Page 1

www.cesvibrasil.com.br

Índice 1. Descrição básica 1.1 Ficha técnica geral

2

1.2 Placas de identificação do veículo 1.3 Elementos externos de materiais plásticos

3 5

1.4 Dimensões

6

1.5 Elementos da carroceria fornecidos pelo fabricante

9

1.6 Substituições parciais contempladas pelo fabricante

2. Reparabilidade da carroceria

Ford Fiesta

2

12 13

2.1 Parte dianteira

13

2.1.1 2.1.2 2.1.3 2.1.4 2.1.5 2.1.6 2.1.7 2.1.8 2.1.9

14 14 15 16 16 18 19 20 21

Farol/lanterna Grade frontal Pára-choque dianteiro Capa plástica de proteção do pára-lama Pára-lama dianteiro Capô do motor Painel dianteiro Travessa dianteira inferior Longarina dianteira

2.2 Parte central

23

2.2.1 2.2.2 2.2.3

24 27 27

Porta dianteira Painel da porta Soleira

2.3 Parte traseira

29

2.3.1 2.3.2 2.3.3 2.3.4 2.3.5 2.3.6 2.3.7 2.3.8

30 30 31 33 34 35 36 37

Lanterna traseira Pára-choque traseiro Lateral traseira Sede da lanterna traseira Painel traseiro Tampa traseira Painel da tampa traseira Longarina traseira

2.4 Elementos mecânicos

38

2.4.1 2.4.2

38 39

Radiador Conjunto mecânico dianteiro

1


www.cesvibrasil.com.br

1. - Descrição básica O

FORD FIESTA é um veículo de categoria pequena equipado com motorização nas versões 1.0 Endura E, 1.3 Endura E e 1.4 Zetec-SE, todos com injeção Multiponto de combustível e controle eletrônico EECV. A seguir, podemos verificar suas principais características.

1.1 - Ficha técnica geral Carroceria

Monobloco: Estampada em aço, 2 volumes 5 portas, capô, tampa traseira e portas unidas por parafusos e pinos; Paíneis laterais e paralamas unidos por solda

Motor

Modelo ENDURA-E: Dianteiro transversal, com tração dianteira, 4 cilindros em linha alimentação por injeção eletrônica modelo ( FIC EECV ) com 4 bicos injetores

Lubrificação

Motor: Sistema de lubrificação forçada a óleo ( SH 20W50 ) Câmbio: Á banho de óleo ( 75W90 )

Arrefecimento

Sistema de refrigeração a água com circulação forçada por bomba centrífuga e trocador de calor do tipo radiador/colmeia com reservatório de expansão

Suspensão dianteira

Independente, do tipo McPherson, com bandeja inferior, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos, telescópicos e barra estabilizadora

Suspensão traseira

Semi-independente, com eixo de torção, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos de dupla ação.

Freios •Dianteiro •Traseiro •Estacionamento

Sistema: duplo circuito hidráulico em diagonal com servo-freio

Transmissão

Tração dianteira por árvores das rodas, acoplados por articulações homocinéticas Caixa de velocidades com 5 marchas a frente mais ré. Embreagem do tipo monodisco a seco e platô com mola tipo membrana, acionada hidraulicamente

Direção

Tipo: Pinhão e cremalheira, com coluna retratil, colapsável e com

Disco rígido/ Pinças Tambor/ Sapatas Mecânico de acionamento manual com atuação nas rodas traseiras

assistência hidráulica, diâmetro de giro 10,33 m

Ignição

Eletrônica digital, contralada pelo módulo EECV

Rodas traseiras:

Rodas dianteiras: Câmber: - 2 o 04’ a 0 o 44’ Cáster: - 0 o 05 ’ a 2

o

35 ’

Câmber: - 0

o

30 ’ a - 2 o

Convergência: 0,3 a 4,33 mm

Convergência: -1 a 1 mm Obs.: Medidas para veículo com direção mecânica. Ângulos da suspensão/direção: Valores para veículo em ordem de marcha.

Ford Fiesta

2


www.cesvibrasil.com.br

1.2 - Placas de identificação do veículo As características que identificam o veículo se encontram no número do chassis (VIN) e na plaqueta de identificação. Sua correta localização está descrita abaixo: Número do chassis Está gravado no assoalho do habitáculo de passageiros, junto ao assento dianteiro direito (A). Consta de dezessete caracteres alfanuméricos (letras e números), que indicam diversas características do veículo, como data de fabricação, modelo etc. O número de identificação do veículo (VIN) está presente, também, em etiquetas autocolantes, localizadas na coluna da porta direita (B); no compartimento do motor (torre da suspensão direita) (C); na forma de gravação no pára-brisa; no vidro traseiro e nos vidros laterais e no painel de instrumentos, voltado para o pára-brisa (D); no assoalho, lado esquerdo, ao lado do banco do motorista (E). Abaixo, explicamos o significado de cada código:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 9 B F Z Z Z F D A T B 0 3 7 9 5 7 Nº de ordem de fabricação do veículo Local de fabricação B - São Bernardo do Campo Ano de fabricação Modelo Constante - ZZZ Fabricante (F - Ford do Brasil) País (B - Brasil) Região Geográfica (9 - América do Sul)

