Page 1

E D I Ç Ã O

3

| A G O S T O

XLEVEL Entrevista com Rodrigo Abreu CEO da Alphagrafics

D E

2 0 2 1

BASF APOIA ONG DE REFUGIADOS ATRAVÉS DO LEADERX Saiba como aconteceu esse encontro.

LIDERANÇA AFETIVA por Valter Pieracciani

A IMPORTÂNCIA DA UNIÃO E DO DIÁLOGO NA CONSOLIDAÇÃO DE UMA LIDERANÇA Insights incríveis do Leaderx Digital com o Prof. Dr. José Luiz Tejon.


ÍNDICE INSIGHTS + ARTIGOS + INTERVIEW

03 EDITORIAL Nossas boas-vindas e um convite a percorrer essa grande e desafiadora jornada com a gente!

05 HOJE O QUE AS PESSOAS QUEREM É TEMPO.

Upor Cristiane Werner

16 PERFIL X Conhecemos de pertinho um pouco mais de uma das maiores referências no mercado.

07

A IMPORTÂNCIA DA UNIÃO E DO DIÁLOGO NA CONSOLIDAÇÃO DE UMA LIDERANÇA

19

O CRESCIMENTO DA DIVERSEY NA PANDEMIA

22 LIDERANÇA AFETIVA Entenda tudo sobre o tema com o Valter Pieracciani

11 X LEVEL Um bate papo leve e descontraído com o Ceo da Alphagrafics, Rodrigo Abreu

17 BASF APOIA ONG DE REFUGIADOS ATRAVÉS DO LEADERX

HTTPS://WWW.LEADERX.COM.BR

+55 11 51996752


CONTATO assessoria@leaderx.com.br www.leaderx.com.br

EDITORIAL SÉRGIO SÁ

HELLO,

Editor-Chefe

CINDY EVANS Editora and Designer

Seja muito bem-vindo.

A revista LeaderX é uma expansão do nosso evento, onde encontramos muitos insights, uma nova forma de comunicar as relações empresariais e com autoridade dos principais líderes do mercado. Aqui é um espaço onde nossa comunidade se sente à vontade para pensar, discutir, e compartilhar.

Equipe Revista Leader X Digital.

NPS LEADER X DIGITAL 1. NPS: a tradicional avaliação Net Promote Score para medir o nível de satisfação dos clientes. Ferramenta: WeHelp

80,4 81,5 78,9 82,6 76,9

87

94

96

27/07/21

17/05/21

03/05/21

29/03/21

15/03/21

22/02/21

26/01/21

17/12/20

30/11/20 PÁG. 03

Redação

ALESSANDRA FRISSO Redação

PRODUÇÃO EXECUTIVA Leader X é uma produção da Sacada Comunicação.

IDEALIZAÇÃO

56

NPS

CARINA MENDONÇA

O Leader X é idealizado por Ricardo Cancela.


News Leader X Ricardo Cancela Idealizador LeaderX

O LeaderX, como todos bem sabem, é baseado na

evoluindo, sem nenhum compromisso comigo.

Economia Colaborativa. Somos pioneiros no mundo

Um simples gesto cooperativo!

em nosso segmento, porém será que todos sabem os benefícios de participarem de uma comunidade com

E muitas vezes o pedido feito por um participante

esta premissa?

ativo envolvendo um contato que faz parte da

A partir desta edição da revista digital vou trazer

minha rede, porém ainda não participou do

novidades e benefícios que acredito que poucos

LeaderX. Nestes casos, faço o convite para o

conheçam, assim nada melhor que usarmos este

contato desejado, sem problema algum, porém

canal para alcançarmos uma abrangência maior na

em cortesia, por ser a primeira vez, e é ai que entra

divulgação.

a reciprocidade na economia colaborativa, ou seja, caso o novo participante confirme sua presença,

Hoje falarei da reciprocidade entre participantes.

caberá a quem me pediu assumir o custo deste

No passado, era procurado por vários executivos me

ticket extra.

pedindo para apresentar pessoas da minha rede ou mesmo abrir portas. Muitos me oferecendo um

Todo esforço gera um compromisso, uma nova

retorno financeiro baseado no sucesso ou mesmo

moeda, uma nova forma de evoluir as relações

participando de intermediações.

empresariais. Importante mencionar, esta relação simples não

Como não compactuo com nenhum destes modelos,

envolve nenhuma intermediação, ganho

e na premissa que abrir portas gera uma

financeiro da nossa parte pelo sucesso e muito

responsabilidade grande, mesmo sem relação

menos qualquer ônus nas evolutivas, pois o

comercial, e muitas vezes acaba sobrando para quem

sucesso desta relação é a capacidade de um

abre, caso haja problemas, trouxe um mecanismo

participante ativo evoluir com o participante

fácil baseado na economia colaborativa.

desejado, através de suas habilidades e

Algo simples mas bastante eficaz!

competências.

Quando um participante ativo do LeaderX me pede

O que provemos é uma plataforma única,

para apresentar alguém e este alguém já faz parte da

diferenciada e com acessos de qualidade, não só

comunidade, simplesmente eu convido o líder

no Brasil, mas em diversos países.

desejado para uma edição do LeaderX, avisando

Espero que gostem desta dica.

quem me fez este pedido.

Basta me procurarem.

