Page 1

Manual do Aluno

CENTRO FORMAÇÃO PROFISSIONAL

"ENGº JAMES C.STEWART"


MANUAL DO ALUNO 20178

2


Centro de Formação Profissional “ENG.º JAMES C. STEWART” – 1.41

MANUAL DO ALUNO © CPTM / SENAI-SP, 2018 NOSSA EQUIPE: Diretor Coordenadores Pedagógicos Coordenador Técnico Coordenador de Prática Profissional Supervisionada Coordenador de Prática Administrativa Coordenador do Sistema de Qualidade Secretário de Escola Assistente de Secretaria Bibliotecária CPTM

Wilson Bizerra Sanches Miguel Ângelo Vanni Ana Célia Calvo Mardegan Robinson Tomageski Morales Renato Cândido Ana Célia Calvo Mardegan Miguel Ângelo Vanni Sérgio Alves de Siqueira Márcia Aparecida dos Santos Francisca Aparecida Costa Companhia Paulista de Trens Metropolitanos Centro de Formação Profissional “Engº James C. Stewart” - 1.41 Unidade de Gestão Corporativa SP Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1000 V. Anastácio São Paulo - SP CEP 05092.040

SENAI

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Av. Paulista, 1313 - Cerqueira César São Paulo - SP CEP 01311-923

MANUAL DO ALUNO 20178

3


MANUAL DO ALUNO 20178

4


ÍNDICE CARO ALUNO _________________________________________________________________________________ 7 O SENAI _______________________________________________________________________________________ 8 CPTM __________________________________________________________________________________________ 9 CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL ___________________________________________________ 10 CURSOS OFERECIDOS _______________________________________________________________________ 11 ORIENTAÇÕES PARA O SEU DIA A DIA _____________________________________________________ 11 UNIFORME ___________________________________________________________________________________ 12 IDENTIDADE FUNCIONAL (CRACHÁ) _______________________________________________________ 13 ALGUMAS NORMAS PARA BOA CONVIVÊNCIA ___________________________________________ 14 ONDE PROCURAR ORIENTAÇÃO OU INFORMAÇÕES _____________________________________ 16 REGISTRO DE FREQUÊNCIA _________________________________________________________________ 17 “EXTRATO” DO REGIMENTO COMUM DAS UNIDADES ESCOLARES SENAI _____________ 19 DOCUMENTOS OFICIAIS - CPTM ___________________________________________________________ 20 CANAIS DE COMUNICAÇÃO ________________________________________________________________ 21 CONCLUSÃO _________________________________________________________________________________ 22

MANUAL DO ALUNO 20178

5


MANUAL DO ALUNO 20178

6


CARO ALUNO Parabéns, você acaba de matricular-se no Centro de Formação Profissional “Eng.º James C. Stewart”, uma instituição de ensino mantida pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, por meio de TERMO DE COOPERAÇÃO.

Ter em seu currículo um certificado expedido pelo SENAI é um diferencial no competitivo mercado de trabalho. Este manual tem por objetivo orientá-lo a respeito das diretrizes básicas de funcionamento do Centro de Formação Profissional “Eng.º James C. Stewart”. Aqui você encontra, de forma resumida, as informações para obter um bom desempenho em todas as atividades escolares. Leia este manual com muita atenção. Respeite as orientações e participe com entusiasmo da vida da Escola.

MANUAL DO ALUNO 20178

7


O SENAI Criado em 1942, o SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – configura-se como sistema estruturado em base federativa, que desenvolve ampla gama de programas de formação profissional, buscando atender às carências da mão de obra industrial brasileira, sempre em função das peculiaridades de cada região do País.

Tem como objetivo realizar, em escolas

instaladas

e

mantidas

pela

Instituição, ou sob forma de cooperação, a aprendizagem industrial a que estão obrigadas as empresas de categorias econômicas sob sua jurisdição, nos termos de

dispositivo

legislação

constitucional

ordinária

desenvolvimento

e de

e

da

cooperar

no

pesquisas

tecnológicas de interesse para a indústria e atividades assemelhadas.

MANUAL DO ALUNO 20178

8


CPTM A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) é uma empresa vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo e criada pela lei nº 7.861, de 28 de maio de 1992, a partir de ferrovias já existentes na Região Metropolitana de São Paulo. A CPTM possui atualmente 92 estações em seis linhas, que totalizam 260 quilômetros na sua malha ferroviária.

