Page 1

TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO

Chapter 8 (102->107 pages) ONE STAGGERING STEP AFTER ANOTHER, I made it out of the woods. By the time I reached the farmhouse, most of the fire-in-my-bones feeling had dissipated. My breathing was back to normal, but my alarm was still front and center. What had Dante given me? And—why? I had a key on a chain around my neck, and I let myself in. Taking off my shoes, I crept upstairs and padded quietly past my mom’s bedroom. The clock on my nightstand read ten minutes till seven. Before Dante came into my life, this would have been a normal, if not slightly early, hour to rise. Most days I woke up feeling refreshed, but this morning I felt exhausted and worried. Grabbing clean clothes, I headed to the bathroom to shower and get ready for school. At ten before eight, I pulled the Volkswagen into the student parking lot and hiked up to the school, a towering gray building that resembled an old Protestant church. Inside, I crammed my belongings into my locker, grabbed my first- and second-period textbooks, and headed to class. My stomach clenched with hunger, but I was too rattled to eat. The blue drink still swam uneasily in my stomach. First up, AP U.S. History. I took my seat and scanned my new cell phone for messages. Still no word from Patch. It’s cool, I told myself. Something probably came up. But I couldn’t ignore the feeling that something wasn’t right. Patch had told me he’d come over last night, and it wasn’t like him to break a promise. Especially since he knew how upset I’d been over the breakup. I was about to tuck my cell away when it chimed with a text. MEET ME BY THE WENTWORTH RIVER IN 30, Patch’s text read. ARE YOU OKAY? I immediately texted back.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO YES. I'LL BE AT THE BOAT DOCKS. MAKE SURE YOU AREN’T FOLLOWED. The timing wasn’t great, but I wasn’t going to not meet Patch. He said he was fine, but I wasn’t convinced. If he was fine, why was he calling me out of class, and why were we meeting all the way out at the boat docks? I approached Mrs. Warnock’s desk. “Excuse me, Mrs. Warnock? I’m not feeling well. Can I go lie down in the nurse’s office?” Mrs. Warnock removed her glasses and studied me. “Is every-thing all right, Nora?” “It’s that time of the month,” I whispered. Could I be any less creative? She sighed. “If I had a nickel for every time a student said that . . .” “I wouldn’t ask if my cramps weren’t absolutely killing me.” I considered rubbing my stomach, but decided it might be toomuch.At last she said, “Ask the nurse for acetaminophen. But the minute you’re feeling better, I want you back in class. We’re start-ing our unit on Jeffersonian republicanism today. If you don’t have someone reliable to borrow notes from, you’re going to spend the next two weeks playing catch-up.” I nodded vigorously. “Thank you. I really do appreciate it.”

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO I scuttled out the door, jogged down a fight of stairs, and, after looking both ways down the hall to make sure the vice principal wasn’t making rounds, fed through a side door. I threw myself into the Volkswagen and made a break for it. Of course, that was the easy part. Getting back into class without a signed permission slip from the nurse was going to require nothing short of magic. No sweat, I thought. Worse-case scenario, I’d get caught ditching and spend the next week in early-morning detention. If I needed an excuse to stay away from Dante, whom I nolonger trusted, it was as good as any. The sun was out, the sky a hazy fall blue, but the crisp air cut through my puffer vest with the relentless foreboding of winter. The parking lot upriver from the boat docks was empty. No recreational fishermen out today. After parking, I crouched in the vegetation at the edge of the parking lot a few minutes, waiting to see if anyone followed me. Then I took the paved walkway leading down to the docks. I quickly realized why Patch had selected the spot: Other than a few chirping birds, we were completely alone. Three boat ramps stretched into the wide river, but no boats. I walked to the end of the first ramp, shielded my eyes from the glare of the sun, and looked around. No Patch. My cell phone chimed. I’M IN THE THICKET OF TREES AT THE END OF THE WALKWAY ,Patch texted. I followed the walkway past the docks to the thicket, and that was when Pepper Friberg stepped out from behind a tree. He had Patch’s cell phone in one hand and a gun in the other. My eyes fixed on the gun, and I took an involuntary step back. “It won’t kill you, but a gunshot can be excruciatingly painful,” he said. His polyester pants rode high on his waist, and his shirt hung at an ill-fitting angle— he hadn’t lined up the buttons prop-erly. However, despite his goofy, bumbling appearance, I felt hispower ripple over me like the sun’s hottest rays. He was far moredangerous than he appeared. “Am I supposed to take it from someone who knows?” I returned.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO

His eyes darted both ways down the path. He sponged his forehead with a white handkerchief, further proof of his anxiety. His fingernails had been chewed to stubs. “If you know what I am,and I’m betting Patch told you, then you know I can’t feel pain.” “I know you’re an archangel, and I know you haven’t been playing by the rules. Patch told me you’ve been living a double life, Pepper. A powerful archangel moonlighting as a human? With your powers, you could really work the system. Are you after money? Power? A good time?” “I already told you what I’m after: Patch,” he said, a fresh sheen of sweat breaking across his forehead. He couldn’t seem to mop it up fast enough. “Why won’t he meet me?” Uh, because you want to chain him in hell. I jerked my chin at the cell phone in Pepper’s hand. “Nice trick, luring me here with his phone. How did you get it?” “I took it from him last night at the Devil’s Handbag. I found him hiding out in a brown van parked across the street from the entrance. He bolted before I got my hands on him, but in his hurry,he missed grabbing his belongings, including his phone with all his contacts. I’ve been dialing and texting numbers all morning, trying to reach you.” Secretly, I breathed in relief. Patch had escaped. “If you brought me here to interrogate me, you’re out of luck. I don’t know where Patch is. I haven’t talked to him since yesterday. In fact, it sounds like you were the last to see him.”