Desta forma, ambos se encontrarão dentro do nosso

Sucesso! Vamos com o LeaderX!

ambiente, ou melhor, nas salas de visitas, e caberá para quem me pediu, que siga se apresentando e - Ricardo Cancela PÁG. 04


Conheça este case de Sucesso

+55 11 4097-5480

becinteligencia.com.br


HOJE O QUE AS PESSOAS QUEREM É TEMPO! POR CRISTIANE WERNER

Atual mente as empresas mai s vel ozes estão conqui stando cada vez mai s espaço no mercado e podem l evar o espaço que você acredi ta que é seu, l ogo a compl exi dade no trabal ho está destrui ndo organi zações. O detal hamento de processos engessou mui tas empresas e as empresas mai s rápi das ganham. A armadi l ha da compl exi dade é achar que a al ternati va de mai or esforço tem mai s val or. Até mesmo as métri cas defi ni das pel as organi zações são por mai s e não por menos. Mui tas vezes os excessos fazem os executi vos se perderem e focarem somente nas métri cas, até o cl i ente desi sti r da organi zação. Dados e métri cas são mui to i mportantes, mas não podem consumi r o tempo que a empresa preci sa focar no seu cl i ente. Preci samos de tempo para conversar com as pessoas quando el as não estão pensando em comprar, com o obj eti vo de anal i sar quai s são seus fatores de deci são. O que i mporta é o porquê el es compram. Empresas ori entadas ao cl i ente, não ao produto. Logo, si mpl i fi car pode conqui star cl i entes!

C o mo c h e g a r a o t r a b a l h o q u e r e a l me n t e i mp o r t a e n ã o s e p e r d e r n a j o r n a d a ? Podemos iniciar eliminando regras que não fazem sentido. Além disso muitas vezes eliminar regras empodera pessoas. Reavaliar todos aqueles relatórios mensais geralmente é um bom ponto de partida. Você realmente precisa de todas aquelas reuniões e de todos aqueles e-mails? É importante se posicionar como um líder responsável pela simplificação, reavaliar a real necessidade de todas as reuniões obrigatórias e focar nas reuniões de decisão. Outro ponto importante é o processo de tomada de decisão. Atualmente as mudanças são emergentes e muitas vezes nós líderes precisamos avançar sem ter todas as respostas. Imaginar cenários e o novo é cada dia mais necessário. Empoderar pessoas e delegar algumas decisões também é fundamental, mas não adianta delegar e depois pedir explicações e relatórios sobre as decisões que foram tomadas sem a sua participação. Certamente isso somente será possível através da escolha de pessoas certas. Criar o espaço para inovação e descobertas também é importante. O trabalho de um bom líder é criar este espaço e permitir que os profissionais entrem nele. Estar engajado e ter paixão pelo que faz deve ser uma característica

PÁG. 05


Feedback é oxigênio para definir mudanças, sejam internos ou externos. Durante a jornada para melhorar processos sentimos muita pressão para não falhar, mas não temos como melhorar senão tentar. Precisamos entender que toda falha é uma oportunidade de aprender e adotar esta postura algumas vezes é um desafio. Muitas empresas aceitam o risco, mas não aceitam o erro. Se o objetivo é inovação, o erro é melhor do que não tentar. Algumas situações podem exigir skills que você ainda não possui e isso faz você evoluir. Tanto os acertos como as falhas devem ser divididos com a equipe. Lembre-se: Parcerias são críticas! Não tente fazer tudo sozinho. Existem líderes corretos para os momentos certos e o que as organizações mais precisam atualmente é que sejam adaptáveis. Afinal, pensar diferente é um ato de ousadia! Acredito na importância de passar um tempo com fontes positivas de informações e quando recebi o convite da LeaderX decidi compartilhar insights que contribuíram para o meu processo de mudança.

dos profi ssi onai s, l ogo preci samos de pessoas comprometi das. Preci samos formar equi pes por mi ssão e não por hi erarqui a. Afi nal , o l í der não tem todas as repostas, a equi pe tem. Col oque mai s perguntas no si stema do que respostas. A qual i dade das perguntas é o que i mporta, poi s geral mente os dados j á estão todos por aí , sej a na organi zação ou no mercado. Desenvol ver o mi ndset do fundador ou dono da empresa também é i mportante, poi s quando um profi ssi onal pensa somente em fazer o mel hor para el e em detri mento da empresa, i magi ne como é a empresa e qual será o futuro da empresa. Quanto mai s os profi ssi onai s entendem que preci sam ter esta mental i dade do fundador ou dono, el e pensa mel hor sobre o l ongo prazo, mai s i novador el e se torna e mel hor será o futuro de todos.

Cristina Werner CEO e Founder 4Results

PARTICIPANTE ATIVO DESDE 2020 PÁG. 06


INSIGHTS

"Eu sou feito de pessoas".

JOSÉ LUIZ TEJON Palestrante internacional, Professor e Autor. É Top of Mind de RH, considerado uma das maiores autoridades nas áreas da gestão de vendas, marketing em agronegócio, liderança, motivação e superação humana. PÁG. 07


INSIGHTS

Leader X

Os desafios impostos pela pandemia retiram da liderança o seu elemento mais fundamental que é promover um ambiente de confiança A incerteza embutida nesta situação, torna a liderança mais desafiadora e complexa, onde a maioria das questões não tem uma resposta binária simples. Em momentos como este, com grandes incômodos, as demandas da liderança são enormes. Neste cenário, a liderança deve surgir de um conjunto de valores e não apenas de uma técnica a ser implementada. Para uma liderança autêntica é fundamental aceitar a imperfeição, e acreditar nas oportunidades do aperfeiçoamento que abrem novos caminhos para líderes e liderados. Nesta edição, Luiz Tejon trouxe provocações que impulsionaram um debate estimulante. Ao comentar sobre seu novo livro, ele salienta que a forma como líderes enfrentam os “incômodos” e como os resolvem, faz a diferença nos resultados e no cuidado com as relações humanas, em casa, no trabalho e no corpo social e nas comunidades.

PÁG. 08


INSIGHTS

Leader X

Os insights deste LeaderX contribuem para ampliarmos o olhar sobre a prática da liderança em tempos de incerteza e desafios:

01

Compreender que estamos em uma jornada de aperfeiçoamento das imperfeições permite a construção de uma “liderança de amor”, que se manifesta no respeito e cuidado com os outros;

02

Resiliência, criatividade e empreendedorismo são a tríade para criar e recriar. Funcionam como uma mola propulsora não somente para os negócios, mas para a vida.

