Issuu on Google+

www.maeeagora.com.br

capa_ediouro.indd 1

Mãe... e agora?

A dra. Carla Góes Sallet é autora de vários livros, entre eles o best-seller Grávida e bela (Ediouro), que está na 11ª edição; Mãe... e agora? (Ediouro); e Belíssima: aos 40, 50, 60, 70... (Editora Conex). Médica-cirurgiã pós-graduada pela Universidade John F. Kennedy, integra a Sociedade Brasileira de Laser, faz parte da Associação Brasileira de Cosmetologia e é membro da diretoria do Núcleo de Atendimento às Crianças com Paralisia Cerebral (NACPC). A dra. Carla também ministra palestras, presta consultoria para revistas, jornais, rádio e TV e é consultora médica da Philips, da linha de cuidados pessoais, além consultora científica e idealizadora da linha de dermocosméticos Grávida e Bela.

Mãe... e agora?, da dra. Carla Góes Sallet, médica-cirurgiã pós-graduada em medicina estética e autora do livro Grávida e bela, faz um minucioso levantamento das ocorrências comuns e incomuns no episódio de uma vida dada à luz e de outra vida que dessa cuida sem se esquecer de si mesma. Tem o rigor de informação que se exige de uma profissional da saúde aliado à emoção e ternura de quem, diante do filho recém-nascido, também já perguntou em um princípio de pânico: “E agora?”.

Dra. Carla Góes Sallet

O

nascimento de uma criança é sempre acompanhado de diversas ocorrências, previsíveis na maior parte e às vezes não tanto. Depois disso, na situação em que se instaura, marcada pela relação ainda “umbilical” mãe-filho, forma-se um novo quadro de ocorrências, repleto de rotinas, dúvidas, aflições, alegrias, erros e acertos.

Dra. Carla Góes Sallet Quem é mãe sabe que duas incertezas angustiam toda mulher após o parto: Vou conseguir criar com saúde e orientar na vida esta criaturinha? Vou conseguir olhar no espelho de novo e me achar atraente? A maternidade nos transforma em duas – mãe e mulher. E nesse momento pós-parto duvidamos da nossa capacidade de exercer ambos os papéis. Por isso este livro é tão importante. Nos orienta, passo a passo, no trato com o bebê e no retorno à feminilidade que a maternidade deixou em segundo plano. É um guia preparado por quem já fez essa viagem duas vezes. Como todo viajante que sabe aproveitar a jornada, Carla Sallet enriqueceu seu diário de viagem com as experiências de outras que percorreram esse caminho. E como médica apresenta as causas e as soluções, com forte embasamento científico. Por isso a dra. Carla, uma profissional tão jovem, consegue fazer da leitura do livro uma experiência tão agradável e proveitosa quanto uma conversa com a amiga, a irmã mais velha, que repassam suas experiências sem evitar detalhes dolorosos nem incidentes divertidos. Sônia Bridi Jornalista

05/03/2009 12:31:50


mae.indb 1

23/01/2009 20:42:19


mae.indb 2

23/01/2009 20:42:20


mae.indb 3

23/01/2009 20:42:21


mae.indb 4

23/01/2009 20:42:22


Dra. Carla G贸es Sallet

mae.indb 5

23/01/2009 20:42:22


© 2002 by Carla Góes Sallet Todos os direitos reservados à Ediouro Publicações Ltda., 2009

Editor associado: A. P. Quartim de Moraes Produtora editorial: Marcia Batista Coordenadora de produção: Adriane Gozzo Assistente de produção: Juliana Campoi Revisão: Adriane Gozzo e Márcia Duarte Companhone Editora de arte: Ana Dobón Projeto gráfico, diagramação e capa: Sopa de Letrinhas Design Editorial Imagens de capa e miolo: Arquivo pessoal da autora

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Sallet, Carla Góes Mãe... e agora? / Carla Góes Sallet -- São Paulo : Ediouro, 2009. ISBN 978-85-00-33058-2 1. Mães - Psicologia 2. Mães e filhos I. Título. 09-00088 Índice para catálogo sistemático: Mães e filhos : Relacionamento : Psicologia

CDD-155.6463

155.6463

Todos os direitos reservados à Ediouro Publicações Ltda. R. Nova Jerusalém, 345 - Bonsucesso Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21042-235 Tel.: (21) 3882-8200 - Fax: (21) 3882-8212/8313 www.ediouro.com.br

mae.indb 6

23/01/2009 20:42:22


Em primeiro lugar, a Deus. Aos meus filhos, Carolina e Afonso. Foi com eles que conheci o mais puro amor. Ao meu companheiro de vida, luz no meu caminhar. Um lindo presente, um novo amanhecer e um esperado despertar. Ao Roberto Pérez, por seu profissionalismo, incentivo e dedicação. Ele soube me guiar para um caminho de mudanças e crescimento.

