Issuu on Google+

www.cesvibrasil.com.br

Índice 1. Descrição básica 1.1 Ficha técnica geral

2

1.2 Placas de identificação do veículo

3

1.3 Elementos externos de materiais plásticos

5

1.4 Dimensões

6

1.5 Elementos da carroceria fornecidos pelo fabricante

9

2. Reparabilidade da carroceria

GM Corsa

2

11

2.1 Parte dianteira

11

2.1.1

Painel dianteiro

12

2.1.2

Sede do farol

15

2.1.3

Travessa dianteira inferior

16

2.1.4

Pára-lama dianteiro

18

2.1.5

Capô dianteiro

19

2.2 Parte central

21

2.2.1

Porta dianteira

22

2.2.2

Porta traseira

25

2.2.3

Lateral completa

27

2.2.4

Teto

29

2.3 Parte traseira

30

2.3.1

Painel traseiro inferior

31

2.3.2

Alojamento da lanterna traseira

32

2.3.3

Tampa traseira

33

1


www.cesvibrasil.com.br

1. - Descrição básica O GM Corsa é um veículo polivalente, de estilo moderno e que possui formas predominantemente curvas, seguindo a tendência atual de design. A GM do Brasil lançou o Corsa no mercado brasileiro em

1994 e, a partir dele, criou outras duas derivações: o Corsa sedã e a pickup Corsa. A seguir, podemos verificar suas principais características.

1.1 - Ficha técnica geral Carroceria

Monobloco, dois volumes, de 3 ou 5 portas, com estepe localizado no assoalho do porta-malas.

Motor

Posição : Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, com injeção eletrônica.

Lubrificação

Realizada por uma bomba de rotores com válvula limitadora de pressão.

Arrefecimento

Circulação de água através de uma bomba centrífuga, com reservatório de expansão em plástico.

Válvula

Termostática localizada no conduto de passagem de água do motor para o radiador, próximo às polias do motor. Eletroventilador de 4 pás, comandado por um interruptor termostático localizado na parte inferior do radiador.

Suspensão dianteira

Independente, tipo Mcpherson, com braço oscilante transversal, barra tensora longitudinal e barra estabilizadora (não possui agregado).

Suspensão traseira

Semi-independente, com eixo de torsão semi-rígido (perfil em “V”) e barra estabilizadora (haste interna ao eixo). Mola e amortecedores separados. Braço articulado na longarina traseira e mola apoiada na mesma.

Freios

Dianteiros : a disco, ventilados. Traseiros : a tambor, com sistema de regulagem automática de acordo com a altura da traseira do veículo, acoplado ao eixo de torsão. Sistema : hidráulico, com 2 circuitos independentes em diagonal e auxiliar a vácuo.

Direção

Pinhão e cremalheira, com coluna de direção deformável e barras transversais de mesmo formato (lado esquerdo e direito). Número de voltas: 4,2 voltas de batente a batente.

Transmissão

Embreagem de comando mecânico e diferencial incorporado à caixa de mudanças. Tração dianteira através de semi-árvores ligadas ao diferencial por juntas tripóides e às rodas por juntas homocinéticas de esferas.

Ângulos da suspensão/direção: Valores para veículo em ordem de marcha. Rodas dianteiras: ◆ Câmber: -1o 20’ a 0o 10’ ◆ Cáster: 0o 50’a 2o 50’ ◆ Convergência: -2,0 a 0 mm

Rodas traseiras: ◆ Câmber: -2o a -1o ◆ Convergência: -0,5 a 4,0 mm

Obs.: Veículo com 2 pessoas no banco dianteiro.