03

Frente ao l̈egítimo "incômodo”, alguns líderes apoiam-se em outros profissionais, em pessoas próximas, em especialistas para enfrentar as causas, enquanto outros tentam escapar e se mostram como vítimas. Mas, não há espaço para líderes vítimas.

04

O poder está em admirar pessoas, em saber auscultar- caminhar com e entre as pessoas.

05

Um dos maiores desafios de um líder é conquistar os indiferentes. Muitas vezes, despertar a responsabilidade dos indiferentes é o fator decisivo para promover a dignidade humana. É um dos pilares sobre a qual podemos construir uma boa sociedade para todos: justa e digna.

ESTE ARTIGO É UMA CONSTRUÇÃO COLABORATIVA ORGANIZADA POR ALESSANDRA FRISSO, EMBAIXADORA LEADERX

“O incômodo será para o bem ou para o mal, dependendo do que fizermos com ele. E ruim mesmo será se nada página | 04 fizermos”.


X

level

Rodrigo Abreu CEO at Alphagrafics (Embaixador desde 2016) Leader X – A sua trajetória na AlphaGraphics de colaborador até Presidente é notável e inspiradora. E de Presidente a empreendedor tornando-se um dos donos da companhia é um verdadeiro case de sucesso da tenacidade, força, competência e liderança. Conte-nos os principais capítulos desta bela história! Rodrigo Abreu – O primeiro passo foi em 2004 ao confiar no projeto a longo prazo e aceitar a posição de Gerente de Desenvolvimento de Negócios. Depois de 18 meses, surgiu a oportunidade de assumir interinamente a Presidência da AlphaGraphics no Brasil, que naquele momento era uma subsidiária da matriz americana. Com uma liderança focada na expansão, relacionamento com a rede e inovação, os resultados apareceram e tive a oportunidade de assumir paralelamente e PÁG. 11

acumulativamente a posição no Brasil como VP Global de Marketing e Inovação. Em 2012, quando o grupo foi vendido a um Private Equity, surgiu a oportunidade de alguns líderes de países de optarem pelo Management Buy Out, onde os executivos compram a empresa e fiz a opção de adquirir a Unidade Brasileira, transformando-a em uma Master Franquia para o Brasil. A Jornada tem muita mistura de preparo, dedicação e de aproveitar cada oportunidade que apareceu, sem jamais perder o propósito e o entusiasmo inicial.

Leader X - Fale como foi o encontro e a criação de laços profissionais e de negócios e também de amizade com o idealizador do LeaderX Ricardo Cancela? O que representa para você ser Embaixador da Iniciativa LeaderX?


X LEVEL

O carinho pelo projeto e pelo Ricardo vem de longa data, mesmo anterior ao projeto ter esta nomenclatura. Para conectar líderes de setores muito diferentes mas com um mesmo propósito tem que ter uma grande habilidade e parece que tudo flui de uma forma natural e respeitosa. Paralelamente, sempre que precisei de uma conexão, fui prontamente atendido e isto tem um grande valor pra mim e para a AlphaGraphics. Ser embaixador é gratificante pois é uma prova de acreditar na tese da colaboração e um reconhecimento do LeaderX pelo o que já foi construido por mim e pela empresa.

Rodrigo Abreu – A paralisação total e parcial dos setores que são muito representativos pra nós, como eventos, feiras, shows, treinamentos e educacional, nos fez ter um grande impacto inicial. A partir deste momento, nos abriram muitas oportunidades pra acelerarmos o aumento do nosso portfólio digital e tecnologia, indo muito além da impressão. Nos tornamos protagonistas em serviços de sinalização e atualmente temos a melhor solução de design pra redes de lojas e empresas com múltiplos canais de vendas, fizemos a aquisição de uma empresa de Realidade Aumentada e estamos oferecendo serviços de marketing em

Leader X - A sua postura como líder o tornou conselheiro de uma entidade do

geral, incluindo Produção de Vídeos. Pra

terceiro setor com papel de protagonista quando o assunto são os refugiados em nosso país. Percebendo que o líder Ricardo Cancela possuía sinergia e alinhamento com o propósito do Instituto Adus, você abriu espaço para ele tornar-

com o retorno das impressões e a

se também Conselheiro da ONG. Como está sendo esta parceria e a jornada desta dupla? Rodrigo Abreu - Estar envolvido com uma ONG exige diversos aspectos que vão além da paixão pela causa e que extrapolam o propósito inicial. A minha atuação e do Ricardo é essencial pois podemos e conseguimos trazer experiência corporativa à ONG, ajudando na construção da marca, aproximando à empresas para captação de recursos e no desenvolvimento de novos projetos, como uma visão empresarial e consistente e creio que é isto que nossa dupla atende. Entendo que todas as causas devem ser respeitadas e valorizadas e me envolvo diretamente em diversas outras, geralmente ligadas a sustentabilidade e educação.

retomada planejamos voltar mais fortes, combinação com estes novos produtos e serviços.

Leader X – O setor gráfico e de serviços foi modernizado e na verdade a sua empresa é composta de profissionais marketing e design que são excelentes profissionais de impressão. Quais as novidade e perspectivas para os próximos 2 anos? Rodrigo Abreu– Um pouco das novidades eu destaquei acima e temos a perspectiva de cada vez mais sermos um ótimo canal de vendas para qualquer ótima solução de marketing para as empresas. Além de podermos imprimir qualquer coisa, em qualquer substrato, agora poderemos discutir e implantar soluções e tecnologias nos nossos clientes. Ou seja, vamos crescer consideravelmente nas parcerias com startups que geralmente tem ótimos produtos mas que ainda falta um reconhecimento de marca ou um canal de vendas eficiente e

Leader X – Quais foram os maiores desafios e lições da pandemia no seu setor e como a Alphagraphics se reinventou na entrega de seus serviços? Como está o planejamento da retomada?

