias propostas para a recuperação contínua .............................................................................13 5.4 - Compensação de Ausências ..................................................................................................................14 5.5 - Certificação .............................................................................................................................................14 5.6 - Estratégias propostas para as atividades complementares ..................................................................14 5.7 - Estratégias propostas para o aprimoramento do processo pedagógico................................................17 5.8 - Formas de integração com a comunidade,empresas, famílias e com os alunos ..................................17 5. 9 - Desenvolvimento de pessoal .................................................................................................................18 6 - OUTROS ITENS CONSIDERADOS RELEVANTES PELA EQUIPE DA ESCOLA .................................18 ANEXO II – TAXA DE OCUPAÇÃO PREVISTA ..............................................................................................19 ANEXO III - CALENDÁRIO ESCOLAR ............................................................................................................20 ANEXO IV - QUADRO DE PESSOAL DOCENTE ...........................................................................................22 ANEXO V - QUADRO DE PESSOAL NÃO DOCENTE ...................................................................................23

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

2


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

APRESENTAÇÃO O presente Plano Escolar encontra-se organizado de modo a garantir a implementação da Proposta Pedagógica vigente, do Regimento Comum das Unidades Escolares SENAI, e do que estabelecem a Lei Federal 9.394/96 (Diretrizes e Bases da Educação Nacional), o parecer CNE/CEB 16/99 e a Resolução CNE/CEB 4/99, que instituem as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico. CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL O Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart” é um estabelecimento de ensino profissionalizante, que forma profissional para o setor metroferroviário. É mantido pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, por meio do TERMO DE COOPERAÇÃO firmado com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI. A HISTÓRIA A Formação Profissional Ferroviária em nossa Empresa teve seu início em 1943, nas oficinas, com um número reduzido de alunos. Em 25/01/1951, com instalações apropriadas, foi fundada a Escola Profissional Ferroviária de Paranapiacaba. Em 01/02/1954, mais uma escola iniciou suas atividades, recebendo o nome de escola Profissional Ferroviária da Lapa. Receberam o nome de escola Senai Ferroviária de Paranapiacaba e Escola Senai Ferroviária de Lapa em 1961, com o evento de Acordo Rede/Senai. Com o objetivo de unificar as duas escolas num único Centro de Aprendizagem, em 1972, foi fundado o Centro de Formação Profissional de São Paulo, que mais tarde, em 1975, com novas instalações, recebeu o nome de Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”. Seu nome foi escolhido carinhosamente nos assentamentos da Empresa. JAMES CLEGHORN STEWART foi um dedicado engenheiro escocês que atuou na São Paulo Railway – SPR, entre 1913 e 1973.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

3


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

1 -IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA - CFP: 1.41 - ANO: 2018

CARACTERIZAÇÃO DA SITUAÇÃO Nome da Escola: Ato legal de funcionamento: Endereço Completo: Início das Atividades: Telefones: Fax: Site: CNPJ: E-mail: Área do terreno: Área construída: Previsão de ampliação construída: Feriado Municipal:

C.F.P. “Engº James C. Stewart” Portaria CEE, nº 10 de 08/12/1980 Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1000 – Vila Anastácio – CEP: 05092-040 – São Paulo – SP 25 de janeiro de 1951 (011) 3619-7301 / (011) 3619-7308 / (011) 3619-7114 http://ferrovia.sp.senai.br wilson.sanches@cptm.sp.gov.br 19.122,23 m² 3.386,73 m² da

área

25 de janeiro 20 de novembro

EQUIPE ESCOLAR Diretor: Secretário: Assistente de Secretaria: Coordenador (es):

Agente de Apoio ao Ensino: Assistente Social: Bibliotecário: Instrutor (es) Orientador (es) Agente (s) de Treinamento

Wilson Bizerra Sanches Sérgio Alves de Siqueira Marcia Aparecida dos Santos Miguel Ângelo Vanni Robinson Tomageski Morales - SENAI - Instrutor III Ana Célia Calvo Mardegan - SENAI - Instrutor III Francisca Aparecida Costa -

QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS DO CFP/CT Total de funcionários administrativos 01 (estagiário) Total de funcionários docentes 02 - SENAI - Instrutor III (instrutores e professores) 08 - SENAI - Instrutor II 02 - SENAI – Professor Total de funcionários do quadro 20 (vinte)

INFORMAÇÕES GERAIS

LABORATÓRIOS

um de Informática com 16 lugares; um de CLP com 16 lugares; dois de Desenho com 16 lugares cada um; um de Metrologia / CNC com 16 lugares; um de Hidráulica e Pneumática com 16 lugares; um de Eletroeletrônica com 16 lugares; um de Comandos Elétricos com 16 lugares; um de Telecomunicação com 16 lugares; um de Ferrovia Didática com 16 lugares; um de Simulação de Controle de Tráfego com 8 lugares; um de Eletrônica Digital e Analógica com 16 lugares. um de Estação Didática Ferroviária com 16 lugares. o um de Simulação de Operação de Trens com 2 postos de operação e 6 postos de observação. o o o o o o o o o o o o

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

4


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

o Metalmecânica - 16 postos.

OFICINA

o Três salas com 32 lugares.

SALAS DE AULA

o Uma sala com 16 lugares.

EMPRESA LIMPADORA

o Empresa contratada pela CPTM.

EMPRESA DE VIGILÂNCIA E PORTARIA

o Empresa contratada pela CPTM

CANTINA

-

ATENDIMENTO AO CLIENTE

-

ESTAGIÁRIOS

-

CONVÊNIOS

o CPTM/SENAI.