MISSÃO – Prestar serviço de transporte público propiciando mobilidade urbana com excelência e segurança. VISÃO – Ser referência nacional em transporte público. OBJETIVOS •

Promover crescente elevação de padrão na qualidade de serviço;

Alcançar sustentabilidade financeira e autonomia gerencial;

Aperfeiçoar-se nas relações com o meio ambiente e de inserção urbana;

Desenvolver cultura organizacional corporativa com sinergia e base ética;

Aprimorar seu modelo gerencial visando ao contínuo aperfeiçoamento da administração com gerenciamento focado em metas e resultados.

MANUAL DO ALUNO 20178

9


CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL O Centro de Formação Profissional “Eng.º James C. Stewart” é um estabelecimento de ensino profissionalizante que forma profissionais para o setor Metroferroviário.

A Formação Profissional Ferroviária teve seu início em 1943. Em 25/01/1951, com instalações apropriadas, foi fundada a Escola Profissional Ferroviária de Paranapiacaba. Em 01/02/1954, mais uma escola iniciou suas atividades, recebendo o nome de escola Profissional Ferroviária da Lapa. Em 1961, receberam o nome de Escola Senai Ferroviária de Paranapiacaba e Escola Senai Ferroviária da Lapa, com o Acordo entre Rede Ferroviária Federal S/A e Senai São Paulo. Em 1972, com o objetivo de unificar as duas escolas em um único Centro de Aprendizagem, foi fundado o Centro de Formação Profissional de São Paulo, que mais tarde, em 1975, em novas instalações, recebeu o nome de Centro de Formação Profissional “Eng.º James C. Stewart”. Seu nome foi escolhido nos assentamentos da empresa RFFSA. James Cleghorn Stewart foi um dedicado engenheiro escocês que atuou na São Paulo Railway – SPR, entre 1913 e 1973.

MANUAL DO ALUNO 20178

10


CURSOS OFERECIDOS CAI Assistente Administrativo Executar atividades de rotinas administrativas no ambiente de trabalho da empresa, seguindo legislação, normas internas e procedimentos técnicos de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente. CAI Mantenedor Metroferroviário Visa habilitar profissionais para manter os sistemas eletroeletrônicos e mecânicos do transporte metroferroviário de acordo com normas e procedimentos técnicos de segurança e ambientais. Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários Visa habilitar profissionais para manter os sistemas eletroeletrônicos e mecânicos do transporte metroferroviário e desenvolver soluções para os sistemas eletroeletrônicos e mecânicos do transporte metroferroviário de acordo com normas e procedimentos técnicos, de segurança e ambientais.

ORIENTAÇÕES PARA O SEU DIA A DIA HORÁRIO DAS AULAS Fase Escolar: 7h às 16h Intervalos Manhã:

9h às 9h30min.

Almoço:

11h00 às 12h10

Tarde:

13h40 às 14h00

Fase de Prática Profissional Supervisionada / Administrativa: Das 8h às 17h Almoço: 12h às 13h

MANUAL DO ALUNO 20178

11


UNIFORME É obrigatório o uso do uniforme conforme as orientações abaixo. 1) Para os alunos do curso Técnico de Manutenção de Sistemas Metroferroviários a) Durante as aulas, as visitas técnicas às oficinas, aos laboratórios da CPTM e durante as atividades de prática profissional supervisionada: •

jaleco cinza padronizado,

calça jeans integra e de cor sóbria.

Blusa de frio por baixo do jaleco.

b) Durante atividades externas nas áreas administrativas da CPTM e visitas a feiras, exposições, museus: •

camiseta branca padronizada,

calça jeans integra e de cor sóbria.

tênis ou calçado fechado.

Blusa de frio por baixo da camiseta, ou blusa vermelha padronizada da escola.

2) Para os alunos do CAI - Assistente Administrativo Durante as aulas, Prática Administrativa, atividades externas nas áreas administrativas da CPTM e visitas a feiras, exposições e museus: •

camiseta branca padronizada,

calça jeans integra e de cor sóbria.

tênis ou calçado fechado.

Blusa de frio por baixo da camiseta, ou blusa vermelha padronizada da escola.