mae.indb 7

23/01/2009 20:42:22


mae.indb 8

23/01/2009 20:42:22


Sumário

Prefácio .......................................................................................... 19 Apresentação .................................................................................23 Prólogo .........................................................................................25

Meu filho nasceu! ................................................................ 29 Como é o bebê .............................................................................. 32

Ao chegar em casa ................................................................35 Sem estresse ................................................................................. 37 Mamãe em apuros ........................................................................ 37 Pegue seu filho sem medo ............................................................ 39 Choro: a primeira forma de comunicação ...................................... 39 A moleira: mais resistente do que parece ....................................... 41

A higiene do recém-nascido ..................................................43 A higiene íntima dos pequenos .................................................... 45 A higiene da menina ................................................................ 46 A higiene do menino ............................................................... 47

9

mae.indb 9

23/01/2009 20:42:22


O umbigo do bebê ......................................................................... 48 A hora do banho ............................................................................ 49 O vestuário do bebê ...................................................................... 51

Amamentar: um ato de amor ................................................53 O que fazer .................................................................................... 56 O que evitar ................................................................................... 57 Como amamentar ......................................................................... 57 Colostro ......................................................................................... 58 Como evitar problemas nas mamas ............................................... 59 10 bons motivos para amamentar ................................................. 60 Leite materno ................................................................................ 60 Vantagens ................................................................................. 61 Problemas e soluções.................................................................... 62 O estado emocional e a quantidade de leite.................................. 63 E quando são dois? ....................................................................... 63 Sugestões úteis ....................................................................... 64

Papai sabe-tudo ....................................................................67 Orientações para o papai .............................................................. 69 No hospital .............................................................................. 69 Licença-paternidade ................................................................ 72

Como cuidar do primogênito.................................................73 Converse com ele após o nascimento do irmãozinho .................... 77 10 atitudes para aliviar o ciúme do irmão mais velho .................... 77

Puerpério: os primeiros dias .................................................79 Sintomas físicos ............................................................................. 81 Sintomas psicológicos................................................................... 82 Como cuidar do corte da episiotomia ............................................ 82 Como aliviar os incômodos no períneo .......................................... 82 Dificuldade de urinar .................................................................... 83 Evacuação ..................................................................................... 83 Bebê sem fome ............................................................................. 84

10

mae.indb 10

23/01/2009 20:42:23


A recuperação da cesariana .......................................................... 84 Dúvidas comuns ............................................................................ 86 Uma comparação entre parto normal e cesariana ......................... 88 A recuperação ............................................................................... 88 A volta às atividades normais ........................................................ 89

O apoio do companheiro ...................................................... 93 E quando são gêmeos? ....................................................... 101 Dose dupla de amor ..................................................................... 103 O papel dos avós .......................................................................... 109

Os primeiros exames do bebê..............................................111 Exames laboratoriais do bebê ...................................................... 115 Teste do pezinho ..................................................................... 115 Teste a audição do bebê ............................................................... 119 Audiometria (exame que mede o nível de audição)................. 119 Surdez neurossensorial (SNS)................................................. 120 Indicadores de perda auditiva ................................................. 121 Recomendações gerais ........................................................... 122

O desmame ......................................................................... 125 Ele ainda é seu bebê... ................................................................. 130 Como cuidar do novo cardápio ..................................................... 131 Alimentos vitaminados ........................................................... 132 Como e onde comprar os alimentos ............................................. 134 A higiene das mamadeiras ........................................................... 135

Como ensinar a dormir ........................................................ 137 Outro ritmo .................................................................................. 139 “Queremos dormir!” ................................................................... 139 O que a falta de sono pode provocar em seu bebê ....................... 141 ... E de que modo afeta os pais ..................................................... 141 Ele pode ter insônia infantil, sabia? .............................................. 142 O que fazer? ............................................................................ 142

11

mae.indb 11

23/01/2009 20:42:23


Vacinação............................................................................ 143 Possíveis reações ......................................................................... 147