REPROGRAFIA

o Escola SENAI “Mariano Ferraz”

PRODUÇÃO – MATRÍCULAS TIPO DE OFERTA

2013

2014

2015

2016

2017

2018

OFERTA REGULAR

269

280

261

278

267

246

OFERTA FLEXÍVEL

2500

5095

5600

5000

5000

5000

TOTAL

2769

5375

5861

5278

5267

5246

FINANCEIRO DADOS

2018

2013

2014

2015

2016

2017

RECEITA

1.970.000,00

2.220.000,00

2.600.000,00

2.730.000,00

2.860.000,00

2.925.000,00

DESPESAS

1.970.000,00

2.200.000,00

2.600.000,00

2.730.000,00

2.860.000,00

2.925.000,00

AUTO-

-

-

-

-

-

-

FINANCEIROS

(previsão)

SUSTENTABILI DADE

OFERTA ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ESCOLA:

Metroferroviária

MUNICÍPIOS ATENDIDOS:

Capital e Grande São Paulo

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

5


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

OFERTA REGULAR MODALIDADE

14.640

14.940

PREVISÃO DE

CURSO

ATO NORMATIVO

MATRÍCULAS P/ 2018

Técnico em Manutenção de

216

CO – 13/14

Sistemas Metroferroviários

Assistente Administrativo

30

RE – 40/05

246

TOTAL PARA 2018

OFERTA FLEXÍVEL TIPO DE OFERTA

PREVISÃO

DE

MATRÍCULA ESCOLA

-

-

-

COMUNIDADE

-

-

-

EMPRESA

5000

-

-

TOTAL PARA 2018

5000

-

-

LINHAS DE SERVIÇOS (STT): 2 - SÍNTESES DA AVALIAÇÃO DAS METAS DA UNIDADE PROPOSTAS NO ANO ANTERIOR

METAS

RESULTADOS OBTIDOS

1. Garantir o atendimento, em 100%, da demanda especificada pela empresa, para os cursos de Aprendizagem Industrial e Técnico, direcionados ao aluno

Atingido – 100%

aprendiz.

2. Manter relações com empresas e instituições dos setores produtivos metroferroviários visando à oferta de mão-de-obra para atendimento específico de

Atingido – 100%

cada setor: METRÔ, MRS, CBTU, ALL, Alstom, Villares, Siemens. CCR – Via 4 e CAF

3. Promover, no mínimo, duas visitas técnicas, no semestre, a empresas, feiras, exposições técnicas, museus, atendendo a especificidades de cada curso em

Atingido – 100%

desenvolvimento.

4. Promover o desenvolvimento de competências sociais, éticas, cidadania e

Atingido – 100%

trabalho em equipe por meio de módulos específicos nos cursos, e por meio de Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

6


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41 atividades integradoras direcionadas ao desenvolvimento de hábitos e atitudes disciplinares: teatro, museu e jornal mural.

5. Atender a Gerência de Recursos Humanos da CPTM na elaboração de provas

Atingido – 100%

e na organização de processos seletivos internos e concursos externos.

6. Atender solicitação de capacitação de empregados da Companhia por meio de várias

modalidades:

curso

de

Qualificação

Profissional,

Aperfeiçoamento,

Atingido – 100%

Especialização entre outras formas de educação.

3 -OBJETIVOS E METAS DO C.F.P. “ENGº JAMES C. STEWART” PARA 2018 A tabela a seguir, apresenta o conjunto das metas e indicadores de desempenho a serem desenvolvidos no C.F.P. que vigorarão em 2018. Garantir em 100% do CT e CAI a elaboração do Plano de Ensino, em conformidade com as ementas definidas nos Planos de Cursos Aprovados.

Garantir em 100% do CT e CAI desenvolvidos, o cumprimento dos planos de ensino elaborados.

Garantir que 100% dos alunos matriculados no CAI e CT atendam aos pré-requisitos de idade e escolaridade especificada em Edital de Concurso Público.

Garantir em 100% dos cursos desenvolvidos, a expedição e encaminhamento para registro de todos os documentos de conclusão.

Planos de Ensino em conformidade com as ementas

Planos de ensino elaborados

Planos de Ensino executados

Planos de Ensino elaborados

Sérgio A. de Siqueira Nº de matrículas novas Nº de documentos de conclusão expedidos e encaminhados para registro, até 30 dias após o encerramento dos cursos

Sérgio A. de Siqueira

Nº total de alunos concluintes

Informar a 100% dos alunos do CAI e CT, os resultados da Avaliação. Nº total de alunos matriculados

Garantir que 100% dos docentes que atuam no CT possuam licenciatura específica ou atendam o CO – DITEC – 004/11.

Miguel Ângelo Vanni Robinson T. Morales Ana Célia C. Mardegan

Nº alunos em situação regular

Nº de alunos ou responsáveis informados do resultado da avaliação

Efetuar o processo de escrituração de 100% dos registros escolares dos componentes curriculares do CT encerrados, antes do início do próximo ano letivo, inclusive com a expedição e arquivamento dos documentos pertinentes.