PÁG. 12

podemos ser isto. Seremos muito mais fortes e sólidos nos próximos 2 anos.


ESTEJA SEMPRE PENSANDO EM COMO VOCÊ PODE FAZER MELHOR - ELON MUSK


ATRAVÉS DO LEADERX, BASF APOIA ONG DE REFUGIADOS LeaderX e me chamou muita atenção o propósito e o trabalho excepcional realizado por eles para apoiar a integração de refugiados na sociedade brasileira. Após esta reunião me conectei com o Marcelo Haydu, que é o fundador e diretor do instituto, que me enviou os detalhes do trabalho realizado, que imediatamente compartilhei internamente na BASF. A partir daí, a parceria foi avaliada pela área responsável e conseguimos viabilizar essa colaboração, que tem como meta capacitar refugiados e/ou solicitantes de refúgio e inserir efetivamente uma parte relevante destas pessoas no mercado de trabalho. Esperamos que isso seja o início de uma parceria que tem tudo para crescer muito no futuro."- Marcos Fernandes.

Marcos Fernandes, um dos diretores da BASF, nos conta um pouco como a BASF é totalmente participativa com trabalho social. "A BASF é uma empresa global que tem como propósito criar química para um futuro sustentável, empoderando e conectando pessoas e organizações para alcançar este objetivo. Sempre atuamos para conciliar produtividade corporativa com sustentabilidade socioambiental e, assim, atender aos anseios da sociedade que espera das empresas mais do que somente gerar empregos, mas também contribuir para o desenvolvimento econômico e social da região em que atua. Nos últimos anos temos trabalhado em muitas iniciativas que envolvem desde capacitação de jovens para trabalhar na indústria 4.0 em Guaratinguetá, investimentos em projetos para promover ações de conservação ambiental dos recursos hídricos em São Bernardo do Campo, doação de cestas básicas até colaboração com clientes e parceiros para produzir e doar materiais como produtos de limpeza hospitalar e álcool gel para entidades governamentais e sociais que atuam no combate a pandemia do Coronavírus que já beneficiaram mais de 1 milhão de pessoas só no último ano", nos relata Marcos Fernandes. O LeaderX foi essencial para essa ponte entre as duas instituições. "Conheci o Instituto Adus em uma das reuniões do

Perguntamos a ele, qual a sua percepção sobre como o meio empresarial pode realmente se engajar e criar uma rede qualificada para o apoio de ações sociais séria e comprometidas com a melhoria da vida em sociedade? "Aqui na BASF, acreditamos e trabalhamos para ampliar nosso impacto positivo por meio da conexão de pessoas, organizações sociais, poder público e empresas para superar os desafios sociais que estamos enfrentando ou que iremos encarar no futuro, sem perder de vista, obviamente, as oportunidades de negócios. Com esta visão, atuamos a partir de um portfólio que envolve patrocínio de projetos sociais, destinação fiscal, doações, voluntariado, engajamento comunitário, parcerias público-privadas, marketing relacionado a causas, negócios sociais, modelos de negócios alternativos, projetos de valor compartilhado e economia circular. O engajamento social é se doar pelo outro e, muitas vezes, mesmo pequenas ações fazem toda a diferença. Infelizmente, o mundo corporativo nos impõe desafios que muitas vezes nos fazem esquecer isso e, por essa razão, este tópico deve ser parte integrante de toda estratégia empresarial. Praticar a solidariedade traz muitos benefícios para todos, não somente aos beneficiados, pois gera satisfação pessoal, promove proximidade entre as pessoas, reforçam valores importantes da sociedade e traz uma atmosfera de harmonia e trabalho em equipe." - Marcos Fernandes

MARCOS FERNANDES MANAGING DIRECTOR – BASF

EMBAIXADOR DESDE 2017 PÁG. 14


It's a Match!

BRANDING & SOCIAL MEDIA& GESTÃO DE TRÁFEGO

O Match que faltava para sua empresa.

Vamos conversar? Cindy Evans Social Media & Designer cindyevaans@gmail.com Linkedin


PerfilX ESTELA TESTA

Cidade / Estado: Louveira/SP Formação: Formada em engenharia de alimentos pela Unicamp, Conselheira formada pelo Concertif.

PARTICIPANTE ATIVO DESDE 2021

Há mais de 30 anos como executiva da empresa Pieralisi do Brasil no setor de máquinas e equipamentos para o setor do meio ambiente, químico, alimentício, combustível mineral e óleo lubrificantes, bebidas, produtos de origem animal e bebidas de origem vegetal. Ao longo da sua carreira atua no mercado da América Latina e mais recentemente também atua como CEO Pieralisi Norte

“Participo e indico o Leader X pois os eventos trazem o conhecimento e troca

América, atuando também como Diretora Comercial ao longo de sua carreira e buscando sempre levar o setor de saneamento a um assunto que seja de conhecimento de todos.

de experiências de uma forma eficiente".

Conselheira do Conselho de Administração da Abimaq, Presidente do Sindesam – Sistema Nacional de Indústrias de Equipamentos para Saneamento Básico e Ambiental, Coordenadora do Conselho de Saneamento Ambiental - Abimaq, Conselheira de Ética da Abimaq, Conselheira do COEMAS – Conselho Temático de Meio Ambiente e Sustentabilidade – CNI.