O desenvolvimento do bebê ...............................................149 Desenvolvimento físico e psíquico de 0 a 1 ano ............................ 151 Primeira semana ..................................................................... 151 Primeiro mês ........................................................................... 153 Segundo mês .......................................................................... 154 Terceiro mês ............................................................................ 158 Quarto mês ............................................................................. 161 Quinto mês ............................................................................. 164 Sexto mês ............................................................................... 168 Sétimo mês ............................................................................. 170 Oitavo mês .............................................................................. 174 Nono mês................................................................................ 177 Décimo mês ............................................................................ 180 Décimo primeiro mês .............................................................. 184 1 ano ....................................................................................... 187 Resolvendo algumas dúvidas ....................................................... 190

Como transportar seu bebê ................................................ 193 A escolha do assento.................................................................... 196 Assentos bebê-conforto .......................................................... 196 Assentos conversíveis ............................................................. 196

Como fazer dos seus filhos adultos emocionalmente felizes ......................................................199 Doe............................................................................................... 201 Toque o seu bebê ........................................................................ 202 Você vai receber em dobro .......................................................... 203

O retorno ao trabalho .........................................................205 Seus direitos .............................................................................. 207 Proteção à maternidade ........................................................ 207 Direito ao pré-natal ................................................................ 209

12

mae.indb 12

23/01/2009 20:42:23


Direitos da parturiente ............................................................ 210 Atividades que merecem atenção especial .............................. 210

O quarto do bebê ................................................................ 211 O chão .......................................................................................... 213 Deixe o sol entrar ......................................................................... 214 Cuidados com o berço .................................................................. 215 Bichos e Cia. ................................................................................. 215

Quem pode cuidar do seu bebê .......................................... 217 Como contratar uma babá ............................................................ 219 Pré-requisitos da candidata ................................................... 220 Como foi o primeiro impacto?.................................................. 221 Fique tranquila ........................................................................ 221 Como escolher um berçário ......................................................... 222

A beleza após o parto .........................................................225 Sempre bela ................................................................................ 227 Cuidados especiais...................................................................... 228 Rosto ........................................................................................... 228 Levante o astral ...................................................................... 228 Cuidados básicos ................................................................... 229 Tratamentos para após alimentação ....................................... 231 O que é cloasma? .................................................................... 231 Bronzeamento ............................................................................. 234 Bronzeamento natural: como evitar problemas com o sol ..... 234 Autobronzeantes.................................................................... 237 Bronzeamento artificial .......................................................... 238 Pernas e glúteos versus celulite .................................................. 238 O que são estrias? ....................................................................... 244 Mamas ........................................................................................ 248 Sutiãs ..................................................................................... 248 Amamentar deixa os seios flácidos? ....................................... 249 O que fazer quando os seios diminuem após a gestação... .... 249 Autoexame, faça sempre ........................................................ 250

13

mae.indb 13

23/01/2009 20:42:23


Prótese mamária .................................................................... 250 Prótese de silicone versus amamentação ............................... 251 Quando o ideal é a cirurgia .................................................... 252 Conheça melhor as mamas .................................................... 253 Por que gorduras localizadas? ..................................................... 255 Como tratar a gordura localizada e a flacidez......................... 255 Maquiagem ................................................................................. 258 Olhos ..................................................................................... 258 Lábios ..................................................................................... 261 Cabelo .......................................................................................... 261 Cuidados diários .................................................................... 262 Moda pós-gestação ..................................................................... 263 Truques .................................................................................. 264

A reconquista do prazer ......................................................267 Em busca do desejo ..................................................................... 271

Como evitar uma nova gravidez ..........................................273 Principais métodos anticonceptivos ............................................ 275 A pílula ................................................................................... 275 A camisinha............................................................................ 276 O diafragma ........................................................................... 276 Dispositivo Intra-Uterino (DIU) ............................................... 276 Coito interrompido ................................................................. 277

Atividades físicas ................................................................279 Tipos de atividade física .............................................................. 283 Natação ................................................................................. 283 Hidroginástica........................................................................ 284 Musculação ............................................................................ 284 Abdome ................................................................................. 285 Caminhadas ........................................................................... 286 Ginástica localizada ............................................................... 286 Tênis ...................................................................................... 286 Squash ................................................................................... 287

14

mae.indb 14

23/01/2009 20:42:23


Equitação ............................................................................... 287 Ciclismo ................................................................................. 287 Pilates .................................................................................... 288 Leve o bebê para a academia ...................................................... 289 Quando nada lhe agrada ............................................................. 290

Esclareça algumas dúvidas ................................................ 293 Queda de cabelo ......................................................................... 295 Mudança da tonalidade dos cabelos ........................................... 296 Cigarro e amamentação............................................................... 296 Bebidas alcoólicas....................................................................... 297 Medicamentos versus amamentação .......................................... 297 Outras questões .......................................................................... 298

A dieta ideal ........................................................................ 301 Refeições equilibradas ................................................................ 307 Alimentos construtores .......................................................... 307 Alimentos energéticos ........................................................... 308 Alimentos reguladores ........................................................... 308 Graus de obesidade .................................................................... 308 Faça o teste da obesidade...................................................... 309 Sugestões de cardápios ............................................................... 310 Lista dos substitutos .................................................................... 311 Os nutrientes ................................................................................ 314 Arroz integral .......................................................................... 314 Aveia ....................................................................................... 314 Banana.................................................................................... 314 Berinjela.................................................................................. 315 Brócolis ................................................................................... 315 Cenoura .................................................................................. 315 Gengibre ................................................................................. 316 Iogurte .................................................................................... 316 Laranja .................................................................................... 316 Salmão .................................................................................... 317 Sobrevivendo aos restaurantes .................................................... 317

15

mae.indb 15

23/01/2009 20:42:23


Tabela de calorias ........................................................................ 320 Bebidas alcoólicas ................................................................. 320 Bebidas energéticas............................................................... 320 Refrigerantes ......................................................................... 320 Sucos ..................................................................................... 320 Biscoitos ................................................................................. 321 Matinais .................................................................................. 321 Bolos....................................................................................... 321 Aves ....................................................................................... 322 Carne bovina .......................................................................... 322 Carne suína ............................................................................ 322 Frios e embutidos................................................................... 323 Frutos do mar ......................................................................... 323 Peixes .................................................................................... 323 Chocolates ............................................................................. 324 Doces ..................................................................................... 324 Grãos ..................................................................................... 325 Farinha ................................................................................... 325 Frutas secas ........................................................................... 325 Frutas oleaginosas ................................................................. 326 Frutas ..................................................................................... 326 Laticínios ............................................................................... 327 Leites e derivados .................................................................. 327 Queijos................................................................................... 328 Petiscos, tira-gostos e lanches ............................................... 328 Sorvetes ................................................................................. 329 Legumes ................................................................................ 329 Ovos....................................................................................... 330 Massas ................................................................................... 330 Pães ........................................................................................ 331 Gorduras ................................................................................. 331

Nem tudo são flores ............................................................333 Casos especiais ........................................................................... 338 Gestantes hipertensas ........................................................... 338

16

mae.indb 16

23/01/2009 20:42:23


Diabetes................................................................................. 338 Cardiopatia ............................................................................ 339 Câncer .................................................................................... 340 HIV positivo (AIDS) ................................................................ 340 Depressão pós-parto............................................................... 341 Mães-coragem............................................................................. 347 O que é paralisia cerebral ....................................................... 348 Prematuros .................................................................................. 350 Tecnologia a favor dos pequenos ........................................... 350 Atitudes que ajudam a superar essa fase ............................... 350

Idade escolar ......................................................................353 Eles vão crescer ..................................................................357 Agradecimentos ........................................................................... 361 Bibliografia ..................................................................................365

17

mae.indb 17

23/01/2009 20:42:23


mae.indb 18

23/01/2009 20:42:23


Dra. Carla Góes Sallet

Prefácio Nasceu! O rebento tão esperado, tão planejado, enfim está aí. Ago-

ra, é só alegria; todos os anseios e as preocupações são passado. No entanto, ao chegar em casa, na maioria das vezes esse pequenino não se comporta como deveria. Chora demais, dorme de menos, não para de regurgitar, aparecem as manchas, os soluços, as cólicas... O problema é que os bebês não vêm com manual de instruções, certificados de garantia, não podem ser trocados nem deles se aceitam reclamações posteriores... E essas reclamações e lamúrias é que são desfiladas nas salas dos pediatras. A mãe moderna tem à sua disposição muitas informações. As revistas, os periódicos e os livros sobre bebês informam, explicam, alertam, previnem sobre todos os sintomas e sinais. Às vezes, acabam aumentando a ansiedade das mães, pois tudo parece indicar algum problema ou anormalidade. A medicina tem feito grandes progressos no diagnóstico e na prevenção de doenças. Nesse mundo globalizado as informações são disseminadas em uma velocidade espantosa, trazendo boas notícias, porém novas preocupações.

19

mae.indb 19

23/01/2009 20:42:23


Mãe... e agora?

Essa enxurrada de conhecimentos médicos, paradoxalmente, chega às pessoas de forma truncada, complexa demais ou mal explicada. Muitos profissionais de medicina tampouco estão preparados para lidar com eles e disseminá-los de maneira simples e coerente. As mães e os pais hoje estão mais instruídos, porém menos amparados e preparados no relacionamento com os filhos. Nessa época de famílias menores, frequentemente separadas das avós por quilômetros ou por continentes, muitas mães não possuem o mesmo apoio que suas mães tiveram. Na primeira metade do século XX, embora a medicina fosse menos desenvolvida, o trato e os cuidados com os bebês tinham a participação de avós, tias e vizinhas que pareciam saber o que fazer ou tinham explicações para os problemas corriqueiros. Muitas mães tinham irmãozinhos que ajudaram a criar. Enfim, as nossas mães pareciam mais seguras, tinham ajuda e (por que não?) eram até mais preparadas para a prática diária de ser mãe. Tantos anseios, tantas dúvidas, tantas noites maldormidas nos nove meses anteriores a partir desse momento deságuam no mundo real. A hora da verdade está aqui. Parece tudo tão complexo! Ser mãe, cuidar dos filhos, seguir uma carreira, ser esposa, enfim, ser mulher hoje parece uma tarefa grande demais. Preparar os filhos para o mundo lá fora começa nesse instante – para um mundo competitivo e agressivo, impessoal e frio, de correrias e falta de tempo. Será que vai conseguir? Minha experiência profissional indica que sim. Embora sem ajuda pessoal, correndo do berçário ao trabalho, ficando poucas horas de manhã e à noite com o filho, a maioria das mães consegue criá-lo com sucesso. Tão bem quanto ou melhor do que, aliás, as mães que não precisam trabalhar, que podem até ser menos participantes na criação dos filhos. Bom senso e boas intenções, vontade de acertar, a famosa intuição feminina e de mãe – estes os ingredientes que na medida certa apontam para o grande sucesso dessa maravilhosa empreitada. A dra. Carla Góes Sallet, médica, ocupada até as alturas, é

20

mae.indb 20

23/01/2009 20:42:23


Dra. Carla Góes Sallet

mãe de dois filhos lindos e bem-criados. Como mãe, usou seus conhecimentos de medicina aliados a uma boa dose de senso prático. Apresenta sua experiência bem-sucedida neste livro de conselhos práticos e simples. Neste livro ela prepara, aconselha e orienta a nova mulher no pós-parto. Esta descobre que a parte mais fácil da tarefa de ser mãe foram os nove meses anteriores. Ela expõe de maneira fácil e compreensível as ocorrências, as dúvidas, as rotinas, as emergências e as peripécias de ser mãe. Suas observações são diretas, as informações são simples e fáceis de compreender. Os conselhos são elaborados a partir da experiência, vivência e pesquisa científica. Da sua linguagem coloquial depreende-se uma intimidade com a leitora. Ela não se esquece de dar conselhos à mãe que não está preocupada apenas com o bebê, mas consigo mesma, com sua aparência e sua saúde após os meses em que corpo e mente estavam em transformação. Consegue de maneira didática e prática ajudar a nova mulher a enfrentar e vencer o desafio de ser mãe, esposa e companheira – árdua e muito difícil nos dias de hoje, mas sem dúvida uma tarefa maravilhosa. Dr. Anthony Wong Pediatra e diretor do Centro de Assistência em Toxicologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas

21

mae.indb 21

23/01/2009 20:42:23


mae.indb 22

23/01/2009 20:42:23


Dra. Carla Góes Sallet

Apresentação Conheci Carla quando ela esperava seu segundo bebê. Foi um en-

contro de barrigas. Meus gêmeos também estavam para chegar. Em gestação também estava o primeiro livro da doutora Carla Góes Sallet, Grávida e bela. Este livro é uma continuação daquela empreitada. A ideia nasceu junto com Afonsinho, o caçula de Carla. A autora, além de médica especialista em medicina estética, exerce também o ofício de mãe. E é principalmente nessa condição que escreveu as páginas que seguem. O bem-estar físico e psicológico da mãe no pós-parto está intrinsecamente ligado ao bem-estar do bebê, dizem os especialistas. Então por que ninguém até hoje abordou ao mesmo tempo papinhas de bebê e dietas alimentares balanceadas para a mãe que amamenta? Carla teve essa sacada e foi além: fala sobre o relacionamento da mãe e do bebê com o pai e com os outros membros da família. Nesse sentido, é um livro completo, que trata a todos da casa com a mesma atenção e carinho que outras publicações dedicam apenas ao bebê. E faz isso sintonizado com as necessidades de quem decidiu ser mãe nos dias atuais: a mulher preocupada em voltar ao trabalho depois do parto, em ter um bom relacionamento sexual com seu companheiro, em retomar a

23

mae.indb 23

23/01/2009 20:42:23


Mãe... e agora?

