Page 1

Pré-história

- Compreende o período da da história anterior ao início da escrita(5000-4000ac.) - 3,5 Bilhões de anos = surgimento da vida - 4,4 milhões de anos = primeiro hominídeo - 150 mil anos = Homem - 7 mil anos = Primeiras civilizações complexas. Árvore genealogica do homem - em vez de escrever olhe a foto e guarde apenas os em destaque. Clique aqui para ver a foto. Classificação da Pré-história: - Paleolítico (? - 8000 ac) - Neolítico (8000 - 6000 ac) - Idade dos Metais (6000 - 2000 ac)

LMC-25071990


*Paleolítico - também chamado de Idade da Pedra Lascada, corresponde ao período onde o homem vivia de forma nômade caçando, pescando e coletando frutos. - Utilizava o fogo - primeiras pinturas ruprestes

*Neolítico - também chamado de Idade da Pedra Polida, correspode ao período de sedentarização do homem que vivia próximo a rios. - devido a sedentarização começa praticar uma agricultura primitiva, construção de cerâmicas para armazenar alimentos, fabricação de tecidose domesticação de animais. - aglomerações de pessoas

* Idade dos Metais -

início do processo de fundição dos metais 1º cobre 2º estanho 3º bronze ( proveniente da união de cobre e estanho) 4º ferro

Brasil - no Brasil a pré-história é representada de duas formas predominantes - Sambaquis -Povos do interior Sambaqui

LMC-25071990


- são montes que podem atingir 30 metros de altura por 100 metros de extensão, formado por camadas sucessivas de terra e conchas. Ocorre no litoral e suas camadas de conchas sucessivas representa que serviu de habitat para várias sociedades em tempos diferentes.

Artes ruprestes - apareceram de duas formas - Naturalistas - caça, guerra, gravidez, modo de vida - Geométricas - linhas paralelas, circunferencias, espirais triangulos

LMC-25071990


Povos da Crescente Fértil * 3 classificações : - Impérios Teocráticos de Regadio - Povos Comerciantes - Impérios Marinhos

Impérios Teocráticos de Regadio - Egito Antigo - Rio Nilo - Mesopotâmia( sumérios, acádios, babilônicos) - Rio Tigre e Eufrates - Hindu - Rio Ganges

Povos comerciantes - como não possuíam rios nem clima que permitissem o desenvolvimento da agricultura partiram para a prática de comércio, guerras e pecuária. - Persas - Hebreus - Assírios

Impérios Marítimos - Localizados em ilhas (Creta) ou no litoral (Fenícia) - dependiam do comércio marítimo e disputavam, muitas vezes, entre si ou com outros povos (gregos).

Desenvolvimento - com a sedentarização o homem passou a ter a idéia de dominar e tornar-se independente da natureza e por isso descobriu novas tecnicas e avanços como : - arado - silos e cerâmica - canais de irrigação/ diques e repesas - geometria e matemática - Arquitetura e construção - Astronomia - entender o ciclo da natureza(Nilo) e criar calendários solar e lunar - Escrita e literatura ( código de Hamurabi e Epopéia de Gilgamesh) - sociedade - próxima a atual com Estado e hierarquia com divisão do trabalho

Egito Antigo - Dividido em duas partes - Alto Egito - região interiorana, mais seca - Baixo Egito - região de baixa latitude próxima ao delta do Nilo - "Dádiva do Nilo" - através do cilo de cheias (junho a setembro) e vazantes permite o acúmulo de Limbo e Humos que fertiliza o solo. - Nascente do Nilo - Etiópia, Sudão e Uganda

LMC-25071990


Era dos Faraós

- formado por nomos, unidades políticas independentes governadas pelos nomarcas - período dividido em : - Antigo Império ( 3200-2000 ac) - Médio Império (2000-1580 ac) - Novo Império (1580-1085 ac)