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO “Interrogate?” The tips of his Dumbo ears glowed pink. “Golly, that sounds ominous. What do I look like? A common criminal?” “If you don’t want to question me, why lure me all the way out here?” So far, we’d kept our conversation light, but I was growing increasingly nervous. I didn’t trust Pepper’s bungling, inept antics. They had to be a ploy. “See that boat over there?” I followed Pepper’s gaze to the river’s edge. A gleaming white motorboat bobbed on the water’s surface. Sleek, expensive, and probably very fast. “Nice boat. Going on a trip?” I asked, trying notto sound worried. “Yes. And you’re coming with me."

Capítulo 8 (páginas 102->107) UM PASSO ATRÁS DO OUTRO CAMBALEANDO, eu conseguiu sair da mata. Até o momento em que cheguei a casa da fazenda, a maior parte as sensação de “fogo nos meus ossos” havia se dissipado. Minha respiração estava de volta ao normal, mas o meu alarme ainda estava frente e no centro. O que Dante me deu? E — por quê? Eu tinha uma chave em um cordão em volta do meu pescoço, e eu me levei para dentro. Tirando meus sapatos, eu rastejei no andar de cima e caminhei calmamente passando pelo quarto de minha mãe. O relógio na minha mesa de cabeceira marcava dez minutos para às sete. Antes de Dante entrou na minha vida, este teria sido um normal, se não um pouco mais cedo, hora de subir. A maior parte dos dias eu acordei sentindo-me revigorada, mas esta manhã eu estava exausta e preocupada. Agarrando roupas limpas, eu fui para o banheiro para tomar banho e me preparar para a escola.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO

Às dez antes das oito, eu puxei o Volkswagen no estacionamento do estudante e caminhou até a escola, um edifício imponente cinza que se assemelhava a uma antiga igreja protestante. Lá dentro, eu os meus pertences amontoados em meu armário, peguei meus livros de primeiro e segundo período, e se dirigiu para a aula. Meu estômago se apertou com a fome, mas estava muito agitado para comer. A bebida azul ainda nadava inquieto no meu estômago. Primeiro, AP História dos EUA. Eu tomei meu assento e varri meu novo celular em busca de mensagens. Ainda nenhuma palavra de Patch. Que legal, eu disse a mim mesma. Algo provavelmente surgiu. Mas eu não podia ignorar a sensação que algo não estava certo. Patch me disse que tinha chegado durante a noite passada, e não era como ele fosse quebrar uma promessa. Especialmente desde que ele sabia o quão chateada eu tinha ficado sobre o rompimento. Eu estava prestes a dobrar o meu celular, quando ele interrompeu com uma mensagem. ENCONTRE-ME NA WENTWORTH RIVER EM 30, li a mensagem de Patch. VOCÊ ESTÁ BEM? Eu imediatamente mandei uma mensagem de volta. SIM. EU VOU ESTAR NAS DOCAS. TENHA CERTEZA QUE VOCÊ NÃO SERÁ SEGUIDA. Não era momento bom, mas eu não queria não me encontrar com Patch. Ele disse que estava bem, mas eu não estava convencida. Se ele estava bem, por que ele estava me chamando para fora da aula, e por que estávamos indo nos encontrar tão fora do caminho, nas docas? Aproximei-me da mesa da Sra. Warnock. — Desculpe-me, Sra. Warnock? Eu não estou me sentindo bem. Posso ir deitar-me