GM Corsa

2


www.cesvibrasil.com.br

1.2 - Placas de identificação do veículo As características que identificam o veículo encontram-se no número do chassis (VIN) e na plaqueta de identificação. Sua correta localização está descrita abaixo: Número do chassis Está gravado no assoalho do habitáculo de passageiros, junto ao assento dianteiro direito (A). Consta de dezessete caracteres alfanuméricos (letras e números) que

indicam diversas características do veículo, como data de fabricação, modelo, etc. O número de identificação do veículo (VIN) está presente, também, em etiquetas autocolantes localizadas na coluna da porta direita (E), no compartimento do motor (torre da suspensão esquerda) (B), na forma de gravação no pára-brisa, no vidro traseiro e nos vidros laterais. Abaixo, explicamos o significado de cada código:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 9 B G S E 6 8 X T T C 6 8 6 2 7 5 Nº de ordem de fabricacação do veículo ( início Nº 600.001) Código da planta de fabricação (C - São José dos Campos) Ano de Fabricação (T 1996) Ano Modelo (T 1996) Código do Motor Usado no veículo: W - 1.0L GASOLINA EFI X - 1.4L GASOLINA EFI P - 1.6L GASOLINA MPFI T - 1.6L GASOLINA EFI U - 1.3L GASOLINA MPFI N - 1.6L GASOLINA MPFI J - 1.6L ÁLCOOL MPFI Tipo de Carroçaria: 08 - HATCH BACK - 03 PORTAS 19 - HATCH BACK - 04 PORTAS 68 - HATCH BACK - 05 PORTAS 80 - PICK-UP - 02 PORTAS Versão: C - CORSA WIND E - CORSA GL J - CORSA GLS W - CORSA GSI Linha do veículo (S - Distância entre eixos de 2443 mm) Fabricante (G - General Motors do Brasil Ltda.) País (B - Brasil) Região Geográfica (9 - América do Sul)

GM Corsa

3


www.cesvibrasil.com.br

Placa do construtor Encontra-se localizada na travessa frontal superior, próximo a trava de abertura do capô do motor (C). Placa de identificação de cor: localizado no vão de porta traseiro do lado esquerdo (D).

D

E A

A

B

B

C

D

C

E

Figura 1. - Localização das placas de identificação do veículo.

GM Corsa

4


www.cesvibrasil.com.br

1.3 - Elementos externos de materiais plásticos Determinadas peças externas do GM Corsa são fabricados em material plástico. Com isso, consegue-se uma redução de peso e reduz-se a corrosão. Estas peças podem ser reparadas mediante procedimentos adequados, sem a perda de suas características e permitindo um bom acabamento. Na figura abaixo, indicam-se os elementos plásticos reparáveis que, pela sua localização, podem romper-se em caso de colisão, assim como a identificação do plástico a ser empregado na sua reparação.

1. Pára-choque dianteiro (PP+EPDM). 2. Proteção plástica da caixa de roda (PP+EPDM). 3. Moldura do pára-lama dianteiro (PP+EPDM). 4. Moldura lateral (PVC). 5. Moldura da caixa de roda traseira (PP+EPDM). 6. Pára-choque traseiro (PP+EPDM).

6 1

5

4

3

2 Figura 2. - Elementos externos de material plástico.

GM Corsa

5


www.cesvibrasil.com.br

1.4 - Dimensões As deformações que podem sofrer um veículo após uma colisão, em seus elementos estruturais (longarinas, travessas, caixas de roda, etc.), devem ser verificadas em bancada, mediante a medição de pontos situados na parte inferior do monobloco (piso do veículo). Sem isso, a segurança ativa do veículo fica prejudicada, pois torna-se impossível realizar o alinhamento de direção do mesmo, afetando a sua estabilidade.

Na figura 3 estão indicadas as principais cotas da carroceria do GM Corsa, com mecânica montada, assim como as medidas de algumas diagonais, para comprovação através de compasso de varas. Na figura 5 são mostradas as medidas de diagonais da parte superior do veículo.

2595

2113

475

591

370 2034

475

591

370

348 348

497 497

410

410

Cotas da carroceria

1477

515

553

0

Diagonais da carroceria

12 24

10 00

211 0

24 12

00 10

0 211

Figura 3. - Dimensões do veículo.