Placa do construtor Encontra-se localizada na travessa frontal superior, próximo à trava de abertura do capô do motor (F). Tipo e número do motor (*) Gravado no bloco do motor, na parte superior traseira, próximo ao cabeçote (G).

Ford Fiesta

3


www.cesvibrasil.com.br

B A C

E

F

D

A

B

C

D

E

F

G

Figura 1 - Localização das placas de identificação do veículo

Ford Fiesta

4


www.cesvibrasil.com.br

1.3 - Elementos externos de materiais plásticos Algumas peças externas do FORD FIESTA são fabricados em material plástico. Com isso, consegue-se uma redução de peso e da probabilidade de corrosão. Estas peças podem ser reparadas, mediante procedimentos adequados, sem a perda de suas características e permitindo um bom acabamento. Na figura abaixo, indicam-se os elementos plásticos reparáveis que, pela localização, rompem-se com facilidade em caso de colisão, assim como a identificação do plástico a ser empregado na sua reparação.

Peças 1- Pára-choque dianteiro 2- Grade Frontal 3- Capa protetora da caixa de roda 4- Espelhos retrovisores 5- Pára-choque traseiro

Material empregado na reparação PP-EPDM ABS PP-EPDM ABS PP-EPDM

4 5

3 2

1

Figura 2 - Elementos externos de material plástico

Ford Fiesta

5


www.cesvibrasil.com.br

1.4 - Dimensões As deformações que podem sofrer um veículo, após uma colisão, em seus elementos estruturais (longarinas, travessas, caixas-de-roda etc), devem ser verificadas em bancada, mediante a medição de pontos, situados na parte inferior do monobloco. Sem isso, a segurança do veículo fica prejudicada, pois torna-se impossível realizar o alinhamento de direção do mesmo, afetando a sua estabilidade. Nas figuras 3, 4 e 5, estão indicadas as principais cotas da carroceria do FORD FIESTA, com mecânica montada, assim como as medidas de algumas diagonais para comprovação, através de compasso de varas.

1342

12

43

14 20

14

17

11

13

93

7 111

82

10

35

14

30

11

51

641

574

15

50

410 645 1217

870

1029

1148

1098

603 1018 345

870

1182

697

890

936

899

982 1341 1971 2151

Figura 3 - Cotas da estrutura

Ford Fiesta

6


www.cesvibrasil.com.br

2446

1320

3828

1373

1429 1634

Figura 4 - DimensĂľes externas do veĂ­culo

Ford Fiesta

7


717

www.cesvibrasil.com.br

132 4

122 8 1053

45 12

1205

1016

10 90

952

12 78

1208

900

86 8

10

15

Figura 5 - Dimensões internas dos vãos (medidas tomadas com guarnições desmontadas)

Ford Fiesta

8


www.cesvibrasil.com.br

1.5 - Elementos da carroceria fornecidos pelo fabricante Nas

Figuras 6, 7 e 8, estão detalhadas as peças da carroceria do FORD FIESTA, comercializadas pelo fabricante. Os grupos de peças que não são vendidos separadamente estão marcados com um número e as peças desses grupos que podem ser adquiridas individualmente estão marcadas com o mesmo número mais uma letra.

Elementos da parte dianteira

1. Painel dianteiro 2. Travessa inferior dianteira 3. Reforço superior do painel DASH 4. Caixa-de-roda completa com longarina

4 a. Longarina dianteira 4 b. Chapa de fechamento da longarina dianteira 5. Capô do motor 6. Pára-lama dianteiro 7. Suporte da bateria

8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

4a

Dobradiças do capô Reforço inferior do painel DASH Painel DASH Reforço dianterio do assoalho Gancho Ref. do avental Avental

8

4b 5

3

14 13 4

10 1

7

9

2

11

12

6

Figura 6 - Elementos da parte dianteira

Ford Fiesta

9


www.cesvibrasil.com.br

Elementos da parte central 15 16 17 18 19 20 21

Limitador da porta Assoalho Reforço do assoalho Chapa de fechamento da soleira Travessa dianteira do teto Teto Reforço lateral do teto