forma física e até em ficar por dentro dos procedimentos necessários para obter uma certidão de nascimento. Cada assunto foi amplamente abordado. O capítulo sobre amamentação, por exemplo, traz uma lista com dez bons motivos para amamentar, apresenta soluções a problemas que podem surgir durante essa fase, fala da parte psicológica envolvida no ato de amamentar, explica os benefícios para o bebê, descreve a legislação brasileira que garante à mãe o direito de amamentar, informa sobre reflexos nos seios e tratamentos para a flacidez, além de contar como é a primeira mamada. Há, ainda, menções sobre o papel do pai na amamentação, sugestões sobre o melhor sutiã e dicas de como proceder quando o quarto da maternidade estiver cheio de gente e o bebê chegar para mamar pela primeira vez. Só mesmo quem viveu tudo isso pode descrever as cenas com tanta propriedade. Mas Carla não parou por aí. Valeu-se de uma equipe de pediatras e ginecologistas que a ajudaram na extensa pesquisa que fundamenta os conceitos médicos do livro. Um capítulo primoroso é o que descreve o desenvolvimento físico, psíquico, sensorial e social do bebê mês a mês. Por fim, o leitor também vai se divertir com os perfis psicológicos de pais descritos aqui e aprender com depoimentos de gente que passou pela maternidade e tem muito para contar. Myrian Clarck Jornalista

24

mae.indb 24

23/01/2009 20:42:24


Dra. Carla Góes Sallet

Prólogo Estou eu ali, após uma noite maldormida, cheia de ânimo e com uma ansiedade sem fim. O meu bebê... quero logo poder tê-lo nos bra-

ços; a expectativa é grande, e meu coração bate tão forte que chega a doer. Estranha sensação o amor nos causa, não é mesmo? É um sentimento intenso, capaz de mudar rapidamente para aquela dor no peito. Até hoje sinto falta daquela emoção maravilhosa. Finalmente ouço o seu chorinho, que faz com que meu rosto se cubra de lágrimas de felicidade, reconhecimento e boas-vindas. Meu marido segura firme a minha mão. Naquele momento, queria poder me levantar, recebê-lo com um longo abraço e dizer quanto o amo. Esse momento é seguido de uma expectativa imensa, pois os pediatras na sala devem estar examinando-o e voltarão com ele. “Olhe o seu bebê! Veja como é grande e saudável!” Um suspiro de alívio sai do meu peito, e por minutos relaxo. Indescritível a sensação tamanha de alegria, amor, paz e missão cumprida. Aliás, só agora paro e penso nisso: “missão cumprida”. Qual de nós não passa esses nove meses pensando: Será que vai dar tudo certo? Eu vou conseguir?

25

mae.indb 25

23/01/2009 20:42:24


Mãe... e agora?

Hoje sei que, no fundo, andei com essas perguntas que ecoavam bem baixinho para ninguém ouvir. Agora várias emoções misturam-se: toda a felicidade, as preocupações com o futuro e a certeza de que sempre tentarei fazer o melhor. Nesse momento, percebo que gerei uma nova vida e que agora sou responsável por alguém, que nunca mais tomarei nenhuma atitude sem pensar primeiro nos meus filhos. É incrível como esses pequenos seres mudam o nosso caminho – e, acreditem, para melhor! Mãe... e agora? nasceu com meu segundo filho. Como médica, tive a oportunidade de acompanhar pacientes, chegando a vivenciar muitas situações em que eu percebia quanto poderia ajudá-las. Muitas delas comentavam como seria importante ter um livro que as acompanhasse a partir do nascimento dos bebês, em que as dúvidas aumentam e a necessidade de um “manual para mães” surge. No início achava engraçado, mas após o nascimento do meu segundo filho julguei realmente importante. Durante esse período, pude coletar um rico material, que com grande carinho foi colocado nestas páginas. Em meu consultório, pude acompanhar inúmeras dúvidas e questionamentos, como: “Estou horrível! Olhe a minha barriga?”, “Meu bebê não dorme”, “Tenho pouco leite”, “Como posso ficar com o corpo de antes?”, “Que tratamentos posso fazer amamentando?”. Com Mãe... e agora? não pretendo esgotar o assunto, tendo em vista que a medicina avança a passos largos, o que tornam necessárias complementações periódicas. Neste livro, tenho como objetivo alcançar todas as mulheres, podendo dividir a experiência de pessoas que viveram as mesmas alegrias, angústias e temores, conseguindo respostas para várias indagações. Mãe... e agora? quer estar ao lado dessa nova mulher, dando o apoio e a segurança tão necessários nessa fase, valorizando esse poder divino e incomparável que é a maternidade. Além disso,

26

mae.indb 26

23/01/2009 20:42:24


Dra. Carla Góes Sallet

tem como objetivo mostrar ao homem quanto ele é fundamental nesse processo, pois, apesar de muitos não imaginarem, devem, sim, participar desse momento único e indescritível. Por essa razão, alguns capítulos foram especialmente elaborados para eles. Dra. Carla Góes Sallet

27

mae.indb 27

23/01/2009 20:42:24


mae.indb 28

23/01/2009 20:42:24


Meu filho nasceu!