GM Corsa

6


www.cesvibrasil.com.br

Dimensões gerais do veículo em (mm) Hatchback 2 portas (Wind, GL e GSI) A Altura Total: 1388 B Bitola: Dianteira 1387 Traseira 1388 C Largura total: 1608 D Largura total: (espelho a espelho) 1768

Dimensões gerais do veículo em (mm) Hatchback 4 portas E Distância entre o centro da roda dianteira e o pára-choque dianteiro:

720

F Distância entre eixos: G Distância entre o centro da roda traseira e o pára-choque traseiro

2443

H Comprimento total:

3729

566

Figura 4. - Dimensões externas do veículo

GM Corsa

7


1105

www.cesvibrasil.com.br

83 0

129 3

978

898

1364 4 136

89 0

Figura 5. - Medidas dos v達os da parte superior da carroceria.

5 115

5 115

109 3

GM Corsa

8


www.cesvibrasil.com.br

1.5 - Elementos da carroceria fornecidos pelo fabricante Nas Figuras 6 e 7 estão detalhadas as peças da carroceria do GM Corsa comercializados pelo fabricante. Os grupos de peças que não são vendidos

separadamente estão marcados com um número, e as peças deste grupo que podem ser adquiridas individualmente estão marcadas com o mesmo número mais uma letra.

A- Carroceria conjunto soldado 1.

Capô dianteiro do motor (*) 2. Dobradiça do capô (*) 3. Pára-lama dianteiro (*) 4. Porta dianteira (*) 4a. Painel externo da porta dianteira (*) 5. Limitador da porta dianteira (*) 6. Porta traseira (*) 6a. Painel externo da porta traseira (*) 7. Limitador da porta traseira (*) 8. Painel lateral externo 9. Teto 10. Tampa traseira (*) 10a.Painel da tampa traseira (*)

GM Corsa

11. Dobradiça da tampa traseira (*) 12. Sede da lanterna traseira 13. Painel dianteiro 13a.Sede do farol 14. Travessa dianteira inferior 15. Placa de fechamento da travessa dianteira inferior 16. Gancho de reboque dianteiro 17. Saia do pára-lama 18. Braço da saia 19. Cantoneira da saia 20. Longarina dianteira 21. Apoio do braço da suspensão. 22. Bandeja da bateria 23. Painel dash

24. Painel lateral do assoalho dianteiro 25. Extensão do painel lateral do assoalho dianteiro 26. Coluna interna de abertura do pára-brisa 27. Travessa dianteira do teto 28. Estrutura lateral dianteira do teto 29. Painel traseiro inferior 30. Painel traseiro interno do assoalho 31. Longarina traseira 32. Caixa de roda traseira 33. Painel do assoalho traseiro

9


www.cesvibrasil.com.br

10a 11 10 9 A 8 6

4

6a 2 7

1

4a 3

5

Figura 6. - Elementos externos da carroceria *.

23

12 28 27

29

26

22 19 21 30

17

18 24 33 25

13

32 13a 20 14 16

31

15

Figura 7. - Elementos internos da carroceria.

GM Corsa

10


www.cesvibrasil.com.br

2. Reparabilidade da carroceria Neste ítem são estudados os aspectos relacionados com a reparabilidade do GM Corsa, em particular a disponibilidade das peças de reposição e a complexidade de sua reparação ou substituição, em função dos elementos que necessitam ser desmontados previamente.

São tratadas as questões como acessibilidade para o reparador e a união com a carroceria entre outras. Também serão enfocados os elementos externos que são danificados com maior frequência em colisões.

2.1 Parte dianteira Analisamos agora, as peças externas da parte dianteira do Corsa que podem ser afetadas em uma colisão frontal.

4

1b 1

2

1a

3

Figura 8. - Elementos da parte dianteira.

1. 1a. 1b. 2. 3. 4.

Painel dianteiro Farol Pára-choque Travessa inferior Pára-lama dianteiro Capô

GM Corsa

11


www.cesvibrasil.com.br

2.1.1 - Painel dianteiro Comercialização O construtor comercializa esta peça completa, com a possibilidade de aquisição da sede do farol. O suporte da sede também é vendido separadamente. Travessa dianteira superior

Suporte da sede do farol

Sede do farol

Figura 9. - Comercialização da peça.

União da peça Na figura 10 é detalhada a união desta peça com o restante da carroceria.