22 23 24 25 26 27

Travessa traseira do teto Reforço do pilar dianteiro Chapa de fechamento do pilar dianteiro Pilar dianteiro Reforço da soleira Reforço da coluna dianteira do teto

28

29 30 31 32 32

Chapa de fechamento do reforço lateral do teto Reforço da coluna central Porta Painel da porta Dobradiça superior da porta a. Dobradiça inferior da porta

22

21

20 19 31

30

29

25 28

27

24

32 15

23 32 a

17 16

18

18

26

Figura 7 - Elementos da parte central

Ford Fiesta

10


www.cesvibrasil.com.br

Elementos da parte traseira 33 Reforço interno da lateral traseira 34 Chapa de Fechamento da caixa-de-roda traseira 35 Assoalho traseiro completo 36 Secção do assoalho do porta-mala

37 Longarina traseira 38 Reforço traseiro do assoalho do porta-malas 39 Travessa traseira do assoalho do porta-malas 40 Painel traseiro 41 Reforço do painel traseiro

42 Sede da lanterna traseira 43 Tampa traseira 44 Painel da tampa traseira 45 Caixa de roda traseira 46 Conj. dobradiça tampa traseira

46 44

43 42 40 41 36

39

38

35 34 45 37

33

Figura 8 - Elementos da parte traseira

Ford Fiesta

11


www.cesvibrasil.com.br

1.6 Substituições parciais contempladas pelo fabricante Para a reparação do FORD FIESTA, o fabricante prevê a substituição parcial de algumas peças da carroceria. Dessa forma, consegue-se uma economia no tempo de reparação, reduzindo seu custo. Ao mesmo tempo, evitam-se danos em outras partes da carroceria que não foram afetadas, o que não ocorreria se realizada uma substituição completa.

Figura 9 - Substituições parciais

Ford Fiesta

12


www.cesvibrasil.com.br

2. Reparabilidade da carroceria Nesta parte, são estudados os aspectos relacionados à reparabilidade do FORD FIESTA, em particular a disponibilidade das peças de reposição e a complexidade de sua reparação ou substituição, em função dos elementos que necessitam ser desmontados previamente. São tratadas as questões como acessibilidade para o reparador e a união com a carroceria entre outras. Também serão enfocados os elementos externos que são danificados com maior freqüência em colisões.

2.1 Parte dianteira Na figura 10, estão indicados os elementos da parte dianteira do FORD FIESTA que são afetados com maior freqüência, em um impacto dianteiro.

12345678-

Capô Painel frontal Trav. diant. inferior Grade Pára-choque Farol Longarina Capa plástica da caixa-de-roda 9- Paralama 10- Caixa-de-roda completa

1

10

2 6 3

7

8

9

4 5

Figura 10 - Elementos da parte dianteira

Ford Fiesta

13


www.cesvibrasil.com.br

2.1.1 - Farol/lanterna

2.1.2 - Grade frontal

Comercialização

Comercialização

O fabricante comercializa o farol/lanterna como peça de reposição original, onde o farol e a lanterna formam um mesmo conjunto.

O

União da peça

União da peça

A

O conjunto farol/lanterna vai unido à carroceria por meio de três parafusos torx/ fenda no painel dianteiro. Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação do farol/ lanterna, são desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Grade frontal.

fabricante comercializa a grade frontal como peça de reposição original. grade frontal vai unida à carroceria por meio de 4 pinos a pressão do farol / lanterna. Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação da grade frontal, não é necessária a desmontagem prévia de nenhum componente.

4 Pinos p/ fixação

Figura 12 - União da grade frontal à carroceria

Figura 11 - União do conjunto farol/lanterna à carroceria

Ford Fiesta

14


www.cesvibrasil.com.br

2.1.3 - Pára-choque dianteiro Comercialização

O fabricante comercializa o pára-choque dianteiro como peça de reposição original, como mostra a figura 14. O pára-choque dianteiro vai unido à carroceria por meio de dois parafusos (caixa de roda) mais duas porcas na travessa dianteira, conforme figura 14.

Figura 14 - União do pára-choque dianteiro à carroceria

Ford Fiesta

15


www.cesvibrasil.com.br

2.1.4 - Capa plástica de proteção do pára-lama Comercialização

O fabricante comercializa a capa plástica do

1 Parafuso ao pára-lama

pára-lama como peça de reposição original. União da peça

A capa plástica do pára-lama vai unida à carroceria por meio de 7 parafusos torx. Na figura 15, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

1 Parafuso ao assoalho 4 Parafusos à longarina 1 Parafuso ao pára-choque Figura 15 - União da capa plástica à carroceria

2.1.5 - Pára-lama dianteiro Comercialização

Acessibilidade

O

Apresenta uma configuração aberta em toda a sua extensão, tendo bom acesso para o reparador em quase toda peça.

