Issuu on Google+

www.redebrasilatual.com.br

Distrib

catanduva

Jornal Regional de Catanduva

Gratuuiição ta

nº 1

pedágios

preço alto

Tarifa sobe no Estado de São Paulo; ida e volta à Capital custa R$112,20

Julho de 2011

crise no PSDB

Briga feia Tucanos se bicam e Macchione perde disputa com Vinholi

Pág. 2

Jardim del rey

a discórdia Tem gente a favor e gente contra. E a praça continua sem gente

Pág. 6

futebol alerta geral

cidade se mobiliza contra o presídio Governador Alckmin não cumpre promessa eleitoral e povo protesta na rua Pág. 3

grêmio se arma A ideia é revelar craques para disputar o Paulista do ano que vem

Pág. 7


2 bancários-SP

Outra presidenta

A chapa que venceu a eleição para o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região tem à frente Juvandia Moreira, a primeira mulher

eleita presidenta da entidade em 88 anos de história. Ela era secretária-geral quando, em maio de 2010, assumiu a direção da entidade após o então presidente, Luiz Cláudio Marcolino, licenciar-se para concorrer a deputado estadual. Agora, foi escolhida por 26.545 bancários, com 83,49% dos votantes. Funcionária do Bradesco desde 1992, formada em Direito e pós-graduada em Relações Internacionais, Juvandia tornou-se diretora do Sindicato em 1997.

editorial Caro leitor, você está recebendo o primeiro número do jornal Brasil Atual, edição de Catanduva, cujo compromisso é o direito à informação, que traz em si o debate das ideias. O jornal circulará mensalmente, em formato tabloide. Ele será um veículo de comunicação que trará notícias do Brasil e do mundo e noticiará os problemas locais, privilegiando os interesses da comunidade e unindo, por meio da informação, as pessoas que nela vivem. Leia, discuta, opine, sugira, critique. Enfim, participe. Nesta primeira edição, a reportagem de capa mostra como os preços altos dos pedágios afetam todo mundo – de motoristas que viajam a passeio até a produção e os negócios da cidade. O governo do Estado prometera, na campanha eleitoral passada, rever o aumento e o número de praças existentes em São Paulo. Não foi isso o que se viu. O pior é que os tucanos estão em pé de guerra, como atesta a recente briga do prefeito Macchione com o deputado estadual Vinholi pelo poder político na cidade. E ainda é desejo dessa turma implantar um presídio no município, algo que a maioria da população rejeita. Há, ainda, matérias sobre uma bela praça no Jardim Del Rey, que dá muito pano pra manga, sobre a nossa atuação nos Jogos Regionais e sobre o que se pretende que a Catanduvense faça no Paulistão do ano que vem. Então, mãos à obra. E boa leitura!

crise no psdb

Tucanos se bicam na cidade Turma de Vinholi ganha batalha da turma de Macchione O PSDB de Catanduva está com sua crise escancarada. Após muita briga de bastidores entre os grupos do prefeito Afonso Macchione Neto e do deputado Geraldo Vinholi, a liderança estadual da legenda optou por ceder o comando do ninho tucano ao parlamentar. Em uma tensa reunião realizada em São Paulo, no final do mês de junho, os dirigentes tucanos informaram o prefei-

to sobre a decisão. Macchione bradou. Em vão. O comando da sigla no Estado não apenas ratificou que Vinholi comandará o PSDB na cidade, como será o candidato do partido à sucessão do próprio Macchione. Para tentar amenizar o clima, ofereceram a vaga de candidato a deputado (estadual ou federal) para Macchione nas eleições de 2014. O prefeito, porém, rechaçou a oferta.

mauro ramos

divulgação

Juvandia é eleita com 83% dos votos

Alckmin: em que turma ele joga?