Pontos de solda à saia do pára-lamas

Pontos de solda à saia do pára-lamas Pontos de solda à longarina

Pontos de solda à saia do pára-lamas

Figura 10. - União da peça.

GM Corsa

12


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Em geral apresenta bom acesso para reparação, graças à sua configuração aberta. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do painel dianteiro, deve-se desmontar os seguintes elementos : ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Enchimento do pára-lama; ◆ Viga do pára-choque com suportes; ◆ Conjunto farol-lanterna; ◆ Placa do fabricante;

◆ Bocal de entrada do filtro de ar (lado direito); ◆ Filtro de ar (lado direito); ◆ Radiador e suas mangueiras; ◆ Coxins e suporte do radiador; ◆ Defletores do radiador; ◆ Pára-lamas dianteiros; ◆ Instalação elétrica; ◆ Fechadura do capô; ◆ Cabo da fechadura (parcial). No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Figura 11. - Pára-choque dianteiro.

Figura 12. - Enchimento do pára-lama.

GM Corsa

Figura 13. - Conjunto farol-lanterna.

13


www.cesvibrasil.com.br

Figura 14. - Radiador.

Figura 15. - Defletores do radiador.

Figura 16. - Conjunto defletor/eletroventilador.

Figura 17. - Fechadura do cap么.

GM Corsa

14


www.cesvibrasil.com.br

2.1.2 - Sede do farol Comercialização É adquirido pelo fabricante individualmente ou em conjunto com a travessa dianteira superior. União da peça É unida mediante solda elétrica por pontos de resistência. Na figura 18 é indicado seu número e situação. Pontos de solda à travessa

Pontos de solda à saia do pára-lama

Pontos de solda à longarina

Pontos de solda à saia do pára-lama

Figura 18. - Pontos de união da peça com a carroceria.

Acessibilidade Esta peça apresenta uma configuração aberta, sendo fácil o acesso para reparação. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da sede do farol, devese desmontar previamente os seguintes elementos : ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Enchimento do pára-lama do lado correspondente; ◆ Viga do pára-choque dianteiro com seus suportes; ◆ Pára-lama do lado correspondente; ◆ Conjunto farol-lanterna do lado correspondente; ◆ Radiador; ◆ Defletores do radiador; ◆ Bocal de entrada do filtro de ar (lado direito); ◆ Filtro de ar (lado direito); ◆ Instalação elétrica. No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

GM Corsa

15


www.cesvibrasil.com.br

2.1.3 - Travessa dianteira inferior Comercialização É fornecido separadamente pelo fabricante a travessa dianteira inferior, a placa de fechamento desta e o gancho de reboque dianteiro.

Acessibilidade Esta peça apresenta uma configuração fechada, sendo o acesso para reparação difícil. Removendo-se a placa de fechamento da travessa, ganha-se um bom acesso para o reparador.

Travessa dianteira inferior

Placa de fechamento da travessa

Gancho de reboque dianteiro

Figura 19. - Comercialização da peça.

GM Corsa

16


www.cesvibrasil.com.br

União da peça É unida mediante solda elétrica por pontos de resistência. Na figura 20 é indicado seu número e situação. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da travessa inferior, deve-se desmontar previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Enchimento do pára-lama;

◆ Defletores do radiador; ◆ Radiador e mangueiras; ◆ Coxins e suporte do radiador; ◆ Barras tensoras; ◆ Suportes das barras tensoras; ◆ Protetor de cárter. No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Pontos de solda MIG à longarina

Pontos de solda à longarina

Solda MIG

Pontos de solda à travessa Pontos de solda à longarina

Pontos de solda à travessa

Figura 20. - Pontos de união da peça com a carroceria.

GM Corsa

17


www.cesvibrasil.com.br

2.1.4 - Pára-lama dianteiro Comercialização O fabricante comercializa o pára-lama dianteiro como peça de reposição independente. União da peça É parafusada de acordo com a Figura 21. 1 parafusos ao pilar

5 parafusos à saia

1 parafusos à pestana

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição do pára-lama dianteiro deve-se desmontar previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Enchimento do pára-lama; ◆ Moldura do pára-lama; ◆ Batentes laterais do capô; ◆ Suporte da haste do capô (lado esquerdo). Para a reparação do pára-lama deve-se desmontar o seu enchimento dianteiro (figura 12) e qualquer dos elementos mencionados anteriormente que sejam necessários, em função do tamanho e localização do dano.