Antigo Império - Monarquia forte centralizada nas mãos do faraó. - Construção das Pirâmides de Gizé - Queóps, Quéfren e Miquerinos - Nomarcas + Nobreza enfraquecem o poder do faraó e derrubam o Antigo Império

Médio Império - O faraó retoma o poder centralizando-o e passa a usar a população como exército - Momento de expansão com a conquista da Núbia (Ouro) e da Palestina (Cobre), tais metais fortalecem o poder do faraó pois permitia construção de novos armamentos. - 1800-1700ac sofrem invasão dos hicsos e dos hebreus. Os hicsos se instalam na região delta e ficam até 1580 ac quando são expulsos e os hebreus são perseguidos.

LMC-25071990


Novo Império - expulsão dos hicsos e consquista de novas áreas chegando até a região do Eufrates.

Faraós de destaque - Amenofis IV

- marido de Nefertiti realiza uma revolução religiosa ao implantar o monoteísmo (antes era politeísta) tendo como Deus Aton. Depois da revolução passa a se chamar Aquenaton.

-Tutancamon

LMC-25071990


- reinplanta o politeísmo mantendo a cultura anterior a Amenófis IV

Ramses II, O Grande

- Marido de Nefertari ( a mais famosa do Templo das rainhas - Abu Simbel) foi o de maior destaque ao Egito, teve maior desenvolvimento economico, político, social e militar. - Enfrentou a invasão hitita ( Batalha de Kadesh) mas no fim acabou se aliando a eles para enfrentar a invasão dos assírios. Século VII ac - Assírios invadem o Egito

LMC-25071990


525ac - cai o império e passa a ser dominado por - Persas - Gregos - Romanos 30ac- Cleópatra

Sociedade Egípcia - Faraó - divindade representava a encarnação de Hórus (deus falcão, sol nascente) e filho de Rá(deus Sol) - Sacerdotes - Seres superiores -Nobreza - parentes do faraó e pessoas de alto cargo. - Escribas - podiam conseguir alto destaque na sociedade, eram responsáveis por coletar impostos. - Soldados - Pouca significancia -Artesãos e Camponeses - Escravos - bem tratados, podiam auxiliar em guerras.

Economia Egípcia - Baseada no Nilo, agricultura de trigo, cevada, uva, papiro e legumes. - propriedade coletiva com usufruto da população. -praticamente amonetário - sistema de trocas naturais.

Cultura Egípcia - politeísta - imortalidade - a morte apenas separa o corpo da alma - isto promove uma melhoria na prática da mumificação. - Crenças - Set (vento quente do deserto) matou Osíris (deus da morte e da fertilidade) e quando Ísis descobre mas Set a esquarteja em 14 pedaços e os espalha pelo Egito. Mas através e palavras mágicas e da ajuda de Hórus consegue se recuperar. - As crenças em geral eram baseadas na observação da natureza e do Nilo. - Religião mudava conforme o interesse de quem estava no poder, desta forma a cultura mudou de politeísta para mono e de volta para politeísta. Também o Deus principal era Rá, passou a ser Amon e depois a ser Amon-Rá. deuses- Maat - deus da justiça Anúbis - deus protetor dos embalsamadores Toth - deus da ciencia e protetor dos escribas - Ciencia - matemática e geometria - construções - astronomia - entender o funcionamento do Nilo - medicina - cirurgias

LMC-25071990


Mesopotâmia - região entre rios - Tigre e Eufrates - dividida em duas : - Assúria -Norte região seca - Caldéia - Sul pântanos

-Sumérios e acádios - 2800 - 2000ac

- os súmeiros foram os primeiros a se fixar na região da caldéia, formando cidades independentes. *Cidades -Quish- primeira cidade - Lagash - Ur - tinham como líder o patesi que não era divino como no Egito mas era considerado representante de Deus -2230ac - enquanto Lagash e Ur disputavam poder entre si os acádios vieram e se fixaram formando cidade de Acad e acabou por unir as cidades sumérias. - 2180ac - invasão dos gutis (povo asiático) destrói a região mas Ur se mantém e impõe sua hegemonia na região, mas esta dura pouco pois depois vieram os elamitas e destrói a região.