A gente pode se conectar por aqui: Linkedin e-mail: estela.testa@pieralisi.com celular: + 55 11 9 7687-6662

Frase que me inspira: "A sorte segue a coragem". - Mario Sergio Cortella "A disciplina é a mãe do êxito" - Ésquilo "Forte é aquele q vence a si mesmo" - Hamilton Pires Livros que recomendo: Primavera Silenciosa - Rachel Carlson Os 50 + importantes livros em Sustentabilidade Na decisão de compra sou: objetiva. Você pode me contratar para: Fornecimentos de equipamentos e soluções para os segmentos do meio ambiente, químico, alimentício, combustível mineral e óleo lubrificantes, bebidas, produtos de origem animal e bebidas de origem vegetal.

PÁG. 16


"MUITO MAIS DO QUE UM SOFTWARE, AJUDAMOS EMPRESAS A ENTENDEREM O SEU CLIENTE".


Notícias X

O CRESCIMENTO DA DIVERSEY NA PANDEMIA LeaderX - Um dos eventos do mercado financeiro acompanhados mais de perto pelos investidores são os IPOs. Eles marcam a estreia de uma empresa na Bolsa de Valores e costumam despertar curiosidade e interesse — além da ambição de obter ganhos. Como foi a jornada da Diversey para o lançamento da IPO em março de 2021? A Diversey completou 98 anos de existência em 2021. Fundada em Chicago, Illinois nos Estados Unidos, começou suas atividades em 1923 como uma empresa que se preocupava com o meio ambiente, já naquela época, produzindo produtos de limpeza superiores aqueles encontrado no mercado naqueles tempos. Quase 100 anos depois, a Diversey continua seu legado Protegendo e Cuidando das Pessoas, um de seus valores corporativos, através de soluções profissionais de higiene, limpeza, programas de prevenção de infecções hospitalares, segurança dos alimentos e sustentabilidade. A Diversey fornece suas soluções em praticamente todos os setores do mercado, tanto no mercado profissional institucional de serviços, quanto na indústria. Está presente em 175 países com mais de 9.000 funcionários espalhados ao redor do mundo. No primeiro trimestre de 2021 a Diversey (DSEY) abriu seu capital na bolsa de valores dos Estados Unidos na NASDAQ através de um IPO (Initial Public Offering). Olhando para os últimos 30 anos de história, a Diversey pertenceu a diversos grupos PÁG. 18

empresariais, desde o canadense Molson, passando por Unilever, família Johnson nos Estados Unidos, Clayton Dubilier & Rice Investment, Sealed Air, até chegar no seu último e atual detentor majoritário, o private equity de Boston chamado Bain Capital. Depois da compra em 2017 pelo Bain Capital, a empresa passou por profunda reorganização, investimentos em tecnologia e governança corporativa. A empresa cresceu e se tornou mais atrativa a potenciais compradores. Já na pandemia, Infection Prevention, um dos pilares estratégicos da empresa, foi muito demandado e a Diversey viu seu valor multiplicar, foi aí que o Bain Capital resolveu abrir o capital da empresa arrecadando recursos no mercado para investir ainda mais no negócio.

LeaderX - Como você está vendo o cenário dos negócios de uma indústria como a Diversey nos próximos 12 meses com a retomada das atividades econômica em razão da imunização da população em curso em nosso país? A pandemia definitivamente fez com que nós repensássemos o verdadeiro significado da palavra relatividade, muito das nossas certezas absolutas na administração e gestão de um negócio caíram por terra, nunca mudamos tanto de opinião em tão pouco tempo, o que funcionava até então, passou a obsolescência instantânea, aprendemos a operar de maneira antes inimaginável, erramos tentando acertar, percebemos na marra que não somos máquinas


iguais aos computadores que podem ficar ligados 24 horas por dia, adoecemos, vimos nossa impotência em seu grau máximo, porém, experimentamos na prática nossa criatividade, inventamos novas rotas para a solução dos problemas emergentes, aprendemos a nos relacionar e comunicar de maneira diferente, inovamos, a solidariedade e empatia foram determinantes para que as empresas pudessem sobreviver. Infelizmente, vimos também algumas empresas e mercados desaparecerem da noite para o dia, pulverizaram-se e sumiram, triste realidade nesse período tão difícil que a humanidade está passando. Não menos verdade, alguns setores de mercado prosperaram, pois apresentaram soluções ou atuavam em setores que foram favorecidos pela pandemia e seus reflexos. Dito isso, na Diversey não foi diferente, como atuamos em diversos setores do mercado acompanhamos de perto a agonia dos setores como aviação civil, hospitalidade, automobilístico, alimentação, comércio em geral, entre outros. Agora parece-nos, duro dizer isso num cenário tão volátil e incerto, que o avanço da vacinação e com um pouco mais de conhecimento sobre a doença, nossas vidas começam a engatinhar para uma possível normalidade, com isso, alguns mercados já começaram a demandar por produtos e serviços. A Diversey está muito atenta a esses movimentos de maneira a atender com a mesma qualidade e presteza num cenário extremamente difícil e de ruptura industrial, onde a demanda começa a surgir, mas nossa matriz mundial logística e de commodities ainda não atingiu sua capacidade de regime, o que faz com que sintamos a falta de alguns insumos e também impactos na inflação. O grande desafio para os próximos 12 meses é o entendimento daqueles mercados que foram afetados de maneira estrutural, ou seja, mesmo depois da pandemia mudarão sua forma de operar e consequentemente nova releitura estratégica dos fornecedores será necessária. Já aqueles mercados que foram afetados de maneira situacional, serão alvos de estudo profundo para alinhamento das novas necessidades e exigências trazidas pelos consumidores, que estão cada vez mais atentos a qualidade e serviços superiores, mas sem abrir mão da economia e do valor do dinheiro. Portanto, como empresa, deveremos criar o que ainda não existe, parar imediatamente de fazer o que não funciona mais e melhorar o que precisa continuar. Digo isso não somente voltado para produtos e serviços, mas de uma maneira geral na da Diversey. P Á Gadministração . 19