A partir de então o que se viu foi uma guerra verbal, com o atual prefeito disparando acidez em todas as direções. Nos bastidores, as informações indicam que todo o grupo de Macchione se organiza para deixar a legenda. A ideia é encontrar um partido em que possam lançar seu próprio candidato nas eleições de 2012. A fraqueza de Macchione diante do alto escalão tucano no Estado chegou a surpreender os observadores políticos. Afinal, com o comando da legenda estadual nas mãos do grupo de Geraldo Alckmin, os comentários apontavam que Macchione sairia vitorioso deste confronto por ser mais próximo do atual governador, enquanto Vinholi era apontado como mais próximo do exgovernador José Serra. Porém, em fase final de mandato e sem possibilidade de nova reeleição, Macchione acabou sendo preterido em favor de Vinholi. Agora, promete dar o troco de todas as formas.

Expediente Rede Brasil Atual – Catanduva Editora Gráfica Atitude Ltda. – Diretor de redação Paulo Salvador Editor João de Barros Redação Leonardo Brito (estagiário) Revisão Malu Simões Diagramação Leandro Siman Telefone (11) 3241-0008 Tiragem: 5 mil exemplares Distribuição Gratuita


3 alerta geral

Catanduva volta a se mobilizar contra o presídio Representantes da sociedade civil voltam a se organizar para nova rodada de manifestações contra a instalação do presídio em Catanduva. Todos estão inconformados com o recuo do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que prometeu, antes das eleições, que se fosse eleito abriria discussão sobre o tema. No entanto, eleito, Alckmin decretou, sem qualquer diálogo, a construção do presídio no município. Por isso, líderes de 41 entidades agendaram reunião para o dia 28 de julho, às 18h30, na sede do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região. A ideia, segundo os organizadores, é promover diversas manifestações para impedir que o presídio seja construído, principalmente nos moldes em que foi arquitetado pelo governo tucano. “O Movimento Alerta Catanduva espera que Geraldo Alckmin cumpra a palavra empenhada na ocasião

mauro ramos

Grupo agenda reunião dia 28 de julho para organizar manifestações contra decisão de Alckmin

Quase ninguém quer o presídio na cidade

da sua visita à cidade na campanha eleitoral. O governador, infelizmente, usa argumentos contraditórios. No palanque, ele afirmou querer ouvir a população. Porém, aos repórteres, em entrevista coletiva depois de eleito, disse que não poderia fazer mais nada por conta de uma decisão judicial.

Os argumentos do governador estão fora da realidade, já que a competência, ou o poder, para determinar o local onde se instala o presídio é dele. Portanto, não se trata de uma questão jurídica, mas de vontade política” – argumenta o advogado Nilton Cândido, um dos líderes do movimento.

A voz do povo A reportagem do jornal Brasil Atual – Catanduva saiu às ruas e ouviu a população sobre a vinda do presídio. Os moradores rechaçam a ideia e pedem que o governo tucano invista em educação e saúde no município. “A Prefeitura e o Governo do Estado deveriam usar o dinheiro dos nossos impostos para construir mais casas, investir na saúde, na educação, e não trazer para o município o presídio para a gente pagar. Se instalada, a penitenciária será enfiada goela abaixo da população. O povo não quer.” Ângela da Silva Pereira, presidente da Associação de Moradores do Bom Pastor. “Isso é um absurdo! Será que os governantes não veem que a cidade não comporta esta obra? Todo esse dinheiro deveria ser empregado em projetos mais justos, sem contar que o presídio na cidade pode aumentar a criminalidade. A situação pode ficar pior do que já está.” Aparecido Bugatti, aposentado.

A opinião é endossada pelo presidente do Sindicato dos Bancários, Amarildo Davoli, que espera, por meio das mobilizações, alterar o modelo de penitenciária que se pretende instalar em Catanduva. “Da forma como foi imposta pelo Governo do Estado, é extremamente prejudicial à região.