fabricante comercializa o pára-lama dianteiro como peça de reposição original. União da peça

O pára-lama dianteiro vai unido à carroceria por meio de solda a pontos, em toda sua extensão, mais dois parafusos. Na figura 16, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

8 Pontos à caixa-de-roda 2 Parafusos ao pilar dianteiro

2 Pontos ao painel frontal 4 Pontos à caixa-de-ar 2 Pontos ao avental Figura 16 - União do pára-lama dianteiro à carroceria

Ford Fiesta

16


www.cesvibrasil.com.br

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do pára-lama dianteiro, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover a proteção plástica da caixa-de-roda; ◆ Remover o pára-choque dianteiro; ◆ Remover os batentes de apoio do capô; ◆ Remover conj. farol/lant; ◆ Remover grade frontal; ◆ Remover inst. elétrica caixa-de-roda; ◆ Remover luz de intermitência lateral; ◆ Remover o paralama. Caso haja a necessidade de reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Difícil acesso

Fácil acesso

Figura 17 - Acessibilidade do pára-lama dianteiro

Ford Fiesta

17


www.cesvibrasil.com.br

2.1.6 - Capô do motor Comercialização

Acessibilidade

O

Apresenta uma configuração aberta com regiões de reforços, tendo bom acesso para o reparador, conforme mostra figura 19.

fabricante comercializa o capô como peça de reposição original. União da peça

O capô vai unido à carroceria por meio de quatro parafusos e dobradiças junto a parede de fogo (DASH). Na figura 18, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. 1 Parafuso Dobradiças 2 Parafusos

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação do capô, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover esguichadores com mangueiras; ◆ Remover apoio da haste; ◆ Remover capô. No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Figura 18 - União do capô do motor à carroceria

Fácil acesso Difícil acesso

Figura 19 - Acessibilidade do capô

Ford Fiesta

18


www.cesvibrasil.com.br

2.1.7 - Painel dianteiro Comercialização

Acessibilidade

O fabricante comercializa o painel dianteiro como peça de reposição original, sem incluir neste conjunto a chapa de fechamento da travessa inferior dianteira.

Apresenta

União da peça

O painel dianteiro vai unido à carroceria por meio de pontos de solda a resistência. Na figura 20, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

2 Pontos ao avental 2 Pontos ao ref. lateral do pára-lama 1 Ponto ao ref. lateral do pára-lama

4 Pontos int. à longarina

uma configuração aberta em grande parte de sua superfície, tendo bom acesso para o reparador. Operações prévias para sua substituição ou reparação ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover pára-choque dianteiro; ◆ Remover grade frontal; ◆ Remover os dois conjuntos ópticos; ◆ Remover conjunto de filtro de ar e bicos; ◆ Remover conjunto radiador/ eletroventilador e seus defretores; ◆ Remover instalação elétrica completa no painel frontal e caixa-de-roda; ◆ Remover buchas/presilhas/batentes/ plaquetas; ◆ Remover fechadura do capô; ◆ Remover capa plástica de proteção do pára-lama; ◆ Remover buzinas; ◆ Remover cabo de abertura do capô; ◆ Remover capa da bateria; ◆ Remover painel frontal.

Figura 20 - União do painel dianteiro à carroceria Fácil acesso

Fácil acesso Difícil acesso

Figura 21 - Acessibilidade do painel frontal

Ford Fiesta

19


www.cesvibrasil.com.br

2.1.8 - Travessa dianteira inferior Comercialização

Acessibilidade

O

fabricante comercializa a travessa dianteira inferior como peça de reposição original.

Apresenta uma configuração aberta, tendo bom acesso para o reparador, quando separada do painel frontal.

União da peça

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação da travessa inferior dianteira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover pára-choque dianteiro; ◆ Remover grade frontal; ◆ Remover os dois conjuntos ópticos; ◆ Remover chicote elétrico; ◆ Remover buchas/presilhas; ◆ Remover capa plástica de protação do pára-lama; ◆ Remover travessa inferior. No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

A

travessa dianteira inferior vai unida à carroceria por meio de pontos de solda a resistência. Na figura 22, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. Idem a outra ponta

14 Pontos ao painel 4 Pontos ao painel

14 Pontos ao painel 2 Pontos ao painel

4 Pontos ao painel

Figura 22 - União da travessa inferior à carroceria

Secção A A’ Travessa inferior

Painel

A

A’

Figura 23 - Acessibilidade da travessa inferior

Ford Fiesta

20


www.cesvibrasil.com.br

2.1.9 - Longarina dianteira Comercialização

União da peça

O fabricante comercializa a longarina dianteira como peça de reposição original, separada ou formando conjunto com a caixa-de-roda.