LMC-25071990


- 1º Império Babilônico(1800-1600) - tem como destaque Hamurabi que expande o território, cria o Código de Hamurabi ( não é considerado uma constituição apenas um guia moral/ético a ser seguido; Lei de Talião- Olho por olho, dente por dente) pois era um legislador. - Hamurabi cria o deus Marduk. -1600ac - hititas tomam a região

-Império Assírio (1875-612ac)

- seu real destaque ocorreu no período de 883-612ac - era um povo guerreiro, violento o que ocasionou a revolta da maioria dos povos dominados - Assur = nome do deus e principal cidade -Assurbanipal - foi quem invadiu o Egito -Dominaram o Egito, Mesopotâmia, Fenícia -Com as revoltas dos povos dominados somados com a invasão dos medos, o Império Assírio acabou entrando em declinio

LMC-25071990


2º Império Babilônico

- teve destaque o imperador Nabucodonosor II que dominou a Palestina e a destruiu, provocando a 1ª diáspora judaica (leva os judeus para babilônia) - Sua marca foi devido ao fato de construir monumentos nas regioes conquistadas, como os Jardins Suspensos (para agradar sua esposa) e Zigurates ( como o da lenda da Torre de Babel). - como não deixou herdeiros com capacidade para manter o império este entra em declínio.

Economia - basicamente agricultura de trigo, cevada, vinhas e azeite. - as terras pertenciam ao Estado - Havia comério devido a região favorável e a falta de produtos, mas era pouco monetário.

Cultura - não acreditavam na imortalidade - Assur = deus dos assírios -Marduk = deus dos babilônicos -Ishtar deus de ambos = deus da vitória em batalhas e do amor

LMC-25071990


Império Persa (550-331ac)

- antes de 550 ac os persas eram dominados pelos medos, mas neste ano Ciro subjulga os medos e une os povos. - Ciro então rei dos reis do império Persa inicia um movimento de expansão atingino a Ásia Menor, Mesopotamia e Egito. -Dário I, sucessor de Ciro, devido a política de expansão entra em conflitos com os gregos dando início as Guerras Médicas. Perde a Batalha de Maratona para os atenienses em 490ac. - Xerxes, filho de Dário I, continua o governo no pai e ganha dos espartanos na batalha das Termópilas mas perde para os atenienses na batalha marítima de Salamina. - 331ac - acabam sendo conquistados pelo exército de Alexandre Magno da Macedônia.

- Sociedade Persa - rei considerado divino -cobrança de impostos dos povos conquistados ocorria de duas formas - $$$$$$$ - Soldados - efetivo militar

LMC-25071990


-Economia - baseada no comércio - boas estradas pois permitia rápida locomoção detropas e mercadorias.

- Cultura - politeísta - Maniqueísmo Persa criado por Zoroastro( Zaratrusta) - Aura-Mazda - Bem - Ahriman - Mal -acrediavam no Juízo Final onde vivos e mortos seriam julgados e o bem venceria o mal.

Hebreus - também chamados de judeus ou ainda israelitas -buscavam a terra prometida (Canaã) que é a região da Palestina, região estratégica para comércio (são tontos neh rsrs) pois ficava entre a Ásia (Mesopotâmia) e a África (Egito). - em 1800 ac abandonam a região devido a uma seca e vão para o Egito. - Não se sabe se eles apoiaram os hicsos que invadiam a região ou não mas logo após a expulsão dos hicsos eles passam a ser perseguidos pelos egípcios. - 1250ac sob comando de Moisés fogem do Egito e passam a migrar (40 anos no deserto - Bíblia). - passam depois a ter como líder político o sistema de juízes, onde o principal juiz foi Sansão. - O rei de destaque foi Salomão (966-933ac) que trouxe riquezas e tinha um sistema de justiça diferente. -criam Iavé como deus.