Miguel Ângelo Vanni Robinson T. Morales Ana Célia C. Mardegan

Miguel Ângelo Vanni Robinson T. Morales Ana Célia C. Mardegan

Nº de processos de escrituração encerrados Sérgio A de Siqueira Nº de alunos matriculados

Nº de docentes em situação regular Nº total de docentes

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

Wilson Bizerra Sanches

7


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

4 -OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS E METAS DA UNIDADE FIXADAS PARA O ANO OBJETIVOS GERAIS 1.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS Estar 1.1 – Aprimorar a metodologia de aprendizagem utilizando os recursos

sintonizado

com didáticos e equipamentos de simulação.

as

1.2 – Manter relações com empresas e instituições dos setores produtivos

transformações

metroferroviários visando à oferta de mão de obra especializada.

políticas

Nº utilização dos simuladores Nº de utilização proposto

META (numérica) 100%

e

tecnológicas setor

VARIÁVEIS EXPLICATIVAS

do

metro-

ferroviário, atendimento

para das

necessidades de

empresas referenciais empresas propostas

100%

formação de mão de

obra

da

Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

8


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

2. – Constituir-se 2.1 – Formar profissionais qualificados no setor metroferroviário num

centro

de buscando atender às necessidades da Empresa.

referência

2.2 – Atender solicitação da Companhia na Qualificação Profissional,

educacional setor

do Aperfeiçoamento, e ou Especialização de seus colaboradores.

necessidades da empresa atendimento realizado Nº de solicitações da Companhia

metrocomo 2.3 – Proporcionar qualificação profissional a aprendizes admitidos pela

pólo de geração, CPTM, na faixa etária entre 17 e 22 anos, por meio dos Cursos absorção transferência novas tecnologias

100%

atendimento realizado

ferroviário, atuando

100%

e Aprendizagem Industrial e Técnico, que atendam às aspirações do aluno

necessidade de empresa alunos matriculados

100%

de e às necessidades de preparo e/ou reposição de mão de obra na CPTM. 2.4 – Possibilitar aos jovens empregabilidade nas empresas de de transportes sobre trilhos, operadoras e fornecedoras.

alunos formados alunos empregados

transporte sobre 2.5 – Desenvolver as competências sociais, éticas, cidadania e trabalho trilhos em equipe por meio de módulos específicos nos cursos e por meio de

nº atividades propostas

atividades integradoras direcionadas ao desenvolvimento de hábitos e

nº atividades realizadas

80%

100%

atitudes disciplinares: teatro, museu e jornal mural. 2.6 – Atender a Gerência de Recursos Humanos da CPTM na

demanda solicitada

organização de processos seletivos internos e concursos públicos.

demanda atendida

100%

2.7 – Realizar visitas técnicas para complementação de estudos. visitas propostas visitas realizadas

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

100%

9


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

3. – Implementar 3.1 – Implementar Laboratório de Equipamentos Metroferroviaários: e

aprimorar Sistema de Abertura e Fechamento de Portas, Pantógrafo, Sistemas de

melhorias Ambientes Ensino,

aos Tração e Frenagem e Máquinas de Chave utilizados nos Aparelhos de de Mudança de Via.

de Legal – NR35, na instalação de postes de sinalização e guarda-corpo.

Educação Profissional

Empregados CPTM.

100%

Instalação de poste e guarda-corpo

100%

Instalação realizada

à

Alunos Aprendizes

Implementação realizada

para

atendimento aos 3.2 – Adequação da estrutura utilizada em Treinamento de Exigência programas

Implantação do laboratório

3.3 – Manutenção do mock-up de carro metroferrovário: iluminação do e salão, dos faróis, do painel de comando e fechamento de portas. da 3.4 – Instalação de dois painéis digitais, por meio de TV’s LCD, para veiculação de informações escolares, avisos e campanhas coorporativas.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

Manutenção prevista Manutenção realizada Instalação de painéis digitais Instalação realizada

100%

100%

10


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” –

5 - EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 5.1 - ESTRATÉGIAS PROPOSTAS PARA O PROCESSO SELETIVO DE ALUNOS No curso Técnico em Manutenção de Sistemas Metroferroviários e nos cursos de Aprendizagem Industrial é exigida a aprovação em Concurso Público, mediante autorização do Diretor Presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM. A inscrição do candidato no Concurso Público, implicará a aceitação irrestrita e cumprimento obrigatório de todas as exigências e condições estabelecidas no Edital de Concurso Público para Aluno Aprendiz e nos demais comunicados a serem publicados oportunamente pela empresa contratada para a realização do concurso e/ou pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, das quais não poderá alegar desconhecimento, assumindo inteira responsabilidade pelas informações constantes em seu formulário de inscrição, sob as penas da lei. As inscrições são realizadas via Internet no endereço eletrônico da empresa contratada. A divulgação oficial de todas as etapas, resultados e demais comunicações referentes a este Concurso se dará na forma de Editais, Extratos de Editais e Avisos, nos seguintes meios e locais: a) divulgação eletrônica pelos endereços da empresa contratada, e www.cptm.sp.gov.br, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM; b) divulgação nas estações: Brás, Luz e Barra Funda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos - CPTM; c) publicação do Edital de Abertura de Inscrições no jornal Diário Oficial do Estado de São Paulo – DOE; d) publicação do Gabarito das questões objetivas da Prova de Conhecimentos Teóricos do Concurso Público para o cargo de Aluno Aprendiz da CPTM, pela empresa responsável pelo concurso público em seu site. Pré-requisitos exigidos no Concurso Público CURSO TÉCNICOEnsino médio completo e idade entre 17 anos e 22 anos. APRENDIZAGEM INDUSTRIALEnsino médio completo e idade entre 18 e 22 anos. Por Concurso Público, os candidatos são submetidos a uma prova de conhecimentos de Matemática, Português e Atualidades compatíveis com o nível de escolaridade exigido. A prova é avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos estatisticamente de acordo com o desempenho do grupo a ela submetido. Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