A ponta da longarina vai unida à carroceria por meio de pontos de solda a resistência e solda MIG/MAG. Na figura 25, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

Caixa-de-roda completa 13 Pontos de solda à caixa-de-roda

7 Pontos de solda ao painel DASH 10 Pontos de solda ao assoalho

14 Pontos de solda à chapa de fechamento da longarina

Ponta da longarina dianteira (substituição parcial)

6 Pontos ao fechamento da longarina

Solda MIG/MAG ao restante da longarina

Figura 24 - Comercialização da longarina dianteira

Acessibilidade

Apresenta

uma configuração fechada em toda sua extensão, tendo acesso nulo para o reparador.

6 Pontos ao painel

6 Pontos ao fechamento da longarina Figura 25 - União da ponta da longarina à carroceria

Ford Fiesta

21


www.cesvibrasil.com.br

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Secção A-A‘

Para a substituição ou reparação da longarina dianteira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Capa plástica de proteção do pára-lama; ◆ Remover pára-choque; ◆ Conjunto óptico; ◆ Buzina; ◆ Bico do filtro de ar; ◆ Conjunto filtro de ar; ◆ Instalação elétrica no painel dianteiro; ◆ Capa da bateria e bateria; ◆ Instalação elétrica do conjunto radiador/ eletroventilador; ◆ Conjunto radiador/eletroventilador; ◆ Instalação elétrica da longarina; ◆ Rodas dianteiras; ◆ Longarina esquerda.

Longarina Fechamento da Longarina

A

A‘

Figura 26 - Acessibilidade da longarina dianteira

Obs: No caso da longarina direita, deverá ser desmontado o conjunto mecânico dianteiro completo. Caso haja a necessidade de sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Ford Fiesta

22


www.cesvibrasil.com.br

2.2 - Parte central Neste

item, serão estudados os elementos externos da parte central do FORD FIESTA mais afetados, em caso de um impacto lateral. A figura abaixo mostra quais são estas peças. 1-

Ref. coluna dianteira do teto 2- Coluna dianteira do teto 3- Pilar 4- Chapa de fechamento do pilar 5- Ref. do pilar dianteiro 6- Porta dianteira 7- Painel da porta dianteira 8- Secção parcial da soleira 9- Ref. da coluna central 10- Chapa de fechamento da soleira

1 10 2 3 4

9

8 5

7

6

Figura 27 - Elementos da parte central

Ford Fiesta

23


www.cesvibrasil.com.br

2.2.1 - Porta dianteira Comercialização

O

fabricante comercializa a porta como peça de reposição original. Fornece separadamente as suas dobradiças, o limitador de abertura da porta e o seu painel externo (folha de porta). Porta

Folha de porta

Figura 28 - Comercialização da porta

União da peça

A porta vai unida à carroceria por meio de duas dobradiças e do limitador de abertura. As dobradiças vão soldadas à porta e à carroceria e unidas por parafusos.

Dobradiças Limitador

Figura 29 - União da porta à carroceria

Ford Fiesta

24


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Na figura 30, podemos observar as regiões de diferentes acessos ao reparador.

Difícil acesso

Fácil acesso

Figura 30 - Regiões de difícil acesso

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação da porta, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover manivela/moldura trinco; ◆ Remover revestimento interno; ◆ Remover suporte do puxador; ◆ Remover alto-falante; ◆ Remover forração interna (membrana)/ isopor (PP); ◆ Remover máquina do vidro; ◆ Remover espelho retrovisor e pestana; ◆ Remover canaletas, guarnição e vidro; ◆ Remover conj. fechadura/maçaneta interna; ◆ Remover trinco externo; ◆ Remover buchas/presilhas/tampões; ◆ Remover limitador da porta; ◆ Remover instalação elétrica da porta; ◆ Remover porta. Caso haja necessidade de sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Ford Fiesta

25


www.cesvibrasil.com.br

1- Presilha 2- Isolador da porta 3- Capa de proteção da porta 4- Guarnição externa da porta dianteira 5- Revestimento interno da porta 6- Presilha da porta dianteira 7- Cobertura do parafuso 8- Parafuso 9- Isolador acústico da porta 10- Parafuso 11- Cobertura do parafuso

12- Parafuso 13- Dobradiça da porta 14- Porta 15- Porca de extensão revestimento 16- Limitador da porta 17- Guarnição 18- Rebite 19- Placa de montagem revestimento 20- Painel externo da porta 21- Vedação superior da porta l.d.