2 parafusos à sede do farol Figura 21. - União da peça à carroceria.

Acessibilidade Na figura 22 são indicadas as zonas de diferente acessibilidade do pára-lama dianteiro

Difícil acesso

Bom acesso

Figura 22. - Acessibilidade do pára-lama dianteiro.

GM Corsa

18


www.cesvibrasil.com.br

2.1.5 - Capô dianteiro Comercialização O capô do motor é fornecido como peça original pelo fabricante, sendo vendido separadamente as dobradiças e o mecanismo de fechamento.

Figura 23. - Comercialização da peça.

União da peça Está fixado à carroceria por meio de duas dobradiças com dois parafusos cada uma.

2 parafusos à cada dobradiça

Figura 24. - União da peça à carroceria.

GM Corsa

19


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Na figura 25 estão identificados os vãos formados pela estrutura interna do capô. As regiões onde existem reforços dificultam o acesso para a sua reparação.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição do capô do motor deverão ser desmontados os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Pino do capô (espigão); ◆ Gancho trava; ◆ Batente dianteiro; ◆ Batente lateral; ◆ Assento da haste; ◆ Esguichadores de água; ◆ Mangueira dos esguichadores. Se for feita a opção pela reparação, deverão ser desmontados os acessórios necessários descritos anteriormente em função do tamanho e da localização do dano.

Figura 25. - Regiões de difícil acesso.

Figura 26. - Conjunto pino/trava do capô.

GM Corsa

20


www.cesvibrasil.com.br

2.2 - Parte central Neste ítem serão estudados os elementos externos da parte central do Corsa mais afetados em caso de uma colisão lateral. A figura abaixo identifica quais são estas peças.

4

3

1

2a

1a

2

1- Porta dianteira 1a - Painel da porta dianteira 2- Porta traseira 2a- Painel da porta traseira 3- Lateral completa 4- Teto Figura 27. - Elementos da parte central.

GM Corsa

21


www.cesvibrasil.com.br

2.2.1 - Porta dianteira Comercialização A porta é comercializada como peça de reposição original. O fabricante não fornece as suas dobradiças, mas comercializa o painel externo da porta e seu limitador. Porta dianteira

1 pino à cada dobradiça (2)

1 pino ao pilar Painel externo

Figura 28. - Comercialização da peça.

União da peça A porta encontra-se fixada à carroceria através dos pinos de suas dobradiças e do limitador de abertura. Seu painel vai dobrado e selado em seu contorno. Figura 29. - União da peça à carroceria.

GM Corsa

22


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Na figura 30 podemos observar os vãos de acesso existentes na armação da porta, assim como as regiões de diferentes acessos ao reparador.

Figura 30. - Acessos da porta dianteira.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a sua substituição deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Cobertura da alça da porta (1); ◆ Interruptor dos vidros (sistema elétrico); ◆ Alça (2); ◆ Mola trava da maçaneta do levantador do vidro (sistema mecânico) (3); ◆ Maçaneta do levantador do vidro (sistema mecânico) (4); ◆ Porta-objetos (5); ◆ Manopla de ajuste do espelho retrovisor externo (6); ◆ Cobertura interna do espelho retrovisor externo (7); ◆ Retrovisor externo (8);