LeaderX - Conte-nos sobre as principais mudanças no modelo de negócio da Diversey após a pandemia. Você entende as transformações nas atividades laborais como um todo serão perenes e à longo prazo trarão mais qualidade de vida aos colaboradores? Difícil prever o que virá, acredito no processo de adaptação e melhoria contínua, colaboração e comunicação estreita com o mercado, sociedade e principalmente com nosso time, nossa gente. Sempre falo para os colaboradores da Diversey que a verdade está no campo, dentro do cliente, o resto são opiniões virtuais pois estamos operando a empresa atrás de computadores, o que na minha opinião não é o ideal já que somos uma empresa de prestação de serviços em sua essência. 60% dos funcionários do Brasil estão no campo atendo nossos clientes, 30% são operários da fábrica e logística e apenas 10% trabalham nos escritórios corporativos. Mesmo assim, estamos reavaliando os escritórios e sua necessidade. Lançamos um programa de Filosofia do Escritório, para definição da abordagem futura do trabalho na Diversey. Aprendemos que é possível desempenhar nossas funções em qualquer lugar com um mínimo de planejamento e tecnologia, não somente dentro de um escritório. Então as perguntas que se juntam a esta questão são: Para que serve mesmo um escritório? Seria um lugar para as pessoas aprenderem com a experiência dos colegas de trabalho? Uma plataforma de colaboração e criação? Um meio onde os gerentes, chefes, possam se conectar e controlar os trabalhos dos seus times? Uma maneira de fazer amigos e ter uma vida social com os colegas de trabalho, fazer conexão emocional com a empresa, se sentir parte de? Ou seria um lugar para fazer uma pausa da dinâmica do home office? Um ambiente para inovação talvez? Enfim, são muitas perguntas para poucas respostas definitivas ou conclusivas. Com todas essas dúvidas, resolvemos lançar o programa Filosofia do Escritório, que tem a pretensão de endereçar essas importantes questões e direcionar para aquilo que se adapte à nossa nova cultura em tempos de ruptura.

MARCO GODOY CEO - DIVERSEY

EMBAIXADOR DESDE 2017


New Podcast

OUÇA AGORA

DOIS EPISÓDIOS DISPONÍVEIS. OUÇA AGORA

Comandado por eles:

Sérgio Sá

Ricardo Cancela


LIDERANÇA AFETIVA POR VALTER PIERACCIANI Col oque em uma escal a hi potéti ca o perfi l de l i derança de pessoas a que você foi subordi nado(a) ao l ongo de sua carrei ra. I magi ne que em uma extremi dade estão os tí pi cos l í deres sangue-fri o, que se i gual am ao estereóti po de homem de negóci os e máqui na de resul tados. Na outra ponta si tuam-se os poucos l í deres compassi vos, apai xonados por gente e que l i deram não pel o medo, mas pel o amor. Em que posi ção você col oca cada um de seus superi ores? E em que posi ção você mesmo se col ocari a? Na sua empresa, é permi ti do que os l í deres basei em sua atuação em afeto e na qual i dade das rel ações humanas? Se for, será uma honrosa exceção. Nunca houve no mundo dos negóci os a possi bi l i dade de fal ar de amor. Consi dera-se uma abordagem que si mpl esmente não combi na com esse mei o. A boa notí ci a é que, acossados pel a pandemi a e seus desdobramentos, mergul hamos em uma revol ução que abri rá a mente e o coração dos l í deres para uma busca aberta do amor no mundo do trabal ho. Amor dos cl i entes por seus produtos e servi ços; amor entre i ntegrantes de equi pes; e, em especi al , do ti me por seus l í deres. Sendo assi m, observe como se rel aci ona com a sua equi pe; aval i e verdadei ramente.

PÁG. 19 PÁG. 22

Tudo que está ocorrendo à nossa vol ta acabou nos dando uma excel ente oportuni dade para repensar nossos rel aci onamentos com os l i derados e com todos em nossa área de i nfl uênci a. Agora a pergunta-chave: sob qual desses doi s esti l os de l i derança você acha que a i novação consegue avançar mai s? Como sabemos, o esti l o dos l í deres é determi nante para o ambi ente, e, assi m, por i dei as vi rarem i novação ou morrerem, e com el as as empresas que não i novarem. É por i sso que, submeti das à mesma si tuação dramáti ca, vemos l ado a l ado empresas fechando e outras crescendo exponenci al mente. Preste atenção a mai s um ponto: em home offi ce e em pl ena revol ução di gi tal , fi cou mai s di fí ci l l i derar com base no poder e na força. Não dá mai s para aval i ar equi pes por mei o de cri téri os cl ássi cos, como o número de horas-assento no l ocal de trabal ho. Chegou a hora de os verdadei ros l í deres emergi rem e mostrarem do que são capazes. El es, e só el es, consegui rão assegurar engaj amento, i nspi rar a di stânci a e fazer com que cada col aborador dedi que ao trabal ho o mel hor de si e sua energi a mai s vi brante. Fazer com que a organi zação funci one como um só si stema no qual as partes (departamentos) trabal hem j untas de manei ra natural e harmoni osa – ai nda que cada i ntegrante do ti me estej a na própri a casa.


Descobrimos que as escolas não estão prontas para ensinar essa forma de liderar. Chegou o tempo dos líderes dedicados, humildes, capazes de apoiar e de despertar paixão nos integrantes de seus times. Não há mais espaço para a era da arrogância em nome do poder. Para o tal líder que “destrói” fornecedores e parceiros para depois dar uma de bacana vangloriando-se dos resultados. O professor canadense Henry Mintzberg, grande escritor e guru, criou o conceito do líder intuitivo, que inspira, é passional e abre aos seus liderados possibilidades infindáveis. A capacidade de inovar é uma característica única dos seres humanos e tem a ver com energia vital. Está na hora de os líderes compreenderem sua gigantesca responsabilidade de atuar sobre esse dom divino da inovação. Ouvirem mais seus corações e abandonarem de vez formas de liderar que migraram dos exércitos para as empresas. Novos líderes comandarão a verdadeira revolução de nossos tempos no mundo empresarial. E será pelo amor.