1 Meu filho nasceu!

29

mae.indb 29

23/01/2009 20:42:24


mae.indb 30

23/01/2009 20:42:24


Meu filho nasceu!

É indescritível a sensação de ver e tocar o bebê pela primeira vez.

Uma mistura de sentimentos toma conta da gente. Felicidade, orgulho por ter gerado uma vida e ao mesmo tempo apreensão; afinal, ele é tão frágil e pequenino. A enfermeira entrega aquele “pacotinho” em nossos braços e a impressão que dá é de que, a partir daquele momento, tudo depende da gente. A sobrevivência, o bem-estar, enfim, o futuro daquela criança está em nossas mãos. Às vezes, nesse primeiro contato, nos sentimos confusa. Primeiro porque estamos cansadas por causa do parto, depois porque, na maioria das vezes, não estamos certas de nossa capacidade de cuidar da melhor forma possível do recém-nascido. Nessas horas, o que mais queremos é que a enfermeira, com um manual de instruções, vá para casa conosco e com o bebê. Mas não se preocupe. No final, tudo dá certo, e logo na primeira semana você será uma expert no assunto. Em primeiro lugar, pense no bem-estar e no bem-estar do bebê. Descanse o máximo que puder, para estar prontinha para a hora das mamadas.

31

mae.indb 31

23/01/2009 20:42:24


Mãe... e agora?

Se você é daquelas que não pode ver uma agulha fora do lugar, é hora de classificar as prioridades. Não fique se esforçando muito, principalmente no primeiro dia em casa. Se julgar necessário, peça ajuda à irmã, mãe, amiga ou babá. Não queira ser uma supermãe, capaz de dar conta de tudo sozinha. Lembre-se: você precisa descansar; o repouso é um grande aliado da produção de leite. Tudo parece um caos! Esteja centrada no bebê. Esses primeiros dias são fundamentais para que vocês se conheçam e principalmente criem os primeiros vínculos. Ah! E não coloque o bebê dentro de uma redoma – o papai deve ser envolvido nessa relação de amor. Alimente-se bem. Apesar da correria – amamentar o bebê, colocá-lo para arrotar, trocá-lo etc. –, uma dieta rica em vitaminas é essencial para o seu bem-estar. No mais, essa confusão inicial pode até ser bem divertida. No futuro, você vai se lembrar dessa fase e rir muito ao recordar a primeira esguichada de xixi, o primeiro susto, quando o bebê quase escorregou na banheira, ou ainda o dia em que, com muito sono, o papai colocou espuma de barbear na escova de dentes.

Como é o bebê Durante os nove meses, ficamos sonhando e fantasiando sobre como será nosso filho. A curiosidade de saber como é a carinha

dele povoa a mente da mais pragmática das mães. Quando ele nasce, nem sempre é do jeitinho que imaginamos. Talvez pareça menor e mais frágil. Seu corpinho ainda está coberto pelo vernix, uma camada gordurosa e esbranquiçada que o protegeu até agora. Ao mesmo tempo, você pode sentir um amor incontrolável ao vê-lo pela primeira vez. Contudo, se o sentimento não for instantâneo, não fique aflita. Dê um tempo a si mesma. É muito comum nesse primeiro contato que uma confusão de sentimentos paire no ar. Aos poucos você vai tomando mais intimidade

32

mae.indb 32

23/01/2009 20:42:24


Meu filho nasceu!

com o recém-nascido e vai até esquecer essa espécie de estranhamento inicial. O mais importante é que você não se sinta mal por isso e não se cobre. Para que as primeiras impressões não sejam surpresa, conheça algumas características comuns na maioria dos recém-nascidos.

h Cabeça: pode ter um formato esquisito, resultado da

compressão na hora do parto. Em duas semanas voltará ao normal. No alto da cabeça está localizada a moleira (fontanela), um local frágil onde os ossos do crânio estão separados. Essa região tão sensível, que nós, mães, temos medo até de passar a mão, é que protege o bebê em várias situações. h Olhos: logo que o bebê nasce são azulados. A cor só vai se tornar definitiva por volta dos seis meses de idade. As pálpebras são inchadas devido ao esforço do parto. E não se assuste! Os bebês parecem um pouco vesgos nos primeiros meses, pois não enxergam com nitidez e foco. h Mãos, pés e pernas: as mãos ficam bem fechadinhas. As unhas muitas vezes já estão compridas. As perninhas quase sempre são arqueadas; afinal, o bebê ficou todo apertadinho na posição fetal dentro do útero.