GM Corsa

◆ Painel de acabamento interno da porta (9); ◆ Vedador do painel da porta (10); ◆ Maçaneta interna (11); ◆ Botão da trava (destacando miolo cor laranja) (12); ◆ Alto falante (13); ◆ Guarnição interna e externa do vidro (14); ◆ Trilho guia traseiro (15); ◆ Trilho guia dianteiro (16); ◆ Vidro; ◆ Mecanismo levantador do vidro (17); ◆ Módulo eletrônico de movimentação do vidro - sistema elétrico (18); ◆ Canaleta guia do vidro (19); ◆ Canaleta suplementar (20); ◆ Grampo das canaletas (21); ◆ Instalação elétrica; ◆ Cilindro da fechadura (22); ◆ Maçaneta externa (23); ◆ Fechadura (24); ◆ Moldura de proteção (25); ◆ Emblema (26); ◆ Limitador de abertura (27); ◆ Vedador do limitador na porta (28); ◆ Pinos das dobradiças (29); ◆ Porta (30). Se for feita a opção pela reparação da porta ou substituição do painel, deverão ser desmontados os acessórios necessários em função do tamanho e localização do dano.

23


www.cesvibrasil.com.br

11

19

17 14 4 3 22 21 18

6

23

20

29

7

24

15

28 16

30 27

26 25 8

1

2

10

12

9

5 13

Figura 31. - Elementos da porta dianteira.

GM Corsa

24


www.cesvibrasil.com.br

2.2.2 - Porta traseira Comercialização A porta é comercializada como peça de reposição original. O fabricante não fornece as suas dobradiças, mas comercializa o painel externo da porta e o seu limitador.

Porta traseira

Painel externo Figura 32. - Comercialização da peça.

União da peça A porta encontra-se fixada à carroceria através dos pinos de suas dobradiças e do limitador de abertura. Seu painel vai dobrado e selado em seu contorno (figura 29).

Figura 33. - Acessos da porta traseira.

GM Corsa

Acessibilidade Na figura 33 podemos observar os vãos de acesso existentes na armação da porta, assim como as regiões de diferentes acessos ao reparador. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a sua substituição deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Alça (1); ◆ Cobertura da maçaneta interna; ◆ Mola trava da maçaneta do levantador do vidro (2); ◆ Maçaneta do levantador do vidro (3); ◆ Cobertura interna (4); ◆ Cobertura externa (5); ◆ Painel de acabamento interno da porta (6); ◆ Vedador do painel da porta (7); ◆ Vedador de ventilação da porta (8); ◆ Maçaneta interna (9); ◆ Botão da trava (destacando miolo cor laranja); ◆ Guarnição interna e externa do vidro (10); ◆ Trilho guia traseiro (11); ◆ Trilho guia dianteiro (11); ◆ Vidro; ◆ Mecanismo levantador do vidro (12); ◆ Canaleta guia do vidro (13); ◆ Válvula de dreno (14); ◆ Filtro da porta traseira (15); ◆ Instalação elétrica (se houver); ◆ Cilindro da fechadura (16); ◆ Maçaneta externa (17); ◆ Fechadura (18); ◆ Moldura de proteção (19); ◆ Limitador de abertura (20); ◆ Vedador do limitador na porta (21); ◆ Pinos das dobradiças (22); ◆ Porta (23).

25


www.cesvibrasil.com.br

Se for feita a opção pela reparação da porta ou substituição do painel, deverão ser desmontados os acessórios necessários em função do tamanho e localização do dano. 13 10

9

3

16 11

2 17

22

12

15

18 23

19

20

21 5 4

7 14

6

1 8

Figura 34. - Elementos da porta traseira

GM Corsa

26


www.cesvibrasil.com.br

2.2.3 - Lateral completa Comercialização O fabricante fornece a lateral completa, a qual é composta de: pilar, coluna central, soleira e lateral traseira. União da peça A lateral encontra-se unida à carroceria mediante uma série de pontos de solda elétrica por pontos de resistência, cuja distribuição está detalhada na Figura 35.

Pontos de solda em todo o seu contorno

Acessibilidade Apresenta acesso difícil para sua reparação por possuir forma fechada. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da lateral deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Enchimento do pára-lama; ◆ Pára-lama; ◆ Limpador do pára-brisa; ◆ Grade de ventilação; ◆ Guarnição de acabamento do pára-brisa; ◆ Revestimentos internos; ◆ Pára-brisa; ◆ Pára-sóis; ◆ Suporte e luz de cortesia; ◆ Alças do teto; ◆ Guarnições da soleira das portas; ◆ Guarnições das portas; ◆ Forro de acabamento do teto;

Figura 35. - União da peça à carroceria.