LMC-25071990


Impérios Marítimos Império de Creta

- corresponde a ilha de Creta que entre os anos de 3000 e 2000ac começou a fortalecer no comércio de cobre -entre 2000 e 1750ac expandiu ainda mais seu império tendo relações comérciais com Micenas, onde se forma a cultura cretomicenica. -1750ac - ocorre a destruição de Cnossos pode ter sido por um terremoto ou invasão de outro povo. -1700 ac - reconstrução de Cnossos e seu fortalecimento no comércio -1400ac - Micenas na disputa pela hegemonia do comércio no mediterrâneo acaba por destruir Cnossos. -obs - existem poucos resquícios de Crea e esses foram preservados pelos gregos. Acredita-se que a lenda do minotaro seja referente a destruição de Cnossos.

- Economia e Cultura - tinham como base economica o comércio - metais, vinhas, azeite. - A Grande Mãe - deusa de todas as cidades independentes.

LMC-25071990


Império Fenício

- litoral sul do mediterrâneo - disputou no comércio com Creta, mas com a destruição de Cnossos pelos gregos passam a ter a hegomonia no sul do mar enquanto que o norte cabia á Grécia - cidades independentes que ão possuíam união devido ao interessedos reis e da oligarquia. - Ugarit -Biblos - evitam a dominação dos hititas e persas mas caem em 332ac com Alexandre Magno da Macedônia.

- Cultura - cada cidade possuia sua divindade - realizavam sacríficios humanos - conhecimento de astronomia para navegação -praticavam a pirataria realizando saques e escravizando os tripulantes - chegaram a Bretanha e deram a volta na África a mando do faraó

LMC-25071990


Antiguidade Grega Períodos : - Pré Homérico - Homérico - Arcaico - Clássico - Helenístico Período Pré Homérico - Marcado pela vinda dos povos indo-europeus(arianos) para a região da Hélade (Grécia), onde encontram os pelágios povo nativo da região. *2000 ac Vinda dos Aqueus. Fundam Micenas, principal cidade. Vivem pacificamente com os povos da região. Associam-se a Creta onde forma-se a cultura cretomicenica, onde há desenvolvimento de técnicas nauticas, de produção, etc. *1800 ac Vinda do Jônios e Eólios. -Para conseguir a hegemonia da região destroem Creta(1400ac) e expandem para a Ásia Menor, onde encontram Tróia e entram em guerra (1150ac). *1200 ac Vinda dos Dórios, povo guerreiro conhecedor de armas de ferro. Invadem violentamente a região provocando a 1º Diáspora Grega. Os Dórios fixam-se na península do Peloponeso na planície da Lacônia (ESPARTA).

Período Homérico - Marcado pela formação dos Genos, comunidades patriarcais baseadas na igualdade em distribuição de terra e alimentos. Embora fossem de um sistema coletivista, com o passar do tempo houve um inchaço populacional na sociedade que juntamente com pouco desenvolvimento da produção faltou alimentos e terras. Isto desintegrou a sociedade, tendo os eupátridas (bem-nacidos, parentes mais próximos do Patter) pegado as melhores terras e dividido o poder político. - A falta de terras e comida provocou um deslocamento em massa de pessoas, 2ª Diáspora Grega, onde foram para a Ásia Menor e a

LMC-25071990


Magna Grécia (porção da atual Itália).Isto promoveu uma qubra da cultura regional, como exemplo existia um sistema de escrita que se perdeu durante a 2ª diáspora e só se usou a de fenícia tempos depois. - Os antigos genos foram se unindo e formaram várias tribos que com o passar do tempo se fundiram formando as Pólis ou CidadesEstado. - O trabalho era familiar, mas ocorria em alguns casos pratica de escravidão.