21

5

4

20

7

19 18 2

6

3

1

17

8 14 10

11

15

12

9

16 13

Figura 31 - Elementos da porta dianteira

Ford Fiesta

26


www.cesvibrasil.com.br

2.2.2 - Painel da porta

2.2.3 - Soleira

Comercialização

Comercialização

O fabricante comercializa o painel da porta como peça de reposição original.

O

fabricante fornece como peças de reposição original as secções mostradas na figura 33.

União da peça

O painel da porta vai unido à sua estrutura por meio de dobras em todo o seu contorno e calafetação. Na figura 32, é detalhada a união dessa peça à sua estrutura.

Figura 33 - Comercialização da soleira

Dobrado e selado na estrutura

União da peça

A soleira vai unida à carroceria por meio de solda a pontos em toda sua extensão. Na figura 34, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

Figura 32. - União do painel da porta.

Acessibilidade

Apresenta

uma configuração aberta em toda a sua extensão, tendo bom acesso para o reparador em quase toda a peça.

Acessibilidade

Apresenta uma configuração fechada em toda sua extensão, tendo acesso nulo para o reparador.

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação do painel da porta, são desmontados previamente os mesmos elementos citados na substituição da porta, exceto os descritos abaixo: ◆ Fechadura; ◆ Máquina do vidro; ◆ Espelho retrovisor. Ford Fiesta

27


www.cesvibrasil.com.br

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação da soleira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover guarnição da porta; ◆ Remover a porta; ◆ Remover pára-lama; ◆ Remover moldura da soleira; ◆ Remover banco(s); ◆ Afastar carpete. Caso haja necessidade de sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano. 8 Pontos ao fechamento e reforço da soleira

Solda MIG/MAG ao restante da soleira

Solda MIG/MAG ao restante da soleira 10 Pontos ao fechamento e reforço da soleira Figura 34 - União da soleira à carroceria

SECÇÃO A-A’ Reforço da soleira Soleira Fechamento da soleira

A

A’ Figura 35 - Acessibilidade da soleira

Ford Fiesta

28


www.cesvibrasil.com.br

2.3 - Parte traseira Neste

item, analisamos os elementos externos da parte traseira do FORD FIESTA que podem ser afetados, no caso de colisão traseira.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

9.

Pára-choque traseiro Painel traseiro Ref. painel traseiro Assoalho completo Longarina traseira Porta traseira Painel da porta traseira Caixa-de-roda traseira

10. 11. 12. 13. 14.

Chapa de fechamento da caixa-de-roda traseira Secção parcial da lateral traseira Sede da lanterna Painel da tampa traseira Tampa traseira Lanterna traseira

14 12 1

13 11 8

2

10

3

4 4

9 8

5

6

7

Figura 36 - Elementos da parte traseira

Ford Fiesta

29


www.cesvibrasil.com.br

2.3.1 - Lanterna traseira Comercialização

O fabricante comercializa a lanterna traseira como peça de reposição original. União da peça Fixação 3 porcas M8 ao alojamento

A lanterna traseira vai unida à carroceria por meio de porcas fixadas ao seu alojamento. Na figura 37, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

Figura 37 - União da lanterna traseira à carroceria

2.3.2 - Pára-choque traseiro Comercialização

O

fabricante comercializa o pára-choque traseiro como peça de reposição original, de acordo com a figura 38. União da peça

O

pára-choque traseiro vai unido à carroceria por meio de dois parafusos nas laterais traseiras mais duas porcas no painel traseiro. Na figura 39, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

Figura 38 - Comercialização do pára-choque traseiro

2 Parafusos à lateral 2 Porcas no painel traseiro

Figura 39 - União do pára-choque traseiro à carroceria

Ford Fiesta

30


www.cesvibrasil.com.br

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do pára-choque traseiro, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Luzes da placa de licença (fixadas a pressão e 1 conector cada uma); ◆ Pára-choque traseiro.

2.3.3 - Lateral traseira Comercialização

O

fabricante comercializa a lateral traseira como peça de reposição original.

Secção da lateral

União da peça

A lateral traseira vai unida à carroceria por meio de pontos de solda a resistência e solda MIG/MAG. Na figura 42, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. Acessibilidade

Apresenta uma configuração aberta em algumas regiões, sendo de difícil acesso para o reparador na região da coluna traseira. No caso de ser será necessário elemento dos dependendo do dano.