Figura 36. - Acessibilidade da lateral.

GM Corsa

27


www.cesvibrasil.com.br

◆ Instalação elétrica (teto e portas); ◆ Pinos dos limitadores das portas; ◆ Pinos das dobradiças das portas; ◆ Portas dianteira e traseira; ◆ Guarnição de acabamento do vidro da lateral traseira; ◆ Vidro da lateral traseira (custódia); ◆ Trilho do teto; ◆ Cobertura de acabamento lateral; ◆ Cobertura de acabamento lateral do porta malas; ◆ Banco dianteiro; ◆ Encosto traseiro; ◆ Assento traseiro; ◆ Acabamento do curvão; ◆ Cinto de segurança dianteiro; ◆ Cinto de segurança traseiro; ◆ Moldura de abertura da caixa de roda; ◆ Pára-choque traseiro; ◆ Lanterna traseira; ◆ Tanque de combustível; ◆ Bocal do tanque de combustível (lado direito); ◆ Tapetes e carpetes (parcial); ◆ Guarnição de acabamento do portamalas; ◆ Guarnição da tampa do porta-malas; ◆ Pino do braço telescópico do portamalas; ◆ Painel de instrumentos; ◆ Instalação elétrica da soleira; ◆ Tampões e bujões vedadores; ◆ Placa e espaçadores da fechadura; ◆ Roda traseira do lado correspondente.

Figura 37. - Pára-choque traseiro.

Figura 38. - Lanterna traseira.

Para a reparação de qualquer parte da lateral deverão ser desmontados os elementos anteriores que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

GM Corsa

28


www.cesvibrasil.com.br

2.2.4 - Teto Comercialização O fabricante comercializa esta peça de forma independente. União da peça Na figura estão detalhados os pontos de solda que unem esta peça à carroceria.

Acessibilidade Devido a sua configuração fechada, o acesso é difícil em sua zona lateral e nas bordas e travessas. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição do teto deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos:

Pontos de solda à travessa traseira

Pontos de solda à coluna dianteira Pontos de solda à travessa dianteira

Figura 39. - União da peça à carroceria.

GM Corsa

Pontos de solda à estrutura lateral

◆ Desconectar bateria; ◆ Guarnição de acabamento do pára-brisa; ◆ Revestimentos internos das colunas; ◆ Grade de ventilação; ◆ Limpador do pára-brisa; ◆ Pára-brisa; ◆ Pára-sóis; ◆ Suporte e luz de cortesia; ◆ Alça do teto; ◆ Guarnições das portas (parcial); ◆ Guarnição da tampa do porta-malas (parcial); ◆ Trilhos do teto; ◆ Dobradiça da tampa do porta-malas; ◆ Tampa do porta-malas; ◆ Forro de acabamento do teto; ◆ Antena do teto (se houver); ◆ Proteger estofamentos; ◆ Instalação elétrica;

29


www.cesvibrasil.com.br

2.3 - Parte traseira Neste Ă­tem analisamos os elementos externos da parte traseira do GM Corsa que podem ser afetados no caso de colisĂŁo traseira.

1a 4

1

3

2

1- Tampa traseira 1a- Painel da tampa 2- Painel traseiro inferior 3- Painel traseiro interno do assoalho 4- Alojamento da lanterna traseira Figura 40. - Elementos da parte traseira.

GM Corsa

30


www.cesvibrasil.com.br

2.3.1 - Painel traseiro inferior Comercialização O fabricante comercializa esta peça de forma independente, podendo ser obtido, também, o painel traseiro interno do assoalho.

Acessibilidade Apresenta bom acesso na parte central e difícil no restante, devido ao seu reforço e ao piso do porta-malas.

Painel traseiro inferior

Regiões de difícil acesso Figura 43. - Acessibilidade do painel traseiro.

Painel traseiro interno do assoalho Figura 41. - Comercialização da peça.