Período Arcaico - Marcado pelas principais Pólis, Atenas e Esparta.

* Atenas

- Localizada na região planície da Ática, região fértil e de proteção natural. - Sociedade: - formada por principalmente jônios mas havia também aqueus e eólios. - Eupátridas - Aristocracia - Geórgois - Pequenos proprietários - Demiurgos - Comerciantes - Thetas - Parte marginalizada do povo. - Política: - Basileus - Rei - Areópago - Assembléia Popular - Arcontado - Conselho de Anciãos - Acrópole - Região mais elevada da cidade onde ficava o templo.

LMC-25071990


- Arquitetura: Colunas um pouco elaboradas e infeitadas mas não como a de Coríntios.

- Esparta - Atenas

- Coríntios

- Filosofia: -Ocorreu Ocorreu no período aureo de Atenas ( Clássico - pós revolução de Clístenes e no governo de Péricles) - Deixaram rica herança filosófica através de principalmente Sócrates e Platão. O primeiro é o marco de uma mudança de águas, onde antes se centrava os pensamentos na natureza e agora se vira para o homem.Ele também faz uso da retórica ( arte do falar bem) e da dialética ( usa-se se os extremos para mostrar o real, o verdadeiro, ou seja usa-se se contrastes).Sócrates criticou os Sofistas que são os principais filósofos pré-socráticos pré socráticos pois estes vendiam seus conhecimentos e usavam da retórica para enganar e roubar. roubar Entretanto os sofistas tiveram sua importância para a filosofia. -Já Já seu discípulo, Platão, foi o grande destaque da filosofia grega, pois foi através dele que se ficou registrado os pensamentos de Sócrates (fato este que põe em dúvida a existência de Sócrates) Só e através do mito da caverna revolucionou o modo de pensar da época. O mito da caverna fala sobre a existência de dois mundos - o inteligível e o sensível - onde o que enxerga-se se é o sensível, uma mera cópia imperfeita, formada por sombras distorcidas distorcidas do real. Já o mundo das idéias é o mundo da perfeição, onde apenas poucos chegar a vê-lo, lo, apenas os filósofos o atinge. Desta maneira é dever dos filósofos transmitir seus ensinamentos e governar a sociedade. - Ambos criticaram a democracia, pois era uma maneira de pessoas escrupulosas engarem o povo e conquistar vantagens e interesses próprios. Engraçado será que os maiores intelectuais da grécia que servem de base para toda a filosofia e modo de vida atual estavam errados ?

LMC-25071990


-Reforma Política: -Devido ao grande descontentamento e rebeliões populares foram feitas reformas políticas. Primeiramente entraram no poder os legisladores e depois os tiranos. -Legisladores: • •

Drácon - não resolveu a crise social e política, adotou a morte como penalidade de vários crimes naõ agradando ambas as camadas. Sólon - estimulou o comércio, a produção, implantou a lei Sachstéia que terminava com a escravidão por dívidas. Mas mesmo assim não agradou a ambos.

-Tiranos: •

• •

Psístrato - estimulou a produção o comércio e a "indústria", favoreceu as classes populares com isenção de impostos. Mandou compilar a Ilíada e a Odisséia e constriu uma biblioteca. Hípias e Hiparco - governam moderamente até que em 514 ac Hiparco é morto por motivos pessoais e Hípias começa uma caça as bruxas. Em 510 ac é deposto. Iságoras - é posto com o apoio da aristocracia espartana, mas após restaurar diversos privilégios dos eupátridas retirados por Psistrato, é deposto com a revolução de Clístenes.

- Clístenes é considerado o pai da democracia, entrantanto democracia na época tem um concieto diferente da atual, pois quem votavam eram apenas atenienses filhos de atenienses homens maiores de 21 ano e de origem Jônia, ou seja, não chegava a 10% da população. - Clístenes também propôs o ostracismo onde um político corrupto se ausentava do cargo político por 10 anos podendo se candidatar depois.