Figura 41 - Comercialização da lateral traseira

realizada a sua reparação, desmontar um ou outro citados anteriormente, tamanho e localização do

Lateral

Ford Fiesta

31


www.cesvibrasil.com.br

Solda MIG/MAG 11 Pontos de solda a ponto

8 Pontos de solda a ponto

16 Pontos de solda a ponto

Solda MIG/MAG

Solda MIG/MAG

10 Pontos de solda a ponto

Figura 42 - União da lateral traseira à carroceria

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação da lateral traseira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover tampa traseira; ◆ Remover pino porta traseira e bagagito; ◆ Remover suporte do bagagito e pino trava do encosto; ◆ Remover amortecedor da tampa traseira e forração coluna “C”; ◆ Remover carpete do porta-malas; ◆ Remover lanterna traseira; ◆ Remover bocal/tanque combustível (se lado esquerdo); ◆ Remover ferramentas (se lado direito); ◆ Remover pára-choque e respiro; ◆ Remover forração da caixa de roda; ◆ Remover tampões/presilhas/buchas/ batentes; ◆ Remover estepe; ◆ Remover pára-choque traseiro; ◆ Remover porta traseira; Ford Fiesta

◆ Remover guarnição dos vãos; ◆ Remover encosto do assento traseiro; ◆ Remover revestimento interno da lateral traseira; ◆ Remover lateral traseira. Caso haja necessidade de sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Fácil acesso

Difício acesso

Figura 43 - Acessibilidade da lateral traseira

32


www.cesvibrasil.com.br

2.3.4 - Sede da lanterna traseira Comercialização

O

fabricante comercializa o alojamento da lanterna como peça de reposição original. União da peça

Sua

união é feita através de ponto de soldadura em todo o seu contorno, de acordo com a figura 44. Acessibilidade

O acesso a esta região é difícil, sendo necessário a utilização de alavancas.

2 Pontos à lateral traseira

12 Pontos à lateral interna traseira

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para

a substituição ou reparação do alojamento, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover forração interna porta malas; ◆ Remover lanterna; ◆ Remover guarnição tampa traseira; ◆ Remover pára-choque; ◆ Remover fiação elétrica; ◆ Remover bagagito e seu suporte; ◆ Remover amortecedor e forração coluna da coluna do teto traseiro; ◆ Remover ferramentas (se lado direito); ◆ Remover batentes/presilhas; ◆ Remover sede da lanterna traseira. No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

10 Pontos ao painel traseiro Figura 44 - União do alojamento da lanterna à carroceria

Ford Fiesta

33


www.cesvibrasil.com.br

2.3.5 - Painel traseiro Comercialização

O

fabricante comercializa o painel traseiro como peça de reposição original, ou com o reforço, segundo mostra a figura 45.

Difício acesso

Painel traseiro Fácil acesso

Figura 47 - Acessibilidade do painel traseiro

Reforço do painel traseiro Figura 45 - Comercialização do painel traseiro

União da peça

O painel traseiro vai unido à carroceria por meio de pontos de solda em toda sua extensão. Na figura 46, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. Acessibilidade

Apresenta

uma configuração fechada, devido ao seu reforço, sendo de difícil acesso para o reparador. 5 Pontos unidos à lateral traseira

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação da lateral traseira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover pára-choque; ◆ Remover estepe e seu suporte; ◆ Remover forração das caixas-de-roda; ◆ Remover toda forração porta-malas; ◆ Remover lanternas; ◆ Remover contatos e chicote; ◆ Remover pino da fechadura; ◆ Remover iluminação placa e fiação; ◆ Remover presilhas/tampões; ◆ Remover guarnição da tampa traseira; ◆ Remover coxim de sustentação do escapamento; ◆ Remover painel traseiro.

5 Pontos ao painel traseira Figura 46 - União do painel traseiro à carroceria

Ford Fiesta

34


www.cesvibrasil.com.br

2.3.6 - Tampa traseira Comercialização

O fabricante comercializa a tampa traseira como peça de reposição original, podendo ser obtida separadamente as suas dobradiças.

◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover

vidro e guarnição; emblemas; amortecedores da tampa; tampa traseira.

Fácil acesso

Figura 48 - Comercialização da tampa traseira

União da peça

A tampa traseira vai unida à carroceria por meio de quatro parafusos fixos em duas dobradiças e auxílio de dois amortecedores.

Difícil acesso Figura 49 - Acessibilidade da tampa traseira

Acessibilidade

Apresenta

uma configuração aberta na maior parte de sua superfície, tendo bom acesso para o reparador. É nulo o acesso na região ao redor do vidro traseiro. Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para a substituição ou reparação da tampa traseira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Remover revestimento interno; ◆ Remover conjunto motor/limpador vidro traseiro; ◆ Remover conjunto trinco/fechadura; ◆ Remover contatos/fiação elétrica; ◆ Remover tampões/buchas/presilhas; ◆ Remover esguichador/mangueira do lavador; Ford Fiesta

35


www.cesvibrasil.com.br

2.3.7 - Painel da tampa traseira Comercialização

O fabricante comercializa o painel da tampa

Operações prévias para sua substituição ou reparação

traseira como peça de reposição original.