MANUAL DO ALUNO 20178

12


IDENTIDADE FUNCIONAL (CRACHÁ) É uma identificação funcional que comprova a condição de aluno/empregado. Sua utilização é obrigatória,

de

forma

visível,

em

todas

as

dependências da Escola e da CPTM.

BILHETE DE SERVIÇO (BS) É um benefício concedido aos empregados, alunos aprendizes e estagiários ativos para acesso gratuito e permanência nas dependências da CPTM e do METRÔ (exceto à Linha 4 -Amarela). Sempre que solicitado, é obrigatória a apresentação do RG. É usado, também, para o registro de frequência. O BS é de uso pessoal e intransferível, sendo o aluno/empregado o responsável pela sua guarda, conservação e uso. A utilização indevida do BS, por colaboradores ativos ou demitidos, caracteriza falta grave, acarretando aplicação de medidas disciplinares, demissão por justa causa ou rescisão do contrato de trabalho, podendo também, implicar demandas judiciais sujeitas a penas ou sanções legais. Comunicar, imediatamente, a perda, roubo, furto ou dano à chefia imediata, solicitando a emissão de 2ª via, por meio do formulário 3243. Nos casos de furto ou roubo anexar ao formulário 3243 uma cópia do boletim de ocorrência. Por ocasião do desligamento é obrigatória a devolução do BS à chefia imediata.

MANUAL DO ALUNO 20178

13


ALGUMAS NORMAS PARA BOA CONVIVÊNCIA 1 - Segurança no Trabalho Durante a permanência nas oficinas de aprendizagem e nos laboratórios é obrigatório • usar EPI’s (equipamentos de proteção individual); • prender os cabelos compridos e protegê-los com redinha; • retirar e guardar anéis, relógios, correntes, brincos, piercing e outros acessórios.

2 - Higiene • mantenha limpo e organizado seu posto de trabalho, cumprindo as orientações dos docentes, visando adquirir atitudes de organização e asseio exigidas do bom profissional; • colabore para que se mantenha rigoroso asseio no edifício e nas suas dependências; • deposite todo o lixo, papel e restos de comida nos cestos existentes para esse fim; • economize produtos de limpeza (papel higiênico, sabonete etc.); • cuide muito bem da higiene pessoal.

3 - Circulação pelas dependências da Escola • ande pela escola com tranquilidade, evitando acidentes e aglomerações; • permaneça nas salas de aula, nos laboratórios e nas oficinas de aprendizagem somente durante o horário normal de aulas; • mantenha as escadas livres para circulação: não sente nos degraus; • respeite a fila para o registro do ponto eletrônico; • mantenha a higiene no refeitório, sanitários e vestiários.

4 - Respeito • respeite a fila do transporte oferecido gratuitamente pela CPTM, seguindo a ordem de chegada; • respeite os colegas e os funcionários da escola, evitando fofoca, calúnia, atos agressivos e qualquer atitude que prejudique seu relacionamento com o grupo; • não use provocações nem brincadeiras que apresentem riscos ou representem desrespeito aos colegas; • use vocabulário adequado ao ambiente escolar; • tome cuidado com as informações prestadas por seus colegas. Não seja você mesmo um iniciador ou alimentador de boatos. Eles causam prejuízo a todos nós. Verifique a veracidade das informações com os docentes.

MANUAL DO ALUNO 20178

14


5 - Não é permitido •

Portar objetos cortantes ou pontiagudos;

Utilizar aparelho sonoro, celular ou outros aparelhos de transmissão, recepção de sinais em salas de aula ou em ambientes pedagógicos;

Fumar nas dependências da escola (lei estadual 13541/2009);

Assistir às aulas sem uniforme;

Usar chinelos ou sandálias;

Usar boné, shorts, bermudas, camiseta regata e camisetas de time de futebol;

Danificar, intencionalmente, qualquer patrimônio da escola e da empresa cptm;

Denegrir a imagem deste centro de formação profissional ou da cptm, por qualquer meio de comunicação, impresso, digital ou mídias sociais, por meio de palavras ou comportamento inadequado;

Apresentar-se na escola com uniforme sujo, sem botões, rasgado, ou desabotoado;

Alimentar-se nos ambientes pedagógicos.