LMC-25071990


* Esparta

Localizada na península do peloponeso na planície da Lacônia (região fértil).

-

- Sociedade: -Povo de origem Dórica. -Espartíatas – aristocracia -Periecos - Jônios, Eólios e Aqueus que aceitaram a dominação, eram pequenos proprietários com terras privadas. -Hilotas - Escravos, não aceitaram a dominação -As terras e os escravos pertenciam ao governo, e eram distribuídos igualmente entre os espartíatas. - Educação: -Militar 0 -> 7 anos = Mãe 7 -> 17 anos = governo 17 -> 30 anos = soldados 30 -> 60 anos = ganham terras e escravos 60 -> para frente = vida política - Laconismo = Falar pouco, não criando senso crítico. - Xenofobia = Aversão ao estrangeiro Política: Diarquia (poder político e militar) Ápela = Assembléia popular Gerúsia = Conselho de Anciãos (Aristocracia)

LMC-25071990


* reformas políticas - Redução do poder dos reis ( mas mantém poder militar e religioso) - Aumento do poder da Gerúsia - Éforos = passam a fiscalizar os reis, as obras públicas e a exercer a justiça.

Período Clássico - Marcado pelas guerras Médicas e lutas internas. *Guerras Médicas- foram as guerras entre Grécia e a Pérsia. A expansão persa atingiu a Ásia Menor onde encontrou com colônias gregas sob o governo de Ciro II. De início não houve conflito mas quando os persas começaram a exigir o pagamento de impostos, houve uma disputa pela hegemonia local. No gover de Dário I foi que começou o conflito, mas com a morte deste, seu filho Xerxes que comandou grande parte da guerra. - 3 importantes batalhas - Batalha de Maratona - Atenienses vencem os persas em terra. - Batalha das Termópilas - Espartanos perdem para os persas. - Batalha de Salamina - Atenienses vencem os persas em mar. - Para a luta contra os persas foi formada a confederação de Delos, organização militar das cidades gregas sob comando de Atenas. Após a derrota dos Persas, Atenas estava bem devastada e portanto começõu a cobrar impostos das cidades gregas para se reconstruir. Isto levou ao descontentamento de Esparta e outras cidades que formaram a Liga do Peloponeso e derrotaram Atenas. Entretanto nada mudou pois Esparta assim como Atenas começou demonstrar sua hegemonia. Para derrota de Esparta atenas e Tebas se unem e derrotam Esparta. Mas novamente nada mudou pois a hegemonia agora estava nas mãos de Tebas que acabou sendo derrotada por Esparta e Atenas. Todos esses conflitos internos levaram a uma desestruturação das cidades que estavam fragilizadas. Aproveitando disso Felipe II, rei Macedônico dominou toda a Grécia.

LMC-25071990


Roma

- Localizada na planície do Lácio. - Origem: • Lendária - Rômulo e Rêmulo - Eneida - Eneias sobrevivente troiano funda a cidade. • Histórica - Fortificação contra os Etruscos. Povos Formadores: - Latinos - Sabinos - Italiotas - Etruscos

Períodos

- Reinado (753-509 ac) - República (509 - 27 ac) - Império (27 ac -476 dc)

Reinado - Formado por 7 reis - 2 Sabinos - 2 Latinos - 3 Etruscos - Governaram despoticamente. 1-Rômulo 2-Numa Ponpílio 3-Túlio Hostílio 4-Anco Márcio 5-Tarquínio pristo

LMC-25071990


6-Sérvio Túlio 7-Tarquínio, o Soberbo - criação da Assembléia Curiata

República

- Sociedade - Patrício - Aristocrata - Nobelita - Cliente ou comerciante que atinge um status mais elevado - Cliente - Parente pobre do patrício, troca proteção por prestação de serviços - Plebeu - Estrangeiros, Artesãos, Pequenos Proprietários - Escravos - Política: • • • • • •