Não somos radicais e sabemos que é necessária a construção de presídios. Porém, que sejam regionalizados, com cada região ficando responsável por seus presos” – comenta o sindicalista. Em sua passagem por Catanduva, Alckmin confirmou a construção do presídio em Catanduva. De acordo com o governador, o gasto será de mais de R$ 35 milhões e o local irá abrigar 1.080 detentos. O local escolhido pelo governador para abrigar o “presente” oferecido pelo tucano a Catanduva é uma área desapropriada da Usina Cerradinho, que tenta judicialmente alterar a decisão. “Por isso, é fundamental o engajamento de toda a sociedade no movimento, para tentarmos evitar a instalação do presídio e, consequentemente, os malefícios que trará à nossa cidade” – explica o sindicalista Amarildo Davoli.

anuncie Aqui! Telefone: (11) 3241–0008 E-mail: jornalba@redebrasilatual.com.br Rede

Uma nova comunicação para um novo brasil


4 pedágio

A bruta carga que é a tarifa mais cara do planeta Desde o dia 1º de julho, os pedágios do Estado de São Paulo estão mais caros. Nas Rodovias Bandeirantes, Castelo Branco, Anchieta e Imigrantes o aumento é de 9,77%. Já nas Rodovias Ayrton Senna, Carvalho Pinto, Dom Pedro 1º, Marechal Rondon e no trecho Oeste do Rodoanel, o aumento é de 6,55%. Em Catanduva, o pedágio instalado em Catiguá saltou para R$ 11,70. Assim, uma simples ida e volta a São José do Rio Preto representará gasto de R$ 23,40 – a tendência é que o catanduvense gaste mais com pedágio do que com

mauro ramos

Valor cobrado no Estado de São Paulo é doze vezes maior do que nas estradas federais

Praças de pedágio: mais 27 delas operam nas estradas paulistas desde o ano passado

combustível caso tenha de se deslocar à cidade vizinha. Desta vez, os reajustes vão ser arredondados em R$ 0,10

– não mais em R$ 0,05 como no ano passado. A mudança, segundo as concessionárias, vai facilitar na hora de dar tro-

co aos motoristas. O caminhoneiro Mauricio Antônio Leite, 48 anos, 28 de profissão, transporta mercado-

Protestos: governo é surdo

O condutor e o troco

Há praças de pedágio espalhadas em todas as estradas paulistas. Em 2010, mais 27 praças entraram em operação no Estado. Cada lugar cobra um preço. Para ir de Marília à Capital, o motorista gasta R$ 50,70 em

mauro ramos

No planeta, as tarifas variam de R$ 0,02 a R$ 0,04 por km rodado. Em São Paulo, elas vão de R$ 0,08 a R$ 0,16 e chegam a R$ 0,56 no caso da Marginal da Rodovia Castelo Branco.

saída

catanduva

deirantes, por exemplo, os pedágios de Itupeva e Caieiras custam R$ 6,90. Com isso, há perda maior de tempo para efetuar o pagamento e o risco do arredondamento resultar em prejuízo do motorista é mais que evidente. agulha

8,30

mauro ramos

Troco: transtorno adicional para os motoristas

O reajuste das tarifas de pedágio trouxe um transtorno adicional para os motoristas. Além de terem de pagar mais, o valor cobrado em várias praças é quebrado, o que aumenta a necessidade de moedas. Na Rodovia dos Ban-

rias para São Paulo e desembolsará, agora, para ir à Capital e voltar, R$ 112,20 nas oito praças de pedágio existentes. Os dois trechos de valores mais caros são as praças de Agulha, no Km 346 da Rodovia Washington Luiz (SP 310), de R$ 8,30; e, em Araraquara, no Km 282 da mesma rodovia, de R$ 12,40. O trecho de menor valor, R$ 4,00, é no Km 217, em Itirapina, também na Rodovia Washington Luiz. Agora, em média, entram cerca de R$ 170 por segundo nas 227 praças de pedágio de São Paulo. Uma verdadeira fábrica de arrecadação.