União da peça Na figura 42 estão detalhados os pontos de solda que unem esta peça a carroceria. Pontos de solda à sede da lanterna traseira

Pontos de solda à caixa de roda

Pontos de solda ao painel traseiro interno do assoalho

Pontos de solda ao painel do assoalho traseiro

Pontos de solda à longarina

Figura 42. - União da peça à carroceria.

GM Corsa

Operações prévias para sua substituição ou reparação Deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Cobertura central do porta-malas (tampão); ◆ Cobertura de acabamento da guarnição; ◆ Guarnição da tampa do porta-malas (parcial); ◆ Batente da fechadura; ◆ Lanternas traseiras; ◆ Tapete e carpete do assoalho do portamalas; ◆ Cobertura de acabamento lateral do porta-malas; ◆ Estepe; ◆ Pára-choque traseiro e suportes; ◆ Viga do pára-choque e suportes; ◆ Tanque de combustível; ◆ Moldura da abertura de caixa de roda traseira; ◆ Instalação elétrica. No caso de reparação desta peça, devem ser desmontados os elementos mencionados anteriormente, que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

31


www.cesvibrasil.com.br

2.3.2 - Alojamento da lanterna traseira Comercialização O alojamento da lanterna é comercializado como peça independente.

Acessibilidade O alojamento da lanterna apresenta difícil acesso devido a sua configuração fechada.

União da peça A união desta peça está detalhada na figura 44.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição desta peça, deve-se desmontar previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Cobertura central do porta-malas (tampão); ◆ Cobertura de acabamento da guarnição; ◆ Guarnição da tampa do porta-malas (parcial); ◆ Lanternas traseiras; ◆ Tapete e carpete do assoalho do portamalas; ◆ Cobertura de acabamento lateral do porta-malas; ◆ Estepe; ◆ Pára-choque traseiro; ◆ Viga do pára-choque traseiro; ◆ Moldura de abertura da caixa de roda traseira (lado correspondente); ◆ Tanque de combustível; ◆ Instalação elétrica.

Pontos de solda à lateral

Pontos de solda ao painel traseiro Figura 44. - União da peça à carroceria.

No caso da reparação desta peça, desmontam-se os elementos descritos anteriormente que sejam necessários, em função do tamanho e localização do dano.

GM Corsa

32


www.cesvibrasil.com.br

2.3.3 - Tampa traseira Comercialização É fornecido pelo fabricante como peça original independente, podendo ser obtido, também, separadamente o painel e as dobradiças. Painel externo Tampa traseira

Figura 47. - Acessos da tampa traseira.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Figura 45. - Comercialização da peça.

União da peça É realizada através de duas dobradiças soldadas à sua estrutura e parafusada à carroceria.

Pino

Soldado à tampa

2 parafusos à carroceria Figura 46. - União da peça à carroceria.

Acessibilidade Possui um acesso bom para o reparador na parte inferior, na região dos vãos da sua estrutura. Na região de contorno do vidro o acesso é nulo devido ao seu formato fechado e estreito. GM Corsa

◆ Desconectar bateria; ◆ Revestimento da tampa (1); ◆ Guarnição de acabamento do vidro (2); ◆ Vidro (colado) (3); ◆ Esguichador do limpador; ◆ Mangueira do esguichador; ◆ Haste do limpador (4); ◆ Motor do limpador (5); ◆ Amortecedores da tampa (6); ◆ Batentes, coxins e vedadores; ◆ Fechadura e cilindro (7); ◆ Maçaneta da tampa (8); ◆ Placa de licença; ◆ Emblemas (9); ◆ Aerofólio (se houver); ◆ Atuador da tampa do porta-malas (sistema de trava elétrica) (10); ◆ Instalação elétrica; ◆ Pino das dobradiças (11). Para a reparação da tampa traseira ou substituição do seu painel, deverão ser desmontados os elementos descritos anteriormente que forem necessários de acordo com o tamanho e localização do dano.

33


www.cesvibrasil.com.br

11

6 9

1 2 3 4

5 10

8

7

Figura 48. - Elementos da tampa traseira.

GM Corsa

34


Manual de Reparação - GM Corsa