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO no escritório da enfermeira? Sra. Warnock tirou os óculos e me estudou. — Está tudo bem , Nora? — É essa época do mês — sussurrei. Eu poderia ser menos criativa? Ela suspirou. — Se eu ganhasse um centavo para cada vez que uma aluna disse isso... — Eu não gostaria de perguntar se minhas dores não estivessem absolutamente me matando. Eu considerei a esfregar meu estômago, mas decidi pode ser demais. Por fim, ela disse. — Peça a enfermeira para paracetamol. Mas no momento em que estiver se sentindo melhor, eu quero você de volte às aulas. Estamos começando nossa unidade em Republicanismo Jeffersoniano hoje. Se você não tem alguém de confiança para emprestar as anotações, você vai passar as próximas duas semanas brincando de pegar. Eu balancei a cabeça vigorosamente. — Obrigado. Eu realmente agradeço por isso. Eu deslizei porta afora, corri para baixo em uma luta com as escadas, e, depois de olhar para os dois lados do corredor para garantir que o vice-diretor não estava fazendo rondas, alimentados por uma porta lateral.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO Atirei-me para a Volkswagen e fiz uma pausa nele. Claro, essa foi a parte mais fácil. Voltar para a aula sem uma permissão de saída assinada pela enfermeira ia exigir nada menos do que mágica. Não se preocupe, eu pensei. Na pior das hipóteses, eu seria pega por evasão e passaria a próxima semana no início das manhãs de detenção. Se eu precisava de uma desculpa para ficar longe de Dante, a quem eu não confiava nem de longe, ela era tão boa quanto qualquer outra. O sol estava coberto, o céu de um azul escuro nebuloso, mas o ar fresco cortar meu colete balonê com o pressentimento implacável do inverno. O estacionamento do lado das docas estava vazio. Nenhum pescador recreativo hoje. Depois de estacionar, eu agachei na vegetação à beira do estacionamento por alguns minutos, esperando para ver se alguém me seguiu. Tomei o caminho pavimentado que leva até as docas. Eu rapidamente percebi porque Patch tinha escolhido o local: Além de alguns pássaros cantando, estávamos completamente sozinhos. Três rampas para barcos esticadas para a borda rio, mas não há barcos. Caminhei até o final da primeira rampa, blindado meus olhos do brilho do sol, e olhei em volta. Nada do Patch. Meu celular tocou. ESTOU NO BOSQUE DE ÁRVORES NO FINAL DA PASSARELA, Patch mandou uma mensagem. Segui o caminho passando do cais para o matagal, e foi quando Pepper Friberg saiu de trás de uma árvore. Ele tinha telefone celular de Patch em uma mão e uma arma na outra. Meus olhos fixos na arma, e eu dei um passo involuntário para trás. — Isso não vai te matar, mas um tiro pode ser extremamente doloroso — disse ele. Calças de poliéster de cós alto na cintura, e sua camisa pendurada em um ângulo mal ajustada — ele não tinha alinhado os botões corretamente. No entanto, apesar de sua aparência de pateta, trapalhão, senti sua ondulação de poder sobre mim como os mais quentes raios do sol. Ele era muito mais perigoso do que ele apareceu. — Eu tenho que levá-lo a alguém que conhece? — eu respondi.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO

Seus olhos corriam em ambos os sentidos do caminho. Ele limpou a testa com um lenço branco, mais uma prova de sua ansiedade. Suas unhas haviam sido roídas até o sabugo. — Se você sabe o que eu sou, e eu estou apostando Patch disse a você, então você sabe que eu não posso sentir dor. — Eu sei que você é um arcanjo, e eu sei que você não estava jogando pelas regras. Patch me disse que você está vivendo uma vida dupla, Pepper. Um clandestino arcanjo poderoso como um ser humano? Com seus poderes, você poderia realmente funcionar no sistema. Você está atrás de dinheiro? Poder? Um bom momento? — Eu já disse do que eu estou atrás: Patch — disse ele, um brilho de suor fresco escorrendo na testa. Ele não conseguia contê-los rápido o suficiente. — Por que ele não me encontrou? Uh, porque você o quer em uma cadeia no inferno. Eu empurrei meu queixo para o telefone celular na mão Pepper. — Truque agradável, atraindo-me aqui com o seu telefone. Como você conseguiu isso? — Eu peguei dele ontem à noite no Devil’s Handbag. Encontrei-o escondido em uma van marrom estacionado em frente a entrada. Ele fugiu antes que eu tenho posto minhas mãos nele, mas na pressa, ele perdeu seus pertences, inclusive o telefone com todos os seus contatos. Eu disquei e mensagens para os números toda a manhã, tentando chegar até você. Secretamente, eu respirei de alívio. Patch tinha escapado.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO


TRADUÇÃO LIVRE FEITA PELO O ARCHANJO — Se você me trouxe aqui para me interrogar, você está sem sorte. Eu não sei aonde Patch está. Eu não falo com ele desde ontem. Na verdade, parece que você foi o último a vê-lo. — Interrogar? — As pontas das suas orelhas de Dumbo seus brilhavam rosa — Puxa, soa ameaçador. O que eu sou? Um criminoso comum? — Se você não quer me questionar, por me atrair todo esse caminho até aqui? Até agora, nós mantivemos um conversa leve, mas eu estava cada vez mais nervosa. Eu não confiava no atrapalhado Pepper, artimanhas ineptas. Elas tinham que ser um truque. — Vê que aquela lancha ali? Eu segui o olhar de Pepper até a margem do rio. Uma lancha de um branco resplandecente balançava na superfície da água. Elegante, cara e, provavelmente, muito rápida. — Lancha legal. Saindo de viagem? — eu perguntei, tentando não parecer preocupada. — Sim. E você vai vir comigo.

NÃO COMPARTILHE ESTE TEXTO

Finale (Becca Fitzpatrick) - Capítulo 8  

Capítulo 8 do livro Finale, de Becca Fitzpatrick traduzido.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you