33

mae.indb 33

23/01/2009 20:42:24


Mãe... e agora?

h Mamilos: alguns bebês nascem com os mamilos incha-

dos. Isso é normal tanto nas meninas quanto nos meninos. São os hormônios da mãe que passaram para o filho. Em poucos dias voltarão à normalidade. No entanto, vale informar qualquer alteração ao pediatra. h Órgãos genitais: nascem inchados e parecem grandes em relação ao pequeno corpinho. A menina pode ter um corrimento vaginal ou até um discreto sangramento, também causado pelo hormônio materno. Não se assuste; apenas conte ao pediatra. h Pele: o bebê pode apresentar o corpo revestido por uma camada branca e gordurosa, pintas e erupções, descamação e marcas vermelhas decorrentes do esforço do parto ou ainda pelo fato de a pele ser imatura. h Fezes: são bem escuras, chegando em alguns casos a ter coloração esverdeada. A primeira evacuação do bebê é chamada de mecônio. Assim que for iniciada a amamentação, ela vai mudar a tonalidade.

34

mae.indb 34

23/01/2009 20:42:25


www.maeeagora.com.br

capa_ediouro.indd 1

Mãe... e agora?

A dra. Carla Góes Sallet é autora de vários livros, entre eles o best-seller Grávida e bela (Ediouro), que está na 11ª edição; Mãe... e agora? (Ediouro); e Belíssima: aos 40, 50, 60, 70... (Editora Conex). Médica-cirurgiã pós-graduada pela Universidade John F. Kennedy, integra a Sociedade Brasileira de Laser, faz parte da Associação Brasileira de Cosmetologia e é membro da diretoria do Núcleo de Atendimento às Crianças com Paralisia Cerebral (NACPC). A dra. Carla também ministra palestras, presta consultoria para revistas, jornais, rádio e TV e é consultora médica da Philips, da linha de cuidados pessoais, além consultora científica e idealizadora da linha de dermocosméticos Grávida e Bela.

Mãe... e agora?, da dra. Carla Góes Sallet, médica-cirurgiã pós-graduada em medicina estética e autora do livro Grávida e bela, faz um minucioso levantamento das ocorrências comuns e incomuns no episódio de uma vida dada à luz e de outra vida que dessa cuida sem se esquecer de si mesma. Tem o rigor de informação que se exige de uma profissional da saúde aliado à emoção e ternura de quem, diante do filho recém-nascido, também já perguntou em um princípio de pânico: “E agora?”.

Dra. Carla Góes Sallet

O

nascimento de uma criança é sempre acompanhado de diversas ocorrências, previsíveis na maior parte e às vezes não tanto. Depois disso, na situação em que se instaura, marcada pela relação ainda “umbilical” mãe-filho, forma-se um novo quadro de ocorrências, repleto de rotinas, dúvidas, aflições, alegrias, erros e acertos.

Dra. Carla Góes Sallet Quem é mãe sabe que duas incertezas angustiam toda mulher após o parto: Vou conseguir criar com saúde e orientar na vida esta criaturinha? Vou conseguir olhar no espelho de novo e me achar atraente? A maternidade nos transforma em duas – mãe e mulher. E nesse momento pós-parto duvidamos da nossa capacidade de exercer ambos os papéis. Por isso este livro é tão importante. Nos orienta, passo a passo, no trato com o bebê e no retorno à feminilidade que a maternidade deixou em segundo plano. É um guia preparado por quem já fez essa viagem duas vezes. Como todo viajante que sabe aproveitar a jornada, Carla Sallet enriqueceu seu diário de viagem com as experiências de outras que percorreram esse caminho. E como médica apresenta as causas e as soluções, com forte embasamento científico. Por isso a dra. Carla, uma profissional tão jovem, consegue fazer da leitura do livro uma experiência tão agradável e proveitosa quanto uma conversa com a amiga, a irmã mais velha, que repassam suas experiências sem evitar detalhes dolorosos nem incidentes divertidos. Sônia Bridi Jornalista

05/03/2009 12:31:50


Mãe...e agora?