Para a substituição ou reparação do painel

União da peça

da tampa, são desmontados previamente os mesmos elementos citados na tampa traseira, exceto os seguintes:

O painel da tampa vai unido à carroceria por meio de arestas, dobradas e seladas, e pontos de solda a resistência. Na figura 50, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. Acessibilidade

Apresenta

uma configuração aberta em toda a sua extensão, tendo bom acesso para o reparador em quase toda a peça.

Dobrado e selado à armação

30 Pontos à armação

◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover traseiro; ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover ◆ Remover

fechadura; conectores elétricos; amortecedores da tampa; esguichador do limpador; instalação elétrica; conjunto motor/limpador vidro tampões e presilhas; vidro; guarnições; painel tampa traseira.

Figura 50 - União do painel da tampa

Ford Fiesta

36


www.cesvibrasil.com.br

2.3.8 - Longarina traseira Comercialização

Acessibilidade

O

Apresenta

fabricante comercializa a longarina traseira como peça de reposição original, de acordo com a figura 51. Longarina traseira

uma configuração fechada, tendo acesso nulo para o reparador.

Secção A-A‘ Assoalho do porta malas

longarina A

Ponta da longarina traseira (substituição parcial) Figura 51 - Comercialização da longarina traseira

União da peça

A

longarina traseira vai unida à carroceria por meio de pontos de solda a resistência e solda MIG/MAG. Na figura 52, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria.

5 Pontos ao assoalho

2 Pontos ao painel traseiro

Solda MIG/MAG ao restante da longarina

5 Pontos ao assoalho

A‘

Figura 53 - Acessibilidade da longarina traseira

Operações prévias para sua substituição ou reparação

Para

a substituição ou reparação da longarina traseira, são seguidos previamente os seguintes procedimentos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Lanternas traseiras; ◆ Revestimento do assoalho do portamalas; ◆ Pára-choque traseiro; ◆ Estepe; ◆ Silencioso; ◆ Protetor térmico; ◆ Longarina traseira. Caso haja necessidade de sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Figura 52 - União da longarina traseira à carroceria

Ford Fiesta

37


www.cesvibrasil.com.br

2.4 - Elementos mecânicos Nesta

seção, analisaremos alguns elementos mecânicos que são afetados em caso de colisão. Em muitas ocasiões é necessário desmontá-los para obter acesso na reparação dos elementos da carroceria.

2.4.1 - Radiador União da peça

O radiador vai unido à carroceria por meio de pinos e parafusos. Na figura 54, é detalhada a união dessa peça com o restante da carroceria. Operações prévias para sua substituição ou desmontagem

Para a substituição ou desmontagem do radiador, são desmontados previamente os seguintes elementos: ◆ Desconectar bateria; ◆ Pára-choque dianteiro; ◆ Faróis/lanternas; ◆ Filtro de ar, chapa da bateria e bateria; ◆ Tubulações do ar condicionado; ◆ Mangueiras do radiador; ◆ Instalação elétrica do eletroventilador; ◆ Travessa inferior de apoio do conjunto radiador, condensador e eletroventilador; ◆ Radiador.

Ford Fiesta

4 Parafusos à carroceria Figura 54 - União do radiador à carroceria

38


www.cesvibrasil.com.br

2.4.2 - Conjunto mecânico dianteiro União da peça

Uma vez desmontados os diversos acessórios, para a retirada do conjunto mecânico, será necessário desmontar os 6 parafusos dos suportes frontal, posterior e direito do motor, assim como os 10 parafusos que fixam os 2 suportes da suspensão dianteira na carroceria. Os telescópios da suspensão Tipo McPherson estão fixados nas torres, através de 1 parafuso cada um. Operações prévias para sua substituição ou desmontagem ◆ Capô; ◆ Filtro de ar, bateria, capa da bateria e suporte (fixado por 5 parafusos);

◆ Radiador, condensador e eletroventilador; ◆ Instalação elétrica (fixada por 5 conectores); ◆ Tubulação do vaso expansor do radiador, ar quente, servo-freio, alimentação e retorno de combustível; ◆ Cânister; ◆ Cabos de acelerador e velocímetro; ◆ Rodas dianteiras; ◆ Desconectar tubulações de freio e terminais da direção; ◆ Escapamento; ◆ Conjunto mecânico dianteiro; ◆ Travessa inferior de apoio do conjunto radiador/eletroventilador.

Figura 55 - Conjunto mecânico dianteiro

Ford Fiesta

39

Manual de Reparação - Ford Fiesta  

A finalidade dos MANUAIS DE REPARAÇÃO publicados pelo CESVI BRASIL é proporcionar a esses profissionais as informações necessárias para seu...

Advertisement