Pedágio justo: promessa não cumprida do governador araraquara

12,40

itirapina

4,00

oito pedágios existentes – cinco na Rodovia Marechal Rondon e três na Castelo Branco. Quem se desloca desde Piracicaba (165 km), pela Rodovia dos Bandeirantes, desembolsa R$ 20,10. De acordo com dados do pedagiômetro, as praças de pedágio arrecadam R$ 168,09 reais por segundo, mais de R$ 435,6 milhões todos os meses. O valor cobrado aqui é 12 vezes maior do que nas estradas federais – na Rodovia Fernão Dias, para ir de São Paulo a Belo Horizonte (586 km) o motorista paga R$ 10,40. Já nos 454 km que separam São José do Rio Preto de São Paulo, o viajante gasta R$ 67,80 – uma diferença de quase 600%. rio claro

6,60

R$

R$

R$

R$

Rod. Washington Luiz, km 346 – SP-310

Rod. Washington Luiz, km 282 – SP-310

Rod. Washington Luiz, km 217 – SP-310

Rod. Washington Luiz, km 181 – SP-310


5

Motoristas: a tarifa é pesada

mauro ramos

O motorista que vai de Catanduva até a cidade de São Paulo deixa nas praças de pedágio mais de cem reais no percurso de ida e volta. Hoje, grande parte do Produto Interno Bruto (PIB) de Catanduva está ligada à agroindústria e à indústria de ventilação – a cidade é conhecida como capital nacional dos ventiladores. E esse reajuste causa um enorme transtorno em toda a cadeia produtiva. Marcos Novaes, 42 anos, representante de vendas em São Paulo da LS Ventilação e Iluminação, de Catanduva, diz que independentemente do aumento das praças de pedágio, quem paga por isso são os consumidores. Segundo Marcos, enquanto alguns pedágios sobem, por exemplo, em

mauro ramos

Catanduva, uma das rotas mais caras até a Capital

Daqui à Capital, ida e volta, o motorista desembolsa mais de 100 paus de pedágios

média R$ 3,00, os produtos que chegam ao consumidor podem subir de R$ 10,00 até R$ 100,00. Luis Antônio da Silva, pre-

sidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Catanduva (SCAVRC) tem a mesma opinião de Marcos. “Sempre que

há aumento no pedágio, quem sofre o maior impacto são os consumidores, pois se desencadeia uma série de aumentos em cascata, com quem pode

pedagiometro.com.br

www.pedagiometro.com.br

Segundo estimativa do Pedagiômetro, no fechamento da matéria, às 14h30 de 21 de julho, os pedágios de São Paulo arrecadaram mais de R$ 3,2 bi. limeira

4,70

nova odessa

6,20

passando o custo para a frente” – diz o presidente. Ele conta que uma área muito afetada é a da indústria de alimentos perecíveis, que envolve muita gente até chegar ao consumidor. “Da produção ao consumo, os alimentos perecíveis têm vida útil curta e o valor deles varia com o aumento dos pedágios, dos combustíveis e dos salários dos produtores. Se o custo do transporte aumenta, não tem jeito, o consumidor é quem paga a conta” – afirma Luis.

anuncie Um pedagiômetro calcula, desde 1º de julho de 2010, a arrecadação das 227 praças de pedágio estaduais de São Paulo. A ferramenta virtual estima em tempo real a arrecadação dos pedágios paulistas com base nos relatórios das concessionárias. Os idealizadores do pedagiômetro, Eric Mantoani e Keffin Gracher, calculam que os pedágios paulistas arrecadam R$ 168,09 por segundo, ou R$ 605,1 mil por hora, chegando perto de R$ 435,6 milhões por mês. “Quisemos criar algo que impacte e sensibilize as pessoas para perceberem que os valores são realmente muito altos e para que se analise que pedágio não deveria servir para lucro” – diz Gracher. itupeva

6,90

Aqui! Telefone: (11) 3241–0008 E-mail: jornalba@ redebrasilatual. com.br Rede

Uma nova

comunicação para um novo

brasil

caieiras

7,00

R$

R$

R$

R$

Rod. Anhanguera, km 152 – SP-330

Rod. Anhanguera, km 118 – SP-330

Rod. dos Bandeirantes, km 77 – SP-348

Rod. dos Bandeirantes, km 36 – SP-348

chegada

São Paulo Total:

56,10

R$


6 cidadania

JARDIM DEL REY

Nasce a Ecoarte

A boa praça, que deixa a desejar

Entidade promete cobrar governantes

Bonita e agradável ela é, mas está sempre às moscas

mauro ramos

cação, a cultura, o esporte, contribuir para a conservação do patrimônio histórico e preservar o meio ambiente de maneira sustentável, favorecendo os direitos humanos e a democracia. No encontro de fundação foram aprovados os estatutos da entidade e elegeu-se a primeira diretoria. De acordo com Amarildo Davoli, eleito por unanimidade presidente do Ecoarte para o primeiro mandato, a entidade “não vai apenas ficar reclamando da situação. A sociedade civil tem de se organizar para dar sua contribuição, defender seus direitos e cobrar os governantes de maneira correta. É isso que pretendemos fazer” – destacou.

A praça, um recanto do Jardim Del Rey

Inaugurada em 2008, a Praça Augusto Gimenez, no Jardim Del Rey, é alvo de elogios e críticas. Se agrada por ser bonita e ocupar uma grande área abandonada, que acumulava mato e lixo, com quadra de basquete e equipamentos para diversas atividades, como mesas de jogos de

mauro ramos

Integrar o terceiro setor para promover a cidadania por meio da assistência social e dar impulso ao desenvolvimento físico e moral do ser humano são alguns dos nortes do Instituto Ecologia e Arte de Catanduva (Ecoarte). Fundado pela comunidade catanduvense na noite de 4 de julho, no auditório do Sindicato dos Bancários de Catanduva, o instituto é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – Oscip. De acordo com seu estatuto, a Ecoarte poderá atuar em todo o território nacional, criando núcleos regionais, que serão regidos por normas específicas a fim de fomentar de maneira gratuita a edu-

Diretoria da Ecoarte

Presidente: Amarildo Davoli Vice-presidente: Francisco Antônio Cinquaroli Bellissimo Secretário: Cândido Henrique Ronchi Tesoureiro: Francisco Emilio Diniz Centurion Diretora de projetos: Ysa Massako Takagi Minsoni Diretor de comunicações: Paulo Eduardo Bellucci Franco Diretor jurídico: Roberto Carlos Vicentim Conselho fiscal: Valdir Fornazieri, Cedenir Zanirato e Daniel A. Santos Souza Conselho consultivo: Ficou definido que podem participar no mínimo 10 e no máximo 25 pessoas, todas elas presentes no dia da fundação da Ecoarte.

tabuleiro e parquinho para as crianças, ela desagrada a população que até hoje se queixa da ausência de monitores que possam dar vida a ela. “As crianças fazem fila pra brincar no balanço do playground, que tem base de madeira e isso não nos passa segurança” – diz a costureira Maria de Je-

sus, que mora há 20 anos nas imediações. “Estamos sempre verificando se os parafusos estão bem rosqueados, se a madeira não está soltando lascas. Queremos mais atenção da Prefeitura” – afirma. Outra observação feita por ela diz respeito à falta de bebedouros. “A criançada brinca na praça e vem pedir água pra gente. Tem uma torneira lá, muito baixa, que não serve pra beber água. Agora já me acostumei. Nos fins de semana, encho umas garrafas de água e fico esperando a garotada bater na minha porta. O bom mesmo seria a implantação de bebedouros e de uma área coberta para os usuários da praça não ficarem expostos ao tempo; tem dia que ela fica vazia. Nossa, falta tanta coisa! Não gosto de reclamar, sabe? Só que, se a gente não fala, ninguém faz nada” – argumenta Maria.

Povo reclama: falta monitor Se possui boa estrutura física, a Praça deixa a desejar. Afinal, com o local dispondo de quadras para a prática de esportes como futebol, basquete e vôlei, não conta com um único monitor – desde sua inauguração – para promover atividades e até mesmo escolinhas de esportes no local. Com Catanduva possuindo Faculdade de Educação Física, não seria difícil a parcerias entre

Poder Público e Fundação Padre Albino para que estágios monitorados fossem realizados nas praças da Prefeitura. Assim, além de auxiliar na formação dos futuros profissionais, os locais passariam a contar com escolinhas de esportes que ensinariam modalidades esportivas às crianças e adolescentes e as ocupariam com atividades lúdicas – deixando-as longe das drogas e da violência.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Prefeitura informou que a Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo não tem qualquer previsão de disponibilizar monitores no Jardim Del Rey. “Quanto aos bebedouros, os investimentos não foram previstos na elaboração do projeto. Não há, portanto, qualquer previsão para a sua implantação.”


7 futebol

Copa Federação vai ser laboratório para Paulistão Com o retorno à elite do Campeonato Paulista de Futebol garantido após 23 anos, o Grêmio Catanduvense de Futebol utilizará a Copa Federação Paulista como laboratório. A ideia dos dirigentes é testar e revelar jogadores para compor o elenco da equipe na principal divisão do Estado no primeiro semestre de 2012. Entre a final da Série A-2 e o início do torneio do segundo semestre, a diretoria chegou a considerar até mesmo participar da competição em parceria com alguma empresa. Porém, o assunto foi descartado. Em sua primeira partida oficial após a conquista do

mauro ramos

Grêmio Catanduvense pretende testar e revelar jogadores para compor o elenco para 2012

Quem estará em campo no ano que vem?

acesso, o Grêmio perdeu para o Oeste, por 2 a 0, em Itápolis, em jogo válido pela abertura da Copa Federação Paulista. A estreia em casa ocorreu na rodada seguinte, contra o arquirrival Rio Preto. Ao contrário do ano passado, a competição

deste ano é bem mais longa. Em 2010, 29 clubes participaram da Copa Paulista. Em 2011, 36 clubes entram em campo, totalizando, 16 jogos por rodada. A Copa Paulista começou em 1999, com o intuito de ocupar durante o se-

gundo semestre times que não tiveram sucesso ao longo da temporada, ou querem exercitar seu time B. O campeão de 2010 foi o Paulista. O vencedor garante vaga na Copa do Brasil de 2012. Na primeira etapa serão

quatro chaves com nove participantes regionais, que se enfrentam entre si dentro de cada grupo. Após os confrontos de turno e returno, os quatro melhores de cada grupo avançam para a segunda fase, formando quatro novas chaves. Nesse período, as duas melhores equipes de cada grupo chegam ao terceiro estágio, em confrontos eliminatórios. Os quatro classificados enfrentam-se nas semifinais e os dois vencedores decidem o título, em jogos de ida e volta. As finais têm previsão para acontecer nos dias 16 e 20 de novembro.

Categorias de base e Brasileiro na mira do dirigente mauro ramos

A montagem de todas as categorias de base está na alça de mira do presidente do Grêmio Catanduvense, Walmor Peruzzo. O dirigente revela que a criação de equipes sub-15, sub-17 e sub-20

está em seus planos e será de vital importância para o sucesso a longo prazo do time. “Por meio da construção de um centro de treinamento ou, o ideal, em parceria com a Prefeitura, o importante é ter-

Jogos Regionais

mos categorias de base que, além de serem muito úteis socialmente para tirarmos essa garotada da rua, ainda nos dão uma base para a montagem do elenco principal” – revela. Peruzzo também informou

que a disputa do Campeonato Brasileiro faz parte de seus planos. “Vamos tentar estruturar o clube para isso. Teremos de começar na Série D e ir buscando os acessos”, disse.

posição

cidade

Catanduva conquista o 3º lugar

São José do Rio Preto

387

Só São José do Rio Preto e Araçatuba foram melhores

Araçatuba

267

Catanduva

255

Votuporanga

211

Ilha Solteira

202

Jales

185

Penápolis

183

Mirassol

O esforço e empenho de 400 atletas da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Turismo de Catanduva valeram o 3º lugar no pódio dos 55º Jogos Regionais do Interior, realizados em Jales. A diferença de pontuação com a 2ª colocada foi de apenas 12 pontos – feito inédito da cidade.

Em 2011, a delegação trouxe 115 medalhas – 36 de ouro, 34 de prata e 45 de bronze. A outra vez que a cidade conseguiu a mesma posição foi em 2008, em Penápolis. As modalidades que garantiram o ouro foram basquetebol (Masculino e Feminino), capoeira (M), ginástica artística (F), damas (F),

tênis de mesa (M) e xadrez (M e F). As equipes de atletismo (M e F), atletismo para pessoas com deficiência (PCD), handebol, natação, natação para PCD e ginástica artística (M) garantiram a prata. Já o bronze foi conquistado pelo futebol (F), handebol (M), karatê (F), taekwondô (F), vôlei (F) e vôlei de praia (M).

pontos

97


8 foto síntese – Castelinho

palavras cruzadas palavras cruzadas 1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

1 2 3 4

mauro ramos

5 6 7 8

sudoku

9

9

1

5

1

10

7

2

3 8

4

8 7

1

11

6

Horizontal – 1. Temor; partamos 2. Magistrado mourisco que tem funções de administrador judicial e fiscal; Escola de Comunicação e Artes 3. O Estado dos mineiros 4. Lado da embarcação que se acha exposto ao vento; Relativo ao gato 5. Móvel que serve para sobre ele se porem as refeições; Moléstia infecciosa grave que invade o organismo através de ferimentos na pele e atinge o sistema nervoso central, ocasionando contraturas musculares 6. Feito sem formalidades 7. Associação de Ortodontia de Araraquara; Lavram; Sorri 8. Alimentado; Preposição diante de 9. Porção balanceada de alimento; Ação de ir de um lugar para outro 10. Bairro carioca 11. Sétima nota musical; Membro das aves guarnecido de penas; Solução de substância orgânica ou mineral usada para hidratar

2 6

5

1

1

2

6

9

2

8

4

Vertical – 1. Museu de Arte Moderna; O gato é o único que faz; Assinado (abrev.) 2. Zola, escritor francês; Ligado (em inglês); Onomatopeia que mostra dor 3. Antigo habitante do planeta 4. País do Oriente Médio; O latido; Correia de couro, no Nordeste 5. São Francisco; O autor do segundo dos quatro evangelhos do Novo Testamento, dividido em 16 capítulos 6. Relativa à comida exclusivamente vegetal 7. Aquilo que acelera 8. Que vive no mar ou à beira-mar; Carta do baralho 9. Homem que não cresceu; Que foi ou se foi 10. O mesmo que iônio, ionte; Posição de contorno, espaço em volta de algo ou alguém 11. É, em inglês; Excelente (fem.)

1

3

9

7

vale o que vier As mensagens podem ser enviadas para jornalba@redebrasilatual.com.br ou para Rua São Bento, 365, 19º andar, Centro, São Paulo, SP, CEP 01011-100. As cartas devem vir acompanhadas de nome completo, telefone, endereço e e-mail para contato.

Respostas a s s m i a m a m

e d m i i n l o e s s o a n u r a o i

o v a m e c a s g e f e l a t e u m a r a r a t r i d a c a o c o n r a s a

Palavras cruzadas

m o s a r a i i n o t a n i o m r o e i d a d o s o r

o o t i m a i s

7 1 2 3 4 6 5 9 8

8 6 5 9 2 7 1 4 3

9 3 4 8 1 5 7 6 2

Sudoku

2 9 7 4 3 1 6 8 5

1 4 3 6 5 8 2 7 9

6 5 8 7 9 2 4 3 1

4 8 1 2 6 9 3 5 7

5 7 6 1 8 3 9 2 4

3 2 9 5 7 4 8 1 6


Jornal Brasil Atual - Catanduva 01