Senado - Principal orgão comandado por Patrícios Magistraturas - Cônsules - 2 cônsules - Poder interno - Civil - Poder externo - Militar Questor - cobrança de impostos Pretor - realizava a justiça Censor - realizava censos Pontífice - poder religioso Edis - Cuidava das edificações

LMC-25071990


- Conquistas da Plebe -

Lei Lícina Sextia - Fim da escravidão por diívidas Lei da Canuléia - Casamento entre classes Lei das 12 Tábuas - Leis passam a ser escritas Tribunos da Plebe - Defendem os interesses da plebe na Assembléia

- Essas conquistas foram possíveis devido a ameaça de abandonar a cidade e através de lutas.

Expansão de Roma - Marcado principalmente pela luta contra Cartago. -Guerras Púnicas: - 1ª Roma conquista a Sicília - 2ª Aníbal atinge Roma mas é obrigado a retornar a Cártago para defendê-la.Acaba perdendo a guerra para o general romano Cipião. - 3ª Cipião destrói Cártago e manda salgar a terra para mais nada nascer lá.

Crise da República - Marcada por disputas internas e crises com a plebe - Morte de Tibério e Caio Graco - Tribunos da plebe que queriam impor reforma agrária e estimular a Lex Frumentaria ( lei para distribuição de comida a preço acessível) - Para tentar contar a crise, a política do Pão e Circo foi realizada, mas não conseguiu conter a desestruturação da república. Generais Políticos: - Mário - Tio de Júlio César - Sila - 1º Triunvirato - Pompeu - Sucesso na fronteira - Crasso - Conteu a revolta de Spartacus (escravos) - Júlio Cesár - boa relação popular - Crasso morreu em batalha e Júlio César derrota Pompeu tomando o poder para si. Ganhou disversos títulos mas não o de monarca que concedia direito a hereditariedade. Por tentar conquistar tal título foi morto num golpe executado pelo Senado.

LMC-25071990


2º Triunvirato - Lépido - Marco Antônio - Otaviano -Lépido foi afastado e Otaviano derrota Marco Antônio matando-o e a Cleópatra no Egito. Ao retornar a Roma é visto como herói por conquistar os Celeiros do Mundo. Otaviano ganha diversos títulos inclusive o de Augusto (divino) e dá início ao Império Romano.

Império Romano

-Período Aureo – 27ac-14dc = governo de Otavio Augusto - até governo de Antonino - Otavio separou as cidades em imperiais (militares) e civis. Mantendo as velhas tradições tentou conservar a cultura e o Direito. Dividiu a sociedade em Ordens - Ordem Senatorial – Acima de 1 milhão de sestércios -Ordem Equestre – acima de 400 mil sestercios Ordem inferior

LMC-25071990


- Crise do Império – - Pax romana = devido o medo de golpes políticos promovidos por generais, regrediu o exercito e estagnou a expansão que deixou de recolher espólios de guerra. - Cristianismo – a nova religião ia contra os interesses dos imperadores ao afirmar igualdade entre as pessoas e a não divindade do governante. - Nero e Caligula promoveram uma caça aos cristãos que só teve fim com o Édito de Milão imposto por Constantino concedendo liberdade religiosa. Por fim Teodósio oficializou a religião como a oficial do Estado. - Invasões Bárbaras – invasões germânicas, eslavas, nórdicas e árabes ( mais tarde pós sec VII). Promoveram a descetralização população, política e militar ( feudalismo = melhor forma de defesa) - O império foi dividido em 4 partes reunificado e dividido novamente em 2 por Teodósio em 395 que fundou a capital Constatinopla e o Império romano do ocidente acabou por cair em 476 e o do Oriente apenas com a invasão dos turcos otomanos em 1453.

LMC-25071990

Antiguidade  

antiguidade

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you