MANUAL DO ALUNO 20178

15


ONDE PROCURAR ORIENTAÇÃO OU INFORMAÇÕES 1 - Coordenação Técnico-Pedagógica e Prática Profissional / Administrativa Procurar a Coordenação em casos de •

dar sugestões para melhoria do processo ensino-aprendizagem;

discutir problemas de relacionamento entre professor/aluno ou aluno/aluno;

buscar orientação para resolver dificuldades de aprendizagem;

comunicar com antecedência afastamento das aulas;

justificar ausências ou não atendimento a convocações da Escola;

receber orientação sobre prática profissional supervisionada ou prática administrativa;

solicitar autorização para utilizar salas de aula ou realizar práticas esportivas fora do horário de aula;

solicitar autorização para uso de equipamentos (micro, TV, máquinas) fora do horário de aula.

2 - Biblioteca O objetivo da Biblioteca é fornecer suporte cultural para o desenvolvimento de trabalhos de pesquisa e projeto. A sala da biblioteca está equipada com computadores e possibilita a leitura recreativa nos intervalos e no horário do almoço. É importante a verificação e cumprimento do prazo de devolução dos empréstimos. Todas as publicações fazem parte do patrimônio escolar.

3 - Secretaria É na Secretaria da Escola que são solicitados atestados, declarações e outros documentos escolares. O atendimento aos alunos é realizado somente nos horários de intervalo. A Secretaria funciona das 7h às 16h30min. de 2ª a 6ª feira.

MANUAL DO ALUNO 20178

16


REGISTRO DE FREQUÊNCIA Os alunos deverão efetuar obrigatoriamente quatro marcações diárias: no início da jornada de trabalho, na saída e retorno da refeição, no término da jornada, salvo determinação contrária. O Procedimento consiste em passar o crachá de identificação funcional na abertura inferior do sensor do relógio, que emitirá um sinal sonoro. A matrícula aparecerá no visor do relógio.

ENTRADA COM ATRASO E SAÍDA ANTECIPADA Excepcionalmente, a entrada com atraso deverá ser autorizada pelo Coordenador Pedagógico/Técnico/Prática Profissional/Administrativa ou pelo Secretário. Não é permitida a saída da escola antes do cumprimento do horário das aulas. Em casos excepcionais, deverá ser solicitada autorização aos Coordenadores Pedagógico, Técnico e de Prática Profissional Supervisionada/Administrativa.

FALTAS É obrigatória a justificativa das ausências com apresentação de atestado médico que deverá ser entregue à Coordenação Pedagógica/Técnica/Prática Profissional/Administrativa ou ao Serviço de Saúde (se for o caso), no retorno às atividades escolares. Atenção: O atestado médico justifica sua falta sem prejuízo salarial.

SUGESTÕES E RECLAMAÇÕES A Escola possui uma caixa específica para receber sugestões/reclamações dos serviços prestados.

INTERRUPÇÃO DO CURSO Se houver necessidade de interromper o curso, você deve •

conversar com a Coordenação;

comunicar à Secretaria da Escola, por escrito, a desistência;

devolver os EPIs.

MANUAL DO ALUNO 20178

17


MUDANÇA DE ENDEREÇO Em caso de mudança ou por outro motivo, comunique a alteração de seu endereço à Secretaria da Escola.

AVALIAÇÃO Será considerado promovido ou concluinte, o aluno que, ao final do período letivo ou do curso, obtiver, em cada componente curricular, - nota final igual ou superior a 50 (cinquenta); - frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco). O aluno que, em cada avaliação, não atingir 50 (cinquenta) pontos como nota mínima, deverá passar por Estudo de Recuperação Paralela.

MANUAL DO ALUNO 20178

18


“EXTRATO” DO REGIMENTO COMUM DAS UNIDADES ESCOLARES SENAI Capítulo III – Dos direitos e deveres do educando Seção 1 - Dos Direitos e Deveres Artigo 54 – Será garantido ao educando o livre acesso às informações necessárias a sua educação, ao seu desenvolvimento como pessoa, à elaboração do seu projeto educacional, ao preparo para o exercício da cidadania e à qualificação para o trabalho. Artigo 55 – São direitos do educando: I.

receber ensino de qualidade;

II.

ser respeitado, por todos os agentes do processo educativo, na sua singularidade pessoal e cultural;

III.

ter acesso a níveis mais elevados de ensino;

IV.

receber acompanhamento pedagógico sistematizado;

V.

participar de atividades promovidas pela Escola e de atividades didático-pedagógicas que complementem sua aprendizagem;

VI.

ter resguardados seus direitos de defesa em Conselho de Classe e Escolar.

Artigo 56 – São deveres do educando: I.

respeitar as normas administrativas e pedagógicas inerentes aos cursos ou níveis de ensino;

II.

empenhar-se na autoeducação e no aproveitamento de todos os recursos disponíveis ao seu progresso intelectual e profissional;

III.

comparecer pontualmente aos compromissos escolares;

IV.

respeitar as diferenças individuais relacionadas com etnia, credos, opções políticas e culturais diferenciadas;

V.

participar de todas as atividades escolares que concorram para o aprimoramento da sua formação profissional e educação para a cidadania;

VI.

relacionar-se com respeito e cortesia com colegas, funcionários e demais agentes do processo educativo;

VII. respeitar as normas disciplinares, de segurança e de prevenção de acidentes, conforme as características do curso; VIII. manter a escola informada sobre aspectos que não possam ser negligenciados, com relação à sua saúde e integridade física e mental; IX.

manter a Escola informada sobre os motivos de eventuais ausências e mudanças de residência e ou local de trabalho;

X.

zelar pelo patrimônio da unidade escolar e pelo material que lhe for confiado, colaborando na sua conservação e manutenção.

MANUAL DO ALUNO 20178

19


Seção II Das Sanções. Artigo 57 – O educando que infringir as normas disciplinares da unidade escolar ou deste Regimento, receberá orientação e será passível de advertência verbal, escrita ou afastamento temporário, de até três dias, de todas atividades escolares. §1. As penas de advertência escrita e de afastamento temporário deverão ser aplicadas pela direção da unidade escolar, com a ciência dos pais ou responsáveis, quando for menor de idade. §2. Casos de extrema gravidade serão passíveis de desligamento da unidade escolar. A pena de desligamento da unidade escolar só poderá ser aplicada após ouvida a comissão de docentes especialmente designada pelo Diretor da Escola, para apuração dos fatos, com a anuência da autoridade competente. Artigo 58 – Toda e qualquer penalidade prevista neste Regimento somente poderá ser aplicada se a decisão estiver fundamentada na legislação vigente, desde que salvaguardados: I.

o direito à ampla defesa e recurso a órgãos superiores, quando for o caso;

II.

a assistência dos pais ou responsável, no caso de aluno com idade inferior a 18 anos.

DOCUMENTOS OFICIAIS - CPTM Os alunos desta unidade são contratados pela CPTM pelo período correspondente à duração de cada curso e estão submetidos, também, à Norma Implementadora 04/004 – Administração de Medidas Disciplinares e Regulamento de Pessoal da CPTM. Esses documentos são de leitura obrigatória e estão disponíveis na intranet da CPTM.

MANUAL DO ALUNO 20178

20


CANAIS DE COMUNICAÇÃO Comunique-se com a escola Telefones

Secretaria da Escola (11) 3619-7301 Coordenação Pedagógica (11) 3619-7114 Coordenação Técnica e Prática Supervisionada

(11) 3619-7325

Diretoria (11) 3619-7308 Biblioteca (11) 3619-7326

Endereço eletrônico http://ferrovia.sp.senai.br

MANUAL DO ALUNO 20178

21


CONCLUSÃO Este manual contém uma série de informações básicas para orientá-lo. Ele será de grande valia no decorrer do curso e, utilizando-o, você conseguirá tirar o máximo proveito de tudo o que o CFP “Eng.º James C. Stewart” lhe oferece. Se ainda tiver dúvidas, converse com seu docente ou com a coordenação. Participe com responsabilidade de todas as atividades escolares, pois isso contribuirá para o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

ORIGINAL ASSINADO POR Wilson Bizerra Sanches Diretor JANEIRO 2018

MANUAL DO ALUNO 20178

22


MANUAL DO ALUNO 20178

23


CENTRO FORMAÇÃO PROFISSIONAL "ENGº JAMES C.STEWART" Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1000 - Vila Anastácio CEP: 05092-040 - São Paulo - SP Telefone: (11) 3619-7301 | https://ferrovia.sp.senai.br/

MANUAL DO ALUNO 20178

24

Manual do Aluno  

Manual do Aluno - Centro de Formação "Engº James C. Stewart"

Manual do Aluno  

Manual do Aluno - Centro de Formação "Engº James C. Stewart"

Advertisement