11


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIAS • As pessoas portadoras de deficiência, amparadas pelo artigo 37, VIII, da Constituição Federal, e pelo art. 5º, § 2º, da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, poderão concorrer, em igualdade de condições, com os demais candidatos a todas as vagas, sendo-lhes, porém, reservado o percentual de 5% do total de vagas existentes para cada especialidade do Concurso Público Aluno Aprendiz, de acordo com o disposto no Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999. • Caso a aplicação do percentual acima indicado, venha a resultar em fração de número inteiro, o número de vagas a ser reservado para portadores de deficiência será elevado até o primeiro número inteiro subsequente, ainda que seja apenas uma. • Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal nº 3.298/1999. • O preenchimento das vagas de aluno-aprendiz dar-se-á na modalidade de colocação competitiva; isto é, por processo de contratação regular, nos termos da legislação trabalhista e previdenciária, que independe da adoção de procedimentos especiais, não sendo excluída a possibilidade de utilização de apoios especiais para sua concretização, nos termos da lei (Decreto Nº 3.298/99, art. 35, I, § 2º e 3º). • Caso o candidato portador de deficiência necessite de tratamento diferenciado nos dias do concurso, deverá solicitá-lo no ato da inscrição, indicando as condições diferenciadas de que necessitará para a realização das provas. • No ato da inscrição, o candidato portador de deficiência deverá apresentar Laudo Médico atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da doença. • O candidato portador de deficiência, se classificado no Concurso, figurará em lista específica e, caso obtenha classificação necessária, figurará também na listagem de classificação geral dos candidatos ao cargo de sua opção. • A compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência do candidato será avaliada por equipe multiprofissional, durante o estágio de aluno-aprendiz, com observância dos critérios previstos no § 1º do art. 43 do Decreto Nº 3.298/99. • A equipe multiprofissional é, nos termos do que estabelece o art. 43 do Decreto Nº 3.298/99, composta de 3 (três) profissionais capacitados e atuantes das áreas das deficiências apresentadas pelos candidatos, sendo um deles médico, e 3 (três) profissionais integrantes da carreira almejada pelos candidatos portadores de deficiência. • A não observância do disposto nos subitens anteriores acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tais condições. Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

12


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – • As vagas reservadas aos candidatos portadores de deficiência que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação ou eliminação do Concurso, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação de cada um.

5.2 - ESTRATÉGIAS ESCOLAR

PROPOSTAS

PARA

A

AVALIAÇÃO

DO

RENDIMENTO

Serão utilizados, em cada componente curricular, dois ou mais instrumentos de avaliação elaborados pelo docente e aprovados pela Coordenação. Nesse processo de avaliação, serão feitas análises dos conhecimentos, atitudes e habilidades demonstradas pelos alunos no decorrer do curso, tanto individualmente como da turma. Será realizada a avaliação somativa, que resultará numa nota expressa em números, de 0 (zero) a 100 (cem). Após conclusão da carga horária de cada componente curricular, o docente atribuirá ao aluno uma nota síntese calculada na forma de média aritmética das notas obtidas em cada avaliação.

5.3 - ESTRATÉGIAS PROPOSTAS PARA A RECUPERAÇÃO CONTÍNUA A Proposta Pedagógica da Escola define a recuperação de estudos como um processo contínuo que permeia toda a prática docente ao longo do período letivo. Para alunos que não atingirem de modo satisfatório os objetivos específicos propostos em cada componente curricular, serão proporcionados assistência individual e estudos, a título de recuperação, em época imediata à deficiência apresentada (com aproveitamento inferior a 50%, ou seja, notas menores que 50). A recuperação deverá ocorrer de forma contínua, imediatamente após a constatação de aproveitamento insatisfatório, por meio de atividades diversificadas, que deverão promover a superação das falhas de aprendizagem. A recuperação visará proporcionar aos alunos condições de atingir o aproveitamento satisfatório. Considerando a necessidade de um ranqueamento que será usado como um dos critérios para uma possível efetivação como empregados da CPTM, a pontuação máxima a ser atribuída, após o período de recuperação, será 50(cinquenta), correspondente ao mínimo exigido para a aprovação ao final de cada componente curricular.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

13


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” –

5.4 – COMPENSAÇÃO DE AUSÊNCIAS O aluno, nos termos do Regimento Comum, tem direito a 25% de faltas sobre a carga horária das aulas dadas em cada componente. Se ultrapassado esse limite, o aluno terá direito a compensar as ausências desde que as faltas estejam, segundo legislação específica, legalmente justificadas. Toda compensação de ausências deverá ser presencial, e a frequência constará em livro próprio, sendo registrado também, o dia, hora e tempo de permanência do aluno na escola. Caberá ao professor do componente curricular definir o tipo de atividade a ser desenvolvido para a compensação de ausências. O aluno que não compensar as ausências será retido por faltas e serão adotados os mesmos procedimentos da retenção por nota.

5.5 - CERTIFICAÇÃO Ao aluno será conferido um Certificado de Qualificação Profissional de Aprendizagem Industrial na seguinte modalidade: • Assistente Administrativo após haver cumprido com aproveitamento a carga horária de 800 horas conforme grade curricular. • Ao aluno será conferido o Diploma de Técnico em Manutenção de Sistemas Metroferroviários após haver cumprido com aproveitamento a carga horária de 2000 horas conforme grade curricular.

5.6 - ESTRATÉGIAS PROPOSTAS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Tendo em vista a qualidade da formação dos alunos e a inserção deles na sociedade, a Escola desenvolve paralelamente às ações rotineiras do processo de ensino e avaliação do rendimento escolar, um conjunto de atividades complementares, abaixo relacionadas. a) COORDENAÇÃO DE PRÁTICA PROFISSIONAL SUPERVISIONADA Atividade exercida por um Coordenador de Prática Profissional Supervisionada indicado pela Diretoria. Consiste em planejar e realizar a orientação, o encaminhamento e a avaliação dos Alunos Aprendizes em fase de Prática Profissional Supervisionada, incluindo as visitas de supervisão de Prática Profissional Supervisionada nos setores da empresa onde se dá a atuação do aluno. Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

14


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” –

São atribuições específicas do Coordenador de Prática Profissional Supervisionada: • visitar o posto de trabalho para averiguação da segurança e da necessidade quantitativa de Alunos Aprendizes, em fase de Prática Profissional Supervisionada, para o setor; • manter atualizado o cadastro de alunos aprendizes em Prática Profissional Supervisionada; • avaliar estratégias de adaptação do aluno aprendiz em Prática Profissional Supervisionada fora do Centro de Formação Profissional; • acompanhar assiduidade dos alunos, por meio de registro eletrônico de frequência, e comunicar a direção quando necessário; • avaliar a pertinência das atividades realizadas pelo aluno aprendiz, analisando os relatórios mensais; • proporcionar visitas técnicas a outros setores da empresa ou fora dela; • dialogar com o aluno aprendiz, sempre que necessário, a respeito de problemas profissionais ou particulares e encaminhar à Orientação Educacional. b) ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL Atividade exercida por um profissional com formação específica de educação, para atendimento aos alunos aprendizes. São atribuições do Orientador Educacional: • assistir os alunos , individualmente ou em grupos, com vista ao desenvolvimento integral de sua personalidade; • comunicar à direção a necessidade de encaminhamento de alunos para tratamento médico ou psicológico. c) MEDICINA OCUPACIONAL Atividade exercida pelo Departamento de Medicina Ocupacional da CPTM, que tem sob sua responsabilidade: • a realização de exames médicos para selecionar os candidatos à matrícula; • a aplicação das normas do PCMSO (Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional); • o desenvolvimento de atividades profiláticas e corretivas sobre o processo de educação e prevenção da saúde. d) PREVENÇÃO DE ACIDENTES O Centro de Formação Profissional segue orientações da CIPA ADMINISTRATIVA, que é constituída por representantes da Empresa mantenedora e dos empregados, sendo regida por regulamento próprio, devidamente aprovado pela Administração da Empresa.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

15


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – e) CIVISMO A Direção e os docentes procuram desenvolver no aluno a preocupação com o bem-comum, identificando-o com a noção de Pátria. Assim, a Escola tem procurado despertar atitudes e comportamentos de participação ativa em diferentes situações de sua realidade. As atividades relacionadas com a noção de civismo são realizadas por um profissional designado pelo Diretor do CFP. Essas atividades revestem-se de caracteres cívicos, expressados nas comemorações de datas nacionais, hasteamento semanal das Bandeiras Nacional, Paulista e da CPTM, canto do Hino Nacional. O Momento Cívico possibilita ao aluno apresentar um comportamento adequado às normas cívicas e ter consciência de seu papel de cidadão, respeitando o patriotismo. Apresenta como objetivos específicos: • tomar conhecimento da Lei 5700 de 1º de setembro de 1971, para reconhecer a importância da postura no hasteamento da Bandeira Nacional, durante a execução do Hino Nacional; • reconhecer a necessidade de respeitar normas de datas e horários, de iluminação e de disposição durante o hasteamento da Bandeira Nacional; • hastear a Bandeira Nacional ao mesmo tempo em que se executa o Hino Nacional; • pesquisar a Lei 5700 de 1º de setembro de 1971 para identificar os Símbolos Nacionais; • incluir temas transdisciplinares, projetos curriculares ou complementares, ou ainda de cursos de extensão, de acordo com sua realidade, conteúdos voltados ao processo de envelhecimento, ao respeito e à valorização do idoso, de forma a eliminar o preconceito e a produzir conhecimentos sobre a matéria, em atendimento ao que dispõe o art. 22, da lei 10.741/2003", de acordo com o Parecer nº 298/08, de 28/05/2008, da Câmara de Educação Básica do Conselho Estadual de Educação. f) CULTURA: 1- JORNAL MURAL O Jornal Mural dos alunos possibilita a comunicação e a integração entre as diversas classes/cursos e a ampliação do conhecimento, incentivando a pesquisa, a responsabilidade e o respeito ao ser humano, como cidadão comum. O conteúdo das matérias está voltado, especificamente, para as áreas técnicas da ferrovia. Também são apresentados artigos sobre cidadania, esportes, ecologia, medicina, profissões e mercado de trabalho. O jornal mural tem como objetivos específicos: • estimular o espírito de equipe, o respeito às diferenças individuais, considerando a necessidade de apresentação de matérias consensuais; Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

16


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – • incentivar a elaboração do texto escrito, reconhecendo a importância da clareza e da precisão ortográfica; •

utilizar conhecimentos adquiridos nas aulas de informática, elaborando a digitação, a

diagramação e a impressão do jornal. 2 – VISITAS, PALESTRAS E ENCONTROS Além de visitas voltadas para as áreas técnicas, são realizadas atividades que, numa visão histórico-social, buscam enriquecer a formação dos alunos.

5.7 - ESTRATÉGIAS PROPOSTAS PARA O APRIMORAMENTO DO PROCESSO PEDAGÓGICO Criação de novos ambientes pedagógicos e melhoria nos já existentes a) A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM – prevê a reforma no Prédio 2 visando à instalação de quatro novos ambientes de ensino, reformas das instalações dos sanitários dos prédios 2 e 3. Esses projetos preveem todas as modificações necessárias ao atendimento da legislação de acessibilidade. b) Implantação do Laboratório de Equipamentos Metroferroviário. c) Adequação de ambiente para Treinamento de Exigência Legal – NR35. d) Instalação Mural Digital.

5.8 - FORMAS DE INTEGRAÇÃO COM A COMUNIDADE, COM AS EMPRESAS, COM AS FAMÍLIAS E COM OS ALUNOS • COM A COMUNIDADE O Centro de Formação Profissional está localizado em um bairro que desfruta de todas as benfeitorias como iluminação, pavimentação, igrejas, ônibus, trem, farmácias, bancos, escolas de Ensino Fundamental e Médio, indústrias e comércio.

• COM A EMPRESA A Educação Profissional de nível Técnico propicia contato entre a Equipe Escolar e as empresas, durante o desenvolvimento do curso. Representantes das empresas constantemente visitam a Escola, onde obtêm uma ampla visão acerca do trabalho educacional realizado.

• COM AS FAMÍLIAS O desenvolvimento das competências, no seu sentido mais amplo, do aluno aprendiz na sua integridade, requer a participação da família. O Centro de Formação Profissional está ligado à Gerência de Recursos Humanos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Essa gerência possui em seu quadro grupo de psicólogos que prestam atendimento, quando requisitados, aos alunos e suas respectivas famílias, junto com a coordenação pedagógica. Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

17


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” –

• COM OS ALUNOS A integração entre os agentes do processo educativo, principalmente os docentes e os alunos, se dá pelo respeito à individualidade do educando. A organização curricular dos cursos privilegia as aulas em salas ambientes (laboratórios), com o máximo de 16 alunos por turma, dando condições à formação integral do aluno, observando seus aspectos cognitivos, emocional e social. Estimula, por meio de vivências em dinâmicas de grupo, o aumento da compreensão nos processos interpessoais.

5. 9 - DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL Os colaboradores do Centro de Formação Profissional participam de programas de desenvolvimento profissional definidos pelas empresas parceiras CPTM e ou SENAI-SP.

6 -OUTROS ITENS CONSIDERADOS RELEVANTES PELA EQUIPE DA ESCOLA 1- Visita Técnica aos Abrigos de Manutenção da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos; 2- Visita Técnica aos Laboratórios e Oficinas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos; 3- Visita Técnica ao Setor de Máquinas Especiais; 4- Visita Técnica ao Centro de Controle Operacional; 5- Visita Técnica à Subestação; 6- Visita Técnica à Máquina de Soldar Trilhos; 7- Participação em Feiras e eventos correlatos à Formação Profissional.

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

18


ANEXO II – TAXA DE OCUPAÇÃO PREVISTA SENAI/SP

ANEXO II

TAXA DE OCUPAÇÃO PREVISTA

CFP/CT: 1.41 Taxa de ocupação média (%) prevista 1º semestre de 2018 Nº

Instalações

2ª a 6ª feira

2º semestre de 2018

sábado

domingo

2ª a 6ª feira

sábado

domingo

M

T

N

M

T

N

M

T

N

M

T

N

M

T

N

M

T

N

1 Desenho Técnico - Invertor ( 16 alunos)

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

2 Desenho Técnico (16 alunos) 3 Laboratório de Informática (16 alunos) 4 Laboratório de Hidráulica/Pneumática (16 alunos)

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

30,0

30,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0 0,0

Laboratórios

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

80,0

80,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

80,0

80,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

80,0

80,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

80,0

80,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

7 Laboratório de Metrologia / CNC (16 alunos)

100,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

100,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

8 Simulador de Controle de Trafego (8 alunos)

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

9 Laboratório de CLP (16 alunos)

50,0

50,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

30,0

30,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

10 Via Permanente Didática (16 alunos)

20,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

20,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

11 Laboratório de Comandos Elétricos (16 alunos)

50,0

40,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

50,0

40,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

12 Oficina Metalmecânica (16 alunos)

20,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

20,0

20,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

13 Simulador de Operação de Trens (8 alunos)

30,0

30,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

30,0

30,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

1 Sala de aula nº 1A (16 alunos)

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

2 Sala de aula nº 3 (32 alunos)

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

3 Sala de aula nº 4 (32 alunos)

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

4 Sala de aula nº 5 (32 alunos)

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

70,0

70,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

5 Laboratório de Eletroeletrônica (16 alunos) 6 Laboratório de Eletrônica Analógica/Digital (16 alunos)

Salas de aula

M=MANHÃ, T=TARDE, N=NOITE

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

19


ANEXO III - CALENDÁRIO ESCOLAR SENAI-SP

UFP - 1.41

CALENDÁRIO ESCOLAR - 1º SEMESTRE DE 2018 - ALUNO APRENDIZ

ANEXO III

CURSO DIURNO DIAS A

DIAS DE COMPENSAÇÃO

COMPENSAR

DIURNO

26/01 14/02 29/03 30/04 01/06

20/01 03/02 17/03 07/04 26/05

NOTURNO

AULAS INÍCIO

TÉRMINO CAI - Diurno CT - Diurno

17/01/2018

22/06/2018

MÊS

JAN

FEV

DIAS LETIVOS

9

17

MAR ABR 20

20

S

MAI

JUN

TOTAL

21

20

107

7 14 21 28

ABRIL D 2ª 3ª 1 2 3 8 9 10 15 16 17 22 23 24 29 30

4ª 4 11 18 25

5ª 5 12 19 26

6ª 6 13 20 27

5ª 3 10 17 24 31

6ª 4 11 18 25

07 21 27 30

-

Compensação de 30/04/2018 Feriado Nacional -Tiradentes Reunião Pedagógica Compensado em 07/04/2018

Dias Letivos = 20 S

JANEIRO D 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª

1 2 6 7 8 9 13 14 15 16 20 21 22 23 27 28 29 30

3 4 5 10 11 12 17 18 19 24 25 26 31

2 a 16 - Férias Instrutores e alunos do CT 17 - Início do semestre letivo 20 - Compensação do do 26/01/2018 25 - Feriado Municipal Aniversário de São Paulo 26 - Compensado em 20/01/2018

S

Dias Letivos = 9

S 3 10 17 24

5 12 19 26

FEVEREIRO D 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 1 2 4 5 6 7 8 9 11 12 13 14 15 16 18 19 20 21 22 23 25 26 27 28

03 12 14 28

- Compensação de 14/02/2018 e 13 - Carnaval - Cinzas compensado em 03/02/2018 - Reunião Pedagógica

Dias Letivos = 17

S 3 10 17 24 31

MARÇO D 2ª 3ª 4ª 5ª 1 4 5 6 7 8 11 12 13 14 15 18 19 20 21 22 25 26 27 28 29

17 28 29 30

-

Compensação de 29/03/2018 Reunião Pedagógica Quinta Feira Santa compensado em 17/03/2018 Feriado Nacional Paixão de Cristo

1 - Feriado Nacional - Dia do Trabalho 30 - Reunião Pedagógica 26 - Compensação de 01/06/2018 31 - Feriado Nacional - Corpus Christi

Dias Letivos = 21

S

6ª 2 9 16 23 30

MAIO D 2ª 3ª 4ª 1 2 6 7 8 9 13 14 15 16 20 21 22 23 27 28 29 30

2 9 16 23 30

JUNHO D 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 1 3 4 5 6 7 8 10 11 12 13 14 15 17 18 19 20 21 22 24 25 26 27 28 29

01 29 29 25

- Compensado em 26/05/2018 - Divulgação de Notas e Faltas - Reunião Pedagógica / Encerramento do semestre letivo a 30 - Recesso Escolar Professores

Dias Letivos = 20

Dias Letivos = 20 Elaborado por:

Aprovado por:

Elaborado em 04/12/2017 - V00

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

20


SENAI-SP

CALENDÁRIO ESCOLAR - 2º SEMESTRE DE 2018 - ALUNO APRENDIZ

UFP - 1.41

ANEXO III

CURSO DIURNO DIAS A

DIAS DE COMPENSAÇÃO

COMPENSAR

DIURNO

16/11 19/11

06/10 10/11

NOTURNO

AULAS CT - Diurno

17/07/2018 MÊS

S

TÉRMINO

INÍCIO

CAI - Diurno

20/12/2018 JUL AGO

DIAS LETIVOS

11

23

SET OUT NOV 19

21

17

DEZ

TOTAL

14

105

6 13 20 27

OUTUBRO D 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 1 2 3 4 5 7 8 9 10 11 12 14 15 16 17 18 19 21 22 23 24 25 26 28 29 30 31

6 - Compensação de 16/11/2018 12 - Feriado Nacional da Padroeira do Brasil 15 - Feriado Escolar Dia do Professor 31 - Reunião Pedagógica

Dias Letivos = 21 S 7 14 21 28

D 1 8 15 22 29

JULHO 2ª 3ª 4ª 2 3 4 9 10 11 16 17 18 23 24 25 30 31

5ª 5 12 19 26

6ª 6 13 20 27

02 a 16 - Férias de Instrutores, Professores e alunos. 9 - Feriado Estadual - Revolução Constitucionalista 17 - Início do semestre letivo

S Dias Letivos = 11

S 4 11 18 25

AGOSTO D 2ª 3ª 4ª 1 5 6 7 8 12 13 14 15 19 20 21 22 26 27 28 29

3 10 17 24

D 2 9 16 23 30

2 - Feriado Nacional - Finados 10 - Compensação de 19/11/2018 15 - Feriado Nacional - Proclamação da República 16 - Compensado em 06/10/2018 19 - Compensado em 10/11/2018 20 - Feriado Municipal - Dia da Consciência Negra 30 - Reunião Pedagógica 30 - Divulgação de Notas e Faltas

31 - Reunião Pedagógica 5ª 2 9 16 23 30

6ª 3 10 17 24 31

Dias Letivos = 17

Dias Letivos = 23

S 1 8 15 22 29

NOVEMBRO D 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 1 2 4 5 6 7 8 9 11 12 13 14 15 16 18 19 20 21 22 23 25 26 27 28 29 30

SETEMBRO 2ª 3ª 4ª 5ª 3 4 5 6 10 11 12 13 17 18 19 20 24 25 26 27

6ª 7 14 21 28

3 a 6 - Comemoração Cívica Semana da Pátria 7 - Feriado Nacional - Dia da Independência 28 - Reunião Pedagógica

S 1 8 15 22 29

D 2 9 16 23 30

DEZEMBRO 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 3 4 5 6 7 10 11 12 13 14 17 18 19 20 21 24 25 26 27 28 31

20 - Encerramento do semestre letivo 25 - Natal 21 a 31 - Recesso Escolar Professores

Dias Letivos = 14

Dias Letivos = 19 Elaborado por:

Aprovado por:

Elaborado em 27/11/2017 - V00

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

21


QUADRO DE PESSOAL DOCENTE - CURSOS DE APRENDIZAGEM, TÉCNICO E SUPERIOR - ANO: 2018

ANEXO IV

CFP/CT: 1.41

Nº DE IDENTIFICA ÇÃ O (NI)

NOME DO DOCENTE

RG

ESCOLARIDADE E FORMAÇÃO PARA LECIONAR FUNDA M ENTA L (1º GRA U)

DISCIPLINA QUE LECIONA

TÍTULO

Nº DE A ULA S SEM A NA IS

CA I

M ÉDIO (OU 2º GRA U

COM ÚLTIM A ÚLTIM A NOM E DA P LETO/ SÉRIE SÉRIE NOM E DA HA B ILITA ÇÃ O INCOM CONCLUÍ- OCUP A ÇÃ O CONCLUÍDA DA P LETO

1039513

Carlos Alberto Alves Cleto

12.300.566-8

IN

Eletrônica Industrial, Manutenção Elétrica de Material Rodante, Via Permanente

20

_

_

_

77526

Carlos Eduardo Binati

21.156.060

IN

Mecânica Geral, Desenho Técnico, Projetos

40

_

_

_

72660

Celso dos Santos Vieira

14.449.381-0

IN

Eletrônica Geral, Análise de Circuitos, Microcontroladores, Telecomunicações

40

_

_

Jaqueline Aparecida Vieira de Souza

41.366.918-X

IN

Técnicas de Gestão e Treinamento

12

_

40

40

1040318

1031992

José Ferlin

4.969.262-8

IN

Hidráulica e Pneumática, Administração da Manutenção, Controle Dimensional, Mecânica Geral

1029927

Leonardo Ganhito da Silva

34.397.917-2

IN

Informática, Técnicas de Gestão e Teinamento, Telecomunicações

SUP ERIOR

TÉCNICO

NOM E DO CURSO

Nº DA LICEN- A UTORIZA ÇÃ O CIA TURA : S=SIM ; N=NÃ O

C

Tecnólogo em Automação Industrial

N

_

C

Engenharia Mecatrônica

N

_

Técnico em Eletrotécnica

C

Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Inf ormação

N

_

_

_

C

Psicologia

N

_

_

_

_

C

Pedagogia

S

_

_

_

Técnico em Informática

C

Propaganda e Marketing

N S

Técnico em Eletrônica

22

1032180

Luciano Marques Pereira

20.142.565-8

IN

Logística, Matemática

12

_

_

_

_

C

Engenharia de Produção

1032646

Márcia Desgualdo Pires Ferreira

9.712.230-0

PR

Física, Matemática

20

_

_

_

_

C

Matemática

S

1032187

Márcia Helena Lopes

5.499.997-2

PR

Comunicação Oral e Escrita, Projetos

24

_

_

_

_

C

Letras

S

1032197

Pedro Fernando Neves da Costa

27.174.440-6

IN

Eletricidade Geral, Sistema de Sinalização, Controladores Programáveis, Telecomunicações

40

_

_

_

_

C

Engenharia Elétrica

N

1029921

Renato Candido

6.005.528

IN

Simuladores Ferroviários, Momento Cívico e f unção de Supervisão de Prática Profissional

40

_

_

_

_

C

Pedagogia

S

1032047

Robinson Tomageski Morales

11.200.096-4

IN

Manutenção de Sistemas de Alta Tensão e cargo de Coordenador Técnico

40

_

_

_

Técnico em Eletrônica

C

Pedagogia

S

1032196

Roger Luiz da Rocha

25.682.185-9

IN

Manutenção Mecânica de Material Rodante, Manutenção de Sistemas de Baixa Tensão

20

_

_

_

_

C

Engenharia Elétrica

N

Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

TÉCNICO DE ENSINO (TE)/ P ROFESSOR (P R)/ INSTRUTOR (IN)

ANEXO IV - QUADRO DE PESSOAL DOCENTE

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

SENAI/SP


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

QUADRO DE PESSOAL NÃO DOCENTE CFP/CT 1.41 Nº DE IDENTIFICAÇÃO (NI)

NOME DO FUNCIONÁRIO

CARGO

_

Wilson Bizerra Sanches

Diretor

1029932

Ana Célia Calvo Mardegan

Coordenador Pedagógico

_

Miguel Angelo Vanni

Cordenador Pedagógico/Qualidade

1032047

Robinson Tomageski Morales

Coordenador Técnico

_

Sergio Alves de Siqueira

Secretário

_

Márcia Aparecida dos Santos

Assistente Administrativo

_

Francisca Aparecida Costa

Bibliotecária

1029921

Renato Candido

Coordenador de Prática Profissional Supervisionada

Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart”- 1.41 PLANO ESCOLAR – 2018

23

Plano escolar 2018  

Plano Escolar do Centro de Formação "Engº James C. Stewart"

Plano escolar 2018  

Plano Escolar do Centro de Formação "Engº James C. Stewart"

Advertisement