Valter Pieracciani Sócio-Diretor e Fundador - Pieracciani PÁG. 23

PARTICIPANTE ATIVO DESDE 2020


BASTIDORES LEADERX POR SÉRGIO SÁ - CEO SACADA COMUNICAÇÃO

“UM POUCO MAIS SOBRE O LEADERX E AS POSSIBILIDADES DE NEGÓCIOS ENTRE OS LÍDERES, PARTICIPANTES E BUSINESS ASSOCIATES E PARTNERS QUE FAZEM O EVENTO”

O LeaderX é um evento digital único e que envolve inúmeros profissionais e empresas no regime de economia colaborativa. O propósito é entregar um conteúdo de valor diferenciado e que possibilite inúmeras conexões e negócios futuros entre a comunidade. Tudo é minuciosamente planejado em pouco tempo e todos os associados de negócios e sócios, incluindo a Produção Executiva (Sacada Comunicação) tem atividades profissionais nos seus respectivos segmentos. Assim o LeaderX é uma iniciativa que visa a geração de laços, parcerias e novos negócios, entre as empresas e executivos participantes, associados de negócios e sócios que têm seus negócios em seus segmentos. O comprometimento dos associados e sócios sempre será a entrega do melhor produto com a melhor relação custo benefício do mercado com o maior número de diferenciais possível. Assim você participante do LeaderX é responsável por aprimorar nosso modelo, e gerar negócios em ecossistema, por que não? Prestigiando os serviços oferecidos em outras oportunidades, gerando novos negócios, parcerias consolida e fortalece laços e aprimora e desenvolve a qualidade de nossas atividades e promove a oportunidade de construções de laços de amizade por que não? Em tempo onde a mediocridade (do termo médio) é regra, sejamos realmente diferentes, fazendo a diferença e criando um grupo de pessoas realmente acima da média, com intuito de nos tornarmos melhores e contribuirmos para que nossa sociedade e nosso país evoluam! Com dedicação, inteligência, espírito inovador e muito “hardwork”, porque do céus nada cairá, além de chuva, neve ou granizo....kkkkk Abraços, Sérgio Sá. PÁG. 21


Perfil X

IRIS BARBOSA

Estudou economia na universidade Santana Sao Paulo, graduada em Pedagogia pela Unip e tem um MBA pela FGV-SP. Mais de 36 anos de experiência como executiva nas áreas: Comercial, Operacional, Franquias, Treinamento/Desenvolvimento/Formação de pessoas, Diversidade e Comunicação de grandes multinacionais tais como McDonald´s e Apple. No McDonalds construiu uma carreira incrível de atendente a diretora Sênior de Treinamento, Desenvolvimento e Educação, para a América Latina e Caribe, onde foi responsável pela definição, execução e resultados da estratégia de treinamento para mais de

PARTICIPANTE ATIVO DESDE 202O

100,000 funcionários, gerentes e franqueados em 2.000 restaurantes existentes em mais de 20 países. Foi também uma das responsáveispela implementação e gestão

“Participo e indico a LeaderX pelo alto nível de experiência, foco colaborativo e espírito inovador dos participantes, a leaderX trás temas atuais de maneira prática, direta e divertida, sempre inovando pois se interessa em escutar ativamente cada membro além de estar

de uma das Universidades Corporativas mais reconhecidas no mundo, a Hambúrguer University, um centro de Excelência no desenvolvimento de liderança. Iris também atuou como líder de Treinamento/Desenvolvimento, Comunicação Interna e Incentivos para a gigantesca empresa de tecnologia Apple Computer, onde junto com sua equipe foi responsável pela estratégia de capacitação, comunicação e engajamento da equipe de vendas, gerência e líderes na América Latina e Miami.

atenta aos movimentos do mercado local e global."

Atuante na área de Diversidade, em ambas empresas, recebeu vários prêmios e entre eles o Global Women’s Leadership Award, por ser uma referência de liderança feminina na América Latina, onde também liderou junto com RH programas de desenvolvimento de carreira e mentoria para líderes.

Livro que recomendo: Faça Acontecer, Sheryl Sandberg e A essência da liderança, Mac Anderson Frase que me inspira: Quando nao podemos mais mudar uma situação, somos desafiados a mudar a nós mesmos - Viktor Frankl

É participante ativa da delegação mexicana do Global Women, organização com mais de 30 anos de existência com foco na inserção das mulheres na sociedade como Líderes de empresas, na política e como empreendedoras. Hoje, Iris atua como consultora, estando neste momento contratada por uma Start-up e única unicórnio mexicana no segmento de negócios de autos, compartilhando sua experiência

A gente pode se conectar por aqui: Linkedin

para o crescimento acelerado do negócio em toda América Latina e Oriente Médio, é também Palestrante com foco em temas sobre liderança feminina e diversidade, Investidora, empreendedora e voluntária. Iris é uma das maiores referência de treinamento e Desenvolvimento com foco em produção de resultados no Brasil, uma apaixonada e convicta de que somos melhores quando

PÁG. 24

somos capazes de aprender e ensinar continuamente.


POR QUE A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL É UM DESAFIO PARA AS ORGANIZAÇÕES? POR DAVID PEREIRA

De acordo com o IDC (International Data

1-

Assumir que a "transformação digital" é

Corp.) gastos com transformação digital

um evento único não endereça o ritmo cada

poderão chegar a US $ 2,3 trilhões em 2023.

vez mais acelerado de inovação. Isso deixa as

Isso não é surpreendente. As empresas devem

empresas com um ecossistema de

produzir produtos de última geração com

desenvolvimento de produto rígido que não

recursos de próxima geração ou sairão do

consegue lidar com a próxima onda de

mercado. Porém, o desafio que as empresas

inovação em engenharia, manufatura e

enfrentam é que até 70% das transformações

serviços.

digitais falham. Além do mais, a transformação digital é,

Neste processo é necessário erradicar

ironicamente, mais difícil para empresas

sistemas que custam mais em manutenção e

maiores do que para empresas menores.

conservação do que agregam valor. Se a maior parte do seu orçamento de TI é

Na verdade, de acordo com um estudo de

consumida na manutenção de sistemas

2019 da empresa de consultoria Gartner Inc.,

legados que mantêm sua organização

“Até 2021, as iniciativas de transformação

funcionando no status quo enquanto o resto

digital levarão em média, o dobro do tempo e

do mercado segue em frente, sua capacidade

custarão o dobro do previsto em grandes

de transformação é muito reduzida.

empresas tradicionais,”. Algumas razões para estas falhas: PÁG. 26


2-

Síndrome do eterno piloto: A transformação digital geralmente começa com um projeto piloto, mas não deve terminar aí. As tecnologias que criam ilhas de informação não aceleram as mudanças: elas as impedem. As informações que residem em um sistema que ninguém pode acessar, exceto aqueles que as colocam lá, não agregam valor para outras equipes.

3-

Atribuir a Transformação Digital a um departamento, piloto ou fornecedor vai contra o desafio central da mudança: possuí-la como uma empresa. As pessoas precisam de mais, e não menos, agilidade e acesso a suas informações. Elas devem ser capazes de alterar, expandir e estender livremente as tecnologias da empresa - por meio de integrações, configu-

rações e personalizações ou mesmo criando aplicativos dentro dela. A facilidade e o nível de controle com os quais as equipes podem gerenciar sua transformação digital depende da seleção de ferramentas com arquiteturas abertas, conectores, interfaces de programas de aplicativos e ambientes de autoria.

4-

Para a transformação é necessário mais conhecimento - não de mais dados. Servidores cheios de dados que suas equipes não conseguem entender não são úteis. O valor reside no conhecimento adquirido a partir desses dados e entregue a equipes internas e externas que podem usá-lo para melhorar seus produtos e estratégias de negócios. A análise dos dados para desenvolver conhecimento e insights depende do contexto. Por exemplo, o contexto é encontrado no ciclo de vida do produto, começando com os requisitos que os produtos foram projetados para atender; continuando ao longo de sua evolução nos domínios da engenharia, cadeias de suprimentos, manufatura e serviços; e estendendo-se à forma como os clientes experimentaram esses produtos - o sucesso ou o fracasso final em atender aos requisitos iniciais. A análise dos dados do produto requer acesso a este contexto e uma compreensão das conexões entre os processos e os dados que eles geram, em todo o ciclo de vida do produto de ponta a ponta.

PÁG. 27


Em seu novo livro, Why Digital Transformations Fail (Berrett-Koehler Publishers, 2019), Tony Saldanha mostra um outro motivo pelo qual 70% de todas as transformações digitais falham: A maior constatação é que as transformações falham porque os líderes não são claros nem disciplinados sobre como liderar essa mudança! No livro ele coloca um pequeno check list para evitar falhas no processo de transformação digital. Comprometimento da estratégia digital: é sobre o líder colocar publicamente seus recursos e credibilidade em jogo, e não apenas patrocinar a transformação digital. Jeff Bezos fez isso. Execução Iterativa: dividir a grande transformação em muitos pequenos projetos e experimentos. A reorganização digital:Tecnologia digital não é r apenas uma função do departamento de TI. Devese incorporar o desenvolvimento e liderança dela em todas as funções da empresa. Isso evita que a função de TI se torne um gargalo. Promover a aprendizagem digital e a alfabetização em todos os níveis da organização. Recentemente, a Amazon anunciou um plano de quase três quartos de bilhões de dólares para retreinar sua força de trabalho em habilidades digitais. Criar métricas que mostre os beneficios que estão sendo obtidos com a Transformação Digital. Uma iniciativa não termina no “go live” da solução e sim quando o beneficio que justificou o processo de transformação é atingido. Concluindo: As transformações digitais podem ser feitas rotineiramente e de forma bem sucedidas. Em vez de representar uma ameaça existencial, a transformação digital pode se tornar a oportunidade de uma vida.

DAVID DE PAULO PEREIRA DIRETOR DE TECNOLOGIA E SERVIÇOS, CIO, CTO DIGITAL PATH

PARTICIPANTE ATIVO DESDE 2020

PÁG. 28


Agradecimento O LeaderX, através do seu idealizador Ricardo Cancela, agradece aos embaixadores Dagoberto Gabriel e Marcos Oliveira, pelo apoio e envolvimento direto na campanha do agasalho 2021 "Solidariedade, Amor em Movimento", lançada pela Prefeitura de Santana de Parnaíba - São Paulo, por meio do Fundo Social de Solidariedade, com objetivo de arrecadar cobertores e roupas, novas e usadas, em bom estado para serem distribuídos aos munícipes que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Esta ação social, envolvendo o LeaderX, foi concebida através do apoio da Fátima Muro, Secretária adjunto da Secretaria de Operações Urbanas, responsável pelos bairros de Alphaville e Tamboré.

Ainda não segue a gente nas redes sociais?! Aproveite e siga agora.


Próximos Eventos


Profile for leaderx_Digital

Revista LeaderX - Edição 003  

Entrevistas, insights e muito bate-papo com os maiores líderes do mercado brasileiro e internacional.

Revista LeaderX - Edição 003  

Entrevistas, insights e muito bate-papo com os maiores líderes do mercado brasileiro e internacional.

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded